Hepatite
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hepatite

on

  • 23,349 views

Apresentação sobre hepatite. Conceitos básicos e diferenças entre as hepatites virais.

Apresentação sobre hepatite. Conceitos básicos e diferenças entre as hepatites virais.

Statistics

Views

Total Views
23,349
Views on SlideShare
22,825
Embed Views
524

Actions

Likes
9
Downloads
1,013
Comments
1

14 Embeds 524

http://dicasreceitas.blogspot.com.br 294
http://dicasreceitas.blogspot.com 175
http://euprestoatencao.wordpress.com 20
http://dicasreceitas.blogspot.pt 16
http://cezarjunior.com.br 6
http://pinterest.com 3
http://dicasreceitas.blogspot.be 2
http://dicasreceitas.blogspot.jp 2
http://dicasreceitas.blogspot.se 1
http://translate.googleusercontent.com 1
http://dicasreceitas.blogspot.it 1
http://dicasreceitas.blogspot.in 1
http://www.linkedin.com 1
http://www.pinterest.com 1
More...

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Nossa esse site é bastante comestível, no sentido figurado é claro pois através dele obtemos, vasto conhecimento de qualquer assunto ocorrente em nossa sociedade, assuntos estes tão preocupante que mesmo assim passamos despercebidos por falta de conhecimento,e através do Slideshare podemos transmite este conhecimento, através de apresentação dos slides muito obrigado espero que mais usuários obtenha um bom proveito.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Hepatite Hepatite Presentation Transcript

    • HEPATITE
      conceitos e informações farmacêuticas
      Dr. Luis Antonio Cezar Junior
      Farmacêutico Bioquímico
    • O que é a hepatite?
      Hepatite é toda e qualquer inflamação do fígado e que pode resultar desde uma simples alteração laboratorial (portador crônico que descobre por acaso a sorologia positiva), até doença fulminante e fatal (mais frequente nas formas agudas).
    • Tipos de Hepatite
      A
      B
      Existem várias causas de hepatite, sendo as mais conhecidas as causadas por vírus (vírus das hepatite A, B, C, D, E, F, G, citomegalovírus, etc).
      C
      D
    • Tipos de Hepatite
      A
      B
      Além dos virus outros fatores podem causar a hepatite. Outras causas: drogas (anti-inflamatórios, anticonvulsivantes, sulfas, derivados imidazólicos, hormônios tireoidianos, anticoncepcionais, etc), distúrbios metabólicos (doença de Wilson, poli-transfundidos, hemossiderose, hemocromatose, etc), trans-infecciosa, pós-choque. Em comum, todas as hepatites têm algum grau de destruição das células hepáticas.
      C
      D
    • Quadro Clínico
      A grande maioria das hepatites agudas são assintomáticas ou leva a sintomas incaracterísticos como:
      • febre,
      • mal estar,
      • desânimo e
      • dores musculares
    • Quadro Clínico
      Hepatites mais severas podem levar a sintomas mais específicos, sendo o sinal mais chamativo a icterícia, conhecida popularmente no Brasil por "tiriça" ou "amarelão" e que caracteriza-se pela coloração amarelo-dourada da pele e conjuntivas
    • Quadro Clínico
      Exemplo de icterícia
    • Quadro Clínico
      • Associado pode ocorrer urina cor de coca-cola (colúria) e fezes claras, tipo massa de vidraceiro (acolia fecal).
      • Hepatites mais graves podem cursar com insuficiência hepática e culminar com a encefalopatia hepática e óbito. Hepatites crônicas (com duração superior a 6 meses), geralmente são assintomáticas e podem progredir para cirrose.
    • Hepatites Virais
      • Considerada a maior pandemia mundial da atualidade. 60 a 80% cronificam em 15-20 anos, evoluindo para cirrose hepática, e 1-2% para hepatocarcinoma.
      • O Brasil é hoje um país que tem portadores crônicos de hepatite B e hepatite C, segundo conceitos do Organização Mundial da Saúde, de nível mediano: 1-3%
    • Hepatites A
      • É uma hepatite infecciosa aguda causada pelo vírus da hepatite A.
      • Altamente contagiosa, sua transmissão é do tipo fecal oral, ou seja, ocorre contaminação direta de pessoa para pessoa ou através do contacto com alimentos e água contaminados.
      • Existe vacina segura para hepatite A.
      • Os sintomas são de início súbito, com febre baixa, fadiga, mal estar, perda do apetite, sensação de desconforto no abdome, náuseas e vômitos. Pode ocorrer diarreia.
    • Hepatites B
      • Sua transmissão é através de sangue, agulhas e materiais cortantes contaminados, também com as tintas das tatuagens, bem como através da relação sexual.
      • É considerada também uma doença sexualmente transmissível.
      • Os sintomas são semelhantes aos das outras hepatites virais, mas a hepatite B pode cronificar e provocar a cirrose hepática.
      • Existe vacina para hepatite B, que é dada em três doses intramusculares e deve ser repetida a cada 10 anos. O período de incubação do vírus da hepatite B é de 90 dias.
    • Hepatites C
      • Hepatite que pode ser adquirida através de transfusão sanguínea, tatuagens, uso de drogas, piercings, e em manicure, ainda não foi comprovado que pode ser contagiosa por relações sexuais.
      • A hepatite C é perigosa porque pode cronificar e provocar a cirrose hepática e o hepatocarcinoma, neoplasia maligna do fígado.
      • Não existe vacina para a hepatite C e é considerada pela Organização Mundial da Saúde como o maior problema de saúde pública, é a maior causa de transplante hepático e transmite-se pelo sangue mais facilmente do que a AIDS.
    • Prevenção
      Existem várias medidas eficazes na prevenção da doença, como:
      • Vacinação, no caso das hepatites por vírus A e B;• Uso de água tratada ou fervida;• Lavar bem legumes, frutas e verduras;• Lavar bem as mãos após usar o toalete e antes de preparar os alimentos e de se alimentar;• Não compartilhar seringas e agulhas;• Uso de preservativo nas relações sexuais;• Uso de material de proteção, por profissionais de saúde;• Acompanhamento pré-natal para aconselhamento adequado e prevenção da transmissão;• Evitar uso abusivo de álcool, medicamentos e drogas.
    • Dúvidas