Formas farmacêuticas

26,348 views
25,840 views

Published on

Curso Atendente de Farmácia

Published in: Education
2 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
26,348
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
223
Actions
Shares
0
Downloads
897
Comments
2
Likes
13
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Formas farmacêuticas

  1. 1. atendente deFARMÁCIA Prof. Dr. Luis Antonio Cezar Junior Farmacêutico Bioquímico
  2. 2. atendente de FARMÁCIA VIAS DE ADMINISTRAÇÃOE FORMAS FARMACÊUTICAS
  3. 3. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO Introdução o que são VIAS DE ADMINISTRAÇÃO?São estruturas orgânicas com as quais a droga toma contato parainiciar uma série de processos que visam seu efeito farmacológico.
  4. 4. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO Introdução IV pulmonarEFEITO intraperitoneal oral TEMPO
  5. 5. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO Introdução • Oral ENTERAL • Retal • Sublingual • DiretasPARENTERAL • Indiretas
  6. 6. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO ENTERALORAL  Via de administração mais comum  Distribuição do fármaco é lenta, evita-se a ocorrência de níveis sangüíneos elevados de uma forma rápida.  Menor probabilidade de intoxicação  Possibilidade do uso de lavagem gástrica, em caso de intoxicação.
  7. 7. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO ENTERALSUBLINGUAL Fármaco difunde-se para a trama capilar e passa diretamente à circulação sistêmica.  Não apresenta o efeito de primeira passagem.
  8. 8. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO ENTERALRETAL 50 % do fluxo venoso retal tem acesso à circulação porta.  Pacientes com emese, pacientes inconscientes, crianças pequenas.
  9. 9. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL • IntravenosaDIRETA • Intramuscular • Subcutânea • Cutânea • InalatóriaINDIRETA • Conjuntival • Rino-orofaíngea • Genitourinária
  10. 10. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETASubcutânea
  11. 11. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETASubcutânea Vantagens  Absorção boa e constante para soluções Permite a administração de grandes volumes Desvantagens Dor e necrose por substâncias irritantes Facilidade de sensibilização do pacientes
  12. 12. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETASubcutânea
  13. 13. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETAIntramuscular
  14. 14. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETAIntramuscular Vantagens  Produz efeito mais rápido que a administração oral  Difusão através do tecido
  15. 15. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETAIntravenosa
  16. 16. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETAIntravenosa Vantagens Efeito imediato  Biodisponibilidade de 100%
  17. 17. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL DIRETAIntraperitoneal
  18. 18. VIAS DE ADMINISTRAÇÃO PARENTERAL INDIRETACutânea Conjuntival Respiratória Genitourinária
  19. 19. FORMAS FARMACÊUTICAS Introduçãoo que sãoFORMAS FARMCÊUTICAS?São preparações constituídas por um ou mais fármacosassociados à substâncias auxiliares.
  20. 20. FORMAS FARMACÊUTICAS LíquidasSOLUÇÕESSão preparações que contém um ou mais fármacos dissolvidos em água,podendo ser administrados por via enteral ou parenteral. SOLUÇÕES ORAIS SOLUÇÕES OTOLÓGICAS SOLUÇÕES OFTÁLMICAS COLUTÓRIOS SOLUÇÕES INJETÁVEIS
  21. 21. FORMAS FARMACÊUTICAS Líquidas
  22. 22. FORMAS FARMACÊUTICAS Líquidas XaropesPreparações líquidas aquosas viscosas (grande quantidade de açúcar) pode conter maisde um princípio ativo (além de adjuvantes)
  23. 23. FORMAS FARMACÊUTICAS Líquidas ELIXIRESSão fármacos dissolvidos em álcool e água, agradáveis ao paladar álcool melhora aestabilidade do princípio ativo os elixires podem ser diluídos em água para minorar oconteúdo alcóolico
  24. 24. FORMAS FARMACÊUTICAS Líquidas EMULSÕESpreparações obtidas pela dispersão de duas fases líquidas imiscíveis ou praticamenteimiscíveis (água e óleo)
  25. 25. FORMAS FARMACÊUTICAS Líquidas SUSPENSÕESdispersões de partículas sólidas do fármaco em um líquido aquoso no qual ele éinsolúvel.
  26. 26. FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS PÓS E GRANULADOSPós são misturas de fármacos com adjuvantes em forma seca, finamente divididos.
  27. 27. FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS ComprimidosFormas farmacêuticas sólidas obtidas por compressão da mistura de pós, contendofármaco e adjuvante.
  28. 28. FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS DRÁGEASFormas farmacêuticas sólidas recobertas por uma camada gastroresistente e diversascamadas de açúcar, cêras e outros adjuvantes.
  29. 29. FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS CÁPSULASSão constituídas por invólucro de gelatina dura ou mole, de forma e capacidadevariáveis
  30. 30. FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS ÓVULOSSão formas sólidas, que como os supositórios, se fundem ou liquefazem à temperaturado corpo. São colocados no interior da vagina.
  31. 31. FORMAS FARMACÊUTICAS SEMI-SÓLIDAS POMADAS E PASTASSão constituídas de base monofásica (óleos, no caso das pomadas) na qual podemestar dispersos fármacos sólidos ou líquidos.
  32. 32. FORMAS FARMACÊUTICAS SEMI-SÓLIDAS GEISSão constituídos de líquidos estruturados a partir de agentes gelificantes.
  33. 33. FORMAS FARMACÊUTICAS SEMI-SÓLIDAS CREMESPreparações farmacêuticas semi-sólidas que contêm um ou mais agentes medicinaisdissolvidos ou dispersos em emulsões
  34. 34. FORMAS FARMACÊUTICAS Sistemas de Liberação Prolongada
  35. 35. FORMAS FARMACÊUTICAS Sistemas de Liberação Prolongada
  36. 36. CEBRAC ® centro brasileiro de cursosDÚVIDAS

×