Universidade de Aveiro   Departamento de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas     Análise do Potencial    Turístico do ...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                                         Técnicas de Apoio ao Planeame...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                             Técnicas de Apoio ao Planeamento1 Introdu...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamento2 Concep...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamentopromoção...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamento        ...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamento        ...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                             Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1 Poten...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                             Técnicas de Apoio ao Planeamentoexiste um...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamentopensões,...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.2.7 ...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                               Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.2.1...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                               Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.3.6...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                               Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.4.3...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                             Técnicas de Apoio ao Planeamento6.2 Para ...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamentorelativo...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                              Técnicas de Apoio ao Planeamento6.2.2   ...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                                   Técnicas de Apoio ao Planeamento   ...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                                 Técnicas de Apoio ao Planeamento8 Con...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                             Técnicas de Apoio ao Planeamento9 Bibliog...
Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro                            Técnicas de Apoio ao Planeamentohttps://ww...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Análise do potencial Túristico de Aveiro

234

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
234
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Análise do potencial Túristico de Aveiro"

  1. 1. Universidade de Aveiro Departamento de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas Análise do Potencial Turístico do Distrito de AveiroTécnicas de Apoio ao PlaneamentoJonana Lopes n.º42066Docentes: Eduardo Castro e Hugo Figueiredo 12 de Novembro de 2010
  2. 2. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao PlaneamentoÍndice1 Introdução.................................................................................................................. 22 Conceptualização Teórica ......................................................................................... 33 O distrito de Aveiro – conceptualização geográfica ................................................. 44 Questões de Investigação .......................................................................................... 55 Questões operacionais ............................................................................................... 56 Variáveis Mensuráveis .............................................................................................. 6 6.1 Potencial Turístico ............................................................................................. 7 6.1.1 Recursos Naturais ....................................................................................... 7 6.1.2 Infra-estruturas............................................................................................ 8 6.1.3 Recursos Históricos e Culturais................................................................ 11 6.1.4 Recursos Humanos ................................................................................... 12 6.1.5 Recursos económicos ............................................................................... 13 6.2 Para a utilização do potencial turístico ............................................................ 14 6.2.1 Procura Turística....................................................................................... 14 6.2.2 Perfis dos visitantes que procuram o distrito de Aveiro ........................... 167 Método de recolha de dados Primários ................................................................... 168 Conclusão ................................................................................................................ 189 Bibliografia.............................................................................................................. 19 1 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  3. 3. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento1 Introdução Este trabalho foi proposto no âmbito da disciplina de Técnicas de Apoio aoPlaneamento e tem como principal objectivo a aplicação de métodos estatísticos naacção do planeamento, ou seja, aplicarmos os conhecimentos a ter em conta noplaneamento de estudos e investigações e os conhecimentos de análise adquiridos aolongo das aulas, num trabalho que incidirá na aplicação de métodos de recolha de dadose na aplicação de um método de análise desses mesmos dados recolhidos. Na continuação da proposta feita na fase anterior, serve agora a presente fasepara indicar as variáveis recolhidas, primárias ou secundárias, qual a forma de asrecolher. Contudo neste trabalho serão reestruturadas as perguntas de investigaçãotentando estipular, também, perguntas operacionais que tentem ajudar na resposta àsperguntas de investigação. Será ainda elaborada uma conceptualização do potencialturístico e da utilização do potencial turístico, e será elaborada uma conceptualizaçãogeográfica do distrito de Aveiro. 2 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  4. 4. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento2 Conceptualização Teórica Para se estudar a potencialidade turística de um determinado território ecompreender até que ponto é que esse potencial tem sido utilizado, é necessáriocompreender-se os conceitos de potencialidade turística e de utilização do potencialturístico. Analisando as duas palavras pode definir-se “potencial” como capacidade quealguém ou algo pode ter ou vir a ser, e “turístico” como relativo ao turismo, contudonão é possível ainda chegar através desta definição de palavras a um conceitoestruturado do que é o potencial turístico. Assim, o potencial turístico é definido na perspectiva do autor (Almeida; 2006;p. 216), da seguinte forma: “a existência de condições objetivas favoráveis da oferta turística, dos aspectos normativo-institucionais e de outros fatores complementares capazes de viabilizar, por meio do adequado planejamento, uma exploração turística sustentável destinada a satisfazer uma demanda atual ou latente.” (Citado por: SOARES, J.; CARDOSO, P.; 2009; ALMEIDA;2006: p. 216) Focaliza-se desta forma a definição de potencial turístico como sendo todos osfactores objectivos que por meio de promoção e organização planeada podem criar umaoferta turística e que satisfazem a procura de um determinado território. Definindonuma outra perspectiva mais prática, o potencial turístico engloba todos os recursospresentes num território, que possam ser utilizados no turismo, quer sejam recursosnaturais, económicos, humanos, culturais ou infra-estruturas. Assim, a utilização do potencial turístico será a utilização que esses recursos têmno turismo, ou seja, para se fazer uma análise da utilização do potencial turístico énecessário analisar a procura por esses mesmos recursos. Entende-se, então, comoanálise do potencial turístico a análise da oferta turística, em suma, os recursos(económicos, naturais, culturais, humanos e infra-estruturas) que transmitem potencialao Distrito de Aveiro, e a análise da procura turística por esses recursos identificando osperfis de turísticas que se enquadram no potencial que o distrito possui. 3 Concluindo, a perspectiva de análise que aqui será feita é uma perspectiva maiscentrada no Distrito em si, analisando o potencial em termos de recursos disponíveis, Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  5. 5. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamentopromoção dos mesmos e fazendo uma relação com a procura que existe por eles e nãonuma perspectiva de “análise do mercado” incluindo a concorrência, ou seja, analisandoo potencial do Distrito em função da concorrência vizinha que existe, como algunsautores referem.3 O distrito de Aveiro – conceptualização geográfica O distrito de Aveiro situa-se na Beira Litoral e Região Centro entre os Distritosdo Porto, de Viseu e de Coimbra. Tem uma área de 2808 km² e é composto por 19Concelhos, os quais podemos encontrar na imagem que se segue, sendo o Concelho deAveiro a sua sede de distrito. A sua população residente é de 752 867 (dados de 2006). Fig. 1 – Mapa do Distrito de Aveiro; Fonte: http://www.portuguesesnomundo.com/distrito.asp?d=1 Fisicamente, o distrito localiza-se abaixo do nível dos 100 m de altitude tendo nasua constituição a Ria de Aveiro e os rios da bacia hifdrográfica do Vouga: 4  Rio Cértima;  Rio Alfusqueiro;  Rio Águeda; Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  6. 6. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento  Rio Antuã;  Rio Agadão;  Rio Caima;  Rio Mau; E o próprio Rio Vouga que é o rio maior e principal deste distrito. O distritopossui também 5 serras, a Serra do Buçaco, a Serra do Arestal, a Serra da Arada, a Serrado Caramulo e a Serra da Freita, sendo as 3 últimas as que possuem uma altitude acimados 1.000 metros.4 Questões de Investigação Pretende-se, então, analisar a potencialidade turística do Distrito de Aveiro,avaliar de que forma é que ela tem sido utilizada e quais os concelhos que possuem umarelação maior potencial maior aproveitamento. Assim, as perguntas de investigaçãoserão as seguintes: 1) Quais os concelhos do Distrito de Aveiro que possuem maior potencial turístico e de que forma está ele a ser utilizado em cada concelho? 2) Como poderia ser utilizado o potencial turístico do distrito de Aveiro? E quais os recursos (económicos, culturais, naturais, humanos, infra- estruturas) que poderiam ter essa melhor utilização? 3) Qual a relação da utilização do potencial turístrico com a localização geográfica de cada concelho no Distrito de Aveiro? (Será que os concelhos do litoral são os com maior utilização do potencial turístico?)5 Questões operacionais As questões operacionais deste estudo relacionam-se com as perguntas deinvestigação da mesma forma de estruturação (as questões do ponto 1) são referentes àpergunta de investigação 1) e assim sucessivamente). O objectivo das questões 5operacionais é tentar estabelecer uma ligação das variáveis que são necessárias paracada pergunta de investigação e quais os indicadores que serão necessários obter. Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  7. 7. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento 1) Quais os elementos de oferta (recursos naturais, culturais, económicos, humanos, infra-estruturas, promoção de tipologias) que cada concelho possui? Que procura turística (variáveis da procura turística) têm esses elementos? 2) Análise da razão potencial – utilização do potencial dos recursos existentes? 3) Quais os concelhos com a melhor análise da razão potencial – utilização do potencial dos recursos turísticos? Quais os concelhos que possuem maior procura turística?6 Variáveis Mensuráveis Na escolha das variáveis mensuráveis teve-se em conta se estas são ou nãorelevantes para o estudo e se elas já se encontram disponíveis para recolha indirecta ouse será necessário fazer uma recolha directa de dados primários que sejam necessáriospara se obter as variáveis relevantes ao estudo. As variáveis consideradas relevantes para o estudo são de seguida indicadasabaixo, sendo definidas e explicitando a forma de recolha, e estão estruturadas daseguinte forma:  Para o potencial turístico: o Recursos Naturais: o Infra-estruturas: o Recursos Históricos e Culturais: o Recursos Humanos o Recursos económicos:  Para a utilização do potencial turístico; o Procura Turística: o Perfis dos visitantes que procuram o distrito de Aveiro 6 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  8. 8. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1 Potencial Turístico6.1.1 Recursos Naturais6.1.1.1 Km de Praia Este é sem dúvida um recurso natural presente no distrito relevante para opotencial turístico sendo assim necessário ter-se a extensão de praia em quilómetrosexistente em cada concelho do Distrito de Aveiro. Esta é uma variável de recolhadirecta através da utilização do método de recolha de análise exaustiva.6.1.1.2 Extensão (km) de Montanha Outro recurso natural presente no distrito é a zona de montanha que existe,podendo ser uma atractividade para o turismo e que deve ser medida de igual forma emquilómetros. Esta é uma variável de recolha directa através do método de análiseexaustiva onde será feita uma medição por escalas através de plantas topográficas.6.1.1.3 Pontos de Atractividade nos Rios presentes no Distrito Outro Recurso natural do Distrito é a extensão de rios que proporcionam umambiente de natureza e aventura. Sentiu-se assim a necessidade de identificar os pontosde interesse nos rios que possam desenvolver aí a actividade turística, sendo desta formanecessário recolher esta variável directamente através do método de recolha de análiseexaustiva.6.1.1.4 Extensão (km) de praias fluviais Assim como as praias marítimas, também esta praias são importantes para opotencial turístico, por isso será medida a extensão das várias praias existentes em cadaconcelho do Distrito. Será também uma variável de recolha directa através do métodode recolha de análise exaustiva feito através da análise de plantas topográficas assimcomo nas variáveis referidas anteriormente.6.1.1.5 Áreas protegidas (km²) As áreas protegidas podem ser classificadas em parques naturais, parquesnacionais, reservas naturais, paisagens protegidas e monumentos naturais. Esta variável apesar de não parecer directamente relacionada com o potencialturístico, ela é contudo importante para a sua análise pois permitirá saber de certa formaa área natural que é protegida pelas entidades de natureza, neste caso o ICNB (Instituto 7de Conservação da Natureza e da Biodiversidade), contribuindo para um território maiscuidado e consequentemente para o Turismo. Apesar de se ter a informação que só Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  9. 9. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamentoexiste uma área protegida classificada pelo ICNB, a reserva natural de S. Jacinto, parauma melhor análise esta deverá ser analisada em km² de área de extensão. Para isso seráfeito um levantamento exaustivo da área desta reserva natural.6.1.1.6 Uso do solo identificado nos PMOT para o turismo (ha) Esta variável diz respeito ao solo que é definido nos PMOT (Planos Municipaisde Ordenamento do Território) para o Turismo e é expressa em hectares. É possívelrecolhe-la através do INE.6.1.1.7 Extensão de Floresta (km) A extensão de Floresta é também importante para a análise do potencial turísticopois é um recurso natural que constitui uma paisagem própria sendo assim também umaatracção turística. A variável será recolhida de forma directa através do método deanálise exaustiva onde será feita uma medição por escalas através de plantastopográficas, como já foi referido em outras variáveis da mesma tipologia.6.1.1.8 Extensão (km) do Rio Vouga que pertence ao Distrito de Aveiro Sendo o Rio Vouga o principal rio que atravessa o Distrito de Aveiro e quedesagua na Ria de Aveiro, ele constitui um importante recurso natural de grandeatracção ao turismo, sendo, por isso, relevante inclui-lo no estudo. Para isso seránecessário fazer uma recolha directa desta variável, uma vez que não existe informaçãosuficiente para a sua construção. Serão analisados mapas topográficos do distrito deAveiro, onde será determinado através da medida de escala o valor da extensão do RioVouga pertencente ao distrito de Aveiro.6.1.1.9 Pontos de interesse ao longo da Ria de Aveiro no Distrito de Aveiro Esta variável vai de encontro à variável descrita no ponto 6.1.1.3, contudo sendoo espaço analisado, a Ria de Aveiro. Será, assim, também uma variável de recolhadirecta através do método de recolha de análise exaustiva onde será uma análise demapas topográficos, como nas variáveis referidas anteriormente.6.1.2 Infra-estruturas6.1.2.1 N.º de estabelecimentos hoteleiros Os Estabelecimentos Hoteleiros são infra-estruturas de apoio ao Turismo, sendo, 8por isso indispensáveis constituindo o alojamento dos turistas, ou seja, onde estespodem pernoitar. Na sua constituição integram as seguintes tipologias: hotéis, pousadas, Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  10. 10. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamentopensões, estalagens, motéis, hotéis-apartamentos (aparthotéis) e aldeamentos turísticos.Esta variável é de recolha indirecta uma vez que existe no INE.6.1.2.2 Capacidade dos alojamentos (n.º de camas) A capacidade de alojamento, neste caso, traduz-se no número de camasdisponibilizadas aos turistas, ou seja, esta variável permite, mais do que saber o númerode alojamentos, perceber qual a capacidade de turistas que podem albergar. É tambémuma variável de recolha indirecta através das publicações do INE.6.1.2.3 N.º de estabelecimentos de TER O número de estabelecimentos de Turismo em Espaço Rural (TER) traduz osestabelecimentos que se destinam a prestar, em espaços rurais, serviços de alojamento aturistas, dispondo para o seu funcionamento de um adequado conjunto de instalações,estruturas, equipamentos e serviços complementares, tendo em vista a oferta de umproduto turístico completo e diversificado no espaço rural. Os alojamentos de TERpodem ser hotéis rurais, casas de campo, quintas, casas rurais e solares. Esta variávelestá disponibilizada no INE ao nível das NUT’s II, por isso, pedindo a esta instituição adisponibilização ao nível das NUT’s III será possível recolher a variável indirectamente.6.1.2.4 N.º de Postos de Turismo Os postos de turismo são as entidades de apoio complementar que servem para oapoio aos visitantes prestando informações sobre as atracções e meios complementaresde turismo e explicitando outras informações relevantes. Esta variável será recolhidaindirectamente através do levantamento nos sites das autarquias locais constituintes dodistrito de Aveiro.6.1.2.5 Km de ciclovia (por concelho) Sendo uma infra-estrutura de acesso e ao mesmo tempo de práticas desportivas,ele constitui uma elevada importância para o turismo pois permite visualizar os locaisturísticos ao mesmo tempo permite a realização de uma actividade desportiva e lúdicaque é amiga do ambiente.6.1.2.6 N.º de Vias de Acesso Principais a cada concelho Inventariação do número de vias de acesso (ruas, estradas, auto-estradas) a cadaConcelho do Distrito de Aveiro. Variável de recolha directa através da inventariação, ou 9seja, utilização do método de recolha de análise exaustiva (inventariação). Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  11. 11. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.2.7 N.º de Estabelecimentos de Restauração e Bebidas Estabelecimentos de Restauração e Bebidas são meios complementares de apoioao turismo que têm uma importância ao nível de fixar os turistas no destino duranteperíodo de tempo maior. Esta variável está disponibilizada no INE ao nível das NUT’sII, por isso, pedindo a esta instituição a disponibilização ao nível das NUT’s III serápossível recolher a variável indirectamente.6.1.2.8 N.º de estabelecimentos comerciais de artesanato e produtos regionais O número de estabelecimentos comerciais de artesanato e produtos regionais éde elevada importância uma vez que constitui uma fonte de receitas provenientes dosprodutos que são vendidos aos visitantes e também à população local. Esta variável serárecolhida indirectamente através de fontes de dados das autarquias que pertencem aoDistrito de Aveiro.6.1.2.9 N.º de Parques de Campismo e Caravanismo Este é outro meio de alojamento que permite um maior contacto com a natureza,sendo também o meio de alojamento mais acessível, permitindo que o campista leve asua tenda e caravana ou auto-caravana e se instale no parque para pernoitar. Variável derecolha indirecta através da base de dados estatísticos do INE.6.1.2.10 Capacidade dos Parques de Campismo e Caravanismo A capacidade dos parques de campismo e caravanismo é medida através da áreaútil mínima destinada a cada campista ou caravanista, ou seja, esta variável permitesaber a dimensão dos parques de campismo e quantos turistas/campistas albergam.6.1.2.11 N.º de Pousadas de Juventude Meio complementar de alojamento mais acessível destinado a jovens turistas.Esta variável será recolhida indirectamente através do INE.6.1.2.12 Área de Jardins e Espaços Verdes Área em metros quadrados dos espaços verdes de lazer e jardins, parques demerendas e outros locais, onde os turistas possam desfrutar de momentos de lazer eparticipar em actividades lúdicas. Esta variável terá de ser recolhida directamenteatravés do levantamento exaustivo dos locais em cada concelho. 10 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  12. 12. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.2.13 N.º de Infra-estruturas de congressos Número de locais destinados a conferências, congressos que pode ser umaatracção para o turismo de negócios. Esta variável será recolhida directamente atravésdo levantamento exaustivo.6.1.3 Recursos Históricos e Culturais6.1.3.1 N.º de Castelos, Igrejas, Capelas antigas Os castelos, igrejas e capelas antigas são pela sua antiguidade, arquitectónica etradição aspectos culturais muito atractivos para o turismo numa região, sendo por issoimportante saber qual o número deste tipo de recursos que existem no distrito deAveiro. Apesar da variável existir em parte no IGESPAR, será necessário fazer umarecolha directa de dados exaustiva do resto da componentes da variável, uma vez quenão existem dados secundários sobre as igrejas e capelas existentes em cada concelhodo distrito de Aveiro em nenhuma fonte de dados estatísticos.6.1.3.2 N.º de Museus, jardins zoológicos, botânicos e aquários Esta variável representa outros recursos culturais, indicados na sua designaçãoque são muito importantes para a atractividade do turismo. É uma variável de recolhaindirecta através do INE.6.1.3.3 N.º de Galerias de Arte As galerias de arte são espaços que promovem a cultura de uma determinadaregião, um estilo artístico ou algo característico de uma cultura. Esta variável serárecolhida indirectamente através da base de dados estatísticos do INE.6.1.3.4 N:º de Teatros Igualmente espaços de carácter cultural que podem servir de atracção e fixaçãodos turistas durante um maior período de tempo permitindo um maior leque deactividade lúdicas para os turistas. A variável será recolhida através da base de dadosestatísticos do INE.6.1.3.5 N.º de cinemas Igualmente espaços de carácter cultural que podem servir de atracção e fixaçãodos turistas durante um maior período de tempo permitindo um maior leque deactividade lúdicas para os turistas. A variável será recolhida através da base de dados 11estatísticos do INE. Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  13. 13. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.3.6 N.º de Recintos Culturais Igualmente espaços de carácter cultural que podem servir de atracção e fixaçãodos turistas durante um maior período de tempo permitindo um maior leque deactividade lúdicas para os turistas. A variável será recolhida directamente através dolevantamento exaustivo de dados através da inventariação junto destas infra-estruturas.6.1.3.7 N.º de Eventos festivos (Concertos, Feiras, Exposições) Os eventos festivos como concertos, feiras, exposições, festas religiosas, entreoutras, permitem aos turistas um maior leque de actividades a realizar n o destino peloque é bastante importante considerar esta variável no estudo. A variável será recolhidadirectamente através do levantamento exaustivo de dados através da inventariação juntodestas infra-estruturas.6.1.3.8 Despesas dos Municípios com cultura e desporto Despesa que os vários municípios têm com as actividades culturais edesportivas. Importante para se saber o volume das actividades que proporciona. Estavariável pode ser recolhida indirectamente através da base de dados estatísticos do INE.6.1.4 Recursos Humanos6.1.4.1 Taxa Bruta de escolarização da População Relação percentual entre o número de aluno matriculados num determinadociclo de estudos e a população residente em idade normal de frequência desse, ou seja,permite saber até que ponto é que a população dos vários concelhos do Distrito deAveiro é escolarizada. A variável será recolhida indirectamente através da base dedados estatísticos do INE.6.1.4.2 N.º de Pessoas com formação na área de Turismo Mais do que se saber a escolaridade da população do Distrito de Aveiro éimportante saber se possuem formação na área do turismo permitindo assimdesenvolver-se o serviço com uma maior qualidade. Para isso é necessário que hajamrecursos humanos com formação nesta área. Esta variável será recolhida directamenteatravés do método de recolha de análise por amostragem estratificada, identificando osgrupos, que serão a população de cada concelho, e depois, dentro de cada grupo far-se-áuma amostragem aleatória. 12 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  14. 14. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento6.1.4.3 % de empregados no sector terciário no total de empregados Esta variável é definida pela percentagem (%) de empregado que fazem parte dosector terciário. Será recolhida através de recolha indirecta na base de dados estatísticosdo INE.6.1.4.4 N.º de trabalhadores por contra de outrem nos estabelecimentos de sector terciário Esta variável quantifica o número absoluto de empregados por conta de outremno sector terciário. Será recolhida através de recolha indirecta na base de dadosestatísticos do INE.6.1.5 Recursos económicos6.1.5.1 N.º de empresas do sector terciário Esta variável é importante para o estudo na medida em que mede o número deempresas que fornecem serviços, um elemento importante no desenvolvimento daactividade turística num destino. Será, assim, recolhida indirectamente através da basede dados estatísticos do INE.6.1.5.2 N.º de empresas de animação Turística As empresas de animação turística são uma importante forma de garantir que osturistas permaneçam por um maior período de tempo no destino, proporcionandoactividades aos turistas durante a sua estadia. Daí a necessidade de se identificar até queponto é que existem empresas deste tipo a promover as actividades turísticas. Estavariável será obtida através da recolha directa utilizando-se o método de análiseexaustiva.6.1.5.3 PIB per capita Esta variável permite saber qual é o valor da riqueza das famílias, permitindoassim avaliar até que ponto é que os concelhos constituintes do Distrito de Aveiro sãodesenvolvidos ao nível da geração de riqueza. A variável será recolhida indirectamenteatravés do INE.6.1.5.4 % da Despesa dos Municípios com o Turismo A recolha desta variável ser feita de forma directa através da análise dosorçamentos municipais, percebendo qual a percentagem da parcela que é destinada à 13despesa dos municípios com o turismo. Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  15. 15. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento6.2 Para a utilização do potencial turístico6.2.1 Procura Turística6.2.1.1 Estada média de hóspedes estrangeiros Número de dias em média por cada hóspede estrangeiro. Variável disponívelpara recolha indirecta no INE.6.2.1.2 Dormidas em Estabelecimentos Hoteleiros Número de dormidas nos estabelecimentos hoteleiro (Hotéis, Aparta) Variáveldisponível para recolha indirecta no INE.6.2.1.3 Taxa de ocupação-cama (líquida) Relação entre o número de dormidas e o número de camas disponíveis noperíodo de referência, considerando como duas as camas de casal. A variável estadisponível para recolha indirecta no INE.6.2.1.4 Proporção de hóspedes estrangeiros Número de hóspedes estrangeiros no número de hóspedes totais (estrangeiros einternos). A variável esta disponível para recolha indirecta no INE.6.2.1.5 Dormidas em Estabelecimentos de TER Número de dormidas nos estabelecimentos de Turismo no Espaço Rural. Avariável está disponível para recolha indirecta no INE ao nível das NUT’s II, contudoserá possível pedir a variável ao nível das NUT’s III.6.2.1.6 Receitas dos municípios com cultura e desporto A recolha desta variável ser feita de forma directa através da análise dosorçamentos municipais, percebendo qual o valor das receitas que é destinada àactividade do turismo nos municípios.6.2.1.7 Receitas dos Cinemas (milhares €) A recolha desta variável ser feita de forma indirecta através do INE, que possuidados disponíveis relativos a NUT’s II e onde será pedido o fornecimento dos dadosrelativos às NUT’s III de forma a perceber qual o valor das receitas dos cinemas com asua actividade.6.2.1.8 Receitas de Espectáculos ao vivo (milhares €); 14 A recolha desta variável ser feita de forma indirecta através do INE, que possuidados disponíveis relativos a NUT’s II e onde será pedido o fornecimento dos dados Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  16. 16. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamentorelativos às NUT’s III de forma a perceber qual o valor das receitas com espectáculos aovivo (concertos, feiras, exposições, etc.).6.2.1.9 N.º de Visitantes por Museu Esta variável será recolhida directamente juntos dos vários museus que existemnos Concelhos do Distrito de Aveiro.6.2.1.10 Proporção de visitantes estrangeiros nos museus Igualmente como a variável anterior esta será recolhida da mesma forma, maspercebendo qual é a proporção dos visitantes estrangeiros no total dos visitantes.6.2.1.11 N.º de Visitantes por Castelo Como as variáveis anteriores a variável também será recolhida junto dos castelosque existam em cada Concelho do Distrito.6.2.1.12 Receitas das Empresas de Animação Turística Aquilo que as empresas de animação turística facturaram com a sua actividade.A variável será recolhida directamente junto das empresas, uma vez que não existe estainformação em nenhuma base de dados estatísticos.6.2.1.13 Receitas dos meios de Alojamento Aquilo que todos os meios de alojamento facturaram com a sua actividade. Estavariável será recolhida através do INE, não estando disponível para consulta nas suaspublicações, ela será requerida para o estudo.6.2.1.14 N.º de Campistas Esta variável dará uma percepção do número de turistas que preferem ocampismo como meio de alojamento. É uma variável de recolha indirecta através doINE.6.2.1.15 Dormidas nas pousadas da juventude Esta variável dá o número de dormidas em pousadas da juventude, uma tipologiade alojamento não contemplada nas outras categorias e, que por isso, terá de serrecolhida de forma directa.6.2.1.16 Receitas da Venda de Artigos Artesanais e regionais Aquilo que todos os estabelecimentos de venda de artigos artesanais e regionais 15facturaram com a sua actividade na venda destes mesmo artigos. Esta variável serárecolhida directamente junto destes estabelecimentos. Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  17. 17. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento6.2.2 Perfis dos visitantes que procuram o distrito de Aveiro Esta variável será uma das mais importantes porque, além de se identificar aprocura que existe pelo distrito de Aveiro, ela permite perceber que tipos de perfis deturistas é que fazem uma maior utilização do potencial turístico do Distrito.7 Método de recolha de dados Primários Nem todas as variáveis apresentadas acima estão disponíveis em fontes de dadossecundários, por isso a sua recolha não será indirecta, mas terá de ser uma recolhadirecta de dados. Desta forma será necessário definir métodos de recolha para asvariáveis em questão. Em algumas variáveis já foi definido o método de recolha acima,contudo será feito um resumo das varáveis em questão e qual o método de recolha. Quadro 1 - Tabela de variáveis que serão recolhidas utilizando o processo de recolha directo. Variável Método de Recolha Km de Praia Análise exaustiva (medição) Extensão (km) de Montanha Análise exaustiva (medição) Pontos de Atractividade nos Rios Análise exaustiva Extensão (km) de praias fluviais Análise exaustiva (medição) Áreas protegidas (km²) Análise exaustiva (medição) Extensão de Floresta (km) Análise exaustiva (medição) Extensão (km) do Rio Vouga que pertence ao Análise exaustiva (medição) Distrito de Aveiro Km de ciclovia (por concelho) Análise exaustiva (medição) Pontos de interesse ao longo da Ria de Aveiro Análise exaustiva no Distrito de Aveiro N.º de Vias de Acesso Principais a cada Análise Exaustiva (inventariação) concelho Área de Jardins e Espaços Verdes Análise exaustiva (medição) N.º de Infra-estruturas de congressos Análise exaustiva (inventariação) 16 N.º de Recintos Culturais Análise exaustiva (inventariação) Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  18. 18. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento N.º de Pessoas com formação na área de Técnicas de Amostragem aleatória Turismo Estratificada N.º de Visitantes por Museu Análise exaustiva (junto destas infra- estruturas) Proporção de visitantes estrangeiros nos museus Análise exaustiva (junto destas infra- estruturas) N.º de Visitantes por Castelo Análise exaustiva (junto destas infra- estruturas) Receitas das Empresas de Animação Turística Análise exaustiva (junto destas infra- estruturas) Dormidas nas pousadas da juventude Análise exaustiva (junto destas infra- estruturas) Receitas da Venda de Artigos Artesanais e Análise exaustiva (junto destas infra- regionais estruturas) Perfis dos visitantes que procuram o distrito de Técnica de Amostragem Aleatória por Aveiro clustersNota: a respectiva medição em grandes áreas será sempre feita com ajuda de mapas topográficos dessas áreasem questão para definir as extensões respectivas em km e km² de forma a obter-se as variáveis necessárias aoestudo. As variáveis que são possíveis de recolher indirectamente terão como sua fonteas publicações do INE que se encontram de seguida aqui descritas:  Anuário Estatístico da Região Centro e da Região Norte;  Estatísticas da Cultura (sendo necessário pedir ao INE o fornecimento de dados a nível de NUT’s III);  Empresas em Portugal (sendo necessário pedir ao INE o fornecimento de dados a nível de NUT’s III);  Empresas de Portugal (sendo necessário pedir ao INE o fornecimento de dados a nível de NUT’s III);  Estatísticas do Turismo (sendo necessário pedir ao INE o fornecimento de dados a nível de NUT’s III); 17 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  19. 19. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento8 Conclusão Concluindo, depois de se saber quais as varáveis importantes no estudo querespondem às questões de investigação, foram definidos os métodos de recolha dessasvariáveis concluindo, também, que será necessário aplicar um método específico para aconstrução da variável “Perfis dos Visitantes que procuram o Distrito de Aveiro” paraidentificar os perfis. Penso que o próximo passo será definir a forma como irei recolher esta últimavariável e qual o método a aplicar posteriormente na análise das variáveis para medir opotencial turístico e ver até que ponto este potencial está a ser utilizado. 18 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  20. 20. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamento9 Bibliografia  FIGUEIREDO, H.; “Slides das Aulas de Técnicas de Apoio ao planeamento”, 08/10/2010  Guia do Programa Leader:http://ec.europa.eu/agriculture/rur/leader2/rural-pt/biblio/touris/metho.pdf  INE; “Empresas de Portugal” (2008); 14/11/2010, 14:25;http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes&PUBLICACOESpub_boui=87680294&PUBLICACOEStema=55579&PUBLICACOESmodo=2  INE; “Anuário estatístico da região Centro” (2008); 14/11/2010, 14:30http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes&PUBLICACOESpub_boui=79281345&PUBLICACOEStema=55581&PUBLICACOESmodo=2  INE; “Anuário estatístico da região Norte” (2008); 14/11/2010, 14:30http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes&PUBLICACOESpub_boui=809872&PUBLICACOEStema=55581&PUBLICACOESmodo=2  INE; “Estatísticas da Cultura” (2008); 12/11/2010, 18:45http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes&PUBLICACOESpub_boui=71447036&PUBLICACOEStema=55554&PUBLICACOESmodo=2  INE, “Estatísticas do Turismo” (2009); 12/11/2010, 19:02http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes&PUBLICACOESpub_boui=93859523&PUBLICACOEStema=00&PUBLICACOESmodo=2  Câmara Municipal de Anadia; 14/11/2010, 15h55http://www.cm-anadia.pt/  Câmara Municipal de Estarreja; 14/11/2010, 15h50 19http://www.cm-estarreja.pt/main/  Câmara Municipal de Anadia; 14/11/2010, 16h01 Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas
  21. 21. Análise do Potencial Turístico do Distrito de Aveiro Técnicas de Apoio ao Planeamentohttps://www.cm-feira.pt/portal/site/cm-feira  Câmara Municipal de Oliveira do Bairro; 14/11/2010, 15h47http://www.cm-olb.pt/PageGen.aspx  Câmara Municipal de Sever do Vouga; 14/11/2010, 16h12http://www.cm-sever.pt/  Câmara Municipal de Vale de Cambra; 14/11/2010, 16h09http://www.cm-valedecambra.pt/  Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis; 14/11/2010, 16h05http://www.cm-oaz.pt/  Câmara Municipal de Castelo de Paiva; 14/11/2010, 16h16http://www.cm-castelo-paiva.pt/VSD/CasteloPaiva/vPT/Publica/  Câmara Municipal de São João da Madeira; 14/11/2010, 16h22http://www.cm-sjm.pt/  Câmara Municipal de Ovar; 14/11/2010, 15h24http://www.cm-ovar.pt/www/default.aspx  Câmara Municipal de Ílhavo; 14/11/2010, 16h29http://www.cm-ilhavo.pt  Câmara Municipal de Aveiro; 14/11/2010, 15h15http://www.cm-aveiro.pt  Câmara Municipal de Vagos; 14/11/2010, 17h04http://www.cm-vagos.pt/  Câmara Municipal de Arouca; 14/11/2010, 16h51http://www.cm-arouca.pt/portal/index.php  Câmara Municipal da Mealhada; 14/11/2010, 16h56http://www.cm-mealhada.pt/ 20  Câmara Municipal de Águeda; 14/11/2010, 17h07http://www.cm-agueda.pt/ Universidade de Aveiro | Dep. De Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas

×