Your SlideShare is downloading. ×
Internet ml abr2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Internet ml abr2011

1,680
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,680
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MensageiroAbril 2011 | Ano 94 | No 1.157 Luterano a passagem pela morte para a VidaNa Sexta-feira:“Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste?” No Domingo:ExemplaravulsoR$ 5,20 “Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito” Meditação Adiáforos Igrejas pelo mundo Quem nos removerá A bandeira da Igreja A horta do San Pablo pág. 18 pág. 20 a pedra? pág. 09
  • 2. Mens AGeiR o LUteRAno | Ano 94 | nº 1.157Abril2011 LeiA nestA edição Inclusão Missão de todos! Os portadores de necessidades especiais são uma bênção para a nossa sociedade, eles nos ensinam a sermos mais humanos e solidários. 1505 mensagem Do PresiDenTe Do leiTor06 ViDa com DeUs em foco Raiva no Tempo de 0809 meDiTação trânsito perdoar10 caPa13 reflexão14 TesTemUnho música na igreja18 aDiáforos Texto e música:2023 igrejas Pelo mUnDo eDiTora concórDia um bom casamento 1624 Umas e oUTras26 saúDe eDUcação Teológica28 acolhenDo e inTegranDo A falta de30 pastores na Igreja 19 07 oPinião33 seminário34 ViranDo a Página Mensageiro | abril 2011 3
  • 3. | ao leiTor | Nilo Wachholz Editor-Redator | editor@editoraconcordia.com.brA ressurreição confirma parasempre as promessas de Deus Neste ano, os acontecimentos mais impor- ressurreição, que só ela dá sentido a nossa m CkPHOTO.COtantes do cristianismo são lembrados e feste- vida, aqui e agora, e a certeza de um futurojados no mês de abril. Os cristãos do mundo feliz e bem-aventurado no céu. TLer/ isTOinteiro lembram o sofrimento e a morte de O amigo leitor também vai encontrarCristo com tristeza, pois reconhecem que outros destaques da e para a vida da Igreja TTA HOsTeTos seus pecados levaram o Salvador à cruz. e da nossa fé, tanto através de meditações PA: © LOrePorém, celebram a vida com alegria, pois ele e reflexões bem como orientações e açõesvenceu a morte, ao ressuscitar na manhã da práticas para a vida cristã diária. Para com- FOTO DA CAprimeira Páscoa, conforme havia prometido. plementar as informações sobre as muitas Diante da importância incomparável atividades desenvolvidas pela Igreja emdesses eventos na vida dos filhos de Deus, suas paróquias, congregações, departamen-esta edição do Mensageiro Luterano focali- tos, temos o caderno de notícias da IELB.za a sua atenção na ressurreição de Jesus, Queremos expressar publicamente aporque ela é a confirmação de que tudo o nossa gratidão, pela significativa participa-que ele viveu, fez e sofreu, Deus aceitou ção e reação dos leitores, tanto na avaliaçãocomo eternamente suficiente para a nossa do conteúdo e apresentação do Mensageirosalvação. Ao mesmo tempo, mostramos que quanto em colaborações com textos, estudos A Editora Concórdia e o Mensageiroa ressurreição de Cristo mudou para sempre e críticas que visam melhorar a nossa revista Luterano estão a serviço do Reino de Deusa vida e reafirmou a fé das testemunhas cada vez mais. Sugerimos que, na medida do e da Igreja. Sejam bem-vindos! Continuemque viram e ouviram o Salvador ressusci- possível, manifestem suas ideias, opiniões e conosco, ou juntem-se a nós, no servir, notado. Também somos lembrados de que a reações por escrito, seja através de e-mail ou acolher e integrar.ressurreição de Cristo é a garantia da nossa através dos canais disponíveis em nosso site. No Cristo ressuscitado, até breve! Mensageiro LuteranoiSSn 1679-0243Órgão oficial da igreja evangélica luterana do Brasil (ielB) de periodicidade mensal(exceto janeiro e fevereiro - edição única). registrado sob nº 249, livro M, nº 1, em Editora IGREJA EVANGÉLICA LUTERANA DO BRASILdezembro de 1935, no registro de títulos e documentos do rio de Janeiro, conformeo decreto-lei de imprensa nº 24776 de 14/07/1934. Concórdia Filiada a associação de editores cristãos (asec)projEto E produção GráFiCa editora concórdia ltda. EndErEço rua cel. lucas de oliveira, 894rEdação mensageiro@editoraconcordia.com.br EndErEço av. são Pedro, 633, Bairro são Bairro Mont’serrat, ceP 90440-010Editor Nilo Wachholz - Mtb 42140/sP Geraldo, ceP 90230-120, Porto alegre, rs Porto alegre, rs, BrasilaSSiStEntE Editorial daiene Bauer Kühl - Mtb 14623/rs FonE/Fax (51) 3272 3456 FonE (51) 3332 2111 / Fax: (51) 3332 8145rEviSão aline lorentz sabka SitE www.editoraconcordia.com.br SitE www.ielb.org.brjornaliSta-diaGramador leandro da rosa camaratta twittEr twitter.com/edconcordia twittEr twitter.com/ielB_BrasildESiGnEr christian schünke Email editora@editoraconcordia.com.br E-mail ielb@ielb.org.brColaboradorES FixoS Bruno ries, carlos W. Winterle, luisivan V. strelow, Marcos ComErCial comercial@editoraconcordia.com.br dirEtoria naCional 2010/2014schmidt, Mona liza Fuhrmann, rosemarie K. lange, Vitor radünz, Waldyr Hoffmann dirEtoria ExECutiva prESidEntE egon KopereckaSSinaturaS - dEpto ComErCial Gilberto ellwanger, lianete schneider de 1º viCE-prESidEntE arnildo schneidersouza, Marcelo de azambuja Henry J. rheinheimer (presidente), clóvis J. Prunzel, Nilo Wachholz, Nilson Krick e rubens José ogg 2º viCE-prESidEntE Geraldo Walmir schülerloGíStiCa luciano de azambuja SECrEtário rubens José ogg GErEntE Nilson Krick - nilson@editoraconcordia.com.br tESourEiro renato BauermannaSSinatura no braSil anual r$ 49,00; Bianual r$ 92,00 dEpto FinanCEiroaSSinatura para outroS paíSES anual Us$ 52,00; Bianual Us$ 100,00 a ielB crê, confessa e ensina que os livros canônicos Joel Weber - financeiro@editoraconcordia.com.br Editor das escrituras sagradas, do antigo e do NovotiraGEm dESta Edição 9 mil exemplares Nilo Wachholz - editor@editoraconcordia.com.br testamento, são a Palavra infalível revelada por deus e ComiSSão Editorial aceita, como exposição correta dessa Palavra, os livrosa redação reserva-se o direito de publicar ou não o material enviado, bem como adilson schünke, clóvis J. Prunzel, simbólicos da igreja evangélica luterana, reunidos noeditá-lo para fins de publicação. Matérias assinadas não expressam necessariamente Nilo Wachholz, Nilson Krick e rubens José ogg livro de concórdia do ano 1580.a opinião da redação ou da administração Nacional da ielB. o conteúdo doMensageiro pode ser reproduzido, mencionados o autor e a fonte.4 Mensageiro | abril 2011
  • 4. | mensagem Do PresiDenTe | Egon Kopereck Pastor Presidente da IELB| presidente@ielb.org.brCarnaval e Quaresma N FOTO: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA o momento em que escrevo não queremos esquecer, mas queremos esta mensagem, estão sendo viver, responder e proclamar com nossas divulgados os vencedores atitudes, palavras e nosso agir. do Carnaval 2011, em Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro... Brasil. Tempo de Reflexão Tudo gira em torno do carnaval, e nós Neste período do ano, queremos entramos na Quaresma. Interessante que olhar para dentro de nós. Como estamos a festa do carnaval não tenha nada a ver agindo? Que tipo de testemunho de vida com a Igreja, e ao mesmo tempo tenha estamos dando? O que o mundo vê, ob- tudo a ver. Quem marca a data do carnaval serva e recebe de nós? não é o mundo, mas, sim, as festividades Queridos irmãos! Somos o povo de da Igreja. O carnaval sempre acontece na Deus, amados, redimidos, salvos por Cris- terça-feira anterior à quarta-feira de cin- to, raça eleita, sacerdotes reais, tirados zas, e a quarta-feira de cinzas é o início das trevas para a luz, com o fim de agora da quaresma e acontece 40 dias antes da proclamar, divulgar, comunicar essa luz, Páscoa, excluindo os domingos por serem essa vida que Jesus nos conquistou e dias festivos onde lembramos a vitória deixou. Isso é um grande e maravilhoso de Cristo sobre a morte. A Páscoa sempre privilégio, mas não nos esqueçamos: a acontece no primeiro domingo, após a pri- corrida continua, o prêmio ainda nos meira lua cheia do outono no hemisfério sul. aguarda. O apóstolo Paulo disse: “Assim Portanto, a partir da Páscoa, determina-se corro também eu [...] para que, tendo pre- o início da quaresma. gado a outros, não venha eu mesmo a ser O carnaval, que acontece na terça-feira desqualificado” (1 Co 9.26, 27). Para isso, anterior ao início da quaresma, é a festa não deixemos jamais de nos alimentar onde o mundo tenta extravasar, gastar na Palavra e nos Sacramentos. Participe- a energia, pois quaresma, dizem eles, mos nos cultos, um banquete espiritual deveria ser um período de reclusão, me- que se nos oferece em tão rica medida. ditação e reflexão, e aí não poderiam fazer Participemos dos estudos bíblicos e em estas festas. casa, meus irmãos, não deixemos de ler, Hoje, o mundo não respeita mais nada, meditar e refletir nesta Palavra. e talvez a grande maioria das pessoas nem Pastores e familiares, não deixem dê valor à quaresma, um período tão es- de fazer vossa devoção diária. Queridos pecial que agora vivemos. Porém, nós não membros e familiares, pratiquem a devo- somos hipócritas, aproveitando uma festa ção doméstica diária. É o feijão e arroz, se Neste período do ano, da carne, do mundo, para gastar as ener- assim posso comparar, de cada dia, para queremos olhar para gias, e depois, aparentemente, viver uma fortalecimento de nossa fé. Não deixem vida de santidade e reclusão. Nós, como espaço para que a indiferença, a frieza, a dentro de nós. Como cristãos, vivemos, agimos e rogamos a falta da Palavra permitam que o inimigoestamos agindo? Que tipo Deus que nos ajude a viver uma vida casta semeie discórdia, dúvidas, indiferença e e decente em palavras e ações – sempre. esfriamento espiritual. O apóstolo Paulo de testemunho de vida O período da quaresma é especial, recomendou: “Habite, ricamente, em vós estamos dando? O que e nós queremos, com muita reverência, a Palavra de Cristo” (Cl 3.16). lembrar os passos de Jesus até a sua morte Que este período da quaresma nos o mundo vê, observa e na cruz, e, então, sua gloriosa e triunfante ajude e fortaleça neste cuidado e nesta recebe de nós? ressurreição. Tudo ele fez por nós. Tudo busca do alimento que nos fortalece e ele suportou, enfrentou em nosso lugar. preserva para a vida eterna. Tudo foi por amor. E é isso o que nós A todos, um grande abraço! m Mensageiro | abril 2011 5
  • 5. | ViDa com DeUs | Luisivan Vellar Strelow Teólogo (STM) | lstrelow@hotmail.comPai misericordioso,família acolhedora!P aulo, em Romanos 14.1-15.13 e termina aí, porque nós é que decidimos que em Efésios 2.1-22, prega mara- final ela terá: se nós somos acolhedores vilhosos sermões sobre a Igreja ou não com as pessoas que nos visitam na como comunhão acolhedora. igreja, pela primeira vez, ou com os que, O apóstolo poderia ter escolhido a Pará- uma vez ausentes, retornam à casa de Deus.bola do Filho Pródigo como texto-base de Paulo prega sobre o acolhimento nasua pregação: “esse teu irmão estava morto Igreja como obra de Deus, na qual pode-e reviveu, estava perdido e foi achado” (Lc mos tomar parte com alegria, acolhendo15.32). A Igreja é a família de Deus que aos outros em amor fraternal, como Cristoacolhe os espiritualmente mortos, perdidos também nos acolheu (Rm 14.15; 15.7).e condenados, os quais, agora, receberam Nos dois “sermões” (Ef 2 e Rm 14-15),vida, foram achados e perdoados: “Ele vos Paulo descreve a Igreja como comunhão quedeu vida, estando vós mortos nos vossos acolhe os “gentios”, aqueles que antes nãodelitos e pecados... já não sois estrangeiros eram povo de Deus e não haviam sido alcan-e peregrinos, mas concidadãos dos santos, çados pela misericórdia divina (1 Pe 2.10).e sois da família de Deus” (Ef 2.1,19). Na A Igreja é uma comunhão receptiva ecomunhão com Cristo, não vivemos mais acolhedora porque está alicerçada na mi-para agradar a nós mesmos, mas para sericórdia de Deus. A Igreja é uma famíliaagradar a Deus em justiça, paz e alegria fundada sobre a compaixão de Deus. Jesusno Espírito Santo, acolhendo-nos uns aos disse: “Sede misericordiosos, como tambémoutros em amor fraternal, buscando a paz é misericordioso o vosso Pai” (Lc 6.36).e a edificação mútua (Rm 14). No Catecismo Maior, lemos que Jesus é o Existem muitas comunidades ou as- “espelho do coração do Pai”, porque Cristosociação de pessoas, mas nenhuma se nos acolheu com a misericórdia e a com-compara à comunhão com Cristo, porque paixão de Deus. Cristo colocou-se no nossosomente a Igreja tem como fundamento lugar, experimentou as nossas fraquezas,a misericórdia e a bondade de Deus. Não levou a cruz sobre os seus ombros e morreusomos acolhidos na Igreja por causa dos em nosso favor. Ele se fez nosso irmão paranossos méritos, mas unicamente por causa nos acolher como filhos e herdeiros de Deus.da infinita misericórdia de Deus. A Igreja é a Uma Igreja acolhedora é também es- e palavras, somos as portas da igreja.família de Deus, o Pai misericordioso que se pelho do coração terno e misericordioso É em nosso sorriso ou na falta dele, emalegra com os pecadores que se arrependem de Deus, sempre pronta a receber a todos nosso aperto de mão ou na falta dele,e com os filhos perdidos que voltam ao lar. os que buscam o refúgio da casa paterna: em nossas palavras de boas vindas ou Na Parábola do Filho Pródigo, temos o “sede todos de igual ânimo, compadecidos, na falta delas que as pessoas encontra-exemplo do acolhimento cristão e também, fraternalmente amigos, misericordiosos” rão portas abertas ou portas fechadas.infelizmente, da falta de acolhimento. O (1 Pe 3.7). Que tipo de porta temos sido para osfilho mais moço, que havia abandonado a o convite e a pregação de Jesus é que visitam as nossas igrejas?casa, volta arrependido e é acolhido pelo para que recebamos todas as pesso- Portas que convidam a entrar, receptivasPai, mas a compaixão e alegria paterna não as com alegria e em amor fraternal. e acolhedoras, ou portas que se fecham?são compartilhadas pelo filho mais velho. A As portas da igreja jamais devem se Sejamos misericordiosos com todos. Seja-parábola termina com um convite do pai, fechar para os que buscam a palavra mos portas abertas para todos. Sejamospara que o filho mais velho também se ale- do arrependimento e do perdão. e acolhedores. Sejamos receptivos. Sejamosgre e receba de volta a seu irmão. A parábola cada um de nós, com nossas atitudes um sinal vivo da misericórdia de Deus. m6 Mensageiro | abril 2011
  • 6. | em foco | Marcos Schmidt Pastor em Novo Hamburgo, RS| marsch@terra.com.br Raiva no trânsitoFOTOs: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA existe um caminho alternativo para evitar a tranqueira da raiva no coração, e fugir dos acidentes temperamentais. Porque, se nem o cristão está livre de um bate-boca e brigas no trânsito, é recomendável antes de enfrentar as ruas, que cruze pelos cami- nhos da sua natureza humana e chegue ao destino da temperança. Por isso, antes de ter o controle do ve- ículo motorizado, é necessário ter o auto- controle, e não só no trânsito. Questionado sobre o que faria se pudesse voltar no tem- po, o atropelador dos ciclistas respondeu que teria ficado em casa naquele dia. Porém, não adianta fugir das ruas quando em casa F está a família, pois, não é preciso um volante oi necessário que um atropela- existência transita em quatro ou duas rodas. para atropelar as pessoas _ bastam palavras mento de ciclistas em Porto Alegre Além de controlar um veículo motoriza- e gestos de um coração dominado pelo im- despertasse a consciência para o do, o condutor precisa controlar a si mesmo. pulso da raiva. Sem dúvida, este surto do sério problema da agressividade “Deixem que o Espírito de Deus dirija a motorista serve de alerta nesta vida cada no trânsito. Estudos mostram que o irado vida de vocês e não obedeçam aos desejos vez mais estressante, quando corremos motorista gaúcho não está sozinho. Boa da natureza humana”, lembra o “código de como loucos, sem o devido tempo para parte dos brasileiros se transforma em trânsito” em Gálatas. Um desses desejos é deixar o Espírito Santo dirigir a nossa vida. predador assim que agarra o volante. Quem a raiva, mas, ao enumerar os frutos na vida Em todo o caso, podemos fazer do limão diz isso é uma psicóloga que entrevistou daqueles que são “controlados” pelo Espí- uma limonada. Quem sabe aproveitar este 900 motoristas brasi- rito Santo, o texto fala tempo, quando estamos presos no trânsito, leiros, e descobriu que Não é preciso um volante da paz, da paciência, e para ligar o aparelho de som e ouvir mensa- 84% deles sentem raiva finaliza com o domínio gens e canções que transmitem a Palavra de enquanto dirigem. Um para atropelar as pessoas próprio. Já em outra Deus. Afinal, se queremos que Deus nos dê psiquiatra especialista _ bastam palavras e gestos epístola, o mesmo autor paciência e autocontrole, este é um caminho em tráfego lembra que sem congestionamentos. de um coração dominado avisa:raiva, não ficarem “Se vocês m “o carro dá poder e per- com deixem mite o extravasamento pelo impulso da raiva. que isso faça com que de emoções, inclusive pequem” (Efésios 4.26). Nota: A Redação da ira que se traz de casa ou do trabalho”. É difícil manter a paciência no trânsito recomenda o áudio livro O Casal diante de Que o carro virou uma arma, isso os e não pecar. Ao comentar o caso do atrope- Deus (Editora dados comprovam: mais de 50 mil vítimas lamento dos ciclistas, um antropólogo disse Concórdia), fatais e 500 mil feridos por ano nas avenidas que “todos nós, não só este criminoso que para o bom do nosso país. No entanto, o que muitos teve um surto psicótico, surtamos no trân- aproveitamento do tempo no trânsito. não sabem é que esta arma se encontra en- sito”. Não é por menos: os congestionamen- São edificantes gatilhada nas mãos de qualquer motorista tos atingem 1/3 da população brasileira, e meditações para casais _ de gente simples e poderosa, de gente destes, 20% ficam presos no trânsito mais de todas as idades. tranquila e nervosa, de gente sã e doente. de uma vez por dia. É cada vez maior o nú- Livro + áudio em CD PEDIDoS Deane L. schuessler Como evitar que eu seja a próxima vítima, mero de carros nas ruas, e no final, perde-se (51) 3272-3456 176 páginas ou o próprio assassino? Esse é um desafio di- muito tempo preso no asfalto. Escapar disso pedido@editoraconcordia.com.br 14x21 cm ário e constante quando boa parte da nossa é um desafio quase impossível. No entanto, Mensageiro | abril 2011 7
  • 7. | Do leiTor |Tempo deperdoar O apóstolo Paulo nos recomenda que “enquanto depender de vocês, tenham paz com todas as pessoas” FlávIo luIS HörllE Pastor e psicólogo em Ponta Grossa, PR FOTOs: ArquivO eDiTOrA COnCórDiAC erta vez, uma família foi passar você se sentiria se esta situação ficasse em Em seguida, vem o perdão a si mesmo. uns dias de férias no litoral – o aberto? Como seria lidar com o peso de uma Quantas vezes fazemos questão de ficar pai, a mãe e a filha adolescente. situação mal resolvida? lembrando dos erros e das decisões ruins Um belo e animado programa: O apóstolo Paulo nos recomenda que que trouxeram péssimas consequências.uma boa casa alugada, sol e calor, tudo “enquanto depender de vocês, tenham paz Como não é possível voltar ao passado,colaborando. Como acontecia volta e meia com todas as pessoas”. Claro que às vezes isso atrapalha o hoje e a possibilidadeem casa, até pela idade da menina, mãe e não depende da gente. Fazemos todos os de se construir um futuro feliz. Além dofilha tiveram uma discussão; dessas que esforços possíveis para falar, esclarecer, mais, podemos ser amáveis e compreen-às vezes a gente tem com os filhos por deixar para lá, mas simplesmente a pessoa sivos conosco assim como somos com asmotivos bobos. O pai até tentou acalmar os não quer saber – não dá qualquer oportu- outras pessoas.ânimos, mas não adiantou. A menina saiu nidade para o perdão. Outras vezes, nós Em paz com Deus e consigo mesmo! Éde casa batendo a porta, bastante irritada, somos justamente esta pessoa que por hora de deixar, para lá, mágoas e rancores.dizendo que odiava todo mundo. Resolveu birra e teimosia faz questão de manter tudo Alguém, certa vez, falou que guardar mágoaentão tomar um banho de mar... Foi e nunca como está. é como tomar veneno, esperando que omais voltou. Outra recomendação interessante, outro morra. O orgulho de não querer dar o Algumas horas depois, um amigo trou- encontramos no Salmo 102.3: “O Senhor primeiro passo para restabelecer uma rela-xe a terrível notícia. O tempo, a vida, os perdoa todos os meus pecados e cura todas ção rompida é uma das principais barreirassonhos, o futuro e o presente foram inter- as minhas doenças”. Davi, neste texto, fala para o perdão. Sem dúvida, é difícil, masrompidos. A última imagem que guardaram o que a medicina moderna está cada vez pensar em como vai ser agradável voltarda filha era do seu rosto com raiva, saindo mais constatando: quem perdoa e vive o a ter um bom relacionamento pode ser ode casa. A situação ficou em aberto, uma perdão tem mais saúde física, emocional empurrão para procurar aquela pessoa quepalavra que não foi dita, um perdão que não e espiritual. Perdão e cura são colocados você pensou no início deste texto. Que opor-foi pedido, desculpas que ficaram no ar. Esse lado a lado. tunidade você está tendo agora, enquantocasal ficou marcado para sempre. Quem iria As mágoas nos prejudicam: não nos é tempo! Talvez um e-mail, ou telefonema,adivinhar que uma tragédia dessas poderia alimentamos corretamente, nossa di- pode ajudar na reaproximação.acontecer? Sempre pensamos que isso só gestão fica prejudicada, dormimos mal, A ferida causada pela perda da filhaacontece com os outros. ficamos de mau humor, não temos um querida em condições tão terríveis, hoje, é Talvez, neste momento, você se lembre relacionamento bom com quem está ao uma cicatriz. De vez em quando, ainda dói,de alguma briga ou desentendimento que nosso redor, a diversão e os momentos mas aquele casal entendeu que viver o per-teve com alguém da família, da vizinhança agradáveis na vida diminuem. Um ca- dão seria a sua única alternativa para queou mesmo do trabalho. Você sabe que é minho necessário é o perdão – essa é a a vida pudesse continuar, para que o tempoimportante estar “de bem” com a pessoa e grande ênfase da Bíblia. Estar reconciliado não ficasse parado e para que novos sonhosque mais cedo ou mais tarde vai pedir ou e se sentir perdoado por Deus é decisivo pudessem surgir. Que tal você viver o perdãodar o perdão, mas, e se não der tempo, como para uma vida feliz. também? Ainda é tempo de perdoar! m8 Mensageiro | abril 2011
  • 8. | meDiTação |Quem nos removeráa pedra? simpatias, rezas, benzeduras, búzios, cartas diversas, leituras de mão, magias e tantas outras coisas do gênero. Todos, oferecendo “descarrego” e livramento. Será? – Ap 21.8. Quem RemoveRá A pedRA? É bom lembrar que nem sempre as pedras serão removidas. Conviver com a presença delas fortifica o fraco na sua caminhada. Paulo tinha sua pedra, a qual chamava de “espinho na carne”. Ele implorou a Deus que a removesse, e teve como resposta não o que quis ouvir, mas o que precisava: “O poder se aperfeiçoa na franqueza, a minha graça te basta” (2Co 12.7-10). Paulo apren- deu com as águas dos rios pedregosos, contornou as pedras e seguiu adiante. JoNaS GoNçalvES Quando as mulheres chegaram à entra- Líder leigo em Itaguaçu, ES da do sepulcro, surpreenderam-se com o queV viram: a pedra estava removida (Mt 28.2). árias cenas marcaram a vida de Páscoa, pela manhã, queriam cuidar do Assim é o Senhor Jesus. Sua graça, das pessoas que estiveram com corpo de Jesus se depararam com esta situ- aquela que produz força para contornar Cristo em seus últimos dias ação: “Uma pedra no meio do caminho”. E os obstáculos, é a mesma que remove as aqui, na Terra. Uma delas, sem durante a caminhada, um pensamento pre- pedras. Foi exatamente assim na vida dadúvida, foi a da pedra que fechou o sepulcro ocupante tomou conta dos seus corações: mulher adúltera. Muitas pedras fervilharame abriu feridas nos corações dos discípulos. “Quem nos removerá a pedra?” (Mc 16.3). em seu caminho – pedras de morte. Bastou Em um de seus poemas, o poeta Carlos Jesus intervir, e as pedras foram removidasDrummond de Andrade escreve: Quem RemoveRá A pedRA (Jo 8.1-11). “No meio do caminho tinha uma pedra. do seu cAmInho? A família de Betânia estava de luto; o Nunca me esquecerei desse acontecimento Muitos têm se oferecido, para remove- irmão Lázaro havia falecido – a tristeza era Na vida de minhas retinas tão fatigadas. rem as pedras do nosso caminho. Eles estão total. Jesus chegou e se apresentou: “Aqui Nunca me esquecerei que no meio do caminho à solta por aí. São os pretensos apóstolos, está a Vida, que vence a morte”. Com essa Tinha uma pedra.” bispos, missionários, evangelistas e tantos autoridade, ordenou que a pedra do túmulo O verso “nunca me esquecerei desse outros nomes, alguns indevidamente, usa- fosse removida e convidou Lázaro a voltaracontecimento/ na vida de minhas retinas dos. Segundo os próprios, são carregados de da morte. Essa notícia correu o mundo, etão fatigadas” chama atenção. A retina é a poderes divinos, escolhidos para um minis- muitos creram nele (Jo 11.14-45).parte dos olhos que não só é responsável, tério especial, e, por isso, se arvoram, comomas essencial para a visão. Quando as re- se fossem o próprio Cristo, oferecendo curas, Quem RemoveRá A pedRAtinas estão fatigadas, cansadas e enfraque- prosperidade e libertação. Segundo a Escri- do seu cAmInho?cidas, o caminho fica turvo. Os obstáculos tura, são “lobos devoradores” (Mt 7.15-23) e O velho salmista parece ter uma respos-se agigantam, e tornam-se difíceis de serem “mercenários” (Jo 10.1-17). Leram os textos? ta: não importam as pedras do caminho;ultrapassados e vencidos. E ainda mais: Portanto, cuidado! Parecem ser de Cristo, e importa, sim, quem nos guiará pelo ca-marcam profundamente, a caminhada de Cristo diz que não os conhece. minho. Daí o seu conselho: “Entrega o teuqualquer pessoa. Por isso, o poeta diz: “Nun- Além destes, que atuam na luminosida- caminho ao Senhor e confia nele, e o maisca me esquecerei que no meio do caminho de da mídia, existem aqueles, que atuam ele fará” (Sl 37.5).tinha uma pedra”. na obscuridade dos fundos de quintais, Faça isso! Sua Páscoa, sua vida – você As mulheres que no primeiro Domingo de terreiros, de salas lúgubres, com suas – será feliz! m Mensageiro | abril 2011 9
  • 9. | caPa | O túmulo de Jesus está vazio! FOTO: isTOCkPHOTO.COm Vivemos em tempos de novidades, de mudanças muito rápidas em tudo que nos cerca no mundo de hoje. As notícias são quase ao vivo, quando não o são. Quase tudo é superado, desatualizado, descartado em pouco tempo. No entanto, nós cristãos temos uma notícia nova e completa, que não se desatualiza, mesmo depois de quase 2.000 anos. Jesus morreu na cruz, é verdade, mas ressuscitou no terceiro dia. Esta é a grande notícia de hoje: o túmulo de Jesus está vazio! lINDolFo PIEPEr Pastor emérito, Jaru, RO Túmulos, artistas, escritores e pensadores. São Maomé, o fundador do Islamismo. No sinais da morTe verdadeiras obras de arte, em que se Kremlim, em Moscou, em um caixão de Uma revista eletrônica, especializa- gastaram fortunas de dinheiro para vidro, está o corpo de Lênin, o fundador da em túmulos, traz fotografias de cata- construí-las e que atraem milhares de do comunismo. Em Paris, na França, está cumbas onde estão sepultadas pessoas turistas de toda parte do mundo. o túmulo de Napoleão, o grande general famosas que mudaram a história, tais Na cidade de Medina, na Arábia francês que quis conquistar a Europa. Em como: cientistas, políticos, filósofos, Saudita, por exemplo, está o túmulo de Wittemberg, na Alemanha, está o túmulo10 Mensageiro | abril 2011
  • 10. de Lutero, o reformador da Igreja. Em de Cristo. Diz o apóstolo Paulo: “SeSevilha, na Espanha, está o túmulo de Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé eColombo, o descobridor da América. Em ainda permaneceis em vossos pecados”Cairo, no Egito, está o túmulo de Ramsés (1 Coríntios 15). Isto quer dizer que se éII, o faraó que escravizou o povo de Israel. mentira que Cristo ressuscitou, estamos Em alguns desses túmulos, é possível perdendo tempo na Igreja – o melhorver o corpo da pessoa que ali foi sepultada – seria aproveitar a vida, já que tudo ter-todo deformado, ressecado... um verdadei- mina com a morte. É como conclui oro bacalhau. Como se costuma dizer: “Por mesmo apóstolo, usando a linguagemfora bela viola, por dentro pão bolorento”. dos ímpios: “Comamos e bebamos que Esses corpos ressecados e todas as amanhã morreremos”. “sepulturas são sinais de derrota e fracasso Uma das coisas que mais incomodade tudo quanto é humano. O homem, o ser humano é a morte. O homempor mais rico e poderoso que seja, não tem medo da morte. Por isso mesmo, aescapa da morte. evita, faz de tudo para prolongar a vida. Constrói hospitais, procura médico e Túmulo de CrisTo, gasta fortunas em remédio. Contudo, o sinal da vida homem continua a morrer. Enquanto esses corpos e todas as se- E sabem de uma coisa? Daqui a algunspulturas são sinais de derrota e fracasso Muitos de vocês já anos (não sabemos exatamente quantos)do ser humano, o túmulo vazio de Cristo perderam algum ente todos os mais de seis bilhões de habitan-simboliza vitória, esperança e vida. tes que estão hoje sobre a face da Terra, A Sexta-feira Santa havia sido um dia querido e hoje estão estarão mortos.difícil para os seguidores de Cristo. Não tristes, sentindo a sua Contudo, há uma solução para apodiam compreender o que estava acon- morte. A solução é Cristo. Para todostecendo com o seu Mestre. Cristo tinha falta. Pois eu quero os que quiserem continuar a viver alémsido a sua grande esperança. E agora, de dizer a vocês, firmado dos poucos anos terrenos, Cristo oferecerepente, se veem desiludidos – mataram na Palavra de Deus, que a oportunidade de viver. Diz ele na suao seu líder. Nada mais lhes restava senão Palavra: “Eu sou a ressurreição e a vida.enterrar o seu corpo e voltar para suas este seu ente querido vai Quem crê em mim, ainda que morra, ”atividades. Aquela sepultura parecia o ressuscitar. viverá. E todo o que vive e crê e mim, nãofim de sua esperança. morrerá eternamente” (João 11.25,26). Porém, veio a manhã de Páscoa, e com Cristo, através da sua morte na cruz,ela o maior acontecimento da história: tirou o poder da morte. Assim como eleCristo ressuscitou, saiu da sepultura, ressuscitou da morte, também nós, pelatornou a viver. Ali estava o túmulo vazio, fé nele, tornaremos a viver. Diz ele: “Eua pedra removida e os lençóis em que ele vivo e vós também vivereis”.estava embrulhado. Os discípulos malconseguiam acreditar no que aconteceu. Todos serão“Será verdade o que estamos vendo? Será ressusCiTadosque não estamos sonhando?” Quando se fala em ressurreição, Não. Eles não estavam sonhando. logo surge uma porção de perguntas:Cristo realmente ressuscitou. E para Como pode uma pessoa que já morreunão deixar nenhuma dúvida na mente há mais de 100, 200 ou mais anos, tor-dos seus seguidores, ele apareceu a todos nar a viver? O que será daqueles queeles, comeu com eles e ficou junto com morreram queimados no fogo, comidoeles durante 40 dias, falando do Reino pelos animais, engolidos pelos mares oude Deus. E nesses 40 dias, ele apareceu a destruídos pelo tempo? Será que elescentenas de pessoas, sendo que de uma também vão ressuscitar?só vez para mais de 500 pessoas. A Bíblia nos diz que todos ressusci- FOTO: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA tarão, tanto os que foram queimados a ressurreição, pelo fogo como os que foram destruídos o senTido da vida pelo tempo. Lemos em João 5.28: “Vem Isso é importante, pois Deus quer a hora em que todos os que se achamque tenhamos certeza da ressurreição nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão: Mensageiro | abril 2011 11
  • 11. | caPa | os que tiveram feito o bem para a res- ele vai ter que devolver o filho de vocês. surreição da vida, os que tiveram feito o Sim, o mar vai entregar o filho de vocês mal para a ressurreição do juízo”. E em e ele vai voltar a viver”. Apocalipse 20.13, lemos: “Deu o mar os Muitos de vocês já perderam algum mortos que neles estavam. A morte e o ente querido e hoje estão tristes, sen- além entregaram os mortos que neles tindo a sua falta. Pois eu quero dizer a havia. E foram julgados, um por um, vocês, firmado na Palavra de Deus, que segundo as suas obras”. este seu ente querido vai ressuscitar. Nós achamos difícil uma pessoa Não importa quanto tempo já tenha tornar a viver depois de 100, 1.000 anos, sido sepultado, qual o tamanho da ca- ou mais, quando o seu corpo já virou tacumba que o encobre. A sua sepultura “ pó, cinza (pelo processo de cremação) vai abrir, o seu corpo vai sair e vocês vão ou desapareceu totalmente. Porém, poder vê-lo novamente. para Deus não há nada impossível. O É isso que dá sentido a nossa vida: mesmo Deus que criou o mundo do saber que os mortos um dia vão ressus- nada, que nos deu vida e nos sustenta, citar. Se não fosse isso, a nossa vida seria tem poder para ressuscitar os nossos uma tristeza, um desespero sem fim. Não corpos, não importando quantos anos teríamos condições de suportar a partida estiverem mortos e nem onde e como de um ente querido. foram sepultados. Tragada foi a morte pela Quando certa vez os saduceus per- pásCoa, a Celebração guntaram a Jesus sobre a ressurreição, vitória. Onde está, ó morte, da vida querendo fazer ver que a ressurreição o teu aguilhão? O aguilhão É por isso que celebramos a Páscoa. era uma coisa ridícula, Jesus lhes repre- É por isso que nós, ano após ano, nos ende, dizendo: “Errais, não conhecendo da morte é o pecado e a reunimos na igreja todos os domingos. as Escrituras e o poder de Deus. Ele não força do pecado é a lei. Neste dia, cantamos: “Ó grande herói, é Deus dos mortos, e sim dos vivos” Senhor Jesus, venceste a morte lá na cruz, Graças a Deus que nos dá a venceste o próprio Satanás. E tal vitória (Mateus 22.29). O erro dos judeus, que negavam a vitória por intermédio de a vida traz”. ressurreição, estava em não acreditar nosso Senhor Jesus Cristo. Neste dia, ouvimos: “Ele não está ” no poder de Deus, de que Deus seria aqui, ressuscitou. Cristo está vivo, ele capaz de fazer uma pessoa morta tornar saiu da sepultura. Se ele vive, nós tam- a viver. bém viveremos”. Neste dia, confessamos: “Creio na Jesus venCeu a morTe remissão dos pecados, na ressurreição da por Todos carne e na vida eterna”. Jesus, quando esteve aqui na Terra, Neste dia, exclamamos: “Tragada foi deu provas desse poder ao ressuscitar a morte pela vitória. Onde está, ó morte, Lázaro, a filha de Jairo e o filho da viúva o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o de Naim. Também aquelas pessoas que pecado e a força do pecado é a lei. Graças ressuscitaram por ocasião da morte de a Deus que nos dá a vitória por intermé- Jesus e entraram em Jerusalém na manhã dio de nosso Senhor Jesus Cristo”. de Páscoa, é uma demonstração do poder Depois do culto, voltamos para de Deus em ressuscitar mortos. casa, cheios de fé, coragem e confiança, Por ocasião da Segunda Guerra Mun- dispostos a enfrentar mais uma semana dial, foi afundado um navio alemão, com de vida, trabalho, estudos, etc. E, agra- milhares de pessoas. Entre elas estava o decidos, terminamos cantando: “Jesus, filho de um casal cristão, membro da eu quero te servir: pois tu quiseste me Igreja Luterana. O pastor, para consolar remir. Demais irás me despertar e aos FOTOs: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA a família, fez uma cerimônia na igreja, céus contigo me levar”. e emocionado, mas confiante, disse: “O Que a lembrança da ressurreição de filho de vocês não está mais entre nós, Cristo nos conforte em todos os mo- pois morreu afogado no mar. Mas haverá mentos da nossa vida, especialmente nas um dia em que Deus ordenará ao mar e horas de provação. m12 M ensageiro | abril 2011
  • 12. | reflexão |Jesus, o portão preciosoA ressurreição do filho da viúva de Naim (Lc 7.11) valDENE ElaINE KurrlE WEIrIcH Canguçu, RS“Pois a vontade do meu Pai é Uque todos os que veem o Filho e,creem nele, tenham a Vida Eterna; ma multidão vinha ca- Cheguei a ouvir uma música sua- minhando com Jesus; ve, as vozes unidas, belas e docese no último dia eu os ressuscitarei” caminhavam felizes, que cantavam: Bendito é o Cordei-(Jo 6.40). ouvindo e vendo as ro! Então, ouvi a voz mais doce do maravilhas que o Senhor fazia. Je- Universo, que disse: _ Moço! Levante! Obedeci, por- sus dizia palavras de amor, justiça e sabedoria; curava surdos, mudos, que sua voz amorosa me fez obede- cegos, paralíticos e aleijados. Es- cer. E agora, quando levanto, estou tavam alegres, pois, caminhavam diante do Senhor da Vida! Obrigado, com o Senhor da Vida em direção a Senhor! Salvação de todos nós! Tu cidade de Naim. és o portão precioso. Quem passar Outra multidão vinha cami- por ti aqui, tem a Vida Eterna lá. nhando com uma mulher viúva; Vou viver para anunciar teu amor caminhavam tristes, choravam e que é eterno como a própria vida! lamentavam, levando para fora da Então, Jesus o entregou a sua cidade, para o cemitério, o jovem, fi- mãe. Mãe e filho se ajoelharam lho único, da mulher viúva. Estavam diante do Senhor, enquanto as mul- lamentando e gemendo pela dor da tidões tremiam de medo. Tremiam e morte de alguém amado. temiam, pois, sabiam que estavam No portão da cidade, as duas diante do próprio Deus. E o louva- multidões se encontraram. Jesus vam, dizendo: _ Como é grande este profeta viu a mulher viúva e seu jovem filho morto, e sentiu compaixão. Jesus que apareceu entre nós! Deus veio olhou a mulher, ouviu o choro e salvar o seu povo! os lamentos, chegou perto e disse: As duas multidões que haviam _ Não chore! se encontrado no portão da cidade Talvez tenha acrescentado: de Naim, diante do Senhor, espalha- Fico muito triste ao te ver cho- ram-se pelas regiões vizinhas e por rar! A tua dor está doendo em mim! todo o país e anunciavam a notícia O Senhor da Vida, chegou mais maravilhosa que aquece todos os perto e tocou no caixão. Aqueles corações: _ O Senhor da Vida está entre que carregavam o caixão pararam. Então o Senhor ordenou: nós! _ Moço, levante! _ Ele é poderoso para salvar-nos! _ É grande o Profeta que veio O filho jovem da mulher viúva se sentou e começou a falar. O que a nós! _ Deus veio salvar o seu povo! teria dito? Do que teria falado? Talvez, o jovem tenha dito: Eu faço parte deste povo e tu _ Eu vi o portão do céu! Ele também. Que maravilha! Estamos é lindo! Feito de uma pérola só! salvos, porque temos um Salvador Como tive vontade de entrar! poderoso! O portão de uma só pé- Cheguei pertinho, bem pertinho! rola está a nossa frente! m Mensageiro | abril 2011 13
  • 13. | TesTemUnho | Monólogo de Tomé Disse-lhe Jesus: Porque me viste, creste? Bem-aventurados os que não viram e creram FOTO: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA 1 Eu duvidei, mas hoje eu creio, Eu sou Tomé, com Cristo andei; Eu satisfiz meu grande anseio E nele o guia certo achei. Jamais alguém falou no mundo Com seu saber vasto e profundo. 2 Por ele eu adquiri a vida A compreensão fundamental. Por ele foi desiludida Minha alma do prazer carnal, Também na fé do que é vaidade E não se leva à eternidade. 3 6 9 Tão bem Jesus guiou meus passos! Contudo errei, não procurando Passados alguns dias, vimos Ergueu meus olhos para o além Me conservar com os amigos. Jesus de novo aparecer E recebeu-me nos seus braços Ao seu convívio me furtando, Na sala em que nos reunimos Qual Mestre e Pai que quer meu bem. Fui surpreendido por perigos E ouvi-o logo me dizer: Constantemente revelava Que minha fé enfraqueceram “Vem cá, Tomé, a mão vem por O quanto a todos nós amava. E em grave dúvida me envolveram. Nas cinco chagas do Senhor.” 4 7 10 E veio então aquele dia Estavam todos reunidos, Prostrei, então, envergonhado Em que a tragédia desabou Só eu, do grupo, estava ausente. A sua frente, e proclamei: Sobre ele e o grupo que o seguia Seus corações entristecidos “Meu Deus e meu Senhor amado!” E os seus amigos dispersou. Se surpreenderam de repente E com a mão nele eu toquei, Eu fui também dos que deixaram Quando o Senhor apareceu Era Jesus, que redivivo Jesus nas mãos dos que o mataram. E em doce paz os envolveu. Me olhava meigo e compassivo. 5 8 11 No entanto, a todos proclamara Ao me dizerem: “Vimos Cristo!” Foi com bondade que advertiu: Vencer a morte após três dias. Não tive fé para aceitar! “Porque me viste mostras fé; Mas quem de nós acreditara? “Só creio, que Jesus foi visto, Bendito aquele que não viu Quem através das agonias, Se os seus sinais puder tocar; E não obstante creu, Tomé.” Da expiação que o fez morrer E, pondo o dedo ao seu lado Jamais a duvidar voltei Logrou a vida e a glória ver? Ficar do fato assegurado!” Que ressurgiu Jesus, meu Rei. m autor DEScoNHEcIDo Texto bíblico base: João 20.24-2914 M ensageiro | abril 2011
  • 14. | socieDaDe |InclusãoMissão de todos!Os portadores de necessidadesespeciais são uma bênção para a nossasociedade, eles nos ensinam a sermosmais humanos e solidários.A humanidade tem uma história Deus, e a sua maneira triste, cruel e discriminante de ajudar as pessoas quando olhamos pelo ângulo com necessidades espe- da inclusão. Na antiguidade, ciais era curando os doentesquem nascia com algum tipo de deficiência e enfermos por onde passava FOTO: isTOCkPHOTO.COmera considerado amaldiçoado ou alguém (Mt 4.23). Com isso, sua famapunido, castigado por Deus por ter cometi- aumentava a cada novo dia, e odo algum pecado. As pessoas portadoras de povo vinha ao seu encontro na esperança uma grande família, como filhos do mesmonecessidades especiais eram excluídas do de ser curado (Mt 4.24). E hoje qual seria e único Pai celeste, e sentir-se como umconvívio social e familiar, por serem conside- a melhor maneira de incluir as pessoas corpo em Cristo” (Joseph Hoffner). Por isso,radas amaldiçoadas. Entre os índios, quem portadoras de necessidades especiais? a inclusão é um compromisso de todos. Anascesse com alguma necessidade especial Cristo enfatizou o nosso dever de amar inclusão é para todos!era jogado ainda bebê no rio e morto, pois o próximo indistintamente (Mt 5.43-48, Lc Dizer que as pessoas portadoras de ne-não podiam ter na tribo e nas aldeias alguém 6.32-36). Ele diz que devemos amar ao pró- cessidades especiais não querem ser inclu-portador de necessidades especiais, porque ximo como a nós mesmos, pois Deus ama a ídas é uma grande inverdade. Só precisameste era considerado um maldito pelos todos sem distinção e deseja a salvação de ser convidadas, treinadas e preparadas paradeuses. Quando Jesus Cristo veio ao mundo todos, por isso ressalta: “sede vós perfeitos, essa tarefa. Elas querem ter oportunidadespara fazer a vontade do Pai, ele ensinou que como perfeito é o vosso Pai celeste” (Mt 5.48). de servir, pois condições, elas têm, de seremjamais devemos excluir alguém, mas amar a Nem todos os milagres de Jesus foram valorizadas pelo que sabem e podem fazer.todos e trazê-los ao convívio familiar e social, registrados, diz o evangelista João. Porém, São pessoas aptas e com dons especiais paracomo veremos nos exemplos citados a seguir. alguns foram registrados para que todos sai- o trabalho familiar e social. O que acontece Cristo quebrou os costumes e as tra- bam que Jesus é o Filho de Deus e creiam nele é um preconceito com relação a estas pes-dições da sua época, ajudando as pessoas (Jo 20.30,31). Por onde passava, ele promovia soas, e desprezam-se todas as habilidades eexcluídas da convivência social, mesmo a inclusão, dizendo: “vinde a mim todos [...] capacidades nelas existentes.sendo criticado e julgado pelos que não porque o meu jugo é suave, e o meu fardo Precisamos perceber que as pessoas por-aceitavam a inclusão. Os exemplos deixados é leve” (Mt 11.28,30). Também curava aos tadoras de necessidades especiais são umapor Cristo e sua lição de vida nos ensinam sábados que era considerado o dia sagrado, verdadeira bênção para a nossa sociedade,a trabalhar a inclusão a partir da nossa re- onde nada podia ser realizado (Lc 14.1-6). nos ensinam a sermos mais humanos, solidá-alidade, rompendo com os velhos valores, Na parábola do Bom Samaritano (Lc rios, fraternos e espontâneos no desempenhocom os tradicionais costumes e repensando 10.25-37), Jesus mostra como deve ser nossa de sua tarefa aqui neste mundo, tanto pelanossa prática cristã, criando uma sociedade atitude diante das pessoas com necessidades, oportunidade de servir como deles mesmosmais justa e fraterna, onde todos tenham o sejam elas quais forem. Cristo quer ressaltar serem nelas servidores. Por isso, ressalto quedireito a vida e a felicidade. que o mais importante é o ser humano, e a inclusão é MISSÃO DE TODOS! m Cristo caminhou com pessoas, ouviu as não importando como este esteja. Todossuas ansiedades e necessidades; acolheu são amados por Deus para viver vida plena.aos necessitados e amparou os desampa- Somos chamados a remover as barreiras SEbaStIão SaNto PrEStES FroESrados. Ele, como o mestre da inclusão, nos que excluem as pessoas portadoras de neces- Integrador de Ed. Especial e Diversidade 31ª SDR/ GERED de Itapiranga, SCchama a este mesmo desafio nos dias de sidades especiais em nossa sociedade. “Os Escritor e pastor licenciado da IELBhoje. Na época, por causa da discriminação, grupos sociais deveriam estar embebidos da Reside em Iporã do Oeste , SCJesus pregava o Evangelho do Reino de consciência de sua condição de membros de www.sebastiaofroes.blogspot.com Mensageiro | abril 2011 15
  • 15. | música na igreja | Texto e música: um bom casamento FOTO: LeAnDrO r. CAmArATTA Uma pessoa elogia a melodia cantada no culto. Ao ser perguntada sobre o que achou do texto, respondeu: “sabe que eu não sei!? Também não me importa. O importante é que essa melodia é linda”. Mais adiante, alguém elogia o texto de um hino, quando indagam: “observou a melodia e a interpretação?” “Não”, respondeu. “Olha, podem cantar qualquer coisa o importante é apenas o texto e nada mais.” Paulo brum Membro da Comissão de Culto da IELB Pastor e capelão de música da ULBRA E stimados leitores. As duas situa- ções mencionadas são hipotéti- cas, mas acredito que corriquei- mínimo, é engraçado entoar esta melodia meiro, o de impressão, de atmosfera, que ras entre nós: quando a letra fala com este texto de uma maneira alegre e ela já faz só com o instrumental... Mas o seu da majestade, do poder e da glória de Deus, rápida. A verdade da poesia sacra fica com- papel central no culto é o de expressão – é e é acompanhada de música majestosa prometida, a meu juízo. subsidiar o texto. E isso só acontece quando e poderosa; quando a letra fala do nosso Aliás, essa é a função mais importante há um bom casamento entre os dois. problema como pecador e é acompanhada da música no culto: ser subsídio para a Pala- É importante fazer uma leitura cuidado- de música que também diz a mesma coisa. vra. Lutero: “em nome da teologia, concedo sa do texto, tanto dos novos cânticos quanto Há alguns exemplos clássicos de maus à música o lugar maior no culto”. Ele não dos hinos impressos, e mais dos novos por- “casamentos” – vamos da música contem- está dizendo que a música é mais importan- que não foram ainda filtrados pelo tempo. porânea aos nos nossos hinos. O hino 93 do te que a Palavra ou que a teologia. A música Entendemos que a música contemporânea Hinário Luterano poderia ser um exemplo tem que ser subsídio para a Palavra; se não deve ter lugar no culto, e não somente o deste equívoco onde a letra de contrição e for, ela estará fora do contexto. coral e o órgão. Da mesma forma, entende- paixão é conduzida por uma melodia alegre mos que o coral “ruinzinho”, que cantava e “animada”. Parece que estamos “felizes” músIcAs boAs e RuIns há 20 anos, não deve ser substituído pela por todo o sofrimento de Cristo. Bom, no A música tem dois papéis no culto. Pri- banda da juventude também “ruinzinha” de16 M ensageiro | abril 2011
  • 16. hoje. O coral “ruinzinho” necessita buscar em nosso meio. Não temos usado, geral- mente, agradava a Satanás; e o parâmetroser um bom coral, e a banda “ruinzinha” mente, os hinos porque eles subsidiam os disso era muito bem estabelecido. Nesseprecisa buscar ser uma boa banda. E assim, textos ou porque eles dão expressão àquele caso, mesmo o compositor fora da Igrejacada um deve encontrar seu lugar no culto: momento de culto. Os hinos muitas vezes quando escrevia dentro dos parâmetros dao lugar da banda, do grupo das senhoras, são uma espécie de descanso entre uma e música boa, dentro dos princípios da ordem,do conjunto masculino, etc., assim como o outra coisa que está acontecendo no culto. essa música agradava a Deus, mesmo quelugar do coral. Ou, a vítima maior da espera, é sempre um não fosse música com finalidade litúrgica. Seja como for, a música tem que estar cântico: “O pastor está atrasado, vamos can-assessorando a Palavra. Ela só tem utilidade tando uns hinos enquanto ele não chega”. músIcA de ImITAçãoali. E essa é uma tensão que encontramos Entendemos que seja a música incor- Será que a nossa música tem que ser porada no momento de culto e que haja, uma imitação da música secular? Não. primeiro, um trabalho muito consciente do Será que, então, estamos defendendo líder na escolha do que vai se cantar; depois, aqui que a gente só tem que cantar os velhos onde vai se cantar. Pois tudo é pregação e hinos do hinário? Também não. testemunho, tanto para nós que estamos Será que estamos dizendo que a música no culto como para os vizinhos e visitantes. contemporânea cristã não tem participação no culto? Também não. pARênTese no culTo Gostaríamos muito de ver outra vez a Quando começarmos a fazer isso, as música da Igreja liderando o movimento coisas ganharão uma nova dimensão. Por cultural; que ela fosse melhor e, nitidamen- exemplo, quando a banda deixar de ser te melhor. Isso não é impossível. Nós, no parêntese de culto. O que é parêntese? Brasil, tivemos infelizmente uma censura, Começa o culto, faz-se a leitura, e então, uma lacuna muito grande. Quando pesso- passa-se ao momento de louvor. Abre-se as procuravam por uma coisa nova, não o parêntese: o grupo vai para frente, afina tinham, não a encontravam. os instrumentos e dirige o louvor. Canta-se Ouvimos em nossas igrejas pessoas uma vez uma música com todos, depois só falando assim: “O rock não pode.” “Por as mulheres, então só os homens. Quarenta quê?” “Porque não.” “Mas por que não?” minutos depois, todo mundo em pé, fecha-se “Porque não e pronto.” “Esse instrumento o parêntese e o dirigente diz: “agora vamos não pode?” “Por que não?” “Porque não continuar o nosso culto...”. e pronto.” “Esse tipo de música não pode por compRomIsso causa disso, disso e disso.” Ou “porque tem com o dIvIno outra muito melhor, ouça”. Onde está essa Bach escrevia sua música com temor e parte? Não é só criticar: “esse conjunto é respeito. Tinha que ser perfeita porque era uma droga”. É mesmo, muitas vezes, mas para um Deus perfeito. Tanto que o pessoal onde está um melhor, ou como podemos vinha aprender tecnicamente com Bach, ou melhorar? – Lembrando que esse tipo de com os músicos da Igreja. O que reproduziam discussão e tensão acompanha todas as lá fora não era aquela boa música, nunca era. épocas. Os contemporâneos de hoje serão os Música sacra é a que é feita com a inten- tradicionais de amanhã. E os tradicionais de ção de ser sacra? Não sei. Pode ser sacra para hoje foram contemporâneos ontem. quem fez, pode não ser para quem a ouve. Estimados leitores. Falta mostrar como É muito difícil determinar isso hoje, porque fazer melhor, como fazer diferente; pegar A função mais não temos critérios tão comprometidos com a música quanto já houve em outros tempos. essa criatividade que está aí e multiplicar, ca- pacitar, investir, como era antes na época de importante da Sem falar que o som é uma linguagem que Bach. Mantendo a nossa herança do passado, precisa ser direcionada e que tem um poder vivendo o presente e direcionando o futuro música no culto é de impacto muito grande no ser humano. à luz do Evangelho. Sempre mantendo esse ser subsídio para a A música objetivamente boa era basea- bom casamento que é o TEXTO e a MÚSICA. da em princípios numéricos, da ordem, do Pensemos nisto! m Palavra de Deus. número, e agradava a Deus. Não interessava se ela tinha texto ou não, não interessava Fonte de pesquisa: se era sacra ou não. E havia também uma Revista Fides Reformata música objetivamente má e que, dualística- de Parcival Módolo Mensageiro | abril 2011 17
  • 17. | aDiáforos | A Bandeira Cristã Uma vez que a bandeira não está vin- culada a nenhuma denominação religio- m msTime.CO sa específica ou à Igreja instituída, FOTO: DreA isso pode traduzir o pensamento de que a Igreja verdadeira é uma só: a comunhão de todos os que creem em Cristo, apesar de suas diferenças históricas, culturais e dogmáticas. E a simplicidade desta bandeira faz com que seja facilmente copiada por qualquer comunidade cristã. Um grande campo branco seria desacon- A selhado em Vexilologia convencional, pois Bandeira Cristã, como é conhe- No entanto, se aquela representa conceitos seria facilmente confundida com a bandeira cida em nosso meio, foi projeta- nacionais, esta simboliza conceitos cristãos. branca da rendição. No entanto, ao se colo- da no início do século XX para A bandeira tem um fundo branco, com car o quadrado azul com a cruz vermelha, representar toda a cristandade, uma cruz vermelha dentro de um quadrado restabelece-se uma simbologia, apesar da mas é adotada principalmente por igrejas azul, colocado no canto superior esquerdo. simplicidade, adequada ao objetivo. protestantes na América do Norte, África e O tom de vermelho sobre a cruz simboliza América Latina. Ela foi concebida em 26 de o sangue que Jesus derramou no Calvário, uso dA bAndeIRA setembro de 1897, nos Estados Unidos, por o azul representa o título de Jesus, Rei dos nAs IgReJAs Charles C. Overton. Reis, bem como a fidelidade e a verdade, e A bandeira foi rapidamente introduzi- Overton era responsável pela organiza- o branco representa a pureza. As dimensões da em várias denominações protestantes ção de um encontro de estudantes. Como da bandeira e o quadrado azul não têm americanas, e, na década de 1980, muitas o palestrante convidado não conseguiu especificações oficiais. igrejas tinham estabelecido regras para a chegar em tempo para o evento, Overton O símbolo mais visível da bandeira é a sua exibição dentro de seus templos. Du- se viu na incumbência de dar uma palestra cruz, o símbolo mais universal do cristianis- rante a Segunda Guerra Mundial, começou de improviso. Overton viu uma bandeira mo. Todos os cristãos creem que a morte e o costume de hastear a bandeira cristã dos Estados Unidos na frente da capela ressurreição de Jesus é o meio que Deus usa juntamente com a bandeira nacional. Assim, (um costume comum em muitas igrejas para salvar dos pecados. A cruz e o sangue ainda hoje, muitas igrejas exibem ambas americanas), e essa bandeira lhe serviu de foram usados desde cedo, entre os cristãos pri- as bandeiras dentro de seus templos – a da inspiração. Fez um discurso pedindo aos mitivos, para simbolizar a salvação através de Igreja e a nacional, mostrando assim o seu alunos que procurassem descrever a carac- Jesus, conforme as palavras do apóstolo Paulo respeito ao Estado onde atuam. terística que deveria ter uma bandeira se em Colossenses 1.20: “E que, havendo feito a Foram os missionários americanos que fosse a bandeira dos cristãos. paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, propagaram o uso da bandeira em todas Overton refletiu sobre seu discurso de reconciliasse consigo mesmo todas as coisas”. as suas missões no mundo. Ela pode ser improviso e sobre as reflexões colhidas O campo branco é inspirado no simbolis- vista hoje, dentro ou fora de muitas igrejas vários anos após. E em 1907, ele e Ralph mo encontrado em toda a Bíblia, equiparan- protestantes em todo o mundo, particular- Diffendorfer, secretário do Movimento Mis- do o branco e roupas brancas com pureza e mente na América Latina e África. sionário de Jovens Metodistas, projetaram perdão. Isaías 1.18, referindo-se ao perdão, Na Europa, poucas igrejas fazem uso dela. a bandeira e começaram a promovê-la em diz: “Eles se tornarão brancos como a neve”, As igrejas católicas, ortodoxas e outros grupos eventos cristãos. pois foram purificados de seus pecados. Em não protestantes, em geral, não costumam Vexilologia (disciplina que estuda o simbo- usar este símbolo em seus templos. m sImbolIsmo lismo das bandeiras) convencional, uma Desde a sua concepção, a Bandeira Cristã bandeira branca está intimamente ligada a Informações da Wikipédia foi inspirada na bandeira americana, por um tratado de não violência e paz, ou seja, e da Lutheran Cyclopedia, por Mário isso também tem o mesmo design e cores. a paz promovida por Cristo. Lehenbauer, Secretário de Projetos da IELB18 M ensageiro | abril 2011
  • 18. | eDUcação Teológica |A falta de pastoresna igrejaD eus comunica o seu maior água, mas de ouvir as palavras do Senhor. A mensagem precisa ser pregada. Sem projeto à humanidade, que é Andarão de mar a mar, e do norte até ao a pregação, não haverá salvação. Sem pas- a salvação de todos através oriente; correrão por toda parte, procuran- tores, o povo está perdido, aflito e exausto, da pregação e de pregadores. do a palavra do Senhor e não a acharão”. como Jesus viu as multidões do seu tempo.Isto fica claro quando lemos: “A fé vem E o que fez a IELB quando há poucos anos Um grande convite. Uma grande res-pela pregação. Mas como crerão naquele se falava em excesso de pastores? E o que posta. Quem vai responder hoje ao grandede quem nada ouviram” (Rm 10.14,17). A fizeram muitos pastores quando não tinham convite de Deus? mmensagem está aí. É única. É o Evangelho perspectivas de assumir paróquias? Temosde Jesus Cristo. Pregação e Evangelho são hoje algumas dezenas de pastores formados bENJamIN JaNDt | Provedor doassuntos sempre atuais na Igreja. Mas e que foram “descartados”. Onde estão eles? Seminário Concórdiapastores, de quantos a igreja precisa? Equem quer ser pastor? o gRAnde convITe mOnTAGem sOBre FOTO De rODriGO ABreu A situação atual já ins- A ReAlIdAde de hoJe pira temores. A continuar Hoje a IELB está com grande falta de nesta perspectiva, ficarápastores. Por ocasião da última formatura, clamorosa. Uma grandeestavam disponíveis 19 formandos para 30 voz, a voz de Deus, passachamados e 18 estagiários para 34 pedidos. pelo mundo e clama: “AQue situação alarmante e até desesperadora quem enviarei e quem hápara muitas paróquias! Onze ficaram sem de ir por nós?” Quem querreceber um pastor e dezesseis sem estagiário. ouvir esta voz? Quem quer A realidade da nossa Igreja é, mais ou ser pastor? Quem quermenos, a mesma de muitas igrejas. E qual permitir que Deus toqueserá a relação entre Deus e o número de seu coração? Quem querpastores? Não mandou, Jesus, pedir mais permitir que Deus coloquetrabalhadores? Não teria Deus atendido? como opção no coração deOu não temos pedido? jovens solteiros e casados Algumas dicas, pelo menos, a Bíblia nos serem pastores? Quemdá do tempo dos profetas. Ficavam escassos quer orar por seu filho eos mensageiros e eram poucas as profecias devolvê-lo ao Senhor comoquando o povo não mais gostava de ouvir pastor? Quem se oferecea Palavra. Amós 8.11,12 diz: “Eis que vem para ajudar formar filhosdias, diz o Senhor Deus, em que enviarei de pais que não tem con-fome sobre a terra, não de pão, nem sede de dição de pagar os estudos? O convite de Deus é um chamado: “A quemenviarei e quem há de ir por nós”? Isaías, quando chamado por Deus com esta pergunta, foiconvidado a vir ao altar no templo. Lá, viu e ouviuque pela pregação de outro profeta ele conhecera sua própria salvação. E diante da pergunta, respondeu: “Eis-me aqui, envia-me a mim”. Mensageiro | abril 2011 19
  • 19. | igrejas Pelo mUnDo | A horta do San Pablo Congregação Evangélica Luterana San Pablo, de Montevideo, Uruguai FOTOs: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA trabalhando no novo ponto missionário no centro da capital a diaconisa e missionária Valeria Bustamante, nascida na Argentina e com experiências por Buenos Aires e Panamá. Desde o ano passado, recebemos uma importante ajuda do pastor Luisivan Strelow (junto com sua esposa, Edlene, e a filha Camila) que colabora com as atividades enquanto diplomata na embaixada do Brasil no Uruguai. Essa equipe, multidisciplinar e multinacional, está transformando a Igreja do Uruguai em uma nova Igreja nacional e em um verdadeiro laboratório de como falar de Jesus em ambientes de resistência. Em fevereiro de 2011 foi realizado o curso de Imersão na Missão (leia na pág.21) para for- mar missionários que não necessariamente Da esquerda para a direita: Sofia, Natalia, Mauro, sejam pastores a fim de plantar igrejas Martina, Valeria, Elissana, Guillermo, Gimena, luteranas pela América Latina. Aline, Simone, Amanda, Christian. A República Oriental do Uruguai é um país com 3,5 milhões de habitantes, metade deles morando na capital. Um povo que M trata com muita educação e interesse os uitos imigrantes ocuparam lecimento de uma instituição educativa por que vêm de fora, que escuta com atenção o Uruguai, escapando das onde passaram e passam muitas crianças o Evangelho, mas que tem dificuldade em Guerras Mundiais e das e jovens até hoje. Com a ajuda da Igreja assumir compromissos regulares com uma crises na Europa. Grupos Luterana – Sínodo de Missouri dos Estados família de fé. de luteranos provenientes da Alemanha e Unidos da América e com recursos próprios, No Colégio San Pablo, temos oportunida- da Iugoslávia, por mais que trouxessem na foram compradas as propriedades dos vizi- des diárias de falar de Jesus aos 854 alunos sua pouca bagagem uma Bíblia e um hinário nhos e foi formada uma excelente estrutura (em 2011) e aos seus familiares em eventos no seu idioma, já estavam desistindo da educativa, contando com grande prestígio periódicos ou pela internet. O desafio é ser sua identidade luterana quando o pastor no bairro. A última aquisição é um terreno criativo e identificar as verdadeiras necessi- Tomonko, húngaro, veio de Buenos Aires de 15.000 m², com um castelo em estilo dades dos uruguaios. De uma maneira muito para atender este pequeno grupo. No Natal gótico de mais de um século para a instala- prática, muitos voluntários da congregação de 1939, foi formada a primeira e única Con- ção do pré-universitário. Hoje são 8.000 m2 auxiliam nas tarefas de ajuda social em con- gregação Luterana Confessional do Uruguai construídos numa área total de 21.000 m2. junto com o colégio (distribuição de sopa no (por enquanto). Desde 1996 alguns brasileiros estão tra- inverno, cesta solidária, roupa para asilos e Os pastores e estagiários da IELA (Igreja balhando nestes pagos. O pastor Mauro Roll orfanatos e atenção às crianças do bairro). Evangélica Luterana da Argentina) atende- (e sua esposa Natalia e filhas Martina e Sofia, Muitas oportunidades. Muitos desafios. ram esta congregação, que logo escolheu todas uruguaias) como diretor do colégio, o Nossa conclusão? Que na horta do San Pablo uma maneira muito particular de evan- pastor Christian Hoffmann (esposa, Simone, (igreja e colégio), muitas frutas e verduras gelizar: uma escola. No primeiro grupo, e filhas uruguaias, Aline e Amanda) como estão aparecendo graças à força que vem a maioria era de vizinhos e conhecidos, e capelão do colégio e o pastor Guillermo, do alto. A Palavra de Deus é semeada e o não de luteranos. Construiu-se um trabalho argentino (esposa, Elissana, brasileira, e as Espírito Santo faz o seu trabalho. Por isso, baseado no ensino bíblico diário, através de filhas uruguaias Gimena e Milena, que nas- mais de 95% dos membros, atualmente, são contatos e amizades, cultos inicialmente ceu em dezembro, depois da foto). Diante da pais ou alunos da escola. SOLI DEO GLORIA em alemão e depois em espanhol e o forta- escassez de pastores nas igrejas irmãs, está (A Deus seja dada a glória).20 M ensageiro | abril 2011
  • 20. Laboratório Luterano Transcultural Com o intercâmbio de estagiários e pas- América Latina coordenados por Nilo Figur)tores da IELB no Uruguai, começou a ideia colaboraram nas oficinas que tratavam te- FOTOs: ArquivO Pesde um Laboratório para preparar e capacitar mas como: a pessoainteressados na missão em outras culturas. do missionário, aComo luteranos, temos uma rica herança a sensibilidade nas sOAL CHrisTiAn HOFcompartilhar pelo mundo afora, onde tantas diferentes culturas,maneiras diferentes de viver e pensar são o contexto missio-obstáculos para a evangelização. nário, o desafio da FmAnn Com essa ideia de sensibilizar para comunicação trans-as diferenças culturais (mesmo dentro do cultural, preparaçãopróprio país) e buscar ferramentas melhores de vídeos missioná-para cumprir a missão de Deus, em fevereiro rios, aspectos psico-de 2011, começou oficialmente o Laboratório lógicos na missão,Luterano Transcultural. Ainda sem recursos a missão na Igrejapróprios nem apoio econômico de insti- Luterana e até mes-tuições ou igrejas, o primeiro evento foi mo a logística de umchamado de Imersão na Missão. missionário em terras Por 14 dias, 14 jovens do Brasil, Argen- diferentes. Os alunostina, Bolívia, Uruguai e Panamá estiveram brasileiros tambémhospedados nas salas de aula do Colégio tiveram um intensivoSan Pablo, com uma intensa agenda, onde a de espanhol.cada dia um devocionista diferente abria os Várias atividadestrabalhos. Vários voluntários (Carlos Grosse, práticas também de-Stella Almirón, Mona Liza Fuhrmann, Hector safiaram os alunos aHoppe, James Neuendorf, Ricardo Borges, sair do Colégio SanMarcos Barbier, Valeria Bustamante, Guil- Pablo onde estavamlermo Herigert, Mauro Roll, Mariana Mas- hospedados: inves-trantono e os diretores da Hora Luterana na tigação religiosa no “Em alguns momentos, “Uma das coisas que senti dificuldade com a destaco, entre muitas, língua, principalmente foi o encontro comporque algumas palavras os diretores da CPTLN em português têm outros (CPTN), que nos relatousentidos lá. Mesmo assim, sobre a nossa missão, o todo foi magnífico. como Igreja, de levar Poder conviver, estudar e Cristo para todas as sair para a rua fazendo nações e as nações para a missão me fez ver que, Igreja. Essa última parte mesmo com alguns ficou um pouco esquecida desafios, Cristo deve ser nos últimos tempos.” levado para todos.” Maxwell Roberto thonnRicardo evandro Rheinheimer Mensageiro | abril 2011 21
  • 21. | igrejas Pelo mUnDo | bairro, “bicicleteada” no museu e nos Tanto a congregação quanto os funcio- Imersão na Missão. Para conhecer mais as parques, testemunho cristão em viagens nários e alunos do Colégio estiveram envol- atividades do laboratório, acesse o blog: e passeios, visita aos padrinhos uruguaios vidos com os atuais e futuros missionários, laboratorioluteranotranscultural.blogspot.com e especialmente o apoio nas atividades de gerando boas oportunidades de evangeliza- inauguração da nova missão luterana no ção e crescimento na fé. Segundo avaliação cHrIStIaN HoFFmaNN centro de Montevidéu. A Bíblia em espanhol, dos alunos, foi importante sair do país e das Colaboração: pastor Carlos Walter Winterle livros sobre missão e outros materiais foram preocupações do cotidiano para criar essa Contatos sobre este assunto: distribuídos aos participantes. sensibilidade missionária através de uma mensageiro@editoraconcordia.com.br “A viagem ao Uruguai foi “A capacitação foi uma “Inmersion en la Mission, uma experiência única experiência única. O são as palavras que e com um propósito de Uruguai é um país com realmente descrevem essas extrema importância para uma característica duas semanas no Uruguai. nossa Igreja, o de levar bem distinta, Com aulas de Espanhol o Evangelho de nosso principalmente pela todas as manhãs e conversas Senhor. Os conhecimentos falta do conhecimento informais com o pessoal de adquiridos serão, com do Evangelho e a sua lá, começamos a mergulhar certeza, utilizados na necessidade tão gritante nas tradições e culturas desse vida de cada pessoa que de missionários, para levar país buscando respostas participou deste encontro.” as boas novas de Cristo.” para missão.” Juan Yurk nogueira Rafael schultz elena e Marcos Weirich Pastor instalado na África do Sul FOTO: LÍDiA WinTerLe sidente da Igreja Evangélica Luterana Livre do Conselho Luterano Internacional – ILC. da África do Sul (FELSISA), ex-pastor desta O pastor Winterle aceitou o chamado congregação, realizou a instalação, assistido da St. Thomas após ter servido à Uhuru pelos membros da diretoria. Highway Lutheran Church, em Nairobi, A Congregação St. Thomas foi fundada Quênia, desde outubro de 2006. O prazo em 1993 e foi formada por membros fiéis inicial do contrato é por cinco anos. Além do à Igreja Luterana que não se conformaram trabalho congregacional, vai supervisionar com as mudanças e desmandos ocorridos a Educação Teológica por Extensão – ETE, na sua Igreja de origem. Filiaram-se à oferecida pelo Seminário Concórdia às FELSISA e têm sido atendidos por este Sí- igrejas em Angola e Moçambique, visitando nodo. É uma congregação ainda pequena essas igrejas uma vez ao ano e lecionando, (75 membros), de fala inglesa, enquanto em conjunto com professores do Seminário. a maioria das demais congregações da Este projeto, apoiado pela IELB, pela Igreja FELSISA tem seus cultos em alemão. A Luterana do Canadá, pela Lutheran Church congregação irmã mais próxima fica cerca Missouri Synod, e pela FELSISA, é um sonho No dia 23 de janeiro de 2011, o pastor de 1.500 km de distância. que começou no tempo em que o pastor Carlos Walter Winterle foi instalado na Con- A FELSISA é uma Igreja em Comunhão de Winterle era presidente da IELB. gregação St. Thomas, na Cidade do Cabo, Púlpito e Altar com a Igreja Evangélica Lu- Conheça esta congregação através do África do Sul. O bispo Dieter Reinstorf, pre- terana do Brasil – IELB, e participa também site www.st-thomas.org.za.22 M ensageiro | abril 2011
  • 22. | eDiTora concórDia |Editora Concórdia em São Borja FOTOs: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA Foi com grande alegria que a representando a diretoriaEditora Concórdia participou, no dia nacional da LSLB, esteve13 de março, na CEL Cristo, de São presente a sra. Erica ElvinaBorja, RS, do Congresso de Servas Ruppenthal.da Região Missioneira (presidente: Agradecemos o carinhoDionei Erlacher Raimann) – Distrito com que fomos acolhidos,Pioneiro (presidente: Adelaide Weber e, de uma forma especial,Strassburger). O lema do Congresso ao pastor Marcelo Witt, suafoi o texto do Salmo 100.2: “Servi ao esposa, Rosane, e seu filhoSenhor com alegria”. O palestran- Bernardo que auxiliaramte foi o pastor Adelar Munieweg, em nossa organização.capelão hospitalar em Pelotas, RS, O próximo congressoque desenvolveu seu estudo sob o regional será em marçotema “Servir ao Senhor, acolhendo de 2012, na CEL Cristo, dee integrando servas com alegria”. Mata, RS, data já agendada O Congresso teve a participação no calendário de eventos dade 81 servas e cinco pastores, e, Editora Concórdia. | DiVUlgação | Audioteca Sal e Luz A Audioteca Sal e verno estar ajudando Luz é uma instituição imensamente, é preciso filantrópica, sem fins apresentar resultados. lucrativos, que produz e É preciso atingir um empresta livros falados número significativo (audiolivros). Mas o que de associados, que re- seria isso? São livros almente contemplem o que alcançam cegos e trabalho; caso contrário, deficientes visuais, (in- ele irá se extinguir e os clusive os com dificul- deficientes não poderão dade de visão pela idade desfrutar da magia da avançada) de forma to- leitura. Só quem tem o talmente gratuita. Seu prazer na leitura sabe acervo conta com mais dizer que é impossível de 2.700 títulos que vão imaginar o mundo sem desde literatura em geral, os livros... passando por textos religiosos, até textos DIVULGUE! Para ter acesso ao acervo, basta Ajudem-nos, divulguem! e provas corrigidas voltadas para concur- se associar na sede da instituição. Não é sos públicos em geral. São emprestados necessário ser morador do Rio de Janeiro. Christiane Blume sob a forma de fita K7, CD ou MP3. Outra opção é solicitar o livro pelo Audioteca Sal e Luz E agora, você está se perguntando: telefone, escolhendo o título pelo site, e a R. Primeiro de Março, 125 - 7º Andar o que eu tenho a ver com isso? É sim- Audioteca enviará o material gratuitamente Centro - RJ. CEP 20010-000 ples. Você pode ajudar divulgando. Se pelos Correios. Fone: (21) 2233-8007 você conhece algum cego ou deficiente A maior preocupação da Instituição Horário de atendimento: 8 às 16h visual, fale do trabalho da Audioteca. reside no fato de que, apesar do go- www.audioteca.org.br Mensageiro | abril 2011 23
  • 23. | Umas e oUTras | FOTOs: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA Indenizações Pobres soterradas no Brasil “Até hoje, os donos da mina não nos procuraram.” É o que afirma Cerca de 29 milhões de Mario Sepúlveda, um dos 33 mineiros brasileiros ainda são pobres, com soterrados durante 69 dias em 2010 no renda familiar per capita abaixo Chile, afirmando que ainda não foram de 130 reais ao mês. procurados pela empresa dona da mina Fonte: Revista ultimato para as indenizações. nº 327 Fonte: Revista veja nº 2205 Bilionários no Brasil Facebook contra A revista Forbes divulgou, em março, que o Brasil bateu o recorde no número o suicídio de bilionários, atingindo 30 em 2010. Um aumento de 12 bilionários em relação a Parceria com a organização Não 2009. Segundo a revista, a valorização Governamental britânica Samaritans coloca do Real e o boom da economia brasileira à disposição de usuários da Grã-Bretanha explicam o aumento de ricaços no país. e estados Unidos um recurso que permite Fonte: veja.com reportar comportamentos suicidas no Facebook. o objetivo é fazer com que, a partir de atualizações suspeitas dos usuários da rede (depoimentos ou fotos, Procuram-se por exemplo), os cadastrados avisem a oNG sobre amigos potencialmente vulneráveis. as mensagens são encaminhadas automaticamente para a línguas organização, que entra em contato com o potencial suicida. o objetivo é evitar um desdobramento trágico do caso. se os especialistas julgarem que a ameaça desaparecidas é muito grave, o próprio Facebook se encarrega de comunicar o caso à polícia. Fonte: Veja.com Segundo a UNESCO, uma língua desaparece a cada duas semanas no planeta. Entre os principais motivos estão guerras, expulsão de povos, migração e mistura de idiomas. Dos cerca de 6.000 idiomas falados no mundo, a metade corre Dragão asiático Ilegais o risco de sumir do mapa. Ainda segundo a divulgação, uma língua desaparece Com um PIB de 5,9 trilhões de dólares, É de 11 milhões de pessoas o a cada duas semanas. Além disso, os a China ultrapassou o Japão e se tornou a número de imigrantes ilegais nos novos meios de informação favorecem a segunda maior economia do mundo, atrás Estados Unidos, segundo relatório do influência mundial de algumas línguas, apenas dos EUA. A propósito, em 2010, os Departamento de Segurança Interna. Os particularmente do inglês. Vale lembrar produtos estrangeiros responderam por brasileiros são o oitavo maior grupo de que, quando uma língua desaparece, 22% do consumo nacional no Brasil, uma estrangeiros sem documentos. vão com ela patrimônios culturais como proporção que foi recorde. Fonte: Revista veja nº 2207 poemas, lendas e até mesmo ditados Fonte: Revista veja nº 2205 populares e piadas. Fonte: Deutsche Welle (WWW.DW-WoRlD.De)24 M ensageiro | abril 2011
  • 24. SeminárioConcórdia IELB no Youtube De acordo com a secretaria de nossa FOTOs: rePrODuÇÃO inTerneT“Escola de Profetas”, são 25 os novos É digno de nota oalunos que começam sua caminhada número de acessos queteológica rumo ao Ministério Pastoral um dos vídeos do Coralem 2017. Destes, oito são casados. Paz, da cel Paz do ibes,O Seminário conta, hoje, com 103 de Vila Velha, es, possuialunos matriculados, sendo que 40 são no Youtube: mais de 16casados. Atualmente, três alunos são mil. em termos de ielB,intercambistas vindos dos seminários dos é um recorde e mostraEUA (2) e Argentina, e 18 estão em estágio que quando um trabalhoprobatório Brasil afora. No fim deste ano, é bem feito e temainda de acordo com dados da secretaria, qualidade, é apreciadoa IELB deverá receber mais 17 homens também pelos de fora.prontos para exercer o Ministério emnossa Igreja. Fonte: semináRio concóRDia IELB no Youtube 2Cota para negros em se falando de presença significativa da ielB no Youtube (e com qualidade), destaca-se É o que sugeriu Carlos Heitor Cony ainda o número de acessos dono site da Gazeta do Povo, de Curitiba, vídeo “canon in d”, de Pauloem 6 de março, ao comentar que, devido Winterle, filho do pastor carlosà transformação dos desfiles das escolas Winterle, ex-presidente da ielB,de samba em negócio, há pouco espaço hoje pastor na África do sul. opara os carnavalescos de origem e vídeo já foi assistido por quasesobram os artistas e famosos bronzeados meio milhão de pessoas noartificialmente sob o sol escaldante de mundo todo.alguma praia brasileira.“ Fonte: GazetaDoPovo.com frASe do MêS Uma frase para reflexão neste mês de abril, baseada no 8º Mandamento: Mantém sempre tuas palavras leves e doces, pois pode acontecer de precisares engolir todas elas. ” AuTor deSConheCIdo Editado por alINE G. KollEr albrEcHt, jornalista e tIaGo JoSé albrEcHt, pastor em Macapá, AP Contatos para esta seção: mensageiro@editoraconcordia.com.br Mensageiro | abril 2011 25
  • 25. | saúDe | Quando a Quando a boca cala, boca fala, o corpo o corpo fala sara Blábláblá Blábláblá Blábláblá Blábláblá Blábláblá Blábláblá Hum... Blábláblá Blábláblá26 M ensageiro | abril 2011
  • 26. | singUlares | Mas, cuidado... Escolha o que falar, 3º Encontro com quem falar, onde, quando e como!Muitas vezes... Crianças é que contam tudo para todos, a qualquer hora, de qualquer forma. Passar de SingularesO resfriado escorre quando relatório é ingenuidade.o corpo não chora. Escolha alguém que possa lhe aju- Tema: Singular,A dor de garganta entope dar a organizar as ideias, harmonizar acolhendo e integrando as sensações e recuperar a alegria.quando não é possível Lema: O Bom Pastor dá Todos precisam saudavelmente de umcomunicar as aflições.O estômago arde quando a ouvinte interessado. a vida pelas ovelhas No entanto, tudo depende, prin-raiva não consegue sair. cipalmente, do nosso esforço pessoal (Jo 10.11)O diabetes invade quando a para fazer acontecer as mudanças nasolidão dói. nossa vida!!! QuAndo? Quando a boca cala, o corpo fala. Dias 14 e 15 de maio de 2011.O corpo engorda quando a Quando a boca fala, o corpo sara. Eisinsatisfação aperta. um ditado que mostra, de forma sim- onde?A dor de cabeça deprime ples, a importância de verbalizar o que Na Comunidade Evangélica Luteranaquando as dúvidas sentimos e pensamos, pois o que não é Cristo (CELC), Porto Alegre, RS. expresso tende, mais cedo ou mais tar-aumentam. de, a afetar nosso bem-estar e até nosso InscRIçõesA alergia aparece quando estado de alma. As inscrições poderão ser feitas atravéso perfeccionismo fica Segundo o psicólogo Waldemar Ma- dos telefones: (51) 3342-1408, com Edgarintolerável. galdi Filho, professor da Faculdade de (Secretaria CELC), ou (51) 3344-8210, comA dor no ombro sinaliza Ciências da Saúde de São Paulo, ao entrar Augusto. em contato com seu colorido interior, O valor total do evento é de R$ 50,00o excesso de fardos e de dispondo-se a abrir e a contar suas experi- e deve ser pago na Secretaria da CELC ouobrigações. ências, sejam elas boas ou ruins, muito do depositado na conta da Caixa EconômicaAs unhas quebram que foi vivenciado pela pessoa se ilumina. Federal; Ag. 0449; Conta: 003 00000651-0.quando as defesas ficam “Narrando os fatos, percebemos que Observação: quem pagar a inscriçãoameaçadas. eles talvez não sejam tão negativos quan- pela Caixa Econômica Federal precisa co- to pensávamos, que a raiva que alguém municar ao Edgar ou Augusto o númeroO peito aperta quando o despertou em nós diminuiu, que o trauma do depósito feito.orgulho escraviza. que sofremos já não assusta tanto, queA pressão sobe quando o nossas vitórias foram mais importantes hospedAgemmedo aprisiona. do que pareciam”, explica o especialista. Contatamos o Hotel Porto Alegre - (51)As neuroses paralisam Da mesma maneira, o que a princí- 3337-8448 (www.hotelportoalegre.com.br) pio foi visto como algo trágico pode, que oferece as seguintes diárias, com café daquando a “criança interna” com o passar do tempo, se revelar uma manhã, para quartos: individuais (R$ 105,00);tiraniza. grande oportunidade de crescimento. duplos (R$ 130,00); triplos (R$ 165,00); e quá-A febre esquenta quando “Isso é o que chamamos de ressignificar, druplos (R$ 180,00). Informe que é participan-as defesas detonam ou seja, atribuir um novo sentido às te do “Evento dos Singulares na Comunidadeas fronteiras da imunidade. coisas”, completa. Cristo”, para ganhar 10% de desconto. O ato de falar sobre si mesmo é a baseO coração desiste quando da psicoterapia, mas não é só no consul- evenToo sentido da vida parece tório que isso traz benefícios. Início: 14h do dia 14.05.2011terminar. Aliás, o simples fato de compartilhar Término: 16h30 do dia 15.05.2011E as tuas dores caladas? as próprias ideias com alguém faz um Palestra: psicóloga Mona Lisa FuhrmannComo elas falam no teu bem danado. Programa: devoção, cânticos, conví- “E, se você não tem para quem falar, vio, brincadeiras, noite especial, culto... ecorpo? escreva”, recomenda Waldemar. muito mais! Colaboração de lEa FuHr WEbEr, Inscrições abertas Canoas, RS até o dia 06.05.2011. Vagas limitadas! Mensageiro | abril 2011 27
  • 27. | acolhenDo e inTegranDo | Jesus Cristo não desistiu de você! O FOTOs: ArquivO eDiTOrA COnCórDiA s anos de 2009 e 2010 foram muito especiais para a Congregação São Lucas, de Horizontina, RS. Sabemos que a busca pelos mem- bros afastados, e a reintegração deles na comunidade, depende de muito trabalho e esforço. Em 2009, iniciou um projeto interno chamado Jesus Cristo não desistiu de você. Este projeto visa buscar os afastados da seguinte maneira: primeiro, os próprios mem- bros recebem orientação e treinamen- to do pastor da congregação para visitação às famílias que, por diversos motivos, se afastaram do trabalho da comunidade e, principalmente, dos cultos. pRImeIRA vIsITA folheto número dois – “Pneu Furado” – e Foram elaborados seis folhetos (veja alguns Apresente-se, mantenha conversas marque o próximo encontro. modelos abaixo) que tratam especialmente aleatórias – em todas as visitas, você não do amor de Deus para com todos, também chegará como juiz ou pregador que apenas TeRceIRA vIsITA com os afastados. Esses folhetos são en- fala e não escuta nada. Será mais uma de- Volte depois de duas semanas e tenha tregues aos líderes da comunidade com as monstração de amor do que uma repetição novamente uma conversa aleatória. Diga seguintes orientações: de verdades que eles tanto conhecem. que é uma alegria poder fazer essas visitas Entregue o folheto “Jesus Cristo não e que tem muitos líderes visitando pessoas COMO ACHÁ-LOS E TRAZÊ-LOS DE VOLTA desistiu de você”, e diga-lhes que dentro de que precisam de orientações cristãs. SIGA ESTAS INSTRUÇÕES: 15 dias voltará para saber o que acharam Diga: “quero ser um auxílio na sua > localizar seus endereços; da mensagem do folheto. vida. É do grande interesse de Deus que > assumir com Deus um pacto você retorne para a Igreja. Todos nós po- de oração em favor deles; segundA vIsITA demos um dia nos afastar, mas que bom > visitá-los várias vezes, levando Volte depois de duas semanas e tenha saber que Jesus não desiste de nenhum palavra de amor e perdão. novamente uma conversa aleatória. Agora, de nós”. você poderá dialogar sobre o assunto Pergunte se ele leu o segundo folheto, do folheto, que aborda pontos e em seguida, leia com ele o segundo fundamentais e tem como objetivo folheto. acordá-los e trazê-los ao arrependi- Diga que Deus nos ama e deseja mento. COMO? que sempre voltemos arrependidos, e Pergunte: “você leu o folhe- que a Igreja está de portas abertas para to?”. E diga: “quero fazer algumas recebê-lo. É para isso que a liderança da considerações sobre o conteúdo do congregação está fazendo essas visitas. folheto”. Diga que você está lá não para criticar, Faça a leitura. Afirme que Deus mas para dizer que Deus o/a ama e não o ama e deseja que retorne a Deus desiste dele/a. e à Igreja. Entregue o terceiro folheto – “O Con- Nesta mesma visita, entregue o vite” – e diga que retornará em 15 dias.28 M ensageiro | abril 2011
  • 28. QuARTA vIsITA que podemos viver unidos como irmãos, partamentos recebem a relação dos nomes Tenha conversas aleatórias. Estude o servindo com alegria ao mesmo Senhor. dos membros que fizeram o seu voto, paraterceiro folheto, depois, apresente o quar- incentivá-los a participarem dos depar-to folheto – “De qual grupo você participa?”. sexTA vIsITA tamentos. Cada líder é responsável para Após o Culto 100%, visite para trabalhar envolvê-los nos devidos departamentos. QuInTA vIsITA sobre o quinto folheto – “Louvar a Deus”. Além disso, foram iniciados, em 2010, Depois de 15 dias, entregue o convi- Entregue o convite para o estudo de 12 novos grupos familiares. Já existiam 12te para o “Culto dos 100%”. Trabalhe o reconsagração, realizado em várias datas. grupos, que chamamos de tradicionais.quarto folheto. Dê 10 a 15 estudos na Igreja sobre Com a intenção de atingir todos os mem- Divulgue este culto através dos depar- mordomia e reconsagração, onde todos bros e envolvê-los no estudo da Palavra detamentos, com um convite especial. os membros são chamados a participar de Deus, esses 12 grupos tradicionais foram No culto, traga um pastor de outra con- pelo menos um destes encontros (inclusive divididos, estrategicamente resultando emgregação da IELB, ou uma atração musical os afastados). Nesse estudo é realizado 12 novos grupos. Hoje, temos 24 grupos(como o grupo Carpe Diem, Carlos Magrão, um voto de reconsagração, onde todos familiares que se encontram uma vezGrupo Vid@.com, entre outros). A ênfase são orientados a participar dos cultos por mês para estudar a Bíblia. O grandedesse culto é a reconsagração. (das leituras bíblicas), das ofertas, dos de- objetivo é envolver os membros afastados Os cultos 100% (nas fotos, estão os partamentos da comunidade (integração, de forma que eles se sintam acolhidos ecultos de 2009 com o Carlos Magrão, e recepção, comunicação, música, dança integrados no trabalho da comunidade.2010 com o Carpe Diem – para 2011, está litúrgica, coral, coral infantil, juventude, Os frutos, embora não apareçam naagendado o pastor Flávio Hörlle) visam servas, leigos, casais, ação social, escola primeira hora, surgem de forma maravi-a participação de todos os membros reu- dominical, patrimônio, teatro, evangelis- lhosa. Sem dúvida, não é um trabalho emnidos em um só momento. É impresso mo, coral das servas). Todos recebem um vão, mas, sim, um trabalho necessário. Queum convite individual para o Culto 100% cartão promessa, para assinalar as suas Deus abençoe nossa igreja na continuidade(reprodução abaixo). O principal objetivo escolhas. desse projeto em 2011, e nesta responsabi-é dizer que Jesus nunca desistiu de nós e Após esses estudos, os líderes dos de- lidade de Comunicar a Vida – acolhendo e integrando as ovelhas que ele mesmo nos confiou. Que o Bom Pastor nos guie nesta grande tarefa. m Nota: Além de mais informações sobre o assunto, o pastor Ivaldo Pinheiro se coloca a disposição para palestras e treinamentos: pastorivaldo1@yahoo.com, telefone (55) 3537-1784. IvalDo SIlva PINHEIro | Pastor da CEL São Lucas, Horizontina, RS Mensageiro | abril 2011 29
  • 29. | oPinião | Uma Igreja mais simples FOTO: rODriGO ABreu/ ArquivO eDiTOrA COnCórDiA EGoN GrIESaNG Pastor em Coronel Vivida, PR A s pessoas certamente preferem as coisas simples. Isso é uma verdade e pode ser aplicada em todos os âmbitos da vida: é tão mais simples quando nossas esposas falam claramente o que estão pensando, sem termos que adivinhar; e é tão mais simples quando os homens conseguem entender as mulheres, com- preendendo o que elas querem dizer sem dizer nada. Seria muito simples se isso realmente acontecesse. Pois é... Olhando para a Igreja, percebo que as pessoas vivem dentro deste mesmo conceito de que quanto mais simples, melhor. Isso é bom, mas também pode ser prejudicial. Quan- do eu entendo que o simples é ir ao culto uma vez por mês, só para levar minha oferta, isso é prejudicial. Quando não desejo participar das atividades por um simples “não querer se envolver”, isso é prejudicial. Por outro lado, a Bíblia está repleta de exemplos de pessoas que optaram por ser cristãos da forma mais simples possível e tiveram os seus nomes escritos na história. Aí, o simples é benéfico. Vejamos alguns exemplos. Atendo-nos somente ao Novo Testamento, começo destacando a escolha de Jesus por seus apóstolos. Ele certamente não escolheu os de melhor repu- tação. Mas escolheu pescadores, publicanos, gente rude, iletrados. E eles, da forma como sabiam fazer, anunciaram a mensagem da salvação por onde andaram. Só por causa disso, hoje, vocês estão lendo este texto. Eles não fizeram divisões ou comissões para definir como, quando, onde, por que deveriam falar, mas obedeceram e, simplesmente, foram e falaram, ba- tizando em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Foram. Meu pai não foi um grande mestre, nem Quando a Igreja começou a crescer, surgiu a figura de professor, nem nada de espetacular, mas Deus Filipe. Um leigo que é chamado para socorrer pessoas (At 6). Além disso, tornou-se um exemplo na pregação da Palavra de fez com que, para mim, ele fosse a pessoa Deus, certamente não em púlpitos, mas em sua vida diária, no mais importante de todas, quando todas as trabalho com os irmãos, na sua família, pois o seu chamado não era o de um pregador, mas era o de servir pessoas. No manhãs lia mensagens cristãs, e todo domingo entanto, Deus quis que o seu nome estivesse registrado na insistia (às vezes muito) para irmos ao culto, Bíblia; quando fala do etíope que retornava de Jerusalém especialmente na minha adolescência. Bom, e, diante de uma simples pergunta de alguém que estava ao lado de sua carruagem, tem a sua vida transformada: na sua simplicidade, ensinou-me o que havia “O Senhor entende o que está lendo?” E o etíope responde: de mais precioso. Simples assim. Será que ele “Como posso entender se ninguém me explicar?” Assim, ele conheceu seu Salvador. Quando Jesus usou Filipe para sabia disso? Eu não sabia.30 M ensageiro | abril 2011
  • 30. que entendesse as Sagradas Escrituras, ele se ele soubesse do futuro, mudaria isso? No fim das contas, o que isso acrescentoupediu: “Veja! Aqui tem água. Será que eu Não sei, talvez. Mas o certo é que Deus usou para a Igreja de Deus? Quantas vezes esta-não posso ser batizado?” (At 8.36). É de uma estas pessoas exatamente da forma que mos esquecendo de simplesmente sermossimplicidade tremenda esta passagem, mas, elas eram, onde elas estavam; usou seus mais simples, com todos evangelizando, comimaginem a cena: uma bela carruagem, com sentimentos, usou suas mãos, usou suas todos recepcionando, com todos...muitos servos, com certa pompa talvez, e, palavras. Algumas não tão bonitas, mãos Talvez alguns me respondam dizendolá a frente, um homem importante sendo não tão perfeitas, seres humanos que não “eu não sei fazer nada muito bem. Temmolhado por um estranho, dentro de um eram perfeitos, mas ele usou tudo isso e outros que fazem melhor do que eu”. Meupoço, ou rio, ou mesmo poça de água. Sim- transformou o simples em grandioso. Deus pai não foi um grande mestre, nem profes-plicidade tremenda. Ou não. é craque nisso, afinal, não foi ele que com sor, nem nada de espetacular, mas Deus fez Um exemplo ainda mais tocante é o da toda a sua glória e poder nasceu em uma com que, para mim, ele fosse a pessoa maisviúva pobre. Diante do local onde as pessoas manjedoura? Simples, mas grandioso. importante de todas, quando todas as ma-traziam suas ofertas, Jesus aponta para uma Quantos apóstolos existem hoje? Quan- nhãs lia mensagens cristãs, e todo domingoviúva pobre, que colocou míseras moedinhas insistia (às vezes muito) para irmos ao culto,(algo que para nós seriam alguns centavos), Quantas vezes estamos especialmente na minha adolescência. Bom,e exclamou: “Ela ofertou mais do que todos esquecendo de na sua simplicidade, ensinou-me o que ha-os outros!”. Na sua simplicidade, na sua de- via de mais precioso. Simples assim. Serávoção para com Deus, aquela mulher havia simplesmente sermos que ele sabia disso? Eu não sabia.feito algo extraordinário, digno de nota pelo mais simples, com todos Já muitas vezes, quando as palavras pare-próprio Filho de Deus. Será que ela percebeu ciam fugir da cabeça, quando era necessárioo que acontecia naquele momento? Será que evangelizando, com todos preparar uma mensagem para um culto,ela se deu conta de que Jesus a elogiara? recepcionando, com lembrei-me de Moisés quando Deus o chamou.Não sei, mas certamente ela não havia se – Moisés, vai falar com o rei do Egito...preparado para aquilo, nem havia trombetas todos... – Mas Senhor, quem sou eu para ir falaranunciando sua oferta. Ela simplesmente foi. tos Filipes? Quantas Lídias, Loides e Eunices? com o rei do Egito? E Lídia que quando ofereceu a sua casa, Quantas viúvas pobres? Nunca saberemos, Deus respondeu:sem saber, estava formando a primeira mas a verdade é que Deus ainda continua – Eu estarei com você.Igreja Cristã da Europa? E Lóide e Eunice, usando a simplicidade para fazer coisas – Mas Senhor – novamente Moisés fala –quando ensinavam o jovem Timóteo nas grandiosas. A Igreja nunca foi grandiosa por quando me perguntarem quem me mandou,Sagradas Escrituras, será que sabiam que si mesmo. E todas as vezes em que ela tenta o que eu digo?ele seria um dos mais destacados apóstolos ser, ela mesma se destrói – sejam paróquias – Diga que EU SOU O QUE SOU te enviou.do Senhor? Quando penso em Paulo, ou ou congregações ou sínodos. Ser mais sim- – Mas Senhor, eu irei sozinho?Pedro, ou qualquer outro escritor do Novo ples, talvez isso nos falte hoje em dia quando – Eu enviarei Arão contigo.Testamento, pergunto-me se eles sabiam queremos criar comissões de missão, comis- E mais uma vez Moisés insiste:que suas cartas viriam a ser parte do livro sões de recepção, equipes do churrasco em – Senhor, eu sou muito novo e nem sei fa-mais importante da história? Claro que não. nossas confraternizações... Lembro-me de lar direito. Quando falo sempre me atrapalho!Eles apenas escreveram o que precisava ser um colega pastor, falando em uma conversa E Deus respondeu:escrito, guiados, sim, pelo Espírito de Deus, informal de uma ata antiga, onde ele lia que – Não sou eu quem dá a boca ao ser hu-na simplicidade onde estavam, com as pes- uma congregação discutiu em assembleia por mano, que faço com que seja surdo ou mudo?soas que estavam com eles. Paulo gosta de causa da forma em que os tomates seriam Eu falarei por você! Eu direi o que deve dizer.trocar saudações em suas cartas. Será que, cortados no almoço: se em cubos ou fatias. Deus fala. Simples assim. Ainda bem! m Mensageiro | abril 2011 31
  • 31. 32 M ensageiro | abril 2011
  • 32. | seminário|Seminário dá inícioao ano letivo FOTO: miriAm rAqueL sTreLHOW Diretor Gérson Linden com uma parte dos novos alunos (e familiares) em sua apresentação no Culto de Abertura do ano letivo de 2011 O dia 27 de fevereiro foi especial para Raul Blum, e a mensagem foi dirigida ainda sobre exercer o ministério com fi-os alunos do Seminário Concórdia. Às pelo diretor do Seminário, pastor Gerson delidade e buscar em Deus força e ânimo19 horas, no Auditório do Centro Edu- Linden, baseada em 1 Coríntios 4.1-13, para o trabalho.cacional Concórdia, iniciou-se o culto onde falou sobre o “grupo de homens Neste ano, 25 novos alunos ingres-de abertura do ano letivo. Cerca de 300 que Jesus preparou para que anunciassem saram no curso de Teologia, sendo quepessoas, entre alunos, professores, fun- o Evangelho e administrassem os sacra- destes, oito são casados.cionários e famílias, pastores, membros mentos quando ele, Jesus, subisse ao céu O pastor Arnildo Schneider, 1º vice-das congregações da região e visitantes, visivelmente”. O pastor Linden comentou presidente da IELB, dirigiu a cerimônia departiciparam do evento. que esses discípulos eram os alunos do concessão do título de professor emérito ao A liturgia ficou a cargo do professor primeiro curso de teologia cristã. Falou pastor dr. Leopoldo Heimann.Reitor da Ulbra profere Aula Magna FOTO: CLóvis PrunzeL O Seminário Concórdia celebra neste exposição firme e proativa,ano os seus 108 anos de fundação. No dia abriu mais as portas da institui-28 de fevereiro, na capela do Seminário, ção que representa, para facili-em São Leopoldo, aconteceu a abertura de tar maior interatividade com omais um ano letivo, com a Aula Magna pro- Seminário a fim de que juntosferida pelo reitor da Ulbra, prof. dr. Marcos promovam iniciativas que clari-Fernando Ziemer. fiquem e fortaleçam ainda mais Abordando o tema “Universidade Cristã o caráter confessional cristão eHoje – Desafios e Perspectivas”, Ziemer luterano da Universidade Lute-falou a professores e alunos do Seminário rana do Brasil.Concórdia e do curso de Teologia da Ulbra,direção da IELB, pastores de congregações acIr raymaNN | Professor e Vice-diretor dopróximas e demais presentes. Graduado Seminário Concórdiaem Teologia pelo Seminário Concórdia eex-professor do Colégio Luterano Concórdia, É possível assistir ao vídeo da Aula Magna noZiemer se sentiu em casa no campus. Numa site do Seminário: www.seminarioconcordia.com.br. Mensageiro | abril 2011 33
  • 33. | ViranDo a Página | Dádivas da cruz e da ressurreição Vamos virar a página desta edição com a página que vida eterna... Se alguém tem sede, venha Deus virou na cruz do Calvário e na sepultura vazia, na a mim e beba” (Jo 4.14; 7.37). 3 - Cristo foi desamparado, mas nele so- manhã da primeira Páscoa Cristã. mos acolhidos por Deus: “Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” sermos chamados filhos de Deus” (1Jo 3.1). 4 - O Cordeiro de Deus “foi traspassado (Mt 27.46) pelas nossas transgressões e moído pelas “Não temais; porque sei que buscais Jesus, que foi nossas iniquidades” (Is 53.5). crucificado. Ele não está aqui; ressuscitou.” Nesta fé, vamos estar “em pé diante do trono e diante do Cordeiro, vestidos de (Mt 28.5-6) vestiduras brancas, com palmas nas mãos”. Vamos clamar “em grande voz: ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação”. clauDIo rIcE GEISlEr Vamos adorar “dizendo: Amém! O Pastor em São José dos Campos, SP louvor, e a glória, e a sabedoria, e as ações N de graças, e a honra, e o poder, e a força a sexta, há trevas sobre a Terra. a vitória sobre a morte é conquistada e sejam ao nosso Deus, pelos séculos dos No Calvário, vem da cruz um proclamada. O apóstolo João resume esta séculos. Amém!” grito da agonia e sofrimento ação de Deus assim: “não fomos nós que E quando for perguntado: “estes, que do Cordeiro de Deus: “Deus amamos a Deus, mas foi ele que nos amou se vestem de vestiduras brancas, quem meu, Deus meu, por que me desamparaste”? e mandou o seu Filho para que, por meio são e donde vieram?” Então, sobre cada O domingo – terceiro dia – nasce com dele, os nossos pecados fossem perdoados” um de nós, será dado este testemunho: a luz e a glória do Cordeiro Vencedor, no (1Jo 4.10). “São estes os que vêm da grande tribu- anúncio do anjo: “Ele não está aqui; res- No Cristo crucificado e ressuscitado, lação, lavaram suas vestiduras e as alve- suscitou, como tinha dito”. Deus nos dá perdão, vida e salvação, e nos jaram no sangue do Cordeiro, razão por Poucas horas separam trevas e luz, oferece dádivas especiais e maravilhosas. que se acham diante do trono de Deus crucificação e ressurreição de Jesus. Neste Destaco algumas para você guardar no e o servem de dia e de noite no seu tempo, a história da salvação alcança seu seu coração: santuário” (Ap 7.9-15). momento culminante. 1 - O Salvador Prometido é “homem de No Cristo crucificado e Para resgatar toda criatura, Deus age dores e sabe o que é padecer... ele tomou ressuscitado, feliz e aben- no seu amor, graça e justiça. No mistério sobre si as nossas enfermidades e as nossas çoada Páscoa! m da cruz, Deus sacrifica o único Filho. O dores levou sobre si” (Is 53.3,4). Messias morre verdadeiramente. Porém, Mas por meio dele, Deus “enxugará dos horas depois, no mistério da ressurreição, olhos toda lágrima, e a morte já não exis- como havia predito, a sepultura fica vazia. tirá, já não haverá luto, nem pranto, nem Não há Cristo ressuscitado sem o Cristo dor, porque as primeiras coisas passaram” crucificado. No mistério da cruz e na res- (Ap 21.4). surreição não há Cristo vivo sem o Cristo 2 - Jesus, que na cruz suplicou: ou o morto. Por isso, Jesus diz: “Não temas; eu nvi “Tenho sede! - prometeu: “aquele, e e o Filh m ê sou o primeiro e o último e aquele que vive; porém, que beber da água que eu ue v ; le q e que terna ia” estive morto, mas eis que estou vivo pelos lhe der nunca mais terá sede; que uel da e o d da aq i ltim séculos dos séculos e tenho as chaves da pelo contrário, a água que de av nta e todo nha i no ú vo u morte e do inferno” (Ap 1.17,18). eu lhe der, será nele uma “A a: q ele te itare 0) Em Cristo, o preço do resgate está pago, st n sc .4 fonte a jorrar para a é e e crê ressu (Jo 6 uo34 M ensageiro | abril 2011 ee
  • 34. IELB Natal, RN notícias ENCARTE DO MENSAGEIRO LUTERANO - ABRIL/2011 Igreja cresce no Rio Grande do Norte FOTO: ARQUIVO EDITORA CONCÓRDIA O ano de 2010 foi especial para a colheita de frutos semeados e cultiva- tos para o trabalho com crianças. E oIgreja Luterana no Rio Grande do dos desde 2006 na Praia de Muriú (17 Evangelho não voltou vazio! O casal queNorte. As admissões ocorridas por pessoas). Todo o trabalho com crianças desde o início sediou todo o trabalho fezmeio de Profissão de Fé, Batismo e re- era realizado pelo casal Daniel e Marli sua Profissão de Fé junto com outrasconhecimento de Batismo chegaram a (não luteranos) e apoiado por pessoas 15 pessoas, entre crianças e adultos.27 pessoas _ nosso maior crescimento que se uniam ao trabalho realizado. A “Mais uma congregação nasce no tra-na história. igreja realizava uma atividade de culto balho potiguar”, comenta o pastor Airton O dia 21 de dezembro foi um dia de por mês e proporcionava treinamen- Schroeder. + DESTAQUES Igreja de Portugal em fotos Missão e comunicação em Paragominas Atividades na Cristo de Teresina
  • 35. IELBnotíciasMissão e comunicação em Paragominas Não há missão sem comunicação _ as experiências FOTOS: ARQUIVO EDITORA CONCÓRDIAem Paragominas, PA, têm comprovado esta tese. Opastor Iromar Schreiber e a Congregação MartinhoLutero desenvolveram a primeira campanha pararegistro de candidatos à doação de medula óssea emParagominas, a campanha para arborização, o projetoBíblia Manuscrita (SBB) no espaço cultural da cidadee outras participações em ações sociais. Criando eaproveitando as oportunidades para comunicar, hoje, aIgreja Luterana de Paragominas é bastante conhecida,admirada e respeitada por todos. Desta forma, as portasestão se abrindo para o anúncio de Cristo Para Todos. A Congregação Martinho Lutero comunica o amorde Cristo através do Programa Toque de Vida, que vaiao ar de segunda a sexta, às 11h30, antes do jornallocal na TV Record – uma parceria com a Pastoral daULBRA e pastor Lucas Albrecht. “O culto de formaturada ULBRA, (polo CEPA) tornou-se a ‘menina dos olhos’ da missão contou com mais de 50 pessoas que estiveram pela primeira vezem Paragominas”, comenta o pastor Iromar Schreiber. “No dia em um templo luterano.28 de janeiro, prestamos o primeiro Culto de Ação de Graças Em março, aconteceu mais uma oportunidade. “A estação estápelos formandos de Pedagogia e Letras. A cerimônia de gratidão propícia para semear a vida, acolhendo e integrando, em suma, co-foi muito proveitosa e emocionante”, completa o pastor. O culto municando o amor de Cristo, esta é a nossa missão”, finaliza o pastor.Congregação Profissão de Fé ecomemora fundação Confirmação em Manaus A Congregação Cristo – Passo do Pilão, Pelotas, RS, co- O dia 31 de outubro de 2010 foi especial para a Congregaçãomemorou 50 anos de fundação, com culto realizado no dia 20 de Bom Pastor, de Manaus, AM, pois, em culto solene, aconteceu afevereiro. O povo estava radiante, pois a mensagem foi proferida Confirmação de quatro jovens e o recebimento de novos membrospelo pastor fundador da congregação, Johannes Gedrat. O pastor por Profissão de Fé. As cerimônias foram realizadas pelo pastorDarcy Schreiber fez a liturgia. Paulo Kuck.2 Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias
  • 36. Distrito Planalto realiza Congresso Mirim Sempre no feriado de 15 de novembro, o Distrito Planalto, rodeios de Fortaleza dos Valos, RS. O encontro contou com aRS, realiza seu Congresso Mirim – em 2010, foi no parque de participação de mais de 140 pessoas, entre crianças e adultos. CONFIRMAÇÕES1 1. CAMAQUÃ, RS – Dez jovens fizeram a sua Confirmação em cerimônia oficiada pelo pastor Norberto Krüger. Em 14 de novembro de 2010, na Congregação Da Paz. 2. QUINZE DE NOVEMBRO, RS – Foi realizada a Confirmação de três jovens. No culto, oficiado pelo pastor Valdomiro Hartwig, estiveram presentes 99 pessoas. Em 30 de maio de 2010, na CEL São Paulo, da paróquia São Pedro de Santa Clara de Ingaí. 3. MAtELÂNDIA , 3 PR – Dois jovens foram confirmados pelo pastor Claudio Ramir Schreiber. Os jovens irmãos são 2 Daniel e Leandro da Silva Bolduan. Em 13 de fevereiro, na CEL Cristo. Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias 3
  • 37. IELBnotíciasOrdenação Novo pastor em Canoase instalação FOTOS: ARQUIVO EDITORA CONCÓRDIA No dia 20 de fevereiro, a Congregação São Paulo teve a alegria de celebrar um culto festivo para a instalação do seu novo pastor, Luiz Alberto S. dos Santos. O momento contou com a presença do presidente da IELB, do reitor da Ulbra, do conselheiro distrital, No dia 29 de janeiro, Marlus Seling foi ordenado pastor na pastores do Digra, congregados e visitantes. Participaram tambémCongregação Santa Cruz, de Mato Branco, Imbituva, PR, pelo do culto o coral da Congregação São Paulo e a banda Dynamis.pastor Paulo Pinto de Souza, auxiliado pelo pastor Orivaldo RenatoBündchen. Cerca de 120 pessoas estiveram presentes no culto. Já no dia 12 de fevereiro, o pastor Marlus foi instalado na Paró-quia Emanuel, de São Miguel do Oeste, SC, tendo como oficiante opresidente da IELB, pastor Egon Kopereck. Cerca de 210 pessoas Instalação na Bahiaestiveram no culto, entre elas, pastores do Distrito Oeste Catarinense.Curitiba recebe pastor Foi instalado, no dia 26 de fevereiro, na CEL São Lucas, de Luiz Eduardo Magalhães, BA, o pastor Nazareno Degem. A liturgia do culto foi dirigida pelo pastor Jaime Paulo Link, conselheiro do Distrito Brasil Centro-Oeste, auxiliado pelos pastores Valdemar Alcindo Arend, Martiniano Soares da Silva e Marcos Everton Muller. A mensagem foi anunciada pelo presidente da IELB, pastor Egon No dia 6 de fevereiro, foi instalado o pastor Jacson Luis Müller Kopereck, que destacou o texto de 2Tm 4.2: “prega a palavra,na CEL São Lucas, do bairro Pinheirinho, em Curitiba, PR. O ofi- insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta,ciante foi o pastor conselheiro, Valdir K. Mansk. Também estiveram com toda a longanimidade e doutrina”. A instalação foi realizadapresentes os pastores Carlos F. Ücker, Walter Wolf, Nelson Lautert, pelo pastor Kopereck. O culto contou com a presença de 100Elton Luithardt, Renato Stadler e Germano Neumann. pessoas, e, logo após, teve um coquetel.4 Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias
  • 38. Atividades na Paróquia FALECIMENTOSCristo de Teresina Faleceu, no dia 2 de novem- bro de 2010, aos 87 anos, em Pa- pagaios Novos, Palmeiras, PR, Anna Elizabeth Stelle (Anita). Era casada com João Reynaldo Stelle que a precedeu na morte e com quem teve nove filhos. Era membro da CEL São João, onde o pastor Ildo Schenknecht proferiu as palavras do Senhor que servi- ram de consolo aos familiares enlutados. Faleceu, no dia 20 de dezembro de 2010, Guilherme Adalberto Hopf, mem- bro da Congregação São Paulo, da Linha Canoa, Toropi, RS. Deixou enlutados seus filhos, noras, genro e netos. O sepultamen- to foi realizado pelo pastor Luiz Gustavo Raimann, usando o texto de Fp 3.20-21. Wilma Ana Glienke faleceu aos 70 anos no dia 23 de abril de 2010. Era fi- lha de Augusta e DIA DA BíBLIA Timon, estão participando do Projeto Fome Francisco Glienke No Dia da Bíblia, as congregações Cris- 29. Aliado a este trabalho, realizamos o (professor sinodal;to, de teresina, PI, e Betel, de timon, Bazar Cristão. Para estes projetos, aconte- ambos falecidos), residia em Três de Maio,MA, ambas da paróquia Cristo, se reuniram ceu uma Blitz Evangelística nos semáforos RS. Deixou enlutados os irmãos Elmer,em um passeio com faixas, cartazes e fo- da cidade de Teresina, onde distribuímos Norma, Omar Hugo e Alma Lorna, duaslhetos. Falaram da importância da Bíblia, de folhetos explicativos e evangelísticos. Neste cunhadas, um cunhado e sobrinhos.lê-la em família, e convidaram as pessoas mesmo momento, pedimos uma contribui-na rua e os moradores para uma devoção ção às pessoas, que foi revertida em cestasna Igreja Luterana Betel, de Timon. Foi ummomento marcante. básicas. Também foi realizada uma campa- nha de doação, onde recebemos roupas, 90 anos de Rosa Mader calçados, móveis, utensílios domésticos, BAtIZADO eletrodomésticos... Depois, foi realizado um No dia 17 de dezembro, a CEL Cristo, Bazar Cristão no bairro Promorar, de Teresi-de Teresina, realizou o Batismo de Sheron na, onde as doações foram vendidas. “Após No dia 26 de agosto de 2010, a famíliaDriely Ferreira Braga e Armando Eberhart todo este trabalho, juntamos os valores e Pahl comemorou o aniversário de 90 anosFilho, ambos ministrados pelo pastor compramos as cestas básicas para serem de Rosa Mader, companheira de AdolfoElton Rost. doadas às famílias carentes antes do Natal Pahl, já falecido. Filhos, netos, bisnetos e e no momento da entrega convidamos para tataraneta agradecem a Deus pela compa- BLItZ E BAZAR que participassem do Programa de Natal”, nhia e saúde da ‘vó Rosa’, que é membro da A CEL Cristo, de Teresina, e Betel, de comenta o pastor Elton Rost. Congregação Castelo Forte, de Joinville, SC. Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias 5
  • 39. IELBnotíciasIgreja de Portugal em fotos 1 3 52 FOTOS: ARQUIVO EDI TORA CONCÓRDIA 7 4 A Igreja Evangélica Luterana Portu-guesa (IELP) teve muitos momentos mar-cantes em 2010. Os pastores Jonas Flor eGenivaldo Agner têm realizado um trabalhodedicado na missão de Levar Cristo paraTodos. E eles pedem: “Incluam a missão daIELP em suas orações”. 1) Conferência Luterana Europeia eEncontro Regional do Concílio LuteranoInternacional, no Porto (1º a 6 de junho). 6 2) Encontro Anglo-Ibérico de Jovens(Portugal, Espanha e Inglaterra), em Esmoriz(2 a 6 de setembro). 8 3) Encontro de Congregações da IELP ,no Porto (24 de outubro). 4) Confirmação de Rhandolff Soares eSarah Pereira, em Mercês/Lisboa (junho). 5) Batismo e Profissão de Fé de OtávioBertotti, em Mercês/Lisboa (novembro). 6) Concerto da Reforma, em Mercês/Lisboa (23 de outubro). 7) Confirmação de Breno Landmeier e Eduardo Wolfgram, em Maia/Porto(03 de outubro). 8) Profissão de Fé de Andreia Rech Martins, em Maia/Porto (31 de outubro).6 Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias
  • 40. Emoção no devocional marca início das aulas Um grande número de alunos, professo- Devido à ocasião, mais quatro pastores da diretoria também acompanharam ares e funcionários do Colégio Luterano Rui de congregações luteranas, Cleydes Kloss, celebração, bem como o estagiário daBarbosa esteve presente nas dependências Emerson Zielke, Romildo Wrasse e João congregação, teologando Felipe.da Congregação Cristo de Marechal Neri Fazioni, dirigiram o momento devocio- O devocional contou com músicas deCândido Rondon, PR, no dia 3 de fevereiro, nal e a cerimônia de despedida do pastor louvor, liturgia e oração, e findou-se comacompanhando o tradicional devocional de Sérgio, que também foi agraciado com a participação do coral do Terceirão, comoinício das aulas. Na oportunidade, houve uma lembrança entregue pelo presidente acontece tradicionalmente.também a desinstalação, após seis anos, do da AIVARB, Jadir Zimmermann, em nome À tarde, novo momento devocional foi di-capelão do colégio, Sérgio Maurício Reinholz. da entidade. Além dele, outros membros rigido para as turmas do período vespertino. BODAS DE CASAMENTO No dia 12 de janeiro de 2010, o casal No dia 22 de novembro de 2010, Airton Arlindo Scheffler, professor eméri-Egon Nicolau e Maria teresa Rodrigues Nereu e Maria Irene Weber Molder celebra- to da IELB, e sua esposa, Ruth LonnyHachbardt comemorou Bodas de Prata. ram 25 anos de matrimônio. O momento de Scheffler, completaram 60 anos de vidaEles residem em Campo Verde, MT. “Portanto devoção, baseado nas palavras de 1 Pe 5.7 matrimonial no dia 13 de janeiro. A ceri-agora são três coisas, a fé, a esperança e o “Entreguem todas as suas preocupações a mônia religiosa aconteceu no culto do do-amor. Porém, o mais importante é o amor”, Deus, pois ele cuida de vocês”, lema do seu mingo no dia 6 de fevereiro, sendo dirigido1 Co 13.1-3. A cerimônia foi realizada pelo casamento, foi realizado no culto da CEL São pelo pastor Ivo Dreyer, da Paróquia Cristo,pastor Fernando Eller. Estiveram presentes os Lucas de Novo Hamburgo, RS, pelo pastor Vol- de Schroeder, SC.três filhos, Rafael, Thiago e Nicolly, as noras, mar Herbertz. Após, o casal trocou alianças eirmãos e amigos. foi homenageado pelos filhos, Tisiane e César. Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias 7
  • 41. IELB notícias Bastismo e gerações Acolher e crescer!FOTOS: ARQUIVO EDITORA CONCÓRDIA No dia 14 de novembro de 2010, Gabriela Elisabeth Spitzer foi batizada na Congre- gação Concórdia, de Dona Emma, SC. O momento foi realizado pelo pastor, e pai, Ervino Martim Spitzer. Gabriela é a quarta geração da família. A CEL Paz, de Santiago, RS, No centro está Magdalena Luise Zimmer (bisavó); à direita, Esther Elisabeth Arndt teve a imensa alegria de, no final (avó); à esquerda, Adriana Elisabeth Spitzer, mãe da Gabriela. de 2010, realizar o Batismo de Andressa Almeida Augustin, de 10 anos. Também foram recebidos 80 anos Quatro gerações como membros por Profissão de Fé, Cristiane Aparecida Machado Oliveira e Clenio Roberto Pazza. “A CEL Paz também busca, através do Mensageiro Luterano, informações ou contatos que pos- sam auxiliar na missão nos municí- pios de Itacurubi, Capão do Cipó, Nova Esperança, São Francisco de Assis e Unistalda”, comenta o pastor Gerson Zschornack. Os contatos e informações podem ser enviados ao pastor pelo e-mail gersonzschornack@terra.com.br, ou pelo telefone (55) 3251-4032. Grata ao bondoso Deus pelas bênçãos Luci Knispel – 83 anos recebidas, Irma t. Oesterreich, no dia 16 de junho de 2010, comemorou seus 80 Ingrid Stefan – 48 anos Rocheli Rutke – 21 anos PEDIDO anos na Comunidade Sião de Santo Ânge- Ana Carolina Rutke – 1 ano e 5 meses A Redação do Mensageiro Lutera- lo, onde é presidente do Departamento de A Luci e a Ingrid são membros da CEL Trin- no solicita que as notas enviadas Servas. Era casada com Alvin Oesterreich. dade, Linha 15 de Novembro, Ubiretama, RS. para o Encarte IELB Notícias Na foto, as filhas, Rosmeri e Romi, os A Rocheli e Ana são da CEL São Mateus, Linha venham acompanhadas de fotos genros, Carlos Krüger e Airton Schünke, 15 de Novembro, Santa Rosa, RS. (sempre em anexo) com tamanho e os netos, Gustavo e Álvaro. mínimo de 1Mb8 Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias
  • 42. Pastor brasileiroOs grandes homens da Bíblia no Canadá visita INtRODUçÃO a LLLB Adão é o primeiro homem “leigo” PONtOS FORtESque aparece na Bíblia. Ele foi o primeiro NA VIDA DE ADÃOhomem que Deus criou. Que lições po- - Deu nome às espécies de animais.demos aprender sobre sua vida, sua fé e - Primeiro guardador do jardim.seu comportamento? - Pai da raça humana. Que este estudo, que é o primeiro de - Primeira pessoa criada à imagemuma série de muitos, possa nos ajudar em de Deus e a partilhar um relacionamentonossa caminhada como filhos de Deus. muito íntimo com seu Criador. ADÃO FRAQUEZAS E ERROS Mal podemos imaginar qual deve ter - Fugiu à responsabilidade e culpousido a sensação de ser a primeira e única sua companheira; preferiu esconder-se apessoa no mundo. Uma coisa é ser soli- assumir seus erros; inventou desculpastário, outra é nunca ter conhecido outro ao invés de admitir a verdade.ser humano (antes de Eva). - Trouxe o pecado para ao mundo. Adão não teve infância, nem paishumanos, nem amigos. Felizmente, Deus LIçõES DE VIDAnão o deixou só, presenteou-o com uma - Jamais fugir à responsabilidade.companheira ideal (carne de sua carne, - Nunca culpar os outros pelossua outra metade que o completaria). nossos erros.Ambos formavam uma unidade; eram - Não se esconder de Deus. Esposa do pastor Gersoncompletos, santos e perfeitos. observa a entrega do Uma das primeiras conversas que INFORMAçõES ESSENCIAIS botton pelo presidenteAdão teve com Eva foi com respeito àquilo - Local: Jardim do Éden.que Deus ensinou: que foram criados - Ocupação: zelador, jardineiro e da LLLBa imagem e semelhança de Deus, que agricultor. A Congregação Cristo, de Marechaltinham que zelar pelo jardim, que eram - Familiares: esposa, Eva; filhos, Caim, Candido Rondon, PR, casa de boa partelivres e que deveriam ser fiéis ao manda- Abel, Sete e inúmeros outros filhos e da diretoria da LLLB, teve a felicidade de,mento de Deus (não comer da árvore do filhas (Gn 5). no culto do dia 12 de fevereiro, contar comconhecimento do bem e do mal). A história de Adão pode ser encon- a presença do pastor Gerson Flor e de sua Porém, Adão e Eva falharam no trada em Gn 1.26-5.5; ele também é esposa, Guislei, que moram no Canadá.cumprimento deste mandamento, como mencionado em 1 Cr 1.1; Lc 3.38; Rm Há dez anos, o pastor Gerson foi chamadoconsequência, foram expulsos do paraíso, 5.14; 1 Co 15.22,45 e 1 Tm 2.13,14. para a Igreja Luterana do Canadá. Atual-atormentados pelo sofrimento causado mente ele reside em Frankford, onde atuapelo pecado e a própria morte. Contudo, VERSíCULO CHAVE como capelão.Deus ainda se mostrou misericordioso, “Porque, assim como, em Adão, todos O presidente da LLLB, Oldemar Rohloff,prometendo-lhes o Salvador Jesus. morrem, assim também todos serão vivi- aproveitou a presença do pastor Gerson Nossos pequenos e grandes atos de ficados em Cristo” (1 Co 15.22). para convidá-lo a ser o embaixador da LLLBrebelião contra Deus provam que somos Os grandes homens da Bíblia/Adão no Canadá. O pastor Gerson falou de suatodos descendentes de Adão e que so- EmErson ZiElkE | Pastor Conselheiro alegria e gratidão por tão honroso convitemente em Jesus há salvação. da LLLB e se colocou à disposição da Liga Nacional, manifestando sua admiração pelo trabalho Nossos pequenos e grandes atos de rebelião contra que a Liga vem realizando. O ato foi firmado Deus provam que somos todos descendentes de Adão com a entrega do botton da LLLB por parte e que somente em Jesus há salvação. do presidente da Liga Nacional ao pastor Gerson Flor. Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias 9
  • 43. IELB notícias Mensagem aos Leigos Parceria LLLB Este é um espaço que a LLLB, está importante que os departamentos de uma e Mensageiro abrindo a partir desta edição do Mensa- congregação interajam, pois isso fortalece geiro Luterano. Além de dar sua opinião e os trabalhos e traz a união entre os con- sugestão, você também pode compartilhar gregados. É preciso enfatizar a importância experiências e falar do trabalho dos leigos da existência da liga, pois como visto, além nas ligas das comunidades e dos distritos. de fortalecer o trabalho na congregação, a A sua participação é muito importante! formação de líderes, deve ser especialmente É um desafio, o leigo escrever para o importante para o estudo da Palavra de Deus leigo e, dessa forma, alcançar todos os e o crescimento espiritual. leitores do ML. Pode-se concluir que uma liga só vai Temos muitas ligas formadas com existir mediante a vontade de seus parti- atividades regulares, que se reúnem com cipantes. Se não há vontade e compro- frequência e em muito auxiliam nas ativi- metimento de seus integrantes, não há dades das congregações. Da mesma forma, como existir. O trabalho dos leigos deve temos distritos que desenvolvem atividades estar voltado especificamente, e acima de com seus leigos, tais como esportes, lazer, qualquer coisa, para a obra de Deus, para congressos, entre outros. Porém, temos o seu Reino. O hino dos leigos é rico ao congregações que não apresentam traba- falar do trabalho, e deve servir de incentivo lhos de Liga de Leigos, explicado, em muitos e motivação para cada um de nós: A LLLB é grata ao ML pela parceria casos, devido a distâncias e dificuldades de Sempre unidos no dever/ só a Deus na divulgação dos trabalhos da Liga. Em acesso. Consequentemente, muitos distritos com fé servi/ onde Cristo vos puser/ e no contato com o pastor Nilo, o presidente também não apresentam atividades. seu temor segui./ Leigos, não será em vão/ a da LLLB, Oldemar Roholof, manifestou a O que motiva o leigo a participar de sua obra santa que fazeis/ vosso eterno galardão/ alegria de poder contar com este veículo de liga? A resposta pode ser: para buscar e junto a Deus recebereis. ...Leigos, vamos comunicação da Igreja. O presidente tam- aprofundar seu conhecimento na Palavra de batalhar/ pela causa bém enfatizou de que esta parceria com a Deus e auxiliar no trabalho da congregação. de Jesus! Na congre- LLLB, Servas e Jovens, tem aumentado o E o que desmotiva o leigo a participar de gação, no lar/ nosso interesse pela assinatura da revista. Onde uma liga? Esta é uma resposta pessoal, mas, lema seja a cruz! a LLLB se faz representar, há o incentivo na maioria das vezes, não há explicações para que cada vez mais luteranos façam convincentes, e merece uma reflexão melhor. a assinatura do periódico cuja apresenta- Se em sua congregação ainda não existe rudi Bär ção e assuntos são de ótima qualidade e Secretário liga, convide leigos para um primeiro encon- da LLLB importância para o conhecimento do povo tro. Após este, sucessivos irão acontecer. É de Deus. Apoio a LLLB com ofertas da carteirinha A Liga de Lei- LLLB. Prova disso aconteceu no culto do dia é envolver todos os leigos da congregação gos da Con gre - 11 de dezembro de 2010, na Congregação neste projeto. O presidente do Distrito gação Cristo, de Cristo, com o lançamento das “Carteiri- Lago Itaipu, Dalcido Grieleitow, disse que Marechal Cândido nhas” – um projeto da liga nacional que este gesto da Liga local será usado como Rondon, PR, e a visa o comprometimento do Leigo Luterano exemplo e incentivo para todo o Distrito. Liga de Leigos Lu- com sua oferta especial para os projetos O pastor Emerson Zielke, Conselheiro teranos do Distrito da LLLB, em especial a formação teológica. da LLLB, reforçou a importância deste Lago Itaipu (LLLLI) O presidente dos Leigos da Congregação projeto para dar apoio e incentivo a can- manifestaram total Cristo, Ilário Borth, acompanhado de sua didatos que se sentem vocacionados ao comprometimento diretoria, decidiu realizar duas ofertas anu- ministério pastoral. com os projetos da ais (maio e novembro). Um dos propósitos10 M ensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias
  • 44. BODAS DE CASAMENTO No dia 25 de setembro de 2010, Altamiro No dia 27 de fevereiro de 2010, Darci Estes três casais: Míriam (Haak) e Martine Júlia Schwambach comemoraram Bodas Bernardo e Nair Bankow Hübner cele- Gedrat, Dorothea (Gedrat) e pastor Adol-de Prata. O casal renovou seu voto matrimo- braram suas Bodas de Ouro. O casal foi fo Raminson, e Ursula (Gedrat) e pastornial com trocas das alianças em cerimônia abençoado com três filhos. As bodas foram Horst Kuchenbecker, que, no dia 25 derealizada pelos pastores Marco Antônio Cle- celebradas com um culto surpresa, dirigido janeiro de 1960, casaram em Moreira, Gra-mente e Antônio Santos Filho, na CEL Bom pelo seu genro, pastor Adelar Osmar Borth, mado, RS, celebraram em janeiro deste ano,Pastor, de Nova Brasilândia do Oeste, RO. na Congregação Redentor, de Bom Progres- com gratidão a Deus, suas bodas de ouro.Também fizeram parte da ordem litúrgica os so, RS. O casal é membro da Congregaçãofilhos, Alzencleber e Joyce Schwambach. A São João, de São João, PR.cerimônia foi encerrada com a benção e umvídeo sobre a trajetória da vida do casal. INDICADORES DA IELB Acesse o Valores Válidos para abril/2011 IEG=1,5844 POUP=2,4926 novo site IFAPAI=3,2118 IFPP=3,3246 da IELB Rentab. [Líquida] (mensal atual) FPP/ FAPAI=0,6853% www.ielb.org.br Poupança=0,6217 Política de Subsistência Pastoral: Básico: R$ 1.867,00 CONTRIBUIÇÕES DAS CONgREgAÇÕES (retroativo a abril/2010) 280.000,00 260.000,00 Anuênios (cada ano pós formatura) 240.000,00 => (1º ao 15º)=R$ 67,21 220.000,00 e (16º ao 20º)=R$ 33,61 200.000,00 180.000,00 Obs.: Lembramos a ênfase da livre 160.000,00 negociação entre congregações 140.000,00 e pastores (não deveria ser menor 120.000,00 que os valores acima indicados). 100.000,00 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Realizado 2010 145.659,30 132.607,53 224.557,49 170.273,78 157.706,27 203.393,26 211.234,13 190.341,07 205.947,14 209.755,96 236.089,60 261.318,42 rEnato BauErmann Meta/11 Realiz.2011 178.037,50 141.879,58 209.697,10 183.816,04 188.394,24 196.299,47 205.971,71 193.309,32 225.246,72 212.012,80 209.301,38 278.034,15 193.550,02 164.231,93 Tesoureiro da IELB Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias 11
  • 45. IELB notícias ORDENAÇÕES E INSTALAÇÕES NAZARENO DEGEM – instalado, no dia 1º Vice-Presidente da IELB, pastor Arnildo ROSEMIR MAURO BENAttI – instala- 26 de fevereiro de 2011, como pastor na Schneider. Formando do Seminário Concór- do, no dia 20 de fevereiro de 2011, como CEL São Lucas de Luís Eduardo Magalhães, dia de São Leopoldo, RS. pastor na CEL São Mateus de Sapiranga, BA, pelo Presidente da IELB, Pastor Egon RS, pelo Conselheiro do Distrito Vale do Kopereck. Era pastor em Joinville, SC. EDSON RONALDO tRESSMANN – Rio dos Sinos, pastor Arnildo Arthur Figur. instalado, no dia 20 de fevereiro de 2010, Era pastor na Vila Bom Jesus, Pelotas, RS. JONES CLAItON DA SILVA RUBIRA – como pastor na CEL Concórdia de Querência ordenado, no dia 12 de dezembro de 2010, do Norte, PR, pelo Conselheiro do Distrito JACSON LUIS MÜLLER – instalado, no na CEL Concórdia do Sítio Floresta, Pelotas, Paraná Norte, pastor Danilo Maia Eberhardt. dia 6 de fevereiro de 2011, como pastor na RS, pelo pastor Egon Kopereck; instalado, Era pastor em Alto Alegre dos Parecis, RO. CEL São Lucas do Pinheirinho, Curitiba, PR, no dia 19 de dezembro de 2010, como pelo Conselheiro do Distrito Paraná Leste, pastor na CEL São Lucas do Bairro Arroio ROBERtO KUNZENDORFF JúNIOR – pastor Valdir Kempim Mansk. Era pastor da Manteiga, São Leopoldo, RS, pelo pas- instalado, no dia 13 de fevereiro de 2011, em Lajeado, RS. tor Cezar Squiavo Schuquel. Formando do como pastor na CEL da Esperança de Seminário Concórdia de São Leopoldo, RS. Brasília, DF, pelo Assessor de Ação Social éRISSON LIMA FERREIRA – instalado, e Coordenador de Projetos da IELB, pastor no dia 19 de fevereiro de 2011, como MARLUS SELING – ordenado, no dia Mario Lehenbauer. Era pastor no Bairro pastor na CEL Cristo Para Todos de Campo 29 de janeiro de 2011, na CEL Santa Cruz Mont’Serrat, Porto Alegre, RS. Grande, Rio de Janeiro, RJ, da paróquia de de Mato Branco de Baixo, Imbituva, PR, Itaguaí, RJ, pelo Conselheiro do Distrito Rio pelo pastor Paulo Geraldo Pinto de Souza; ELtON FISCHER – instalado, no dia 19 de Janeiro, pastor Joel Müller. Era pastor na instalado, no dia 12 de fevereiro de 2011, de janeiro de 2011, como capelão univer- Vila Intersul, Alvorada, RS. como pastor na PEL Emanuel de São Miguel sitário da ULBRA no Campus de Carazinho, do Oeste, SC, pelo Presidente da IELB, pas- RS, pelo pastor Gerhard Grasel. Era capelão LUIZ ALBERtO SILVEIRA DOS SAN- tor Egon Kopereck. Formando do Seminário em Canoas, RS. tOS – instalado, no dia 20 de fevereiro de Concórdia de São Leopoldo, RS. 2011, como pastor na CEL São Paulo de CARLOS WALtER WINtERLE – insta- Canoas, RS, pelo Presidente da IELB, pastor CARLOS FRANK ÜCKER – instalado, lado, no dia 23 de janeiro de 2011, como Egon Kopereck. Era pastor no Parque dos no dia 13 de fevereiro de 2011, como pastor na CEL St. Thomas da Cidade do Maias, Porto Alegre, RS. pastor na CEL da Paz de Pinhais, PR, pelo Cabo, África do Sul, pelo Presidente da Conselheiro do Distrito Paraná Leste, pastor Igreja Evangélica Luterana Livre da África ERVINO GILBERtO ROOS – instalado, Valdir Kempim Mansk. Era pastor na Vila do Sul, bispo Dieter Reinstorf. Era pastor no dia 27 de fevereiro de 2011, como Hauer, Curitiba, PR. cedido pela IELB em Nairóbi, Quênia. pastor na CEL Paz de Humaitá, AM, pelo Vice-Conselheiro do Distrito Alto Rio Ma- RéGIS DUARtE MÜLLER – ordenado, ANDRé LUIZ DA SILVA – instalado, no deira, pastor Erno Delmar Scheffler. Estava no dia 16 de janeiro de 2011, na CEL Cristo dia 22 de fevereiro de 2011, como pastor sem chamado. de Florida II, Canguçu, RS, pelo pastor Ildo na CEL Palavra da Vida e capelão escolar da Bertram Weirich; instalado, no dia 13 de ULBRA no Colégio de Aplicação de Itumbiara, fevereiro de 2011, como pastor na CEL GO, pelo Presidente da IELB, pastor Egon rony ricardo marquardt Cristo de Governador Valadares, MG, pelo Kopereck. Era pastor em Caldas Novas, GO. Pastor, Assessor da IELB CONTATOS DA IELB PRESIDENTE - Egon Kopereck SECRETÁRIO - Rubens Ogg PROJETOS - Mario Lehenbauer presidente@ielb.org.br rubens@ielb.org.br mario@ielb.org.br 1º VICE-PRES. - Arnildo Schneider TESOUREIRO - Renato Bauermann GERAL arnildo@ielb.org.br renato@ielb.org.br ielb@ielb.org.br 2º VICE-PRES. - Geraldo Schüler PEM - Adilson Schünke TELEFONE geraldo@ielb.org.br adilson@ielb.org.br (51) 3332-211112 Mensageiro | abril 2011 | encarte ielb notícias
  • 46. Mensageiro das Crianças Encarte do Mensageiro Luterano de abril de 2011 Acolhendo e Integrando MC Historia Dibbs e Keite vão contar a linda histó- ria da Páscoa. Leia a história e pinte as imagens que aparecem.Dibbs- Olá, Keite!Keite- Olá, Dibbs! É bom estarmos aquinovamente. Nós temos uma curiosidadepara ser respondida. Você lembra qual é?Dibbs- Lembro e estou ansioso, pois seique Jesus veio ao mundo para cumprir apromessa que Deus Pai fez para salvar ahumanidade. Você pode me contar o quedescobriu em sua viagem sobre o queaconteceu com Jesus? Keite- Posso. E será um prazer poder falar de tão maravilhoso acontecimen- to. Dibbs- Fala, fala! Keite- Jesus foi condenado pelas au- toridades do povo judeu. Eles prende- ram Jesus e o levaram para um julga- mento ainda à noite. Logo após Jesus ter conversado com seu Pai no Jardim do Getsêmani, vieram os soldados e o levaram. Julgaram durante a noite e o condenaram. Na sexta-feira, que hoje chamamos de Santa, fizeram Je- sus carregar a cruz na qual ele seria pregado. Jesus levou a sua cruz até o
  • 47. monte Gólgota. Keite- Lendo a Bíblia, o Livro de Deus, com muita atenção, viajei até o Gólgota. Lá, vi Jesus pregado na cruz e no meio de dois malfeitores. No meio da tarde, ficou tudo escuro, e Jesus morreu. De- pois que Jesus mor- reu, vieram dois homens, seus ami- gos (José de Arima- téia e Nicodemos) e levaram o corpo de Jesus e o sepulta- ram em um túmulo ali perto. Os discípulos ficaram assustados com todos os acon- ninguém podia fazer nada. Era dia de descanso. tecimentos. As mulheres olhavam de longe e Mas, no domingo bem cedinho, elas se elas viram onde Jesus foi sepultado. No sábado, prepararam e levaram aloés para passar no cor- po de Jesus. Elas caminhavam pela madrugada e estavam ansiosas: quem ia remover a pedra que fe- chava o túmulo? Dibbs- Quem removeu a pedra? Elas conseguiram ajuda? Keite- Elas chegaram perto e tive- ram uma surpresa! Dibbs- Que surpresa? Eu gosto de surpresas! Keite- A surpresa foi que a pedra estava removida e, com isso, o tú- mulo estava aberto. Elas olharam e não viram o corpo de Jesus. Al- gumas mulheres voltaram corren- do e foram contar para Pedro e João. Maria ficou ali, chorando. Um anjo, que estava sentado em cima da pedra, disse às mulheres que Jesus não estava mais ali. Dibbs- Eu também ia chorar. Pois não tinham mais nem o corpo de Jesus. Mas o que aconteceu com o corpo de Jesus? Keite- Na madrugada, Jesus vi- veu de novo. Um milagre acon- teceu, ele ressuscitou! Mas sabe, enquanto Maria chorava, Jesus se aproximou dela e disse:2 Mensageiro | abr 2011 | encarte Mensageiro das crianças
  • 48. Maria, por quê choras? Dibbs- Depois que Jesus apareceu à Maria, o E a Maria respondeu: Levaram o meu que ele mandou Maria fazer?mestre e não sei onde o puseram! Isto nós vamos verificar na nossa próxi- Disse Jesus: Maria! Sou eu! ma viajem.Maria se ajoelhou e adorou Jesus.Este acontecimento de Jesus viver de novo nos Célia Marize Bündchendá a garantia de que também vamos viver. MC Atividades Vamos recapitular os acontecimentos da morte e ressurreição de Jesus fazendo as atividades a seguir. O tema da Igreja para este mês é Acolhendo e Integrando para buscar em Cristo as coisas lá do alto. Acolher as pessoas é também falar do que Jesus fez por nós. Jesus nos abraça e nos envolve com o seu amor. Ele nos perdoa os pecados e nos acolhe. Nós ajudamos as pessoas quando falamos de Jesus a elas. 1 Com certeza, você já conhecia este fato bíblico da vida de Jesus que nos dá garantia de que também vamos ressuscitar um dia. Preencha as linhas de acordo com os códigos e terá a confirmação de que Jesus ressuscitou. I Coríntios 15.20. A=a C=c E=e G=g I=i L=l N=n P=p R=r T=t V=v Y=y B=b D=d F=f H=h J=j M=m O=o Q=q S=s U=u X=x Z=z __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ m a s a v e r d a d e e q u e c r i s t o f o i __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ e isso é garantia de que __ __ que estão __ __ __ __ __ __ r e s s u s c i t a d o o s m o r t o s também serão __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __ __. r e s s u s c i t a d o s 2 Brincando com sílabas. Escolha as sílabas corretas e des- cubra o que Deus quer que façamos neste ano. MA CO RA CD DO GRAN TER DO TO A LHEN TE RA IN E Mensageiro | abr 2011 | encarte Mensageiro das crianças 3
  • 49. 3 Circule as figuras que mostram alguém acolhendo e integrando. Célia Marize Bündchen Desafio do mês Olá, amiguinho! As aulas começaram e você já deve ter feito novas amizades e conhecido os professores. Faça um desenhobem bonito e colorido, mostrando como foi os Meu nome é Daniela primeiros dias de aula, Julia, tenho 11 anos, e mande-o até o dia 20 de maio para: sou moradora de San- ta Maria de J. do Espí- Mensageiro das crianças rito Santo. Espero que Av. São Pedro, 633 - Bairro São Geraldo gostem do meu dese- CEP: 90230-120 - Porto Alegre, RS ou pelo nho: 6º dia da criação. e-mail editorial@editoraconcordia.com.br Um abraço a todos. Bíblias para todas as idades! ra A dqui a! agor (51) 3272.3456 pedido@editoraconcordia.com.br4 Mensageiro | abr 2011 | encarte Mensageiro das crianças
  • 50. Lançamentos chegou... Vejam os passarinhos e as floresÉ o Suplemento musical de Olhai as aves do céu, livro publicadoanteriormente pelo mesmo autor, Nestor Welzel. São arranjos,partituras e cifras com músicas para corais, grupos musicais ecantos uníssonos.“O material organizado pelo pastor Nestor Welzel vem aoencontro das necessidades diárias que os pastores e líderes das 21 X 29,7cm | 155 p.congregações têm de material cujo conteúdo seja o Evangelhoverdadeiro. O autor reúne a doutrina sólida e clara com amúsica num material que pode ser utilizado assim como está oucomo subsídio sobre o qual os musicistas podem construirritmos e arranjos variados, acrescidos de instrumentalexistente na realidade de cada comunidade” – Clóvis Gedrat,pastor, professor de música e cultura religiosa. Gestão 2009-2010 Arte JELB 4, é uma fonte poderosa para os grupos que buscam dramaturgia com os mais diversos temas. O Arte JELB 4 não é apenas o nome de um novo livro de peças teatrais -- ele é o anúncio de um projeto muito maior, englobando um site com peças rápidas e práticas, além de esquetes, devoções e dinâmicas; uma lista de discussão online; um blog (InterpretaJELB); e esta coletânea impressa. Tudo isto para dinamizar o trabalho dos grupos de teatro, equipando-os com material de qualidade e proporcionando a troca de experiência com outras pessoas e grupos da área. 14 X 21cm | 152 p. Arte Jelb 4 - Adquira já para você, para o seu grupo de interesses na sua igreja, escola ou grupo comunitário da sua cidade. Editora (51) 3272.3456 pedido@editoraconcordia.com.br Concórdia www.editoraconcordia.com.br
  • 51. Com Jesus 2011Auxílios para professores e alunosda Escola Dominical Trienal A O Com Jesus é um material didático-pedagógico para professores e alunos da Escola Dominical. São três cadernos de atividades para crianças em diferentes níveis de aprendizado e um manual de orientação para pais e professores. As lições de 2011, além das novas ilustrações, acompanham as leituras bíblicas de Serie Trienal A. Datas festivas nº 06 São sugestões de programas, músicas, pequenas peças de teatro e outras atividades para datas como: Natal, Páscoa, Dia das Crianças, entre outros. Instrução de Confirmandos COM JESUS STRUÇÃO CRI STÃ MANUAL DE IN & C ATECISMO MENO R 21 x 25 cm | 208 págs. | Espiral 11 x 15 cm | 168 págs. Editora (51) 3272.3456Material disponível na: Concórdia pedido@editoraconcordia.com.br www.editoraconcordia.com.br