Your SlideShare is downloading. ×
0
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
 paradidaticos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

paradidaticos

4,192

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,192
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. LIVROS PARADIDÁTICOS DEMATEMÁTICA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL USS – DIDÁTICA DA MATEMÁTICAUERJ – PRÁTICA PEDAGÓGICA EM MATEMÁTICA 1 Prof. Ilydio Pereira de Sá
  • 2. O que são Paradidáticos?“Livros paradidáticos talvez sejam isso: livros que, sem apresentarcaracterísticas próprias dos didáticos (seriação, conteúdo segundo umcurrículo oficial ou não etc.), são adotados no processo de ensino eaprendizagem nas escolas, seja como material de consulta doprofessor, seja como material de pesquisa e de apoio às atividades doeducando [...] Em suma, o que define os livros paradidáticos é o seuuso como material que complementa (ou mesmo substitui) os livrosdidáticos. Tal complementação (ou substituição) passa a serconsiderada como desejável, na medida em que se imagina que oslivros didáticos por si sejam insuficientes ou até mesmo nocivos.”MUNAKATA, K. Produzindo livros didáticos e paradidáticos. Tese de Doutorado.São Paulo: PUC, 1997.
  • 3. Reza a lenda que o termo paradidático foi cunhado pelosaudoso professor Anderson Fernandes Dias, diretor-presidente da Editora Ática, no início da década de 70.Afinal, foi a ática que criou a primeira coleção de alcancenacional destinada a apoiar, aprofundar, fazer digerir adisciplina muitas vezes aridamente exposta no livro didático.[MUNAKATA, 1997]Apresentaremos em nosso estudo um conjunto desugestões de livros ou coleções paradidáticas, de diversaseditoras, que poderiam ser usados nas suas aulas doEnsino Fundamental. Mais importante do que um bom livroparadidático é o seu uso adequado como material de apoioque provoque nos alunos a curiosidade e o gosto peloestudo da matemática.
  • 4. A princípio, os livros chamados de paradidáticos não conseguiamatender a todas as áreas e disciplinas escolares, ficando restritos aconteúdos de Português e História. As primeiras coleções dosparadidáticos de Matemática começaram a surgir a partir de 1986,com as coleções Vivendo a Matemática, da editora Scipione, e ADescoberta da Matemática, da Ática.Atualmente, constatamos uma nova pausa na produção de livrosparadidáticos de Matemática. O que pode ser observado é acrescente produção de textos considerados de divulgação científica,mas que funcionam perfeitamente para um papel análogo ao dosparadidáticos. No final de nosso estudo apresentaremos algunsdesses livros, acompanhados de uma resenha, a título de sugestãode leitura e aplicação em salas de aula. Vejamos, primeiramente, algumas coleções de Paradidáticos
  • 5. EDITORA SCIPIONE – SÉRIE INVESTIGAÇÃO MATEMÁTICAPartindo de situações cotidianas para trabalhar conceitos, o estudantese familiariza com o tema e adquire confiança para resolver os jogos eatividades propostos, em forma de quebra-cabeças, jogos, trilhas,labirintos e dobraduras. Os conteúdos abordados são, entre outros: o conceito de ângulo; ângulos de tamanhos diferentes; reconhecimento da medida de um ângulo; cálculo de ângulos. Os conteúdos abordados são, entre outros: comparação de áreas; centímetro quadrado, metro quadrado e quilômetro quadrado; área de retângulos, paralelogramos, triângulos e figuras complexas; cálculo de volumes; cubos e blocos; área superficial e volume.
  • 6. Os conteúdos abordados são, entre outros: os círculos nanatureza; padrões atraentes; curvas notáveis; simetria axial erotacional; comprimento da circunferência; área do círculo;quadratura do círculo; área máxima.Os conteúdos abordados são, entre outros: interpretação demapas e desenhos em escala; coordenadas; os pontos cardeaise a bússola; escalas em mapas; projeções; desenhos emescala; maquetes.Os conteúdos abordados são, entre outros: levantamento dedados; tabela de freqüência; amostragens; pictogramas, gráficosde barras e gráficos de setores; cálculo de média, da moda e damediana; amplitude e gráfico de retas.
  • 7. Os conteúdos abordados são, entre outros: reconhecimento deestimativas; número aproximado; custo aproximado; potência dedez; medidas de altura e comprimento; medindo em etapas.Os conteúdos abordados são, entre outros: formas geométricas;figuras abertas e fechadas; polígonos convexos; tangram, umquebra-cabeça milenar chinês; montagem de estrelas para enfeite.Os conteúdos abordados são, entre outros: conversão deunidades; gráficos de movimento; gráficos de pontos; escolhendouma escala; entendendo gráficos; coordenadas fracionárias edecimais; tempos de viagem.
  • 8. Os conteúdos abordados são, entre outros: sistemas denumeração; descoberta do zero; notação posicional; uso do ábaco;milhar, centena, dezena e unidade; sistema binário noscomputadores; números pares, ímpares e primos; frações; adição,subtração e frações equivalentes; números decimais, dízimasperiódicas e números negativos.Os conteúdos abordados são, entre outros: o conceito dequadrilátero; investigando pontos e quadriláteros; nomes de algunsquadriláteros especiais; diagonais e quadriláteros; ângulos equadriláteros.Os conteúdos abordados são, entre outros: quantidade; divisão;grandezas discretas; grandezas contínuas; noção de semelhança.
  • 9. Os conteúdos abordados são, entre outros: triângulos em um círculo; triângulo isósceles, escaleno, eqüilátero, acutângulo, obtusângulo e retângulo; construção de triângulos; teorema de Pitágoras; quebra-cabeças com quadrados e triângulos retângulos.Todos os livros são de autoria de Marion Smoothey Informações – www.scipione.com.br
  • 10. EDITORA SCIPIONE – SÉRIE VIVENDO A MATEMÁTICA Para gostar de matemática, é preciso conhecê-la, experimentá-la e ter a chance de sentir algum prazer nesse contato. Explorando o tema de maneira divertida, mas comprometida com o conteúdo, esse livro fala sobre os sistemas de numeração, em uma proposta integrada com história. Ensinando truques com números, um tio brincalhão consegue aguçar a curiosidade de um garoto, levando-o à compreensão do sistema de numeração decimal.
  • 11. Neste livro, o famoso teorema é apresentado em um contexto sociale histórico, desafiando o leitor a redescobri-lo e ensinando-o aprová-lo. Mostra-se a importância do teorema para a ciência e oavanço tecnológico, enfatizando que as descobertas nessas áreasapóiam-se umas nas outras e em fatos comprovados anteriormente.Dobrando papel, o aluno verá surgir diversas figuras geométricas,descobrindo a beleza do origami integrada com a matemática.Neste livro são apresentados um estudo sobre mosaicosgeométricos e um painel geral acerca das transformações do plano,notadamente as simetrias de translação, reflexão e rotação.
  • 12. Esse livro apresenta, com uma linguagem bastante acessível,idéias/conceitos simples, seu uso no dia-a-dia e sua aplicação namatemática. Volta-se à Grécia antiga, berço da filosofia, narrando aorigem da Lógica, com as regras de argumentação da Lógicaaristotélica, os sofismas/falácias e proposições categóricas. Por tratarde análise de argumentos, é um texto que pode ser explorado emprojetos mais amplos, de natureza interdisciplinar, com as áreas dehistória, língua portuguesa, filosofia e artes.Esse livro amplia os conhecimentos dos alunos sobre medidas,muitas vezes restritos a regras de transformação das unidades dosistema métrico. Apresentam-se as relações entre diferentes padrõesde medidas, enfatizando que medir é comparar e apresentando umpanorama histórico sobre a origem da necessidade de definirpadrões. Por tratar dos meridianos e paralelos, possibilita umtrabalho interdisciplinar com geografia.Esse livro resgata os noves-fora e a prova dos nove, tão utilizadaalgumas décadas atrás. Visitando a Terra dos Noves-fora, um garotovai descobrindo os costumes de lá e acaba se apaixonando pelamatemática
  • 13. Esse livro apresenta a história dos sistemas de numeração,mostrando suas regras e os contextos em que surgiram ecomparando outros sistemas de numeração ao sistema decimal.Esse livro mostra que é possível trabalhar poliedros a partir denoções básicas da geometria plana, como ângulos e polígonos,criando-se um contexto baseado em situações de sala de aula, apartir da intuição. Posteriormente, conclui que há apenas cincopoliedros regulares e discute a impossibilidade de construir outrospoliedros regulares cujas faces tenham mais de cinco lados.Esse livro apresenta construções de polígonos com base emsegmentos iguais, identificando o nome de cada um deles com onúmero de lados que possui. Destaca-se o triângulo como o únicopolígono rígido e propõe-se a decomposição de outros polígonosem triângulos. É trabalhada a noção de ângulo associada à idéiade mudança de direção e discutem-se a compreensão e osignificado do saber fazer/falar por meio de uma intriganteparábola.
  • 14. Esse livro apresenta diversos problemas, cuja solução depende sempre de uma boa idéia, criatividade e raciocínio lógico. Nesse livro, o tema semelhança é introduzido com base em situações presentes no cotidiano do aluno e são recuperados conceitos, minimamente já construídos, de manutenção da forma, proporcionalidade e escalas, aprofundando-os com grande habilidade e clareza.Autores: Luiz Márcio Imenes, Nilson José Machado, Marcelo Lelis, Renate Watanabe.
  • 15. COLEÇÃO PRA QUE SERVE A MATEMÁTICA – EDITORA ATUALA coleção Pra que serve Matemática? surgiu para facilitar o trabalho doprofessor, auxiliando-o no ensino de determinados assuntos.E também para mostrar ao aluno a utilidade prática da Matemática,relacionando-a com fatos e dúvidas de seu dia-a-dia.Com um visual de revista de histórias em quadrinhos, a coleção apresentatextos curtos, agrupados por temas, em volumes de 48 páginas amplamenteilustradas. Mas não fica só nisso: nos livros, o aluno encontrará tambémcuriosidades, jogos, quebra-cabeças e histórias.Tudo numa linguagem leve e descontraída, com imagens bem-humoradas.Matemática divertida, sem grilos, sem terror. Imenes/Jakubo/Lellis
  • 16. ÁLGEBRANeste volume, as aplicações práticas da Álgebra são mostradas ao aluno por meiode situações curiosas e divertidas: como determinar o número do sapato a partir dotamanho do pé, como reconhecer as chances de um piloto no campeonato deFórmula 1, como saber o peso ideal de uma criança em relação à sua idade, comocalcular a taxa de reprodução de uma população de bactérias, como definir a órbitade um satélite de telecomunicação, como estabelecer a dosagem de ummedicamento, como descobrir fórmulas para o cálculo da área de figurasgeométricas.O livro traz também muitas brincadeiras: pirâmides numéricas, adivinhações"matemáticas", truques de cálculo e programas de desenho no microcomputador.Entre as curiosidades do livro, destacam-se: Einstein, a teoria da relatividade e abomba atômica, o vocabulário particular (jargão) utilizado pela Álgebra e osmacetes para se comprovar um fato matemático (teoremas).
  • 17. ÂNGULOSNeste volume, a noção de ângulo é ensinada por meio de exemplos práticos: asmanobras com skate, a inclinação dos aerofólios nos carros de Fórmula 1, aposição dos refletores para a iluminação de um palco, a inclinação ideal de umcanhão para atingir o alvo, a melhor colocação de um jogador para acertar o gol, ouso do esquadro.O livro traz também muitas brincadeiras: caça ao tesouro dentro da sala de aula,criação de mosaicos multicoloridos, batalha-naval com tela de radar, desenhos domicrocomputador com uma tartaruguinha muito esperta.E mais: as peripécias do detetive Said Essa para desvendar um misterioso crimee as maluquices do Robô Cop V, um robô que (às vezes) obedece às ordens.Entre as curiosidades, destacam-se: a importância do ângulo nas viagens deavião e o erro fatal na queda do Boeing em Marabá, em 1989.
  • 18. EQUAÇÃO DO SEGUNDO GRAUO livro mostra os vários métodos de resolução da equação do 2o grau utilizados aolongo da história, bem como o seu emprego na ciência: babilônios, chineses, gregos,árabes, Chu-Shih-Chieh, Al-Khowarizmi, Bhaskara, Arquimedes, Cardano e Abel, oteorema de Pitágoras, a lei da queda livre de Galileu e a lei da gravitação universal deNewton.Entre as brincadeiras e curiosidades apresentadas, destacam-se: como descobrircoincidências numéricas e mandar mensagens de amor por meio da equação do 2ograu; como resolver equações do 2o grau sem cálculos, somente com o traçado deuma reta; como construir um retângulo de ouro.
  • 19. NÚMEROS NEGATIVOSEste volume apresenta a noção de número negativo por meio de diversasaplicações práticas: os termômetros e a medição da temperatura, o cálculo dainflação, dos balancetes e dos saldos bancários, as oficinas mecânicas e acambagem das rodas, os relógios e os fusos horários, as balanças eletrônicas eas pesagens com desconto, as calculadoras mais avançadas, a tecla + / - e anotação científica.Traz também muitas brincadeiras: jogo de dados do sobe-e-escorrega;computação gráfica e desenhos no microcomputador; quebra-cabeçasnuméricos.E mais: um espetacular encarte para o jogo do positivo x negativo.Entre as curiosidades do livro, destacam-se: os vários empregos e significadosda palavra "negativo", as histórias da Matemática, o surgimento dos sinais + e -e a origem do conceito de número negativo.
  • 20. GEOMETRIAUma série de exemplos inusitados e de situações curiosas expõe aoaluno o uso prático da Geometria: por que as mariposas voam emespiral ao redor de uma lâmpada? Como construir objetosaparentemente impossíveis por intermédio de dobraduras em papel?Como desenhar quadriláteros usando apenas dois canudinhos derefresco e um percevejo?
  • 21. PROPORÇÕESNeste volume, os autores apresentam o conceito de proporção por meio dediversas situações do cotidiano: compras a prazo e à vista, divisão de lucros edespesas, pesquisas eleitorais, rendimentos de máquinas, densidadedemográfica, cálculo da duração de viagens, tamanhos de tela de TV, reduçõese ampliações fotográficas, fórmulas químicas, etc.
  • 22. FRAÇÕES E NÚMEROS DECIMAISFrações e números decimais são usados constantemente em nosso dia-a-dia enem nos damos conta disso. Neste livro os autores demonstram as aplicaçõespráticas das frações e dos decimais por meio de exemplos variados: nas partituras,na cronometragem de campeonatos esportivos, nas cilindradas de veículos, nosgráficos, nas medidas das lapiseiras.O livro traz também um jogo, propõe problemas, conta como a vírgula começou aser usada nos decimais, como surgiu a expressão "quintos do inferno" e explica ofuncionamento do Congresso Nacional na hora de aprovar uma emenda ou oimpeachment de um presidente.Tudo isso de maneira bem-humorada e com muitas ilustrações.
  • 23. SEMELHANÇAA noção de semelhança é desenvolvida por meio de recursos visuais:ampliação e redução de fotos, miniaturas de carros e naves espaciais, zoomem monitor de computador, adaptação de filmes de cinema para telas detelevisão, projeção de slides, efeitos especiais com câmeras de vídeo,formatos de folhas de papel.
  • 24. ESTATÍSTICAO termo pode ser novo em sala de aula, mas os alunos certamente terão namemória os exemplos práticos utilizados neste volume. Notícias de jornal, charges,cartuns e quadrinhos deixam clara a importância da estatística na tomada dedecisões e na solução de problemas. O livro apresenta dados sobre:a evasão escolaro trabalho infantila eficácia dos remédiosos acidentes de trânsitoa taxa de inflaçãoOs desafios e exercícios propostos, além de firmarem o conceito matemático,permitem a abordagem de temas transversais, como meio ambiente, ética,saúde, e trabalho e consumo.
  • 25. Editora Ática Coleção: A Descoberta da Matemática Os livros desta coleção procuram, por meio de histórias envolventes e protagonizadas por adolescentes, trazer os conceitos da Matemática para o cotidiano do aluno. A maneira pela qual os conteúdos matemáticos são abordados torna-os mais fáceis e atraentes, fazendo, assim, com que o livro seja um apoio extra ao professor e ao aluno. Cada volume vem acompanhado de um encarte que traz exercícios interessantes, sugestões de como utilizar o livro em sala de aula e como conectá-lo a outras disciplinas, e um mini- almanaque com jogos, curiosidades e desafios referentes ao tema do livro
  • 26. LIVRO CONTEÚDO SÉRIEO Segredo dos Sistemas de Contagem, 5ª / 6ªNúmeros Bases, PotenciaçãoUma Raíz Raiz Quadrada 5ª / 6ªDiferenteO Que Fazer Expressões Numéricas 5ªPrimeiro?Frações sem Conceitos Fundamentais 5ªMistérios sobre FraçõesAventura Números Decimais 5ªDecimalMedir é Sistemas de Medidas 5ªCompararHistórias dos Conjunto dos Números 6ªSinais Inteiros
  • 27. LIVRO CONTEÚDO SÉRIEEncontros do 1º Equações do 1º Grau 6ªGrauComo Encontrar a Perímetros, Áreas e Volumes 5ª / 6ªMedida Certa?Uma Proporção Razões e Proporções 6ªEcológicaGeometria na Construções Geométricas 7ª / 8ªAmazôniaSaída Pelo Semelhança de Triângulos 8ªTriânguloEm Busca das Gráficos 6ª, 7ª eCoordenadas 8ªAs Mil e Uma Equações do 2º Grau 8ªEquações
  • 28. Outros livros paradidáticos1) A JANELA DE EUCLIDES – LEONARD MLODINOW – ED. GERAÇÃO De uma maneira simples e muito engraçada, o autor conta a história da geometria de um jeito que as crianças vão adorar - e os adultos também! Este livro narra a história da geometria das linhas paralelas e das linhas curvas do Universo numa história divertidíssima. O autor, Leonard Mlodinow, é físico especializado em educação para crianças e adolescentes e roteirista da série "Jornada das Estrelas".
  • 29. 2) O DIABO DOS NÚMEROS – HANS ENZENSBERGER – CIA DAS LETRAS Matemática? Aquela montanha de números sem sentido? Aqueles cálculos que não servem para calcular nada? Não, nem pensar. O autor deste livro sobre matemática é um dos maiores poetas contemporâneos de língua alemã - e esse dado já seria suficiente para indicar até que ponto O diabo dos números é original. O livro nega desde o início aquele lugar-comum segundo o qual quem gosta de matemática não gosta de literatura ou, numa outra versão, quem sabe fazer conta não sabe escrever. Robert, o menino do pijama azul, fazia parte dessa maioria que acha os números não só monstruosos, mas também absurdos e inúteis. Um dia, entretanto, ele começa a sonhar com um certo Teplotaxl, um diabo que pinta e borda com a matemática. No total, são doze sonhos, e a cada sonho o tal Teplotaxl faz malabarismos tão interessantes que os números simplesmente deixam de ser malditos. Ficam claros para Robert. Claros e diabolicamente divertidos.
  • 30. 3) MATEMÁTICA DIVERTIDA E CURIOSA – MALBA TAHAN – ED. RECORD Recreações e curiosidades da Matemática, que transformam a aridez dos números e a exigência de raciocínio numa brincadeira, ao mesmo tempo útil e recreativa. Eis, em síntese, o que é Matemática Divertida e Curiosa: o professor Júlio César de Mello e Souza, com o pseudônimo de Malba Tahan, consegue um verdadeiro milagre: a união da ciência com o lúdico, transformando sua leitura num agradável passatempo.
  • 31. 4) EUCLIDES – A CONQUISTA DO ESPAÇO – CARLOS TOMEI – ED. ODYSSEUS É difícil enxergar a influência da obra de Euclides nos últimos dois mil anos de história. Sabe-se muito mais sobre a obra de Euclides do que sobre sua vida. Alguns afirmam que ele não existiu, mas que foi inventado para representar um grupo de autores. O mais provável é que Euclides tenha vivido em Alexandria e que tenha, juntamente com outros, compilado os treze volumes que compõem os Elementos. Os gregos desenvolveram as regras lógicas que servem de arcabouço para uma grande parte do conhecimento matemático de hoje. Neste volume, o leitor será conduzido por Carlos Tomei, um guia excelente, no fascinante mundo da matemática de Euclides e algumas de suas ramificações atuais.
  • 32. 5) O JEITO MATEMÁTICO DE PENSAR – RENATO VALLADARES ED. CIÊNCIA MODERNA Este é um livro que mostra o quanto a ciência faz parte da vida das pessoas, interferindo no dia- a- dia de todos nós. Por vezes, ela aparece em situações esperadas. Mas há vezes em que surpreende, ajudando-nos a entender situações aparentemente ´não- matemáticas.´ Enfim, você verá que a Matemática surge por todos os lados. Irá identificá-la e usá-la a seu favor e aprenderá a raciocinar melhor, entender melhor, gastar menos e ganhar mais.
  • 33. 6) MATEMÁTICA MORTÍFERA – KJARTAN POSKITT – ED. MELHORAMENTOS Neste livro perigosamente diferente, você vai conhecer Jimmy Dedão, Charlie Serra de Cadeia e seus amigos gângsters horripilantes, que são uma prova viva de que a matemática pode ser realmente mortífera. Descubra como a ciência dos números pode ajudar você a resgatar alguém que esteja correndo um perigo mortal, como não se matar com um tiro de canhão, e conheça alguns matemáticos famosos que foram realmente durões. A matemática nunca foi tão horrível!
  • 34. 7) MATEMÁTICA E MISTÉRIO EM BAKER STREET – LÁZARO COUTINHO ED. CIÊNCIA MODERNA Desta vez, a Matemática é o pano de fundo da mais nova aventura do maior detetive de todos os tempos. Matemática e Mistério em Baker Street conduz o leitor ao fantástico mundo de Sherlock Holmes e de seu parceiro, o Dr. Watson. Nesta segunda edição revisada e agora acrescida de um índice remissivo, concorrem para o enriquecimento do texto fatos, lendas e curiosidades da Matemática, que complementam esta incursão de suspense e aventuras. Escrito em linguagem simples, o livro agradará tanto ao leitor comum quanto aos fãs do notável investigador de Baker Street e, pelo seu aspecto histórico, também aos interessados na História da Matemática.
  • 35. 8) DIVERTIMENTOS MATEMÁTICOS – MARTIN GARDNER – ED. IBRASA Todos o divertimentos matemáticos aqui apresentados pelo autor tem isto de comum: são igualmente absorventes e fascinantes para o leitor comum e para o matemático. A matéria muito variada estende-se desde divertimentos com papel dobrado até as últimas variações de Moebius. Existem vários jogos novos imaginados por alguns dos mais renomados matemáticos atuais, por simples brincadeira ou no decurso de suas sérias pesquisas. E há também novas variações de divertimentos clássicos como o jogo japonês de Gomoku. Mas este livro oferece muito mais do que mero passatempo. Cada jogo, cada paradoxo ou enigma nele contido foi escolhido por seu evidente interesse matemático e é acompanhado por lúcido comentário em que o autor desvenda ao leigo algum aspecto fascinante e sugestivo do moderno pensamento matemático.
  • 36. 9) TIO PETROS E A CONJECTURA DE GOLDBACH – APOSTOLOS DOXIADIS – EDITORA 34 Em 1742, na correspondência entre Christian Goldbach e o famoso matemático suíço Leonhard Euler, foi formulada a questão: Todo número inteiro par maior que 2 pode ser representado como a soma de dois números primos. Hoje, mais 250 anos depois, a Conjectura de Goldbach tornou-se um dos problemas mais intrigantes da Matemática. Mesmo já tendo sido testada empiricamente até números com dezenas de casas decimais, ninguém jamais conseguiu provar que a afirmação é válida para todos os números inteiros maiores que 2 - e, recentemente, até um prêmio de 1 milhão de dólares foi oferecido a quem for capaz de demonstrá-la. Este romance é a história de Petros Papachristos, um homem que dedicou sua vida a desafiar o enigma.
  • 37. 10) A MAGIA DA MATEMÁTICA: ATIVIDADES INVESTIGATIVAS, CURIOSIDADES E HISTÓRIAS DA MATEMÁTICA – ILYDIO P. DE SÁ – ED. CIÊNCIA MODERNA O livro pretende mostrar – através de atividades lúdicas, histórias sobre a Matemática e os matemáticos, desafios diversos e estudo de importantes conteúdos matemáticos – que a Matemática não é uma ciência difícil, árida, pesada, pronta, sem utilidade ou destinada apenas a um seleto grupo de "iniciados". A Matemática é para todos e pode ser estudada (e entendida!) de forma agradável e contextualizada. O autor, com mais de 30 anos de experiência em classes da Educação Básica e do Ensino Superior, é mestre em Educação Matemática e tem se dedicado, entre outras atividades, à formação de profissionais na área.
  • 38. ATIVIDADE PROPOSTA – PARA SER REALIZADA EM DUPLASTÍTULO: LIVROS PARADIDÁTICOS NO ENSINO FUNDAMENTALROTEIRO: A dupla deverá escolher algum livro paradidático para o EnsinoFundamental e, após uma rápida introdução sobre a importância do uso desseslivros como apoio para as aulas de matemática, deverá apresentar para a turmaalguma atividade retirada desse livro.A atividade escolhida poderá ser um jogo, um desafio, uma curiosidade, umahistória, uma aula, etc.Na parte escrita do trabalho, a dupla deverá colocar a introdução, o plano da aula,os conteúdos matemáticos relacionados e as referências bibliográficas.Os dois alunos da equipe deverão participar durante a apresentação do trabalhopara a turma.

×