Apr mochilao 01_2012
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Apr mochilao 01_2012

on

  • 413 views

Cine Mochilão - Proposta de incentivo fiscal

Cine Mochilão - Proposta de incentivo fiscal

Statistics

Views

Total Views
413
Views on SlideShare
413
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
1
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apr mochilao 01_2012 Presentation Transcript

  • 1. Pacujá/ CE Síntese do projeto O Cine Mochilão é um programa itinerante para exibição de filmes e vídeos independentes ou não, elaborado para criar um processo de diálogo com as pessoas, acerca de tudo quanto envolve a vida humana. Contará com intervenções teatrais , e no mínimo cinco exibições em cada comunidade, vilarejo, ruas, lugares diversos onde iremos, além de oficinas de audiovisual, onde também serão produzidos novos vídeos a serem levados dalí em diante. Baixío/ CE
  • 2. Objetivo geral O Cine quer demostrar a claros olhos como é possível a exibição popular em regiões que não tem acesso ao cinema, e quer estimular aproximidade entre o cinema brasileiro e as pessoas, para isso busca criar novos circuitos de exibições e incentivar a formação de Cine Clubes. O Cine propõe ir à regiões onde asAnamã/ AM pesquisas e históricos ja comprovaram que as populações não tem contato com o Cinema, e o que conhecem dele são produções hollywoodianas, além da programação de tv aberta, que oferece menos de 20% voltado ao foco cinematográfico. Os municípios de nosso trajeto são exatamente aqueles, onde o acesso da população às salas de cinema é restrito por questões geográficas e econômicas.
  • 3. Objetivos específicos Exibir filmes e vídeos em 18 municípios brasileiros diferentes, sendo seis municípios do estado do Amazonas, seis municípios no Pará e seis municípios no Ceará. Produzir no mínimo um vídeo por oficina em cada município onde passarmos. Produzir uma coleção de cartões postais, apartir de criação fotográfica livre, junto a jovens e crianças, e apoiar a postagem dos cartões para todos os lugares do Brasil. Produzir um site para ser alimentado antes, durante e após o projeto com materiais referentes ao mesmo, às oficinas, textos acerca dos assuntos abordados, coberturas das exibições e curiosidades diversas. Promover uma intervenção artística antes de cada exibição cinematográfica. Promover no mínimo cinco exibições em cada vilarejo, praça, bairro, aldeia ou quaisquer outrosSantarém Novo/ PA lugares por onde passarmos. Promover a exibição de noventa vídeos e filmes durante todo o projeto. Incentivar a formação de Cine Clubes. Criar um acervo de vídeos apartir das produções locais. Escrever uma pesquisa acerca da experiência audiovisual vivida no Cine, em paralelo com a diversidade cultural de cada região e sua respectiva geografia.
  • 4. Justificativa Nossa base inicíal de pesquisa foi a internet, redes sociais, e então fizemos contato com as prefeituras dos municípios, onde concluímos que de fato nenhum dos dezoito municípios escolhidos tem salas de cinema comercial ou alternativa, e nenhum esta localizado ao lado das capitais de seus estados. A locomoção de alguns desses municípios a outros, também se dá com dificuldade. Ex: Potiretama no Ceará para a capital Fortaleza são dois trechos por diferentes municípios, até conseguir o próximo transporte, agora para a capital, que custa por volta de sete reais. Em alguns municípios como Bannach no Pará, e Silves no Amazonas, a própria tv aberta, transmite com qualidade muito ruim, as pessoas tem aparelhos de tv ja ultrapassados, pequenas antenas e nada de conversores digitais e/ou internet. Nas redes sociais contactamos várias pessoas, e houveram municípios como a ja citada Bannach, em que trinta e uma pessoas tem perfil em determinada rede social popular no Brasil, e destas, quatorze tem perfis ativos, estes internautas acessam aSilves/ AM internet com mais frequência porque trabalham em locais como a prefeitura, hotel, ou escola e declararam que por isso aproveitam o acesso a ferramenta internet.Críamos perfís para o Cine nessas redes, adicionamos as pessoas, apresentamos a elas as perspectivas do projeto, e obtivemos grande receptividade e espectativas de que o Cine siga para estas cidades.
  • 5. ...justificativaEm municípios em que não conseguimos localizar um contatodireto com a prefeitura, pessoas da rede social nos ajudaramindo até a prefeitura e conseguindo contato do departamentocerto, ou e-mail da respectiva prefeitura, foram dias paracada resposta solicitada, mas podemos dizer que em algunslugares como Potiretama e Pacujá no Ceará, temos equipepara o Cine Mochilão, um público mais que garantido para oprojeto, motivados pela curiosidade em receber as exibições,e o interesse de participar das oficinas.No contato telefônico com dezesseis dessas prefeituras,descobrimos que algumas não tem sequer e-mail para quepudessemos tratar, nas demais prefeituras fomos bemrecepcionados algumas se comprometeram em nos indicaros locais para as exibições e oficinas. Além disso, a mais demeses outro processo ja vem acontecendo; o boca-a-bocabem distante da data de início desta caminhada, ja se falapor lá do que pode vir à acontecer. Entretanto não para poraí, acreditamos que a criação de material de acervo, a troca,distribuição de obras, e o incentivo à criação de cine clubes éo exercício que completa o ciclo de um processo deaculturamento da arte audiovisual, que deve sercontínuo. Para tanto, elaboramos nosso formato dedistribuição e troca de materias ao longo do projeto, e no pós Bannach/ PAprojeto quando disponibilizaremos os pacotes de dvds daprogramação do Cine Mochilão, nos municípios por ondepassarmos, e estes estarão disponíveis para empréstimogratuito na comunidade.
  • 6. Cronograma das AtividadesFase Março Abril Maio Junho Julho AgostoPré Produção Criação e desenvolvimento do site/ criação de artes gráficas tanto para o site quanto divulgação impressa.Pré Produção Revisão do mailing existente, de 5 mil contatos, e início do disparo da divulgação via webPré Produção Criação de novo mailing agora específico do estado do PA, CE e AM. Disparo do mesmo. Contratação do assistente de produção que ficará em SP - Auxiliará no manejo do site, Fará a contabi-lidade e etc...
  • 7. Fase Março Abril Maio Junho Julho AgostoPré Produção Divulgação Confirmação de contínua até o trajetos do Cine fim do projeto c junto aos via redes sociais representantes e email dos municípios marketingPré Produção Preparação dos Aquisição pacotes de dos DVDs/ equipamentos autorações e e materiais de reproduções consumo.Produção / Durante todo oRealização processo de realização o site será alimentado. por produtos que enviaremos para SP, como vídeos, textos, fotografias entre outros. Mochilão sai de São O Mochilão Enfim o É neste mês Paulo para o Ceará parte do CE Mochilão segue que o Cine seguindo por 6 cidades. para o do Pará, rumo volta para São Pará, seguindo ao Amazonas, Paulo para 6 cidades e assim por 6 Processo de municípios. finalização de materiais e produtosOBS: O cronograma poderá ser alterado de acordo com as datas deliberação do apoio.
  • 8. Descrição das principais atividades1 - Intervenções teatrais2 - Oficinas de audiovisual3 - Exibições de Cinema4 - Discussões populares5 - Pesquisa Amaturá/ AMLocais de realização do projetoEstado: CearáMunicípios: General Sampaio Estado: Amazonas Potiretama Municípios: Anamã Baixio Amaturá Pacujá Silves Itapiranga Granjeiro Itamarati Guaramiranga JapuraEstado: ParáMunicípios: Abel Figueiredo Três estados e dezoito municípios Santarém Novo Pau-dArco São João da Ponta Sapucaia Bannach
  • 9. Público alvo de acordo com as atividades previstas Oficinas de audiovisual: Jovens de 15 á 26 anosGranjeiro/ CE Intervenções artísticas: ação teatral pública Exibições cinematográficas: Modalidade 1 . abertas ao público geral Modalidade 2 (exibição em ambiente fechado). Jovens apartir dos 18 anos Cartão postal/ Atividade fotográfica e artística: Apartir dos 10 anos
  • 10. Equipe técnica:Coordenadora geral da proposta:Joy IzauriProdutor:Ricardo VenturiniAssistente de produção:Luiz Henrique de JesusIntervenções teatrais:Joy Izauri e Ricardo Venturini Oficinas de audiovisual ministradas ecoordenadas pedagógicamente por: Joy Izauri Ricardo VenturiniExibidores:Joy Izauri e Ricardo Venturini
  • 11. Plano de comunicação/ divulgaçãoPeças: Tipo de mídiaSítio de internet EletrônicaPeças de Audio (a serem veículadas em rádio/ breve chamada para rádios locais)E-Mail marketing EletrônicaBanner Fisico (estará disposto nos locais de atividade)Folder formato até A3(29,7x42cm (Impresso para distribuição)Cartões postais (Impressos com fotografias das oficinas - as pessoas enviarão os postaispara seus amigos, parentes em outros estados de todo Brasil.Audiovisual 3 a 5 (vinheta) Televisiva/eletrônicaAssessor de imprensa Comunicação geral São João da Ponta/ PA
  • 12. Cine Mochilão Proponente: Joy Izauri Lei Rouanet - art. 18 Pronac nº: 119304 Segmento: Artes Integradas Dados bancários: Ag: 08133 - Cc: 36.773-7 Valor do incentivo aprovado: 106.932.26 R$Cota de patrocínio exclusivo: 106.932,26 R$(Logomarca em destaque em todas as peças do plano dedivulgação)Cota de patrocínio cultural: 35.644,86 R$Cotas de patrocínio: Cotas negociáveis