POLÍTICA DE ATENÇÃO INTEGRAL
À SAÚDE DA CRIANÇA
Docente: Cíntia Carolina
Discentes: Camile Marques
Josemare Tosta
Sanmira ...
Promoção, Proteção e Apoio ao
Aleitamento Materno
• Histórico da Situação de saúde
1976 – Criação do II Programa Nacional ...
Promoção, Proteção e Apoio ao
Aleitamento Materno
1988 – Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para
Lactentes
1...
Promoção, Proteção e Apoio ao
Aleitamento Materno
2006 – A partir da norma foi criada a Lei 11.625, que regulamenta a prom...
Promoção, Proteção e Apoio ao
Aleitamento Materno
• Público Alvo
- Crianças, gestantes e nutrizes.
Promoção, Proteção e Apoio ao
Aleitamento Materno
• Diretrizes/Normatização
Dez passos para o sucesso da amamentação,
segu...
Promoção, Proteção e Apoio ao
Aleitamento Materno
6- Não dar ao recém-nascido nenhum outro alimento ou bebida
além do leit...
Promoção, Proteção e Apoio ao

Aleitamento Materno
• Objetivo
Garantir a saúde e melhorar a qualidade de vida das
crianças...
Promoção, Proteção e Apoio ao
Aleitamento Materno
Agravos à Saúde
1 – Combate ao Raquitismo
2 – Maior carga de Anticorpos
...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
• Histórico da Situação de Saúde
− A taxa de mortalidad...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
• Público Alvo
- Crianças menores de 1 ano de idade da ...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
• Diretrizes/Normatização
-Ampliação em 10% do número d...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
- Garantia de transporte seguro do recém-nascido para c...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
• Objetivo
Garantir a todos os brasileiros qualidade de...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
• Agravos à Saúde
-

Redução do Analfabetismo
Redução d...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
1 - Redução da Mortalidade Infantil
• Meta
Redução da m...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
2 - Compromissos para Governo Federal:
- Priorizar os r...
Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil
Nordeste-Amazônia Legal
3 - Compromissos para estados:
- Ampliar e qualificar a...
Referências
http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/artigo_franca_novo.pdf

http://www.ebah.com.br/content/ABAAABOJ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Política de Atenção Integral à saúde da criança

2,696

Published on

Published in: Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,696
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
108
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Política de Atenção Integral à saúde da criança"

  1. 1. POLÍTICA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DA CRIANÇA Docente: Cíntia Carolina Discentes: Camile Marques Josemare Tosta Sanmira Carvalho Tayana Valério Vanessa Nascimento
  2. 2. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno • Histórico da Situação de saúde 1976 – Criação do II Programa Nacional de Alimentação e Nutrição 1979 – Marco do nascimento e institucionalização da política nacional de Aleitamento Materno, discussões em todo o Brasil. 1981 – Constituído o Grupo Técnico Executivo Nacional ao Aleitamento Materno (GTENIAM), sob a coordenação do Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição (INAN) – estabelece a Política Nacional de Aleitamento Materno, lançada com o nome de Programa Nacional de Incentivo ao Aleitamento Materno.
  3. 3. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno 1988 – Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes 1992 – Criação da Estratégia IHAC 1992 – Começa-se a comemorar a Semana Mundial de Amamentação 1998 – 1° Congresso Brasileiro de BLH, em Brasília 2000 – Método Canguru 2003 - Instituiu-se o Dia Nacional de Doação de Leite Humano
  4. 4. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno 2006 – A partir da norma foi criada a Lei 11.625, que regulamenta a promoção comercial e dá orientações do uso apropriado de alimentos para crianças de até 3 anos 2008 – O incentivo ao aleitamento materno na Atenção Básica é feito por intermédio da Rede Amamenta Brasil 2008 – A licença maternidade, que era de quatro meses, foi ampliada para seis meses 2009 - Publicada portaria governamental regulamentando a estrutura física e o material necessário para a criação da Sala de Apoio à amamentação nas empresas. 1999 e 2008 – Ocorreram os inquéritos nacionais para monitoramento das ações e práticas de amamentação no país Outras pesquisas de âmbito nacional também investigam as práticas de aleitamento materno como a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde, realizada a cada 10 anos.
  5. 5. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno • Público Alvo - Crianças, gestantes e nutrizes.
  6. 6. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno • Diretrizes/Normatização Dez passos para o sucesso da amamentação, segundo recomendações da OMS/UNICEF: 1- Ter uma norma escrita sobre aleitamento materno, a qual deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipa de cuidados de saúde. 2- Treinar toda a equipa de cuidados de saúde, capacitando-a para implementar esta norma. 3- Informar todas as grávidas atendidas sobre as vantagens e a pratica da amamentação. 4- Ajudar as mães a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto. 5- Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo que tenham de ser separadas de seus filhos.
  7. 7. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno 6- Não dar ao recém-nascido nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que seja por indicação médica. 7- Praticar o alojamento conjunto - permitir que mães e os bebés permaneçam juntos 24 horas por dia. 8- Encorajar a amamentação sob livre demanda (sempre que o bebé quiser). 9- Não dar bicos artificiais (tetinas) ou chupetas a crianças amamentadas. 10- Encorajar a criação de grupos de apoio à amamentação, para onde as mães devem ser encaminhadas por ocasião da alta hospitalar.
  8. 8. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno • Objetivo Garantir a saúde e melhorar a qualidade de vida das crianças brasileiras e contribuir para o cumprimento das metas para o desenvolvimento do Milênio, em especial a meta 4 – reduzir em 2/3 a mortalidade em crianças menores de cinco anos entre 1990 e 2015.
  9. 9. Promoção, Proteção e Apoio ao Aleitamento Materno Agravos à Saúde 1 – Combate ao Raquitismo 2 – Maior carga de Anticorpos 3 – Fortalecimento da arcada dentária e prevenção de doenças como cárie. 4 – Combate aos índices de mortalidade infantil.
  10. 10. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal • Histórico da Situação de Saúde − A taxa de mortalidade infantil (menores de um ano de idade) no Brasil mantém tendência contínua de queda desde 1990. - Entre 2000 e 2007, 443.946 crianças menores de um ano de idade morreram no Brasil. (Quase 50% Apenas da região Nordeste e Amazônia Legal) - Passou de 47,1 óbitos para cada mil bebês nascidos vivos para 19,3 mortes, em 2007 - Atualmente, o Brasil está entre os 16 (em um grupo de 68 países) em condições de atingir a quarta meta dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e chegar à taxa de 14,4 mortes por mil nascidos vivos, em 2012.
  11. 11. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal • Público Alvo - Crianças menores de 1 ano de idade da Região Nordeste e da Amazônia Legal.
  12. 12. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal • Diretrizes/Normatização -Ampliação em 10% do número de equipes de Saúde da Família e qualificação dos profissionais para identificação e acompanhamento das gestantes e recém-nascidos de risco; - Ampliação de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e Unidade de Cuidados Intermediários (UCI); - Ampliação da Rede de Bancos de Leite Humano; - Qualificação para urgências e emergências obstétricas e neonatais nos estabelecimentos de saúde e no SAMU; - Garantia de insumos com comprovada eficácia que podem contribuir para a redução da morte materna e neonatal: sulfato de magnésio, surfactante pulmonar e corticóide;
  13. 13. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal - Garantia de transporte seguro do recém-nascido para centros de referência; - Adesão das maternidades à iniciativa Hospital Amigo da Criança; - Realização de cursos de especialização, aperfeiçoamento e atualização para profissionais das equipes de saúde da família, atenção ao parto e ao recém-nascido e equipes do SAMU; - Qualificação dos profissionais de saúde para a adoção do Método Canguru nas maternidades; - Melhoria da qualidade e cobertura dos sistemas de informação de mortalidade e nascidos vivos; - Vigilância dos óbitos infantis e monitorar a ocorrência dos óbitos periodicamente.
  14. 14. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal • Objetivo Garantir a todos os brasileiros qualidade de vida desde os seus primórdios, estimulando suas competências e habilidades físicas, emocionais, cognitivas e sociais.
  15. 15. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal • Agravos à Saúde - Redução do Analfabetismo Redução da Mortalidade Infantil Erradicação do Sub-registro civil Fortalecimento da Agricultura Familiar
  16. 16. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal 1 - Redução da Mortalidade Infantil • Meta Redução da mortalidade infantil em no mínimo 5% a.a., com foco na mortalidade neonatal (0 a 27 dias). • Principais desafios: Pactuar ações e recursos prioritários na atenção ao parto e à criança nos 207 municípios responsáveis por 50% dos óbitos infantis.
  17. 17. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal 2 - Compromissos para Governo Federal: - Priorizar os recursos orçamentários e apoiar as ações para estes 207 municípios ; - Garantir equipamentos e insumos para a qualificação da assistência ao parto e nascimento.
  18. 18. Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil Nordeste-Amazônia Legal 3 - Compromissos para estados: - Ampliar e qualificar as equipes neo-natais, bancos de leite e leitos de UTI e UCI; - Instalar comitês estaduais e hospitalares de mortalidade materna e neonatal; - Ampliar a cobertura e qualificar a Estratégia de Saúde da Família (ESF);
  19. 19. Referências http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/artigo_franca_novo.pdf http://www.ebah.com.br/content/ABAAABOJwAL/historico-aleitamentomaterno http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/pacto_reducao_mortalidad e_infantil.pdf http://medsv1.einstein.br/diretrizes/pediatria/Alimentacao-no-Lactente2.pdf http://portal.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt=37381 http://www.saude.pi.gov.br/pactuacao2013/pacto2013/instrutivo-pacto2013.pdf http://www.leitematerno.org/oms.htm
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×