• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Ppt0000019
 
Like this presentation? Why not share!

Ppt0000019

on

  • 139 views

 

Statistics

Views

Total Views
139
Views on SlideShare
139
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Ppt0000019 Ppt0000019 Presentation Transcript

    • APASESESSÃO DE ESTUDOS SUPERVISOR DE ENSINO: 17/06/2011 Agente fundamental para o desenvolvimento educacional paulista Profª Maria Tereza Cunha
    • Um pouco da história da supervisão paulista
    • O SUPERVISOR DE ENSINO na Resolução SE Nº 70/2010- Dispõe sobre:1. Perfil2. Atribuições gerais3. Atribuições específicas da área de atuação4. Competências e Habilidades necessárias5. Bibliografia (livros, artigos inst. e legislação)
    • SUPERVISOR DE ENSINOPERFIL PROFISSIONAL
    • 1. PERFILNa estrutura organizacional da SEE-SP, oSupervisor de Ensino é o agente fundamental para:- o desenvolvimento das políticas educacionais,- a promoção • da qualidade de ensino e • do cumprimento da legalidade
    • 2. ATRIBUIÇÕES GERAISElemento de proposição, articulação e mediaçãoentre as políticas educacionais e as propostas pedagógicasde cada uma das escolas da rede pública; Liderança fundamental na construção daidentidade escolar, favorecendo, enquanto mediador, oenvolvimento e o compromisso da equipe técnico-pedagógica com a aprendizagem bem sucedida dos alunos;Parceiro da equipe escolar,compartilhando responsabilidades na:- consolidação das propostas pedagógicas das escolas públicas,- implementação de ações voltadas para a gestão da escola- visando a melhoria dos resultados da aprendizagem.
    • Responsabilidades e compromissos Como Agente de Supervisão
    • 3. ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS DA ÁREA DE ATUAÇÃO3.1. No Sistema Estadual de Educação Assessorar, acompanhar, orientar, avaliar e controlaros processos educacionais nas diferentes instâncias: - identificando os aspectos a seremaperfeiçoados ou revistos na implementação daspolíticas educacionais, bem como das diretrizes eprocedimentos delas decorrentes; - propondo alternativas para superação dosaspectos a serem aperfeiçoados e/ou revistos;
    • - orientando as escolas quanto ao:cumprimento das normas legais estabelecidasdeterminações das autoridades superiores;- representando, aos órgãos competentes,quando constatar indícios de irregularidades; assessorar e/ou participar, de comissõesde apuração preliminar e/ou sindicâncias, afim de apurar possíveis ilícitos administrativos,(com suporte técnico de assessoria jurídica)
    • Locais de AtuaçãoAtua em nível: REGIONAL - Diretoria de EnsinoLOCAL - Unidades Escolares das redes pública e privadasCom o fim de: Assegurar diretrizes e procedimentos que garantam o cumprimento de princípios e objetivos estabelecidos constitucional e politicamente; Favorecer, como mediadores, a construção da identidade escolar, por meio da proposta pedagógica de qualidade.
    • Na Equipe de Supervisão de Instância Regional* Participar do processo coletivo de construção do plano de trabalhoda Diretoria de Ensino;* realizar estudos e pesquisas, dar pareceres e propor açõesvoltadas para o desenvolvimento do sistema de ensino;* acompanhar a utilização dos recursos financeiros e materiais paraatender as necessidades pedagógicas e aos princípios éticos quenorteiam o gerenciamento de verbas públicas;* atuar articuladamente com a Oficina Pedagógica:- na elaboração de seu plano de trabalho,-na orientação e no acompanhamento de ações voltadas à melhoriada atuação docente e do desempenho dos alunos, em vista das reais necessidades e possibilidades das escolas;
    • Na Equipe de Supervisão de Instância Regional - DER• diagnosticar as necessidades de formação continuada, propondo e priorizando ações para a - melhoria da prática docente e - desempenho escolar dos alunos (em articulação com a Oficina Pedagógica) * participar da elaboração e do desenvolvimento de programas de educação continuada propostos pela SE para aprimoramento da gestão escolar.
    • Atuação na Diretoria de EnsinoMembro da equipe de sup.Atua como parte de um grupoEm atitude: participativa e de trabalho coletivo compartilhado
    • EXPEDIENTE
    • Atuação em nível local - ESCOLAA SERVIÇO DA GARANTIA DE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, COMO DIREITO DE TODOS
    • Nas Unidades Escolares da Rede Pública Estadual* Apresentar à equipe escolar as principais metas eprojetos da SEE-SP, com vista à sua implementação; * auxiliar a equipe escolar na formulação da PropostaPedagógica, acompanhando sua execução, sugerindoreformulações, quando necessário;* auxiliar a equipe escolar na formulação de metasvoltadas à melhoria do ensino e da aprendizagem dosalunos, articulando-as à Proposta Pedagógica,acompanhando sua implementação, sugerindoreformulações, quando necessário;
    • Nas Unidades Escolares da Rede Pública Estadual* orientar a implementação do currículo adotado pelaSEESP, acompanhando e avaliando sua execução, eredirecionando rumos, quando necessário;* acompanhar e avaliar o desempenho da equipeescolar, buscando, numa ação conjunta, soluções eformas adequadas ao aprimoramento do trabalhopedagógico e administrativo da escola;* participar da análise dos resultados do processo deavaliação institucional que permita verificar a qualidadedo ensino oferecido pelas escolas, auxiliando naproposição e adoção de medidas para superação defragilidades detectadas;
    • Nas Unidades Escolares da Rede Pública Estadual* diagnosticar as necessidades de formação continuada,propondo e priorizando ações para a melhoria dodesempenho escolar dos alunos em articulação com a OficinaPedagógica – a partir de indicadores – inclusive dosresultados de avaliações internas e externas;* acompanhar as ações desenvolvidas nas HTPC – ematitude participativa e de trabalho coletivo e compartilhado –realizando estudos e pesquisas sobre temas e situações docotidiano escolar e para implementação das propostas daSEE-SP;* acompanhar a atuação do Conselho de Classe e Série,analisando os temas tratados, o encaminhamento dado àssituações e às decisões adotadas;
    • * orientar a equipe gestora das escolas na, organização dos colegiados e instituições auxiliares, visando:- envolvimento efetivo da comunidade e- funcionamento regular, conforme normas legais e éticas;* assessorar as equipes escolares na - interpretação e cumprimento dos textos legais e - na verificação de documentação escolar;* informar ao Dirigente, por meio de termos de visita e relatórios,as condições de funcionamento pedagógico administrativo,físico, material, bem como as demandas das escolas,- sugerindo medidas para a superação das fragilidades,quando houver.
    • Específico de escolas estaduaisHorário administrativo / Escala de Substituição e FériasQuadro escolar (QE)Arquivo de acúmulo de cargoLivro ponto doc e administrativoHTPCConselho de Escola – composição, representatividade,estatuto,atas, projetos, comissõesAPM - composição , organização,registro atualizado,plano anual de aplicação de Rec,atas ( Assembleia Geral , Diretoria Exec , Cons Fiscal)Balanço anual, contratosGrêmio - estatuto, atas atualizadas, eleições, projetosConselhos de Classe – atas de reuniõesRecursos financeiros – movimentação, gastos e prestação de contasPatrimônio – prédio escolar, equipamentos, mobiliário, manutenção,Zeladoria – situação do zelador e avaliação da qualidadeMerenda - controle de estoque, qualidade, higiene, distribuição
    • Atuação nas Escolas da Rede Municipal sem Supervisão Própria e na Rede Particular* Apreciar e emitir parecer sobre as condições necessárias paraautorização e funcionamento dos estabelecimentos de ensino ecursos, com base na legislação vigente;* analisar e propor a homologação dos documentos necessários aofuncionamento desses estabelecimentos;* orientar os responsáveis pelos estabelecimentos de ensinoquanto ao cumprimento das normas e determinações legais,principalmente quanto aos documentos relativos à vida escolar dosalunos e aos atos neles praticados;* representar aos órgãos competentes, quando constatar indíciosde irregularidades, esgotadas orientações e propostas saneadoras,quando couber.
    • DOCUMENTOS p/ conhecimento, orientação e acompanhamentoREGIMENTO ESCOLAR compatibilização das normas com a práticasPROPOSTA PEDAGÓGICA ações da supervisão na escola educativos Fins, obj e compromissos c/os ideais 1 Organização Escolar Objetivos, fundamentos teórico-metod do ensino, CURSOS organização curricular(anos, ciclos, módulos,progressão) Composição curricular (matriz curr, carga horár,quadro/aulas) Estágios planos de ensino Rendimento Escolar Sistema de avaliação, instrumentos utilizados, Recuperação Controle da frequência – compensação de ausências Promoção e retenção Organização da •Ingresso (formas e idade prevista) Vida Escolar •Matrícula transferência Adaptação •Avaliação de Competências •Classificação ReclassificaçãoPLANO ANUAL DE TRABALHO Plano escolar / anexos do plano de gestãoPROJETOS -Da escola responsáveis, nº de alunos, -Especiais da SEE registros de acompanhamento ...
    • Atendimento da demanda Livro de matrículas Diários Nº de alunos / classes / períodos de ClasseORGANIZAÇÃO Horário de entrada – saída – recreio ações da supervisão na escolaQuadro de 2 horários E Atividades extra-classe PlanoFUNCIONAMENTO Turmas de recuperação Projeto GDAE –alunos cadastrados Descrição das providências tomadas p/ regularização Alunos fora de lauda Matrícula e transferência RM / livro de matrícula Resultados de avaliação arquivo de papeletas atas de resultados parciais e finais REGISTROS Controle de frequência Compensação Dispensa de freq em Ed Física de ausências Comunicação ao Cons Tutelar DE AdaptaçãoVIDA ESCOLAR Equivalência de estudos Livro próprio Registro no prontuário Classificação e Reclassificação Documentos emitidos Hist esc,transferências certificados/diplomas
    • Competências e Habilidades Necessárias ao Supervisor de EnsinoCompetências Gerais1.Compreender como o contexto social, político eeconômico influencia a definição e a implementação daspolíticas educacionais.2. Dominar e utilizar metodologias de supervisão etecnologias da informação como ferramentas paraexercer as suas funções.3. Compreender o papel da Diretoria de Ensino naorganização da SEE-SP.4. Analisar e identificar os principais componentes de umPlano de Educação em nível nacional, estadual e regional.
    • 5. Compreender os processos de implementação das políticaseducacionais SEE-SP e dos projetos a elas vinculados.6. Compreender a visão contemporânea de gestão escolar vinculadaa resultados.7. Compreender os sistemas e processos de avaliações externas.8. Demonstrar conhecimentos, princípios e métodos para exercer asupervisão como elemento catalisador e difusor de inovações eboas práticas de ensino-aprendizagem.9. Diagnosticar as necessidades de formação continuada dosagentes educacionais.10. Compreender a importância da autoavaliação e dogerenciamento do autodesenvolvimento profissional.
    • Habilidades Específicas1.Relacionar o perfil de competência a ser construído pelos alunos às demandas da sociedade do conhecimento. 2. Compreender o papel que as diferentes instâncias da governança educacional exercem na definição e implementação de políticas educacionais: - âmbito nacional e governo federal; - governos estaduais e municipais; - conselhos nacional, estaduais e municipais de educação. 3. Identificar e analisar princípios e normas nacionais, especialmente a LDB e as DCNs. 4. Identificar, analisar, explicar e justificar as políticas educacionais da SEE-SP, no contexto social e de desenvolvimento do Estado de São Paulo, em áreas como: - avaliação externa do desempenho dos alunos; - desenvolvimento curricular;
    • 5. Identificar, explicar as diretrizes pedagógicas e institucionais paraimplementar as políticas educacionais da SEE-SP em nível regional elocal, considerando a realidade do ensino público estadual paulista eda região na qual opera.6. Identificar os elementos da organização do ensino, da legislação enormas que fornecem diretrizes para ações de melhoria dodesempenho das escolas, seus profissionais e seus alunos.7. Dominar procedimentos de observação, coleta e registro,organização e análise de dados educacionais bem como os usos deindicadores sociais e educacionais.8. Compreender e explicar as relações entre Planos de Educação epolíticas educacionais.
    • 9. Compreender e explicar a relação entre os Planos Nacional,Estaduais e Municipais num país federativo como o Brasil.10. Reconhecer estratégias, ações e procedimentos adotados em nívelregional e local na implementação das políticas educacionais da SEE-SP.11. Identificar atitudes e ações do supervisor escolar que colaborampara a gestão escolar comprometida com resultados.12. Mostrar conhecimento das metodologias de gestão de conflitos.13. Demonstrar capacidade de análise de propostas pedagógicas dasUEs.14. Demonstrar conhecimento de mecanismos de monitoramento da(s) - implementação dos currículos.15. - ações de avaliações externas do sistema e - avaliação interna das escolas.
    • 16. Identificar o papel dos resultados do SARESP na construção doIDESP.17. Identificar semelhanças e diferenças entre o IDESP e o IDEB.18. Reconhecer as principais características dos sistemas de avaliaçãoda educação básica, e compreender os conceitos básicos que asfundamentam.19. Conhecer os fundamentos conceituais e metodológicos do SARESP20. Identificar elementos das legislações referidos à prática e exercícioda supervisão.21. Identificar os elementos essenciais do Plano de Trabalho deSupervisão.22. Identificar as necessidades de formação continuada dos agenteseducacionais.
    • Legislação para Supervisor de Ensino - Federal1. LEI FEDERAL Nº 9.394/1996 - Diretrizes e Bases da Educação Nacional - (Atualizada)2. Parecer CNE/CEB Nº 17/1997 - Diretrizes operacionais para a educação profissionalem nível nacional - (Vide Decreto Nº 5.154/2004 que revogou o Decreto Nº 2.208/1997)3. Parecer CNE/CEB Nº 04/1998 e Resolução CNE/CEB Nº 02/1998 - Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental. superada4. Parecer CNE/CEB Nº 15/1998 Resolução CNE/CEB Nº 03/1998 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. superada5. Parecer CNE/CEB Nº 22/1998 e Resolução CNE/CEB Nº 01/1999 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. superada6. Parecer CNE/CEB Nº 14/1999 e Resolução CNE/CEB Nº 03/1999 Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Indígena.7. Parecer CNE/CEB Nº 16/1999 e Resolução CNE/CEB Nº 04/1999 - Institui asDiretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional de Nível Técnico.8. Parecer CNE/CEB Nº 11/2000 e Resolução CNE/CEB Nº 01/2000 superada Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos.9. Parecer CNE/CEB Nº 17/2001 e Resolução CNE/CEB Nº 02/2001 Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Especial.10. PARECER CNE/CP Nº 03/2004 e Resolução CNE/CP Nº 01/2004 Institui as diretrizes curriculares nacionais para a Educação das relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.
    • DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS - ATUALIZAÇÃO1. EDUCAÇÃO BÁSICA•Parecer CNE/CEB nº 7/2010 Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica.• Resolução CNE/CEB nº 4/2010 Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica2. EDUCAÇÃO INFANTIL•Parecer CNE/CEB nº 20/2009 Revisão das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil.•Resolução CNE/CEB nº 5/2009Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil.3. ENSINO FUNDAMENTAL•Parecer CNE/CEB nº 11/2010 Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 anos.•Resolução CNE/CEB nº 7/2010Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 anos4. ENSINO MÉDIO•Parecer CNE/CEB nº 5/2011, aprovado em 5 de maio de 2011 Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio.
    • DCN - ATUALIZAÇÃO5. EJAParecer CNE/CEB nº 6/2010, aprovado em 7 de abril de 2010Reexame do Parecer CNE/CEB nº 23/2008, que institui Diretrizes Operacionaispara a Educação de Jovens e Adultos – EJA, nos aspectos relativos à duraçãodos cursos e idade mínima para ingresso nos cursos de EJA; idade mínima ecertificação nos exames de EJA; e Educação de Jovens e Adultos desenvolvidapor meio da Educação a Distância.Resolução CNE/CEB nº 3, de 15 de junho de 2010Institui Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos nosaspectos relativos à duração dos cursos e idade mínima para ingresso noscursos de EJA; idade mínima e certificação nos exames de EJA; e Educação deJovens e Adultos desenvolvida por meio da Educação a Distância.6. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICAPARECER CNE/CEB 16/99RESOLUÇÃO CNE/CEB 04/99DECRETO 5 154/04RESOLUÇÕES CNE/CEB 1/06 e 03/08
    • Legislação para Supervisor de Ensino – Estadual11. LEI COMPLEMENTAR Nº 1.078/2008 - Institui Bonificação por Resultados – BR,no âmbito da Secretaria da Educação, e dá providências correlatas.12. LEI COMPLEMENTAR Nº 1.097/2009 - Institui o Sistema de Promoção para osintegrantes do Quadro do Magistério na Secretaria da Educação e dá outrasprovidências.13. DECRETO Nº 55.078/2009 -Dispõe sobre as jornadas de trabalho do pessoaldocente do Quadro do Magistério e dá providências correlatas.14. DELIBERAÇÃO CEE Nº 09/1997 e Indicação CEE Nº 08/1997 - Institui, no Sistemade Ensino do Estado de São Paulo, o Regime de Progressão Continuada no Ens.Fundamental.15. DELIBERAÇÃO CEE Nº 10/1997 e Indicação CEE Nº 09/1997 - Fixa normas paraelaboração do Regimento dos Estabelecimentos de Ensino Fundamental e Médio.16. DELIBERAÇÃO CEE Nº 82/2009 e Indicação CEE Nº 82/2009 - Estabelecediretrizes para os Cursos de Educação de Jovens e Adultos em nível do EnsinoFundamental e Médio, instalados ou autorizados pelo Poder Público no Sistema deEnsino do Estado de são Paulo.17. PARECER CEE Nº 67/1998 - Normas Regimentais Básicas para as Esc Estaduais.18. COMUNICADO SE 21/12/2007 - Orientações para implantação do Programa Lere Escrever.