Deserd. RepúB.

  • 2,017 views
Uploaded on

Escola Estadual Edwards …

Escola Estadual Edwards
Três Lagoas, de março de 2009
Disciplina: História
Professora: Ana Maria Queiroz
Professor STE:José Miguel
Aluno(a):
Nº: Fase: Turma

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
2,017
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
12
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.
    • Escola Estadual Dom Aquino
    • Três Lagoas, de março de 2009
    • Disciplina: História
    • Professora: Ana Maria Queiroz
    • Professor STE:
    • Aluno(a):
    • Nº: Ano: Turma
  • 2. Produzindo o conhecimento
      • Consulte os slides para obter visão panorâmica do assunto.
      • Pesquise na Internet um dos movimentos sociais apresentados, que mais lhe interessou .
      • Digite no word um texto apresentando o resultado de sua pesquisa.
  • 3. Revisando o Conhecimento
    • Reveja os slides em estudo;
    • Desenvolva no word as questões apresentadas nos slides a seguir.
    • ATENÇÃO: se necessitar, volte à Internet.
  • 4. Exercícios de Revisão
    • 1) É correto afirmar que o povo brasileiro sempre foi submisso e passivo diante da opressão? Dê exemplos da Velha República que confirmem sua resposta.
    • 2) Cite duas características comuns às revoltas de Canudos e do Contestado.
    • 3) O ponto de vista apresentado nos slides, procura explicar a origem da violência do cangaceiro, mostrando que ele é um “bandido social”. A partir do sentido que esse conceito tem no texto, você diria que hoje ainda existem bandidos sociais? justifique.
  • 5. Continuando...
    • 4)Comparando Antônio Conselheiro e padre Cícero, vemos a forma diferente como se relacionavam com os coronéis. Elabore um pequeno texto mostrando essas diferenças e explicando também o tipo de relação que ambos estabeleceram com seus fiéis seguidores.
    • 5) Você está vendo as formas extremadas que o descontentamento popular adotou no fim do século XIX e começo do século XX no Brasil? E hoje, como setores da sociedade manifestam sua indignação? Digite seu comentário.
  • 6. República oligárquica Agitações Sociais
  • 7. GUERRA DE CANUDOS
    • Líder popular e religioso cearense. Pregador messiânico e anti-republicano, liderou em Canudos um dos maiores movimentos populares do século XIX no país.
  • 8.
    • Movimento social enraizado na miséria e no abandono do sertão do Nordeste. Com Canudos, a população pobre do sertão mostra que quer dar um rumo – mesmo messiânico – ao seu destino.
  • 9.
    • A população de Canudos vivia num sistema comunitário: os produtos das atividades agrícolas e pastoris de subsistência eram repartidos entre todos; não havia impostos, nem força policial.
  • 10. O ARRAIAL
    • A experiência  de vida alternativa era uma ameaça a ordem vigente.
  • 11.
    • As duas primeiras expedições enviadas pelo governo baiano contra o arraial entre 1896 e 1897 fracassam completamente. De março a outubro de 1897, outras duas expedições enviadas pelo governo federal e organizadas pelo Exército, a última com 6 mil homens e artilharia pesada, conseguem finalmente tomar e destruir Canudos. Junto com Conselheiro morrem milhares de combatentes e restam cerca de 400 prisioneiros, entre velhos, mulheres e crianças.
  • 12. GUERRA DO CONTESTADO
    • Outra vez por Terra e Liberdade, agora numa área contestada entre os estados de Santa Catarina e Paraná, a caboclada se revoltou contra os latifundiários e a multinacional que construía uma ferrovia na região.
  • 13. A disputa...
    • Ferrovia, uma das causas da Guerra do Contestado
    • Madeira, uma das riquezas exploradas nas margens da ferrovia do Contestado
  • 14. Em Taquaruçu,surge João Maria
    • Este arrebanhamento de camponeses fiéis concentrou-se em Taquaruçu, desagradando as autoridades privadas locais (coronéis), que logo trataram de expulsar tais camponeses. A partir daí, o povo liderado por José Maria migrou para a região do Contestado, mais precisamente em Campos do Irani.
  • 15. Região em conflito
  • 16.
    • Ao final do ano de 1916, um acordo assinado por Afonso de Camargo e Filipe Schmidt, respectivamente governadores do Paraná e de Santa Catarina, põe fim às disputas territoriais. Campos de Irani, município da região central do antigo Contestado, passou desta forma a chamar-se Concórdia.
  • 17.
    • Pela primeira vez na história da América Latina foram usados 2 aviões para fins bélicos de reconhecimento e bombardeio dos insurretos do Contestado (imagem meramente ilustrativa)
  • 18. O CANGAÇO
  • 19. CANGAÇO
    • No final do século XIX, a concentração da terra e as secas pioraram a situação dos pobres; muitos se organizaram em bandos para assaltar e conseguir alimentos.    
  • 20. CANGAÇO
    • Outros grupos surgiram para combater desmandos ou injustiças de algum coronel ou ainda para resistir ao alistamento militar obrigatório, como ocorreu durante a Guerra do Paraguai.
  • 21.
    • Nesse contexto se formaram bandos autônomos de cangaceiros, independentes dos proprietários rurais. Alguns coronéis tinham interesse em manter contato com esses bandos, para evitar ataques e, às vezes, por precisarem de algum "serviço".
    • Volante era o nome da tropa policial que combatia os cangaceiros no sertão.:
  • 22. PADRE CÍCERO
    • Em 1889, na primeira sexta-feira do mês de marco um fato novo mudaria a vida do arraial e de seu benfeitor, quando a hóstia transformou-se em sangue na boca da beata Maria de Araújo, durante a missa celebrada pelo Padre Cícero. O povo proclamou o milagre
  • 23. A GUERRA NO CEARÁ
    • A Guerra que tomou conta do Ceará entre dezembro de 1913 e março do ano seguinte refletiu a situação da política interna do país, caracterizada pela disputa das oligarquias pelo poder.. O conflito envolveu, de um lado, o novo governador eleito, Franco Rabelo e as tropas legalistas, e de outro as tropas de jagunços comandadas por Floro Bartolomeu, apoiadas pelo padre Cícero e pelos coronéis da região do Cariri, contando ainda com o apoio do senador Pinheiro Machado (RS), desde a capital.
  • 24.
    • Durante os primeiros dias de março, os jagunços ocuparam diversas cidades e as estradas do interior e se aproximavam da capital, forçando Franco Rabelo à renúncia no dia 14 de março. Desse maneira terminava a Política das Salvações e a família Acciolly retomava o poder. Floro Bartolomeu foi eleito deputado estadual e posteriormente deputado federal. A influência política do Padre Cícero manteve-se forte até o final da República Velha.