Your SlideShare is downloading. ×
Panorama semanal 31 05 10
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Panorama semanal 31 05 10

376
views

Published on

Published in: Business, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
376
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PANORAMA SEMANAL VEJA NESTA EDIÇÃO Macroeconomia e Mercados – Como encerramos a última semana de Maio Indicadores Econômicos e últimas divulgações Fique de Olho – Análise Técnica (Ibovespa, S&P 500, Dólar e Petróleo)
  • 2. PANORAMA SEMANAL 31 de Maio de 2010 Macroeconomia a Mercados Essa última semana foi de “montanha-russa” nas bolsas de valores pelo mundo. Começamos com notícias desagradáveis vindas da Europa - a intervenção do banco central espanhol na instituição de poupança CajaSur. Embora esse banco tenha um peso pequeno no sistema financeiro do país, a repercussão foi negativa, ao relembrar os investidores dos riscos associados aos bancos da zona do euro. Para completar, na sexta-feira, a agência de rating Fitch rebaixou a nota da Espanha, alegando que tem perspectivas mais lentas para a recuperação do país, em decorrência das medidas de austeridade (cortes de gastos) anunciadas pelo governo. Ainda no cenário negativo, quem entrou em cena foram as Coreias, que se desentenderam por motivos territoriais gerando especulações de que as duas regiões pudessem ter conflitos armados. Continuando, ocorreram rumores de que a China estaria preocupada com as suas posições de investimentos na Europa, diante de todas as incertezas econômicas na região, motivo que desencadeou quedas nas bolsas americanas, mas que logo foram revertidas para movimentos de altas, depois do anúncio das autoridades chinesas desmentindo o boato. O país afirmou que não vê problema nos seus investimentos de longo prazo na Europa, transmitindo confiança aos mercados e beneficiando a cotação do euro. Agora vamos às notícias positivas. A OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico) reajustou para cima a expectativa de crescimento mundial. Além disso, a Espanha anunciou mais cortes no orçamento, demonstrando a preocupação das autoridades locais em relação as necessidades de controlar a relação dívida/PIB. Tivemos também leilões de títulos públicos da Itália, Portugal e Espanha, que apesar dos prêmios um pouco elevados, foram considerados bem sucedidos pelo mercado. Nos Estados Unidos, o cenário continua positivo, com a recuperação da economia em curso, embora em um ritmo mais moderado. Nessa semana foi anunciado o PIB do 1T10, que foi revisado de 3,2% para 3,0%, abaixo das expectativas do mercado de alta para 3,4%. O que justifica essa ligeira desaceleração foi a queda no consumo, impactado pela retirada de alguns estímulos por parte do governo. Aqui no Brasil, o quadro também é favorável - o nosso problema é o superaquecimento. Visando que o Brasil cresça de forma sustentável, as medidas de aumento nos juros e corte de gastos visam eliminar o excesso de demanda, como forma de controlar o aumento dos preços – a inflação. Para essa semana esperamos que os mercados continuem mostrando certa instabilidade, ainda refletindo todas incertezas européias - e operando ao gosto das notícias - qualquer rumor está tendo bastante impacto nos negócios, característica clara de que o período que enfrentamos é de volatilidade. Na agenda de indicadores, os destaques da semana ficam por conta dos dados americanos. Na quarta-feira serão anunciados números de atividade, com a divulgação do ISM industrial, e na sexta-feira indicadores de emprego, com o payroll - corte/criação de postos de trabalho. Vale lembrar também que estamos entrando no mês de junho, período de férias escolares nos Estados Unidos e ajustes trimestrais de grandes fundos. Variações da Semana
  • 3. PANORAMA SEMANAL Agenda da Semana - Indicadores Horário País Indicador Período Estimativa Anterior Segunda-Feira, 31/05/2010 - EUA Feriado nos EUA - Mercados Fechados -- -- -- 06:00 Zona do Euro Indice de Clima para os Negcios Maio -- 0.23 08:30 Brasil Boletim: Pesquisa Focus mai/10 -- -- 22:00 China PMI Manufatura Maio 54.5 55.7 Terça-Feira, 01/06/2010 04:55 Alemanha PMI Manufatura Maio -- 58.3 05:00 Zona do Euro PMI Manufatura Maio -- 55.9 05:30 Reino Unido PMI Manufatura Maio 57.5 58.0 06:00 Zona do Euro Taxa de desemprego Abril -- 10.0% 08:00 Brasil IPC-S Preços ao Consumidor mai/31 -- 0.47% 09:00 Brasil Produção Industrial A/A Abril -- 19.7% 09:00 Brasil Produção Industrial M/M Abril -- 2.8% 11:00 EUA ISM Industrial Maio 59.4 60.4 11:00 EUA Gastos com construção M/M Abril 0.0% 0.2% 11:00 Brasil Balana comercial (FOB) Maio -- $1283M 11:30 EUA Índice de Atividade Industrial - Fed Dallas Maio -- 21.1% Quarta-Feira, 02/06/2010 05:00 Brasil IPC - FIPE Maio -- 0.39% 08:00 EUA MBA - Solicitações de Empréstimos Hipotecários mai/28 -- 11.3% 10:00 Brasil Indicadores Industriais (NUCI) Maio -- 82,60 11:00 EUA Vendas de Casas Pendentes (M/M) Abril 5.0% 5.3% 17:30 EUA API - Estoques de Petróleo mai/28 -- 616K Quinta-Feira, 03/06/2010 - Brasil Feriado - Mercados Fechados -- -- -- 05:00 Zona do Euro PMI Composite Maio F -- 56.2 06:00 Zona do Euro Vendas a varejo (A/A) Abril -- -0.1% 06:00 Zona do Euro Vendas a varejo (M/M) Abril -- 0.0% 09:15 EUA Pesquisa de Empredo ADP Maio 60K 32K 09:30 EUA Novos pedidos seguro-desemprego mai/29 -- 460K 11:00 EUA Pedidos de Fábrica Abril 1.1% 1.3% 11:00 EUA ISM de Serviços Maio 55.9 55.4 12:00 EUA DOE - Estoques de Petróleo mai/28 -- 2460K Sexta-Feira, 04/06/2010 06:00 Zona do Euro PIB (T/T) 1Q P 0.2% 0.2% 06:00 Zona do Euro PIB (A/A) 1Q P 0.5% 0.5% 09:30 EUA Payroll - Variação na Folha de Pagamento Maio 500K 290K 09:30 EUA Taxa de desemprego Maio 9.8% 9.9%
  • 4. PANORAMA SEMANAL Próximas Divulgações – Mercado de Trabalho (Estados Unidos) Na sexta-feira será anunciado o principal indicador da semana: o Payroll, ou corte/criação de vagas no mercado de trabalho, que é por muitos analistas considerado o melhor indicador sobre emprego. No geral, o mercado de trabalho nos Estados Unidos continua um pouco fraco, mas mostrando sinais de recuperação. Vale notar que grande parte das contratações previstas até o final do ano deve partir do setor público. O setor privado por sua vez, deve manter as contratações próximas ao nível atual, devido a tendência de desaceleração no consumo, pressionadas pela retirada de vários incentivos do governo. De qualquer maneira, deve ser o quinto mês consecutivo de contratações e o terceiro mês apresentando números fortes. Junto ao dado de corte e criação de vagas no mercado de trabalho, também é divulgada a pesquisa de taxa de desemprego - a expectativa é que a taxa mensal fique em 9,8%. Diferente do payroll, que só contabiliza a folha de pagamento das empresas, a pesquisa de taxa de desemprego também engloba trabalhadores independentes e o meio rural, razão que justifica a disparidade entre ela, que continua estável desde o começo do ano. O motivo da taxa de desemprego ficar elevada por mais tempo é que a economia como um todo demora a fazer contratações de longo prazo, a espera que a retomada econômica se mostre consistente – motivo pelo qual acreditamos que o desemprego nos Estados Unidos deva manter esse patamar até o final do ano. Taxa de Desemprego 12,00 Expectativa 9,8% 10,00 8,00 6,00 4,00 2,00 0,00 IV Trim I Trim II Trim III Trim IV Trim Jan Fev Mar Abril 2008 2009 2010
  • 5. PANORAMA SEMANAL Análise Técnica IBOVESPA O Ibovespa foi aos níveis de 58.000 pontos e fez um fundo montando um suporte. O mercado teve força para romper os níveis de 61.300 e hoje já vem rompendo a LTB deixada, após o forte movimento de queda. O Ibovespa poderá testar resistências em níveis de 65.000 pontos caso este rompimento seja confirmado. O IFR já aponta para um cenário melhor do mercado e o MACD já cruza sua média para tendência de alta. S&P500 O SP500 fez um fundo duplo em níveis de 1.040 pontos e poderá fazer uma recuperação para níveis de 1.150 ou testar o topo em 1.173. Caso o mercado volte a realizar, o SP500 poderá buscar novamente o suporte dos 1.040 pontos.
  • 6. PANORAMA SEMANAL PETRÓLEO O petróleo segue em uma pequena tendência de alta de curto prazo. Respeitou o suporte dos dois fundos anteriores montando um fundo triplo reforçando os níveis de preço. Caso a commodity continue em seu movimento de alta, o ativo poderá testar resistências em níveis de 79,00 82,00. Suportes em 69,50 / 67,15 e 65,10. DÓLAR COMERCIAL O Dólar Comercial testou a resistência do topo anterior em níveis de 1,90 e voltou para um movimento de baixa com a melhora do cenário do mercado. Não teve força para parar nos níveis de 1,83 e poderá buscar suportes em 1,78 ou 1,75. Caso o dólar volte a subir, poderá buscar resistências em 1,83 ou 1,86.
  • 7. PANORAMA SEMANAL Para mais informações contate o seu assessor XP ou acesse nosso chat diário - www.xpi.com.br XP Investimentos - Área de Análise www.xpi.com.br Rio de Janeiro | RJ Av. das Américas 3434 | Bloco 7 | 2º andar DISCLOSURE 1. O atendimento de nossos clientes pessoas físicas e jurídicas (não-institucionais) é realizado por escritórios parceiros de agentes autônomos de investimento. Todos os agentes autônomos de investimento que atuam através da XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos Corretora”) encontram-se devidamente registrados na Comissão de Valores Mobiliários. A relação completa dos agentes autônomos vinculados à XP Investimentos Corretora pode ser consultada no site www.cvm.gov.br <http://www.cvm.gov.br/> > Agentes Autônomos > Relação dos Agentes Autônomos contratados por uma Instituição Financeira > Corretoras > XP Investimentos. Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investidores. O agente autônomo é um intermediário e depende da autorização prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro. 2. Este relatório foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (´XP Investimentos Corretora´) e tem como único propósito fornecer informações que possam ajudar o investidor a tomar sua decisão de investimento. Este relatório não constitui oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento financeiro. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data da divulgação deste relatório e foram obtidas de fontes públicas consideradas confiáveis. 3. Rossano Foresti Oltramari (´Rossano´), analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório, em conformidade ao artigo 5º, na Instrução Normativa/CVM 388/03, declara: - que as recomendações expressas neste relatório refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais e foram produzidas de forma independente e autônoma, incluindo no que se refere à XP Investimentos Corretora; - que não mantém vínculo com qualquer pessoa natural que atue no âmbito das companhias cujos valores mobiliários foram objeto de análise no relatório divulgado; - que detém participação indireta no capital social da XP Investimentos Corretora, mas referida sociedade nem os clubes de investimentos por ela administrados possuem participação acionária direta ou indireta igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, estando a corretora, contudo, envolvida, na atividade de intermediação de tais valores mobiliários no mercado; - que não é titular, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da companhia objeto de sua análise, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de seu patrimônio pessoal, nem está envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado; - que nem ele nem a XP Investimentos Corretora recebem remuneração por serviços prestados ou apresenta relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta companhia; - que sua remuneração não está atrelada à precificação de quaisquer dos valores mobiliários emitidos por companhias analisadas no relatório, ou às receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela instituição a qual está vinculado. Contudo, considerando que Rossano participa, de forma indireta, no capital social da XP Investimento Corretora, as receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela referida corretora, porque impactam o resultado da empresa, lhe trazem benefício econômico. 4. Os instrumentos financeiros discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de cada investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A rentabilidade de instrumentos financeiros pode apresentar variações, e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste relatório em relação a desempenhos futuros. A XP Investimentos Corretora se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. 5. Este relatório não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito da XP Investimentos Corretora. Informações adicionais sobre os instrumentos financeiros discutidos neste relatório se encontram disponíveis quando solicitadas. 6. O analista Rossano é, ainda, sócio da empresa de administração de recursos XP Gestão de Recursos Ltda. (´XP Gestão´). Não há, contudo, interferência dele na administração ou nos processos de tomada de decisão de investimento da XP Gestão. Os relatórios/análises de Rossano não influenciam ou são influenciados, sob qualquer forma, pelas posições assumidas pela XP Gestão. 7. A Ouvidoria da XP Investimentos Corretora tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa a seus problemas. Para contato, ligue 0800 725 5534.