Your SlideShare is downloading. ×
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Calendários e História
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Calendários e História

15,209

Published on

Calendários de três mundos

Calendários de três mundos

Published in: Technology, Education
1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
  • Muito bom o trabalho e gostaria de saber mais a respeito dos calendários...
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
15,209
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
359
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Calendários e História
  • 2. Os povos mesopotâmicos desenvolveram o calendário lunar.
  • 3. Calendário lunar Os antigos babilônios tinham um calendário lunar de 12 meses lunares de 30 dias cada, e adicionavam meses extras quando necessitavam acertar o calendário com as estações do ano. O calendário Babilônico É um dos calendários mais antigos, compreende 12 meses lunares (divididos em quatro semanas), de 29 ou 30 dias cada um, cujo início é assinalado pelo aparecimento da lua nova. O ano tem 354 dias, 11 dias a menos que o ano solar. Ao fim de três anos há uma defasagem de cerca de um mês em relação ao ano solar. Para resolver essa diferença foi acrescentado um mês complementar (13º mês) ao final de cada período de três anos
  • 4. Os povos egípcios desenvolveram o calendário solar .
  • 5. Calendários Solar Os egípcios são os primeiros a utilizar um calendário solar, embora os 12 meses de 30 dias sejam de origem lunar. O ano tem 365 dias e 6 horas a menos que o ano solar, significa atraso de um dia a cada quatro anos. O calendário egípcio foi reconhecido pelos astrônomos gregos e tornou-se o calendário de referência da astronomia por muito tempo.
  • 6.  
  • 7.  
  • 8. Calendário Azteca
  • 9. Calendário azteca O calendário azteca era basicamente igual ao dos maias. O ano possui início no solstício de Inverno com um ciclo de 18 meses de 20 dias e mais um mês diminuto de 5 dias. Com 104 anos comuns tinha-se um grande ciclo no qual era intercalado mais 25 dias. Essa exatidão do ciclo de 260 anos sagrados em relação ao exato movimento do Sol, possuía uma diferença de apenas 0,01136 de dia, ou seja, um pouco mais de um centésimo de dia. O calendário azteca dava aos dias nomes próprios que correspondiam a números de ordem no decorrer do mês. Os dias corriam de 1 a 20, e os festivais eram comemorados no último dia do mês.
  • 10. Calendário Chinês
  • 11. O calendário chinês é um dos mais antigos registros cronológicos que há na história dos povos. E com o calendário, onde cada ano recebe o nome de um dos 12 animais: galo, cão, porco, rato, búfalo, tigre, gato, dragão, serpente, cavalo, cobra e macaco. Surgiu o horóscopo chinês, os 12 signos animais ou subdivisões do mundo (que formam o Astral Chinês). Os anos do Dragão repetem-se a cada 12 anos. O ano do Dragão Dourado ocorre uma vez a cada 3000 anos (ocorreu no nosso ano 2000) e é suposto trazer a harmonia completa dos cinco elementos da filosofia chinesa (metal, madeira, água, fogo e terra), o que se refletiria em um sentimento de felicidade para todos.
  • 12. Calendário Maia 20 meses 18 dias
  • 13. Calendário maia Este calendário constava de 18 meses de 20 dias. Mais 5 dias complementares que somavam os 365 dias do ano. Os meses e os dias eram representados como os gráficos dos slides.
  • 14. Calendário Gregoriano É o nosso calendário solar com um ano de 365 dias, mais um ano bissexto, no qual, a cada 4 anos, o mês de fevereiro conta com 29 dias.
  • 15. Calendário Gregoriano Para corrigir o erro, entre o ano solar e ano civil, que no ano de 1582 (D.C.) já era de 10 dias, ( o equinócio da Primavera que deveria ser em 21 de Março de 1582 ocorreu em 11 de Março ) o Papa Gregório XIII , pela sua Bula Inter Gravissimas de 24 de Fevereiro de 1582, ordenava a reforma do Calendário, para um ano trópico de 365,2425 dias. Nesta reforma os anos bissextos sucedem-se de 4 em 4 anos ( Fevereiro com 29 dias ). Para se conseguir a devida correcção, o dia a seguir a 04 de Outubro de 1582 ( quinta-feira), foi o dia 15 de Outubro de 1582 ( sexta-feira). Desta maneira a diferença entre o ano civil e o natural ( solar ) não atingirá um dia em menos de 5.000 anos.   O Calendário Gregoriano é também chamado Calendário Cristão

×