• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
A Evolução do Fisco, das Empresas e dos Profissionais_v25062012
 

A Evolução do Fisco, das Empresas e dos Profissionais_v25062012

on

  • 1,055 views

Palestra de José Adriano Pinto na Aserco em Uberlândia em 26/06/2012

Palestra de José Adriano Pinto na Aserco em Uberlândia em 26/06/2012

Statistics

Views

Total Views
1,055
Views on SlideShare
1,054
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
16
Comments
0

1 Embed 1

http://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    A Evolução do Fisco, das Empresas e dos Profissionais_v25062012 A Evolução do Fisco, das Empresas e dos Profissionais_v25062012 Document Transcript

    • 6/26/2012 SPED Evolução do Fisco, das Empresas e dos ProfissionaisJosé Adriano Pinto Junho de 2012 2 1
    • 6/26/2012 Quem sou eu...Sócio-Diretor da BlueTax, Palestrante, Contador com MBA em TI pela FGV Atuando há 26 anos nas áreas contábil/tributária nas empresas BlueTax, IOB, Sonda Procwork, Trevisan e Copebrás, sendo os últimos 14 anos dedicados à aplicação de tecnologia a estas áreas Uma das maiores referências em SPED no Brasil • Palestras na Sefaz-SP, AC-SP, SESCON-SP, CIESP, APAS, ASUG, ACIUB, UniNove e UniAnhanguera, dentre outros; • Entrevistas às Revistas Exame, PME e PEGN, Jornais Valor Econômico, O Estado de SP e Diário do Comércio de MG, Rádios CBN SP, América BH e Globo Minas, e TV CRC, dentre outros; • Criou em 1999 o Portal JAP’s-SPED (www.joseadriano.com.br). 3 E a BlueTax? A BlueTax é fruto da união de José Adriano Pinto, uma das maiores referências em SPED do Brasil, com a Systax Sistemas Fiscais, empresa originada há 3 anos na FISCOSoft. Somos uma empresa de relacionamento contábil e tributário tendo como focos principais a atuação Preventiva e Compliance, em cinco modalidades integradas e complementares: Informações (genéricas e setoriais) Capacitação (Presencial e In Company); Consultoria (especializada em SPED e nas áreas Contábil e Tributária); Soluções em TI com viés Fiscal; e BPO (especializado em SPED). 4 2
    • 6/26/2012BlueTax – Portfólio 5BlueTax – Portfólio 6 3
    • 6/26/2012BlueTax – Portfólio 7 Cenário Empresarial Brasileiro 4
    • 6/26/2012 Cenário Empresarial BrasileiroAprox. empresas no Acompanhamento Diferenciado da RFBAprox. no Lucro Real – arrecadaçãoMais de no Lucro PresumidoMais de optantes pelo Simples e de MEI’sMais de Organizações ContábeisMais de empresas informais/ilegais Índice de informalidade: do PIB (média mundial: 10%) 9 Cenário Empresarial BrasileiroMais de emissores de NF-e(+ de 138 mil em MG – 17%)Mais de de NF-es autorizadasMais de estabelecimentos na EFD ICMS/IPI(+ de 26 mil em MG – 15%)Entre da ArrecadaçãoEntre de OmissosSP listou mais de estabelecimentos até jan/2014MG listou todos de Débito e Crédito até jan/2011Potencial de de obrigados a NF-e e SPED Fiscal 10 5
    • 6/26/2012 Cenário Tributário Brasileiro Cenário Tributário Brasileiro tributos e normas por hora útilNovas TIPI/TEC em 2012 - Aprox de alterações tipos de Docs Fiscais e Obrigações Acessórias(IBPT aponta que o custo das empresas para cumprir é de 1,5% do faturamento) por ano para atender as obrigações tributárias (Últimolugar entre 183 economias – Estudo Doing Business) 12 6
    • 6/26/2012 Cenário Tributário BrasileiroFonte: Jornal A Gazeta - ES 13 Cenário Tributário Brasileiro Quase foi a arrecadação tributária oficial de 2011 em tributos pagos pelos brasileiros (Impostômetro) do PIB de crescimento em relação a 2010 – O mesmo que SP A das Américas e a do mundo O da América Latina – Menor uso de TI E 2012 ? Expectativa de (Impostômetro já está em ) 14 7
    • 6/26/2012 Evolução do Fisco Brasileiro Evolução do Fisco Brasileiro1991 2011 IN86/MANAD/ECD Sintegra/Ato Cotepe/EFD Aquisição do T-REX Lei 8.218/91 Conv. 57/95 Super-Receita IN65/93 Ato Cotgpe 70/05 Projeto Harpia Análise de Risco e Inteligência Artificial IN68/95 Conv. 143/06 IN86/01 Decreto 6.022/07 Projeto ICMS Eletrônico e Simplificação das Portaria 42/03 Ato Cotepe 09/08 Obrigações Acessórias Decreto 6.022/07 CE, MS, PA, RJ, RS, SC e SP IN 787/07 Adquiriram financiamentos (BID/BNDES) 8
    • 6/26/2012 Evolução do Fisco Brasileiro1991 2011 Aperfeiçoamento da SP Cria o DEC – Maranhão está cruzando Malha Fina das PJ´s. Domicílio Eletrônico DIEF/DIS Com Cartões Fortalecimento das do Contribuinte de Crédito. Delegacias de assuntos internacionais MCT+MF+Sefaz assinam Bahia lavra o e da área financeira. Acordo de Cooperação 1º. Auto Eletrônico (grandes contribuintes) para Brasil-ID MG distribui Declaração Informações PB, RS e SP Auditor Eletrônico sobre Movimentação Adquiriram Softwares para 22 UF’s em 2008 Financeira (DIMOF) IDEA ou ACL Criação do Ministério da Pernambuco institui Desburocratização Convênio entre o Gestão do Malha Fina Com Jorge Gerdau Denatran, RFB e SEFAZ cruzando SEF, Sintegra, SPED, ECF, Cartões Microsoft e ETCO disponib. Criado o SIF – Sistema BI NF-e para BA em 2009 e GO lança o para 16 UF’s desde jul/11 De Inteligência Fiscal “Auditor Digital” e projeto NF-e via rádio MT implementa EDI-Fiscal (RFID) 2ª geração NF-e Em ago/11 Evolução do Fisco Brasileiro15/jun 25/Junho SE - Receita Estadual vai implementar novas ações de combate à sonegação para garantir o pagamento do crédito tributário PI - Sefaz implanta Domicílio Tributário Eletrônico (DT-e) a partir do dia 01 de Julho PB - SER implementa novas ações de combate à sonegação GO - Contribuintes serão desenquadrados do Simples Nacional caso não tenham a Escrituração do Livro Caixa em dia GO - SPED - EFD ICMS/IPI - Sefaz desenvolve ferramenta contra sonegação PR - Receita Estadual e Ministério Público fortalecem parceria para coibir crimes tributários MT - SPED - NF-e - SEFAZ é destaque em publicação nacional por Sistema de Inteligência de Negócios Fonte: www.joseadriano.com.br 18 9
    • 6/26/2012 Evolução do Fisco Brasileiro24/Maio 14/Junho GO - Fisco intensifica auditoria em postos BA - Central de Operações Estaduais no Trânsito de Mercadorias (COE) tem início em Julho/2012 Nova versão do e-Safira permite lavrar autos de infração via notebook GO - Sefaz implanta Domicílio Tributário Eletrônico GO - Fisco realizou a Operação Cerco Goiânia e lavra mais de 30 autos de infração NFS-e - Secretários de Finanças se reúnem para debater integração de práticas RS - SEFAZ moderniza sistema dos postos fiscais MT - Sintegra - Contribuintes omissos possuem 30 dias para sanar pendências MT - SPED - NF-e - Fisco adota sistema de ponta para reforçar fiscalização dos usuários Fonte: www.joseadriano.com.br 19 Custos e Alvos da Sonegação 10
    • 6/26/2012 Sonegação Fiscal Bom Contribuinte Sonegador Eventual Sonegador Contumaz  Educação e Cidadania Fiscal  Simplificação Obrigações Acessórias  Redução Carga Tributária  Controle Fisco  Fiscalização Preventiva  Controle Rigoroso Fisco  Repressão  Inteligência Fiscal  Trabalhos Integrados  Punição CriminalFonte: Geraldo Souza (SET-RN/FIERN) 21 Fiscalização – Passado e FuturoFonte: Geraldo Souza (SET-RN/FIERN) 22 11
    • 6/26/2012 Os Custos da SonegaçãoFonte: Revista Veja – 11/09/2011 23 Os Alvos dos SonegadoresFonte: Revista Veja – 11/09/2011 24 12
    • 6/26/2012 As Fraudes mais comunsFonte: Revista Veja – 11/09/2011 25 Por Que e Como as empresas erram 13
    • 6/26/2012 Principais Causas de Erros nas EmpresasFalta de investimento - Ferramentas de gestão tributária - Capacitação - Acompanhamento da legislaçãoTerceirizações (BPO, escritórios, etc.) - Falta de apoio e gestão pelos contratantes - De quem é a responsabilidade ?Falta de integração entre áreas - Contábil - Fiscal - TI, Logística, etc. 27 Principais Causas de Erros nas EmpresasProcedimentos fiscais - incorretos ou desatualizadosImplementações, Configurações e Parametrizações - incorretas ou desatualizadasDesenvolvimento/programação de sistemas - Incorretos ou cenários não previstosCadastros (falta de saneamento e de atualização) - Materiais/produtos – 80% de inconsistências (GS1) - Clientes/fornecedores - Tabelas legais (CFOP’s, CST, TIPI etc.) 28 14
    • 6/26/2012 O SPED SPED – Origem Constituição Federal de 1988 Artigo 37 – ( ... ) XXII - as administrações tributárias da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, atividades essenciais ao funcionamento do Estado, exercidas por servidores de carreiras específicas, terão recursos prioritários para a realização de suas atividades e atuarão de forma integrada, inclusive com o compartilhamento de cadastros e de informações fiscais, na forma da lei ou convênio. Governo Federal Programa de Aceleração do Crescimento – PAC (2007 ~ 2010) Instituído pelo Decreto n º 6.022, de 22 de janeiro de 2007 Aperfeiçoamento do Sistema Tributário: consiste na modernização da sistemática atual do cumprimento das obrigações acessórias, transmitidas pelos contribuintes às administrações tributárias e aos órgãos fiscalizadores, utilizando-se da certificação digital para fins de assinatura dos documentos eletrônicos, garantindo assim a validade jurídica dos mesmos.Fonte: SEF-MG (http://www5.fazenda.mg.gov.br/spedfiscal/) 30 15
    • 6/26/2012 SPED – Objetivos  Eliminar a redundância de informações por meio da padronização das obrigações acessórias  Uniformizar as informações prestadas pelo contribuinte às diversas unidades federadas  Reduzir os custos das empresas com a racionalização das obrigações acessóriasFonte: SEF-MG (http://www5.fazenda.mg.gov.br/spedfiscal/) 31 SPED – Sub-ProjetosFonte: Jorge Campos (www.spedbrasil.net) 32 16
    • 6/26/2012 SPED – Áreas EnvolvidasFonte: Jorge Campos (www.spedbrasil.net) 33 Os Sub-Projetos 17
    • 6/26/2012 NF-e e CT-e NF-e - Conceito É um documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, com o intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou prestação de serviços ocorrida entre as partes, cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e recepção, pelo fisco, antes da ocorrência do Fato GeradorFonte: SEF-MG (http://www5.fazenda.mg.gov.br/spedfiscal/) 36 18
    • 6/26/2012 NF-e – Manifestação do Destinatário 01/08/2012Fonte: www.decisionit.com.br 37 CT-e - Obrigatoriedade Ajuste SINIEF 09/2007 – alteração pelo Ajuste 18/2011: I - 1º de setembro de 2012, para os contribuintes do modal: a) rodoviário relacionados no Anexo Único; b) dutoviário; c) aéreo; II - 1º de dezembro de 2012, para os contribuintes do modal ferroviário; III - 1º de março de 2013, para os contribuintes do modal aquaviário; IV - 1º de agosto de 2013, para os contribuintes do modal rodoviário, cadastrados com regime de apuração normal; V - 1º de dezembro de 2013, para os contribuintes: a) do modal rodoviário, optantes pelo regime do Simples Nacional; b) cadastrados como operadores no sistema Multimodal de Cargas.".Fonte: SEF-MG (http://www5.fazenda.mg.gov.br/spedfiscal/) 38 19
    • 6/26/2012NF-e e CT-e – Cuidados!Cancelamento em até 24 hs.MT: Até 2 hs.MG: Permitindo até 168 hs. e colocando em Verificação FiscalDenegação – Tendência!Suspensa, Cancelada, Baixada, em Processo de BaixaBA, AM, SP, PE...CC-eA partir de 01/jul/2012Manifestação do DestinatárioDisponibilizado a partir de 01/ago/2012Obrigatoriedade prevista para 2013CT-eA partir de 01/set/2012 39 SPED Fiscal 20
    • 6/26/2012 EFD ICMS/IPI (SPED Fiscal) – Livros Substituídos MUDANÇA DE PARADIGMA Registro de Entradas; Registro de Saídas; Registro de Inventário; Registro de Apuração do IPI; Registro de Apuração do ICMS. Documentos de Controle de Crédito de ICMS do Ativo Permanente - CIAP IN 86 (informações fiscais)Fonte: SEF-MG (http://www5.fazenda.mg.gov.br/spedfiscal/) 41 EFD ICMS/IPI (SPED Fiscal) Obrigatoriedade AUTOMÁTICA e Dispensa do SINTEGRA 2012 (8): CE, GO, MT, PA, RN, RO, SC e TO 2014 (17): AC, AL, AP, AM, BA, ES, MA, MS, MG. PB, PR, PI, RS, RJ, RR, SP e SE) Variações por UF Data da Entrega e da Retificação, Perfil, Registros não obrigatórios, Regras de Escrituração, Penalidades (Multa em MG: R$ 5 mil/mês) Retificação Proposta: Até o último dia do 3º. Mês – após, somente com autorização da SEFAZ ME e EPP (inclusive SIMPLES) Dispensadas (exceto AC, AL, MT e RO) Proposta: Perfil C DF – Sem Registros do ISS – 2013 ? MG – RCPE – 166 infs - Obrigatoriedade – Base 2012 – Entrega 2013 PE – SEF I e SEF II 42 21
    • 6/26/2012Res. 3884/07 (SPED Mineiro)AbrangênciaLivro registro de controle da produção e do estoqueObrigatoriedadeValor contábil das saídas de estabelecimentos nas divisões 05 a 08, 10 a 17 e 19 a32 da CNAE seja superior a R$ 576 MI no 2º. exercício anterior.Referência/EntregaBase jan/12 – Disponibilidade: jan/13 43 SPED Contábil, FCont e e-Lalur 22
    • 6/26/2012 SPED Contábil – Livros Substituídos MUDANÇA DE PARADIGMA Livro Razão Livro Diário IN 86 (informações contábeis)Fonte: SEF-MG (http://www5.fazenda.mg.gov.br/spedfiscal/) 45 ECD (SPED Contábil), FCont e e-Lalur Obrigatoriedade ECD e FCont Lucro Real Multa R$ 5 mil/mês Estatísticas – 2012 68 mil arquivos recebidos 5 mil em processamento (99% em MG) 10 mil autenticados 4 mil substituídos 46 23
    • 6/26/2012 FCont – Programa de Entrada de Dados PLANO DE CONTAS e SALDOS Programa de entrada de dados do Fcont + Escrituração Contábil (Digital) + Programa de entrada de dados do Fcont = FcontFonte: Márcio Tonelli 47 ECD (SPED Contábil), FCont e e-Lalur - FuturoFonte: Márcio Tonelli 24
    • 6/26/2012 EFD-Contribuições EFD-Contribuições – Obrigatoriedade ABRIL / DEZ PIS / COFINS: PJ LUCRO REAL 2011 Entrega Facultativa JANEIRO / PIS / COFINS: PJ LUCRO REAL 2012 (BLOCOS A, C, D e F) MARÇ0 / CONT. PREVIDENCIÁRIA – RECEITAS 2012 (BLOCO P) JULHO / PIS / COFINS: PJ LUCRO PRESUMIDO 2012 (BLOCO F) JANEIRO / PJ FINANCEIRAS E EQUIPARADAS 2013 (BLOCO H) INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB nº 1.252/2012Fonte: RFB 50 25
    • 6/26/2012 EFD-Contribuições – Informações EFD-Contribuições • Receitas • Operações (tributadas geradoras ou não) de créditos • Informações • Retenções INSS incidente sofridas sobre receitaFonte: http://fabioroliveira.blogspot.com.br 51 EFD-Contribuições – Blocos Bloco Descrição Registros Bloco 0 Abertura, Identificação e Referências 17 Bloco A Documentos Fiscais – Serviços (ISS) 8 Bloco C Documentos Fiscais I – Mercadorias (ICMS/IPI) * 47 Bloco D Documentos Fiscais II – Serviços (ICMS)* 23 Bloco F Demais Documentos e Operações 26 Apuração da Contribuição e Crédito de PIS/PASEP e da Bloco M 25 COFINS Apuração da Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bloco P 8 Bruta Complemento da Escrituração – Controle de Saldos de Bloco 1 Créditos e de Retenções, Operações Extemporâneas e Outras 21 Informações Bloco 9 Controle e Encerramento do Arquivo Digital 4 179Fonte: http://fabioroliveira.blogspot.com.br 52 26
    • 6/26/2012 EFD-Contribuições – PVA x Tabelas CST Tipos de Créditos Tipos de Contribuições Bases de Cálculo do Crédito Cadastros: CFOP Estabelecimentos PVA Clientes Fornecedores NCM Itens Créditos da Agroindústria Produtos Monofásicos Operações com Suspensão Produtos Subs. Tributária Operações com Isenção Operações Sem Incidência Produtos com Alíquota 0Fonte: RFB 53 EFD-Contribuições – Mudança! MODELO ATUAL PROJETO SPED CRÉDITOS INFORMADOS NO DACON NF AQUISIÇÕES CUSTOS DESPESAS Arquivo para Fiscalização PVA – EFD Contribuições NF AQUISIÇÕES DESPESAS CUSTOS CREDITO NÃO VALIDADO CREDITO CREDITO VALIDADO x (Multa ou VALIDADO Contribuição)Fonte: RFB 27
    • 6/26/2012 EFD-Contribuições – Mudança! • DACON • EFD-Contribuições • Crédito sobre insumos • Créditos sobre insumos • Vão dados da nota fiscal da aquisição • = possibilidade de averiguação quanto à efetiva • somente valor é informado possibilidade do créditoFonte: http://fabioroliveira.blogspot.com.br EFD-Contribuições – Cuidados! Obrigatoriedade – Lucro Presumido Referência: jul/12 – Entrega: set/12 Até o 10º. dia útil do 2º. mês subsequente Multa R$ 5 mil/mês Retificações Até o último dia útil do ano subsequente Créditos Sobre Insumos Sobre Frete Extemporâneos CST (Entradas e Saídas) Responsabilidade Empresário ou Contador 56 28
    • 6/26/2012 EFD Social EFD Social (Folha) - BlocosFonte: Jorge Campos (www.spedbrasil.net) 58 29
    • 6/26/2012 EFD Social (Folha) – Arquivos a EnviarFonte: Jorge Campos (www.spedbrasil.net) 59 EFD Social (Folha) – Cronograma  jun/2012 - Fechamento do leiaute;  set/2012 - Publicação da legislação;  jan/2013 – Desenvolvimento do PVA;  maio/2013 - Validações e testes;  jun/2013 - Homologação final;  jul/2013 – Implantação.Fonte: Jorge Campos (www.spedbrasil.net) 60 30
    • 6/26/2012 Pesquisas SPED x Empresas Principais Desafios Enfrentados 15%Fonte: FISCOSoft – Base: 441 empresas – abr/2011 62 31
    • 6/26/2012 Perfil do Contabilista – Principais DificuldadesFonte: CFC - Pesquisa Perfil do Contabilista Brasileiro 2009 com 19 mil contabilistas 63 Já recolheu ICMS a maior 32% 15%Fonte: FISCOSoft – Base: 441 empresas – abr/2011 64 32
    • 6/26/2012 Já recolheu ISS com base na Alíquota MáximaFonte: FISCOSoft – Base: 424 empresas – 17/08/11 65 Pesquisa SPED 2011 – O que é mais difícil ?Fonte: Comunidades SPED – Base: + de 1.500 respostas – 25/05/11 33
    • 6/26/2012 Pesquisa SPED 2011 – O que falta ?Fonte: Comunidades SPED – Base: + de 1.500 respostas – 25/05/11 Quais Exigências Fiscais são Atendidas ?Fonte: Comunidades SPED e TI Inside – Base: 289 empresas 68 34
    • 6/26/2012 Pesquisa EFD-Contribuições – 1ª. Entrega - Retificação Em relação ao arquivo transmitido, você acredita que terá que retificar?Fonte: JAP’s+Spedito – Base: 470 profissionais – mar/12 69 Ambiente de TI Fiscal das Empresas 35
    • 6/26/2012 Ambiente de TI Fiscal das Empresas Realidade ? Não! 1% empresasFonte: Sankhya 71 Sem Sistemas e Sem ControleFonte: www.robertodiasduarte.com.br 72 36
    • 6/26/2012 Cenário Profissional Cenário Profissional - DemandaSPED e IFRSAltamente valorizadoDo tarefeiro para o estratégicoDo Governo para o Negócio 74 37
    • 6/26/2012Cenário Profissional – Procura-se 75Perfil do ContabilistaMais de profissionais registradosQuase entreEspecialistas??? 76 38
    • 6/26/2012 Perfil do Contabilista – ExperiênciaFonte: CFC - Pesquisa Perfil do Contabilista Brasileiro 2009 com 19 mil contabilistas 77 Perfil do Contabilista – Atualização/AperfeiçoamentoFonte: CFC - Pesquisa Perfil do Contabilista Brasileiro 2009 com 19 mil contabilistas 78 39
    • 6/26/2012Cenário Profissional – Oferta – Contabilistas3º. Exame de Suficiência – mar/2012 • Aprovação de do bacharéis e dos técnicos2º. Exame de Suficiência – set/2011 • Aprovação de dos bacharéis e dos técnicos1º. Exame de Suficiência – mai/2011 • Aprovação de dos bacharéis e dos técnicos 79Cenário Profissional – Oferta – AdvogadosÚltimos Exames da OAB • Aprovação de (último), 25, 24, 15, 12, 16, 14... 80 40
    • 6/26/2012Cenário Profissional – Oferta – TecnologiaCursos Superiores - Evasão de em 2010SP contratou profissionais em 2010 (formou )Em 2014 a demanda será para (serão formados ) 81 Reflexões 41
    • 6/26/2012 ReflexõesAs empresas investiram ?Continuam investindo ? • Informatização de Sistemas  Aquisição de novos aplicativos  Plataformas mais sofisticadas  ERP’s e Ferramentas mais avançadas • Treinamento de Equipes • Alterações de Processos 83 ReflexõesA informação NÃO pode ser contestada!A Redução e Racionalização ocorreu de fato ?O SPED Deixou de ser prioridade para o Governo ?O Fisco deve... • Sensibilizar mais os contribuintes ? • Autuar, Evitar a autuação ou graduar as penalidades ? • Rever os prazos das obrigações e obrigatoriedades ? 84 42
    • 6/26/2012 Pontos de Atenção Pontos de Atenção para as empresasINFORMAÇÃO EM TEMPO REALCom a NF-e os fiscos passaram a receber as informações antes mesmo do fatogerador.VISIBILIDADEErros serão facilmente identificados pelos fiscos, e considerados indícios desonegação.CERTIFICAÇÃO DIGITALConstitui autenticação legal das informações prestadas, não possibilitando maiscomparabilidade com informações impressas em caso de defesa judicial.CRUZAMENTOSInformações fiscais e contábeis serão cruzadas de forma analítica.AUTUAÇÃO RETROATIVAA legislação permite que em 2018 ainda sejam realizadas auditorias, fiscalizações eautuações referentes a 2012. 86 43
    • 6/26/2012 O que fazer?O que fazer?CONSCIENTIZAÇÃO ORGANIZACIONALACOMPANHAMENTO LEGALREVISÃO E READEQUAÇÃO DE PROCESSOSSANEAMENTO E MONITORAMENTO DOS CADASTROSAPROVEITAMENTO DAS INFORMAÇÕES DOS XML’sVALIDAÇÃO, CRUZAMENTO E AUDITORIA DOS ARQUIVOS 88 44
    • 6/26/2012 O que ganhamos com isto?GESTÃO ESTRATÉGICA DO RISCO FISCALGOVERNANÇA TRIBUTÁRIACOMPLIANCE 89 Links SugeridosBlueTax: www.bluetax.com.br - @BlueTaxBHJAPs-SPED: www.joseadriano.com.br - @JoseAdrianoSpedito: www.robertodiasduarte.com.br - @RobertoDuarteSpedBrasil: www.spedbrasil.net - @SpedBrasilPortal SPED - RFB: http://sped.fazenda.gov.br - @PortalRFBPortal NF-e - RFB: http://nfe.fazenda.gov.brPortal SPED - MG: http://www5.fazenda.mg.gov.br/spedfiscal/Portal NF-e - MG: http://portalnfe.fazenda.mg.gov.br/ 45
    • 6/26/2012 ObrigadoJosé Adriano PintoPortal JAP’s-SPED e BlueTax(31) 8885-2266 ou (11) 8196-2266jose.adriano@bluetax.com.brwww.bluetax.com.br - @BlueTaxBHwww.joseadriano.com.br - @JoseAdriano 46