Your SlideShare is downloading. ×
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Jornal Sprint Final N°17
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Jornal Sprint Final N°17

883

Published on

Jornal Sprint Final Edição 17

Jornal Sprint Final Edição 17

Published in: Sports, Automotive
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
883
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. ANO 2 - NÚMERO 17 Distribuição Gratuita www.jornalsprintfinal.com.br Entrevista Troféu FAERGS Procurador da Justiça Diretor do Jornal Sprint Final Mauro Renner recebe titulo AMIGO DA FEDERAÇÃO Cobertura Vai correr a São SIlvestre? Final de Minimaratonas do SESC Veja as dicas do Prof. Leonardo Ribas
  2. Dezembro/2009 Primeiras Passadas No início muitos não acreditavam, pois um jornal específico so- bre corridas de rua era algo inédito no mundo do running. Após muito É uma publicação mensal da RL2 Mídia Ltda trabalho, determinação e vontade de maratonista, o JSF consolida-se Direção como o Jornal do running. Hoje, somos muitos colaboradores que fazem o JSF, pessoas que Renato Loro Cezimbra o fazem pelo amor às corridas de rua. E é com todos colaboradores, parceiros Relacionamento e leitores que quero dividir o prêmio desta- Lisiane Fagundes dos Reis Bandeira que FAERGS 2009 (entidade máxima repre- sentaiva do atletismo no estado), concedido Jornalista Responsável às pessoas e empresas que colaboraram para com o atletismo no RS, receber esse prêmio Carlos Adamatti Mtb 1516 é o reconhecimento de que estamos no cami- Revisão nho certo. Enelise Arnold A criança começa seus primeiros passos, por volta do primeiro ano de vida, JSF, neste Conselho primeiro ano (ainda não completamos nosso segundo aniversário) torna-se cada vez mais José Haroldo Loureiro Gomes “Arataca” firme em suas passadas, começando o seu Leonardo Ribas treino para uma grande maratona. 2010 vem Elisabeth Vieira Odrzywolek com muitas novidades para você, corredor, Juvenal Chibiaque do Canto treinador, amante das corridas de rua, da vida Ana Beatriz Gorini da Veiga saudável e feliz. João Gabbardo dos Reis Encerremos este ano cheio de vitalidade, Colaboradores pois é isso que a atividade física nos traz: VIDA! Leonardo Ribas, Um bom Natal e um início de 2010 com muita endorfina! Filipe Campelo Xavier, Até o próximo ano, com certeza nos encontraremos! Eduardo Campelo, Abraço Renato Cezimbra e Lisiane Bandeira Miriam Caldasso João Gabbardo dos Reis Colaboradores de Fotografia Portal das Fotos Impressão: Correio do Povo. anuncie@sprintfinal.com.br Porto Alegre: (51) 4063-9895 São Paulo: (11) 4063-2234 Rua Felizardo Furtado, 515/902 - Petrópolis Porto Alegre/RS Os artigos assinados não correspondem necessaria- mente à opinião do Jornal e são de inteira responsa- bilidade de seus autores. SAFE RUNNERS, VOCÊ ENCONTRA NO ARMAZEM DO ESPORTE Protásio Alves, 2248 02
  3. Dezembro/2009 03
  4. Dezembro/2009 Filipe Campelo Xavier da Costa Professor Dr. em Marketing e Design Escola de Design Unisinos filipecampelo@sprintfinal.com.br As provas... A cereja do bolo para o corre- iniciantes. Mas também se percebe que dor amador, com certeza, são as com- as empresas patrocinadoras promovem petições. É o momento de teste dos suas marcas nesses eventos buscando seus limites. Momento de confrater- estar presentes nesse verdadeiro “rito nização com amigos e desconhecidos, de iniciação” para muitos corredores. que viram parceiros durante o tempo de prova. É a oportunidade para o inician- Um novo mundo se descortina, te ser inoculado pelo clima da corrida com promoção de saúde, gente boni- (eu passei por isso...) e perceber que, ta, ambientes agradáveis e verdadeiros aparentemente, é o esporte mais de- acampamentos de tendas de assesso- mocrático que existe, pois, durante a rias, grupos de corrida, patrocinadores, competição, pode-se estar lado a lado etc. Meu primeiro contato com provas com um experiente queniano (mesmo foi o Circuito das Estações em mar- que por uma fração de segundos). É um ço em Porto Alegre e foi impactante: momento de celebração do esporte e as nunca imaginaria tanta gente e tanta empresas vem percebendo isso como estrutura para uma prova que duraria, uma grande oportunidade para afirmar para a grande maioria de participantes, suas marcas junto a um grande públi- no máximo, uma hora e meia. O famo- co. so Acampamento Farroupilha, típico evento do mês de setembro em Porto No passado não muito distan- Alegre, ganhava sua versão healthy! te, as provas não eram atraentes. Com Empresas de material esportivo, mídia exceções de provas míticas, como a especializada, fabricantes de alimentos São Silvestre, o numero de participan- e companhias aéreas, acotovelam-se tes era reduzido e a organização dos buscando espaço junto a um público eventos não primava pelo profissiona- sedento por uma experiência esportiva lismo. Até mesmo aspectos essenciais agradável, de superação e congrega- aos corredores poderiam variar sensi- ção. velmente, como a existência de postos de hidratação ao longo dos percursos. Essas empresas identificam Hoje, as competições se tornaram es- como valor significativo para sua mar- petáculos. Provas com melhor nível de ca estarem associadas a esse tipo de organização parecem liquidações nas evento e experiências que são constru- proximidades do Natal: as vagas são ídas em torno dela. Isso é ótimo para preenchidas rapidamente e lotam. É o esporte, pois o torna mais palatável impressionante constatar que a imensa para um contingente maior de pessoas, popularidade que provas de curta dis- ou seja, mais pessoas passam a praticar O Jornal do Running tancia, como 5k ou 10k, adquiriram nos esporte e consumir esporte. Entretanto, últimos anos. Alguns números de pro- não podemos deixar que as provas vi- vas ocorridas nesse ano: 1) Samsung 10k (São Paulo): 10.000 pessoas; rem apenas um grande balcão de negó- cios e se esqueça do verdadeiro motivo para estar ali. ALIE SUA MARCA 2) Volkswagen Run (circuito de corrida dentro das plantas da Volkswa- gen, inclusive junto às linhas de produ- ção): 4.000 pessoas; Engajar-se em competições não deve ficar limitado a colecionar kits ou brindes, mas, sim, deve buscar a pro- AO ESPORTE QUE 3) Circuito Venus (5 e 10k, São moção da saúde e a melhoria da quali- MAIS CRESCE. Paulo e Rio de Janeiro, apenas público dade de vida. É saudável ter um nume- feminino): 3.200 corredoras; ro grande de provas sendo disputadas, 4) Circuito das Estações Adi- desde que possamos encontrar calendá- das (São Paulo, Belo Horizonte, POA, rios equilibrados ao longo do ano, com RJ): média de 3000 participantes em diferentes perfis de prova (percursos, cada etapa. custos de inscrição, públicos) e que não se tornem um novo formato de shop- Contate sua agência ou solicite informações: É claro que distâncias mais ping center, em que o consumo do en- comercial@sprintfinal.com.br curtas são acessíveis para um maior nú- torno passa a ser mais relevante do que mero de participantes, pois o desafio é o recheio, ou seja, a corrida. 51-4063.9895 menos terrível, principalmente para os 04
  5. Dezembro/2009 Informe Institucional Amigos, tenho promovido vários eventos, palestras, con- ração, determinação e foco, os quais são imprescindíveis para Professor Ms. Paulo Ayres gressos, feiras e, agora, corri- o sucesso. O Jornal Sprint Fi- das de ultramaratonas de 12 e nal está de parabéns pelo seu 24 horas (www.correndo24ho- foco em um esporte que hoje ras.com ), uma coisa aprendi, já é o segundo mais praticado, divulgação tem que ser direta perdendo apenas para o fute- para o público alvo. Pensando bol. Meu retorno com o tra- nisto, tratei de fazer um traba- balho efetuado foi de grande lho com o Jornal Sprint Final satisfação, acredito que muito e posso dizer que os objetivos do sucesso obtido foi em fun- foram amplamente atingidos. ção deste trabalho. Com cer- Para qualquer situação, temos teza, em 2010 teremos grande de ter foco no que queremos novidade e o Jornal Sprint Fi- e como queremos, tenho foco nal estará conosco novamente atualmente na corrida, ela para não só divulgar o even- está em alta. Tornou-se defi- to, mas também para aumen- nitivamente uma necessidade tar a credibilidade do evento. de movimento, seus pratican- Abraços ao Renato e com es- tes estão obtendo resultados tes abraços tenho a certeza de jamais alcançados, tanto na estar agradecendo a todos os parte física como emocional. colaboradores!!!!! A corrida faz com que você Prof.Ms.Paulo Ayres (CREF busque cada vez mais a supe- 000997-G/RS) 05
  6. Dezembro/2009 Corrida da Consciência Negra em Esteio Na manhã do dia 22 de novembro, realizou-se na cidade de Esteio/ RS, a Rústica em comemoração aos 15 anos da ACORES, junto a Semana de Corrida Rústica 20/12/2009 Consciência Negra. O atletas tiveram que desviar dos carrros para completar a prova, devido ao trânsito intenso do dia. O Vencedor foi Gerson Leite. Geral Masc 8km Geral Fem 8km 1.GERSON ANTÔNIO LEITE. 1.RENATA PANSERA 2.RODRIGO GONZAGA 2.ELISABETE O. PASCOAL 3.ANTONIO GOMES 3.VANESSA S. SOUZA 4.PAULO DOS SANTOS 4.MÁRCIA HONESCO 5.ADAO DOMINGOS/POA 5.ELIZETE PAZ DE O. MINOR Geral Feminino 8km: 38 315 F 00:40:10 ALETREINO/POA Local: Posto Perimetral (Texaco) - RS 030 - Parada 91 Retirada dos Números: 7 às 8 horas Largada: 9 horas Lançamento de Livro de Corrida Gravataí/RS Período e valor das Inscrições: Premiação 2 km Caminhada: na Livraria Cultura, Medalha de Participação Shopping Bourbon Country. • 10 km e 5 km Indiviual (acima 15 anos) Premiação 5 km (fem/masc) 1º ao 5º Geral - Troféu • 2 km Caminhada (a partir de 15 anos) Premiação 10km (fem/masc) Esteve em Porto De 10/11 a 25/11: 1º ao 5º Geral - Troféu Alegre , no dia 14/11, o R$ 25,00 + 2 kg de alimento (menos sal) Categorias 10km: Masc/Fem jornalista Rodolfo Lucena, De 26/11 a 08/12: R$ 30,00 + 2 kg de alimento (menos sal) de 15 a 79 anos (de 5 em 5 Editor do Caderno de In- De 09/12 a 16/12: anos) formática da Folha de São R$ 40,00 + 2 kg de alimento (menos sal) Cat. Especial M.I e M.S. Paulo e Maratonista. Ou até atingir o limite de 500 inscrições 1º ao 3º - Troféu No lançamento do 4º ao 10º - Medalhão seu segundo livro, Mais Corrida, nos qual faz um apanhado dos textos Inscrições Online escritos em seu blog, Ro- dolfo Luceno contou com a presença de familiares, corredores e amigos. www.sprintfinal.com.br Patrocínio Apoio Promoção Realização Posto Perimetral 06
  7. Entrevista Dezembro/2009 Procurador da Justiça, Mauro Renner, contou para JSF como concilia uma vida cheia de compromissos, com a prática da Corrida de Rua. que te obriga a correr em cír- PMR - Sim, a corrida ela te re- ocupação com uma vida saudá- culo. No Gasômetro, tem-se a vigora, garante disposição para vel têm levado as pessoas a se vantagem de correr numa pista o dia a dia. Aumenta a autocon- movimentarem. Têm-se, ainda, de 5 Km e poder apreciar o fiança e a disciplina. como indicadores o aumento de Guaíba. JSF - Quanto tempo tem o gru- academias e a oferta de mate- po de corrida da AMP/RS? Como rial esportivo em lojas especia- JSF - Quanto tempo têm os seus surgiu esta iniciativa? lizadas que não deixam dúvidas treinos? PMR - A equipe da Associação da conquista desse mercado. PMR - Treino uma hora por do Ministério Público tem, apro- dia – faço um bom aquecimento ximadamente, dois anos. A maio- JSF - O Sr. sentiu mudanças em para suportar a corrida de 8 ria dos participantes do Minis- sua vida a pós começar a correr? Km e não sofrer lesões. tério Público corria pelas suas PMR - As mudanças foram mui- academias ou sozinho. Fomos nos tas. Com a prática do esporte, JSF - O Sr. frequenta academia identificando nessas competições o teu corpo fica resistente aos JSF - Há quanto tempo o Sr. cor- ou pratica outros esportes? e passamos a concentrar os es- ataques de agentes causadores re? PMR - Não frequento academia, forços por uma equipe que nos de doenças. Faz perder peso, Procurador Mauro Renner - porque tenho dificuldade para vinculasse. Assim, os próprios melhora a autoestima, exercita Comecei a correr há 8 anos, programar o horário para o es- associados provocaram a Associa- a cabeça e te dá uma sensação quando participei da minha pri- porte. Aproveito as brechas que ção que foi receptiva e passou de bem-estar. Também te leva a meira competição – a corrida vão acontecendo durante o dia. a coordenar a inscrição e a parte consumir alimentos saudáveis, de San Fernando - em Punta logística nas competições. ou pelo menos compensa com os del Este. É uma prova de rua JSF - Por que a corrida? teus pequenos pecados capitais: o de 10 Km, unindo Maldonado a PMR - A corrida tem a vantagem JSF - Como o Sr. vê o aumento chocolate e o sorvete (com doce Punta. Mais de 100.000 pessoas de não requerer equipamento es- significativo desta modalidade? de leite). Ainda vou abandoná- se juntam para ver a passagem pecial e dá para praticar ao ar PMR -É perceptível o aumento los. dos participantes, oferecendo livre sempre que tiveres tempo. de pessoas praticando atividades Colaboração: água e gritando ”força”. É um físicas nas ruas e nos parques. Vanessa Borsatto destino imperdível. JSF - O Ministério Público tem O acesso à informação e a pre- Jornalista muitos problemas para resolver JSF - Como o Sr. começou a cor- na defesa do estado e da socie- rer? dade gaúcha... Sua rotina chega PMR - Iniciei fazendo caminha- a se estressante? das, mas sentia que seus efeitos PMR - O Ministério Público eram lentos, por isso passei a tem um papel preponderan- correr. O retorno foi imediato, te como defensor sociedade teu corpo pede pela atividade nas várias áreas que atua. A física, e é uma ótima forma de demanda que bate à porta da melhorar a tua disposição para Instituição é intensa e devemos o trabalho e queimar calorias. atender a todos com a respon- sabilidade de sempre manter JSF - Quantas vezes por semana o um elevado conceito e dar o Sr. corre e onde? melhor retorno ao cidadão. PMR - Corro diariamente no Essa atividade, sem dúvida, Parcão e no fim de semana no torna-se bastante estressante. Gasômetro. Quando chove, ape- lo para esteira. No Parcão, a JSF - A corrida ajuda a aliviar o pista é curta – cerca de 1 Km - o estresse? Mauro Renner e sua esposa Daya Mara Na compra de Diga que leu no 3 Isotônicos Sprint Final e leve ou Antes ou depois do treino seu sachê por passe por aqui! 3 Chás Lipton apenas R$ 1,00 Lanches Saudáveis você leva Isotônico esta Produtos Integrais garrafa. Junto ao Ginásio do CETE. 07
  8. Dezembro/2009 7a Edição do Troféu FAERGS ocorreu em Caxias do Sul Renato Cezimbra, diretor do Jornal Sprint Final, recebeu o título de Amigo da Federação. Foi na tarde do dia 06/12/2009, na cidade de Caxias do Sul, Prédio J da Cidade Uni- versitária, que se reuniram Diri- gentes, Empresários, Imprensa, Treinadores, Árbitros, Atletas e familiares para o reconhecimen- to do trabalho desenvolvido em 2009. O Diretor do Jornal Sprint Final, Renato Cezimbra, foi agraciado com o título Amigo da Federação devido ao trabalho desenvolvido no ano de 2009. Ao lado de Jornais como Zero Hora e Correio do Povo, destacou-se por estar sempre incentivando o esporte, a qualidade de vida e a saúde. Foram premiados atle- tas das categorias, Iniciantes até Adulto, Treinadores, Árbitros, Empresários, Dirigentes e Im- prensa. Atletas de destaque na- cional, como Sabine Heitling e Fabiano Peçanha, estiveram presentes e também receberam o Troféu FAERGS 2009. 08
  9. Cobertura Dezembro/2009 Etapa Final Circuito SESC Sesc encerra circuito de Minimaratonas, na ensola rada manhã do dia 29/11/2009. Como sempre, prestigiada por atle- tas de todas as partes do estado. Os campeões estaduais ganharam 5 diárias em um dos hotéis da entidade. Os Cam- peões foram foi Jurandir R.Q. de Jesus e Maria Rosana Nunes Ferreira. 09
  10. 10
  11. 11
  12. Dezembro/2009 Aconteceu... A Maratona Paquetá de Revezamento ocorreu no dia no dia 15/11, com largada as 8h na Avenida Augusto de Carvalho. Os vencedo- Aconteceu na noite de 05/12 , res do revezamento duplas/misto foram Maria e a 1a Edição da Corrida Poa Night Run, Lairton, seguidos de Elenir e Leandro. a prova começou com vinte minutos de atraso, o que ocasionou desconten- Nesta prova, tivemos a presença de tamento dos atletas. O evento contou Fabiano Peçanha (ouro nos 800m rasos no GP com telões e DJ, o que movimentou a de Belém 2009) e Sabine Heitling (ouro nos festa/prova. O vencedor nos 10km foi 3.000m com obstáculos no Pan do Rio de Janei- Dalvane dos Santos/Sogipa e Elenir ro). Stropper/Academia 10 (fem. 10Km) Acesse o site e veja a cobertura dos eventos. anuncie@sprintfinal.com.br (51)4063.9895 (11) 40632234 Shopping Iguatemi V eja sua foto d e corrid a de rua e tria thlon no Webru n. Fotos: Tom Papp / Harry Thomas Jr. / Danilo Belmont acesse www.webrun.com.br/fotos Na hora de comprar sua foto pense na melhor qualidade. O Webrun fotografa seu melhor momento na corrida e você recebe sua foto em casa. Formas de pagamento 12
  13. Dezembro/2009 Encerre o ano correndo, São Silvestre! época do ano ano. objetivo é de grande importância vel para fazer uma boa prova. Pro- O percurso da prova apre- a visita a um médico especialis- cure não andar muito e fuja do sol; senta uma dificuldade elevada, pois ta, para saber como vai a saúde e deixe pronta a roupa que vai utili- os seus 15.000 metros de subidas e termos segurança para fazermos o zar, já com seu número fixado na descidas são realizados geralmente treinamento e completarmos a São camiseta; procure correr com seu com uma temperatura superior aos Silvestre. Se possível, converse tênis já devidamente amaciado, não 30ºC e com uma umidade elevadís- com treinadores experientes, eles é hora de estrear tênis novo; procure sima. terão muito a agregar ao sucesso de manter uma boa hidratação, pois o Baseado nessas caracterís- sua participação. período é de muito calor; faça uma ticas, é importante estabelecer um Então, neste treinamento alimentação rica em carboidratos; bom treinamento e um bom plane- para a prova, procure fazer, ao me- tenha uma boa noite de sono. jamento para terminar a prova intei- nos uma vez por semana, um lon- Antes da corrida. Uma por Leonardo Ribas - formado rinho, para participar do reveillon e gão entre 12km e 14km, se quiser prova com este número de parti- e licenciado em educação física recomeçar o ano novo. fazer um pouco mais longo não tem cipantes vira um caos. Banheiros (1989) no IPA. Especializado em Já que temos uma primeira metade problema, mas não precisa exage- químicos são quase intransitáveis, fisiologia do exercício. Treinador de da prova em descida e uma segun- rar. Ainda se você conseguir fazer o melhor é usar o do hotel até a úl- atletismo da Sogipa, desde 1990, e da em subidas, basta ver a altime- percursos com subidas e descidas, tima hora, procure um local com treinador do grupo PerCorrer, des- de 2005. Fez sua especialização em tria da prova, estes dois tipos de este tipo de treinamento lhe tra- sombra para ficar protegido do sol treinamento de atletismo em Mainz, treinamento são de grande impor- rá benefícios a respeito da prova. até a hora de correr. na Alemanha, e curso de treinador tância para quem vai competir nas Claro que treinar em descida não é Se você é da elite, não se Nível IV da IAAF. cabeças e, em especial, para quem tão saudável para as articulações de preocupe muito, mas caso contrá- vai somente participar da prova. nosso sistema locomotor, mas se a rio, vá com uma boa antecedência Olá pessoal! Vem chegando Digamos que, quanto mais prova tem esta característica é inte- para o local de largada, se você o final do ano, para quem adora ou próximo à prova, até mesmo o ho- ressante treinar. quiser pegar um bom local, caso ama correr, esta data tem tudo a ver rário do treinamento é de suma im- Você ainda pode colocar, contrário, largue junto da galera, lá com a São Silvestre. portância para o resultado final, ou uma vez por semana ou a cada duas no fundão sem maiores problemas. A corrida Internacional de seja, é interessante, nas duas sema- semanas, treinos de subida, ou seja, Corra pelas laterais, pois no centro São Silvestre é a mais tradicional nas que antecedem o evento, trei- repetições subindo forte e descen- há muita aglomeração e muita gen- prova de rua do Brasil e da Amé- nar no horário que será disputado o do não tão lento, a fim de treinar a te querendo aparecer na televisão. rica Latina. Disputada por mais de mesmo. musculatura específica da subida e Procure se hidratar em to- 20.000 pessoas, entre atletas profis- Então, vamos por parte. Como trei- a específica na descida. dos os pontos, isso irá ajudá-lo a sionais e amadores, essa importante nar para a São Silvestre, já que es- Com estes dois tipos de vencer todo o percurso. prova já faz parte do Réveillon dos tamos a um pouco mais de um mês treinos, e algumas outras rodagens Não largue muito forte, brasileiros há mais de oito déca- da prova? (corridas contínuas) e, quem sabe, lembre-se de que na descida é fá- das e, por isso, é um dos assuntos Todos sabem que antes de alguns treinos intervalados, você cil correr rápido, mas depois tem esportivos mais comentados nesta começar um treino com um bom estará apto para concluir com êxito muita subida. Se você chegar muito a São Silvestre. cansado nas subidas, por ter exage- Um dia antes da corrida, rado na velocidade, vai pagar caro descansar o máximo pos- na hora que chegar à Av.Brigadeiro sível é imprescindí- Luis Antônio. E tenha muita garra! “Boa sorte e um feliz 2010.” Próximos Colunistas Eduardo Campelo Miriam Caldasso 13
  14. Dezembro/2009 Classirun Tudo que você precisa para correr melhor... Atendimento Personalizado Caminhada, Corrida, Triatlo, Condicionamento Físico em Geral e Acompanhamento em provas. Treinos : Terças e quintas na pista Venha treinar com quem entende! Única academia especializada em www.percorrer.com leo@percorrer.com de atletismo da Corridas. Localizada a menos de 1 km do gasômetro. Rua General Telefones: (51)9849-9612 - (51)32761767 SOGIPA. Cypriano Ferreira, 489 – Centro www.correndo.com.br Tel.: 3224 0227 Q U I R O P R A XI A Tratamento e alinhamento da coluna e articulações. * Dores na coluna; *Dor de cabeça; *Alterações posturais; *Hérnia de disco e nervo ciático; *Tendinites e dores musculares, entre outros. Suelen Muraro - ABQ 272 Grégory Callegari - ABQ 273 Telefone: (51) 9665 - 0695 Rua Silva Jardim,254 Sala, 201 www.hagah.com.br/guialocal/388087 Auxiliadora - Porto Alegre/RS ANUNCIE NO SPRINT FINAL Anuncie para milhares de corredores! comercial@sprintfinal com.br 14
  15. Dezembro/2009 Guia de Leitura Sprint Final João Gabbardo Este livro fala dos benefícios trazidos por esta prática, entre eles estão: aumento VO2 máx, melhora da resistência física Médico e Ultramaratonista e mental, aumento da concentração, estabilidade articular, gabbardo@sprintfinal.com.br alongamento, flexibilidade e tônus dos músculos, aumento do equilíbrio e vitalidade. O foco desta técnica é proporcionar equilíbrio psicofísico para MARATONA DE CURITIBA o melhor desempenho do atleta. GERA CRISE COM O roteiro tem algumas Livro: Yogasports – Yoga para corredores Autor: Luiz Albertini - preparador psicofísico MOTORISTAS dificuldades, além das distâncias Editora: All Print Apesar do esforço da Di- que serão enfrentadas em uma Preço: R$ 42,00 VAN. Na Flórida, serão duas ma- N° de páginas: 200 páginas retoria de Trânsito de Curitiba, bloqueando o trânsito em 129 ruas ratonas, em dois dias seguidos, e alterando o trajeto de 130 linhas em cidades diferentes. Na Phi- O bom condicionamento não é conseguido com pouco treino, ele é construído de forma sólida quando sua base estiver sedi- de ônibus, não foi pacífica a re- ladelphia, onde, nesta época do mentada sobre os pilares da boa qualidade de vida; quanto maior lação entre os motoristas, contro- ano, a neve é quase certa, teremos a base - melhor o condicionamento, maior a probabilidade de ladores de trânsito e maratonistas uma quadzilla, quatro maratonas se atingir os resultados e metas traçadas. O objetivo deste livro é ser um manual para aqueles que queiram construir uma base em Curitiba. Nos cruzamentos, em quatro dias consecutivos. larga, segura para que a construção de sua pirâmide seja sólida era comum ouvir as reclamações e de longevidade, evitando problemas de saúde, lesões ou so- frimentos. de motoristas, o clima hostil com Livro: Manual do Corredor muitas buzinadas e alguns irres- A ONDA LARANJA Autor: Carlos Ventura - treinador ponsáveis que passaram com os Foi divulgado pelo COR- Editora: Icone PA o regulamento da Travessia Preço: R$ 18,00 carros no meio dos atletas. N° de páginas: 120 páginas Dois casos mais graves Torres-Tramandaí para 2009. A foram identificados. Um veículo prova ocorrerá no dia 20 de feve- entrou na pista na marra, quase reiro e as inscrições já estão aber- Os caros leitores poderão ter acesso a modelos de testes físi- atropelou algumas bicicletas de tas. cos específicos, programação e planejamento de treinos, vanta- gens e desvantagens de quando, onde e como correr, também apoio aos atletas e, por pouco, Este ano, além do reveza- aprenderáo a calcular e quantificar a intensidade do exercício não foi agredido ao ser obrigado a mento de octetos, teremos as in- direcionado para a corrida, tudo isso fundamentado em crité- parar em semáforo, algumas qua- clusões dos quartetos e categorias rios científicos.Certamente, os leitores, após terminarem de ler esta obra, irão querer sair correndo, mas agora com qualidade e dras adiante. Outro caso foi de individuais. A prova será crono- fundamentação específica. Esta obra não é somente para os pro- um ônibus em que os passageiros metrada com chip, o que garante fessores de Educação Física e treinadores, mas sim para todos os praticantes desta modalidade. desceram e foram pressionar o qualidade à prova. O regulamen- Livro: Corrida controlador de trânsito para dei- to já está disponível no site do Autor: Alexandre Machado xar o veículo seguir. CORPA. Editora: Icone Preço: R$ 21,00 Nos dias que antecede- N° de páginas: 144 páginas ram a prova, uma campanha com FORREST GUMP informações sobre as ruas e ho- BRASILEIRO Comer é realmente um prazer, mas devemos observar se este rários que ficariam bloqueadas Em 2008, conheci em prazer é somente enquanto sentimos o gosto do alimento ou se continua durante e após a digestão. Nesse ponto, encontramos a foram intensamente divulgadas, Porto Alegre o Ultramaratonis- diferença entre comer e alimentar-se, pois quando nos alimen- mas os resultados não foram sa- ta Carlos Dias. Ele se preparava tamos de forma correta temos como consequência a saúde. A tisfatórios. para uma maratona no Deserto do autora coloca à disposição do leitor inúmeras informações de natureza científica que permitirão, se bem assimiladas, àqueles Provavelmente, é uma mi- Saara e participou como treino que as colocarem em prática uma vida mais saudável e com mais noria que ainda não entendeu que da prova de 24h em esteira. Uma alegria. Livro: VEGETARIANA um evento como este é uma ótima grande figura em todos os senti- Autor: Rosângela de Castro oportunidade para divulgação da dos: no tamanho e na alma. Tran- Editora: Icone cidade, e que pode ser um grande quilo, calmo e carinhoso com to- Preço: R$ 30,00 atrativo turístico. dos que o cercam. N° de páginas: 205 páginas Recentemente, Carlos A preparação de um atleta envolve muito mais que aspec- ROTEIRO NOS EUA simplesmente cruzou os Esta- tos físicos. Em “Construindo um atleta vencedor”, Renato Alguns Marathon Maniacs, entre dos Unidos. Saiu de New York e Miranda e Maurício Bara Filho defendem a importância do eles este que vos escreve, estarão, foi parar em São Francisco. São entendimento do atleta como um todo, abordando as princi- neste mês de dezembro, enfren- 5.130 km que ele percorreu em pais questões que influenciam a motivação, o rendimento e o envolvimento dos atletas com o esporte. Ano: 2008 tando uma maratona de maratonas 59 dias (a previsão era 60 dias), nos Estados Unidos. Para alguns, média de 87 km por dia. Era uma Livro: Construindo um atleta vencedor - serão 14 provas em dois meses, corrida para arrecadar fundos Uma abordagem psicofísica do esporte. em que se procura aproveitar a para Instituição de apoio a crian- Autor: Renato Miranda e Maurício Bara Filho Editora: ARTMED agenda de competições com tu- ças com câncer – Graac. Preço: R$ 35,00 rismo e lazer. Pretendo participar Muita gente compara o N° de páginas: 200 páginas de 10 provas: Carlos com o personagem-título Calendário do filme “Forrest Gamp”, sucesso Dezembro 1. 6 dezembro - Santa Barbara, Ca- de bilheteria em 1994, que resol- lifórnia ve atravessar os Estados Unidos 12 Esteio/RS 10 Milhas Cidade de Esteio 2. 13 dez - Tucson, Arizona e fez este trajeto de Nova York a 13 Porto Alegre/RS Circuito Adidas/2009 3. 19 dez - Clermont, Flórida São Francisco. É injusto. No fil- 19 Sapucaia do Sul/RS Rústica de Natal 4. 20 dez - Jacsonville, Flórida me, o personagem corre em três 20 Gravataí/RS Rústica Natal Sem Fome 5. 24 dez - Philadelphia, Pennsylvania anos, dois meses, 14 dias e 16 ho- 31 São Paulo/SP São Silvestre 6. 25 dez - Philadelphia, Pennsylvania ras, Carlos Dias fez em 59 dias. Janeiro 7. 26 dez - Philadelphia, Pennsylvania 10 Orlando/Florida Walt Disney World Marathon 8. 27 dez - Philadelphia, Pennsylvania 9. 01 janeiro - Kingwood, Texas 17 Hong Kong/ China China Coast Marathon 10. 10 janeiro - Orlando, Flórida 31 Marrakech - Morroco Marrakech Marathon 15

×