Your SlideShare is downloading. ×
0
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Twitter e jornalismo de proximidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Twitter e jornalismo de proximidade

1,260

Published on

II Congresso Internacional de Ciberjornalismo, 9 e 10 de Dezembro, Porto. http://cobciber2.wordpress.com

II Congresso Internacional de Ciberjornalismo, 9 e 10 de Dezembro, Porto. http://cobciber2.wordpress.com

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,260
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Twitter e jornalismo de proximidade Estudo de rotinas de produção nos principais títulos de imprensa regional em Portugal Pedro Jerónimo CETAC.Media, ObCiber, Universidade do Porto Ângela Duarte Universidade Nova de Lisboa (FCSH)
  • 2. #introducao <ul><li>Interactividade &gt; Participação (Jenkins, 2009). </li></ul><ul><li>Imediatismo e mobilidade. </li></ul><ul><li>11,5 milhões de utilizadores Twitter (Sysomos Inc., Junho 2009) . </li></ul><ul><li>Qual a relação dos media com o seu público? </li></ul>
  • 3. #contexto <ul><li>@CNNbrk primeiro a nível mundial (Set. 2006) (Zago, 2008) . </li></ul><ul><li>@Publico em Portugal (Mar. 2007). </li></ul><ul><li>Informação “na hora”, com participação dos utilizadores não-jornalistas (casos Rio Hudson e Madeira). </li></ul><ul><li>Disseminação de notícias, interacção, feedback … </li></ul>
  • 4. #contexto <ul><li>Estudos Bareme Imprensa Regional. </li></ul><ul><li>728 títulos registados (ERC, 2010) . </li></ul><ul><li>“ O jornalismo de proximidade na era digital (…) ” (Vieira, 2009) </li></ul><ul><li>“ Da Imprensa aos Media Locais Digitais (…) ” (Jerónimo, 2010) </li></ul><ul><li>“ A memória da imprensa regional (…) ” (Jerónimo, 2010) </li></ul>
  • 5. #questoes <ul><li>Quais são os jornais regionais que utilizam o Twitter? </li></ul><ul><li>Que rotinas de produção n/com a plataforma de microblogging ? </li></ul><ul><li>Quais as potencialidade que lhe reconhecem? </li></ul>
  • 6. #hipoteses <ul><li>1. Presença reduzida e com pouco aproveitamento; </li></ul><ul><li>2. Reconhecimento de potencialidades, maioritariamente por quem usa o Twitter com frequência; </li></ul><ul><li>3. Esperadas excepções. </li></ul>
  • 7. #metodologia <ul><li>Amostra: 20 títulos (um por distrito/regiões autónomas). </li></ul><ul><li>Análise de output (200 tweets /título, divididos por dois períodos: 18 Abril e 22 Outubro de 2010; média de actualizações diárias). </li></ul><ul><li>Entrevista (e-mail) a directores e chefes-de-redacção. </li></ul>
  • 8. #resultados <ul><li>50% da amostra está no Twitter. </li></ul><ul><li>90% registou-se entre Fev. 2009 e Mai. 2010. </li></ul><ul><li>@RLeiria o mais antigo (Nov. 2007). </li></ul>
  • 9. #resultados <ul><li>20% sem qualquer actualização nos dois períodos. </li></ul><ul><li>Média 6 act./dia (15 nos mais activos: 40%). </li></ul><ul><li>@jbarlavento (22 act./dia) e @AO_Online (15 act./dia). </li></ul><ul><li>97,5% act. automáticas (TwitterFeed ou RSS2Twitter) . </li></ul><ul><li>2,5% act. são RT’s ou interacção (20% dos títulos). </li></ul>
  • 10. #redaccao <ul><li>20 inquiridos, 11 respostas (55% retorno). </li></ul><ul><li>63,6% disse não ter registo (28,6% tem; 42,9% pondera registar-se) . </li></ul><ul><li>36,4% disse preferir o Facebook. </li></ul><ul><li>27,3% usa-o regularmente para “divulgar notícias”; estar atento à informação gerada por outros utilizadores; “aprofundar (…) prática de jornalismo de proximidade”. </li></ul>
  • 11. #redaccao <ul><li>27,3% tem no mínimo metade dos jornalistas registados. </li></ul><ul><li>18,2% já usou o Twitter para newsgathering. </li></ul><ul><li>36,4% considera que a sua experiência de jornalismo de proximidade é um bom ponto de partida para o relacionamento na redes sociais... </li></ul><ul><li>18,2% este não se faz “com os olhos no monitor”. </li></ul>
  • 12. #consideracoes <ul><li>São poucos os jornais regionais que exploram as potencialidades do Twitter/Ciberjornalismo (instantaneidade e interactividade). </li></ul><ul><li>Shovelware a 140 caracteres é a utilização mais comum. </li></ul><ul><li>Redução de actualizações ao longo do tempo (70%). </li></ul><ul><li>Uso do Facebook é mencionado por 1/3 dos títulos. </li></ul>
  • 13. agradecido! e-mail pj@jornalices.com blog jornalices.com twitter @pjeronimo skype jeronimo.pedro

×