Your SlideShare is downloading. ×
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Jornal Agape nº12 - setembro 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Jornal Agape nº12 - setembro 2011

927

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
927
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. ANO II - Nº 12 - SETEMBRO DE 2011 INFORMATIVO DA PARÓQUIA SANTA TERESINHA DISTRIBUIÇÃO GRATUITA
  2. 2 • Setembro de 2011 PA L AV R A S D E N O S S O P Á R O C O VA M O S P E N S A R ? Um ano: demos graças O Cristão e a Palavra uma ao Bom Deus relação a ser revista... Neste mês nosso jornal Ágape comple- Pare... Aquiete-se por um instante...ta um ano de existência. Isso é motivo de Experimente o silêncio que bate a suamuita alegria para nossa comunidade, vis- porta. A palavra de ordem é: "ESCUTA IS-to que, esse veículo tem como um de seus RAEL" (Dt 6:4). O homem atual vive er-objetivos a aproximação das comunidades guendo os olhos ao céu e gritando de-que formam essa belíssima Paróquia de sesperado para que Deus possa lhes di- rigir sua Palavra. Alega que Deus nãoSanta Teresinha e Nossa Senhora das An- fala mais; que não lhes dirigem sua voz.gústias, mantendo os nossos fiéis informa- Deus não tem falado ou o homem nãodos sobre as nossas atividades e as nossas o tem escutado?realizações. A voz de Deus tem ecoado nos quatro De modo especial queremos agradecer cantos da Terra desafiando a surdez dotodas as pessoas que nestes meses traba- homem que rodeado pelos desafios dolharam e trabalham em prol do nosso jor- mundo atual se esqueceu de que o ouvir mente na Sagrada Escritura. VOCÊ LÊ Anal, sem esquecer-nos dos nossos patroci- também é uma potencialidade sua. Ob- SAGRADA ESCRITURA? Oxalá não seja-nadores que todos os meses colaboram na serve ao seu redor e perceba se o silêncio mos como muitos cristãos que desejamrealização de mais uma edição. Deus os re- sem enganos, sem armadilhas, baseada no é ou não uma necessidade. Muita gente escutar o Senhor, porém, nunca leem acompense pela sua generosidade e a sua que é bom e justo para todos. Cristo é o Pas- está falando e quem vai escutar? O Ecle- Bíblia. Aliás, é bom lembrar algumas coi- tor de nossas almas! É Ele a alegria do nos- siastes fala do tempo de Falar e do tem- sas. A Bíblia tem 150 Salmos, não reze sódedicação. po de calar (cf Ecl. 3:6). Creio que temos o 91. Ela tem também outros livros, ao Como sempre nos lembra São Francis- so existir; nEle e por Ele aprendemos que ficado sempre com o primeiro. Antes do todo 73; mesquinhos seríamos se ficás-co de Assis: "irmãos, até agora fizemos qua- as dificuldades estão ai para serem supera- anuncio dos Mandamentos vem o "Escu- das, pois, maior que tudo isso é o amor der- semos apenas com um livro. Outra coisa:se nada", precisamos então continuar me- ta Israel". Deus quer ter um diálogo com Bíblia não é amuleto, não é para espan-lhorando a cada dia a nossa qualidade e a ramado sobre nós todos os dias. o homem, mas o homem tem negado-se tar mal olhado, não é enfeite de estante.qualidade daquilo que oferecemos ao Cumpramos a nossa missão de cora- a este diálogo de Amor porque acredita Faço-vos um convite leia a Sagradaamado povo de Deus. É em Cristo que deve ção e com alegria, pois a obra não é nos- que só ele (o homem) poder falar. Escritura, se deleite com cada declaraçãopousar o nosso olhar; é nEle que devemos sa, é de Jesus que nos chamou e que con- Olhemos para um casal de esposos. de amor que Deus faz. Conheçamos estebasear todas as nossas atitudes e, de modo tinua conosco dando a força, a coragem Quem fala? Só um deles? Efetivamente Testamento, esta Palavra criadora, poisparticular, o "serviço" de cuidar para que a e o alento para prosseguirmos cami- não! Em nossa vida de diálogo com Deus como nos diz São Jerônimo: "desconhe-nossa comunidade paroquial não se per- nhando; apesar das nossas fraquezas e tem sido assim. Só uma das partes tem cer as Escrituras é ignorar o próprio Je-ca e nem se desvie da meta que consiste das nossas limitações, entendemos que "falado" e adivinhe quem? Nós! É claro! A sus Cristo". Chegou o tempo de escutar, Jesus está conosco e renova nossas es- reciprocidade precisa acontecer na vida nosso Deus deseja falar ao nosso cora-em fazer das nossas vidas aquilo que é a do Cristão e o passo decisivo é o silêncio. ção. Deseja dar-se a Si mesmo para o nos-vontade de Deus. peranças quando diz: "não tenham medo, Precisamos silenciar. Precisamos escutar so conhecimento e partir desse conhe- A cada nova edição aumenta ainda mais eis que estou convosco até o fim do mun- o Senhor que fala. cimento amoroso daquilo que Ele nosa nossa responsabilidade e, para não ficar- do" (cf. Mt. 28:20). Que Deus abençoe e Jesus nos adverte: "O homem não fala, termos esta atitude do discípulo: amos soberbos devemos elevar o nosso co- ilumine todos os nossos passos. No Co- vive somente de pão, mas de toda Pala- quem iremos Senhor? Só Tu tens Palavraração e a nossa espiritualidade para Aque- ração da Mãe, fraternalmente. vra que sai da boca de Deus" (Mt 4:4). E de vida eterna (Jo 6:68).le que pode e quer nos dar uma felicidade Pe. José Alexandre onde Deus fala? Não só, mas, principal- Pe. Cristiano Aparecido de Sousa Informativo Mensal da Paróquia Santa Teresinha PARÓQUIA SANTA TERESINHA E X P E D I E N T E Rua Mazagão, 206 - Cumbica - CEP 07180-360 - Guarulhos/SP Fone/Fax: (11) 2412-0841 E-mail: jornalagape@yahoo.com.br Horário de Expediente Diretor Responsável: Pe. José Alexandre dos Santos Secretaria: Segunda a Sexta-feira: 08h - 12h / 14h – 18h Coordenação Geral: Pe. Cristiano Aparecido de Sousa Sábado: 08h - 12h Organização Editorial: Rafael Consorte Zamboni Fotografia: Dalvanira T. Silva / Douglas L. da Silva / Rodrigo R. Guedes Atendimento Padre: Quarta e Quinta-feira: 15h - 17h30 Diagramação: Janaina Serafim - (11) 7604-8021 Sábado: 09h - 11h30 Impressão: Gráfica Gazeta de São Paulo - (11) 2954-6218 Tiragem: 2.000 exemplares • Distribuição Gratuita Missas: Quarta-feira: 15h (Novena do Perpétuo Socorro) Quinta-feira: 19h30 (Início com Adoração ao Santíssimo, às 18h) ATENÇÃO: Sábado: 08h Missa dedicada a Nossa Senhora * Favor enviar as matérias até o dia 07 de cada mês. Os textos devem conter no Domingo: 07h, 09h e 19h máximo 30 linhas, com fonte 14. Caso a matéria venha com maior quantidade de linhas, faremos a redução proporcional, sem descaracterizar o conteúdo da matéria. * Primeira Sexta-feira/mês: 19h30 Missa do Sagrado * Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva de seus autores. Coração de Jesus Anuncie Conosco! Anuncie Conosco! Anuncie Conosco! (11) 2412-0841 (11) 2412-0841 (11) 2412-0841 jornalagape@yahoo.com.br jornalagape@yahoo.com.br jornalagape@yahoo.com.br
  3. Setembro de 2011 • 3 SANTIDADE EM FOCO D E P E D R O PA R A N Ó S A experiência de Deus Santa Teresinha do Menino Jesus em Santa Teresinha Queridos irmãos e irmãs, hoje gosta- ria de falar-vos sobre Santa Teresa de Li- sieux, Teresa do Menino Jesus da Sagra- Conhecendo um pouco sobre a vida sentiram amados e é este SENTIR que da Face, que viveu neste mundo somen-de Santa Teresinha, principalmente após deve ser à base de nossa experiência de te 24 anos, ao final do século XIX, condu-a leitura do livro "História de uma alma", Deus. Quais são as verdadeiras motiva- zindo uma vida muito simples e escon-podemos afirmar que a experiência de ções de nossa vida? Experimentar Deus dida, mas que, após a morte e a publica-Deus em sua vida passou por muitas fa- é buscar a santidade. Santo é aquele(a) ção dos seus escritos, tornou-se uma dasses, até chegar ao cume da total entre- que consegue o total equilíbrio no con- santas mais conhecidas e amadas. A "pe-ga ao seu amor misericordioso. Duran- tato com Deus e com os irmãos dentro quena Teresa" nunca deixou de ajudar as almas mais simples, os pequenos, os po-te a sua infância, ela recebeu muitas ins- de sua realidade. É buscar constante- bres e os sofredores que a ela rezam, mastruções referentes a um Deus juiz, que mente a estabilidade de nossas profun- também iluminou toda a Igreja com a suaobserva a atitude de seus filhos, para das relações( Deus, Eu, Outros e o Mun- profunda doutrina espiritual.depois castigar aos que não correspon- do), dentro da constante instabilidade O meu amado Predecessor a definiudem ao seu amor. Ainda hoje, muitos da vida. "perita da scientia amoris" (perita na ciên-cristãos pensam da mesma maneira, vi- "Se existo é porque sou amado". Esta cia do amor). Essa ciência, que vê resplan- decer no amor toda a verdade da fé, Tere-vendo toda sua vida cristã com medo do deve ser à base de nossa existência e sa a expressa principalmente na narraçãocastigo eterno. podemos afirmar que foi esta a realida- da sua vida, publicado um ano após sua no"! [...] "Eu O amo! De fato, Ele não é se- Como pode existir um Deus tão de marcante da vida de Teresinha. Pre- morte sob o título História de uma alma. não Amor e Misericórdia"!.“bom” e tão "mal" ao mesmo tempo? cisamos criar uma nova sensibilidade É um livro que teve subitamente um enor- No Evangelho, Teresa descobre, sobre-Todas estas perguntas, Teresa fazia em para nos sentirmos amados e viver um me sucesso, foi traduzido em muitas lín- tudo a Misericórdia de Jesus, a ponto deseu interior. Ela sofreu muito com a par- novo dinamismo no amor. Todos os guas e difundido em todo o mundo. Gos- afirmar: "A mim Ele deu a sua Misericórdia taria de convidar-vos a redescobrir esse infinita, através dessa contemplo e adorotida de sua mãe ainda quando muito grandes místicos chegaram num mo- pequeno-grande tesouro, esse luminoso as outras perfeições divinas! [...] Agoracriança; e outros fatos que lhe interro- mento crucial que se entregaram para comentário do Evangelho plenamente vi- tudo me parece radiante de amor, a Justi-gavam sobre a bondade e a misericór- a oração a fim de terem certeza de qual vido! A História de uma alma, de fato, é uma ça mesma (e talvez ainda mais que qual-dia de Deus. era a vontade de Deus em suas vidas. maravilhosa história de amor, narrada com quer outra) parece-me revestida de amor". Quando falamos em experiência de A experiência verdadeira de Deus, tal autenticidade, simplicidade e frescor Assim se expressa nas últimas linhas daDeus, falamos de algo muito particular, sempre nos leva a uma experiência do que o leitor não pode não ficar fascinado! História de uma alma: "Apenas dou uma Mas qual é esse Amor que preencheu toda olhada no Santo Evangelho, subitamenteque envolve todo o ser da pessoa. A vi- irmão que está ao nosso lado. Isto exi- a vida de Teresa, desde a infância até a respiro os perfumes da vida de Jesus e seisão positiva de seu pai sem dúvida in- ge da nossa parte uma palavra, hoje morte? Queridos amigos, esse Amor tem a que parte correr... Não é ao primeiro lu-fluenciou também na visão positiva de bastante evitada, que é a capacidade de um Rosto, tem um Nome, é Jesus! A Santa gar, mas ao último que me lanço… Sim, oDeus. Nós experimentamos a Deus no renúncia. Precisamos renunciar as ale- fala continuamente de Jesus. Desejamos sinto, também se tivesse a consciência denosso todo, não podemos isolar ne- grias superficiais para buscar a verda- percorrer novamente, então, as grandes todos os pecados que se podem cometer, etapas da sua vida, para entrar no coração andaria, com o coração partido de arrepen-nhum dos aspectos de nossa existência. deira alegria. da sua doutrina. dimento, a lançar-me aos braços de Jesus, Apesar de toda evolução que passa- Queridos amigos, também nós, com porque sei o quanto ama o filho pródigomos a vida cristã hoje, não é muito dife- ALEGRIA SUPERFICIAL Santa Teresa do Menino Jesus, devemos que retorna a Ele".rente da vida cristã que viveu Santa Te- poder repetir a cada dia ao Senhor que "Confiança e Amor" são, portanto, oresinha. Somos massacrados pelo indi- SOFRIMENTO PROFUNDO desejamos viver de amor a Ele e aos ou- ponto final da narrativa da sua vida, duasvidualismo que nos coloca numa di- tros, aprender na escola dos santos a amar palavras que, como faróis, iluminaram todo de modo autêntico e total. Teresa é um o seu caminho de santidade, para podermensão muito distante do sentido pro- dos "pequenos" do Evangelho que se dei- guiar os outros sobre a "pequena vida dafundo de nossa existência. Somos con- SOFRIMENTO SUPERFICIAL xam conduzir por Deus na profundidade confiança e do amor", da infância espiritu-vidados a testemunhar um Deus pre- do seu Mistério. Uma guia para todos, so- al . Confiança como aquela da criança quesente em nossa vida e em nossa histó- ALEGRIA PROFUNDA bretudo para aqueles que, no Povo de se abandona nas mãos de Deus, insepará-ria. Os MCS (Meios de Comunicação Soci- Deus, desempenham o ministério de teó- vel do compromisso forte, radical do ver-al) estão nos bombardeando constante- A verdadeira experiência de Deus logos. Com a humildade e caridade, a fé e dadeiro amor, que é dom total de si, para a esperança, Teresa entra continuamente sempre, como diz a Santa contemplandomente, somos jogados para bem longe sempre será dramática para nós. Deus no coração da Sagrada Escritura que con- Maria: "Amar é dar tudo, e dar a si mesmo".de nossa verdadeira identidade de fi- não se manifesta na autossuficiência, tém o Mistério de Cristo. Assim Teresa indica a todos nós que a vidalhos de Deus. mas sim nos momentos em que nos sen- Inseparável do Evangelho, a Eucaristia cristã consiste em viver plenamente a gra- A nossa vida é um "privilégio de timos mais necessitados. Que a exem- é, para Teresa, o Sacramento do Amor Di- ça do Batismo no dom total de si ao AmorDeus", Ele nos escolheu para santificar- plo de nossa padroeira possamos viver vino que se abaixa ao extremo para ele- do Pai, para viver como Cristo, no fogo donos e santificar os outros. Será que vale mais intensamente o amor de Deus em var-nos a Ele. Na sua última Carta, sobre Espírito Santo, o Seu mesmo amor por to- uma imagem que representa Jesus Meni- dos os outros. Obrigado.a pena falar de santidade hoje? É uma nossas vidas. no na Hóstia Consagrada, a Santa escreverealidade totalmente distante da nossa? estas simples palavras: "Não posso temerSanta Teresinha e os grandes santos se Fonte: www.mosteirosaojose.com. br um Deus que, para mim, se fez tão peque-
  4. 4 • Setembro de 2011ACONTECEU 63º Encontro de Jovens com Cristo Primeira Eucaristia Capela Sta. Paulina Nos dias 06 e 07 deagosto aconteceu na FCapela São FranciscoXavier, o 63º Encontrode Jovens com Cristo, pno qual participarem47 jovens que na oca-sião tiveram a oportu-nidade de se aproxi-mar mais do Cristo Je-sus. Agradecemos atodos que trabalha- S ram intensamente nas equi- pes para que tudo saísse como esperado. Sem dúvida, foi um dos melhores encon- tros já realizado em nossa Paróquia Santa Teresinha. Permaneçamos juntos na missão de Evangelizar. Que venha 64º Encontro! II Encontro de Pais das crianças da catequese Baile No dia 07/08/ aconteceu o II Encontro com os Pais das crianças dos anos da catequese. Foi uma tarde formativa, onde o Padre Cristiano falou sobre o valor da Família e de como é importante a participação dos pais no processo de evangelização de seus filhos. Agradecemos a cada um que atendeu ao nosso convite e deu- 60 nos a chance de conhecê-los mais para catequizar melhor. Equipe da Pastoral da Catequese Paroquial Retiro Anual da Pastoral do Batismo Paroquial Aconteceu no último dia 28, noSeminário Diocesano de Guaru-lhos, o retiro anual dos agentes daPastoral do Batismo. Participaram23 agentes e a condução do retirofoi feita pela missionária Elenilce. Na ocasião, todos puderam re-fletir sobre o tema do retiro: O Fi-lho do Homem não veio para serservido, mas para servir! (Mt20:28). Foi um dia dedicado ao si-lêncio, a escuta, a adoração e a oração com a palavra de Deus. Nossa gratidão à equipe de retiro paroquial que há meses veem preparando essemomento com muito zelo. Também agradecemos à missionária Elenilce que pronta-mente aceitou nosso convite para a condução do retiro. Seguir a Jesus é colocar-se a serviço! Junte-se a nós, seja você também um agente de pastoral
  5. Setembro de 2011 • 5 V I V Ê N C I A PA S T O R A L Capela Rainha das Nações Grupo Esperança Viva (GEV)Festas dos A Família Santa Teresinha cresceu. No último dia 13 de agosto se reuniram empadroeiros nosso salão paroquial pessoas vindas de diversas regiões de Guarulhos e, algumas de São Paulo, com a finalidade de dar um de nossas novo passo em suas vidas e renovar a vida de outras pessoas. Foi reaberto em Guaru- capelas lhos o Grupo Esperança Viva que funcio- nará na Capela São Francisco Xavier, com reuniões todos os sábados das 16h às 18h. Que Deus ilumine e conduza os seus orga- Capela Capela São nizadores. Vamos compreender melhor do que se trata este Grupo:Santa Clara Bernardo O Grupo Esperança Viva (GEV) é um lo de vida, baseado na vivência do evan- grupo de autoajuda, ligado às Fazendas da gelho e dos valores cristãos. Com o passar Esperança. Eles existem em todo o Brasil e do tempo, outras pessoas quiseram igual- em outros 10 países. Hoje são dezenas de mente nutrir-se da mesma espiritualidade GEVs que envolvem milhares de pessoas e frequentam essas reuniões, como famili- que se reúnem pelas cidades e querem lá ares, amigos de ex-internos e outras pes- viver e aprofundar a vida e a espiritualida- soas que querem receber esta vida ou aju- de da Fazenda da Esperança. Quando um dar pessoas em dificuldade semelhante. jovem deixa a Fazenda onde viveu por 12 Como funciona? meses, e vai viver sua sobriedade na socie- Os GEVs se reúnem regularmente, por dade, precisa de apoio e de um grupo onde algumas horas, e ali podem aprofundar pode receber alimento espiritual. É com um aspecto da nossa espiritualidade, esse intuito que em 1998, no Rio Grande contar experiências vividas com o evan- do Sul, foi fundado o primeiro GEV, na ci- gelho, rezar, cantar, aconselhar-se mutu- dade de Tapejara, a fim de apoiar aqueles amente, e, sobretudo, experimentar que seriam os ES abreviação de esperança aquele clima de família que existe em que significa quem se recuperou das dro- nossas comunidades. Mensalmente, é gas na Fazenda e descobriu um novo esti- elaborado um tema de espiritualidade e é proposto uma Palavra de Deus tirada do evangelho, chamada de "Palavra de Vida", para ser aprofundada e tomada como meta espiritual do mês. Um dos trabalhos realizados nesses grupos é o acompanhamento de famíli- as e de jovens que precisam de ajuda para enfrentar o problema das drogas. Ali, eles recebem informações sobre o tratamento nas Fazendas e recebem for- ça para superarem esse momento difí- cil da vida. Quem pode participar do GEV? Qualquer pessoa que esteja ligada à vida e à espiritualidade das Fazendas da Esperança. Não há restrição de idade, reli- gião, condição social ou mesmo profissão ou estudo. Não é exigida nenhuma taxa de participação e os coordenadores do GEV são membros voluntários. Fonte: www.fazenda.org.br
  6. 6 • Setembro de 2011 PA L AV R A D O C I D A D Ã O PSICOLOGIA VIVER E SER FELIZ Jornada Mundial Um pouco de da Juventude infelicidade faz bem "Enraizados e edificados em Cristo, firmes co, em espanhol), balançávamos nossas ban-na fé", foi o tema da JMJ Madri 2011, uma ex- deiras. Pra mim foi muito especial, pois con-periência única na minha vida, e com certeza segui tirar uma foto do Papa bem de perti-na vida de todos os jovens que lá estiveram! nho, (era quase impossível se mexer) estava É uma sensação inexplicável, ver jovens em um momento de graça...de toda parte do mundo reunidos em uma Um dos momentos marcantes também foisó alegria, poder nos encontrar para escutar a Via Sacra na Praça do Colombo, onde todosa Palavra de Cristo e compartilhar a fé que nós tivemos a graça de celebramos nossa fénos une no desejo de construir um mundo junto com o Papa aos pés da cruz de Jesus:melhor, inspirado nos valores do Evangelho. Andar no caminho de Cristo que nos guia! Formamos um grupo de 17 jovens, repre- Em Quatro Ventos, nós brasileiros e ossentando a Sociedade de São Vicente de Paulo portugueses, tivemos o privilégio de ficar emde São Paulo, mas já na chegada ao aeroporto, um ótimo lugar, no D-6, bem perto do altar,dava para sentir o clima da jornada: jovens de (muito calor...), todos com seus colchonetesvários cantos do Brasil,dioceses e paróquias,com e sacos de dormir, sentados, deitados, tentan-uma alegria imensa de estar indo pra JMJ; e tive do de todo jeito se proteger do sol, no fima oportunidade de também levar o nome da da tarde, o Papa Bento chega para a vigília,nossa paróquia até Madri. foi recebido com cantos e muitos aplausos, A família Vicentina (famVin) aproveitou a juntos entoávamos o nome do Papa: "BENE-jornada pra fazer o Encontro Mundial da Fa- DICTO, BENEDICTO! Uma maravilhosa festa.mília Vicentina, cujo tema era: "Vicentinos um Depois daquele calor todo, na hora da vigíliaestilo de vida para hoje", no contexto de uma começou uma chuva, com ventos fortes, e opré- jornada. Ficamos hospedados no Colégio Papa disse pra gente: "Vocês não estavamSan Diego y San Vicente, das Filhas da Carida- pedindo água...? (para os bombeiros jogar Diz um ditado que durante a vida um suas emoções. Quem diz sim o tempo todode. Antes de começar a jornada participamos água na gente devido o calor), "então, Deus homem deve plantar uma árvore, ter um fi- para não parecer autoritário, está criandode várias catequeses, separados por grupos está mandando essa chuva de bênçãos pra lho e escrever um livro, mas um desses obje- uma situação fantasiosa e perigosa, distan-linguisticos, até então, estava fácil se comuni- vocês...!" Simplesmente mágico! Quando se tivos jamais pode ser alcançado sozinho: o te da realidade da vida. Frustração, raiva,car, pois sempre era Brasil e Portugal, mas acalmou a chuva, e vendo que ninguém saiu filho. Deus fez a vida de uma maneira muito ódio, disputa, privação, fazem parte doquando começou a Jornada, houve momen- dos seus lugares para se proteger, o Papa sábia, porque são necessárias sempre duas aprendizado de uma criança, tanto quan-tos marcantes e engraçados pela dificuldade agradeceu todos nós dizendo que estáva- pessoas para formar uma criança. A criança to amor, carinho, afeto. Não devemos nosde nos comunicarmos, valia tudo: mímicas, mos firmes na fé, por não termos saído de não nasce psicologicamente pronta. Embo- esquecer da estória de Ícaro, um mito gre-misturar inglês com espanhol; italiano com lá. Em seguida começou uma linda queima go, na importância de limites na educaçãoportuguês... Em uma única frase: era possível de fogos, começando a vigília!!! ra traga nos genes, heranças das famíliasescutarmos todos os idiomas. Incrível mesmo Foi uma experiência ímpar na minha vida, maternas e paternas, ela precisa do afeto, de nossos filhos. "Ícaro era um garoto que,era na hora da Santa Missa, no momento do lamentei não ter ficado na vigília, pois nosso cuidado e carinho dos pais para se desen- na adolescência recebeu do pai, Dédalo, umPai Nosso, cada um rezava em sua língua, eu voo foi adiantado pela empresa aérea, mas volver. Ao longo dos anos ela vai recebendo par de asas coladas com cera. Com elas, eleparava e ficava escutando maravilhada! Real- valeu muito, vou guardar esses dez dias eter- dos pais o "como somos" e dentro dela co- poderia voar desde que seguisse algumasmente emocionante! Chegava a arrepiar VER- namente!!! Aproveito para falar aos jovens do meça a se compor como ela vai ser. Muitos regras, como não se aproximar muito do sol.DADEIRO PENTENCOSTES!!! valor de ser Católico, pois como disse o Papa, pais na intenção de dar conforto e comodi- Pois foi isso que aconteceu. Ele voou tão alto A chegada do Papa estava sendo aguar- "os outros precisam de nós, e nós precisamos dade aos filhos confundem liberdade com que o calor derreteu a cera de suas asas. Eledada debaixo de um sol de 40°c por milha- da Igreja"; viver a juventude intensamente é total ausência de limites. Nesse contexto, a caiu e morreu." No mito há uma simples li-res de jovens, (isso em Alcala), bombeiros jo- estar sempre Firmes para amparar nossos ir- criança cresce imaginando que pode tudo. ção: os pais devem estimular os filhos a fa-gavam água na gente para amenizar o calor, mãos na caminhada. Ninguém pode tudo na vida e isso deve ser zer coisas novas, mas é necessário ter certe-mas era em vão; chegamos a Alcala por volta A próxima JMJ será no Brasil e, desde já aprendido desde cedo. A falta de limite não za de que os filhos são capazes de respeitarda 13h, já estava lotado, isso porque o Papa vamos nos preparar para receber nossos ir- lhe permite desenvolver o senso do certo e limites. Muitas vezes, a ausência de limitessó chegaria as 19h30... Valeu à pena ter en- mãos que virão de toda parte do mundo. Não do errado, do proibido e do permitido. só vai aparecer na escola; ocasião em que afrentado esse sol, pois quando anunciou a somos jovens do mundo, somos jovens que Além disso, o excesso de liberdade im- criança e o adolescente começam a dar si-chegada dele todos nós começamos a can- farão a diferença no mundo, com sabedoria pede a criança de aprender noções bási- nais de problemas emocionais. Como é do-tar: "Essa é a juventude do Papa" (mas lógi- e prudência, pois só assim no nosso coração cas, respeito e obediência. Sem esses prin- loroso ver nossos filhos frustrados, mas ao reinará a paz!! cípios uma criança se torna incapaz de as- mesmo tempo, esta frustração é um dos Outra coisa linda era ver jovens trocan- similar conceitos e padrões de conduta sentimentos mais importantes para pavi- do lembrancinhas, as mais requisitadas para mentar o caminho da infância e adolescên- troca eram as do Brasil, chaveiros, camisetas, fundamentais para se viver numa socieda- bonés, bandeiras e bótons. de em harmonia. As condutas são transmi- cia, impulsionando o desenvolvimento e O Brasil teve um número significativo de tidas através dos pais, por isso é importan- levando as pessoas para frente com matu- jovens na JMJ fomos bem acolhidos, todos que- te dividir com clareza os espaços de cada ridade. Queridos pais, é sabido que educar riam uma foto dos brasileiros! Bom, não deu um, assim como os critérios com os quais filhos envolve erros e acertos, pois cada fi- pra falar tudo, pois eram muitas coisas legais se pretende educar. Mais tarde, esses prin- lho é único, mas a receita que jamais deu que aconteceram, mas pra mim esses momen- cípios irão reger sua própria vida e serão errado é fazer tudo com o máximo de bom tos foram marcantes, obrigada pelo espaço. fundamentais para um bom relacionamen- senso, diálogo e compreensão. to. Pais que se recusam a dizer não nos Maria Inês de Andrade Aires Vanessa T. Vicente dos Anjos momentos apropriados estão roubando Psicóloga Juventude Vicentina de seus filhos à capacidade de exercitar mariainez.aires@ig.com.br Anuncie Conosco! Anuncie Conosco! (11) 2412-0841 (11) 2412-0841 jornalagape@yahoo.com.br jornalagape@yahoo.com.br
  7. Setembro de 2011 • 7 • Dizimistas Aniversariantes de 16/09 a 15/10 •16/09 ROSANGELA G. DE OLIVEIRA JOSEFA M. L. DOS SANTOS ALCINA LAZARA L. FREITAS MARIMAR O. GOMES SEVERINO D. DE LEMOS MARCOS CESAR DA CRUZ CRISTIANO A. DE SENA JOAO DE ALMEIDA ISABEL M. GOMES 27/09 ERIK SALLES DIAS EROTIDES MARIA DA SILVA TEREZINHA L. FERREIRA ERICA P. DOS SANTOS MARIA HELENA PEIXOTO DAMIRENE DE JESUS 07/10 JULITA A. VANDERLEI BOLO MOUSSE DE LIMÃO MARIA DO C. MESQUITA MARIA JOANA DE M. SANTOS EDSON FERNANDES LUIZ Ingredientes: FLORINDA B. BRANDAO VANILDE MARIA DA SILVA CLAUDIA C. N. PRATES • 4 ovos • 2 copos de açúcar • 2 copos de farinha de trigo • 1 copo de leite morno • 1 ERIK ALMEIDA ALVES JOSE R. VALDEMARIM SEVERINO B. DE FREITAS colher Royal. Modo de Fazer:17/09 GERALDINA B. FAVARETTO 28/09 LUIZ CARLOS DE SOUZA 08/10 ADILMA MARIA DE F. SILVA Bate as claras em neve, misture as gemas, o açúcar, a farinha de trigo, o Royal e leite MARIA DA G. R. FURLAN ZILDA B. DE AGUIAR NAIR F. DE ARRUDA morno. CELIA F. DE OLIVEIRA ROSELENE F. DOS SANTOS MARIA APª R. DE A. PAZ Recheio Mousse: SONIA MARIA J. NASCIMENTO QUITERIA MARIA DE LIMA MARIA L. DA SILVA • 1 lata de leite condensado • 1 lata de creme de leite s/ soro • 3 limões (suco) • Bata OSIAS DE SOUZA ASSIS MARCIA DALMAZO ALEXANDRE F. LUIZ todos os ingredientes no liquidificador. JORGE R. DE OLIVEIRA HELENO JOSE DE BARROS Montar o bolo: PATRICIA C. DOS SANTOS 29/09 CLAUDIMARIA L. ANJOS Cortar a massa em três partes e recheie com a mousse. Em cima do bolo pode ser JUREMA A. RODRIGUES 09/10 ELIENE A. FERNANDES usado chantilly ou creme de limão.18/09 MARLENE B. DOS SANTOS MARIA CRISTINA S. TREVISAM GLAYDSON L. SILVA COSTA Creme de limão: JACIRA DOS S. OLIVEIRA IVAN CELLI DIAS ROSANGELA M. ELIAS • 1 lata de leite condensado • 3 limões (suco) • Misture bem e passe em cima do bolo e FRANCIELE A. TORRES coloque raspas de limão.19/09 OLIUSINO V. DE OLIVEIRA 30/09 LIDIANE Mª P. DE B. MONTEIRO Francisca FIA DANIELA B. DA SILVA JOSEFA B. DE BRITO 10/10 CECILIA Q. MADEIRA SIMONE P. BARROS DA SILVA JOSE JUNIOR DE SOUZA SOLANGE A. LEITE DA SILVA ROSMERI APª SANTOS NEURACI V. DE OLIVEIRA20/09 SONIA MARIA A. SILVA ARLINDO F. RODRIGUES LEONARDO G. DE OLIVEIRA MARIA JOSE DA SILVA FLAVIO ALVES VANDERLEI MARIZA L. DE S. DA ROSA PROCLAMAS DE CASAMENTO Pretendem casar-se em nossa paróquia Santa Teresinha: ELISEU D. DE LIMA WAGNER DE MENEZES SANTOS TERESINHA E. P. DA SILVA MARIA LUCIA N. SOUZA DANILO M. DA SILVA - Camilo Silva Pires e Georgela Maria Feitosa 01/10 LUCIDALVA R. DE O. CARVALHO Casamento, dia 24 de Setembro de 2011, às 18h30.21/09 LUCIANA C. SILVA XAVIER CLEBETON LUIZ PRATES 11/10 ROSEJANE PACHECO SANTOS - Felipe de Mattos Calchi e Juliane de Freitas Rego MARIA A. DE OLIVEIRA MARCIA DE S. ADANO ANA MARIA V. MIGUEL Casamento, dia 24 de Setembro de 2011, às 18h30. RICARDO DOS SANTOS MARIA DA GLORIA P. SILVA EUDES F. DOS SANTOS Local: Nossa Senhora Aparecida - BASP JOSENEL S. EVANGELISTA 02/10 JOSIMAR S. DA SILVA 12/10 DALVINEIDE DA SILVA - Antonio Laecio Fernandes Almeida e Doralucia Santana de Meireles22/09 FLORIPES B. PEREIRA Pe. CRISTIANO APº DE SOUSA Legitimação, dia 08 de Outubro de 2011, às 08h. JOSE G. CUPERTINO 03/10 FERNANDA C. PANSANI SIRLENE APª ROSA JOCELIA ALVES RODRIGUES MARIA JOSE DE LIMA ASSIS ADELE RODRIQUES - Wanderley Conceição da Silva e Edna Aparecida Joffre WILSON B. DOS SANTOS MARIA J. RODRIGUES DA SILVA Casamento, dia 08 de Outubro de 2011, às 17h30. FRANCISCO F. BARROS 13/10 MARIA C. DE OLIVEIRA23/09 OTARCILIO PINTO SILVA POLICENA DA S. LANÇA SEVERINO DA SILVA - Felipe Almeida de Lima e Leticia Gonçalves de Oliveira Casamento, dia 08 de Outubro de 2011, às 18h30. MARIA M. DE LIMA DA SILVA ADRIANA A. FERREIRA JOSEFA B. DE LIMA 14/10 ROSELI DA C. DE SOUZA - Gilberto de Lima Munhoz e Paloma Ferreira Fagundes TALITA A. ROCHA 04/10 FABIEN R. BORBA DIRCE F. SOARES Casamento, dia 15 de Outubro de 2011, às 17h30. MARIA RITA BROCANELLI ROSILDA L. REGOZONI24/09 JOSE DAS M. SILVA JOSE MARIA SERAFIM - Marcelo da Silva e Adriana da Silva Santos JOSEFA OLIVEIRA 05/10 AILTON DE O. CAMELO MARIA D. DE SOUZA Casamento, dia 15 de Outubro de 2011, às 18h30. IONI MARLI R. DO CARMO ZAYLIRAN DE S. BEZERRA LINDINALVA A. SANTOS FABIANA G. ALMEIDA - Leandro Cezar da Silva e Flavia Goes Dias25/09 JOSILMA DA S. ALBUQUERQUE JULIO CESAR P. DE MORAES 15/10 ROSANGELA APª DO PRADO Casamento, dia 22 de Outubro de 2011, às 17h30. MARIA SELMA P. DE MORAIS MARIA LOURDES ANTUNES VALERIA Z. D. MATTOS - Jonathan Cavalcante Maximo e Gislanie Pereira de Lima JOSE FRANCISMAR A. WOLFF JOSE CARLOS CAMPOE FLORIANA F. DOS SANTOS Casamento, dia 22 de Outubro de 2011, às 18h30. DANEILA DA S. TEIXEIRA ITAMAR V. DA SILVA EUNICE E. ALMEIDA 06/10 ELEM LUCIA DE S. LEMOS JORDAO CERQUEIRA SANTOS Se souber de algo que impeça a realização desse(s) matrimônio(s), favor comuni- LAUDINETE S. L. DA SILVA ROSE NARY LUCIANO JOSE C. DOS SANTOS car a secretária paroquial pelo telefone: (11) 2412-0841, em horário de expediente. MARISETE F. DE SOUSA LEONARDO R. DE OLIVEIRA Paróquia Santa Teresinha26/09 MARIA DO C. DA SILVA MARIA DAS GRAÇAS R. SERGIO Anuncie Conosco! Anuncie Conosco! Anuncie Conosco! (11) 2412-0841 (11) 2412-0841 (11) 2412-0841 jornalagape@yahoo.com.br jornalagape@yahoo.com.br jornalagape@yahoo.com.br
  8. 8 • Setembro de 2011EM BREVE FIQUE SABENDO O Santo Silêncio Há um tempo para falar e há um tempo para calar (Ecl 3:7); Hoje mais do que qualquer época de nossa história o mundo precisa silenciar para poder ouvir a voz de Deus que nos fala ao coração pela brisa suave. O silên- cio quase não existe, pois vivemos na sociedade do ruído, do barulho e da in- quietação. O barulho já domina as nos- sas vidas: carros e caminhões; constru- ções; televisão; rádio; celulares; não sa- bemos falar com uma voz baixa e por qualquer coisa estamos gritando; essa bagunça geral está instalada na nossa vida de tal forma que nem mesmo na Igreja conseguimos aquietar e fazer mo- mentos de silêncio; já chegamos à casa porta se numa casa há doentes, idosos e de Deus agitados, pois outro grande pro- crianças, o que importa é ter o som do blema hodierno é estar sempre atrasa- meu carro ligado nas alturas, mesmo que do até mesmo para chegarmos a Missa. isso seja em plena madrugada. Diante desse panorama é preciso É necessário insistir no valor do silên- recuperar o valor do silêncio em nos- cio para as crianças e a juventude domi- sas vidas, nas nossas casas, no trabalho nada pelo barulho e pela gritaria. Os pais e na família. Como diz um antigo pro- e demais educadores deveriam fazer um vérbio: o silêncio vale ouro! E, como nós esforço maior para transmitir uma edu- estamos tão pobres dele. É preciso bus- cação no silêncio e para o silêncio. O ba- car o silêncio criador, o silêncio da paz rulho excessivo das pessoas e das máqui- interior, o silêncio que nos humaniza nas, na maioria do tempo não leva a nada porque nos permite descobrir a pro- de positivo. É preciso aprender a admi- fundidade das coisas e das situações, nistrar o silêncio, como parte de uma do silêncio que nos coloca em contato educação humana integral. com a experiência espiritual e nos pro- O barulho excessivo já é causa de porciona a abertura para escutarmos a processo em muitos lugares. Na capital Deus nosso criador. paulista há a lei do psiu, que proíbe que O silêncio é um bem valioso para casas noturnas e outros lugares, depois aprendermos a nos concentrar, para de determinada hora da noite, diminu- tentar refletir ou mesmo para fazer am o som para que assim não sejam in- uma boa meditação. Contudo, isso pa- comodadas outras pessoas; sabemos rece impossível devido aos fatores já que nem sempre a lei é cumprida, mas citados. Vivemos uma contaminação do já é um primeiro passo. Infelizmente, barulho a tal ponto de não vermos os posso estar até errado, aqui em Guaru- estragos que causa na nossa vida, es- lhos nem essa lei existe. pecialmente na vida dos jovens, que Segundo muitos estudiosos, o baru- parecem ter medo do silêncio e neces- lho é cada vez mais alto do que os níveis Quanto devo devolver de Dízimo? sitam de som, barulho, ruídos em qual- quer atividade que fazem. normais para os nossos ouvidos. Uma sociedade com menos barulho é tam-Você deve devolver de Dízimo aquilo que o seu No fundo de tudo isso tempos um bém uma questão política, mas também coração manda. Um coração agradecido grande problema: a falta de respeito pela de uma sociedade com pessoas mais saberá discernir entre 1 a 10% sobre tudo vida dos outros; o que importa é a mi- educadas e com capacidade de respei-aquilo que ganhar. São Paulo escreve: "Dê cada nha vontade e os outros que se danem tar os demais. Buscando algo tão simplesum conforme o impulso do seu coração, sem se eu quero ouvir meu som no último como um pouco mais de silêncio, esta- tristeza nem constrangimento. Deus ama volume; eles que aguentem e fiquem mos falando de responsabilidade e dequem dá com alegria" (2 Cor 9:7). Como Deus quietos! Isso demonstra a tal ponto que compartilhar valores fundamentais. A é bom! Ele lhe dará tudo. Tudo o que você tem chegou o egoísmo e o individualismo do realidade demonstra que ainda temos vem de Deus e a Ele pertence. Seu dinheiro, seus bens, ser humano, sem falar da falta de consi- que caminhar muito para alcançarmos sua vida, sua família, etc... Ele apenas quer a sua resposta de amor e deração pelo direito que os outros tam- uma qualidade de vida melhor e mais generosidade que deve se manifestar na comunidade. bém têm. A sociedade do barulho leva a digna, claro que também melhorar as atos impensáveis e irracionais: não im- relações com os nossos semelhantes. Anuncie Conosco! Anuncie Conosco! Anuncie Conosco! (11) 2412-0841 (11) 2412-0841 (11) 2412-0841 jornalagape@yahoo.com.br jornalagape@yahoo.com.br jornalagape@yahoo.com.br

×