• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado
 

Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado

on

  • 876 views

Apresentação da exposição realizada na UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo em 24 de Abril de 2012. A reflexão teve por escopo abarcar o fenômeno Sacralização da Mídia e a ...

Apresentação da exposição realizada na UNASP - Centro Universitário Adventista de São Paulo em 24 de Abril de 2012. A reflexão teve por escopo abarcar o fenômeno Sacralização da Mídia e a Midiatização do Sagrado. A reflexão voltou-se para compreender a mídia religiosa e a midiatização da religião a partir do contexto da pós-modernidade.

Statistics

Views

Total Views
876
Views on SlideShare
876
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
8
Comments
1

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Olá Jorge Miklos! como vai ! meu nome é Luan de Andrade e eu estava presente no dia de sua palestra sobre a sacralização da midia e a midialização do sagrado no UNASP - C2 me interessei muito sobre o assunto e gostaria de saber se o Senhor poderia me mandar algum conteúdo por e-mail para que eu possa desenvolver meu artigo científico cujo tema é Igrejas tradicionais e igrejas atuais: difusão das verdades e marketing religioso. Desde já sou grato pela sua atenção ! boa semana !



    meu e-mail: deandrade.l@hotmail.com
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado Document Transcript

    • 24/04/2012 A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA Prof. Dr. Jorge Miklos Abril/2012 A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA Religião = ReligareEm termos de etimologia religião é o que religa, especificadamente o homem a Deus. Dogma Ethos Culto Religião é um método de união: um caminho sacramental, um meio de salvação. 1
    • 24/04/2012 A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA. • RELIGARE: RELIGAR, ABRIGAR – Experiência da comunhão (torna comum) vínculo. – Elemento básico da sociabilidade. – A Comunicação sempre esteve inserida nessa comunhão. A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA.• A hipótese inicial concentra-se na ideia de que há uma dupla contaminação (intradevoramento) entre o sagrado e a mídia, isto é, os formatos midiáticos se apropriam de elementos do sagrado e as religiões que monopolizam a experiência do sagrado instrumentalizam a mídia a serviço de seus interesses.• Ocorre uma mútua interpenetração: o sagrado midiatiza-se e simultaneamente a mídia é sacralizada. Mídia primária 2
    • 24/04/2012 A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA.• Mídia primária• Emissor e receptor devem compartilhar: – o mesmo tempo – o mesmo espaço – o mesmo código• É o mundo da oralidade por excelência• Canais múltiplos de recepção (multissensorialidade) – visual – auditivo – tátil – olfativo (odores) – gustativo (sabores) Mídia primária• Rituais religiosos nos quais o corpo é emissor e o receptor da experiência mística.• A mídia primária é presencial, exige a presença de emissores e receptores em um mesmo espaço físico e num mesmo tempo – é portanto a mídia do tempo presente e suas tensões e surpresas, de sua sensorialidade múltipla e de sua sensualidade potencial. • O corpo é um espaço sagrado. O Sagrado manifesta-se no corpo. Mídia secundária 3
    • 24/04/2012 A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA.• Mídia secundária• A mensagem desgarra-se do emissor e fixa-se em um suporte – VESTÍGIOS: pedra, cerâmica, parede, papiro, pergaminho, papel, carta, diário – INDÚSTRIA CULTURAL: livro, revista, fotografia, poster• Suporte: transporte, armazenamento, longevidade• Emissor e receptor não precisam mais compartilhar o mesmo tempo e o mesmo espaço• A inscrição no suporte exige técnica/tecnologia por parte do emissor• A mensagem sobrevive (eterniza) ao emissor• “O tempo lento da leitura e da contemplação”: a decodificação (recepção) torna-se mais complexa, exige tempo e atenção (receptor). É também o tempo da retrospecção – o tempo da escrita da História. A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA.• A midiatização do sagrado. Ele manifesta-se por meio da mídia.• O suporte - mídia(pedra, cerâmica, parede, papiro, pergaminho, papel, carta, diário) é sacralizado(a). 4
    • 24/04/2012 Mídia terciária Mídia terciária• A mensagem elétrica, é móvel, veloz, espectral – Rádio, Televisão, Internet• Pode ser gravada em suportes de armazenamento – LP, K7, CD; VHS, DVD, Blueray; disquete, HD, ZIPdrive, pendrive, CD, DVD• Emissor e receptor podem compartilhar o mesmo tempo, mas não o mesmo espaço (ao vivo, em tempo real)• A produção e transmissão exigem técnica/tecnologia (emissor)• A recepção e decodificação exigem técnica/tecnologia (receptor)• Velocidade (Dromocracia): atualização, presentidade, conexão• Não sobra tempo para “parar e pensar” (reatividade, interatividade) O aguçamento dos SENTIDOS DE DISTÂNCIA aumenta o MEDO do outro Mídia terciária • São “aqueles meios de comunicação que não podem funcionar sem aparelhos tanto do lado do emissor quanto do lado do receptor”” (Pross, 1971, apud BAITELLO Jr., 2001, p. 233). • Crescente transferência de atribuições e responsabilidades tecnológicas para a esfera da recepção • “Na verdade a grande mídia terciária do nosso tempo é a eletricidade, o mediador de todas as outras possibilidades de geração, transmissão e conservação de mensagens” (BAITELLO Jr., 2001, p. 236). • Natureza lúdica vertiginosa cf. Callois, 1990) • Redução crescente (ou anulação) do espaço graças ao sistema de eletrificação: telegrafia, telefonia, cinema, radiofonia, televisão, indústria fonovideográfica (discos, fitas, cds, dvds) 5
    • 24/04/2012 Mídia terciária Aceleramento do tempo e das sincronizações sociais: “Os ritmos, ditados pela espera na mídia secundária, se aquecem na terciária, trazendo alterações comportamentais importantes. Resgata-se a oralidade, mais célere que a escrita. Instala-se a sua conservação em suportes legíveis por aparelhos elétricos. Torna-se possível a escolha entre a oralidade imediata, a distância e sem a presença física do interlocutor, ou mediatizada, conservada para posterior audição. Inaugura-se assim a conservação da presença, por meio de imagens e de som. A presença conservada é a criação de um eterno presente que, no entanto, é apenas memória e indício de um sujeito emissor” (BAITELLO Jr., 2001, p. 236- 237). Hipertrofia da visão e da visibilidade (transferência da tridimensionalidade presente na mídia primária – com seus sentidos táteis – para as superfícies bidimensionais) A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA• MÍDIA ELETRÔNICA – Abrangência – magia ocupa o lugar desse ‘veículo novo” portador de novas formas de religiosidade buscadas pela contemporaneidade. – Veículo adequado – potencial mágico. – Instrumentos técnicos da mídia são os novos objetos mágicos portadores da graça divina que reintegra o homem ao mundo. A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA• Endeusamento: Estado – Mercado – Mídia.• Mídia – onipotente, onisciente, onipresente.• Tudo visibiliza/revela por seu intermédio. 6
    • 24/04/2012 A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA• Manifestações religiosas no fenômenos comunicativos e midiáticos – tensão entre os campos religioso e midiático – invenção de um ‘outro plano de realidade’ – Conteúdos arcaicos da cultura remodelados – Aura de religiosidade que permeia os fenômenos midiáticos A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA• Comunicação eletrônica – desvio da religiosidade• Comunhão – refém da ilusão mágica da técnica• Imagens técnicas – ‘novos deuses’• Provocam reverência e adesão de ‘novos fiéis’ A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA• Instrumentos técnicos• novos objetos mágicos portadores da graça divina que reintegram o homem.• Resgata o sentimento de participação mística, antes fundado nos rituais. 7
    • 24/04/2012 A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA• Processo técnico-funcional = triunfo do simulacro• Gradativa perda da dimensão do sagrado• Representação – imagem – testemunho de uma ausência – presença de uma ausência• O sucesso dos fenômenos midiáticos respondem por uma desesperada experiência de comunhão – participação no sagrado. A MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO; A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA A experiência da transcendência requer a imanência  É impossível transcender (superar uma condição espaço-tempo) no momento em que o ser humano abandona o próprio lugar (não-lugar) de sua imanência, o próprio corpo.  Resta o processo de consumo compulsivo MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO 8
    • 24/04/2012MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO espetáculoMIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO Estética do programa de auditório sendo transportada para o culto religioso.MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO CELEBRIDADES 9
    • 24/04/2012MIDIATIZAÇÃO DO SAGRADOMIDIATIZAÇÃO DO SAGRADOMIDIATIZAÇÃO DO SAGRADO 10
    • 24/04/2012 A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA TECNOLOGIA COMO RELIGIÃO Na mesma medida em que as religiões assimilam estratégias midiáticas em busca da manutenção de seu status quo, a mídia namesmo princípio abarca valores religiosos apresentando a tecnologia como religião. A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA ONIPOTÊNCIA 11
    • 24/04/2012A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA ONIPRESENÇAA SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA ONISCIÊNCIA 12
    • 24/04/2012 A SACRALIZAÇÃO DA MÍDIA (IN)VISIBILIDADE E SATURAÇÃO INFORMACIONAL• A Mídia ocupou o lugar dos altares – Processo de transferência da busca da experiência da transcendência e do divino – Espetáculo ocupa o lugar do ritual (Morin) – Visibilidade Midiática – Simulacro – Busca do que não existe.... – Imagem o ser humano se lança para fora de si mesmo – Relação entre transcendência e TV 13