25 de Abril de 1974

8,053 views
7,940 views

Published on

História, revolução dos cravos, 9.º ano

Published in: Education
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
  • like
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total views
8,053
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

25 de Abril de 1974

  1. 1. O 25 de Abril
  2. 2. O 25 de Abril foi uma acção militar que pôs fim ao regime que oprimia o país há quase cinco décadas. Era o caminho de regresso à Liberdade e à democracia. . O Cravo vermelho tornou-se num dos símbolos do 25 de Abril, ficando esta acção militar mundialmente conhecida como a Revolução dos Cravos.
  3. 3. Revolução dos Cravos <ul><li>O golpe de estado militar do dia 25 de Abril de 1974 derrubou, num só dia, o regime político que vigorava em Portugal desde 1926, sem grande resistência das forças leais ao governo, que cederam perante a revolta das forças armadas. Este levantamento é conhecido por Dia D , 25 de Abril ou Revolução dos Cravos . O levantamento foi conduzido pelos oficiais intermédios da hierarquia militar (o MFA), na sua maior parte capitães que tinham participado na Guerra Colonial. Considera-se, em termos gerais, que esta revolução trouxe a liberdade ao povo português (denominando-se &quot;Dia da Liberdade&quot; o feriado instituído em Portugal para comemorar a revolução ). </li></ul>
  4. 4. Capitão Salgueiro Maia <ul><li>Em 1 de Julho de 1944, nasce em Castelo de Vide, Fernando José Salgueiro Maia, filho de Francisco da Luz Maia, Ferroviário, e de Francisca Silvéria Salgueiro. Frequenta a escola primária em São Torcato, Coruche. Faz os estudos Secundários em Tomar e em Leiria. Em 1945 termina a 2ªGuerra Mundial. </li></ul><ul><li>Em 1961 começa a guerra em Angola. A Índia invade os territórios Portugueses de Goa, Damão e Diu. </li></ul><ul><li>Salgueiro Maia ingressa em Outubro de 1964 na Academia Militar, em Lisboa. Humberto Delgado é assassinado em 1965 pela PIDE. </li></ul><ul><li>Em 1966 Salgueiro Maia apresenta-se na EPC (Escola Prática de Cavalaria), em Santarém para frequentar o tirocínio. Integrado na 9ª Companhia de Comandos em 1968, parte para o Norte de Moçambique. </li></ul><ul><li>Em 1970 é promovido a capitão. </li></ul><ul><li>Em 1973 regressa a Portugal, sendo colocado na EPC. Começam as reuniões do MFA. </li></ul><ul><li>Em 25 de Abril, comanda a coluna de carros de combate que, vinda de Santarém, põe cerco aos ministérios no Terreiro do Paço e força depois, já ao fim da tarde, a rendição de Marcelo Caetano no Quartel do Carmo. </li></ul>
  5. 5. 00:20min Transmissão da canção “Grândola Vila Morena” na rádio Renascença ! É difundido pelo Rádio Clube Português, o primeiro comunicado ao país do Movimento das Forças Armadas (MFA). 4:20min 13:30min As forças para-militares leais ao regime, começam a render-se. A Legião Portuguesa é a primeira.
  6. 6. 14:00min Inicia-se o cerco ao Quartel do Carmo. No exterior, no Largo do Carmo e nas ruas vizinhas, juntam-se milhares de pessoas.
  7. 7. Milhares de pessoas no largo do Carmo.
  8. 8. Termina o prazo inicial para a rendição. Este é anunciado por megafone pelo Capitão Salgueiro Maia . 16:30min E Marcelo Caetano faz saber que está disposto a render-se. O Quartel do Carmo iça a bandeira branca. 19:30min Marcelo Caetano rende-se!
  9. 9. 20:00min Alguns elementos da PIDE disparam sobre manifestantes que começavam a afluir à sua sede, na Rua António Maria Cardoso, fazendo 4 mortos e 45 feridos.
  10. 11. FIM!!!

×