Aula 10 instalação de hardware

on

  • 748 views

Aula 10 Multímetro....

Aula 10 Multímetro....

Statistics

Views

Total Views
748
Views on SlideShare
721
Embed Views
27

Actions

Likes
0
Downloads
23
Comments
0

1 Embed 27

http://jorgeavila11.wordpress.com 27

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Aula 10 instalação de hardware Aula 10 instalação de hardware Presentation Transcript

    • Instalação de Hardware Jorge Ávila Aula 10
    • Energia – Disjuntores e Fusível • Disjuntor é um dispositivo eletromecânico que permite proteger instalações elétricas contra curtocircuitos e sobrecargas. • Sua principal característica é a capacidade de se “disparar” quando ocorrem sobrecargas na rede elétrica.
    • Energia – Disjuntores e Fusível • Desse modo, o disjuntor “corta” essa corrente mais alta que o suportado, e que poderia danificar as instalações elétricas por ele protegidas.
    • Energia – Disjuntores e Fusível • Fusível também é um componente de proteção contra sobrecorrente, mas é utilizado em circuitos elétricos e eletrônicos, mas diferente do disjuntor, que “dispara”, o fusível é inutilizado ao realizar a proteção dos circuitos.
    • Multímetro • O multímetro é um dispositivo eletrônico normalmente utilizado para medir tensão elétrica, corrente elétrica e resistência. • Para isto, o multímetro conta com três modos de operação que basicamente o transforma em três aparelhos de medida: o Voltímetro o Amperímetro o Ohmímetro
    • Multímetro • O multímetro é composto de : o Botão liga/desliga o As entradas das pontas de prova. o O controles de seleção de modo (tensão, corrente, Ohms, o AC/DC etc) o Escalas.
    • Multímetro • O multímetro pode ser utilizado para medir tensões alternadas (AC) ou contínuas (DC).
    • Multímetro • O multímetro possui duas pontas de prova que são utilizadas para fazer contato elétrico e mecânico com o resistor de prova. • Contudo, para operar um multímetro temos que ter em mente o seguinte: o Para medir tensão e resistência, as pontas de prova devem ser colocadas de modo que o multímetro fique em paralelo com o resistor prova. o Para medir corrente as pontas de prova devem ser colocadas de modo que o multímetro fique em série com o resistor de prova.
    • Multímetro • O modo de operação (tensão, corrente ou resistência) deve ser criteriosamente escolhido no seletor do multímetro, tomando-se o cuidado de verificar a conexão correta da ponta de prova. • A utilização incorreta do modo de operação do multímetro (ex: medir tensão quando estiver no modo corrente) pode levar a uma queima irreversível do multímetro.
    • Vídeo
    • Multímetro • Aterramento elétrico e eletrônico. o O fio terra é responsável por eliminar a “sujeira” elétrica dos componentes, pois toda carga eletrostática acumulada neles é descarregada para a terra (é daí que surgiu seu nome). o Ele tem como objetivo diminuir a variação de tensão de uma rede elétrica, eliminar as fugas de energia e proteger os usuários de um possível choque elétrico.
    • Vídeo
    • Elétrico • O aterramento elétrico consiste em fixar uma haste de cobre no chão e nela ligar um fio que será ligado também na tomada tripolar. Esta tomada tem os pinos fase neutro e terra.
    • Elétrico • O aterramento elétrico tem três funções principais : a – Proteger o usuário do equipamento das descargas, através da viabilização de um caminho alternativo para a terra, de descargas. b –“ Descarregar” cargas estáticas acumuladas nas carcaças das máquinas ou equipamentos para a terra. c – Facilitar o funcionamento dos dispositivos de proteção ( fusíveis, disjuntores, etc.), através da corrente desviada para a terra.
    • Eletrônico • O Módulo Isolador é um equipamento microprocessado que através de um circuito eletrônico consegue simular um aterramento a partir de uma ligação elétrica usado normalmente para solucionar problemas com falta de aterramento na rede elétrica. • Muito usado em computadores residenciais onde a instalação de aterramento pode não ser um processo simples. • Isso é feito através da isolação física da rede elétrica da concessionária de energia elétrica através do uso de um transformador de isolação , cujo princípio de transferência de energia é puramente magnético .
    • Eletrônico
    • Implicações de um mau aterramento • Ao contrário do que muitos pensam , os problemas que um aterramento deficiente pode causar não se limitam apenas aos aspectos de segurança . • É bem verdade que os principais efeitos de uma máquina mal aterrada são choques elétricos ao operador , e resposta lenta (ou ausente) dos sistemas de proteção (fusíveis, disjuntores , etc...).
    • Implicações de um mau aterramento • Mas outros problemas operacionais podem ter origem no aterramento deficiente. • Abaixo segue uma pequena lista do que já observamos em campo. Caso alguém se • identifique com algum desses problemas, e ainda não checou seu aterramento, está aí a dica: o Quebra de comunicação entre máquina e PC (CPL, CNC, etc... ) em modo on-line. Principalmente se o protocolo de comunicação for RS 232. o Excesso de EMI gerado ( interferências eletromagnéticas ).
    • Implicações de um mau aterramento o Aquecimento anormal das etapas de potência ( inversores, conversores,etc... ) , e motorização. o Em caso de computadores pessoais, funcionamento irregular com constantes “travamentos”. o Falhas intermitentes, que não seguem um padrão. o Queima de CI’s ou placas eletrônicas sem razão aparente, mesmo sendo elas novas e confiáveis. o Para equipamentos com monitores de vídeo, interferências na imagem e ondulações podem ocorrer.
    • Estabilizador • Os estabilizadores são equipamentos eletrônicos responsáveis por corrigir a tensão da rede elétrica para fornecer aos equipamentos uma alimentação estável e segura. • Eles protegem os equipamentos contra sobretensão, subtensão e transientes. Uma pequena margem de estabilizadores também possuem um filtro de linha interno.
    • Nobreak • Equipamento destinado a suprir a alimentação elétrica dos equipamentos a ele acoplados, quando é interrompido o fornecimento pela concessionária de energia elétrica, evitando a paralisação da atividade realizada nos aparelhos a ele acoplados.
    • Filtro de linha • O filtro de linha é um elemento de proteção para equipamentos eletrônicos. • Ele atenua as impurezas da rede elétrica que causam interferências eletromagnéticas (EMI) e de rádio freqüência (RFI). • Os filtros de linha também contam com proteção contra surtos de tensão (varistores). • O filtro também possibilita a conexão de aparelhos eletrônicos usando apenas uma tomada.
    • Vídeo
    • Testando a fonte • • • • • • • • • • preto -> Referencial vermelho -> Circuitos integrador amarelo 1 -> Motores laranja -> Circuitos integrador e Memorias azul -> portas de Comunicação violeta -> Tensão de StandBay cinza -> Power Good verde -> Power branco -> Fontes Antigas (memorias Antigas) amarelo2 -> Fontes DCDC ( tensão de alimantação no Processador)
    • Exercício PG 51 e 52 1. Explique a diferença de corrente alternada para corrente continua. Em quais dispositivos podemos encontrar essas correntes. 2. Qual a função da fonte de alimentação. 3. Explique cada um dos componentes abaixo: a) b) c) d) e) Disjuntores Fusíveis Estabilizadores Nobreak Filtro de linha 4. Explique qual a função do multímetro 5. Descreva como é o procedimento de testar um equipamento utilizando o multímetro. 6. Que cuidados devemos ter ao utilizá-lo. 7. Porque é importante o aterramento para computadores. 8. Como é feito o aterramento elétrico. 9. Quais as principais funções do aterramento elétrico? 10. Como é feito o aterramento eletrônico? 11. Quais os problemas gerados por um mau aterramento?
    • jorgeavila11.wordpress.com