Aula 07 instalação de hardware

  • 379 views
Uploaded on

Chip-set , Memória Rom , Memória Rom , Bios, Setup, Post suas configurações

Chip-set , Memória Rom , Memória Rom , Bios, Setup, Post suas configurações

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
379
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
21
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Instalação de Hardware Jorge Ávila Aula 7
  • 2. ChipSet • O chipset é um chip responsável pelo controle de uma serie de itens da placa-mãe, como acesso a memória, barramentos e outros. Principalmente na placas atuais, é bastante comum que existam dois chips para esse controle: Ponte Sul e Ponte Norte.
  • 3. ChipSet • Ponte Sul (South Bridge): este geralmente é responsável pelo controle de dispositivos de entrada e saída, como interfaces IDE ou SATA.
  • 4. ChipSet • Ponte Norte(North Bridge): este chip faz um trabalho “mais pesado” e, por isso, geralmente requer um dissipador de calor para não esquentar muito. • Cabe a Ponte Norte as tarefas de controle do FSB (FrontSideBus – velocidade na qual o processador se comunica com a memória e com componentes da placa-mãe), da frequência de operação da memória, do barramento AGP e etc.
  • 5. ChipSet
  • 6. ChipSet • Os Chipsets não são desenvolvidos pelos fabricantes de placa-mães e sim por empresas específicas, portanto é comum encontrar um mesmo chipset em modelos concorrentes de placas-mães.
  • 7. Funcionamento do Chipset em uma placa-mãe • A arquitetura da placa-mãe depende do tipo de chipsets presente nesta. • Entender o seu funcionamento e a sua importância, tornará melhor a compreensão do funcionamento do seu microcomputador.
  • 8. Funcionamento do Chipset em uma placa-mãe • O chipset é formado basicamente por três tipos de circuitos integrados: o Controlador de Sistema o Buffer de dados o Controlador de periféricos
  • 9. Funcionamento do Chipset em uma placa-mãe o Controlador de sistema (também chamada ponte norte): é o circuito mais importante do chipset e o desempenho da placa-mãe esta intimamente ligado a ele. o É composto de: • Circuitos integrados, controlador de memória, controlador de cache (quando a memória cache é externa ao processador), ponte barramento local-PCI e o barramento AGP (caso exista).
  • 10. Funcionamento do Chipset em uma placa-mãe • Buffer de dados : muitas vezes ele se encontra dentro do controlador de sistema. • Controla a transferência de dados entre a memória RAM e o processador.
  • 11. Funcionamento do Chipset em uma placa-mãe • Controlador de periféricos (também chamada ponte sul): neste circuito podemos encontrar: ponte barramento PCI-ISA, interface dos periféricos integrados à placa mãe (portas IDE, controladores de unidade de disquete, portas seriais e paralela, etc), barramentos externos de expansão, controlador de periféricos (tem integrados o controlador de interrupções, o controlador de DMA e em alguns casos tem o controlador de teclado.
  • 12. Memória ROM • A memória ROM é um tipo de circuito integrado contendo um programa em seu interior. • Este programa não pode ser modificado durante seu uso, dai o seu nome “Somente Leitura”. • Outra característica é que o seu conteúdo não é apagado quando sua alimentação é cortada, ao contrário do que ocorre com as memórias RAM. • A memória ROM do computador armazena três programas: BIOS, POST e SETUP.
  • 13. Memória ROM • È muito comum chamar a memória ROM do micro de BIOS, mas na verdade BIOS é um programa gravado no interior da memória.
  • 14. BIOS • Significa “Basic Input Output System”, ou “Sistema Básico de Entrada e Saída. • O BIOS é justamente a primeira camada de software do sistema, que fica gravado em um pequeno chip na placa mãe, e tem a função de “dar a partida”, reconhecendo os dispositivos instalados no micro e realizando o BOOT.
  • 15. BIOS • Mesmo depois do carregamento do sistema operacional, o BIOS continua provendo muitas • informações e executando tarefas indispensáveis para o funcionamento do sistema.
  • 16. Vídeo
  • 17. Setup • Muitas das funções executadas pelo BIOS podem ser personalizadas ao gosto do usuário. • O Setup é justamente o programa que nos permite configurar estas opções.
  • 18. Zerar a BIOS • Clear CMOS Vídeo
  • 19. Setup • A velocidade de operação das memórias, o modo de funcionamento dos discos rígidos, e em muitos casos até mesmo a velocidade do processador, são configuráveis através do Setup.
  • 20. Setup • Em quase todos os modelos de BIOS, encontramos uma opção de configuração do Setup usando valores default sugeridos pelo fabricante. • Geralmente, com configurações otimizadas dos valores do Setup, é possível obter um ganho de performance de 10 ou até 20% sobre os valores default.
  • 21. Setup
  • 22. POST • Durante o boot, o BIOS realiza uma série de testes, visando detectar com exatidão os componentes de hardware instalados no micro. • Este teste é chamado de POST (pronuncia-se poust), acrônimo de “Power-On Self Test”.
  • 23. POST • Os dados do POST são mostrados durante a inicialização, na forma da tabela que aparece antes do carregamento do sistema operacional, indicando a quantidade de memória instalada, assim como os discos rígidos, drives de disquetes, portas seriais e paralelas e drives de CD-ROM padrão IDE instalados no micro.
  • 24. POST • Além de detectar o hardware instalado, a função do POST é verificar se tudo está funcionando corretamente. • Caso seja detectado algum problema em um componente vital para o funcionamento do sistema, como as memórias, processador ou placa de vídeo, o BIOS emitirá uma certa sequência de bips sonoros, alertando sobre o problema. • Problemas menores, como conflitos de endereços, problemas com o teclado, ou falhas do disco rígido serão mostrados na forma de mensagens na tela.
  • 25. Exercício 1. Explique o que é memória ROM e qual a sua função. 2. Quais as diferenças entre memória RAM, ROM e CACHE. 3. Qual a função da bateria da memória ROM. 4. Quais as funções do sistema BIOS? 5. Quais as funções do sistema SETUP? 6. Quais as funções do sistema POST? 7. Em que situações um profissional de informática utiliza o setup? 8. Em que momento sabemos que a BIOS e o POST estão sendo executados? 9. Explique qual a função do chipset. 10. Qual a diferença entre um chipset ponte norte e ponte sul. 11. Como é composto um chipset. 12. Explique cada um dos componentes.
  • 26. jorgeavila11.wordpress.com