Slides apresentação Congresso Abrapcorp 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Slides apresentação Congresso Abrapcorp 2011

on

  • 2,994 views

 

Statistics

Views

Total Views
2,994
Views on SlideShare
2,994
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
10
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Slides apresentação Congresso Abrapcorp 2011 Slides apresentação Congresso Abrapcorp 2011 Presentation Transcript

  • Estratégias de Comunicação em Relações Públicas na Ambiência da Internet: Percurso empreendido pela Petrobras em seu portal institucional Acadêmico: Jones Machado Orientadora: Profª. Drª. Eugenia M. M. R. Barichello
  • Tema Palavras-chave Ambiência da Internet. Estratégias de Comunicação. Interação. Mídias Digitais. Relações Públicas. WebRP. Delimitação do tema Percurso das estratégias de comunicação empreendidas na ambiência da internet pela Petrobras em seu portal institucional, no período que compreende quatorze anos (1997 - 2010). Estratégias comunicacionais em Relações Públicas na ambiência da internet.
  • Problema de pesquisa
    • Como se apresentam as estratégias de comunicação na ambiência da internet empreendidas pela Petrobras no seu portal institucional?
    • Evidências
    • Reconfiguração dos fluxos comunicacionais;
    • Especificidades dos suportes midiáticos contemporâneos;
    • Possibilidades de visibilidade das ações, de interação com os públicos e de legitimação institucional.
    • Justificativa do estudo
    • Importância da inserção e posicionamento das organizações na ambiência digital;
    • Observação, análise e compreensão do modo como se configuram as estratégias comunicacionais nessa ambiência;
    • Contribuição às discussões e aos estudos dos Grupos de Pesquisa;
    • Contribuição às pesquisas desenvolvidas na área (Intercom);
    • Existência de pesquisa inovadora de Stasiak e Barichello (2009, 2010);
    • Potencial para o aprofundamento e para a abordagem do tema sob outros enfoques;
    • Existência de linha de pesquisa em Mídia e Estratégias Comunicacionais no Mestrado em Comunicação;
    • Petrobras: presença na internet marcada pelo pioneirismo e adaptação de estratégias aos contextos.
  • Objetivos Geral Compreender de que forma se apresentam as estratégias de comunicação em Relações Públicas na internet empreendidas pela Petrobras em seu portal institucional. Específicos - Mapear as estratégias de comunicação presentes no portal da Petrobras em três períodos: final dos anos 1990, início dos anos 2000 e anos atuais; - Classificar as estratégias de comunicação conforme as categorias propostas por Stasiak e Barichello (2009, 2010) para tipificar as práticas de WebRP; - Analisar o percurso das estratégias empreendidas pela Petrobras no portal institucional no período citado.
  • Relações Públicas no contexto das mídias digitais O cenário da web Interação na web e a lógica do processo comunicacional Relações Públicas: interação e relacionamento Referencial Teórico “ O que chamamos de ambiência digital reflete exatamente as estruturas de comunicação complexas e autorreconfiguráveis, com potencial de geração de fluxos informativos e comunicacionais pluridirecionais, descentralizando a comunicação, verticalidade das relações sociais e de comunicação nos diferentes ambientes, sobretudo nas empresas” (SAAD CORRÊA, 2009, p. 326).
  • “ A web 2.0 potencializa a ação do usuário na rede por meio da oferta, quase sempre gratuita, de ferramentas que permitem a expressão e o compartilhamento com outros usuários de opiniões, criações, desejos, reclamações, enfim, qualquer forma de comunicação interpessoal” ( SAAD CORRÊA, 2009, p. 140). “ Se antes a teoria da comunicação de massa tratava basicamente de uma “lógica da distribuição”, surge agora uma demanda por uma nova “lógica da comunicação”, tendo em vista a participação-intervenção viabilizada pela tecnologia informática” (PRIMO, 2007, p. 41).
  • “ A produção de conhecimento em novas mídias decorre da tríade tecnologia-sociedade-comunicação, sem a valorização de determinismos tecnológicos, ou a perspectiva de substituição midiática” (SAAD, 2008, p. 309) . Nesse sentido, ressalta-se que com o avanço das tecnologias da comunicação e com a midiatização da sociedade apresenta-se uma conjuntura sociotécnica em que os indivíduos são levados em consideração, visto que se trata de interagentes (PRIMO, 2007) capazes de interpretação, resposta e modificação das propostas organizacionais. “ O relacionamento com os públicos de interesse deve pautar-se, agora, por agilidade e interatividade, e os comunicadores organizacionais devem ter a capacidade de estabelecer estratégias que levem em conta a potencialidade da Internet. As organizações ainda encontram dificuldades para se adaptar às novas mídias, com formatos e linguagens ainda insuficientemente explorados, mas, paulatinamente, vão descobrindo formas de conviver com elas” (BUENO, 2003, p. 60).
  • Estratégias contemporâneas de comunicação na interface da web Estratégias de WebRP em portais institucionais Os portais institucionais na ambiência da internet Apresentação das fases da WebRP Referencial Teórico Compreende-se a noção de portal como uma página disponível na ambiência da internet que permite maior interatividade, personalização, além de ser especializada em determinado assunto e possuir um público segmentado. Tal compreensão baseia-se no conceito de portal vertical de Ferrari (2003) e diz respeito, portanto, a espaços que possibilitam maior fidelização por meio da busca de assunto específico de interesse do interagente, o qual quer ser único, ser ouvido e busca interagir com a organização. Esse tipo de portal obtém a “fidelidade do usuário por meio de serviços personalizados, como a busca interna e a localização de informações publicadas dentro do endereço eletrônico e não na imensidão da internet, como ocorre com os sites de busca convencionais” (FERRARI, 2003, p. 37).
  • 27 estratégias de comunicação norteadoras da prática de Relações Públicas na interface da web (BARICHELLO; STASIAK, 2009, 2010) , representadas nos links presentes no portal: 1) Apresentação da organização; 2) Pontos de identidade visual; 3) Missão e visão; 4) Sinalização virtual; 5) Hierarquia organizacional; 6) Normas e regimento organizacional; 7) Agenda de eventos; 8) Publicações institucionais; 9) Acesso em língua estrangeira; 10) Sistema de busca interna de informações; 11) Mapa do portal; 12) Contato, fale conosco, ouvidoria; 13) Pesquisa e enquete on-line; 14) Presença de notícias institucionais; 15) Projetos institucionais; 16) Visita Virtual; 17) Serviços on-line; 18) Clipping virtual; 19) Comunicação dirigida; 20) Espaço para imprensa; 21) Uso do hipertexto; 22) Personagens virtuais; 23) Presença TV e Rádio on-line; 24) Transmissão de eventos ao vivo; 25) Disponibilização de “fale conosco” interativo; 26) Presença de chats; 27) Link de blog organizacional.
  • Metodologia Método: Estudo de caso ( YIN , 2005) Caráter: exploratório-descritivo Instrumentos de coleta de dados: Internet Archive Wayback Machine Técnica: Documentação de recortes virtuais (documentos organizacionais: fonte de evidência para coleta de dados) das interfaces dos portais da Petrobras durante o período determinado. Análise das evidências: a partir de quadro de categorias de análise (STASIAK e BARICHELLO, 2009, 2010) composto por estratégias de comunicação norteadoras das práticas de Relações Públicas na Internet.
  • Percurso metodológico 1) Definição do corpus de pesquisa : portal institucional www.petrobras.com.br; 2) Mapeamento das interfaces do portal em três momentos: anos 90, anos 2000 e anos atuais, por meio da ferramenta Internet Archive Wayback Machine , segundo estratégias de comunicação norteadoras das práticas de Relações Públicas (STASIAK e BARICHELLO, 2009, 2010) ; 3) Documentação dos recortes virtuais coletados por período de tempo; 4) Descrição e análise das interfaces documentadas com a realização de tensionamento triangular mútuo entre objeto de estudo, problema de pesquisa e proposições de ordem teórica (BRAGA, 2008) ;
  • A Petrobras no cenário contemporâneo digital da comunicação Resultados e Considerações
    • - Fases da WebRP;
    • - Evolução entre as fases;
    • - Postura pioneira e inovadora na web;
    • - Possibilidades de estratégias ainda não contempladas;
    • Estratégias não identificadas em estudo anterior;
    • Como se apresentam as estratégias?;
    • - Atuação do profissional de Relações Públicas em mídias digitais.
    • 1ª fase (final dos anos 1990): período de entrada e reconhecimento do ambiente
    • Comunicação dirigida; contato; uso do hipertexto
    • Itens em construção, explicações de uso e solicitação de softwares
    • Mistura de links em seções inadequadas
    • 2º fase (início dos anos 2000): aumento no nº de estratégias empreendidas
    • Uso de imagens e aperfeiçoamento do layout
    • Links não mais como em meios impressos
    • Visita virtual pela 1ª vez
    • Apresentação, normas e regimentos organizacionais
    • 3ª fase (anos recentes - 2009 e 2010): vinte estratégias, em média, são identificadas
    • Serviços online
    • Links de blogs organizacionais
    • Três categorias não presentes em estudo anterior: ícones mídias e redes sociais, RSS Feeds e Acessibilidade
    Fases da WebRP no portal da Petrobras
  • Obrigado. Acadêmico Jones Machado [email_address] @jonesmachado Orientadora Profª. Drª. Eugenia M. M. R. Barichello eugeniabarichello@gmail.com Monografia e slides da apresentação: http://www.slideshare.net/jonesmachado2