ENERGIA NUCLEARENERGIA NUCLEARProfessor:Professor: Dalessandro Luis MafeiAcadêmicosAcadêmicosAdemir KlausAlessandro Ricard...
VantagensVantagens* Não contribui com o efeito estufa;* Requer pequenos espaços para sua instalação;* Não depende da sazon...
DesvantagensDesvantagens* Fonte não renovável;* Necessidade de armazenar o resíduo nuclear em locaisisolados e protegidos;...
1- Mineração1- Mineração17891789Martin Klaproth, químico alemão, identificou o mineral queo mundo desconhecia:O UrânioO Ur...
1- Mineração1- MineraçãoNúcleo do átomo de urânio:Núcleo do átomo de urânio:92 prótons e 143 nêutrons= 23592 prótons e 142...
1- Mineração1- MineraçãoYellowcake UYellowcake U33OO88Lixiviação:Lixiviação: processo industrial para retirada do urânio.R...
1- Mineração1- MineraçãoO urânio passa por outras etapas do chamado “ciclo docombustível nuclear”* Conversão em gás;* Enri...
1.1- Beneficiamento1.1- BeneficiamentoPara realizar o processo de enriquecimento do U3O8:Esse material é transformado em u...
1.2- Jazidas1.2- JazidasConcentração local de uma ou mais substâncias úteis quetenham valor econômico.Na superfície ou no ...
1.3- Reserva Mundial de Urânio1.3- Reserva Mundial de Urânio5,4 milhões de toneladas em todo mundo em 2009,31% na Austráli...
1.3- Reserva no Brasil1.3- Reserva no Brasil5ª Maior reserva do mundo5ª Maior reserva do mundo
1.3- Reserva no Brasil1.3- Reserva no BrasilNúmerosNúmeros
1.4- Comparativo1.4- ComparativoComparação com outros combustíveisComparação com outros combustíveis
1.5- Identificação dos Locais1.5- Identificação dos Locais* Sistemas de informação geográfica;* Mapeação da regiões a part...
1.5- Identificação dos Locais1.5- Identificação dos LocaisA Eletrobrás Eletronuclear averiguou potenciais nas RegiõesNorde...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearHistóricoHistórico* 1895 - Wilhelm Roentgen descobriu os Raios-X* 1896 - Antonie Henri B...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearHistóricoHistórico* Francês Paul U. Villard identificou outra espécie deradiação eletrom...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearAs partículas radioativasAs partículas radioativas
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDefiniçõesDefiniçõesRadioatividade (ou radiatividade):Radioatividade (ou radiatividade):...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDefiniçõesDefiniçõesContador Geiser:Contador Geiser: é o equipamento que pode detectar e...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearRelembrando que...Relembrando que...... a fissão nuclear foi descoberta em dezembro de 1...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearEquação da EnergiaEquação da EnergiaConforme E = mc2, deduzida por Albert Einstein em 19...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearEquação da EnergiaEquação da EnergiaExemplo:E = (1x10-4Kg) . (9x1016m/s)= 9x1012JP= trab...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearA fissão:A fissão:Em 1936, Bohr estabeleceu a ideia de um núcleo
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearA fissão:A fissão:A radioatividade induzida e a transmutação artificial sãopossíveis por...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDetalhes da fissãoDetalhes da fissãoPela lei de conservação de energia, a soma das energ...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDetalhes da fissãoDetalhes da fissãoUnU 236921023592 →+nKrBaU 1092361415623692 3| ++→→→+...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDesfecho histórico inicialDesfecho histórico inicial* O guiados pelas previsões de Mende...
2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDesfecho histórico inicialDesfecho histórico inicial* Em 1940, o netúnio e do plutônio.N...
3- Fusão Nuclear3- Fusão NuclearFusão nuclear é o processo de formação de um núcleo apartir da colisão e posterior junção ...
3- Fusão Nuclear3- Fusão NuclearPara um gás de prótons ou um gás de núcleos de deutério,já ocorrem fusões se a temperatura...
3- Fusão Nuclear3- Fusão NuclearO que se tem é um plasma, ou seja, um gás neutro,formado de núcleos com carga positiva e d...
3.1- Energia liberada3.1- Energia liberadaEnergias de ligação por núcleon dos núcleos iniciais sãomenores do que a energia...
3.1- Energia liberada3.1- Energia liberadaProcessoProcesso
3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearÉ qualquer sistema físico em que se produz e secontrola uma reação...
3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearReaçõesReaçõesdeutério-hélio 3deutério-trítioLiberam grande quanti...
3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearProblemasProblemasO hélio 3 é raro;O trítio é muito raro e ao sere...
3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearSolução:Solução:A escassez de trítio pode ser resolvida porque o t...
3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearProblema MaiorProblema MaiorIncapacidade de se manter certa quanti...
4- Reatores Nucleares4- Reatores Nucleares
4.1- Funcionamento do Reator4.1- Funcionamento do Reator* Combustível* Combustível* Tubos* Tubos* Material moderador* Mate...
4.1.1- Reator Nuclear de Fissão4.1.1- Reator Nuclear de FissãoNúcleoNúcleoConstruído dentro de um forte recipiente de aço ...
4.1.1- Reator Nuclear de Fissão4.1.1- Reator Nuclear de FissãoVaretas de controleVaretas de controleBoro ou cádmio - para ...
4.1.1- Reator Nuclear de Fissão4.1.1- Reator Nuclear de Fissão
4.3- Funcionamento do Reator4.3- Funcionamento do ReatorControleControle
4.2- Reator Nuclear de Fusão4.2- Reator Nuclear de FusãoReatores de fusão ganharam grande destaque na imprensaporque ofere...
4.4- Principais4.4- PrincipaisPrincipais tipos de reatores de fissãoPrincipais tipos de reatores de fissão* LWR - Light Wa...
4.4- Principais4.4- PrincipaisPrincipais tipos de reatoresPrincipais tipos de reatores* Reatores de água normal* Reatores ...
5- Usinas Nucleares na América do Sul5- Usinas Nucleares na América do Sul** Usinas no BrasilUsinas no BrasilAngra IAngra ...
5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilFatos HistóricosFatos Históricos* Início das pesquisas décad...
5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilFatos HistóricosFatos Históricos* De 1953 a 1969, período ob...
5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilANGRA IANGRA I* Fabricada pela Westinghouse;* É uma usina co...
5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilANGRA IIANGRA II* Fabricada pela SIEMENS;* É uma usina com r...
5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilANGRA IIIANGRA III* Fabricada pela SIEMENS, agora AREVA;* É ...
5.1- Usinas Nucleares no Argentina5.1- Usinas Nucleares no ArgentinaATUCHA IATUCHA I* Fabrica pela SIEMENS;* Potência forn...
5.1- Usinas Nucleares no Argentina5.1- Usinas Nucleares no ArgentinaEMBALSEEMBALSE* Fabricada pela CANDU (Canadense);* Pot...
5- Usinas Nucleares na América do Sul5- Usinas Nucleares na América do SulPROJETOS DE OUTROS PAÍSESPROJETOS DE OUTROS PAÍS...
6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo Mundo
6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoConsumoConsumo
6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoCombustívelCombustível
6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoCombustívelCombustível
6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoCombustívelCombustível
6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoO Futuro após FukushimaO Futuro após FukushimaPrevisão: de 197...
6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoO Futuro após FukushimaO Futuro após FukushimaO acidente demon...
7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energéticaBRASILBRASIL
7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energéticaMUNDOMUNDO
7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energética7.1- Países mais dependentes da energia nuclear7...
7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energética7.2- Ranking dos países com reatores nucleares7....
8- Licenciamento para Usinas Nucleares8- Licenciamento para Usinas Nucleares* Nuclear (CNEN)* Nuclear (CNEN)Norma NE 1.04 ...
8- Licenciamento para Usinas Nucleares8- Licenciamento para Usinas NuclearesLicenças e autorizaçõesLicenças e autorizações...
8- Licenciamento para Usinas Nucleares8- Licenciamento para Usinas NuclearesO Licenciamento ambiental possui três etapasO ...
8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1.1- Licenciamento Angra I8.1.1- Licenciamento Ang...
8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1.2- Licenciamento Angra II8.1.2- Licenciamento An...
8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1.3- Licenciamento Angra III8.1.3- Licenciamento A...
8.2- Lixo Nuclear8.2- Lixo NuclearO lixo nuclear é o material radioativo já usado, que precisaser descartado com segurança...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Energia nuclear

2,208

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,208
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
79
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Energia nuclear

  1. 1. ENERGIA NUCLEARENERGIA NUCLEARProfessor:Professor: Dalessandro Luis MafeiAcadêmicosAcadêmicosAdemir KlausAlessandro Ricardo KaramCarlos Henrique RossiEveraldo de Oliveira CristoHildo NogatzIsrael Gonçalves de OliveiraJonatas Obal SantanaRenan Aparecido Bazza
  2. 2. VantagensVantagens* Não contribui com o efeito estufa;* Requer pequenos espaços para sua instalação;* Não depende da sazonalidade climática (nem das chuvasnem dos ventos);* Disponibilidade de combustível;* Fonte mais concentrada de geração de energia;* A tecnologia do processo é bastante conhecida;* Não necessita de armazenamento da energia produzidaem baterias
  3. 3. DesvantagensDesvantagens* Fonte não renovável;* Necessidade de armazenar o resíduo nuclear em locaisisolados e protegidos;* Necessidade de isolar a central após o seu encerramento;* É mais cara quando comparada às demais fontes deenergia;* Os resíduos produzidos emitem radioatividade durantemuitos anos;
  4. 4. 1- Mineração1- Mineração17891789Martin Klaproth, químico alemão, identificou o mineral queo mundo desconhecia:O UrânioO Urânio
  5. 5. 1- Mineração1- MineraçãoNúcleo do átomo de urânio:Núcleo do átomo de urânio:92 prótons e 143 nêutrons= 23592 prótons e 142 nêutrons= 23492 prótons e 146 nêutrons= 238Isótopo UU234234, Isótopo UU235235 e Isótopo UU238238
  6. 6. 1- Mineração1- MineraçãoYellowcake UYellowcake U33OO88Lixiviação:Lixiviação: processo industrial para retirada do urânio.Resultando num licor.Leva-se à usina de beneficiamento onde é clarificado efiltrado;Passa por processo químico até se transformar num sal decor amarela, o concentrado de urânio, conhecido comoyellowcake ou concentrado de U3O8.
  7. 7. 1- Mineração1- MineraçãoO urânio passa por outras etapas do chamado “ciclo docombustível nuclear”* Conversão em gás;* Enriquecimento isotópico;* A produção de pó de UO2;* A fabricação de pastilhas;* Montagem do elemento combustível
  8. 8. 1.1- Beneficiamento1.1- BeneficiamentoPara realizar o processo de enriquecimento do U3O8:Esse material é transformado em um gás com elevado valorenergético, aumentando a concentração de U235.Essa é a única etapa do ciclo do combustível nuclear quenão é realizado no Brasil.INB - Industrias nucleares do BrasilResende, RJFCN – Fábrica de Combustível NuclearO processo de fabricação inicia-se reconvertendo ogás em pó de dióxido de urânio – UO2.
  9. 9. 1.2- Jazidas1.2- JazidasConcentração local de uma ou mais substâncias úteis quetenham valor econômico.Na superfície ou no interior da Terra.Pode referir-se à concentração de substâncias naturaiscomo o urânio.
  10. 10. 1.3- Reserva Mundial de Urânio1.3- Reserva Mundial de Urânio5,4 milhões de toneladas em todo mundo em 2009,31% na Austrália12% no Cazaquistão9% no Canadá9% na Rússia.A produção mundial subiu cerca de 50 mil toneladas em2009 comparando com 2008.Tumalapalli - Andhra Pradesh, sul da Índia (2011)49 mil toneladas de minério
  11. 11. 1.3- Reserva no Brasil1.3- Reserva no Brasil5ª Maior reserva do mundo5ª Maior reserva do mundo
  12. 12. 1.3- Reserva no Brasil1.3- Reserva no BrasilNúmerosNúmeros
  13. 13. 1.4- Comparativo1.4- ComparativoComparação com outros combustíveisComparação com outros combustíveis
  14. 14. 1.5- Identificação dos Locais1.5- Identificação dos Locais* Sistemas de informação geográfica;* Mapeação da regiões a partir de imagens de satélites;* Utilização dados sobre meteorologia, sísmica, população;* Possíveis fontes de água existentes nos locaispesquisados que poderiam ser usadas para refrigeração doreator
  15. 15. 1.5- Identificação dos Locais1.5- Identificação dos LocaisA Eletrobrás Eletronuclear averiguou potenciais nas RegiõesNordeste, Sul e Sudeste.Cabe ao ministério decidir em que áreas a empresa deveaprofundar os estudos, processo que vai resultar naelaboração do Estudo de Impacto Ambiental e Relatório deImpacto no Meio Ambiente (Eia/Rima) dos sítios emquestão.
  16. 16. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearHistóricoHistórico* 1895 - Wilhelm Roentgen descobriu os Raios-X* 1896 - Antonie Henri Becquerel pensou ter encontradouma fonte natural de raios-X . Ele observava o sulfato duplode potássio e uranila: K2(Uo2)(SO4)2, conseguindoimpressionar placas fotográficas.* 1898 - Pierre e Marie Curie identificaram o UU, em seguidao PoPo 400 vezes a radiação do UU e depois o RaRa 900 vezes.* Inicio do século XX Rutherford propôs a existência deduas partículas carregadas alfa e beta.
  17. 17. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearHistóricoHistórico* Francês Paul U. Villard identificou outra espécie deradiação eletromagnética, que também era emitida poresses elementos, que denominou radiação gama.
  18. 18. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearAs partículas radioativasAs partículas radioativas
  19. 19. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDefiniçõesDefiniçõesRadioatividade (ou radiatividade):Radioatividade (ou radiatividade): é a propriedade dedeterminados tipos de elementos químicos radioativosemitirem radiações, um fenômeno que acontece de formanatural ou artificial.Fissão nuclear:Fissão nuclear: é uma reação que ocorre no núcleo de umátomo. Geralmente o núcleo pesado é atingido por umnêutron, que, após a colisão, libera uma imensa quantidadede energia.
  20. 20. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDefiniçõesDefiniçõesContador Geiser:Contador Geiser: é o equipamento que pode detectar e oumedir a radiação.
  21. 21. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearRelembrando que...Relembrando que...... a fissão nuclear foi descoberta em dezembro de 1938, osfísicos alemães Otto Hahn e Fritz Strassmann.Após o lançamento das bombas de Hiroshima e Nagasaki,Hahn passou a lutar contra a corrida nuclear;O primeiro reator nuclear foi construído na Universidade deChicago, sob a supervisão do físico italiano Enrico Fermi. Oequipamento produziu uma reação em cadeia; (1942)Em 1939, Albert Einstein escreveu a Frankin DelanoRoosevelt, acerca da possibilidade da criação de umabomba configurada a partir de uma cadeia de reações emuma grande massa de urânio (bomba atômica).
  22. 22. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearEquação da EnergiaEquação da EnergiaConforme E = mc2, deduzida por Albert Einstein em 1905,pode -se obter energia a partir de reações entre núcleosatômicos que originem produtos com massa inferior àmassa inicial do sistema.A equivalência entre massa e energia é de 931,5 MeV porunidade de massa atômica(1 eV = 1,602177×10-19J, 1 u.m.a. = 1,660565×10-27kg).
  23. 23. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearEquação da EnergiaEquação da EnergiaExemplo:E = (1x10-4Kg) . (9x1016m/s)= 9x1012JP= trab / tempoP = = 9x1012J / 3600s=25 MWEnergia que poderia atender 7576 residências
  24. 24. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearA fissão:A fissão:Em 1936, Bohr estabeleceu a ideia de um núcleo
  25. 25. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearA fissão:A fissão:A radioatividade induzida e a transmutação artificial sãopossíveis por causa do desenvolvimento de aceleradores departículas de alta energia como o cíclotron.
  26. 26. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDetalhes da fissãoDetalhes da fissãoPela lei de conservação de energia, a soma das energiasdos novos núcleos mais a energia liberada para o ambienteem forma de energia cinética dos produtos de fissão e dosnêutrons liberados deve ser igual à energia total do núcleooriginal.A fissão do núcleo raramente ocorre de forma espontâneana natureza. Um aspecto importante das reações de fissãoé que elas produzem mais nêutrons do que o necessáriopara iniciar o processo.
  27. 27. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDetalhes da fissãoDetalhes da fissãoUnU 236921023592 →+nKrBaU 1092361415623692 3| ++→→→+ UnU 236921023592 nXeSr 10143549438 3++→→+ UnU 236921023592nBaKr 10139569436 3++→→+ UnU 236921023592nXeSr 10144549038 2++Urânio 235 captura um nêutron lento ou térmico:
  28. 28. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDesfecho histórico inicialDesfecho histórico inicial* O guiados pelas previsões de Mendeleev e mais tarde pelateoria atômica, foram identificados todos os elementos comnúmeros atômicos entre 1 e 92.* O tecnécio e o promécio radioativos, foram os doisúltimos elementos com número atômico menor que 92(1937 e 1942).
  29. 29. 2- Fissão Nuclear2- Fissão NuclearDesfecho histórico inicialDesfecho histórico inicial* Em 1940, o netúnio e do plutônio.Nos dias de hoje já se conhecem cerca de 114* O plutônio-239, pode ser utilizado como fonte deenergia. A energia nuclear liberada por uma 0,5 kg deplutônio é equivalente à energia produzida pela combustãode 1 500 000 kg de carvão
  30. 30. 3- Fusão Nuclear3- Fusão NuclearFusão nuclear é o processo de formação de um núcleo apartir da colisão e posterior junção de dois núcleosmenores.A energia cinética mínima dos núcleos para que ocorra afusão pode ser estimada:R1 e R2 são os raios dos núcleos e Z1 e Z2, os respectivos números atômicos
  31. 31. 3- Fusão Nuclear3- Fusão NuclearPara um gás de prótons ou um gás de núcleos de deutério,já ocorrem fusões se a temperatura é da ordem de 106Kequivalem a 90 eV.Em temperaturas da ordem de 106K, os núcleoscorrespondentes e os elétrons, não mais ligados uns aosoutros, devido à intensidade das colisões mútuas.
  32. 32. 3- Fusão Nuclear3- Fusão NuclearO que se tem é um plasma, ou seja, um gás neutro,formado de núcleos com carga positiva e de elétrons livres;Um plasma não pode ser confinado por qualquer recipiente,mas pode ser mantido confinado numa certa região doespaço por campos elétricos e magnéticos;
  33. 33. 3.1- Energia liberada3.1- Energia liberadaEnergias de ligação por núcleon dos núcleos iniciais sãomenores do que a energia de ligação por núcleon do núcleofinal;No sol, a fusão nuclear ocorre naturalmente;Com temperaturas superiores a 107°C, os núcleos de gáshidrogênio se fundem formando o gás hélio e mais umapartícula chamada nêutron.Perda de pequena quantidade de massa que se converteem enorme quantidade de energia.
  34. 34. 3.1- Energia liberada3.1- Energia liberadaProcessoProcesso
  35. 35. 3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearÉ qualquer sistema físico em que se produz e secontrola uma reação nuclear de fusão em cadeia.Embora existam vários métodos propostos esendo implementados para a geração de energiapor meio da fusão, ainda não existe um reatorque funcione satisfatoriamente.
  36. 36. 3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearReaçõesReaçõesdeutério-hélio 3deutério-trítioLiberam grande quantidade de energia por unidade demassa
  37. 37. 3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearProblemasProblemasO hélio 3 é raro;O trítio é muito raro e ao serem absorvidos por vários tiposde núcleos, podem originar núcleos radioativos,comprometendo a segurança das instalações;
  38. 38. 3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearSolução:Solução:A escassez de trítio pode ser resolvida porque o trítiopode ser produzido pelo bombardeamento de núcleos delítio 6 pelos nêutrons liberados num reator de fissão, deacordo com a seguinte reação:E os nêutrons produzidos podem ser absorvidos pornúcleos de lítio 6, segundo a mesma reação, com avantagem de se produzir mais trítio.
  39. 39. 3.2- Reator de Fusão Nuclear3.2- Reator de Fusão NuclearProblema MaiorProblema MaiorIncapacidade de se manter certa quantidade de plasma dedeutério e trítio num estado de temperatura e pressãoadequado para que ocorram as reações de fusão, duranteum intervalo de tempo longo o bastante para produzir umaquantidade de energia maior do que aquela consumida noprocesso.
  40. 40. 4- Reatores Nucleares4- Reatores Nucleares
  41. 41. 4.1- Funcionamento do Reator4.1- Funcionamento do Reator* Combustível* Combustível* Tubos* Tubos* Material moderador* Material moderador* Barras de controle* Barras de controle
  42. 42. 4.1.1- Reator Nuclear de Fissão4.1.1- Reator Nuclear de FissãoNúcleoNúcleoConstruído dentro de um forte recipiente de aço quecontém varetas de combustível feitas de materiais cindíveis(físseis) metidos dentro de tubos.Essas varetas produzem calor enquanto o combustível sofrea cisão (fissão).
  43. 43. 4.1.1- Reator Nuclear de Fissão4.1.1- Reator Nuclear de FissãoVaretas de controleVaretas de controleBoro ou cádmio - para absorver facilmente os nêutrons -são introduzidas e retiradas do núcleo, conforme anecessidade de estabilizar a reação, variando a corrente denêutrons no núcleo, controlando o ritmo de cisão e,portanto, o calor produzido.ModeradorModeradorReduz a velocidade a que os nêutrons são produzidos pelocombustível. Percorrendo o núcleo corre um refrigerante,líquido ou gasoso, que, ao ser aquecido pelo calor libertado,gera vapor de água que será canalizado para turbinas.
  44. 44. 4.1.1- Reator Nuclear de Fissão4.1.1- Reator Nuclear de Fissão
  45. 45. 4.3- Funcionamento do Reator4.3- Funcionamento do ReatorControleControle
  46. 46. 4.2- Reator Nuclear de Fusão4.2- Reator Nuclear de FusãoReatores de fusão ganharam grande destaque na imprensaporque oferecem importantes vantagens em relação aoutras fontes de energia.* Utilizarão fontes de combustível abundantes;* Não apresentarão fuga de radiação acima dos níveisnormais de radiação de fundo;* Produzirão menos lixo radioativo que os atuais reatoresde fissão.
  47. 47. 4.4- Principais4.4- PrincipaisPrincipais tipos de reatores de fissãoPrincipais tipos de reatores de fissão* LWR - Light Water Reators* CANDU - Canada Deuterium Uranium* HTGR - High Temperature Gás-cooled Reator
  48. 48. 4.4- Principais4.4- PrincipaisPrincipais tipos de reatoresPrincipais tipos de reatores* Reatores de água normal* Reatores de alta temperatura* Reatores reprodutores
  49. 49. 5- Usinas Nucleares na América do Sul5- Usinas Nucleares na América do Sul** Usinas no BrasilUsinas no BrasilAngra IAngra IIAngra III* Usinas na Argentina* Usinas na ArgentinaAtucha IAtucha IIEmbalse
  50. 50. 5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilFatos HistóricosFatos Históricos* Início das pesquisas década de 50, comAlmirante Álvaro Alberto.* 1951 criado o Conselho Nacional de Pesquisa.* 1953 Importação duas ultra-centrifugadoras.
  51. 51. 5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilFatos HistóricosFatos Históricos* De 1953 a 1969, período obscuro e lento dapolítica nuclear brasileira.* 1975 assinado acordo de cooperação nuclearcom Alemanha , compra de 8 usinas nucleares.* Motivação militar para uso nuclear como arma.(regime militar).
  52. 52. 5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilANGRA IANGRA I* Fabricada pela Westinghouse;* É uma usina com reatores tipo PWR;* Operando desde 1982.* Potência fornecida 657 MW.
  53. 53. 5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilANGRA IIANGRA II* Fabricada pela SIEMENS;* É uma usina com reator tipo PWR;* Início operação 2001* Potência de projeto fornecida 1309 MW.* Potência atingida com atualização do projeto 1530 MW.
  54. 54. 5.1- Usinas Nucleares no Brasil5.1- Usinas Nucleares no BrasilANGRA IIIANGRA III* Fabricada pela SIEMENS, agora AREVA;* É uma usina com reator tipo PWR;* Início previsto operações 2016.* Potência fornercida 1350 MW.* Máquinas todas estocadas e construção paralisada váriasvezes.
  55. 55. 5.1- Usinas Nucleares no Argentina5.1- Usinas Nucleares no ArgentinaATUCHA IATUCHA I* Fabrica pela SIEMENS;* Potência fornecida 357 MW.ATUCHA IIATUCHA II* Em construção;* Previsão gerar 745 MW.
  56. 56. 5.1- Usinas Nucleares no Argentina5.1- Usinas Nucleares no ArgentinaEMBALSEEMBALSE* Fabricada pela CANDU (Canadense);* Potência fornecida 648 MW.
  57. 57. 5- Usinas Nucleares na América do Sul5- Usinas Nucleares na América do SulPROJETOS DE OUTROS PAÍSESPROJETOS DE OUTROS PAÍSESChileChileEstá em estudo desde 2007 projeto para construção deuma usina nuclear.VenezuelaVenezuelaDesde 2005 mostrou interesse em pesquisas nucleares enão em construção de usinas nucleares.
  58. 58. 6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo Mundo
  59. 59. 6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoConsumoConsumo
  60. 60. 6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoCombustívelCombustível
  61. 61. 6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoCombustívelCombustível
  62. 62. 6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoCombustívelCombustível
  63. 63. 6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoO Futuro após FukushimaO Futuro após FukushimaPrevisão: de 1970 até o ano 2000, o mundo disporia deentre 3600 à 5000 gigawatts em capacidade nuclear.Realidade: No fim de 2012, chegava a apenas 335gigawatts, menos de um décimo do que se esperava.O acidente é o mais grave desde o de Chernobyl, naUcrânia, ocorrido em 1986.
  64. 64. 6- Usinas Nucleares pelo Mundo6- Usinas Nucleares pelo MundoO Futuro após FukushimaO Futuro após FukushimaO acidente demonstrou que o risco de acidentes é umfantasma que continua rondando esta alternativa degeração de energia.AlemanhaAlemanha: reatores serão desligados até 2022.Turquia:Turquia: abandonou o projeto de construir sua primeirausina nuclear.Japão e França:Japão e França: não possui alternativas e continuarãoinvestindo nesse setor.
  65. 65. 7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energéticaBRASILBRASIL
  66. 66. 7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energéticaMUNDOMUNDO
  67. 67. 7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energética7.1- Países mais dependentes da energia nuclear7.1- Países mais dependentes da energia nuclearFrança - 77,7%Bélgica - 54%Eslováquia - 54%Ucrânia - 47,2%Hungria - 43,2%
  68. 68. 7- Comparação com a Matriz energética7- Comparação com a Matriz energética7.2- Ranking dos países com reatores nucleares7.2- Ranking dos países com reatores nucleares1° Estados Unidos – 104 = 99.210MW2° França – 59 = 63.363MW3° Rússia – 31 = 21.743MW4° Coreia do Sul – 20 = 16.810MW20° Brasil – 2 = 1.901MW
  69. 69. 8- Licenciamento para Usinas Nucleares8- Licenciamento para Usinas Nucleares* Nuclear (CNEN)* Nuclear (CNEN)Norma NE 1.04 - Licenciamentos de InstalaçõesNucleares, nas quais a CNEN analisa e aprova adocumentação pertinente.CNEN (Comissão Nacional de Energia Nuclear)* Ambiental (IBAMA)* Ambiental (IBAMA)Lei nº 6.938/81, que estabelece as diretrizes daPolítica Nacional de Meio Ambiente.IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dosRecursos Naturais Renováveis)
  70. 70. 8- Licenciamento para Usinas Nucleares8- Licenciamento para Usinas NuclearesLicenças e autorizaçõesLicenças e autorizações* Aprovação do Local;* Licença de Construção,* Autorização para Utilização de Material Nuclear,* Autorização para Operação Inicial e* Autorização para Operação Permanente.
  71. 71. 8- Licenciamento para Usinas Nucleares8- Licenciamento para Usinas NuclearesO Licenciamento ambiental possui três etapasO Licenciamento ambiental possui três etapasdistintas:distintas:1- Licença Prévia (LP)1- Licença Prévia (LP)Planejamento da implantação;Alteração ou ampliação do empreendimento.2- Licença de Instalação (LI)2- Licença de Instalação (LI)Autoriza o início da obra ou instalação do empreendimento.3- Licença de Operação (LO)3- Licença de Operação (LO)Antes de o empreendimento entrar em operação.Cumprimento de todas as exigências e detalhes técnicosdescritos no projeto aprovado.
  72. 72. 8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1.1- Licenciamento Angra I8.1.1- Licenciamento Angra I* Aprovação do Local– Ofício CNEN no 190/70 de27/04/1970* Autorização para Instalação– Portaria CNEN n° 416 de13/07/1970* Licença de Construção: Ofício CNEN 82/74 de 02/05/74* Autorização para Operação Permanente (AOP): OfícioCNEN n° 124/10 de 09/08/2010* PCA protocolado no IBAMA em 05/03/2009.
  73. 73. 8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1.2- Licenciamento Angra II8.1.2- Licenciamento Angra II* Autorização para Construção: Despacho PR-4840/74 de03/06/74;* Aprovação de Local: Ofício CNEN n° 110/76 de 22/11/76;* Licença de Construção: Resolução CNEN n° 16/81 de13/11/81;* Autorização de Operação Inicial (14ª Renovação):Portaria CNEN/PR n° 068/10 de 23/07/2010;* Licença de Operação n° 047 de 29/07/1999 e renovadaem 28/07/2000 por 3 meses. Esta licença foi emitidasomente para a realização do comissionamento da Usina.
  74. 74. 8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1- Licenciamento usinas do Brasil8.1.3- Licenciamento Angra III8.1.3- Licenciamento Angra III* Possui LP (60 Condicionantes) e LI (46 Condicionantes)em fase de atendimento;* Licença Prévia n° 279 de 23/07/2008;* Licença de Instalação n° 591 de 05/03/2009 (retificadaem 02/12/2009);* Aprovação do Local – Ofício CNEN n° 19/80, de 14/04/80,Resolução CNEN nº 011/02, 19/09/2002.* Licença de Construção - Resolução CNEN nº 077/10 de25/05/2010.
  75. 75. 8.2- Lixo Nuclear8.2- Lixo NuclearO lixo nuclear é o material radioativo já usado, que precisaser descartado com segurança.É extremamente perigoso, pois emitem ondas de altafrequência, chamadas radiação, capazes de danificartecidos vivos.Parte do lixo pode ser reprocessada para a produção denovo combustível nuclear, mas o restante tem de serenterrado, ou tratado em usinas especiais.Guardar o lixo nuclear é difícil, porque há sempre o perigode um vazamento.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×