Siepe phamela

203 views
146 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
203
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Siepe phamela

  1. 1. Por que ler sentado? A dança na aula de leitura O presente estudo vincula-se ao PIBID/CAPES Letras Língua Materna da Unipampa, do CampusJaguarão. A leitura, na escola Castelo Branco, localizada em um bairro da cidade de Jaguarãoacontece de forma tradicional usando o livro didático como instrumento fundamental no processode leitura. A nossa ideia consiste em discutir a possibilidade de se inserir a dança na aula deleitura. Para isso, desenvolvemos uma releitura das estratégias propostas por Solé (1998)inserindo a dança em suas sugestões de atividades para antes, durante e depois da leitura. Talproposta será executada em uma escola municipal de Jaguarão, em uma turma de 7° série.Partimos do pressuposto de que os alunos vivem em um contexto ligado à música. Além disso, oensino de música teve sua lei sancionada em 18 de agosto de 2008, tendo como data limite paraser implantado em escolas públicas e privadas o ano de 2012. Tais argumentos embasam ainserção de propostas coreográficas na sala de aula. Este trabalho tenta cativar os alunos para aleitura através da expressão corporal. Isto se justifica com as palavras de Kleiman (1998): “aspessoas leem com seus corpos”. Com isso, nossa metodologia consiste na divisão de grupos, emque os alunos escolherão músicas, previamente selecionadas, para fazerem suas representaçõescoreográficas e um estudo literário. Este trabalho não acontecerá isoladamente, pois estáintegrado ao teatro de fantoches e à criação de histórias em quadrinhos. Nosso argumento, àprimeira vista, pode parecer inovador, mas outros autores como Isabel Marques (1997) e EricaVerderi (2009) atuam com a temática dança na escola. O inovador está na forma que vamospropor uma aula de leitura diferenciada, onde o corpo ultrapassa as fronteiras do disciplinadopara dinamizar a aula de língua materna no espaço escolar. Com a inserção desta proposta dentrodesta escola pretendemos desenvolver nos alunos um leitor capaz de entender não só as palavrasexpostas ao texto, mas também todas as possibilidades que estão em torno da escrita.

×