Your SlideShare is downloading. ×
A terminologia da Nanociência e Nanotecnologia: descrição e análise morfológica
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A terminologia da Nanociência e Nanotecnologia: descrição e análise morfológica

562
views

Published on

Apresentado no I SELEX, UFSCar, 2009

Apresentado no I SELEX, UFSCar, 2009

Published in: Education, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
562
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A terminologia da Nanociência e Nanotecnologia: descrição e análise morfológica Joel Sossai Coleti Profa. Dra. Gladis Maria de Barcellos Almeida (Orientadora)
  • 2. EQUIPE “ Terminologia em Língua Portuguesa da Nanociência e Nanotecnologia: Sistematização do Repertório Vocabular e Elaboração de Dicionário-Piloto” (Apoio: CNPq / Processo n°. 400506/2006-8) Coordenadora: Gladis Maria de Barcellos Almeida (UFSCar) Pesquisadores: Joel Sossai Coleti (UFSCar – IC) Daniela Ferreira de Mattos (UFSCar – IC) Colaboradores: Ariane Di Felippo (UFSCar) Luiz Carlos Genoves Jr (Google) Arnaldo Candido Júnior (USP – Doutorado) Sandra Maria Aluísio (USP) Daniel Feitosa (USP - IC)
  • 3. MOTIVAÇÃO Comprovar a semelhança dos processos de formação lexical para o léxico especializado e geral. Dessa forma, os léxicos de especialidade confirmam-se como parte integrante da língua natural e não como constituintes de línguas artificiais apartadas.
  • 4. MOTIVAÇÃO Estabelecer os padrões morfológicos recorrentes para contribuir com o processo semi-automático de extração de termos, a partir de corpus.
  • 5. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Lingüística >> Morfologia Terminologia >> Teoria Comunicativa da Terminologia PLN >> Lingüística de Corpus
  • 6. CORPUS
    • 2.739.621 palavras
    • 1.057 textos de 57 fontes diferentes
    • Gêneros textuais: científico, científico de divulgação, informativo, técnico-administrativo e outros
  • 7. EXTRAÇÃO DE TERMOS
    • Extração semi-automática: Pacote NSP + StopList + Revisão
    • 587 615 candidatos a termos extraídos semi- automaticamente
    • 3 069 termos aprovados (pelo Terminólogo e pelo Especialista de Domínio)
    • 0,52%
  • 8. RECORTE DA TERMINOLOGIA
    • 10% mais freqüentes por n-grama
    • 305 termos
  • 9. TIPOLOGIA DOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO LEXICAL (ALVES, 2004)
  • 10. DESCRIÇÃO E ANÁLISE
  • 11. BASE DE COMPARAÇÃO Base de Neologismos do Português Brasileiro Contemporâneo Observatório de Neologismos Científicos e Técnicos do Português Contemporâneo do Brasil Coordenação: Profa. Dra. Ieda Maria Alves
  • 12. PROCESSOS MAIS FREQÜENTES
  • 13. PROCESSOS MAIS FREQÜENTES
  • 14. PROCESSO SINTÁTICO DE COMPOSIÇÃO (...) rapidamente verificamos que, no âmbito das linguagens científicas e técnicas, é muito freqüente o recurso à composição. Correia (1998)
  • 15. PROCESSO SINTÁTICO DE COMPOSIÇÃO (...) resultam de uma indecisão em relação à designação de uma nova noção. A denominação em forma de sintagma pode vir a ser substituída por uma única base ou o sintagma pode chegar a cristalizar-se e inserir-se no léxico da língua. Alves (2004)
  • 16. PROCESSO SINTÁTICO DE COMPOSIÇÃO
  • 17. DENSIDADE TERMINOLÓGICA As terminologias, influenciadas pelos fatores socioculturais e lingüísticos de uma comunidade, bem como pelos canais comunicativos por onde circulam e se difundem, apresentam diferentes graus de especialização não se constituindo como um todo uniforme, mas sim apresentando necessidades, pressupostos e motivações variados. Cabré (1998) e Aubert (1996)
  • 18. DENSIDADE TERMINOLÓGICA
  • 19. DENSIDADE TERMINOLÓGICA
  • 20. (RELEMBRANDO) MOTIVAÇÃO Comprovar a semelhança dos processos de formação lexical para o léxico especializado e geral.
  • 21. (RELEMBRANDO) MOTIVAÇÃO Estabelecer os padrões morfológicos recorrentes para contribuir com o processo semi-automático de extração de termos, a partir de corpus.
  • 22. OBRIGADO!!!! www.geterm.ufscar.br

×