Your SlideShare is downloading. ×
UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP               CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA                    CURSO DE PEDAGOGIA      ...
INDICE:Introdução.....................................................................................................1) E...
Introdução     Este trabalho tem como objetivo o propósito de desenvolver um Projeto de Ensinocom competências e habilidad...
que a verdadeira educação é aquela que cria na criança o despertar, a busca peloconhecimento, de explorar, de observar, de...
1) Educação lúdica, prática docente, gestão educacional e m   Metodologia da Matemática:      A ludicidade é assunto que t...
levando-o a perceber a importância desse aprendizado para sua vida cotidiana. Assim,tem-se que ter bem claro o papel do pr...
2) Projeto Aprendendo Dinheiro, Brincando De Mercadinho:Este projeto será aplicado com crianças entre 9 a 14 anos de uma 3...
para a criança colocar em jogo seus conhecimentos, visto que, de maneira informal, oaluno se sente mais a vontade para se ...
10)interação entre escola, família e comunidade reconhecendo costumes e produtosoriundos da região que moramos.   4)Projet...
9) noções de peso/ quantidade;       10)interação entre escola, família e comunidade reconhecendo costumes e       produto...
i) Recursos de Ensino:         Ler e escrever.         Conhecer adição, subtração com empréstimo, multiplicação e divisão ...
Na escola atual, o professor não pode ser apenas informante para o aluno, massim, seu orientador e estimulador; que o leve...
1997._____. Ministério da Educação. Secretaria de Ensino Fundamental. ParâmetrosCurriculares Nacionais: Ensino Fundamental...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinho

10,146

Published on

2 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
10,146
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
71
Comments
2
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Trabalho metodol matematica: brincando de mercadinho"

  1. 1. UNIVERSIDADE ANHANGUERA – UNIDERP CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO DE PEDAGOGIA Competências Profissionais 6º semestreCRISTIANE PERES MAIESKI LOPES RA: 281581DAIANE ROCHA RA:222313SILVIANE FOGAÇA RA:263046TAÍS CEZAR RA:283400 Atividade Prática Supervisionada (ATPS) entregue como requisito para conclusão da disciplina “Competências Profissionais”, sob orientação do professor-tutor a distância Maria Gilse T. Lazzari Perosa. Porto Alegre, 2012
  2. 2. INDICE:Introdução.....................................................................................................1) Educação lúdica, prática docente, gestão educacional e metodologia da Matemática................................................................................................2) Projeto Aprendendo Dinheiro, Brincando De Mercadinho..................................2.1) Justificativa de aprendizagem..............................................................................3) Objetivos de Aprendizagem................................................................................... 4) Projeto de Ensino e Aprendizagem........................................................................Considerações Finais....................................................................................................Referências Bibliográficas...........................................................................................
  3. 3. Introdução Este trabalho tem como objetivo o propósito de desenvolver um Projeto de Ensinocom competências e habilidades com postura investigativa, integrativa e propositivaem face de realidades complexas, com vistas a contribuir para a superação deexclusões sociais, étnico-raciais, econômicas, culturais, religiosas, políticas eoutras.Visa desenvolver nos alunos “capacidades de ordem cognitiva, física, afetiva, derelação interpessoal e inserção social, ética e estética com intuito de uma formaçãoampla”. Alicerçadas no PCNs (1997), que sugerem ao sistema educacional capacidadesque devem ser desenvolvidas pelos discentes no decorrer de sua escolaridade, definimosos objetivos educacionais em termos de capacidades e necessidades, pois, ao seremdesenvolvidas, podem se expressar em diversos comportamentos e, o professor,consciente disso, tem maiores possibilidades de trabalhar respeitando a diversidade deseus alunos. Nesse sentido, o ensino nas séries iniciais busca desenvolver nos alunos,até o final do 2º ciclo, capacidades básicas, como demonstra os PCNs das sériesiniciais: I - o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno domínio da leitura, da escrita e do cálculo; II - a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade; III - o desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores; IV - o fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social (BRASIL, 1997, p. 15). Tendo o conhecimento que a ludicidade se tornou tão importante paraa saúde mental do ser humano, descobrimos que é um espaço que merece atenção dospais e educadores, pois é o espaço para expressão mais genuína do ser, é o espaço e odireito de toda a criança para o exercício da relação afetiva com o mundo, com aspessoas e com os objetos. Sendo assim, o lúdico indispensável nas atividades propostaspelo nosso Projeto de Ensino, tornando um elo facilitador do processo de ensino-aprendizagem. Acreditamos que a educação não tem outro caminho senão organizar seusconhecimentos, partindo das necessidades e interesse do aluno. Tendo a consciência de
  4. 4. que a verdadeira educação é aquela que cria na criança o despertar, a busca peloconhecimento, de explorar, de observar, de trabalhar, de jogar, em suma, de viver,trocar conhecimentos, uma forma prazerosa de compreender o mundo ao seu redor. O projeto vem a analisar as práticas didáticas de ensino de Matemáticadesenvolvendo atividades aliada a ludicidade, que priorizam a melhora doprocesso do ensino e aprendizagem estabelecendo diálogo entre a área educacionale as demais áreas do conhecimento.
  5. 5. 1) Educação lúdica, prática docente, gestão educacional e m Metodologia da Matemática: A ludicidade é assunto que tem conquistado espaço no panorama nacional. O jogo,a brincadeira e o brinquedo são a essência da infância e utilizá-los permite um trabalhopedagógico que possibilite a produção do conhecimento, da aprendizagem e dodesenvolvimento. Cabe ao educador criar um ambiente que reúna elementosmotivacionais e que a criança sinta prazer na realização das atividades. Uma das formasmais expressivas de socialização e aprendizagem da criança no meio escolar são asatividades lúdicas. O lúdico possibilita o estudo da relação da criança com o mundo externo,integrando estudos específicos sobre a importância do lúdico na formação dapersonalidade. Através da atividade lúdica e do jogo, a criança forma conceitos,seleciona ideias, estabelece relações lógicas, integra percepções, faz estimativascompatíveis com o crescimento físico e desenvolvimento e, o que é mais importante, vaise socializando. A convivência de forma lúdica e prazerosa com a aprendizagem proporcionará acriança estabelecer relações cognitivas às experiências vivenciadas, bem como,relacioná-la as demais produções culturais e simbólicas conforme procedimentosmetodológicos compatíveis a essa prática. Várias são as razões que levam os educadores a recorrer às atividades lúdicas e autilizá-las como um recurso no processo de ensino-aprendizagem:* As atividades lúdicas correspondem a um impulso natural da criança e, neste sentido,satisfazem uma necessidade interior, pois o ser humano apresenta uma tendência lúdica;* O lúdico apresenta dois elementos que o caracterizam: o prazer e o esforçoespontâneo. Ele é considerado prazeroso, devido a sua capacidade de absorver oindivíduo de forma intensa e total, criando um clima de entusiasmo. É este aspecto deenvolvimento emocional que o torna uma atividade com forte teor motivacional, capazde gerar um estado de vibração e euforia. Em virtude desta atmosfera de prazer dentroda qual se desenrola, a ludicidade é portadora de um interesse intrínseco, canalizando asenergias no sentido de um esforço total para consecução de seu objetivo. Portanto, asatividades lúdicas são excitantes, mas também requerem um esforço voluntário. É comum na escola de hoje ser desenvolvido um trabalho pedagógico compreocupação em preparar o aluno para as mudanças constantes no mundo em que vive,prepará-lo para a tomada de atitudes e para o exercício consciente de seus direitos edeveres, mas, principalmente, instrumentalizá-lo para o aprendizado escolar e sua,
  6. 6. levando-o a perceber a importância desse aprendizado para sua vida cotidiana. Assim,tem-se que ter bem claro o papel do professor em elaborar aulas com planejamento ecriatividade, utilizando-se de recursos variados e contextualizando o conteúdo escolarcom o cotidiano vivido pelo aluno. Também é papel do professor instrumentalizar oaluno para que ele possa transformar a si, à sua realidade e as pessoas de seu entornocom o seu conhecimento. Ele não deveria sair da escola sem saber para que ele estudou.É o que pais, mercado de trabalho e a sociedade em geral esperam do papel da escola etrabalho pedagógico desenvolvido nela e dos professores. Afirma Piaget (1998), o paida gênese da estrutura lógica do pensamento, que: “hoje sabemos que o jogo em sala deaula é uma estratégia didática que possibilita a criança chegar à descoberta e aconstrução de conhecimentos”. O ensino da matemática, por ser uma ciência exata, nos remete ao erro depensarmos em uma única maneira de chegarmos a uma resposta, quando na verdade aspossibilidades e caminhos para isso são inúmeras.Para as crianças, nos primeiros anos de escolaridade, entender o que é a matemática esuas funções na vida diária é muito abstrato e neste momento o lúdico se faz presente,pois este sim, faz parte do contexto de infância da criança, afinal, brincar faz sentidopara ela. Outro motivo para a introdução de jogos nas aulas de matemática é a possibilidade de diminuir bloqueios apresentados por muitos de nossos alunos que temem a Matemática e sentem-se incapacitados para aprendê-la. Dentro da situação de jogo, onde é impossível uma atitude passiva e a motivação é grande, notamos que, ao mesmo tempo em que estes alunos falam Matemática, apresentam também um melhor desempenho e atitudes mais positivas frente a seus processos de aprendizagem. (Borin,1996,9) Partindo do princípio de que a verdadeira educação é aquela que cria na criança omelhor comportamento para satisfazer suas múltiplas necessidades orgânicas eintelectuais com a necessidade de saber, de explorar, de observar, de trabalhar, de jogar,em suma, de viver, acredita-se, então, que a educação não tem outro caminho senãoorganizar seus conhecimentos, partindo das necessidades e interesse do aluno. O uso de jogos e brinquedos matemáticos na construção da aprendizagem por suaimportância e frequência se destaca dentre as estratégias que a criança utiliza paraconstruir seu conhecimento na infância assim como seu desenvolvimento lógico depensamento. Ele acompanhará nas suas modalidades distintas, nas mudanças demotivação e incentivo a ação de cada período de seu desenvolvimento. Os jogos e brinquedos em sala de aula são uma ótima proposta pedagógica:propicia a relação entre parceiros e grupos e, nessas relações, podemos observar adiversidade de comportamento das crianças para construir estratégias para a vitória eque é um fator de avanço cognitivo, pois durante o jogo a criança estabelece decisões,entra em conflitos com seus adversários e reexamina seus conceitos.
  7. 7. 2) Projeto Aprendendo Dinheiro, Brincando De Mercadinho:Este projeto será aplicado com crianças entre 9 a 14 anos de uma 3ª série do EnsinoFundamental - anos iniciais numa escola estadual de periferia com uma turma de 15meninos e 9 meninas, totalizando 24 alunos frequentes, com necessidade decompreender melhor o ensino da matemática e que possui uma titular que propiciamomentos de aprendizagem de todas as áreas de conhecimentos.2.1 Justificativa de aprendizagem Muitos alunos, antes mesmo de “ decifrarem” o mundo escrito que os rodeiam, jáconvivem com a matemática em várias situações de seu cotidiano. Assim como esseprojeto vem a simplificar a compreensão e incorporar a aprendizagem do SistemaMonetário |Brasileiro, conteúdo da 3ª série do Ensino Fundamental – Anos Iniciais ,adequando o ensino da matemática e a interdisciplinaridade de ensino. O Projeto favorece o conhecimento do dinheiro; a valorização das compras comconsciência crítica de consumo; cálculos e resoluções de problemas concretos com asquatro operações fundamentais da matemática; leitura e interpretação textual através depesquisa feita pela internet; iniciação ao uso do computador na pesquisa, confecção detabelas, desenhos e textos; uso da calculadora; iniciação de pesquisa de campo e suaorganização nos dados coletados para divulgação; leitura e re-utilização de embalagense rótulos dos produtos usados no cotidiano, bem como, a veracidade de suasinformações; noções de peso/ quantidade; interação entre escola, família e comunidadereconhecendo costumes e produtos oriundos da região que moramos. Hoje, ao entrarmos em uma sala de aula, na maioria da vezes, observamos criançasfalantes e inquietas, geralmente pouco interessada em seus deveres, muitoquestionadoras e dinâmicas em seus pensamentos e associações. O professor nesteprojeto de aprendizagem busca não ser só um ser o possuidor do conhecimento masidentificar o que os alunos de hoje trazem em sua “bagagem pessoal”, e somar naprática vivenciada ampliando sua área de conhecimento, desenvolvendo a socializaçãocom os colegas de forma ativa , questionadora e estimulante no processo de ensino. No processo de aprendizagem, o aluno constrói representações, o que pode nãofazer sentido para muitas pessoas, mas é coerente ao indivíduo, remetendo-o a saberessociais e culturais adquiridos através de sua interação com a escola. Freire afirma que: ‘’Toda prática educativa demanda a existência de sujeitos, um que, ensinando, aprende, outro que, aprendendo, ensina, daí o seu cunho gnosiológico; a existência de objetos, conteúdos a serem ensinados e aprendidos; envolve o uso de métodos, de técnicas, de materiais; implica, em função de seu caráter diretivo, objetivo, sonhos, utopias, ideais (FREIRE, 1996, p. 69-70)’’ Diante de um problema apresentado, o aluno necessita criar hipóteses e experienciá-las. Os conhecimentos gerados a partir disso têm forte influência na expectativa que oaluno tem do professor, de si mesmo e da escola, no seu interesse e motivaçãopessoal. O lúdico, neste contexto, se apresenta como um importantíssimo instrumento
  8. 8. para a criança colocar em jogo seus conhecimentos, visto que, de maneira informal, oaluno se sente mais a vontade para se expor seus pensamentos.Etapa 3 Elabore os objetivos do projeto, refletindo sobre as características de um objetivo, bemcomo os conteúdos adequados à realidade apresentada. Também é relevante para quedesenvolva os componentes do projeto, possibilitando que proceda à seleção do materialbibliográfico, cronograma e, também, à revisão geral do material produzido até o momento.**DESENVOLVER 3º RELATORIO em até 4pag.***************Desenvolver os objetivos do projeto de ensino:a) descrever os resultados da aprendizagem desejada, refletindo a respeito do queos estudantes estarão aptos a fazer durante e ao final do projeto;b) ser claros, precisos e explícitos, descrevendo o que os estudantes estarão aptos arealizar em virtude da instrução recebida;c) ser facilmente compreendidos pelos estudantes e por outras pessoas;d) ser relevantes para o propósito da aprendizagem dos estudantes e da disciplinano currículo, em virtude dos conteúdos oferecidos;e) ser realizáveis ou passíveis de serem alcançados pelos alunos, considerando suascompetências e o meio em que estão inseridos.3 ) Objetivos de Aprendizagem:Através deste projeto quer se incorporar a aprendizagem do Sistema Monetário |Brasileiro, conteúdo da 3ª série do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, os seguintesobjetivos:1) o conhecimento do dinheiro;2) a valorização das compras com consciência crítica de consumo;3) cálculos e resoluções de problemas concretos com as quatro operações fundamentaisda matemática;4) leitura e interpretação textual através de pesquisa feita pela internet;5) iniciação ao uso do computador na pesquisa, confecção de tabelas, desenhos e textos;6) uso da calculadora;7) iniciação de pesquisa de campo e sua organização nos dados coletados paradivulgação;8) leitura e re-utilização de embalagens e rótulos dos produtos usados no cotidiano, bemcomo a veracidade de suas informações;9) noções de peso/ quantidade;
  9. 9. 10)interação entre escola, família e comunidade reconhecendo costumes e produtosoriundos da região que moramos. 4)Projeto de Ensino Aprendizagem a) Público-alvo: Este projeto será aplicado com crianças entre 9 a 14 anos de uma 3ª série do Ensino Fundamental - anos iniciais. b) Perfil da turma para qual a aula será preparada: Em uma escola estadual de periferia com uma turma de 15 meninos e 9 meninas, totalizando 24 alunos frequentes, que possui uma titular que propicia momentos de aprendizagem de todas as áreas de conhecimentos. c) Tempo de duração: Pode durar até 3h. d) Tema da aula: Projeto Aprendendo Dinheiro, Brincando de Mercadinho. e) Justificativa: O aluno aprende de forma objetiva através das atividades interdisciplinares de conteúdos, vivenciada em sala de aula na prática. Ampliando sua área de conhecimento, desenvolvendo a socialização com os colegas de forma ativa, questionadora , estimulante de acessível compreensão. O lúdico, neste projeto, se apresenta como um importantíssimo instrumento paraa criança colocar em jogo a ampliação de seus conhecimentos. f) Objetivos da aula a ser planejada: Através deste projeto quer se incorporar a aprendizagem do Sistema Monetário | Brasileiro, conteúdo da 3ª série do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, os seguintes objetivos: 1) o conhecimento do dinheiro; 2) a valorização das compras com consciência crítica de consumo; 3) cálculos e resoluções de problemas concretos com as quatro operações fundamentais da matemática; 4) leitura e interpretação textual através de pesquisa feita pela internet; 5) iniciação ao uso do computador na pesquisa, confecção de tabelas, desenhos e textos; 6) uso da calculadora; 7) iniciação de pesquisa de campo e sua organização nos dados coletados para divulgação; 8) leitura e re-utilização de embalagens e rótulos dos produtos usados no cotidiano, bem como a veracidade de suas informações;
  10. 10. 9) noções de peso/ quantidade; 10)interação entre escola, família e comunidade reconhecendo costumes e produtos oriundos da região que moramos g) Conteúdo previsto para a aula: Matemática: Adição, subtração, multiplicação, divisão. Conhecimento do Sistema monetário. Conhecimento de noções de peso. h) Procedimentos de Ensino e Método:- Os alunos farão a leitura nas páginas da internet recomendadas ou escolhidas por elese deverão fazer anotações pertinentes ao texto escolhido;- Os alunos farão a preparação de seu tema para apresentação aos colegas dos outrosgrupos;- Apresentação dos trabalhos por cada grupo,- Confecção de um texto coletivo referente às pesquisas feitas;- Far-se-á uma pesquisa sobre o que e quais os produtos usados em casa; Após, cadaaluno trará a listagem de seus produtos. Dividir a sala nos seguintes grupos:- Alimentos- Higiene pessoal- Higiene da casa- Enlatados- Doces e salgadinhos- Frutas e verduras- Produtos gelados- Cada grupo fará uma lista com os produtos e preços que deverão ser pesquisadosdentro da realidade dos alunos;- Com o menor preço, cada grupo fará a sua tabela de preços para venda em seumercado;- Cada grupo deverá coletar informações sobre os produtos que irá vender e fazer 3anúncios para produtos diferentes;- As cédulas serão distribuídas pela professora ( dinheirinho comprado em lojas de umreal), conforme atividades realizadas pelo grupo e que previamente farão o preço(quanto vale) cada atividade;- As moedas serão confeccionadas pelos alunos no Power paint, na sala de informática.O MERCADO Cada grupo fará a exposição de suas mercadorias a serem vendidas e enquantoalguns do grupo vendem, os outros do grupo fazem visitas aos outros para comprar,depois se revezam. Cada aluno deverá anotar o que vendeu e o preço da mercadoria, bem como tudo oque comprou e seu preço, pois com essa lista criar-se-á problemas durante as aulas.
  11. 11. i) Recursos de Ensino: Ler e escrever. Conhecer adição, subtração com empréstimo, multiplicação e divisão de números. Criatividade. j) Avaliação: A avaliação será feita através de atividades concretas, realizadas no decorrer dasapresentações, mercado, compras e vendas. k) Recursos Materiais. Computadores ligados a internet, material de uso diário na escola como papel, lápis,embalagens, lista de preços de mercadorias, recursos de programas para tabelas, desenhos e textos no PC. l) Referências Bibliográficas.BARATOJO, José Teixeira e VOLQUIND, Léa. Matemática nas séries iniciais. POA,Sagra Luzzatto,1998.NUNES, Terezinha e BRYANT, Peter. Crianças fazendo matemática. POA, Artmed,1997.PARRA, Cecilia e SAIZ, Irma (org). Didática da matemática – reflexõespsicopedagógicas. POA,Artmed, 1996.RANGEL, Ana Cristina S. Educação Matemática e a Construção do Número pelacriança. POA, Artmed,1992.Considerações Finais Buscando uma forma de aprendizagem mais significativa no ensinofundamental descobrimos que, para se desenvolver a competência da matemática,através de uma aprendizagem mais contextualizada, é necessário que o conceitomatemático seja acompanhado de situações e exemplos que lhe deem materialidade, ouseja, em que o conceito esteja sendo efetivamente aplicado aliado a ludicidade. .
  12. 12. Na escola atual, o professor não pode ser apenas informante para o aluno, massim, seu orientador e estimulador; que o leve a autoaprendizagem a partir daquilo queele já sabe, e também da interação com o professor e seus colegas. Educar não é apenasa troca de informações ou saberes (como na escola tradicional) e sim, o ato de conduziro aluno à descoberta, à reconstrução de conhecimentos que o façam transformarem arealidade em que vive e, assim, entender o mundo. Então surge o “Projeto AprendendoDinheiro, Brincando de Mercadinho“. Neste sentido, a construção e a reconstruçãoda aprendizagem se colocam como peças-chave para a transformação doindivíduo, em ser capaz de compreender o mundo à sua volta. Este projeto permite que o aluno percebendo que a matemática está presente nocotidiano das pessoas , colocou-se como objetivo principal propor e analisar estratégiasde ensino-aprendizagem nas séries iniciais que possibilitem aos alunos a formação deatitudes, a criatividade, o senso crítico, o respeito ao outro e o domínio da matemática.Referências bibliográficasFREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à práticaeducativa. 22ª ed., São Paulo: Paz e Terra, 2002.RAU, Maria Cristina Trois Dorneles. A ludicidade na Educação: Uma atitudepedagógica. 2° edição rev., atual, ampl. (série dimensões da educação).Curitiba: Editora IBPEX, 2011.• KAMII, Constance. A Criança e o Número. 35. ed. São Paulo: Papirus, 2007.• KISHIMOTO, Tizuko Morchida (Org.). O brincar e suas teorias. 2. ed. São Paulo:• MACEDO, Lino; SÍCOLI, Ana Lúcia; PASSOS, Norimar Christe. Os jogos e o lúdicona aprendizagem escolar. São Paulo: Artmed, 2009.• RAMOS, Luzia F. Conversas sobre números, ações e operações: uma proposta criativapara o ensino da matemática nos primeiros anos. São Paulo: Ática, 2009.• VASCONCELLOS, Celso dos S. Planejamento: Projeto de Ensino-aprendizagem eProjeto Político Pedagógico. 11. ed. São Paulo: Libertad, 2002.• VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político Pedagógico: uma construçãopossível. 17. ed. Campinas: Papirus, 2004, v.1..SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998._____. _____. Secretaria de Ensino Fundamental. Introdução aos ParâmetrosCurriculares Nacionais: Ensino Fundamental (1ª a 4ª série). Brasília: MEC/SEF,
  13. 13. 1997._____. Ministério da Educação. Secretaria de Ensino Fundamental. ParâmetrosCurriculares Nacionais: Ensino Fundamental (1ª a 4ª série): Matemática.Brasília:MEC/SEF, 1997.

×