Projeto de Leitura

33,823 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
33,823
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
229
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto de Leitura

  1. 1. PROJETO LEITURA ProfᵃJocianeAraujo Peres da Luz. .1. Tema: Projeto de Leitura1.2 Delimitação do Tema:1.2.1 Estrutura e Metodologia do Projeto de Leitura1.2.1.1. Tipo de Textos: verbais e não verbais1.2.1.2. Estudo do Texto1.2.1.3. Compreensão e Interpretação1.2.1.4. Leitura Expressiva do Texto1.2.1.5. Socialização da Leitura1.2.1.6. Leitura Extraclasse2. Objetivos 2.1.Objetivo Geral 2.2.Objetivos Específicos3. Justificativa4. Metodologia5. Fundamentação Teórica
  2. 2. 6. Resultados7. Referências Bibliográficas
  3. 3. 1. Tema: Projeto de Leitura O trabalho com leitura deve ser uma prática constante a fim de se formar leitores competentes seja ele em classe ou extraclasse. Conforme os PCNs – Parâmetros Curriculares Nacionais – entende-se por leitor competente: “Formar um leitor competente supõe formar alguém que compreenda o que lê; que possa aprender a ler também o que não está escrito, identificando elementos implícitos; que estabeleça relações entre o texto que lê e outros textos já lidos; que saiba que vários sentidos podem ser atribuídos a um texto; que consiga justificar e validar a sua leitura a partir da localização de elementos discursivos que permitam fazê-lo”. (Parâmetros Curriculares Nacionais – Língua Portuguesa, p.36) É sabido que, por vários motivos, muitos alunos não têm contato com leitura dequalidade e nem o costume de ler. Neste caso, a escola torna-se, muitas vezes, o únicoambiente em que esses alunos podem interagir com textos de qualidade e diversificados. Diante este contexto cria-se este projeto de leitura na EJA Continente I -Coqueiros(Florianópolis/SC) apoiando-se em estudos recentes da linguística e da análise do discurso como interesse em explorar (seja na condição de receptor ou de produtor) outras linguagens sejamelas verbais ou não verbais como os anúncios publicitários, imagens diversas, notícias,reportagens, entrevistas, etc. O trabalho com projeto de leitura é uma forma de garantir a participação efetiva doaluno-sujeito na construção do conhecimento com abordagem da língua e da linguagem tendocomo horizonte a perspectiva do texto e do discurso. Em suma, deve-se abordar a leitura sob a perspectiva da língua como instrumento decomunicação, de ação e interação social, reflexão sobre a língua e competência comunicativa.(CEREJA & MAGALHÃES, 2009)
  4. 4. 1.2 Delimitação do Tema: O projeto de leitura propostopor este Núcleo de trabalho se limitará , dentro da suaestrutura e metodologia de ensino, às questões dos tipos de textos sejam eles verbais e nãoverbais, ao estudo do texto em si, à compreensão e interpretação do material estudado,leitura expressiva do texto seja hora pelo professor, aluno ou o grupo todo, socialização dacompreensão e interpretação dos textos lidos (inicialmente só de forma oral para talvez,posteriormente, escrito) e leitura extraclasse pelos alunos. O tema delimita-se como mencionado acima uma vez que é um projeto inicial quequer enfatizar os processos de leitura. Seguindo, além dos PCNs, a Proposta curricular da RedeMunicipal de Florianópolis, “a) Leitura: não é apenas decifração, como se a língua fosse mero código para transmissão e recepção de mensagens. Leitura pressupõe interpretação, atribuição dos sentidos, compreensão e possibilidade de resposta, ainda que apenas interior (atitude responsiva ativa, nos termos de Backtin). Dado que a leitura, no contexto pedagógico, precisa ser desenvolvida através de mediação, é um desafio observar e analisar textos para encontrar neles as pistas que podem levar e interpretar e as pistas que apontam para sua intertextualidade, ou seja, sua relação social e semântica com outros textos, próximo no lugar e no tempo ou muito distantes”. (PMF/SME, 2008) 1.2.1 Estrutura e Metodologia do Projeto de Leitura O projeto está estruturado conforme citado acima. Quanto a metodologia a serempregada é de natureza com abordagem qualitativa. Quanto aos objetivos descritivos pormeio de relatos de experiências e, aos procedimentos técnicos, por meio de materiaisbibliográficos, jornais, revistas, propagandas publicitárias, entrevistas escritas, imagensdiversasentre outros.1.2.1.1. Tipo de Textos: verbais e não verbais Seguindo a orientação sócio histórico de ensino e aprendizagem de gêneros, secomtemplarão textos verbais e não verbais visto que a sociedade possui várias formas de secomunicar. De acordo com os estudos feitos por Backhtin sobre os gêneros, todo o enunciadoreflete algumas condições e finalidades seja pelo conteúdo (tema enunciado), estilo verbal
  5. 5. (apelo aos recursos da língua: léxico, fraseologia e gramática) e construção composicional (aforma como o enunciado foi construído em si). (BACKHTIN, 2003) Nesse sentido, crê-se que, a linguagem como instrumento de comunicação, deve serabordadanestes tipos de textos considerando a sua complexidade e mostrando aos alunos taispossibilidades de comunicação e permitindo-os inserirem-se na sociedade e exercer acidadania sem estigmatizações.1.2.1.2. Estudo do Texto Seguindo os PCNs e a Proposta Curricular da Rede Municipal de Ensino deFlorianópolis e os princípios norteadores deste projeto é a diversidade textual, com enfoquenos textos informativos compreendidos nos jornais, revistas, folhetos e outros em suasdiferentes variedades: notícias, reportagens, anúncios, etc, façam eles uso da linguagem verbalou não verbal. Inicialmente, os textos serão escolhidos pelo grupo de professores do Núcleo levandoem conta múltiplas abordagens, a diversidade quanto à linguagem, ao gênero ou ao tipo detexto, a adequação à faixa etária e o grau de dificuldade que o texto oferece, tendo em vista oprocesso de desenvolvimento de habilidades e competências de leitura do aluno.1.2.1.3. Compreensão e Interpretação A compreensão e a interpretação do texto contém a atividade principal da leitura.Neste momento é possível verificar os níveis de compreensão e interpretação dos alunosdados aos textos. Estes, por sinal, têm por objetivo levar os alunos a desenvolver habilidades de leiturade forma gradativa, por meio do exercício oral, como antecipação a partir do conhecimentoprévio que possui sobre o título ou gênero, a apreensão do tema e da estrutura do texto, olevantamento das hipóteses, captando o que está ou não claro para o leitor, se há coerênciado texto, prevendo o que pode acontecer, fazer relações de causa e consequência, detemporalidade e espacialidade, comparação (semelhanças e diferenças), síntese, tradução desímbolos, relações entre forma e conteúdo entre outras operações. (CEREJA & MAGALHÃES,2009)
  6. 6. 1.2.1.4. Leitura Expressiva do Texto Sabendo-se que ler bem é compreender o que se lê e, em consonância com a PropostaCurricular da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis, esta etapa de trabalho é uma certaretomada, síntese e fechamento do processo de compreensão e interpretação já que ésolicitada a releitura enfática de determinados trechos do texto. Conforme Cereja e Magalhães (2009), isto só pode ser realizado após umacompreensão mais aprofundada do texto, podendo se explorar a entonação, as pausas, maiorou menor altura de voz, de acordo com o contexto.1.2.1.5. Socialização da Leitura A socialização é uma prática constante, na EJA deste Município, em vários momentos enada melhor que se aproveitar o momento da leitura para praticá-lo. A socialização tem porobjetivo desenvolver a capacidade de expressão de expressão e de argumentação do aluno.Com isto, espera-se desenvolver capacidade de extrapolar saberes, de generalizar eparticularizar as ideias, de ouvir e respeitar as opiniões do grupo, de saber se situar numadiscussão pública e saber se utilizar a variedade linguística mais adequada àquela situação, dedesenvolver argumentação, contra argumentação e persuasão. Para Cereja e Magalhães (2009), a socialização como uma troca de ideias leva o aluno atransferir essas ideias para a sua realidade concreta e se posicionar diante delas.1.2.1.6. Leitura Extraclasse A leitura devendo ser uma atividade prazerosa capaz de provocar novos saberes aosseus leitores e despertar a curiosidade se faz necessário também ser realizada fora doambiente escolar. O grupo de professores deste Núcleo estará aberto a indicar obras literáriasnecessárias ao mínimo para a aprendizagem do grupo de alunos participantes desse projetobem como leituras cujos temas sejam de interesse destes no intuito de desenvolver o gostopela leitura, estimular a observação, a reflexão e o debate.
  7. 7. 2. Objetivos2.2 Objetivo Geral Formar um leitor competente que compreende o que lê, o que está escritoentrelinhas, mediar caminhos para que o leitor (grupo de alunos participantes do projeto)identifique os elementos implícitos no texto para que ele possa fazer relações entre otexto que lê com outros já lidos bem como que o mesmo possa justificar e validar a sualeitura a partir da localização dos diversos elementos discursivos apresentados durante aleitura.2.3 Objetivos Específicos Promover uma prática constante de leitura motivando o aluno para esta ação; Proporcionar aos participantes do projeto de leitura m convívio estimulante com a leitura; Ampliar, pela leitura da palavra a leitura de mundo; Formar leitores competentes e, consequentemente, indivíduos capazes de escrever com eficácia; Desenvolver estratégias de leituras: índices de previsibilidade, explicitação do conteúdo implícito, levantamento de hipóteses, relações de causa e consequência, de temporalidade e espacialidade, síntese, tradução de símbolos, relações entre forma e conteúdo; Comparar textos, buscando semelhanças e diferenças quanto ao gênero e às ideias; Aprimorar a leitura silenciosa e oral, exercitando-a a partir de orientações sobre pontuações, pausas e entonação da voz; Debater temas propostos pelos textos e desenvolver habilidades de expressão e argumentações orais; Identificar e conhecer os gêneros propostos neste projeto; Oferecer um repertório seleto de títulos com qualidade de textos considerando fatores como sexo, idade, nível socioeconômico, desenvolvimento psicológico e grau de escolaridade; Possibilitar aos alunos a escolha de suas leituras e permitir o contato com variados tipos de leitura;
  8. 8. 3. Justificativa O presente projeto de leitura justifica-se pela necessidade que os alunos do Núcleoapresentam: dificuldade de compreensão e interpretação nos mais diferentes gênerostextuais. Sabendo-se disso e que, posteriormente, bem próximo, os mesmos começarão a trabalharcom pesquisa e tendo que fazer diversas leituras e apanhados gerais de diversos textos sendoutilizados principalmente os materiais jornais, revistas, folhetos, notícias, reportagens,anúncios, etc é que se trabalharão os gêneros textuais do tipo informativo. Os falantes de uma língua se expressam por meio de diferentes gêneros, antes mesmo deaprendê-los na escola. A escola, então, deve aproveitar esse conhecimento intuitivo,sistematizar e tornar consciente o uso dos diferentes gêneros textuais com os quaisconvivemos nos diversos níveis das nossas práticas sociais. Portanto, os gêneros textuais sãomaneiras de organizar as informações linguísticas de acordo com a finalidade do texto, com opapel dos interlocutores e com as características da situação. É nesse sentido, querendo formar o aluno em um leitorcompetente e, com competêncialinguística bem como de acordo com as necessidades do Núcleo que os textos trabalhadosserão do tipo informativo em seus mais variados gêneros textuais. A finalidade dos textosinformativos é a de comunicar ou adquirir informação geral sobre um tema, fato, etc. cujospodem servir de modelo de análise compreensiva e interpretativa para um futuro breve empesquisas escolares. 4. Metodologia A metodologia a ser empregada é de natureza básica com abordagem qualitativa. Quanto aos objetivos é descritiva e aos procedimentos técnicos é bibliográfica.
  9. 9. 5. Fundamentação Teórica Este projeto tem fundamentação teórica nos estudos sócio históricos para as questões deletramento principalmente no que diz respeito aos processos de leitura. Sob esta perspectiva, tal projeto que envolve o letramento, busca as questões culturais, assituações sociocomunicativas variadas e a necessidade de interação entre o conhecimentotrazido por cada aluno (conhecimento prévio) e o conhecimento novo apresentado na escola eem outros lugares em que se possa aprender a ler o mundo. Antes de aprendermos a escrever já sabemos ler o mundo (conhecimento prévio) deacordo com o nosso nível social, econômico e cultural. É na escola que este processo élapidado. Dando continuidade a isto, o sujeito, então, passa para o processo da escrita. Em salade aula, a prática da escrita deve preparar os alunos para se comunicarem adequadamentenas diferentes formas de comunicação, na continuidade dos estudos, no lazer, nas soluções docotidiano, etc.Porém, como é que o sujeito terá sucesso na escrita se, em alguns casos, se oseu processo de letramento, sobretudo de leitura, não o foi suficiente ou prejudicado dealguma forma? (VYGOTSKY, 1988) O aprendizado e o desenvolvimento da leitura ocorrem parte no cotidiano e parte pormeio de atividades sistemáticas na escola, com a utilização de reflexões sobre as práticas denossa cultura e de outras culturas. O desenvolvimento dacompetência de leitura dependetambém da intervenção criativa, crítica e funcional do professor que planeja as atividades epráticas de leitura que sejam prazerosas e significativas para os alunos. (Ministério daEducação Básica – Secretaria de Educação Básica, 2008). Portanto, o conhecimento é transmitido nos contextos sociais pelas interações e relaçõesque estabelecemos com as pessoas que nos cercam e essas interações, por vezes, definemcomo vamos aprender, que instrumentos utilizaremos para alcançar nossos objetivos. 6. Resultados É tarefa do educador, seja qual for sua área, de buscar desenvolver competênciacomunicativa natural do aluno e o seu verdadeiro letramento, trabalhando de forma interativaa leitura e a oralidade para, posteriormente, a escrita.
  10. 10. Como resultados esta proposta de trabalho está em andamento, portanto, aguardandoresultados. Desses o que se espera é que os participantes deste Projeto de Leituradesenvolvam melhor suas competências linguísticas e que saibam realmente ler, compreendere interpretar o que está escrita explicitamente e implicitamente afim de que possa se dizer quesão pessoas letradas reconhecendo os textos lidos, sabendo a quem se destina o enunciado,para quê, como e por quê dele estar escrito de forma verbal ou não verbal. 7. Referências BibliográficasBRASIL. SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros curriculares nacionais:Língua Portuguesa. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, 1997.CURTO, LluísMaruny. MORILLO, Maribel Ministral. TEIXIDÓ, Manuel Miralles. Escrever e ler:materiais e recursos para sala de aula. vol. 2. Trad. Ernani Rosa. – Porto Alegre: ArtmedEditora, 2000.FLORIANÓPOLIS. PREFEITURA MUNICIPAL de. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO.DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Propostacurricular. Prefeitura Municipal deFlorianópolis. Florianópolis, 2008.PROGRAMA DE GESTÃO DA APRENDIZAGEM ESCOLAR – GESTAR II. Língua Portuguesa:caderno de teoria e prática – TP 1, TP 2, TP 3, TP4, TP 5, TP 6. Brasília: Ministério da Educação,Secretaria de Educação Básica, 2008.VYGOTSKY, L. linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 1988.

×