AMAR - INFORME do 4º Trimestre de 2012- páginas 01 a 05
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
559
On Slideshare
559
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E AMIGOS DO TIJUCAMAR E JARDIM OCEÂNICO (Fundada em 27/01/1983) - CNPJ nº 04.495.053/0001-81 04.495.053/0001- INFORME AMAR 4º TRIMESTRE DE 2012 AMAR 30 ANOS DE EXISTÊNCIA Todas as Diretorias da AMAR, sem exceção, contribuíram para que o nosso querido bairro fosse paulatinamente seHá 30 anos, isto é, em 27 de janeiro de 1983, nascia uma transformando para melhor. As recentemente conquistas daentidade civil sem fins econômicos, fundada pela Sra. Maria AMAR foram as Ações Civis Públicas que resultaram noElzira Collares Isiris, por inspiração dos moradores saneamento do bairro e na suspenção, por liminar judicial,abnegados do Jardim Oceânico e Tijucamar, que na pia das cobranças do Foro, Laudêmio e Taxa de Ocupação.batismal recebeu o nome de AMAR – Associação dosMoradores e Amigos do Tijucamar e Jardim Oceânico. Atualmente, a Diretoria da AMAR vem lutando, com o apoio incondicional da Subprefeitura da Barra, para que aMas tudo começou pelas mãos de um português que morava querida Praça do Pomar seja revitalizada e totalmentenos fundos de sua padaria, ao lado de um terreno baldio que ocupada pelas crianças que ali tem a sua área de lazer emabrigava um depósito público de matérias de construção meio às alamedas arborizadas, com policiamento 24 horas eutilizado pelo governo do estado. Manoel Francisco, então total segurança. E, em outra frente, lutamos para expansãoPresidente da AMAR, mobilizou os moradores da área para metroviária até a Alvorada. Prova disso foi à ida do nossoparticiparem de um projeto de construção de uma praça Presidente Luiz Igrejas e do Diretor Administrativopara as crianças naquele local. No ano de 1985 ele tomou a Leonardo Cunha à Brasília, em meados de 2011, a fim deiniciativa de promover uma grande festa popular e arrecadar que colaborássemos numa solução positiva face ao embatefundos para que um arquiteto paisagista desenvolve-se o para a liberação de um empréstimo de 500 milhões de eurosprojeto. E, que acabou sendo entregue a diretoria da de uma Agência Francesa de Desenvolvimento para oFundação Parques e Jardins. O então Prefeito do Rio, Governo do Estado alocar nas obras do metrô. Esta viajemMarcelo Alencar, inaugurou a praça em 1986 na presença de foi determinante para a concretização do empréstimo.moradores e autoridades locais que se deslumbraram com abeleza do seu chafariz e das árvores frutíferas de cada estado Se hoje a AMAR tem grande representação em diversosdo país plantadas em alamedas em toda a extensão do órgãos públicos e entidades representativas deve-se aterreno. Essa foi a primeira grande bandeira levantada importância, comprometimento e seriedade de seus ex epela AMAR: a construção da Praça do Pomar. atuais diretores.Após essa conquista a AMAR passou a trabalhar para Que o grande Arquiteto do Universo e os nossos associados,conseguir asfaltar as ruas do bairro e fazer a instalação da amigos, parceiros e moradores nos ajudem em novasrede de galerias de águas pluviais. E, que só foi conseguido empreitadas e, principalmente, de levarmos o metrô até a10 anos depois na primeira gestão do então Prefeito Cesar Alvorada.Maia, quando numa reunião embaixo das amendoeiras daAv. Belisário Leite de Andrade Neto, o Presidente Manoel Atraso no envio dos Informes e ContribuiçõesFrancisco, pediu a sua funcionária um pedaço de papel e uma Trimestrais - A Diretora da AMAR informa que porcaneta. No entanto, entregou-lhe um pedaço de papel de pão, motivos de força maior houve atrasos na distribuição dosonde foi redigido à mão um ofício ao prefeito, para que ele Informes Impressos e das Contribuições Trimestraisviesse ver o estado lamentável das ruas do bairro. Colocou-se referentes aos 3º e 4º trimestres de 2012. A partir de abrilo papel de pão num envelope que foi enviado para a de 2013, quando da distribuição do Informe eprefeitura. Para surpresa geral, 15 dias depois quando todos Contribuição do 1º Trimestre de 2013, estaremos sanandoestavam ali embaixo das amendoeiras, surgiu pela Av. e regularizando as distribuições. Pedimos desculpas peloGilberto Amado, um cortejo de seis carros e dentro de um ocorrido e desde já agradecemos a sua compreensão.deles estava o Prefeito Cesar Maia com os seus Secretários eo Subprefeito da Barra Eduardo Paes. E, debaixo de um sol PARCERIASafricano, Manoel Francisco esqueceu-se das suas artroses e Conheça algumas das parceiras da AMAR que promovemsaiu caminhando pelo bairro com o Prefeito e seus descontos especiais aos seus associados:secretários mostrando o estado das ruas. • Creche Escola GirassolA partir daquele momento começou uma nova fase no Jardim • Colégio Santa Mônica – Matrículas abertasOceânico, pois 60 dias depois começaram a chegar máquinas • Constrular 2000 – Material de Construçãopara colocar as manilhas de água pluvial e a iniciar o • Cooperativa Ocean Taxi Barraasfaltamento das ruas. Essa foi a segunda grande vitória da • Novo Tempo – Presentes e DecoraçõesAMAR e fez o então Prefeito Cesar Maia tornar-se amigo da • YES – Curso de Inglês e EspanholAMAR, pois sempre que vinha fiscalizar as obras, parava navaranda da casa do Manoel para tomar um refresco e comer Lembramos aos Srs. Síndicos da importância de divulgar eos famosos Pastéis de Santa Clara. compartilhar este informe com aos demais condôminos. AMAR - Se você deseja o melhor para o seu bairro, ASSOCIE-SE JÀ. Participe e Colabore ! - Não suje sua Cidade – Leia e Repasse ! Pág. 01
  • 2. AMBIENTE Secretaria Estadual do Ambiente faz operação noAMAR no Subcomitê do Sistema Lagunar da Barra e Jardim Oceânico e anuncia para março de 2013 oJacarepaguá - Desde janeiro de 2012 a AMAR participa, início das obras de recuperação ambiental do sistemacomo Membro Titular no segmento Sociedade Civil lagunar - No dia 12/12/12, a Secretaria de Estado doOrganizada, do Subcomitê do Sistema Lagunar da Barra e Ambiente fechou uma oficina que realizava consertos deJacarepaguá – SCSLJ, que é um dos 6 Subcomitês embarcações que havia sido construída ilegalmente naintegrantes do Comitê da Região Hidrográfica da Baia de beira do Canal de Marapendi, no Jardim Oceânico. AsGuanabara e dos Sistemas Lagunares de Maricá e equipes de fiscalização chegaram ao local a partir deJacarepaguá, que foi criado em outubro de 2011. Cada denúncias de moradores. O proprietário da oficina foisubcomitê conta com a participação do Poder Público, dos multado por poluição do corpo hídrico, responderá porUsuários da Água e da Sociedade Civil Organizada, com 15 crime ambiental e terá de recompor o manguezal.membros e respectivos suplentes em cada segmento, visando Durante a fiscalização, o Secretário Estadual doo uso sustentável dos recursos hídricos, quanto aos aspectos Ambiente, Carlos Minc anunciou, para março de 2013, ode quantidade e qualidade das águas, em nosso caso, das início da dragagem do sistema lagunar da Barra daLagoas da Barra e Jacarepaguá e dos seus cursos hídricos. Os Tijuca e de Jacarepaguá; com o processo de licitaçãoprincipais objetivos do Subcomitê do Sistema Lagunar de para as obras sendo lançado até o final de 2012. AsJacarepaguá são: I) Promover o debate das questões intervenções vão abranger também o prolongamento dorelacionadas aos recursos hídricos, incluindo-se as Unidades Quebra-Mar em 180 metros, com a construção dede Conservação da Natureza; II) Encaminhar ao Comitê da restaurante panorâmico, e a instalação de uma ilha-Baia de Guanabara propostas que incluam ações de parque entre as lagoas do Camorim e da Tijuca.mobilização e educação ambiental, de saneamento e Lembrando que todos esses projetos são umimplantação dos usos múltiplos no Sistema Lagunar de “Compromisso Olímpico” da Cidade e do Estado do RioJacarepaguá, destacando-se o transporte hidroviário público, com o Comitê Olímpico Internacional.a pesca, o lazer, e a consequente melhoria da qualidadeambiental e qualidade de vida da população; III) Acompanhar Vegetação da orla da Barra e Recreio ganham cercasjunto ao Poder Público, as obras de potencial impacto de proteção - A vegetação nativa da orla das praias daambiental a serem realizadas nas lagoas e no seu entorno; e Barra, Recreio e Macumba está sendo protegida com aIV) Cobrar o devido acompanhamento e fiscalização por colocação de cerca de madeira, arames e cordas. Aoparte dos órgãos responsáveis, visando à proteção do espelho todo, serão preservados 20 km de vegetação de restinga.d’água do Sistema Lagunar e cursos hídricos e áreas de Além de proteger a vegetação, a nova cerca delimita ospreservação permanente. O SCSLJ é regido pelo fundamento acessos a serem utilizados pelos banhistas. Essa proteçãoparticipativo, sendo assim qualquer morador da região pode ajudará também na conservação da faixa de areia quedar sugestões para a conservação e preservação dos seus sofre os efeitos da ressaca. Com o trabalho,recursos hídricos e seu entorno, o que deve ser feito ambientalistas já constatam o retorno de aves como aunicamente através dos representantes que ocupem vaga coruja buraqueira, o quero-quero, a maria-farinha edentro da estrutura do Subcomitê. lagartos, que são nativos da restinga e estavam sumidos, o que comprovaria a importância desta ação. A próxima AMAR no Comitê Gestor da Baia de Guanabara etapa será o reflorestamento de espécies da restinga e aÉ com alegria, satisfação e orgulho, que a Diretoria da retirada de espécies invasoras e exóticas. O único pontoAMAR comunica aos seus parceiros, autoridades, amigos e negativo desse projeto identificado pela Diretoria daassociados que foi homologado a nossa participação, como AMAR foi com relação à utilização de arames nas cercasMembro Suplente no segmento Sociedade Civil, do Comitê em alguns pontos da orla, pois, em função deles seremGestor da Baia de Guanabara. A estratégia desenvolvida pela finos e não perceptíveis à distância, podem ocasionarAMAR para ser membro Sistema do Comitê Gestor da Baia acidentes, principalmente com crianças. Tal fato motivoude Guanabara foi iniciada com a homologação de sua a Diretoria a AMAR a encaminhar ofício à Subprefeituraparticipação como Membro Titular do Subcomitê Lagunar da da Barra solicitando a substituição do arame por cordas,Barra e Jacarepaguá em janeiro de 2012. Com o edital de como já instalados em alguns outros pontos da orla.convocação para eleição do Comitê Gestor da Baia daGuanabara para o biênio 2013/2014, a AMAR se candidatou Fios elétricos soltos - Por diversas vezes o Globo-Barraa uma das quatro vagas disponíveis para representantes do noticiou a existência de fios elétricos ou de telefonia soltosnosso Subcomitê, sendo duas vagas para Membro Titular e em ruas do nosso bairro, como na Av. Olegário Maciel eduas para Membro Suplente. E, fomos eleitos para uma das Av. Armando Lombardi, ocasionando problemas para avagas de Membro Suplente. É um grande avanço para a passagem de pedestres e veículos. A fim de sanar essasAMAR e para a nossa região, tendo em vista a pequena irregularidades a AMAR encaminhou ofícios àparticipação de Associações de Moradores dentro do Comitê Subprefeitura solicitando uma maior fiscalização dessasGestor da Baia de Guanabara. concessionárias de serviços públicos AMAR - Se você deseja o melhor para o seu bairro, ASSOCIE-SE JÀ. Participe e Colabore ! - Não suje sua Cidade – Leia e Repasse ! Pág. 02
  • 3. Rio-Águas promete limpeza de canal, mas não cumpre TRÂNSITOAs águas sujas do canal que corta as Avenidas Gilberto Avenida Via Parque está aberta parcialmente nosAmado e Fernando de Mattos devem receber um tratamento dois sentidos - No dia 04/12/12, foi aberta a via de mãomais carinhoso neste final de ano. Ao contrário de 2011, dupla atrás do Shopping Village Mall, na Barra daquando o mau cheiro e a presença de ratos e mosquitos eram Tijuca, chamada de Avenida Via Parque. O trecho, que étão incômodos a ponto de os moradores da região solicitarem paralelo à Av. das Américas, vai do Forúm da Barra atéo fechamento do canal, a Fundação Rio-Águas marcou para o a Av. Tim Lopes e atende a uma antiga reivindicaçãodia 26/11 uma limpeza no curso d’água, porém nada foi feito. dos moradores da Barra para aliviar o tráfego de carrosEm novembro a Rio-Águas negou a solicitação de naquela área. O projeto da Avenida Via Parque é que nofechamento do canal feita pela AMAR. Como justificativa, futuro ela seja prolongada até o Shopping Downtownafirmou que sua tendência é abrir, e não fechar, os canais, já sendo uma via alternativa para a Av. das Américas.que eles contribuem para o escoamento de águas pluviais. A Participaram do evento a Diretoria da AMAR, oRio-Águas informou também que o fechamento dificultaria Subprefeito da Barra Tiago Mohamed, o Administradoros serviços de manutenção, mas o Diretor Administrativo da Regional da Barra Alvir Rosa Junior, o Coordenador daAMAR, Leonardo Cunha, contesta. – “Eles negaram o pedido CET-Rio João Machado, representantes do 31º BPM,dizendo que havia uma inviabilidade técnica porque algumas lideranças e entidades da região.precisariam fazer a limpeza. Mas a nossa proposta é fechar A contramão de todos os dias para fugir docom tampas removíveis que permitiriam a limpeza. Além engarrafamentodisso, o fechamento não significa aterrar o canal bloqueando A tranquilidade da Rua Prudência do Amaral é quebradao escoamento pluvial e sim, simplesmente tampá-lo, o que diariamente por volta das 17h. A partir desse horário,não atrapalharia em nada. Estamos preparando um com o aumento do fluxo de veículos na Av. Lúcio Costa,levantamento para demonstrar que diversos outros rios da motoristas invadem a via pela contramão, desrespeitandocidade já foram fechados ou tampados.” As margens do canal o sentido único que é em direção ao interior do bairro. Ada Av. Gilberto Amado também passam por problemas, com pista estreita e o estacionamento em um dos lados da ruadiversas grades de proteção (guarda-corpo) quebradas. A complicam ainda mais a situação. Embora a CET-RioAMAR já encaminhou ofícios para a Subprefeitura da Barra e mantenha controladores de tráfego no local que atuam napara a Secretaria de Conservação que prometeram vistoriar o orientação dos motoristas, seus agentes não têm o poderlocal e programar as manutenções e reparos. de multar, segundo informa a CET-Rio. Tal atribuição é da Guarda Municipal. Procurada, a GM disse atuarVigilância Sanitária inspeciona mais de 80 quiosques na diariamente para coibir as infrações na Rua Prudência doBarra da Tijuca - Em operação realizada no dia 08/12/12, a Amaral. Segundo a corporação, em 2012, até o diaVigilância Sanitária inspecionou 85 quiosques entre as orlas da 10/10/12, foram aplicadas 313 multas na via por tráfegoBarra da Tijuca e Praia da Reserva. A ação teve como intuito na contramão. A média é de pouco mais de uma infraçãoverificar aspectos importantes como a higiene, manutenção das por dia. De acordo com o artigo 186 do Código deinstalações, equipamentos e utensílios, forma de conservação, Trânsito Brasileiro, transitar pela contramão em viaspreparo dos alimentos, entre outros. Dos quiosques sinalizadas constitui infração gravíssima, com multa deinspecionados, 29 foram intimados a fazer reparos estruturais e R$191,54. O condutor ainda perde 7 pontos na carteira.7 estabelecimentos foram multados por falta de asseio e outros Contudo, a Diretoria da AMAR encaminhou ofícios paraitens que infringem as normas sanitárias. A Prefeiturarecomenda que o consumidor fique atento às irregularidades e a Subprefeitura da Barra e CET-Rio solicitando odenuncie ao setor de reclamação da Vigilância Sanitária, pelo aumento da fiscalização e realização de um estudo paratelefone 1746. acabar com essa irregularidade, que infelizmente é ocasionada pela falta de educação dos motoristas.Comlurb retira tratores parados na Avenida Afonso deTaunay - A Comlurb retirou os tratores que estavam Parcão na Praça do Pomarestacionados na Av. Afonso de Taunay, no Jardim Oceânico, Face ao pedido de alguns moradores para a construçãodepois de questionada pelo GLOBO-Barra. Alvos de constantes de um parque para recreação de cachorros na Praça doreclamações dos moradores, os veículos ficavam paradosdurante todo o dia na área onde o estacionamento é permitido. Pomar, a Diretoria da AMAR se posicionou contra aSegundo relato de um morador, alguns tratores estava há ideia e optou por indicar outra área para a criação dosemanas sem utilidade, próximo ao cruzamento com a Av. Alda Parcão como as praças (Praça São Probo, localizada naGarrido gerando perigo em caso de acidente. A Comlurb Av. Fernando de Mattos à 100 metros de distância daafirmou que os veículos ficavam estacionados apenas no Praça do Pomar) e a outra atrás do Hotel Windsorperíodo entre turnos, depois de fazer limpeza na praia. E (Prtaça Soldado Geraldo da Cruz). Tanto a AMAR comoacrescentou que os tratores não pernoitavam no local. a Subprefeitura da Barra se recusaram a atender por ser aInfelizmente, passado alguns dias após a reportagem, os tratores Praça do Pomar uma área exclusiva para crianças evoltaram e podem ser vistos estacionados no mesmo local. idosos desde a sua concepção. AMAR - Se você deseja o melhor para o seu bairro, ASSOCIE-SE JÀ. Participe e Colabore ! - Não suje sua Cidade – Leia e Repasse ! Pág. 03
  • 4. Revista Jardim Oceânico – O melhor da Barra – 1ª EdiçãoLançada em outubro de 2012, a primeira edição da Revista Jardim Oceânico trás uma reportagem exclusiva com oPresidente da AMAR, Dr. Luiz Igrejas. Confira a matéria:Nem todo mundo sabe, mas o Jardim Oceânico tem Associação de Moradores, e atuante. A AMAR (Associação dosMoradores e Amigos do Tijucamar e Jardim Oceânico) tem quase três décadas. Em janeiro, completará 30 anos. AAssociação tem um papel fundamental para o bairro, buscando melhorias para os moradores e comerciantes. Há noveanos atuando pela AMAR, Luiz Igrejas se tornou presidente há três e se orgulha muito de sua posição.A Associação conta com aproximadamente 500 associados, entre condomínios e comerciantes. “Somos nós quecuidamos da fiscalização da segurança e monitoramento do bairro, das deficiências e dificuldades dos associados,procurando soluções e nos reunindo com autoridades para decidir pelo melhor”, diz o presidente da AMAR.Luiz Igrejas ressalta ainda que os pedidos mais frequentes não costumam ser graves. “Normalmente os associadospedem podas de árvores, reclamam do trânsito e do som alto nos bares e boates”, afirma. Com muito trabalho e esforçoda AMAR, melhorias como a substituição dos postes de iluminação da Avenida do Pepê e nas quadras da Praça do Óforam conquistadas.Graças a uma sugestão da AMAR, um grande e antigo sonho dos moradores da região também está se tornandorealidade: o prolongamento do Quebra-Mar. O sonho sempre foi inviabilizado pelos altos custos da matéria prima, aspedras. Mas com as obras do metrô, a AMAR sugeriu que as pedras removidas nas escavações fossem utilizadas naampliação do píer, e a sugestão foi aceita.A Associação conta com um Informativo Trimestral que expõe aos associados e às autoridades o trabalho realizado eainda as próximas reivindicações a serem cobradas. Além disso, a AMAR recebe sugestões, pedidos e reclamações portelefone (2486-0654 - 2ª a 6ª, de 13h às 16h), nas redes sociais e pelo e-mail joceanicoamar@gmail.com. “O associadotem livre acesso ao nosso trabalho, inclusive pode nos visitar quando quiser.”A sugestão de usar as rochas da escavação do metrô economiza aos cofres do estado pelo menos R$ 20 milhões nacompra de rochas, e ainda outros R$ 35 milhões com o transporte do entulho.’ Conclui Luiz Igrejas. “Deseja receber a Revista Jardim Oceânico em sua casa ? Cadastra-se: contato@utilcd.com.br” Entidade reclama de estudo para aumentar IPTU Obras do metrô provocam interdições parciaisO estudo que poderá resultar na revisão do IPTU, Diversas vias do Jardim Oceânico ficarão parcialmenteanunciado pelo Prefeito em entrevista publicada no final interditadas até o dia 28/02/2013, devido a obras do metrôde outubro, é alvo de críticas de entidades e de que serão realizadas no local. Passam pela intervençãoassociações de moradores que exigem mais investimentos uma faixa de rolamento da Ponte Nova e uma da Ponteno bairro. Para o Presidente da AMAR, Luiz Igrejas, um Velha sobre o Canal da Joatinga; uma faixa da Estrada daeventual reajuste poderá provocar insatisfação no bairro: Barra da Tijuca, entre os números 750 e 1.100; e uma— “O Jardim Oceânico não tem o retorno do imposto faixa de rolamento da Av. Armando Lombardi no trechoque é pago. Não temos limpeza de canais, sinalização, compreendido entre a Ponte Velha e a Ponte Nova.poda de árvores. Se o prefeito for rever o IPTU, é preciso Segundo a assessoria de imprensa do metrô, as interdiçõesfazer a prestação de serviço correspondente à mudança.” são necessárias para o remanejamento de uma adutora daContudo, a eventual revisão do imposto só deve Cedae. Para minimizar o impacto no trânsito, o Consórcioacontecer, segundo um professor de direito tributário, em Construtor Rio-Barra, responsável pelas obras do metrô,2014. A Constituição Brasileira permite que o valor do realiza o serviço entre 23h e 5h e emprega operadores deimposto seja escalonado, de acordo com as características trânsito para orientar os motoristas. O trabalho foi iniciadodo imóvel, mas o novo IPTU só pode entrar em vigor no em 28 de novembro.ano seguinte à publicação no Diário Oficial. Já que o Raio provoca incêndio em morro no Itanhangáorçamento da prefeitura para 2013 já foi enviado à No dia 13/12/12, um helicóptero do Corpo de BombeirosCâmara de Vereadores, logo, a nova lei de IPTU só pode apagou um incêndio que começou na mata do Morro doentrar em vigor em 2014. Focinho do Cavalo, na Estrada da Barra da Tijuca, no Itanhangá, onde estão sendo realizadas as escavações do Delegacia de Homicídios Metrô. Funcionários do metrô confirmaram que o fogo foiContinuam as promessas de transferência da Delegacia do ocasionado por um raio que caiu durante a forte chuva queJardim Oceânico. Mais uma vez a Chefe da polícia Civil, atingiu o Rio neste dia. O Morro do Focinho do Cavalo éDra. Marta Rocha, anunciou o ínicío dos trabalhos para a o prolongamento da mata que cerca a Pedra da Gávea,sua remoção. Ficamos aguardando a efetivação. próximo ao Itanhangá. AMAR - Se você deseja o melhor para o seu bairro, ASSOCIE-SE JÀ. Participe e Colabore ! - Não suje sua Cidade – Leia e Repasse ! Pág. 04
  • 5. METRÔ LINHA 4 Visita Guiada e Andamento das obras do Metrô da Linha 4A Diretoria da AMAR participou no dia 25/11/12, da Visita Guiada nas obras do Metrô da Linha 4 em SãoConrado. Com prazer e satisfação destacamos as principais novidades: • No Jardim Oceânico, operários já trabalham na construção da futura estação num buraco aberto em pleno canteiro central da Av. Armando Lombardi. As obras dos acessos às estações ainda não começaram. • O governo do estado tenta na Justiça a desapropriação de terrenos. São quatro prédios que interferem no projeto: um antiquário e uma empresa fornecedora de equipamentos esportivos, no sentido Barra, e um restaurante chinês e um imóvel vazio, na direção São Conrado. • Sem depender do Tatuzão, as escavações do túnel do metrô no trecho entre o Jardim Oceânico e a Gávea seguem por duas frentes. Ao todo, já foram escavados mais de 4,3 Km de túneis. • A previsão é que as duas frentes de obras entre o Jardim Oceânico e São Conrado se encontrem em outubro de 2013 sob o terreno do Gávea Golf Club, em São Conrado. • A ponte estaiada (metroviária) que deverá ser assinada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava está em análise final para determinar as mudanças viárias necessárias na área do entorno.As obras da Linha 4 do Metrô estão abertas à visitação da comunidade todo último domingo do mês. Osinteressados em fazer a visita devem se inscrever pelo e-mail visitaguiada@ccrblinha4.com.br É um passeio quea Diretoria da AMAR recomenda. SEGURANÇA Reuniões Mensais do 31º CCSCom a participação da Diretoria da AMAR foi realizado no dia 12/11/12 a reunião mensal de novembro do 31ºConselho Comunitário de Segurança, nas dependências da ABM. Durante o encontro vários assuntos foramdebatidos entre os moradores e autoridades, dentre eles, destacam-se: a segurança na Barra e o policiamento naorla que vem sendo realizado nos fins de semana e feriados; a questão do aumento de efetivo policial cujodocumento foi assinado pelos líderes comunitárias da região; a importância dos postos dos bombeiros na região eda manutenção dos hidrantes; os retornos na Avenida das Américas e pedido de instalação de semáforo na saída do31º BPM para facilitar a locomoção das viaturas; e as normas e regulamentos do Conselho de Segurança, entreoutros assuntos.Já no dia 10/12/12, a Diretoria da AMAR participou da reunião mensal de dezembro do 31º Conselho Comunitáriode Segurança, realizada no condomínio Barramares. Na ocasião, moradores e autoridades debateram o que fazerpara melhorar a segurança no bairro durante os festejos de fim de ano, principalmente no que tange à vinda deturistas para o bairro nesta época, o que aumenta, também, a quantidade de irregularidades no trânsito,principalmente na questão do estacionamento e pernoite dos ônibus de turismo. Outro assunto, que é recorrente,foi sobre o aumento do efetivo policial do 31º BPM e da Guarda Municipal. Operação Verão: Capitania dos Portos endurece fiscalizaçãoApós inúmeras reclamações da AMAR, lanchas e jet-skis estão na mira da Capitania dos Portos durante aOperação Verão. Nesta época do ano, estas embarcações representam maior perigo aos banhistas por causa doaumento do trânsito próximo da orla. Até março de 2013, a Capitania dos Portos reforça o efetivo para conter asirregularidades. Os pontos onde mais ocorrem desrespeito aos limites são no Canal de Marapendi, Canal daJoatinga, Quebra-Mar e na Praia da Barra. O objetivo da Operação Verão é prevenir os acidentes e salvaguardar avida humana no mar no período de maior tráfego de embarcações e com grande concentração de banhistas. Deacordo com a capitania, as ocorrências mais frequentes nessa época do ano são, além do trânsito perto debanhistas, a condução da embarcação sem habilitação; falta de documentos do barco; ausência de material desalvamento, (coletes e boias); falta de extintor de incêndio; péssimo estado de conservação da embarcação; eexcesso de lotação. Qualquer irregularidade na condução de embarcações é passível de multa, e o responsáveltambém é autuado administrativamente. A habilitação pode ser suspensa temporariamente ou em definitivo. AMAR - Se você deseja o melhor para o seu bairro, ASSOCIE-SE JÀ. Participe e Colabore ! - Não suje sua Cidade – Leia e Repasse ! Pág. 05