Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
1a Aula A Libras 120
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

1a Aula A Libras 120

  • 47,256 views
Published

 

Published in Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
47,256
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9

Actions

Shares
Downloads
420
Comments
10
Likes
4

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O QUE É LIBRAS ? LIBRAS é a sigla da Língua Brasileira de Sinais As Línguas de Sinais (LS) são as línguas naturais das comunidades surdas. Ao contrário do que muitos imaginam as Línguas de Sinais não são simplesmente mímicas e gestos soltos, utilizados pelos surdos para facilitar a comunicação. São línguas com estruturas gramaticais próprias. Atribui-se às Línguas de Sinais o status de língua porque elas também são compostas pelos níveis lingüísticos: o fonológico, o morfológico, o sintático e o semântico. O que é denominado de palavra ou item lexical nas línguas oral-auditivas são denominados sinais nas línguas de sinais. O que diferencia as Línguas de Sinais das demais línguas é a sua modalidade visual-espacial.
  • 2. LIBRAS A LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) têm sua origem na Língua de Sinais Francesa. As Línguas de Sinais não são universais. Cada país possui a sua própria língua de sinais, que sofre as influências da cultura nacional. Como qualquer outra língua, ela também possui expressões que diferem de região para região (os regionalismos), o que a legitima ainda mais como língua.
  • 3. DATILOLOGIA : É o alfabeto manual, usada para expressar nome de pessoas, localidades e outras palavras que não possuem um sinal. SINAL SOLETRADO : Empréstimo da língua portuguesa para a LIBRAS.
  • 4. Sinais Os sinais são formados a partir da combinação da forma e do movimento das mãos e do ponto no corpo ou no espaço onde esses sinais são feitos. Nas línguas de sinais podem ser encontrados os seguintes parâmetros que formarão os sinais:
  • 5. Configuração das mãos : São formas das mãos que podem ser da datilologia (alfabeto manual) ou outras formas feitas pela mão predominante (mão direita para os destros ou esquerda para os canhotos), ou pelas duas mãos. Os sinais DESCULPAR, EVITAR e IDADE, por exemplo, possuem a mesma configuração de mão (com a letra y). A diferença é que cada uma é produzida em um ponto diferente no corpo.
  • 6. Ponto de articulação : é o lugar onde incide a mão predominante configurada, ou seja, local onde é feito o sinal, podendo tocar alguma parte do corpo ou estar em um espaço neutro.
  • 7. Movimento : Os sinais podem ter um movimento ou não. Por exemplo, os sinais PENSAR e EM-PÉ não têm movimento; já os sinais EVITAR e TRABALHAR possuem movimento
  • 8. Expressão facial e/ou corporal : As expressões faciais / corporais são de fundamental importância para o entendimento real do sinal, sendo que a entonação em Língua de Sinais é feita pela expressão facial.
  • 9. Orientação/Direção : Os sinais têm uma direção com relação aos parâmetros acima Assim, os verbos IR e VIR se opõem em relação à direcionalidade.
  • 10. SINAIS ICÔNICOS Uma foto é considerada icônica pois reproduz a imagem do referente, isto é, a pessoa ou coisa fotografada. Alguns sinais da LIBRAS, também lembram a imagem do seu significado. Por exemplo: TELEFONE, BORBOLETA, XÍCARA.
  • 11. SINAIS ARBITRÁRIOS OU CONVENCIONAIS Estes sinais não mantêm nenhuma semelhança com a realidade que representam. Por exemplo: CONVERSAR, RÁPIDO, PERDOAR, PESSOA.
  • 12. Gênero masculino/feminino : os nomes não apresentam flexão de gênero na LIBRAS. A indicação de sexo é feita acrescentando-se o sinal HOMEM/MULHER, para pessoas e animais. Exemplos: irmão/irmã, mãe/pai, gato/gata.
  • 13. Advérbio de tempo Não há marcas de tempo definidas nas formas verbais na LIBRAS, por isso é comum encontrar a representação verbal sempre no infinito (COMER, SONHAR, IR). O tempo é marcado sintaticamente através de advérbios de tempo que indicam a ação: No presente (hoje, agora, já) No passado (ontem, anteontem) No futuro (amanhã)
  • 14. CLASSIFICADORES Podem ser considerados como um tipo de representação que são utilizadas tanto pelas línguas orais quanto pelas línguas de sinais. Essas representações são utilizadas para marcar a concordância entre os elementos das frases presentes nos discursos. Vejamos alguns exemplos: LIBRAS: CARRO BATER POSTE Português: O carro bateu no poste. LIBRAS: CASA CAIR Português: A casa caiu.