Your SlideShare is downloading. ×
0
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Sistemas de arquivos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Sistemas de arquivos

25,163

Published on

Sistemas de arquivos

Sistemas de arquivos

Published in: Education
2 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
25,163
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
576
Comments
2
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Sistemas de arquivos
    • Um sistema de arquivos é uma estrutura global na qual os arquivos são nomeados, armazenados e organizados.
    • Memória de massa: Nome genérico para qualquer dispositivo capaz de armazenar dados para uso posterior. Ex: disquete, discos rígidos, cd-rom, zip-drives.
    • Os dados são armazenados em forma de arquivos e a maneira com que os arquivos são armazenados e manipulados dentro de um sistema de memória de massa varia de acordo com o Sistema Operacional.
  • 2. File Allocation Table (Tabela de alocação de arquivos)
    • Mapa de utilização do disco
    • Julho 1988 (MS-DOS 4.0)
    • Graças à ela o sistema operacional é capaz de saber onde exatamente no disco um determinado arquivo está armazenado.
    • FAT16 = 2 16 = 65.536 posições x 512 bytes = 33.554.432 bytes = 32 MB
    • Limite de 512 arquivos e ou pastas no diretório raiz – FAT32 não existe limite
    • Tamanho máximo arquivo – 2 GB
  • 3. File Allocation Table (Tabela de alocação de arquivos)
    • O FAT não trabalha com setores, mas sim com unidades de alocação chamadas clusters, que são conjuntos de setores.
    • O tamanho do cluster é definido automaticamente pelo Sistema Operacional quando o disco é formatado.
    • Tamanho do Cluster – Múltiplos de 2.
    • Tamanho do cluster utilizado (comando chkdsk e verificar a informação : Bytes em cada unidade de alocação).
  • 4. File Allocation Table (Tabela de alocação de arquivos) Quando maior o tamanho do cluster, mais o desperdício de espaço. (Slack Space) Quanto mais clusters existir, mais demorado será o uso do sistema de arquivos. Tamanho do cluster Capacidade máxima de armazenamento 2 kb 128 mb 4 kb 256 mb 8 kb 512 mb 16 kb 1 gb 32 kb 2 gb 64 kb 4 gb MS-DOS/95/98/ME NT/2000/XP Até 2GB Até 4GB
  • 5. VFAT - Virtual File Allocation Table
    • Trata-se de um sistema introduzido no Windows 95. Ele possui as mesmas características do sistema FAT, mas pode suportar nome de arquivos longos. O sistema de arquivos FAT só trabalha com nomes no estilo 8.3 (8 caracteres para o nome e 3 para a extensão, como "palavras.txt").Com o VFAT, é possível ter nomes de arquivos com até 256 caracteres mais 3 para a extensão. O sistema FAT32 herdou todas as características do VFAT.
  • 6. FAT32
    • 2 28 = 268.435.456 posições
    • Agosto (1996) – Windows 95 OSR2
    • Tamanho máximo arquivo – 4 GB
    • Número máximo de arquivos – 268.435.437
    • Tamanho máximo volume – 8 TB (Cluster 32k)
    • Segundo a microsoft, o número máximo de setores que um disco pode ter é 2 32 x 512 bytes = 2 TB
    • Tamanho máximo volume - Windows XP – 32 GB
  • 7. FAT32
    • 10 a 15% de uso de espaço mais eficiente em relação a fat maior (cluster maior) ou FAT16.
    • Para converter FAT32 em NTFS
      • Convert unidade: /fs:ntfs
  • 8. Tamanho padrão de clusters de FAT para volumes do sistema de arquivos do Windows Server 2003
  • 9. NTFS – New Technology File System
    • Julho 1993
    • Conceitos herdados do HPFS (High Performance File System – Sistema Operacional IBM – OS/2)
    • Suporte teórico – 2 64 – 1 cluster 16 EB – 1 KB
    • Implementado – 2 32 – 1 cluster 16 TB – 64 KB
    • Tamanho de cluster padrão para fat e ntfs
      • http://support.microsoft.com/kb/140365
  • 10. NTFS
    • Log de recuperação de dados
    • Segurança
    • Compactação
    • Auditoria
    • Criptografia
    • Cota de Disco
  • 11. NTFS – New Technology File System
  • 12. Sistemas de arquivos suportados
  • 13. Partição de inicialização
    • A partição de inicialização contém o sistema operacional do Windows e seus arquivos de suporte. O partição de inicialização pode ser, mas não necessariamente, o mesmo que a partição do sistema. Existirá uma, e apenas uma, partição do sistema, mas existirá uma partição de inicialização para cada sistema operacional em um sistema de inicialização múltipla. Observação Em discos dinâmicos, isso é conhecido como o volume de inicialização.
  • 14. Partição do Sistema
    • A partição do sistema se refere ao volume de disco que contém os arquivos específicos de hardware necessários para iniciar o Windows, como Ntldr, Boot.ini e Ntdetect.com. A partição do sistema pode ser, mas não necessariamente, o mesmo volume que a partição de inicialização. Observação Em discos dinâmicos, isso é conhecido como o volume do sistema.
  • 15. Como criar um sistema de inicialização múltipla no Windows XP
    • http://support.microsoft.com/kb/306559/pt-br#h
  • 16. Organizando um disco básico H: G F: E: D: C: Partições primárias Até quatro partições primárias Até três partições primárias e uma partição estendida com unidades lógicas Partição estendida com unidades lógicas OU F: E: D: C:
  • 17. Organizando um disco dinâmico Inclui o espaço de dois ou mais discos, preenchendo o primeiro disco, depois o segundo e assim por diante Volume estendido Os dados são gravados de forma alternada e uniforme em dois ou mais discos Volume distribuído Contém o espaço de um único disco Volume simples
  • 18. Convertendo sistemas de arquivos FAT FAT Para: Windows XP De: Volume NTFS Volume NTFS Volume NTFS NTFS no Windows 2000 NTFS no Windows NT Volume NTFS Usando o comando convert Conversão automática durante a atualização Conversão não necessária Não há conversão
  • 19. O que são permissões?
    • As permissões definem o tipo de acesso concedido a um usuário, grupo ou computador em relação a um objeto
    • Você aplica permissões a objetos como arquivos, pastas, pastas compartilhadas e impressoras
    • Você atribui permissões a usuários e a grupos no Active Directory ou em um computador local
  • 20. Permissões NTFS de arquivos e pastas http://support.microsoft.com/kb/308419/pt-br Permissões de arquivo Permissões de pasta
    • Controle Total
    • Modificar
    • Ler e Executar
    • Gravar
    • Leitura
    • Listar conteúdo da pasta
    • Controle Total
    • Modificar
    • Ler e Executar
    • Gravar
    • Leitura
  • 21. O que são permissões padrão e especiais? Permissões padrão Permissões especiais
  • 22. O que são as permissões efetivas em arquivos e pastas NTFS?
    • Permissões são cumulativas
    • Permissões de arquivo são diferentes de permissões de pasta
    • Negação substitui todas as permissões
    • Apropriar-se
  • 23. Discussão em classe: Aplicando permissões NTFS Grupo Usuários Grupo Vendas Usuário1
    • Grupo Usuários Gravação para Pasta1
    • Grupo Vendas Leitura para Pasta1
    1
    • Grupo Usuários Leitura para Pasta1
    • Grupo Vendas Gravação para Pasta2
    2
    • Grupo Usuários Modificação para Pasta1
    • Arquivo2 deveria ser acessível apenas ao grupo Vendas e apenas com a permissão de Leitura
    3 Partição NTFS Arquivo2 Pasta1 Pasta2 Arquivo1
  • 24. O que é herança de permissões NTFS? Acesso à PastaB PastaA PastaB Herdam permissões Leitura / Gravação Impedem herança Sem acesso à PastaB PastaA PastaB PastaC Leitura / Gravação
  • 25. Efeitos nas permissões NTFS ao copiar e mover arquivos e pastas
    • Quando você copia arquivos e pastas, eles herdam permissões da pasta de destino
    • Quando você move arquivos e pastas dentro da mesma partição, eles retêm suas permissões
    • Quando você move arquivos e pastas para uma outra partição, eles herdam as permissões da pasta de destino
    Partição NTFS C: Partição NTFS E: Partição NTFS D: Move Copia Copiar Ou Mover
  • 26. Permissões de pasta compartilhada Permissão Permite que o usuário: Leitura (Padrão, aplicada ao grupo Todos)
    • Exiba nomes de arquivo e de subpasta
    • Exiba dados em arquivos e atributos
    • Execute arquivos de programa
    Alterar (inclui todas as permissões de Leitura)
    • Adicione arquivos e subpastas
    • Altere dados em arquivos
    • Exclua subpastas e arquivos
    Controle Total
    • Inclua todas as permissões de Leitura e Alteração
    • Permita que você altere as permissões NTFS para pastas e arquivos
  • 27. O que são pastas compartilhadas?
    • Copiar uma pasta compartilhada
      • A pasta compartilhada original ainda é compartilhada, mas não a cópia da pasta
    • Mover uma pasta compartilhada
      • A pasta não é mais compartilhada
    • Ocultar uma pasta compartilhada
      • Inclua um $ depois do nome da pasta compartilhada
      • Usuários podem acessar uma pasta compartilhada oculta digitando o UNC. Por exemplo: ervidorsegredos$
  • 28. Prática: Determinando as permissões NTFS e de pasta compartilhada efetiva
    • Nesta prática, você vai:
      • Determinar permissões efetivas de NTFS
      • Determinar permissões de pasta compartilhada
    Volume NTFS Usuários Usuário3 Usuário2 Usuário1 Usuário3 Usuário2 Usuário1 Grupo Usuários FC 1 Volume NTFS Dados Grupo Vendas R Pubs RH Grupo Vendas Vendas FC 2 FC FC FC

×