Your SlideShare is downloading. ×
Os benefícios do armazenamento de dados como componente SOA por Antonio Cesar Sartoratto Dias
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Os benefícios do armazenamento de dados como componente SOA por Antonio Cesar Sartoratto Dias

264
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
264
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Os benefícios do armazenamento de dados como componente SOA Antonio Cesar Sartoratto Dias - MSc. Unicamp Prof. Dr. Marcius Fabius Henriques de Carvalho - CTI Cenpra
  • 2. Os benefícios do armazenamento de dados como componente SOA Fonte: Hennessy e Patterson, 2007 Introduç ão Penso que Vale do Silício tornou-se um nome inadequado. Se examinarmos os investimentos feitos em produção nas últimas décadas, veremos que os discos magnéticos geraram mais negócios que os produtos do silício. O nome dessa região deveria ser trocado para Vale do Óxido de Ferro. [Al Hoagland]
  • 3. Introduç ão De acordo com o IBM Global Innovation Outlook, é esperado que a quantidade de informações digitais dobre a cada 11 horas no ano 2010. Os benefícios do armazenamento de dados como componente SOA
  • 4. Cen ário Motivador A diverg ê ncia entre o crescimento do mercado e do consumo de MIPS motiva o uso de novas metodologias de performance fonte: Febraban, 2008
  • 5. Justificativas do mercado fonte: Pandian, 2003 Segundo a Febraban houve aumento na complexidade do setor.
  • 6. A complexidade da T.I. banc ária Resumo da complexidade medida no setor banc ário .
  • 7. Cen ário Motivador utilizaç ão observada Lei de Amdahl desperd ício cen ários observados nos setores finanças e governo
  • 8. Cen ário Motivador apenas 20% das CPU s ão utilizadas para processar dados
  • 9. Cen ário Motivador Resultados alcançados com o m étodo proposto: Reduç ã o do uso de processador de 91% para 31%
  • 10. Como SOA pode ajudar Fonte: IBM apud CARTER-2007 O neg ócio é dividido em módulos .
  • 11. Como SOA pode ajudar Fonte: IBM apud CARTER-2007 TI é um dos módulos de negócios .
  • 12. Como SOA pode ajudar Fonte: IBM apud CARTER-2007 Que por sua vez é dividido em módulos .
  • 13. Como SOA pode ajudar Fonte: IBM apud CARTER-2007 A proposta: criar um módulo especializado em tratar a velocidade que os dados são entregues às transações .
  • 14. Storage: a base de todo processo
  • 15. Storage: crescimento da base instalada Fonte: IDC, 2007
  • 16. A proposta em teoria Dividir a an álise de desempenho de uma transaç ão em 3 partes:
  • 17. A proposta em exemplo real O foco em uso de processador j á não traz os resultados do passado.
  • 18. Reflex ão - parte 1 Se um equipamento tem componentes com as velocidades indicadas no quadro. CPU Mem ory I/O Device 250 ps 1 ns 100 ns 10 µs 1 ms Velocidades: Memory C a c h e Disk C a c h e 10 -12 10 -9 10 -9 10 -6 10 -3 picosecond nanosecond nanosecond microsecond milisecond Por qu ê uma transaç ão dura segundos?
  • 19. Reflex ão - parte 2 Em um mainframe: Por qu ê uma transaç ão tem essa variação no tempo de resposta?
  • 20. Reflex ão - parte 3 Em um servidor: Por qu ê uma transaç ão tem essa variação no tempo de resposta?
  • 21. Motivo 1: os caches Relat ório da atividade do disk-cache O relat ório aponta alta taxa de “hit rate”, mas...
  • 22. Motivo 1: os caches Os acessos f ísicos continuam existindo. Relat ório da atividade dos discos físicos
  • 23. Motivo 1: os caches Mito: nos discos atuais, tudo est á em cache Verdade: a probabilidade do dado ser localizado em cache é dada pela tabela abaixo. Fontes: IBM e Fujitsu: benchmarks SPC EMC e Hitachi: fichas t écnicas dos fabricantes
  • 24. Motivo 2: discos X CPU Hennessy e Patterson, 2007 O desempenho dos discos é menor que o da CPU Por isso, os m étodos de modificação de lógicas não apresentam os mesmos resultados do passado.
  • 25. Motivo 3: throughput dos discos Fontes: 1- IBM REDP4285 Linux Performance p.85 2- Hennessy&Patterson, 2003 p.745 3- Anderson, 2003 (ref.:Barracuda IV, Cheetah 73 LP) Capacidade de IOPS em discos de 15.000 RPM . Os n úmeros surpreendem
  • 26. Motivo 3: throughput dos discos Fonte: Anderson, 2003 (ref.:Barracuda III, Cheetah 18 LP) PS = Personal Storage ES = Enterprise Storage O throughput cai quando o gabinete vibra
  • 27. Motivo 4: benchmark dos discos Fonte: SPC, 2002 Os benchmarks são pouco explorados.
  • 28. Motivo 4: benchmark dos discos Os benchmarks podem dar base aos trabalhos de acompanhamento de performance.
  • 29. Motivo 5: benchmark de transaç ões O tempo de transaç ão foi reduzido a partir da análise dos acessos a discos .
  • 30. Teste final Qual o tempo de processamento de 1 milh ão de registros ? É o tempo de acesso de 1 milh ão de registros .
  • 31. Conclus ão O grau de tecnologia de um setor é inversamente proporcional à quantidade de participantes. Os conceitos de SOA podem ajudar da implantação um setor especializado na tecnologia de armazenamento de dados
  • 32. Os benefícios do armazenamento de dados como componente SOA Antonio Cesar Sartoratto Dias - MSc. Unicamp Prof. Dr. Marcius Fabius Henriques de Carvalho - CTI Cenpra Obrigado