Sequencia didática

4,980 views
4,604 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,980
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
58
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sequencia didática

  1. 1. ALFABETIZAÇÃO EM FOCO: PROJETOS DIDÁTICOS E SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS EM DIÁLOGO COM OS DIFERENTES COMPONENTES CURRICULARES - Unidade 06 Orientadora de Estudo: Rosilane Capistrano Nunes da Silva
  2. 2. Sequencia didática  O que é: Série de atividades envolvendo um mesmo conteúdo, com ordem crescente de dificuldade, planejadas para possibilitar o desenvolvimento da próxima.  Objetivo Ensinar conteúdos que exijam tempo para aprender e aprofundamento gradual, como o reconhecimento das características de uma paisagem brasileira em Geografia, uma série de experiências para observar a ação de micro-organismos em Ciências ou a leitura da obra de um autor em Língua Portuguesa. 
  3. 3.  Organização Prever a ordem em que as atividades serão propostas, os objetivos, os conteúdos, os materiais, as etapas do desenvolvimento, a duração e a maneira como será feita a avaliação. Como usar A maioria dos conteúdos exige tempo para aprender. Por isso, a sequência didática é a modalidade organizativa mais presente no planejamento. Escolher os conteúdos mais importantes, organizar a série, garantindo a continuidade, e distribuí-los durante o ano. O número de atividades de cada sequência é variado, assim como o tempo de duração (ambos dependem do objetivo e da resposta da turma às propostas).
  4. 4.  Apresentação do tema .  Avaliação dos conhecimentos prévio dos alunos  Apresentação de conhecimentos sobre o tema .  Pesquisas de campo e bibliográficas .  Organização e sistematização do conhecimento .  Produção coletiva .  Produção individual .
  5. 5. •No trabalho de ensino relativo ao componente curricular Língua Portuguesa nas séries iniciais, o docente pode se valer das experiências com temas de outras áreas do conhecimento, como forma de aproximar as crianças de assuntos específicos dessas áreas, ampliando o vocabulário e o trabalho com os gêneros textuais.
  6. 6. Área de Ciências Naturais • As crianças poderão produzir sínteses de conteúdo, utilizando-se de um artigo de divulgação cientifica sobre animais, de textos diversos sobre um bioma brasileiro. • O exemplo de texto sobre seres vivos, produzido por uma criança de 2º ano da Escola Betel no município de Barreiras- Bahia,
  7. 7. • De modo semelhante na área de Ciências Humanas, a partir do gênero textual mapa geográfico de um determinado estado ou município, por exemplo, ou mesmo de um relato histórico do nascimento de uma dada cidade, de uma lista de frequência da turma, da receita de uma comida regional, é possível desenvolver atividades diversas interdisciplinarmente.
  8. 8. • É possível ainda ensinar matemática e interpretação textual ao mesmo tempo mediante a utilização de estratégias lúdicas, em situações que requeiram conhecimentos relacionados a grandezas e medidas ou na identificação de dados em tabelas ou textos, para solucionar problemas.
  9. 9. • As diversas funções sociais do número podem ser exploradas, por exemplo, em situações que possibilitem representações espontâneas de quantidades no cotidiano (números familiares do cotidiano da criança, tais como: valores monetários, número da casa, do ônibus, placa de carro, telefone, altura da criança, sua massa (“peso”), calendário, medida de tempo etc.).
  10. 10. É interessante que o professor construa situações que promovam a consolidação progressiva dessas ideias, evitando cuidadosamente antecipar respostas a problemas e questionamentos vindos do estudante, de modo a permitir o desenvolvimento do pensamento lógico. • São inúmeras as possibilidade que se tem de imbricar conhecimentos, tendo o ensino da língua materna como pano de fundo.

×