REVOLUÇÃO INGLESA    ( 1640 - 1688 )        Adaptado de Davi Ruschel   Prof. Daniel S. Assum –       Colégio Sinodal
Contexto / antecedentes   revolução comercial, ascensão da burguesia   Forte indústria têxtil inglesa   Cercamentos, mi...
   No aspecto ideológico:       Conflitos religiosos (anglicanos, católicos,        puritanos, presbiterianos)       An...
   Jaime I (1603 – 1625):       Apoio ao rei: senhores feudais, igreja anglicana e        alta burguesia.       Apoio a...
   Carlos I (1625 – 1649):       Apesar de jurar o “Bill of Rights” (Petição        dos Direitos), o rei novamente aumen...
   A República de Cromwell (1649 – 1660):     Ditadura pró-burguesia puritana (calvinista);     Repressão a opositores ex...
OS ATOS DE NAVEGAÇÃO
 Guerra contra a Holanda (1652 – 1654).      Vitória da Inglaterra (supremacia naval).      Desenvolvimento da marinha ...
   A Restauração STUART (1660 – 1688):       Carlos II (1660 – 1685).          Anglicano, pró-católicos.               ...
   Jaime II (1683 – 1688).      Católico.      Tentativa de restabelecer o absolutismo.      Apoiado por Luís XIV (FRA...
   A Revolução Gloriosa (1688):       Revolução burguesa.       1689: Guilherme de Orange acata ao Bill of        Right...
Conclusão:   A Revolução Inglesa (ou Revoluções) criou         as condições indispensáveis para a       Revolução Industr...
   http://www.youtube.com/watch?v=25B3V                    RzeVfE                    
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Revolução Inglesa

2,298 views
2,196 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,298
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revolução Inglesa

  1. 1. REVOLUÇÃO INGLESA ( 1640 - 1688 ) Adaptado de Davi Ruschel Prof. Daniel S. Assum – Colégio Sinodal
  2. 2. Contexto / antecedentes revolução comercial, ascensão da burguesia Forte indústria têxtil inglesa Cercamentos, miséria da população em geral Debilitamento da aristocracia fundiária que dava sustentação ao absolutismo Surgimento dos Gentry, pequena e média nobreza rural, mentalidade capitalista e laços com a burguesia Surgimento dos Yeomen, espécie de classe média em péssimas condições
  3. 3.  No aspecto ideológico:  Conflitos religiosos (anglicanos, católicos, puritanos, presbiterianos)  Anglicanos e católicos apoiavam o Rei  Calvinistas do lado do Parlamento (rixas internas) No aspecto político:  morte de Elisabeth, fim da dinastia Tudor, decadência do absolutismo inglês
  4. 4.  Jaime I (1603 – 1625):  Apoio ao rei: senhores feudais, igreja anglicana e alta burguesia.  Apoio ao parlamento: pequena e média burguesia, gentry (nobreza mercantil) e puritanos (calvinistas ingleses).  Perseguições a católicos e puritanos.  Aumento de impostos.  Dissolução do parlamento (1614 – 1622). JAIME I
  5. 5.  Carlos I (1625 – 1649):  Apesar de jurar o “Bill of Rights” (Petição dos Direitos), o rei novamente aumenta os impostos e fecha o parlamento.  Tentativa de impor o anglicanismo na Escócia (revolta).  Guerra Civil (1642 – 1649): ANGLICANOS (monarquistas, chamados de “Cavaleiros”, apoiando o rei) X PURITANOS (forças contrárias ao rei, representadas pelo parlamento, chamados CARLOS I de “Cabeças Redondas”). Puritanos vencem e Carlos I é decapitado
  6. 6.  A República de Cromwell (1649 – 1660): Ditadura pró-burguesia puritana (calvinista); Repressão a opositores externos (Escócia e Irlanda) e internos (Levellers – niveladores e Diggers – escavadores); CROMWELL  Criação dos Atos de Navegação (1650) – somente navios ingleses transportariam mercadorias inglesas ou de outros países para a Inglaterra. Em caso de venda para a Inglaterra só navios do país de origem do produto estariam autorizados a entrar na Inglaterra:
  7. 7. OS ATOS DE NAVEGAÇÃO
  8. 8.  Guerra contra a Holanda (1652 – 1654).  Vitória da Inglaterra (supremacia naval).  Desenvolvimento da marinha e do capitalismo inglês. Oliver Cromwell nomeia-se Lorde Protetor da Inglaterra (1653). Após a morte de Oliver (1658), seu filho, Ricardo Cromwell assume o poder, porém, sem a habilidade e carisma do pai, enfrenta nova guerra civil no país, que acaba com a sua derrota e recoloca os monarquistas no poder.
  9. 9.  A Restauração STUART (1660 – 1688):  Carlos II (1660 – 1685).  Anglicano, pró-católicos. CARLOS II  Aproximação com a França.  Parlamento cria o HABEAS CORPUS e exclui católicos de cargos.  Parlamento é novamente fechado pelo rei (1683)
  10. 10.  Jaime II (1683 – 1688).  Católico.  Tentativa de restabelecer o absolutismo.  Apoiado por Luís XIV (FRA). Parlamento temeroso com a restituição do catolicismo oferece a coroa a Guilherme de Orange (HOL), casado com Maria Stuart, filha mais velha de Jaime II. Em troca, pedia o parlamento livre e a manutenção do anglicanismo. GUILHERME DE ORANGE
  11. 11.  A Revolução Gloriosa (1688):  Revolução burguesa.  1689: Guilherme de Orange acata ao Bill of Rights (Declaração dos Direitos).  Parlamento decidiria sobre impostos, garantia a propriedade privada, as liberdades individuais e divide o poder.  Fim do absolutismo na Inglaterra.  Burguesia assume o poder por meio do parlamento (Monarquia Parlamentar).  Rei reina, mas não governa.  Implantação do liberalismo.
  12. 12. Conclusão: A Revolução Inglesa (ou Revoluções) criou as condições indispensáveis para a Revolução Industrial do século XVIII, limpando o terreno para o avanço do capitalismo, deve ser considerado a primeira revolução burguesa da história na Europa, antecipando em cento e cinqüenta anos a Revolução Francesa.
  13. 13.  http://www.youtube.com/watch?v=25B3V RzeVfE 

×