Seminário 2011 - Biblioteca Nacional
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Seminário 2011 - Biblioteca Nacional

on

  • 1,022 views

Seminário sobre a Biblioteca Nacional

Seminário sobre a Biblioteca Nacional

Statistics

Views

Total Views
1,022
Views on SlideShare
1,003
Embed Views
19

Actions

Likes
0
Downloads
15
Comments
0

3 Embeds 19

http://magisterandre.blogspot.com.br 17
http://magisterandre.blogspot.com 1
http://www.magisterandre.blogspot.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Seminário 2011 - Biblioteca Nacional Seminário 2011 - Biblioteca Nacional Presentation Transcript

  • BIBLIOTECA NACIONAL
    www.bn.br
  • HISTÓRIA DA BIBLIOTECA NACIONAL
    A Biblioteca Nacional do Brasil, considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo, é também a maior biblioteca da América Latina. 
    O núcleo original de seu poderoso acervo calculado hoje em cerca de nove milhões de itens.
  • O início da história da Biblioteca no Brasil está ligado a um dos mais decisivos momentos da história do país: a transferência da rainha D. Maria I, de D. João, Príncipe Regente, de toda a família real e da corte portuguesa para o Rio de Janeiro, quando da invasão de Portugal pelas forças de Napoleão Bonaparte, em 1808.
    O acervo trazido para o Brasil, de sessenta mil peças, entre livros, manuscritos, mapas, estampas, moedas e medalhas, foi inicialmente acomodado numa das salas do Hospital do Convento da Ordem Terceira do Carmo
  • A data de 29 de outubro de 1810 é considerada oficialmente como a da fundação da Biblioteca Nacional que, no entanto, só foi aberta ao público em 1814.
    Em 1821, D.João VI retornou para Portugal levando parte dos acervos, depois da independência em 1822, o Brasil, sob acordo regulado na Convenção Adicional ao Tratado de Paz e amizade com a ex-metrópole, comprou a Biblioteca Nacional. Antes disso, ela era considerada um bem pelo qual Portugal deveria ser indenizado.
  • FATOS HISTÓRICOS
    1814: o Príncipe Regente abre a biblioteca ao público, e por isso ela perde seu caráter de particular .
    1879: Ramiz Galvão (bibliotecário dirigente da BN desde 1870) realizou o primeiro concurso público para o cargo de bibliotecário, no qual se destacou o historiador Capistrano de Abreu.
    1900: Manuel Cícero Peregrino da Silva ocupa o cargo de bibliotecário responsável pela Biblioteca. Nessa época, intelectuais reclamavam o local não possuir um espaço apropriado para leitura e pesquisa
    1911: Primeiro curso de Biblioteconomia do país, com forte influência da escola francesa, é criado para atender as necessidades da Biblioteca Nacional.
  • 1946:diz o relatório do Diretor da Biblioteca Nacional que seria preciso reencadernar 50% dos livros, restaurar 20% e lavar e recompor seguramente metade das obras raras. Podemos calcular o que dizer em 1971, se soubermos que até então nenhuma providência de alcance fora tomada contra o mofo, fungos, poeira, insetos, o calor e a umidade.” (MONTE-MÓR, 1972)
    1970: UNESCO define as bibliotecas nacionais como “bibliotecas que,independentemente de seus títulos, são responsáveis pela aquisição e conservação deexemplares de todas as publicações significativas editadas no país e funcionam comobiblioteca depositária do conhecimento humano”
    Desde aquela época, por determinação do governo, tudo o que é publicado no país precisa ser arquivado na biblioteca. Este fato, somado à incorporação de coleções particulares brasileiras, fez de seu acervo o maior e mais importante da América Latina.” [via Folha.com]
  • INFRAESTRUTURA
    Para garantir a manutenção de seu acervo, a FBN possui laboratórios de restauração e conservação de papel, estando apta a restaurar, dentro das mais modernas técnicas, qualquer peça do acervo que precisar desse serviço.
    Possui também oficina de encadernação e centro de microfilmagem, fotografia e digitalização. Nessa área de conservação de acervo, a Biblioteca Nacional desenvolve dois planos:
    O Plano Nacional de Microfilmagem de Periódicos Brasileiros, com uma rede de núcleos estaduais de microfilmagem com vistas à preservação de toda produção jornalística do país;
    Eo Plano Nacional de Restauração de Obras Raras, cujo objetivo é identificar e recuperar obras raras existentes, não só na Biblioteca Nacional, como em outras bibliotecas e acervos bibliográficos do país.
  • REFERÊNCIAS
     
    Biblioteca Nacional
    http://www.bn.br/portal/?nu_pagina=11<Acessado em 23 abril de 2001>
    REBOUÇAS, Fernando. Podendo ser visto também em http://www.infoescola.com/historia-do-brasil/biblioteca-nacional/ <Acessado em 24 de abril de 2011>
    Conteúdo retirado do blog
    http://blogs.cultura.gov.br/bibliotecaviva/2010/04/09/profissionais-de-bibliotecas-publicas-de-todo-o-pais-recebem-capacitacao/ <Acessado em 24 de abril de 2011>
    O nerd escritor
    http://www.onerdescritor.com.br/2010/10/biblioteca-nacional-que-completa-200-anos-sofre-com-excesso-de-livros/ <Acessado em 24 abril de 2011>