Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Introdução aos sistemas distribuidos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Introdução aos sistemas distribuidos

  • 185 views
Published

 

Published in Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
185
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
7
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. INTRODUÇÃO A SISTEMAS DISTRIBUÍDOS MSC. JESSE TEIXEIRA DA SILVA
  • 2. O QUE SÃO? “SD É um conjunto de computadores independentes entre si que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente” - Andrew S. Tanenbaum “Você sabe que existe um sistema distribuído quando a falha de um computador que você nunca ouviu falar impede que você faça qualquer trabalho” - Leslie Lamport
  • 3. CARACTERÍSTICAS DE UM SD • Segundo George Couloris*, um sistema distribuído é aquele no qual os componentes localizados em computadores de alguma maneira interligados coordenam suas ações através da troca de mensagens. • Um dos principais motivos para a construção de sistemas distribuídos é o compartilhamento de recursos *Sistemas Distribuídos : Conceitos e Projeto - 4ª Ed.
  • 4. CONCORRÊNCIA – Extremamente comum em rede de computadores – Existe o compartilhamento de recursos, conforme necessidade – Mais recursos podem ser adicionados de forma extremamente fácil – Esta concorrência precisa ser gerenciada de alguma maneira pelos sistemas distribuídos
  • 5. AUSÊNCIA DE UM RELÓGIO GLOBAL – Quando programas cooperam entre si, eles precisam coordenar suas ações através de mensagens – Para que isso ocorra, é necessário que uma noção “comum” de tempo exista (ex: tempo que uma rotina necessita para executar) – Mas existe um limite de precisão no qual os computadores podem sincronizar seus relógios Isso pode ocasionar um problema de sincronização!
  • 6. FALHAS INDEPENDENTES – Todo sistema é, em maior ou menor nível, sujeito a falhas, e como projetistas de sistemas, devemos estar cientes das consequências destas falhas. – Falhas na rede podem isolar os computadores nela conectados devido a: • Falha no software • Falha no Hardware • Sobrecarregamento de rotinas • Etc... – Nas próximas aulas, estudaremos melhor os tipos de falhas e como tratá-las
  • 7. PORQUE IMPLEMENTAR SISTEMAS DISTRIBUÍDOS? • A principal motivação por traz dos sistemas distribuídos é o compartilhamento de RECURSOS! • Recursos abrangem inúmeros tipos de componentes e entidades, como exemplo: – Impressoras, Discos, sensores, atuadores.. – Bancos de dados, processamento, arquivos, objetos..
  • 8. EXEMPLOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS A INTERNET • É considerado o maior sistema distribuído existente! • É um conjunto de redes de computadores (de vários tipos) interligados entre si • Estes computadores enviam mensagens através de protocolos de comunicação comum • A internet permite que usuários e máquinas em qualquer parte do mundo possam se comunicar e utilizar serviços, como exemplo a World Wide Web.
  • 9. EXEMPLOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS A INTERNET • Uma série de serviços são disponibilizados através da internet, como por exemplo: – E-mails, Transferência de arquivos, streaming de vídeo e áudio, compartilhamento de recursos, etc... • A internet esta em constante crecimento, pois a cada dia milhares de novos disositivos são adicionados a rede já existente • O acesso a internet é feito através dos provedores de serviços (ISP’s).
  • 10. EXEMPLOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS A INTRANET • É uma pequena parte da Internet administrada separadamente e com limites bem definidos de acordo com parâmetros de segurança. • Pode ser composta por uma ou mais LAN’s (Local Area network) • Estas LAN’s são interligadas através de BackBones e podem ter acesso a internet através do uso de roteadores • Geralmente estas LAN’s são protegidas através do uso de recursos de Firewalls!
  • 11. EXEMPLOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS COMPUTAÇÃO MÓVEL • É cada vez mais comum o uso de SmartPhones, PDA’s, relógios inteligentes, câmeras portáteis, music players, etc.. • E também é quase uma regra que a maioria destes dispositivos tenham acesso a INTERNET! • O conceito de poder se conectar a redemesmo longe da sua rede base é conhecida como computação móvel
  • 12. EXEMPLOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS COMPUTAÇÃO MÓVEL “ Também conhecida como computação nômade é a possibilidade de executar tarefas de computação enquanto o usuário esta em deslocamento ou fora de seu local comum” Leonard_Kleinrock
  • 13. EXEMPLOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS COMPUTAÇÃO UBÍQUIA • Também é conhecida como computação “pervasiva” (Mark Weiser, 1993) • Refere-se a utilização de dispositivos pequenos e baratos, presentes na vida dos usuários • Estima-se que pequenos dispositivos computacionais estrão tão “entranhados” na vida cotidiana que nem serão mais notados, tendo suas funções muito discretas, mas de forma onipresente.
  • 14. EXEMPLOS DE SISTEMAS DISTRIBUÍDOS WORLD WIDE WEB • É um sistema em constante evolução voltado para a publicação e consumo de recursos através da internet. • Pode ser utilizada por meio de Navegadores (Browsers) disponibilizados por várias empresas. • Através da web é possível consumir praticamente qualquer tipo de informação, desde textos simples até jogos, vídeos e audio de forma rápida e precisa.
  • 15. WORLD WIDE WEB • Foi desenvolvida em 1989 pelo CERN (Centro europeu de pesquisa nuclear). • Uma das principais características da WEB é a estrutura de hipertextos entre seus documentos • Um documento contém informações e HyperLinks para outros documentos na Web, formando esta “teia” gigantesca.
  • 16. WORLD WIDE WEB PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS • É um sistema Aberto • Pode ser ampliada sem influenciar na sua funcionalidade • É baseada em padrões de comunicações e documentos • Qualquer recurso (Digital) pode ser compartilhado pela WEB • No inicio, abrangia apenas documentos simples, mas hoje já é capaz de: – Transações financeiras – Rodas aplicativos remotos – Gerenciar grupos – Conter documentos tão complexos como jogos, vídeos, áudio, entre outros. – Etc. ...
  • 17. WORLD WIDE WEB PRINCIPAIS PADRÕES TECNOLÓGICOS • HTML – Linguagem para especificar conteúdos e layout das páginas para que os navegadores possam exibir seus conteúdos • URL – Uniform Resource Locators: identificam os recursos e documentos armazenados como sendo parte da WB • HTTP – HyperText Transfer protocol: Protocolo para transferência de informações.
  • 18. REVISÃO COMPLEMENTAR E MATERIAL DE APOIO • http://www.ubiq.com/hypertext/weiser/SciA mDraft3.html • http://www.lk.cs.ucla.edu/index.html • http://www.inf.ufsc.br/~bosco/ensino/ine564 5/coulouris.pdf • http://www.w3.org/ • http://en.wikipedia.org/wiki/Vannevar_Bush