Panorama ConteúDo Betel 2° Tr 2010

1,708 views

Published on

palestra: Igreja, Família e Sociedade
Conteúdo do 2º Tr da Revista Betel
Lições Bíblicas Betel

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,708
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
45
Actions
Shares
0
Downloads
24
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Panorama ConteúDo Betel 2° Tr 2010

  1. 1. Nosso Tema<br /><ul><li>Comentaristas: Pr Lourival, Pr Luiz Gonzaga , PrEdimar, Pr Gilmar, Ev Reginaldo Cruz
  2. 2. Características do conteúdo: Ético, eclesiológico e doutrinário
  3. 3. Período: Maio a Junho (13 lições)
  4. 4. Ênfase educativa: ética e espiritualidade
  5. 5. Objetivo do trimestre: Conscientizar a Igreja sobre os valores Cristãos fundamentais para o enfrentamento dos problemas produzidos pelas transformações sociais e culturais no seio da Família e da Igreja. </li></li></ul><li>Nosso conteúdo é... <br />
  6. 6. O texto áureo de todo este trimestre será...<br />“Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam... Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão. Feliz o homem que enche deles a sua aljava...” (Salmos 127:1a, 3, 5a).<br />
  7. 7. 4<br />Falando sobre Família 1º Cenário Antiguidade<br /> <br />Modelo Bíblico<br />A configuração de família no seu surgimento está atrelada ao casamento monogâmico, heterossexual, ao modelo patriarcal e a propriedade privada.<br />
  8. 8. 5<br />FAMÍLIA HOJE<br /> <br /> <br />DIVERSIDADE ESTRUTURAL MAIS COMUM<br /> <br /><ul><li>FAMÍLIAS TRADICIONAIS
  9. 9. FAMÍLIAS MONOPARENTAIS
  10. 10. FAMÍLIAS RECASADAS
  11. 11. FAMÍLIAS AMPLIADAS
  12. 12. FAMÍLIAS NÃO CONVENCIONAIS</li></li></ul><li>6<br /> PARA A SOCIEDADE COMTEMPORÂNEA NÃO EXISTE UMA FAMÍLIA IDEAL (PARA OS CRISTÃOS O MODELO É O BÍBLICO)OU UM MODELO PRÉ-DETERMINADO DE FAMÍLIA, EXISTEM FAMÍLIAS REAIS.<br />INDEPENDENTE DE SUA CONFIGURAÇÃO, A FAMÍLIA CONTINUA SENDO A INSTITUIÇÃO SOCIAL RESPONSÁVEL PELOS CUIDADOS, PROTEÇÃO, AFETO E EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS PEQUENAS, OU SEJA, É O PRIMEIRO E IMPORTANTE CANAL DE INICIAÇÃO DOS AFETOS, DA SOCIALIZAÇÃO, DAS RELAÇÕES DE APRENDIZAGEM.<br />A IGREJA PRECISA LUTAR PELO MODELO BÍBLICO<br />
  13. 13. Família, Igreja e Sociedade...<br />No chamado missionário de Israel temos o pressuposto Bíblico sobre a responsabilidade Educativa do Povo de Deus (Israel/Igreja) para formação social, a partir da Família, na perspectiva de uma ecologia e economia Divina<br />
  14. 14. Responsabilidade Educativa do Povo de Deus<br />Com 600.000 famílias recém saídas da idolatria do Egito (sociedade pagã condenada pelo pecado)<br />Israel(Igreja) recebe a incumbência de educar famílias para formação de uma nova sociedade <br />“Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantarte.Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos” (Deuteronômio 6:6-8).<br />
  15. 15. Responsabilidade Bíblica da Família<br />A família enquanto célula mater da sociedade tem uma grande responsabilidade, a saber:<br />Ser um Reino de Amor (A família é uma ecologia Divina/ Ambiênte saudável)<br /> Ser um ambiente de serviço comunitário (dinâmica de relacionamentos) no latim família= famulus.<br />Educar os filhos para perpetuação da Família<br />( Neste sentido a Igreja é solidária e auxiliadora pra o cumprimento da missão educadora da Família). <br />
  16. 16. 10<br />FUNÇÕES DA FAMÍLIA<br /> <br /><ul><li>REGULAÇÃO SEXUAL  
  17. 17. REPRODUÇÃO 
  18. 18. SOCIALIZAÇÃO  
  19. 19. AFETO 
  20. 20. PROTEÇÃO 
  21. 21. EDUCAÇÃO... </li></li></ul><li>O desafio sempre foi enorme no AT, no NT e em nossos dias<br />
  22. 22. 12<br />Fenômenos sociais que afetaram a Família a Igreja e a Sociedade <br /> <br />Século XIV A RENASCENÇA <br />Século XV e XVI A REFORMA<br />Século XVII REVOLUÇÃO INDUSTRIAL<br />Século XVIII O ILUMINISMO<br />Século XIX O CAPITALISMO<br />Século XX MOVIMENTOS CULTURAIS<br />Século XXI REVOLUÇÃO TÉCNICO CIENTÍFICA (cibercultura)<br />
  23. 23. AO QUE TUDO INDICA ESTAMOS CAMINHANDO PARA UMA DITAURA ANTI-CRISTÃVEJAMO 1JO 2.18<br />
  24. 24. 14<br />FAMÍLIA<br /> <br />A FAMÍLIA, BASE DA SOCIEDADE TEM ESPECIAL PROTEÇÃO DO ESTADO.<br />(C.F capítulo VII, Art,226. 1988) <br />
  25. 25. O Estado ainda reconhece legalmente o valor da Família<br />Porém com os novos rumos da sociedade (Uma nova ética, uma nova Identidade), logo chegaremos a uma nova legalidade<br />
  26. 26. CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES NA RELAÇÃO FAMÍLIA, IGREJA E SOCIEDADE<br /><ul><li>O PECADO NÃO É UM ATO ISOLADO; ELE POSSUI UMA SIGNIFICAÇÃO CÓSMICA, O QUE AFETA A DIMENSÃO SOCIAL
  27. 27. PORTANTO PARA O CRISTÃO A LEI DE DEUS É A LEI MAIOR (ATOS 4.19);
  28. 28. EXISTE UM ESPÍRITO ANTICRISTÃO QUE IMPERA NO MUNDO (1Jo 2.18)
  29. 29. DIANTE DA REALIDADE DO MUNDO A IGREJA É CHAMADA A VIVER A DIMENSÃO PROFÉTICA DA FÉ (DENUNCIA E PRONUNCIA;</li></li></ul><li>A IGREJA E SUA MISSÃO<br />Auxiliadora na missão educadora da Família.<br />Interlocutora na missão de educar a sociedade (Consiste em dar testemunho e anunciar Jesus a partir da experiência do encontro pessoal com Ele... = promover o REINO DA VIDA =Santidade...)<br />Promotora do Reino (sendo fiel ao seu cabeça, a sua natureza e a sua missão)<br />
  30. 30. IGREJA DISCÍPULA MISSIONÁRIA...<br />AÇÃO PASTORAL / EVANGELIZADORA/ MISSIONÁRIA<br />Testemunho<br /> de<br /> Comunhão<br />Serviço<br />Diálogo<br />Anúncio<br />PRÁTICA DE JESUS<br />
  31. 31. PISTAS DE AÇÃO PARA A MISSÃO DA IGREJA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA<br />DIMENSÕES CONSTITUTIVAS DA EVANGELIZAÇÃO:<br />Serviço, Diálogo, anúncio, Testemunho de Comunhão<br />1 – PROMOVER A DIGNIDADE DA PESSOA<br />1.1 DESAFIO: A construção da identidade pessoal e da liberdade autêntica numa sociedade consumista.<br />1.2  A FÉ CRISTÃ: A dignidade absoluta da pessoa – “Filhos de Deus, nós o somos “ (1Jo 3,2,)<br />
  32. 32. 1 – PROMOVER A DIGNIDADE DA PESSOA<br />PISTAS DE AÇÃO:<br /><ul><li>Pessoa, testemunho, busca, acolhimento e acompanhamento;
  33. 33. A pessoa e as diversas situações de vida;
  34. 34. A pessoa e a família
  35. 35. A pessoa, o trabalho e a moradia
  36. 36. A pessoa, a pobreza, a exclusão e as ameaças à vida
  37. 37. A pessoa, a oração e a celebração</li></li></ul><li>PISTAS DE AÇÃO PARA A MISSÃO EVANGELIZADORA<br />DIMENSÕES CONSTITUTIVAS DA EVANGELIZAÇÃO:<br />Serviço, Diálogo, anúncio, Testemunho de Comunhão<br />2 – RENOVAR O ESTILO COMUNITÁRIO<br />1.1 DESAFIO: A fragmentação da vida e a busca de relações mais humanas<br />1.2  A FÉ CRISTÃ: “Onde dois ou mais estiverem reunidos, eu estarei no meio deles (Mt 18,20)<br />
  38. 38. 2 – RENOVA R A COMUNIDADE<br />Pistas de ação:<br /><ul><li>Diálogo dentro das comunidades
  39. 39. Comunidades, dons, serviços e ministérios
  40. 40. Comunhão (Koinonia)
  41. 41. Diálogo interdenominacional.
  42. 42. Comunidade essencialmente missionária</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br /><ul><li>Realidade brasileira: Luzes e sombras – é preciso discernir os “SINAIS DOS TEMPOS” à luz do Espírito Santo;
  43. 43. Transformações profundas(ciência x tecnologia) – alcance global – afetam todas as dimensões da vida...
  44. 44. A análise da realidade parte do contexto do discipulado e da missionariedade da Igreja.</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />1. SITUAÇÃO SOCIOCULTURAL<br /><ul><li>Fragmentação dos valores = fragmentação da vida (frustrações, ansiedades, angústias...)
  45. 45. Os MCS como principais interlocutores na “destruição” dos valores e culturas...
  46. 46. Globalização x incertezas, riscos...
  47. 47. Individualismo x consumismo = felicidade imediata – cultura de morte</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />1. SITUAÇÃO SOCIOCULTURAL<br /><ul><li>O perigo da massificação – fragilidade da família (jornada de trabalho, influência da TV e da internet...)
  48. 48. O olhar de fé e de esperança mostram também aspectos positivos da mudança cultural: O valor fundamental da pessoa, da liberdade... Busca do sentido da vida...
  49. 49. O Senhor caminha conosco na luta em favor da vida...</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />2. SITUAÇÃO ECONÔMICA<br /><ul><li>Globalização – concentração de poder e riqueza nas mãos de poucos x exclusão de muitos...;
  50. 50. Os novos pobres: “explorados”, “supérfluos” e “descartáveis”;
  51. 51. Desemprego estrutural;
  52. 52. O grande capital subordina as economias locais;
  53. 53. As populações rurais sofrem com a falta de terra e condições...</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />2. SITUAÇÃO ECONÔMICA<br /><ul><li>Alto índice de corrupção na economia, vinculado ao narcotráfico;
  54. 54. A exploração sexual...
  55. 55. Apesar da disparidade de renda, algumas melhorias: o desemprego vem caindo e o nº. de emprego formais crescendo – crescimento da economia...</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />3. SITUAÇÃO SOCIOPOLÍTICA<br /><ul><li>Enfraquecimento da política e das relações comunitárias;
  56. 56. Crescimento da violência e banalização da vida;
  57. 57. Manipulação de embriões, a difusão do aborto, o desamparo às crianças e idosos...
  58. 58. Falência do sistema penal e da saúde...</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />4. SITUAÇÃO ECOLÓGICA<br /><ul><li>A devastação da Amazônia
  59. 59. A agressão à dignidade e cultura indígenas
  60. 60. Apropriação indébita dos recursos naturais
  61. 61. A agressão à natureza – aquecimento global
  62. 62. O favorecimento a um modelo que privilegia o capital-consumista e prioriza o agronegócio.</li></li></ul><li>CAPÍTULO 1 (VER)<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />5. SITUAÇÃO RELIGIOSA<br /><ul><li>Mentalidade individualista no campo religioso;
  63. 63. Tendência à construção de uma “religião própria” de acordo com as convicções individuais e os SEM Religião
  64. 64. Crescimento das práticas esotéricas...
  65. 65. Crescimento da teologia da prosperidade
  66. 66. “Religiões midiáticas”</li></li></ul><li>SOCIEDADE<br />A REALIDADE QUE NOS INTERPELA<br />5. SITUAÇÃO RELIGIOSA<br /><ul><li>O secularismo e o relativismo
  67. 67. O crescimento das seitas evangélicas
  68. 68. O proselitismo destas seitas...
  69. 69. A busca de Deus...
  70. 70. O grande número de católicos envolvidos nas pastorais, grupos, movimentos, CEBs...
  71. 71. Ainda há um Clero escasso...
  72. 72. Aparecida nos conclama a uma verdadeira conversão pastoral...</li></li></ul><li>DISCÍPULOS E MISSIONÁRIOS NUMA IGREJA EM ESTADO PERMANENTE DE MISSÃO<br /><ul><li>Igreja não é o Reino, a Igreja é promotora do Reino
  73. 73. Igreja = Comunidade missionária = vocação à comunhão(Trindade = Fundamento)
  74. 74. Igreja = Comunidade de Amor – seguidora de Cristo e servidora da humanidade...
  75. 75. Igreja: Comunhão x Missão...
  76. 76. Palavra e Comunhãonutrem a Igreja = Casa e Escola de comunhão</li></li></ul><li>A VITALIDADE DO CASAMENTO, DA FAMÍLIA E DA IGREJA TEM COMO CONSEQUENCIA A RESTAURAÇÃO DA SOCIEDADE E ELA DEPENDE, FUNDAMENTALMENTE DA NOSSA COMUNHÃO COM O SEHOR<br />Visite o blog da nossa EBD<br />www.adcgnaebd.blogspot.com<br />

×