• Save
2009 volume4 cadernodoaluno_linguaportuguesa_ensinofundamentalii_5aserie_caderno do aluno
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

2009 volume4 cadernodoaluno_linguaportuguesa_ensinofundamentalii_5aserie_caderno do aluno

on

  • 629 views

 

Statistics

Views

Total Views
629
Views on SlideShare
629
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    2009 volume4 cadernodoaluno_linguaportuguesa_ensinofundamentalii_5aserie_caderno do aluno 2009 volume4 cadernodoaluno_linguaportuguesa_ensinofundamentalii_5aserie_caderno do aluno Document Transcript

    • Caro(a) aluno(a),Você está recebendo o último Caderno de 2009. Mais uma vez você vai encon-trar desafios e seguramente vai vencê-los com os conhecimentos e as habilidades quedesenvolveu ao longo deste ano.Continue aproveitando todas as oportunidades de aprendizagem que seusprofessores lhe oferecerem, fique atento às explicações, exponha suas dúvidas, façaperguntas, busque respostas, participe das aulas dando sua opinião. Dessa formavocê e seus colegas podem aprender mais.Tente fazer todas as atividades propostas. Se você errar, não desista, porque paraaprender é preciso tentar e o erro faz parte do processo de aprendizagem de todos nós.E quando surgirem dificuldades, o melhor a fazer é pedir ajuda ao professor, quesempre poderá retomar explicações e conteúdos estudados. Em muitos casos, seuscolegas poderão ajudá-lo a solucionar as dúvidas que surgirem.Valorize cada conquista que fizer. Saiba que tudo o que você realmente aprendeu,além de ajudá-lo a avançar em seus estudos, vai acompanhá-lo pela vida afora.Com este Caderno conclui-se um ciclo de aprendizagens. Acreditamos que,ao terminá-lo, mais uma vez você vai se sentir satisfeito e recompensado por tervencido mais uma etapa em sua vida escolar.Parabéns pelo esforço! Certamente você ganhou em conhecimento e autonomia.Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas – CENPSecretaria da Educação do Estado de São Paulo
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 43SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1Projeto Gincana de Produções de Narrativas e deLetras de Música!?OralidadeSeu professor organizará uma roda para conversarem sobre o tema gincana. Nela, serão discu-tidas questões semelhantes a estas:1. Vocês sabem o que é gincana?2. Já participaram de alguma competição desse tipo?3. Sabem de alguém que já tenha participado de alguma gincana?4. Do que se tratava? Como foi essa participação?5. Gincanas podem ser realizadas com atividades presenciais e na internet. Que diferenças há entreesses tipos de gincana?Atenção!Neste bimestre vocês participarão de uma Gincana de Produções de Narrativas e deLetras de Música. Para isso, terão de se dividir em equipes de trabalho e seguir as instru-ções apresentadas em cada Situação de Aprendizagem. Seus desafios serão: escrever o finalde um conto; elaborar uma letra de música utilizando-se de uma melodia já conhecidapara falar de uma imagem, foto, ilustração etc.; e desvendar o mistério de uma narrativade enigma.PESQUISA EM GRUPO1. Caso haja em sua escola um laboratório de informática, façam, em grupos, uma pes-quisa na internet para conhecer variadas experiências com gincana . Por exemplo: nosite da Biblioteca Virtual do Estudante de Língua Portuguesa, disponível em: <http://www.bibvirt.futuro.usp.br/index.php/quem_somos/concursos>, há o registro da pri-meira gincana cultural virtual promovida por essa instituição. Além de conhecer essagincana em particular, vocês podem pesquisar a palavra em sites de busca e aprendermuito sobre o assunto.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 442. Com a ajuda do professor, observem o regulamento do evento pesquisado, sua formade organização, o tipo de premiação etc.3. Apresentem para toda a classe as informações que encontraram na internet sobre otema.4. Se o laboratório de informática não puder ser utilizado, seu professor apresentará paravocês alguns exemplos de gincana e dará informações sobre elas.5. Montem um quadro coletivo com as principais características de uma gincana.6. Reflitam: se vocês fossem montar uma gincana de produção textual, como ela deveriaser? Que tipos de conhecimento os participantes deveriam ter para realizar as tarefas deprodução escrita? O que vocês gostariam de escrever nessa gincana?Leitura e Análise de TextoO texto a seguir, retirado do blog frankamente..., de Lúcia Carvalho, pode ser um bomrecurso para você compreender o que são gincanas e os diferentes modos como elas podemser realizadas. Siga as orientações de leitura.1. Faça uma leitura individual do texto analisando por que a autora considera o conjuntode suas ações como uma espécie de gincana. Durante a leitura, você pode fazer anota-ções sobre suas impressões e dúvidas.A gincana da crônicaA editora da revista me escreveu no começo da semana passada. Será que eu pode-ria escrever sobre meu primeiro sutiã até quarta-feira? Seria uma matéria sobre crian-ças pré-adolescentes, sobre quando é a hora certa para fazer isso ou aquilo. Claro, donaeditora. Oba, publicação, pensei, animada. A única maldade é que o texto era pra sercurtinho. Eu gosto de me estender.Bom, na quarta no final da tarde, eu com a crônica prontinha quando chega ume-mail da moça. Toda cheia de desculpa. Eles sentiam muito, mas cancelaram a mi-nha participação pois o colaborador do sexo masculino tinha desistido. Mil desculpas,blá-blá-blá. Ô coisa. Droga.Fiquei naquela sem graceza sem saber o que fazer, lendo e relendo “... tivemos proble-mas com nosso colaborador do sexo masculino e precisamos cancelar...”. E o que eu façocom essa minicrônica de sutiã? Responder ao remetente, cliquei. “Olha moça”, argumen-tei, “e se eu arrumar um colaborador do sexo masculino, paulistano, que escreva crônicasbárbaras e que tope escrever ainda hoje?”
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 45“Você pode tentar”, ela escreveu em seguida, “mas não damos garantia de publicação,pois não conhecemos a pessoa. Porém, se ele entrar, você entra. O tema para o sexo mas-culino é pelos. Os primeiros pelos.”Uma luz no fim do túnel. Era só achar um colaborador do sexo masculino, paulistano,que escreva crônicas e que topasse escrever sobre pelos ainda naquela noite. Hahahaha.Impossível? Nunca!Nada cai do céu, diz minha mãe, a gente tem que ir atrás. E como obviamente um co-laborador do sexo masculino, paulistano, que escreva crônicas e que topasse escrever sobrepelos naquela noite não cairia mesmo do céu, era melhor ir à luta.Quem eu chamaria? Obviamente, eliminei os amigos escritores famosos. Uma coisadessas, que é legal, mas que beira um... mico, é só para gente como eu, uma escritora semlombada. Foi quando me lembrei do meu grupo de escritores de blogs, os E-néditos. Ora,gente que escreve em blogs tem rapidez, pique e boa vontade. E embora a linguagem dainternet seja o máximo, os blogueiros adoram dar uma escapadinha para o papel.E-néditos, aqui vou eu, pensei. Olhei a lista. Bom, retirando as mulheres e os homensdos outros estados ou cidades, cheguei no Pecus e no Jayme. Eu estava achando aquilomuito engraçado. Além disso, tive certeza de que tanto um como o outro poderia escrevermuitíssimo bem sobre pelos, mesmo sem saber se eles são homens peludos ou não.O Pecus me deu o telefone dele num e-mail uma vez, mas eu não encontrava de modoalgum. No meio da procura, achei o telefone da Anna, a mais animada das leitoras.– Alô! Anna, aqui é a Lúcia, do “frankamente...”. Preciso da sua ajuda. – Ela se animoutoda. O clima era de gincana.– Uau, o tema é ótimo, Lúcia! E eu tenho o telefone do Jayme, vamos ligar já.Achei o Jayme, esbaforido, quando já era noite. Parecia que ele estava numa academia,ou no meio de uma maratona.– Olha que legal. Claro que eu topo. Pelos? Genial, pelos – ele estava tranquilíssi-mo –, já tenho um monte de ideias.– Jayme, você pode escrever hoje?– Posso, ora. Vou voltar para o escritório e quando acabar eu te mando. Peraí.Ah, por isso que é bom ser amigo de blogueiro. E, cá entre nós, o Jayme escreve muito,mas muito bem.E plim, às nove e meia chegou um e-mail. Eram os pelos do Jayme. Li, adorei. Euestava salva e praticamente publicada. Só faltava a moça gostar, o que, obviamente, acon-teceu.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 46E ontem fizemos a nossa dupla na revista. Lúcia, a colaboradora do sexo feminino, eJayme, o colaborador do sexo masculino.Ahahahaha.Uma questão de peitos e pelos, que não caem do céu.CARVALHO, Lúcia. A gincana da crônica. Disponível em: <http://frankamente.itodas.uol.com.br/wp/?m=200510&paged=2>.Acesso em: 13 jul. 2009.2. Faça uma nova leitura do texto e organize uma lista de ações baseada nas questões a seguir:a) Qual o conjunto de ações que a autora teve de executar?b) Em que momento ela considerou que as coisas que precisava fazer para publicar sua crônicana revista se transformaram em uma espécie de gincana?3. Troque sua resposta e sua lista de ações com seus colegas, comparando-as. Em seguida,responda:O que há em comum entre o que a autora da crônica chama de gincana e o que você apren-• deu sobre o assunto na seção Pesquisa em grupo?Estudo da línguaAtividade em equipe1. A autora do texto A gincana da crônica usou uma linguagem informal, semelhante a de uma
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 47conversa. Ela usaria essa mesma linguagem se, em vez de escrever em um blog, estivesse escre-vendo uma notícia para um jornal? Por quê?2. O tom de conversa aproxima a autora de seus leitores. Por que isso acontece?3. Selecionem as falas claramente marcadas que vocês encontrarem no texto, organizando-as emum quadro:Falas da autoraLúcia CarvalhoFalas da editorada revistaFalas de Anna,amiga de LúciaFalas de Jaime,amigo de Lúcia4. Que tipo de pontuação é usado para destacar falas da autora e de outras pessoas?5. Há momentos em que a autora não usa a pontuação comum para destacar falas de outras pes-soas. Encontre duas falas não destacadas.6. Cada grupo deve apresentar oralmente o quadro preenchido, comparando o que fizeram: todospreencheram do mesmo modo? Vocês identificaram as falas de cada participante do texto, in-cluindo a autora? Caso seja necessário, corrijam a organização do quadro.7. Reflitam sobre a importância dessas falas para a compreensão do texto:
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 48Como a junção de tantas falas auxilia o leitor a compreender a ideia de gincana que a au-• tora propõe?Retirem do texto• A gincana da crônica palavras e expressões típicas da linguagem informale onomatopeias. Anotem-nas no caderno.Por que, na opinião de vocês, a autora usa esse tipo de palavra em seu texto?• Vocês julgam adequado o modo como a autora escreve, considerando os leitores de• blogs dainternet, para quem o texto foi escrito? Por quê?Produção escritaNa pesquisa sobre tipos de gincana, vocês tiveram a oportunidade de observar que esse jogopossui regulamento. Agora devem escrever as regras da Gincana de Produções de Narrativas e deLetras de Música para que possam iniciar os trabalhos. O objetivo dessa produção é que vocês esta-beleçam, com base nas normas que criarem, acordos de trabalho e convívio cooperativo que usarãoao longo das próximas semanas para organizar as atividades que farão em grupo. Para tanto, fiquematentos à sequência de passos.1. Em grupos, escrevam alguns itens que gostariam que fizessem parte desse regulamento. Parafacilitar a execução dessa tarefa, vejam um exemplo:Regras coletivas para o projeto Gincana1. Todos os estudantes da 5asérie “x” devem participar da gincana.2. Todos os participantes se comprometem a colaborar na execução das tarefas, cumprin-do sua função e respeitando os prazos estabelecidos.3. A gincana será composta por cinco equipes, cada uma representada por uma cor: equi-pe amarela, equipe laranja, equipe vermelha, equipe azul e equipe verde.4. Cada componente, durante a execução das tarefas, deve usar um crachá com a identi-ficação de sua equipe.5. Cada equipe deve eleger um ou dois representantes, que se responsabilizarão pelaseventuais reuniões com o professor para esclarecer o andamento das tarefas e entregaras produções.6. Receberá pontuação de 10 a 20 toda equipe que finalizar uma tarefa. As equipes quenão fizerem uma tarefa perdem cinco pontos.7. Os critérios para a classificação das equipes são: soma de pontos, tempo de execuçãodas tarefas e qualidade das produções.8. Haverá uma tabela, na sala de aula, com a exibição das tarefas e da pontuação de cadaequipe.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 492. Após a elaboração das regras, os grupos apresentam as listas que produziram, explicando porque consideram esses itens importantes para o bom andamento do projeto Gincana.3. Em seguida, vocês devem comparar o que fizeram, observando as diferenças e semelhançasentre suas listas. Entrem em consenso sobre quais desses itens devem compor o regulamento daGincana de Produções de Narrativas e de Letras de Música.4. Organizem, em cartolina ou papel kraft, um quadro com as regras combinadas entre todosos grupos. Esse quadro deve ficar exposto na sala de aula a fim de ser consultado sempre quenecessário.Atividade em grupo1. Em grupos, com a ajuda do professor, organizem as equipes de trabalho de acordo com aorientação do professor. É importante que as equipes sejam bem equilibradas, compostas porintegrantes com maior e menor facilidade para elaborar cada tarefa.2. O professor orientará os grupos na tarefa de preparar uma tabela composta por atividades queserão executadas ao longo da semana e pela pontuação de cada grupo. Assim como o quadrode regras, essa tabela deve ser fixada na sala de aula, facilitando a organização e execução dastarefas. O objetivo é que, à medida que forem concluindo uma atividade, os grupos coloquemum “x” no espaço reservado a eles e aguardem a avaliação do professor. Vejam um exemplo de como organizar a tabela:9. As equipes participantes ganharão medalhas feitas de sementes de árvores, que pode-rão ser plantadas posteriormente na própria escola, em casa e nos arredores; o nome daequipe e o dos participantes serão colocados em uma placa que permanecerá na escolapara que toda a comunidade escolar reconheça seus feitos; seus textos serão publicadosno blog criado pelo professor especialmente para essa gincana etc.EquipesTarefa 1:O conto e seuspossíveis finaisTarefa 2:A imagem e aletra de músicaTarefa 3:Desvendandoo mistérioPontosacumuladosAmarelaNome dosintegrantes:
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 410LaranjaNome dosintegrantes:VermelhaNome dosintegrantes:AzulNome dosintegrantes:VerdeNome dosintegrantes:Assinale V (verdadeiro) ou F (falso): 1. ( ) Em toda gincana existe um conjunto de provas e atividades (ou desafios) lançado a equipesque vão competir entre si. 2. ( ) Os objetivos de uma gincana estão sempre ligados a ações animadas, divertidas: os parti-cipantes devem cumprir tarefas que os estimulem a resolver problemas e desafios, trabalharem equipe, ter compromisso e senso de responsabilidade, desenvolver sua capacidade criativa,reconhecer talentos individuais e coletivos. 3. ( ) Um dos objetivos do projeto Gincana de Produções de Narrativas e de Letras de Música éque os participantes ampliem suas habilidades para ler, falar em público, ouvir o que os colegasdizem e pensar rapidamente como escrever textos narrativos e letras de música. 4. ( ) O outro objetivo do projeto Gincana de Produções de Narrativas e de Letras de Música écuidar para que o auxílio mútuo, a troca e a cooperação entre os participantes facilitem a reali-zação das tarefas. 5. ( ) Para que uma gincana se realize é preciso que os participantes sigam o regulamento e traba-lhem em equipe. 6. ( ) O trabalho em equipe, durante uma gincana, não contribui para que as tarefas sejam execu-tadas, uma vez que muitas cabeças pensando e decidindo uma ação podem atrapalhar mais doque ajudar.LIÇÃO DE CASA
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 411Atividade em equipe1. Seguindo as orientações dadas por seu professor, encontrem o conto que ele selecionoupara seu grupo. O texto está dentro de um envelope, escondido em algum lugar de suaclasse ou da escola.2. Façam a leitura do conto, identificando seu tema e suas características. Como o contoé uma narrativa, não se esqueçam de indicar os elementos que a organizam. O registrodeve ser feito em fichas de catalogação da obra lida. Veja o exemplo a seguir:SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 2O conto e seus possíveis finais!?Leitura e Análise de TextoFicha de catalogaçãoNome do contoReferências bibliográficas (título do livrono qual foi publicado, ano, editora)Nome do autorPersonagensTempoEspaçoNarradorEnredoTemaIdentificação de características própriasda linguagem literária, em contraposiçãoàs da linguagem oral
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4123. Em uma roda de conversa, sua equipe deve comentar suas impressões iniciais doconto:Vocês compreenderam a história e têm ideia de como é seu desfecho original? Se• não compreenderam, peçam ajuda ao professor.Com base no que leram, que finais vocês consideram possíveis para a história?• Por que vocês acham que esses finais seriam coerentes com as informações que• possuem?Escolham (ou votem) um desses finais para iniciar a produção escrita.• Produção escritaA escrita do desfecho para o conto deve ser feita por todos os integrantes da equipe, mesmo queapenas um participante ocupe a função de redator, isto é, da pessoa que vai registrando o texto porescrito (também interagindo e dialogando com os demais).1. Façam um planejamento do que acham importante dizer nesse desfecho, considerando que eledeve ser coerente com o conto que vocês leram.2. Escrevam, em folha avulsa, uma primeira versão do texto com base no planejamento.3. Façam a revisão da primeira versão, observando se o que escreveram condiz com o planejamen-to inicial. É preciso considerar: se a ligação entre as partes do texto está correta e tem lógica (oconto escrito pelo autor e o desfecho que escreveram); a pontuação; a ortografia; a concordânciaentre as palavras; marcadores temporais e espaciais; discurso direto e indireto etc. Seu professordefinirá com vocês quais aspectos deverão ser revisados nessa etapa.4. Depois dessa primeira revisão, reescrevam o texto, melhorando-o, e entreguem essa nova versãoao professor. Ele fará uma correção final antes que esse texto chegue a seu destino (exposiçãoem um mural, na sala de aula, no pátio da escola ou em qualquer outro espaço que vocês con-siderem adequado para a divulgação do resultado da primeira etapa da gincana).5. O professor devolverá seus textos já corrigidos a fim de que vocês passem a limpo a versão final.PESQUISA EM GRUPO1. Em equipe, façam uma pequena pesquisa, na internet ou na biblioteca de sua escola,para conhecer a biografia do autor do conto lido: quem é ou foi; quando e onde nas-ceu; o que escreveu além desse conto etc.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4131. Observe o enredo a seguir e execute, individualmente, a tarefa proposta.LIÇÃO DE CASARafaela ia para um encontro com sua melhor amiga quando presenciou uma cenaterrível. Assustada, ela saiu correndo. Mas era tarde demais. Alguém a tinha visto e não adeixaria escapar. Pelas ruas de seu bairro, tudo o que as outras pessoas viam era uma meni-na correndo em volta de uma praça. Atrás dela estava ele...2. Escreva a continuação dessa história desvendando o mistério que envolve o que Rafaela viu, apersonagem que está atrás dela, os motivos que levaram essa personagem misteriosa a se envol-ver na tal “cena terrível” e o desfecho para o caso.3. Na aula seguinte, apresente para a classe a história que escreveu.4. Com a ajuda do professor, reflita:O enredo e a história escrita são parecidos com os contos que vocês leram nesta Situação• de Aprendizagem?O que diferencia o texto produzido nessa atividade dos demais contos?• 5. Guarde seu texto, pois ele será útil na Situação de Aprendizagem 4, quando você estudará asnarrativas de enigma.VOCÊ APRENDEU?Individualmente, em seu caderno, responda às seguintes questões:Você utilizou alguns conteúdos trabalhados nos bimestres anteriores para realizar as tarefas• solicitadas nesta Situação de Aprendizagem? Por quê?O que você já tinha aprendido sobre textos narrativos ajudou no trabalho com o conto?• Por quê?2. Se for do interesse do grupo, selecionem outros textos desse autor, façam a leitura epreparem uma apresentação para a classe, contando suas descobertas.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 414Você teve dificuldades para desenvolver o conto? Quais?• O trabalho em equipe ajudou a superar essas dificuldades ou não? Por quê?• Atividade em grupoSeu professor entregará, para cada uma das equipes, a versão completa do conto lido na seçãoLeitura e Análise de Texto, a fim de que vocês comparem o desfecho original com o desfecho queescreveram. Respondam no caderno:1. Vocês notaram alguma semelhança entre os dois desfechos? Em que parte(s)?2. Escreveram um final muito diferente do original?3. Os dois finais, na opinião de vocês, são coerentes com o restante do conto, isto é, combinamcom o que já estava escrito?4. Ao escrever finais diversos, vocês puderam perceber que os textos literários permitem leituras eencaminhamentos variados. Por que vocês acham que isso acontece?5. De qual dos desfechos vocês gostaram mais? O original ou aquele que elaboraram? Por quê?Oralidade1. Cada equipe apresentará para a classe o conto que leu, com o desfecho criado pelo grupo. Emseguida, deve mostrar o final original desse conto.Atenção!Este momento é extremamente importante porque possibilita que vocês falem sobre asdificuldades encontradas para desenvolver a tarefa de escrita do desfecho.Não deixem de cuidar da oralidade na hora dessa apresentação: considerem a situaçãomais formal em que vão falar e utilizem um vocabulário adequado ao se dirigir aos ouvin-tes (os colegas das outras equipes e o professor).2. As demais equipes devem fazer uma avaliação da produção escrita dos colegas, considerando sehá coerência entre o conto e o final criado pelos grupos. Ao avaliar, devem atribuir uma pon-tuação aos grupos, que será usada para preencher o quadro de atividades elaborado na Situaçãode Aprendizagem 1.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 415SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 3A cena e a letra de música!?Leitura e Análise de ImagemImagem 1 Imagem 2Imagem 3Imagem 41. Individualmente, faça a leitura das fotos a seguir.©RachelGuedes/PulsarImagens©JupiterImages©AlexandreCappi/BrStock©AdamJones/OxfordScientific-Latinstock
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 416Imagem 7Imagem 8Imagem 5Imagem 6©AbrahamMenashe/PhotoResearchers,Inc.-Latinstock©TimDavis/Corbis-Latinstock©NickGordon/OxfordScientific-Latinstock©J.ChristopherBriscoe/PhotoResearchers,Inc.-Latinstock
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 417Imagem 9Imagem 10Imagem 11 Imagem 12©PauloFridman/Corbis-Latinstock©AlexandreKuma©ArcoImagesGmbH/Alamy-Otherimages©IngoBoddenberg/zefa/Corbis-Latinstock
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4182. Relacione as imagens observadas com os temas.I. Animais domésticosII. Animais exóticosIII. Problemas ambientaisIV. Esportes coletivosV. Esportes individuaisVI. Amor e amizade entre pessoasVII. Solidariedade e compaixãoVIII. Pontos turísticos de cidades brasileirasIX. Cenas de humor ( ) Imagem 1 ( ) Imagem 2 ( ) Imagem 3 ( ) Imagem 4 ( ) Imagem 5 ( ) Imagem 6 ( ) Imagem 7 ( ) Imagem 8 ( ) Imagem 9 ( ) Imagem 10 ( ) Imagem 11 ( ) Imagem 12 ( ) Imagem 13Imagem 13©Will&DeniMcIntyre/PhotoResearchers,Inc.-Latinstock
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 419OralidadeColetivamente, organizem uma roda para conversar sobre as imagens da seção Leitura e Aná-lise de Imagem. Reflitam sobre cada imagem:1. O que vocês acham que o fotógrafo desejava contar com essa imagem?2. O que o fotógrafo priorizou ao tirar a foto?3. Ele enfoca alguém ou algum objeto em particular?4. Que coisas estão perto desse foco, mas aparecem em segundo plano?5. Alguma dessas imagens poderia servir de mote (ou ponto de partida) para a escrita de umahistória?6. Qual das imagens já parece por si só uma história ou apresenta uma sequência narrativa, mesmoque incompleta?7. Seria possível escrever uma única história, organizando as imagens em sequência?8. Se vocês tivessem de escolher uma das imagens como mote para escrever uma história, qualseria?PESQUISA EM GRUPO1. Escolham ou sorteiem os temas apresentados nas fotos da seção Leitura e Análise deImagem para que cada equipe seja responsável por um deles.2. As equipes devem fazer uma pesquisa, em livros, álbuns de família, revistas ou nainternet, a fim de conseguir cinco novas imagens sobre o tema pelo qual ficaram res-ponsáveis, levando o material para a escola.3. Prendam essas imagens em cartolina ou papel kraft e, em seguida, façam uma apresen-tação para toda a classe, explicando por que acham que essas imagens ilustram o temapelo qual ficaram responsáveis.Atenção! Para fazer essa apresentação, as equipes devem se orientar pelas mesmas ques-tões tratadas na seção Oralidade. No entanto, é preciso que vocês deem o máximo possívelde informações sobre a imagem: de onde a tiraram (jornal, revista, álbum de família)? Oque vocês sabem sobre essas imagens? Havia algum texto as acompanhando? O que ele di-zia? Etc. Essas informações ajudam a compreender a situação de comunicação (por que foifeita, para quem ver ou interpretar, como foi feita, onde foi publicada) na qual a imagemfoi produzida?
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4204. Coletivamente, sob orientação do professor, em uma tabela que será utilizada na etapaseguinte, anotem as informações e ideias discutidas sobre as imagens selecionadas pelasequipes.Vejam o modelo a seguir:Informações Imagem 1 Imagem 2 Imagem 3 Imagem 4 Imagem 5InformaçãoaparenteSituação em quea imagem foiproduzidaIdeias que tiverampela leitura dasimagensHistóriaspossíveis de contarcom basenessas ideiasComo essasimagens traduzemo tema “x”Produção escritaAs equipes iniciarão, agora, a escrita de um enredo (os principais acontecimentos de uma his-tória) a partir do qual escreverão uma letra de música representativa da leitura que fizeram dasimagens. Sigam as orientações:1. Selecionem as imagens sobre as quais desejam escrever (vocês podem usar toda a coletânea so-bre o tema pelo qual ficaram responsáveis ou escolher apenas uma imagem).2. Em seguida, retomem o quadro de leitura da imagem, preparado na etapa anterior, observandoquais são os elementos mais importantes de cada imagem ou do conjunto de imagens. Reflitam:O que mais chama a atenção de vocês nessa leitura de imagens?•
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 421Sobre o que gostariam de escrever por acharem mais interessante, motivador ou represen-• tativo nas imagens que leram?3. A partir deste ponto, vocês devem escrever um breve enredo com os dados mais importantesda história que desejam contar na letra de música. Para facilitar sua tarefa, observem umexemplo:Análise da fotoNesta foto, a leitura aparente mostra um casal (de namorados, talvez), abraçado. Pode-mos notar que eles estão em um parque, ao ar livre. Isso se comprova pelas árvores e floresque aparecem em segundo plano. Ao analisar a imagem, podemos inferir que o casal estáem um de seus momentos de lazer, aproveitando o dia. Em relação ao abraço, é possívelconcluir que eles estão envolvidos emocionalmente e se encontram em um momento decarinho. Talvez gostem de passear juntos, durante o dia, aproveitando o contato com anatureza. Mas quem são eles? Qual sua história? Como se conheceram? Eles estão apaixo-nados um pelo outro? Onde moram? Etc.©BeyondFotomediaGmbH/Alamy-Otherimages
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4224. Seu professor retomará, coletivamente, algumas características do gênero letra de música, jáestudadas no 2obimestre. Depois disso, elaborem a primeira versão de sua letra de música.EnredoNesse momento, qualquer outra informação que dermos sobre a imagem será fruto denossa imaginação. Podemos inventar um enredo para essa imagem, criando algumas ideiasque respondam às questões anteriores, como:Esse casal se conhece há um ano e está no parque comemorando seu aniversário denamoro. A primeira vez que se viram foi em uma festa na casa da prima dela. Foi amorà primeira vista. Por isso, pretendem se casar no próximo ano. Enquanto o casamentonão chega, eles aproveitam o parque próximo da casa dela para ficar juntos, curtindo suapaixão.Muitas músicas (melodia + letra) poderiam dialogar com a cena da foto, criando o cli-ma de romance sugerido no abraço do casal. É importante escolher uma que intensifiquea mensagem que se deseja passar.Atenção!É muito importante que vocês levem em consideração que o gênero letra de música éescrito de maneira poética, a fim de garantir sua construção sonora.1. Individualmente, você deve preparar uma lista de músicas que poderiam ser utilizadas em con-junto com a letra que sua equipe escreveu. Utilize o quadro a seguir como modelo.LIÇÃO DE CASANome das músicasNome dos compositorese intérpretes
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 423Critério para a escolha dessas músicas: sonoridade, ou seja, você deve observar sons que, de• algum modo, considere representativos da mensagem transmitida pela imagem (ou con-junto de imagens) que sua equipe escolheu na seção Produção escrita.Um exemplo: se a imagem (ou conjunto de imagens) for de um ato violento contra• a natureza ou contra o ser humano, a música escolhida deve enfatizar as sensaçõesdiante dessa imagem; cenas românticas devem ser acompanhadas por sons e letrasromânticas; cenas de suspense, acompanhadas por sons que geram no ouvinte an-gústia, medo etc.2. Na aula seguinte, vocês apresentam a lista que elaboraram e escolhem as músicas que maiscombinariam com a letra que escreveram.Atividade em grupo1. Coletivamente, assistam ao filme Lisbela e o prisioneiro (ou outro que seu professor considerarmais adequado para essa atividade) e observem como as músicas são tocadas com o objetivo defortalecer as características das personagens principais e secundárias: mais calmas e delicadas;mal-humoradas e desajustadas; ousadas e destemidas etc. Para cada cena e cada personagem,uma música intensifica o momento ou o perfil.2. Respondam: como a trilha sonora escolhida contribui no desenvolvimento da história, na apre-sentação das personagens, na trama narrativa e no desfecho?OralidadeDepois de escolherem a música para a letra que escreveram, as equipes devem iniciar os pri-meiros testes para verificar se essa letra combina com a sonoridade da música. Para tanto, sigam ospassos:1. Ouçam novamente a música, com sua letra original para aprender a sonoridade.2. Caso seja possível em sua escola, com o auxílio de seu professor, gravem a melodia da música,sem a letra original, a fim de que possam fazer mais facilmente o encaixe da letra no som. Ou,se houver alunos que tocam instrumentos, o professor pode pedir a eles que executem a músicapara que os demais cantem a letra.3. Façam o encaixe da letra escrita por vocês na melodia escolhida.4. Revisem o texto para que seja possível fazer a adaptação da nova letra: troquem palavras, mu-dem rimas, invertam alguns versos, reformulem o refrão, sempre que houver necessidade. Emalguns casos, se for preciso, escrevam novos versos ou mesmo retirem algum trecho que não seajuste à melodia.5. Iniciem os ensaios das composições que elaboraram.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 424Interpretem suas canções, ajustando as entonações e impostando adequadamente a voz, de• acordo com a melodia escolhida.Todos os integrantes da equipe podem cantar a música juntos. Se houver em sua equipe• algum integrante com mais habilidade para o canto, dividam-se, deixando a primeira vozpara esse aluno e o refrão para todos juntos.Testem as várias possibilidades de canto, escolhendo a que mais se ajusta às suas expectati-• vas como intérpretes e ouvintes.6. As equipes interpretam suas composições para toda a classe (se quiserem, podem convidar co-legas e professores de outras classes para assistir às apresentações).7. Em seguida, sob orientação do professor, vocês avaliam a produção feita pelos colegas, dandouma nota a fim de preencher o quadro de tarefas e pontuação.Importante!Vocês devem considerar, para esta avaliação, o trabalho criativo dos colegas: as letrasque escreveram, a combinação da letra e do som, e o diálogo entre essa produção e a ima-gem da qual as equipes partiram para desenvolver as letras de música.Estudo da língua1. Em grupos, façam uma busca no livro didático ou na internet para saber mais sobre rima everso.2. Anotem a seguir uma definição para cada uma dessas palavras.Rima: Verso: 3. Seu professor dará uma explicação sobre figuras de linguagem. Baseadas nessa explicação, asequipes devem fazer uma nova pesquisa no livro didático sobre tipos de figura de linguagemque poderiam auxiliar na escrita das letras de música. A seguir, vocês encontram a indicação dealgumas delas. Procurem seus significados e anotem alguns exemplos.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 425a) Aliteração: b) Assonância: c) Onomatopeia: VOCÊ APRENDEU?1. Coletivamente, as equipes devem fazer uma avaliação do trabalho realizado, considerando as par-ticipações individuais, o empenho na execução de cada parte da tarefa, as dificuldades e as solu-ções encontradas.2. Individualmente, reflita sobre suas dificuldades, transcrevendo o quadro para seu caderno ecompletando.O que aprendi com a gincanaTarefasrealizadasPráticas de leitura, es-crita, oralidade e escutadesenvolvidasDificuldadesencontradasO que fizpara resolvero problemaConseguiresolvê-lo ouainda precisoda ajuda doprofessore/ou doscolegas deequipe?
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 426Atividade 2: A narrativaSITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 4desvendando o mistério!?Leitura e Análise de TextoAtividade 1: O filme1. Seu professor passará o filme Deu a louca na Chapeuzinho. Prestem bastante atençãona história e nos acontecimentos, porque vocês usarão essas informações para cumprira próxima etapa do projeto Gincana.2. Organizem uma roda de conversa sobre o filme. Falem de suas impressões gerais:O que acharam?• Já o conheciam?• Perceberam semelhanças entre o conto de fadas• Chapeuzinho Vermelho, e o filme?Quais?Algum fato ou ação lhes pareceu muito diferente da história original? Expli-• quem.3. Caso seja necessário, seu professor fará a leitura do conto Chapeuzinho Vermelho, afim de que vocês se lembrem de alguns detalhes e possam estabelecer a comparaçãosolicitada.Fiquem atentos!Em uma narrativa de enigma, como a do filme visto na Atividade 1, há personagens,tempo, espaço e acontecimentos que estão diretamente relacionados a um crime – e, por-tanto, pressupõem suspeitos, culpados, detetives, investigação, pistas. Nesse gênero denarrativa, várias das personagens envolvidas nos fatos deixam de ser simples personagens,passando à condição de suspeitos, que serão ouvidos e investigados. Ao final, há a resolu-ção do caso e um culpado, que é preso.Coletivamente, retomem o filme assistido e explorem as pistas deixadas pelos suspei-tos, ao contarem sua versão, e a partir das quais o investigador de polícia vai desvendar omistério. Para isso, será necessário que vocês preencham o quadro a seguir, sintetizandocada depoimento.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 427Personagens A versão dos fatos PistasConclusões doinvestigadorChapeuzinhoLenhadorLoboAvóOralidade1. Coletivamente, façam um levantamento de outros filmes (não necessariamente desenhos ani-mados) ou mesmo seriados de TV aos quais vocês tenham assistido e que apresentam umatrama policial ou mistérios que precisam ser desvendados. Reflitam:O que há de semelhante entre o filme• Deu a louca na Chapeuzinho e esses exemplos?Há nessas histórias detetives, crimes, suspeitos, culpados?•
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 428Vocês gostam desse tipo de filme? Por quê?• Vocês já leram livros que apresentavam narrativas de enigma ou mistério? Quais?• 2. Sob orientação do professor, preparem um quadro na lousa com o nome dos filmes e livroscitados, apontando ao lado suas características principais.Nome dos filmes e livros citadosCaracterísticas principais dos filmes elivros citadosProdução escrita1. Seu professor fará a leitura de uma narrativa de enigma em voz alta. Fiquem atentos e procuremdescobrir quem é o culpado!2. Trabalhando em equipe, façam um levantamento dos elementos narrativos constitutivos dahistória lida: quem são as personagens, qual é o crime, o mistério ou a trama a ser desvendada,quais são os suspeitos, quem é o detetive e seu ajudante (nas narrativas de enigma clássicas,geralmente há um parceiro para o detetive principal) e quem é o culpado. Se for necessário, seuprofessor retomará a narrativa, relendo alguns trechos ou toda a história, para que vocês possamobservar mais detalhadamente cada elemento da narrativa.3. Escrevam um pequeno texto, registrando suas impressões sobre a história. Para tanto, vocêsdevem basear essa produção nas seguintes questões:Descobriram o culpado antes do final?• Como conseguiram isso?• Quais indícios se constituíram peças fundamentais para essa descoberta?• Que provas o investigador, na história lida, utilizou para comprovar seu argumento sobre• o culpado?Como as personagens da história foram caracterizadas para que pudessem ser consideradas• suspeitas?Qual a diferença entre as personagens apenas suspeitas e a personagem culpada?• 4. Sob a orientação do professor, façam a leitura dos textos produzidos pelas equipes e comparemsuas impressões e seus entendimentos da narrativa lida por seu professor.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4295. Por fim, com o auxílio de seu professor, montem um quadro com as principais característicasdas narrativas de enigma. Ele servirá de referência para que possam fazer novas leituras e análisesde outros textos do gênero.Estudo da língua1. Seu professor apresentará à turma uma narrativa de enigma curta. Depois de fazerem a leiturado texto, troquem suas primeiras impressões: o que acharam da história? Ficaram curiosos parasaber mais? Qual ideia tiveram das personagens?2. Em seguida, individualmente, encontre no texto alguns exemplos de adjetivos e advérbios,assinalando essas palavras ou expressões.3. Dividam-se em grupos de trabalho e discutam a função dessas palavras assinaladas no texto:a) Para que elas servem?b) O que elas revelam?c) Elas ajudam a compreender melhor os eventos ou ações ocorridos na história? Por quê?d) Elas caracterizam o lugar onde a história ocorre e as personagens que participam dela?Como?4. Seu professor apresentará uma nova versão da narrativa de enigma lida no item 1 desta ativida-de. Façam a leitura dessa versão, observando suas diferenças e os efeitos que as novas palavrascriaram no texto. Depois respondam:Qual versão parece mais adequada à narrativa de enigma? Por quê?•
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 430Leitura e Análise de TextoAtividade 1Vocês agora vão participar de uma roda de apreciação de narrativas de enigma. Paratanto, com a ajuda de seu professor, acompanhem os passos a seguir:1. Preparem coletivamente uma lista com alguns títulos de narrativas de enigma. Vocêspodem pesquisar na biblioteca de sua escola/bairro ou na internet sobre livros quetrazem esse gênero e selecionar aqueles que gostariam de ler.2. Escolham dessa lista os títulos que vocês podem trazer para a roda de leitura.3. Preparem uma roda bem caprichada, semelhante àquela que vocês conheceram no 3obimestre, na escola fictícia da personagem Soninha. Lembram-se dela?4. Apreciem os livros da roda, observando capa, título (e subtítulo, se houver), ilustra-ções, textos da contracapa, nome do autor etc. Façam a leitura de algumas partes doslivros em voz alta, compartilhando o trecho com os colegas. Conversem sobre suasimpressões. Vocês gostariam de ler esses livros ou não? Por quê?Atividade 2Retomando o projeto Gincana, nessa etapa, observem as seguintes indicações a fim deexecutar as novas tarefas.1. Cada equipe deve escolher (ou sortear) um dos livros da roda de leitura da narrativade enigma.2. Façam a leitura da narrativa de enigma. Cada um dos membros da equipe deve ser res-ponsável pela leitura de uma parte da história. Façam mais de uma leitura para anali-sá-la atentamente e compreender suas características: essa parte é inicial, do “meio” doconto ou final? Para descobrir, cada leitor deve perguntar-se: de que fala a parte queestou lendo? O mistério já foi indicado pelo narrador, ainda não foi mencionado oujá foi resolvido? Os suspeitos foram apenas apontados ou o culpado já foi descoberto?O investigador revelou suas pistas ou ainda as está buscando?
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 431Ficha 1Título do livroNome do autorEditoraNúmero de páginasIlustrador (se houver)4. Se a história escolhida for escrita em capítulos, recuperem em cada um deles os indíciosque ajudam o leitor a desvendar o mistério e encontrar os culpados.O que o detetive (ou os detetives) faz(em) em cada etapa da história para encontrar• o culpado?Que pistas ele(s) segue(m)?• Que pistas foram consideradas verdadeiras?• Quais eram falsas?• Ficha 2Características daspersonagens(físicas e psicológicas)Tempo Espaço EnredoFoconarrativoMotivodocrime3. Preparem duas fichas organizativas com as seguintes informações:
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4325. Anotem esses indícios em uma terceira ficha organizativa, semelhante ao exemplo aseguir:Ficha 3Acontecimentos Indícios/pistasAções dodetetiveQue outras perguntas vocêspoderiam fazer para ajudaro detetive a encontrar oculpado?Alguns títulos sugeridos para a roda de leitura de narrativas de enigma1. Coisas de menino, de Eliane Ganem Um prédio de classe média é constantemente assaltado pelo mesmo ladrão. Um grupode moradores adolescentes loucos para viver muitas aventuras resolve se travestir dedetetives para descobri-lo. Clarice, uma das protagonistas e irmã de um dos garotosdo grupo, quer participar da investigação, mas depara com um veto: eles não aceitammeninas. Mais sagaz e sensível que os meninos, porém, é ela quem consegue fazer aponte entre os dois universos presentes na história: o do bairro onde o prédio fica e oda favela, para onde ela se dirige em busca de respostas para os assaltos.2. Faca afiada, de Bartolomeu Campos Queirós Um garoto ouve uma conversa particular entre seus pais e acha que eles estão plane-jando a morte de alguém, como se fossem assassinos. Ele pensa que os pais querem selivrar da avó, idosa e viúva, que mora com eles, porque ela dá muitas despesas e traba-lho para a família. A partir daí, o garoto vivencia sentimentos contraditórios e passatodo o tempo imaginando as circunstâncias e consequências do pretenso assassinato,tentando buscar um meio de evitá-lo. O final surpreende e revela como o imagináriofértil e as inferências podem levar a criança e o adolescente por um caminho nebulosoe angustiante.PARA SABER MAIS
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4333. Gincana da morte, de Marcos Rey Tim é um rapaz corajoso que escuta, sem querer, uma conversa sinistra entre dois ho-mens: eles planejam matar uma velhinha por causa de uma herança. Assustado, mascheio de boas intenções, Tim resolve percorrer toda a cidade para salvá-la. O problemaé que ele não tem a menor ideia de onde ela esteja.4. O gênio do crime, de João Carlos Marinho Um esquema de falsificação de figurinhas premiadas desencadeia a ação de um grupode garotos que tenta descobrir o responsável pelo esquema. No entanto, eles acabamencontrando, no meio da investigação, um perigoso bandido.5. Berenice detetive, de João Carlos Marinho Uma escritora é assassinada quando come uma maçã envenenada, presente de um alu-no que fora assistir a uma palestra sua. Fácil de resolver se não fosse o fato de que, nessemesmo dia, a autora havia ganhado muitas maçãs, de muitos alunos. Qual deles teriaentregado a maçã com veneno? Para saber, o leitor precisa conhecer a vida da escritorae de todos os alunos que estavam presentes na palestra.6. Aventura alucinante, de Glauco Damas Um grupo de adolescentes, que mora na cidade de São Paulo, tem o privilégio deconviver com dois grandes detetives da literatura, Hercule Poirot e Sherlock Holmes,ao serem transportados para a Londres do século XIX. Entre tentativas de sobreviverao estranho universo no qual estão, eles vivem muitas aventuras e acabam descobrindoquem foi, de fato, o famoso serial killer Jack, o Estripador.1. Cada equipe deve escrever um resumo da história lida na Atividade 2 da seção Leitura e Análi-se de Texto. Esse resumo deve conter o enredo e os acontecimentos principais sem, no entanto,revelar a identidade do culpado. Acrescentem no final um comentário sobre as impressões ge-rais da equipe:Gostaram ou não da história? Por quê?• Acharam fácil desvendar o mistério? Por quê?• LIÇÃO DE CASA
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 434Se vocês fossem o autor dessa história, escolheriam a mesma personagem como culpada?• Por quê?Qual outra personagem, na opinião de vocês, também poderia ser a culpada? Por quê?• 2. Entreguem uma cópia das fichas e do resumo para seu professor, a fim de que ele possa avaliaro trabalho de vocês.OralidadePara completar a etapa com as narrativas de enigma, a última atividade desta Situação de Apren-dizagem é a apresentação da história. Como cada equipe ficou responsável por uma narrativa deenigma diferente, é importante que vocês compartilhem com toda a classe a leitura e análise quefizeram dos textos. Para tanto, as equipes terão de:1. Escolher a parte da história de que mais gostaram ou que considerem mais importante para odesenrolar do mistério. Pode ser também um trecho composto por diálogos entre as persona-gens.2. Produzir um pequeno roteiro dessa parte, com um esquema da encenação: O que acontece nesse ponto da história? Que personagens participarão da cena? O que elas vão falar?O que vão fazer?3. Vocês devem se caracterizar de acordo com as personagens que participam da cena. Para isso,devem observar as fichas organizativas, considerando as características das personagens lá regis-tradas. Escolham algumas peças de roupa e acessórios que os aproximem das personagens (porexemplo: óculos, guarda-chuva, boné, sapato de determinado modelo etc.).4. Ensaiem a cena algumas vezes para decorar as falas e definir as expressões faciais e corporaisdas personagens. Mas cuidado: não deixem que as outras equipes vejam esses ensaios para nãoestragar a surpresa.5. Apresentem a cena para toda a classe e convidados (colegas de outras salas, professores, pais).6. Organizem um espaço coletivo para perguntas, discussões sobre a cena e curiosidades sobre ahistória lida.Atenção!Se não for possível fazer essa atividade juntos, organizem-na de outro modo:1. Em casa, cada um de vocês faz a tarefa.2. Na aula seguinte, vocês se reúnem, leem o que fizeram e organizam um texto únicoque represente a opinião da equipe sobre a história lida na roda de apreciação.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 435Atividade complementar em grupoColetivamente, vocês devem preparar os prêmios para contemplar o trabalho realizado pelasequipes da Gincana e legitimar seus esforços.A seguir, fazemos algumas sugestões, mas é muito importante que vocês pensem em outrasformas de premiação que envolvam muita criatividade e materiais que podem ser encontrados naprópria escola ou em casa e sejam confeccionados por vocês.Medalhas feitas por vocês com sementes de árvores, que posteriormente poderão ser plan-• tadas na própria escola, nas praças próximas, em casa.Um cartaz com o nome de todos os participantes das cinco equipes pode ser afixado em• uma das paredes da escola, a fim de que toda a comunidade escolar prestigie o feito.Vocês também podem criar, com a ajuda de seu professor, um• blog e postar nele todasas atividades produzidas pelas equipes, para que os leitores virtuais conheçam seu tra-balho.Atenção!Nessa etapa, vocês devem informar os colegas sobre os detalhes da história, seu enre-do, as personagens, o crime cometido, os suspeitos e os culpados para que eles entendama cena que apresentaram.VOCÊ APRENDEU?1. Cada equipe deve fazer uma autoavaliação em relação ao trabalho realizado, considerando aparticipação de cada um e do grupo, o empenho na execução de cada parte da tarefa, as dificul-dades e as soluções encontradas.2. Em uma roda de conversa, as equipes apresentam essa autoavaliação, comparando as reflexõesfeitas. Todos os aspectos da elaboração da proposta foram considerados, como a participação decada um de vocês, empenho, responsabilidade e espírito colaborativo? As equipes foram capazesde fazer uso de seus conhecimentos sobre narrativas para realizar a leitura dos variados textos,nas diferentes linguagens (escrita, oral, de imagens) e nos suportes (filme, livros) apresentadosnas Situações de Aprendizagem?
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 4363. Em seguida, vocês devem avaliar a encenação feita pelas equipes, na última Situação de Apren-dizagem, a fim de preencher o quadro de tarefas. É importante que considerem o trabalhocriativo dos colegas: a cena que apresentaram não tinha a função de expor todo o enredo danarrativa, mas apenas ilustrar um de seus momentos importantes.4. Com a ajuda de seu professor, que também fará uma avaliação final do projeto, pontuem a úl-tima tarefa desta Situação de Aprendizagem (com as narrativas de enigma) e façam uma médiade todas as avaliações realizadas, preenchendo a última coluna do quadro de tarefas e avaliação,elaborado na Situação de Aprendizagem 1.
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 437
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 438
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 439
    • Língua Portuguesa - 5asérie - Volume 440