Your SlideShare is downloading. ×
0
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Revolução francesa (1789 1799) widescreem
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Revolução francesa (1789 1799) widescreem

3,237

Published on

Revolução Francesa. Analise da Sociedade de Antigo Regime no Estado Francês. Absolutismo, Mercantilismo, Sociedade Estamental, influência cultural da Igreja Católica e a Crise financeira do Estado …

Revolução Francesa. Analise da Sociedade de Antigo Regime no Estado Francês. Absolutismo, Mercantilismo, Sociedade Estamental, influência cultural da Igreja Católica e a Crise financeira do Estado Francês. História Contemporânea.

VOTE EM HISTORIAÇÃO NO PRÊMIO TOP BLOG BRASIL 2013 "DEMOCRACIA DIGITAL" http://goo.gl/pUvnCa

MUITO OBRIGADO!!!

Published in: Education
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,237
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Revolução Francesa (1789-1799) Primeiro Estado (Clero) Segundo Estado (Nobreza) Terceiro Estado (Burguesia, Camponeses e Artesãos) É o grupo que lidera o processo Revolucionário.
  • 2. O Terceiro Estado carregando o Primeiro e o Segundo Estados nas costas.
  • 3. Causas Gerais da Revolução Francesa Revolução Francesa Absolutismo Mercantilismo Sistema tributário injusto Incapacidade administrativa de Luís XVI Elevados gastos com a Corte
  • 4. Antigo Regime Iluminismo Movimento difundido e sustentado pela burguesia Rei Clero e Nobreza
  • 5. Os antecedentes da revolução • Necker (todos devem pagar impostos). Crise Financeira • Clero e nobreza recusam-se a pagar os tributos. Revolução Nobiliárquica • Reunião extraordinária para votar a extensão dos impostos a todos os grupos sociais. Convocação dos Estados Gerais • A burguesia decide elaborar uma constituição para acabar com os privilégios na França . Assembleia Nacional Constituinte
  • 6. A TOMADA DA BASTILHA - 14 DE JULHO DE 1789 A Bastilha representava o poder político do rei. Nessa prisão ficavam todos os inimigos de Luís XVI.
  • 7. Grande Medo foi um período no qual o campesinato francês toma conhecimento da Revolução Francesa, o que desencadeia uma série de ataques a castelos e saques a aldeias. Muitos nobres fugiram de suas propriedades propiciando o enfraquecimento do feudalismo na França.
  • 8. Os grupos políticos organizam-se para definir suas posições • Defendiam os interesses da baixa burguesia e do povo. • Propostas universais. • Radicalismo político. • Divisão da propriedade privada. • Defesa do sufrágio universal. JACOBINOS (ESQUERDA) • Defendia os interesses da burguesia financeira. • Ficava do lado de quem estivesse ganhando a disputa política. PLANÍCIE (CENTRO) • Defendiam os interesses da alta burguesia (banqueiros). • Propostas individualistas. • Contrários à radicalização política. • Defesa do critério censitário. GIRONDINOS (DIREITA)
  • 9. AS FASES DA REVOLUÇÃO 1ª fase Assembleias (1789-92) (Girondinos) 2ª fase Convenção Nacional (1792-94) (Jacobinos) 3ª fase Diretório (1794-99) (Retorno Girondino) instabilidade política
  • 10. Constituição Civil do Clero Eliminação dos privilégios da Nobreza Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão Critério censitário e tripartição dos poderes Constituição de 1791 Limitação do poder do rei Monarquia Constitucional 1ª fase – Assembleias (1789-92)
  • 11. A TRAIÇÃO DO REI Luís XVI e Maria Antonieta • Transmissão de segredos de guerra para as monarquias absolutas europeias. Objetivo: • Restaurar o absolutismo na França e acabar com a revolução.
  • 12. A execução de Luís XVI (jan-1793)
  • 13. 2ª fase Convenção Nacional (1792-94) Constituição de 1793 (Sufrágio Universal) Confisco e distribuição dos bens da elite Criação do Tribunal Revolucionário Lei dos Máximos e fim da escravidão nas colônias
  • 14. A fase do Terror A JUSTIÇA JACOBINA
  • 15. • Com o crescimento da oposição, Robespierre (líder dos Jacobinos) é destituído do poder em julho de 1794 (novo mês do termidor) pelos girondinos, que recuperam o poder. A reação termidoriana • Inicia-se uma nova fase da Revolução, de características conservadoras. O Diretório (1794-99)
  • 16. CONVENÇÃO NACIONAL (1792-94) DIRETÓRIO (1794-99)
  • 17. 3ª fase Diretório (1794-99) Constituição de 1795 (retorno do critério censitário) Terror branco Repressão contra a Conspiração dos Iguais Fim da Lei dos Preços Máximos
  • 18. Volta da Constituição de 1793 (sufrágio universal) Extensão da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão para toda a população francesa Estabelecimento de uma sociedade justa e sem privilégios Tentativa de estabelecer um governo popular na França CONSPIRAÇÃO DOS IGUAIS
  • 19. Instabilidade interna Ataques externos Golpe 18 de Brumário Sucessivas revoltas internas • Grupos populares de tendência jacobina. • Ameaça às conquistas econômicas da burguesia. Monarquias absolutistas • Medo de que a Revolução Francesa se espalhasse pela Europa. • Formação de várias coligações para invadir a França e restaurar a monarquia absoluta. • Áustria, Prússia, Rússia e Inglaterra. Napoleão Bonaparte • Jovem general que obteve inúmeras vitórias para a França no exterior. • Elemento de prestígio popular e ao mesmo tempo forte o suficiente para manter com mão de ferro a estabilidade exigida pela burguesia.

×