Atendimento fraterno
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Atendimento fraterno

on

  • 946 views

Orientações para a implantação e funcionamento do trabalho de atendimento fraterno, na casa espírita

Orientações para a implantação e funcionamento do trabalho de atendimento fraterno, na casa espírita

Statistics

Views

Total Views
946
Views on SlideShare
945
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
19
Comments
0

1 Embed 1

http://www.slashdocs.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Atendimento fraterno Atendimento fraterno Presentation Transcript

  • Atendimento Fraterno pelo Diálogo
  •  Evitar chamar de  Trabalho de Cura  Tratamento Espiritual.  Exercício ilegal da medicina  Charlatanismo  Promessas perigosas.
  • Mas qual o focodessa atividade? Oferecer orientaçãoespírita àquele que buscaamparo na Casa Espírita
  • Oferecer orientaçãoespírita àquele que buscaamparo na Casa Espírita
  •  Não estimular o atendimento em casa Nem o atendimento na casa das pessoas Atender as pessoas em casa e na casa delas Este é um trabalho em equipe ! Por isso a casa espírita é melhor que o lar Este é um trabalho cristão Por isso, emergencialmente deve-se socorrer a todos
  •  Deve ser definido pela Diretoria da instituição Jamais funcionar clandestinamente Deve ter regras claras de funcionamento Cada etapa da tarefa deve ser respeitada como tal  Nenhuma entrevista deve invadir o horário da palestra Deve ser absolutamente gratuito Não deve fazer promessas
  • Oferecer orientaçãoespírita àquele que buscaamparo na Casa Espírita
  •  Estudo Sistematizado Palestra Grupo mediúnico Tarefas assistenciais AMPARAR!!! Atendimento espiritual Evangelização Jovens
  • Oferecer orientaçãoespírita àquele que buscaamparo na Casa Espírita
  •  Ser trino  Espírito  Perispírito  Corpo Filho de Deus Espírito endividad0 Tem planejamento espiritual Tem mentores Obsessão existe
  • Oferecer orientaçãoespírita àquele que buscaamparo na Casa Espírita
  • Esclareci Consolo mento
  •  Fundamentação sempre espírita Acolher Não há gurus Guardar-se do misticismo. Boas obras Fugir da doutrina do medo Não perder a dimensão espiritual do trabalho Não perder a dimensão material do trabalho
  • Oferecer orientaçãoespírita àquele que buscaamparo na Casa Espírita
  •  Não querer converter O objetivo do Espiritismo Não condicionar o tratamento a nada Não decidir pelo outro Mostrar as regras do tratamento Respeitar as crenças e decisões do outro.
  • ATENDIMENTO PALESTRA FRATERNO TRANSFORMAÇÃO MORAL CULTO DOFLUIDOTERAPIA EVANGELHO
  •  Trabalho espiritual  Deve se gostar  Assiduidade  Pontualidade  Ética nos comentários  Manter a chama acesa
  • ATENDIMENTO PALESTRA FRATERNO TRANSFORMAÇÃO MORAL CULTO DOFLUIDOTERAPIA EVANGELHO
  •  Não é atividade de terapeuta É atividade do coração Mas com critério cristão Sigilo absoluto das revelações feitas “Sede simples como as pombas, Mas prudentes como as serpentes – Jesus”
  •  Mais oportunidade de desabafo que coleta de sintomas; Mais indução à reflexão sobre possíveis causas das dificuldades que o atendido está vivenciando do que oferecimento de diagnóstico; Mais demonstração de atenção que oferta de receitas; Mais manifestação de fraternidade que demonstração de competência tecnicista
  •  Vestimenta  Discretas  Sem decotes excessivos  Sem ser muito justas  Sem propagandas  Limpas. Higiene  Cabelo  Suor  Perfume
  •  Local da entrevista  Reservado  Ideal ter uma mesa para preservar  Pouco mobiliário  Pouco material sobre a mesa  Evitar objetos pontiagudos  Cadeira do atendente de frente prá porta  Cadeira do atendido de costas prá porta  Porta entreaberta
  •  10 mandamentos do atendimento  Ser cortês  Chamar a pessoa pelo nome  Não tocar nela  Ouvir mais do que falar  Dar total atenção e não anotar nada  Não oferecer lições espíritas complexas  Não assustar, mas consolar  Não se escandalizar, mas anuir  Não condenar, mas acompanhar  Não decidir pelo outro, mas conduzir
  •  Alguém que sofre  Impressionável  Deprimido  Conflituado  Ferido  Desesperado  Doente  Desconhece o Espiritismo
  •  Roberta está muito angustiada, faz muito tempo que não dorme, tem medo de dormir porque tem sonhos desagradáveis. Ela costuma sonhar que alguém a persegue. Teve vários relacionamentos afetivos curtos e profundos e gosta muito da noite. Não tem estabilidade financeira e não poderia se dar ao luxo de sustentar mais alguém. Um medo constante tem tomado conta dela. Esta tomando maracujina mas não tem conseguido bons resultados. Não está mais suportando essa situação.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  Antônia está doente. Ela perdeu o interesse de viver. Faz 2 anos que perdeu o filho em um grave acidente automobilistico. Era muito ligada ao rapaz e não se conforma em ter permitido que ele tivesse saído de casa naquela noite para a festa que nunca mais voltou. O quarto está preservado e ela se tranca frequentemente para chorar a perda. Não tem mais vaidades, o cabelo faz tempo que deixou de pintar e o marido, que tem uma propriedade rural tem insistido que ela retome sua vida, sem muito sucesso
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  Rosana não suporta mais o marido. Ele vive distante dos problemas domésticos. Alheio a todas as coisas está sempre de mau humor. Retorna sistematicamente bêbado da rua. No fim de semana desaparece. Tem um bom emprego e é muito querido pelos amigos, mas em casa não consegue se encaixar. Dos três filhos apenas um mantém uma boa relação com o pai. Os dois outros querem que ela se separe porque o pai já não é mais o mesmo. Ela está em conflito e não sabe o que fazer.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  O filho de Cíntia não está bem. A criança chora demais e está sempre agitada. É muito agressivo e irritado. Quando contrariado costuma se jogar no chão e se debater gritando. Exige tudo dos pais e subjuga a vontade deles. O casal vem da perda de um filho que faleceu antes deste nascer. Os pais não sabem como reduzir a agressividade do filho e a mãe, por conta dos remédios que toma desde a perda do mais velho, tem muito sono e deixou de trabalhar. O pai procura auxiliar mas precisa sair pra trabalhar e não tem como atuar durante todo o dia.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  Valéria está grávida do namorado. Como ambos têm 22 anos e moram nas casas de seus pais não sabem como farão para contar o que está acontecendo. Os pais dele não gostam do envolvimento do rapaz com a moça e já prometeram tomar o carro e a moto caso continue o namoro com aquela moça pobre que mora sozinha com a mãe e o irmão deficiente mental. Valéria é filha de uma faxineira amarga com a vida dura que tem e que não ri e só trata a filha com gritos , atirando pratos e agredindo o tempo todo com palavras grosseiras. A mãe a expulsará de casa e os pais dele não a aceitarão.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  Não está fácil a vida de Carlos. O filho está entregue ao crack. Abandonou os estudos e não trabalha. Dorme o dia todo e à noite sai para festas todos os dias. Come tudo o que tem na geladeira. Comete pequenos furtos em casa e a relação com os irmãos é tensa. Usa o que é dos outros sem permissão. Pega o que acha interessante. E está cada vez pior. A mãe já está desistindo de tudo. A relação do casal está em crise por conta de como agir diante da situação do filho.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  Roberto se suicidou ano passado. Um rapaz exemplar , filho maravilhoso que descobriu que a namorada estava grávida de outro. A namorada não o quis mais e ele deu um tiro na cabeça. O curso de direito ficou interrompido. Angustiada a mãe procurou a casa espírita. Quer saber como o filho está. Quer se comunicar com ele, receber uma notícia, saber o que aconteceu com o filho maravilhoso que lhe faz falta. Trouxe objetos pessoais do filho para ajudar no contato e está disponível para participar das reuniões mediúnicas que a Casa deve ter.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  Paulo quer saber se o Espiritismo é a favor do amor ou se é contra o homossexualismo.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada
  •  Maria está tendo desmaios sucessivos e perda de consciência. Quando volta a si não lembra o que aconteceu. Às vezes cai e se debate no chão e agora passou a agredir as pessoas de casa e do trabalho. Fala coisas estranhas e a família dorme trancada no quarto com medo de algo que possa ocorrer durante a noite. Ela está faltando no serviço e já trancou a faculdade com vergonha dos surtos que teve por lá.
  • ItemIsto é um caso deA causa éO agente perturbador éO que se poderia dizerO que não se deveria dizerQuais as perguntas para esclarecimentoQual a orientação a ser dada