CMMI e MPS.BrCentro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) - João Pessoa, PB
GRUPO•   Pedro Henrique Costa Belo•   Jefferson Ferreira Torres Bessa•   Heloisa Bezerra Oliveira da Silva
INTRODUÇÃO•   Buscando uma maior penetração no mercado de desenvolvimento de    software, diversas corporações começaram a...
CMMI•   O CMMI (Capability Maturity Model Integration) é um conjunto de modelos    integrados de maturidade e capacidade p...
CMMI•   O CMMI é o resultado da junção de várias avaliações CMM, englobando as    áreas de software, hardware, recursos hu...
VANTAGENS (CMMI)•   Desenvolvimento de software com qualidade, garantindo o cumprimento    dos prazos e atendendo as neces...
MPS.BR•   É simultaneamente um movimento de melhoria do software brasileiro e um    modelo de qualidade de processos volta...
VANTAGENS (MPS.BR)•   Possui sete níveis de maturidade, onde a implantação é mais gradual e    adequada a pequenas e média...
NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)•   O CMMI possui duas representações: “Contínua" ou “Por Estágios“.•   Representação Por Estág...
NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)•   Nível 4 – Gerenciado: Medidas detalhadas do processo de software e da    qualidade do produ...
NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)
NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)•   Representação Contínua: Possibilita à organização utilizar a ordem de    melhoria que melho...
NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)•   A Representação Contínua é indicada quando a empresa deseja tornar    apenas alguns process...
NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)•   Possui 7 níveis de maturidade onde a implantação é mais gradual e    adaptada a realidade...
NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)
NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)•   Cada nível de maturidade possui suas áreas de processos, onde são    analisados os proces...
NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)•   AP 1.1 - O processo é executado;•   AP 2.1 - O processo é gerenciado;•   AP 2.2 - Os prod...
COMPARAÇÃO DE NÍVEIS DE                          MATURIDADE•   Apesar da divisão em estágios ser baseada nos níveis de mat...
COMPARAÇÃO DE NÍVEIS DE     MATURIDADE
CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS             SEGUIREM ESTES MODELOS•   Porque o número de empresas brasileiras que possuem CMMI é...
CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS             SEGUIREM ESTES MODELOS•   Pequeno porte (até 100 funcionários ) e faturamento abaixo...
CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS             SEGUIREM ESTES MODELOS•   Pequeno Porte - Principais fatores limitadores para implan...
CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS             SEGUIREM ESTES MODELOS•   Médio Porte - Principais fatores limitadores para implanta...
CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS             SEGUIREM ESTES MODELOS•   Grande Porte - Principais fatores limitadores para implant...
CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS                SEGUIREM ESTES MODELOS•   O modelo CMMI é proprietário e envolve um grande custo ...
CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS              SEGUIREM ESTES MODELOS•   Segundo Campos (2008), o custo para a implantação do mode...
QUAL O MAIS VANTAJOSO PARA EMPRESAS           NACIONAIS E INTERNACIONAIS?•   O custo é um fator decisivo como determinante...
QUAL O MAIS VANTAJOSO PARA EMPRESAS           NACIONAIS E INTERNACIONAIS?•   Criação do MPS.BR para suprir as demandas das...
QUAL O MAIS VANTAJOSO PARA EMPRESAS    NACIONAIS E INTERNACIONAIS?
ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM      ESTES PROCESSOS
ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM      ESTES PROCESSOS
ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM                      ESTES PROCESSOS•   No gráfico a seguir podemos ver que em 2009 tivemos um...
ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM                    ESTES PROCESSOSNo gráfico Top 10 países em avaliações CMMI no mundo podemos...
ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM                       ESTES PROCESSOS•   O gráfico Avaliações CMMI 5 no Mundo nos mostra que a...
PONTOS IMPORTANTES•   Desde 2002, 6808 avaliações foram reportadas ao SEI;•   Avaliações reportadas da Espanha, Brasil, Ch...
CONCLUSÃO•   As equivalências entre os dois modelos fornecem as empresas brasileiras uma    oportunidade de assegurar um p...
EXEMPLOS DE CERTIFICAÇÃO
BIBLIOGRAFIA•   http://camilaoliveira.net/Arquivos/Comparando%20CMMi%20x%20MPS.pdf,    Acessado em 12/11/2012•   http://pt...
OBRIGADO PELA  ATENÇÃO!!!
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Cmmi e mps.Br

10,921
-1

Published on

Pequena explicação sobre duas Metodologias de Processo de Software.

0 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
10,921
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
357
Comments
0
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cmmi e mps.Br

  1. 1. CMMI e MPS.BrCentro Universitário de João Pessoa (UNIPÊ) - João Pessoa, PB
  2. 2. GRUPO• Pedro Henrique Costa Belo• Jefferson Ferreira Torres Bessa• Heloisa Bezerra Oliveira da Silva
  3. 3. INTRODUÇÃO• Buscando uma maior penetração no mercado de desenvolvimento de software, diversas corporações começaram a fazer grandes investimentos para desenvolver sistemas diferenciados com mais qualidade. Para isto, investiu-se também na melhoria no processo de desenvolvimento do software e passou-se a buscar a adoção de modelos de qualidade de software com reconhecimento internacional que possam certificar a empresa de que os sistemas por elas desenvolvidos são sinônimos de qualidade.• Este seminário tem como objetivo apresentar dois modelos de qualidade adotados no Brasil e que tem se destacado de formas distintas, o CMMI (Capability Maturity Model Integration) e o MPS.BR (Melhoria do Processo de Software Brasileiro).
  4. 4. CMMI• O CMMI (Capability Maturity Model Integration) é um conjunto de modelos integrados de maturidade e capacidade para diversas disciplinas, tais como: engenharia de software e sistemas, fontes de aquisição e desenvolvimento integrado do produto. Desenvolvido pelo SEI (Software Engineering Institute) da Universidade Carnegie Mellon, o CMMI é uma evolução do CMM e procura estabelecer um modelo único para o processo de melhoria corporativo, integrando diferentes modelos e disciplinas e sendo baseado nas melhores práticas para desenvolvimento e manutenção de produtos• O CMMI permite que o processo de desenvolvimento de software evolua ou ganhe maturidade de forma gradual, por patamares de maturidade. Essa progressão permite que o software seja produzido de forma sistemática, dentro dos prazos pré-definidos e com níveis de qualidade que também são preestabelecidos e controlados. Com este modelo, tem-se um processo mensurável, gerenciável e controlável.
  5. 5. CMMI• O CMMI é o resultado da junção de várias avaliações CMM, englobando as áreas de software, hardware, recursos humanos e processos. O CMM surgiu durante a década de 1980 como um modelo para avaliação de risco na contratação de empresas de software pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos que desejava ser capaz de avaliar os processos de desenvolvimento utilizados pelas empresas que concorriam em licitações como indicação da previsibilidade da qualidade, custos e prazos nos projetos contratados. Para desenvolver esse modelo, o DOD, junto com a Universidade Carnegie Mellon, criou o SEI (Software Engineering Institute), o qual além de ser responsável pela evolução da família CMM, realiza diversas outras pesquisas na área de Engenharia de Software.• O CMMI foi construído considerando três dimensões principais: pessoas, ferramentas e procedimentos. O processo serve para unir essas dimensões.
  6. 6. VANTAGENS (CMMI)• Desenvolvimento de software com qualidade, garantindo o cumprimento dos prazos e atendendo as necessidades do cliente, deixando-o mais satisfeito com o produto.• Eliminação de inconsistências e redução de duplicidade;• Utilização de terminologia comum e estilo consistente;• Consistências com a norma ISO/SEC 15504
  7. 7. MPS.BR• É simultaneamente um movimento de melhoria do software brasileiro e um modelo de qualidade de processos voltados para a realidade brasileira. O programa é coordenado pela Associação para Promoção do Software Brasileiro (SOFTEX) e começou a ser desenvolvido em 2003, como uma forma de auxiliar as pequenas e médias empresas brasileiras a alcançar a qualidade no desenvolvimento de software.
  8. 8. VANTAGENS (MPS.BR)• Possui sete níveis de maturidade, onde a implantação é mais gradual e adequada a pequenas e médias empresas• Possui compatibilidade com CMMI, pois é baseado nas normas ISO/IEC 1220 e ISO/IEC 15504 (regra que define o processo de desenvolvimento de software).• Avaliação bienal das empresas.• Integração universidade-empresa.
  9. 9. NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)• O CMMI possui duas representações: “Contínua" ou “Por Estágios“.• Representação Por Estágios: Disponibiliza uma seqüência pré-determinada para melhoria baseada em estágios que não deve ser desconsiderada, pois cada estágio serve de base para o próximo.• Nível 1 – Inicial: Processo de software caracterizado como “ad hoc”. Poucos processos de desenvolvimento definidos e o sucesso depende de esforço individual.• Nível 2 – Repetível: As políticas de gerencia de desenvolvimento de software são definidas e seguidas. É o nível mais difícil de alcançar por ser uma quebra de paradigma.• Nível 3 – Definido: O processo básico de software para as atividades de gestão e engenharia é documentado, padronizado e integrado em um processo de software padrão para organização.
  10. 10. NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)• Nível 4 – Gerenciado: Medidas detalhadas do processo de software e da qualidade do produto são realizadas. O processo e os produtos de software e da qualidade do produto são quantitativamente compreendidos e controlados.• Nível 5 – Otimização: A melhoria continua do processo é proporcionada pelo feedback quantitativo do processo e pelas ideias e tecnologias inovadoras.• Nesta representação a maturidade é medida por um conjunto de processos. Assim, é necessário que todos os processos atinjam nível de maturidade dois para que a empresa seja certificada com nível dois. Se quase todos os processos forem nível três, mas apenas um deles estiver no nível dois a empresa não irá conseguir obter o nível de maturidade três.
  11. 11. NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)
  12. 12. NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)• Representação Contínua: Possibilita à organização utilizar a ordem de melhoria que melhor atende os objetivos de negócio da empresa. É caracterizado por Níveis de Capacidade (Capability Levels):• No nível 1 (um) o processo é executado de modo a completar o trabalho necessário para a execução de um processo.• No nível 2 (dois) é sobre planejar a execução e confrontar o executado contra o que foi planejado.• No nível 3 (três) o processo é construído sobre as diretrizes do processo existente, e é mantido uma descrição do processo.• No nível 4 (quatro) é quando o processo é gerenciado quantitativamente através de estatísticas e outras técnicas.• No nível 5 (cinco) o processo gerido quantitativamente é alterado e adaptado para atender às necessidades negociais/estratégicas da empresa.
  13. 13. NÍVEIS DE MATURIDADE (CMMI)• A Representação Contínua é indicada quando a empresa deseja tornar apenas alguns processos mais maduros, quando já utiliza algum modelo de maturidade contínua ou quando não pretende usar a maturidade alcançada como modelo de comparação com outras empresas.• A Representação Por Estágios é indicada quando a empresa já utiliza algum modelo de maturidade por estágios, quando deseja utilizar o nível de maturidade alcançado para comparação com outras empresas ou quando pretende usar o nível de conhecimento obtido por outros para sua área de atuação.
  14. 14. NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)• Possui 7 níveis de maturidade onde a implantação é mais gradual e adaptada a realidade das empresas Brasileiras.• A - Em Otimização;• B - Gerenciado quantitativamente;• C - Definido;• D - Largamente Definido;• E - Parcialmente Definido;• F - Gerenciado;• G - Parcialmente Gerenciado.
  15. 15. NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)
  16. 16. NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)• Cada nível de maturidade possui suas áreas de processos, onde são analisados os processos fundamentais (todos os processos que envolvem a elaboração dos requisitos e implantação do sistema), processos organizacionais (processos pertinentes a gerencia e organização da estrutura organizacional) e os processos de apoio (qualidade, configuração, validação e treinamento).• Em seguida vem a Capacidade, onde são obtidos os resultados dos processos analisados, onde cada nível de maturidade possui um número definido de capacidades a serem vistos. Para alcançar um nível de maturidade é necessário que os atributos dos processos (AP) sejam atendidos.
  17. 17. NÍVEIS DE MATURIDADE (MPS.BR)• AP 1.1 - O processo é executado;• AP 2.1 - O processo é gerenciado;• AP 2.2 - Os produtos de trabalho do processo são gerenciados;• AP 3.1 - O processo é definido;• AP 3.2 - O processo está implementado;• AP 4.1 - O processo é medido;• AP 4.2 - O processo é controlado;• AP 5.1 - O processo é objeto de inovações;• AP 5.2 - O processo é otimizado continuamente.
  18. 18. COMPARAÇÃO DE NÍVEIS DE MATURIDADE• Apesar da divisão em estágios ser baseada nos níveis de maturidade do CMMI, os níveis do MPS.BR tem uma graduação diferente para possibilitar a implementação e avaliação mais adequada às micro, pequenas e médias empresas. Essa divisão em níveis também possibilita a visibilidade dos resultados de melhoria de processos em prazos mais curtos• (SOFTEX, 2009) afirma que pode ser feita uma correspondência entre os níveis de maturidade do MPS.BR e do CMMI. A figura a seguir ilustra a relação entre os níveis dos dois modelos de melhoria de processo.
  19. 19. COMPARAÇÃO DE NÍVEIS DE MATURIDADE
  20. 20. CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS SEGUIREM ESTES MODELOS• Porque o número de empresas brasileiras que possuem CMMI é tão pequeno?• Temos mais de 4.000 empresas de software e menos de 10% destas empresas passaram por uma avaliação CMMI ou MPS.Br• Onde está o fator limitador para as empresas obterem o CMMI ou MPS.Br?
  21. 21. CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS SEGUIREM ESTES MODELOS• Pequeno porte (até 100 funcionários ) e faturamento abaixo de R$ 50 milhões.• Médio porte (até 500 funcionários) e faturamento de R$ 50 a R$ 100 milhões.• Grande porte (acima de 500 funcionários) e faturamento acima de R$ 100 milhões.
  22. 22. CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS SEGUIREM ESTES MODELOS• Pequeno Porte - Principais fatores limitadores para implantação do CMMI:• Falta de recursos financeiros.• Falta de mão de obra especializada.• Resistência a mudanças culturais (problemas com a institucionalização).
  23. 23. CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS SEGUIREM ESTES MODELOS• Médio Porte - Principais fatores limitadores para implantação do CMMI:• Falta de mão de obra especializada.• Prioridade para o “manter”, pouco foco no “empreender”.• Gestores despreparados, muitas vezes com bagagem defasada.
  24. 24. CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS SEGUIREM ESTES MODELOS• Grande Porte - Principais fatores limitadores para implantação do CMMI:• CMMI não está alinhado às exigências dos clientes.• Gestores despreparados, muitas vezes com bagagem defasada.• Divergência com os interesses dos acionistas.• Falta de mão de obra especializada.• Resistência a mudanças culturais (problemas com a institucionalização).
  25. 25. CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS SEGUIREM ESTES MODELOS• O modelo CMMI é proprietário e envolve um grande custo para a realização das avaliações do modelo para obter a certificação.• Geralmente o custo fica entre R$ 200 mil a R$1 milhão a depender da complexidade do processo.• Em relação ao MPS.Br, o custo de uma certificação para uma empresa pode ser de até US$ 400 mil, e a certificação não é competitiva o suficiente para tornar a empresa competitiva internacionalmente.• Além disso, é necessário investir tempo, geralmente para se chegar aos níveis de maturidade mais alto.
  26. 26. CUSTO MÉDIO PARA EMPRESAS SEGUIREM ESTES MODELOS• Segundo Campos (2008), o custo para a implantação do modelo MPS.BR no nível G, primeiro nível, está em torno de R$ 70.000,00. Já para o nível F estima-se um custo de R$ 104.000,00. Porém, estes preços podem ser negociados e parcelados, de acordo com a necessidade das empresas. Já o tempo de duração do projeto é, em média, quinze meses, podendo variar conforme o grau de comprometimento das pessoas envolvidas.• O MPS.BR se apresenta como um primeiro passo antes da qualificação pelo modelo CMMI, visto que a sua implantação é mais simples e seu custo é menor quando comparado ao CMMI.
  27. 27. QUAL O MAIS VANTAJOSO PARA EMPRESAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS?• O custo é um fator decisivo como determinante da ação das empresas;• Segundo ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade, os Estados Unidos, em 2004, possuía 1.738 empresas certificadas, na Índia eram 294 e no Brasil havia apenas 17 empresas.
  28. 28. QUAL O MAIS VANTAJOSO PARA EMPRESAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS?• Criação do MPS.BR para suprir as demandas das empresas nacionais, que precisavam encontrar uma forma de saber como adaptar, rapidamente, à sua realidade, modelos para melhoria de processos, como o CMMI, a um custo mais acessível.• O modelo MPS foi fundamentado nos modelos CMMI, ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504, como mostra a figura a seguir, a fim de que empresas nacionais pudessem desenvolver seus processos produtivamente, com um menor impacto.• Apesar dos dois modelos terem sido criados com a mesma finalidade, a maneira como atuam é diferente. Enquanto o MPS.BR visa às micro e pequenas empresas, o CMMI focaliza mais as empresas de grande porte (OLIVEIRA, 2008).• O modelo MPS.BR foi criado pensando na realidade da empresa brasileira, com foco na micro, pequena e média empresa de software;
  29. 29. QUAL O MAIS VANTAJOSO PARA EMPRESAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS?
  30. 30. ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM ESTES PROCESSOS
  31. 31. ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM ESTES PROCESSOS
  32. 32. ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM ESTES PROCESSOS• No gráfico a seguir podemos ver que em 2009 tivemos um pico de 80 avaliações MPS.BR e o número tem se estabilizado entre 70 avaliações por ano. Isto mostra que as empresas de TI estão começando a dar valor em qualidade e melhoria de processos de software e o modelo MPS.BR tem apoiado fortemente nesta tarefa. É interessante notar que já temos quase 20 empresas no nível C do MPS.BR, que é equivalente ao CMMI 3.
  33. 33. ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM ESTES PROCESSOSNo gráfico Top 10 países em avaliações CMMI no mundo podemos notar oestrondoso investimento que a China vem fazendo em melhoria de processos. OBrasil é o oitavo país com mais avaliações, totalizando 178.
  34. 34. ALGUMAS EMPRESAS QUE ADOTAM ESTES PROCESSOS• O gráfico Avaliações CMMI 5 no Mundo nos mostra que a Índia continua sendo o país com mais empresas CMMI. É interessante notar o crescimento da China que agora tem 64 avaliações.
  35. 35. PONTOS IMPORTANTES• Desde 2002, 6808 avaliações foram reportadas ao SEI;• Avaliações reportadas da Espanha, Brasil, China, Argentina e Índia estão crescendo rapidamente;• Mais de 61% das organizações avaliadas tem até 100 pessoas;• Como anteriormente, a maioria das avaliações reportadas referem-se aos níveis 2 e 3 do CMMI;• China e Estados Unidos representam metade das avaliações CMMI do mundo.Tempo médio para atingir um nível de maturidade CMMI:• CMMI 2: Entre 4 à 11 meses• CMMI 3: Entre 2 à 20 meses• CMMI 4: Entre 4 à 28 meses• CMMI 5: Entre 5 à 28 meses• Com isso, podemos ver que as empresas estão investindo cada vez mais e mais em qualidade, gestão e engenharia de software.
  36. 36. CONCLUSÃO• As equivalências entre os dois modelos fornecem as empresas brasileiras uma oportunidade de assegurar um processo de software com mais qualidade e garantir a produção de software mais competitivo no mercado interno e externo. As médias e pequenas empresas adotam o MPS.BR com o objetivo de conseguir alcançar a padronização e qualidade no processo com mais velocidade e de baixo custo. Uma vez alcançada essa padronização a empresa já se encontra qualificada para tentar obter a certificação CMMI.
  37. 37. EXEMPLOS DE CERTIFICAÇÃO
  38. 38. BIBLIOGRAFIA• http://camilaoliveira.net/Arquivos/Comparando%20CMMi%20x%20MPS.pdf, Acessado em 12/11/2012• http://pt.scribd.com/doc/77184037/9/FIGURA-3-%E2%80%93-RELACAO-ENTRE- OS-NIVEIS-DE-MATURIDADE-CMMI-E-MPS-BR, Acessado em 12/11/2012• http://longhigh.wordpress.com/2008/05/15/principais-diferencas-entre-o-mps- br-e-o-cmmi/, Acessado em 12/11/2012• http://www.slideshare.net/alessandroalmeida/conhecendo-o-cmmi- presentation . Acesso em 10/11/2012.• http://www.facilinformatica.com.br/Geral/Noticias.aspx/597. Acesso em 10/11/2012.
  39. 39. OBRIGADO PELA ATENÇÃO!!!
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×