Your SlideShare is downloading. ×
Sobre o desaparecimento do voo MH370.PDF
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Sobre o desaparecimento do voo MH370.PDF

113
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
113
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 19/03/2014
  • 2. Bangcoc confirma sinais do avião sumido após dias de buscas
  • 3. Autoridades tailandesas não tinham compartilhado informação pois não haviam sido questionadas, segundo jornal Radares militares da Tailândia detectaram na noite do dia 8 de março sinais de uma aeronave não identificada logo depois que o avião da Malaysia Airlines desapareceu dos radares comerciais, publicou nesta quarta-feira (data local) a imprensa local. Apesar da grande operação internacional de busca, as autoridades tailandesas não compartilharam essa informação até ontem porque não foram especificamente perguntados antes, disse o jornal Bangcoc Post.
  • 4. O sinal supostamente detecta uma mudança de rumo para o Estreito de Malaca, mas o sinal era intermitente e não incluía dados como o número do voo, informou o porta-voz da Força Aérea da Tailândia, Montol Suchookorn. "Não demos muita atenção para isso. A Força Aérea Tailandesa só se ocupa das ameaças contra o nosso país, então, o que não representa uma ameaça para nós, simplesmente observamos sem tomar ações", garantiu o militar, segundo o jornal.
  • 5. Essas novas informações questionam as práticas de alguns países que preferiram não compartilhar informação em matéria de defesa, com pleno conhecimento do desaparecimento da aeronave com 239 pessoas a bordo. O voo MH370 de Malaysia Airlines saiu de Kuala Lumpur na madrugada do dia 8 de março e tinha previsão de chegada em Pequim seis horas depois, mas desapareceu do radar 40 minutos depois da decolagem, por volta das 1h20 locais da madrugada do sábado para o domingo (14h20 de Brasília da sexta-feira).
  • 6. Em torno das 1h28 locais, o radar militar tailandês "era capaz de detectar um sinal, que era normal, de uma aeronave em direção oposta ao MH370", disse Montol. Após vários dias de buscas por possíveis destroços de um acidente no Mar do Sul da China, as operações de resgate se concentram agora em uma grande área que inclui regiões da Ásia Central e o sul do Oceano Índico. Segundo os últimos dados de satélite recolhidos, o avião pode ter voado rumo ao norte, em uma área compreendida entre o Laos e o Mar Cáspio, ou para o sul, entre a ilha de Sumatra, na Indonésia, e o sul do Oceano Índico.
  • 7. Mais de 40 aeronaves e 34 embarcações participam das tarefas de rastreamento, inclusive mais de 12 aviões Orion P-3 e Hércules C-130. Os países que colaboram nos trabalhos são: Austrália, Bangladesh, Mianmar, Brunei, China, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos, Filipinas, França, Índia, Indonésia, Japão, Cazaquistão, Quirguistão, Laos, Malásia, Nova Zelândia, Paquistão, Reino Unido, Rússia, Cingapura, Tailândia, Turcomenistão, Uzbequistão e Vietnã.
  • 8. 22/03/2014
  • 9. China localiza objetos no Índico que podem ser de avião desaparecido Satélite chinês detectou novos objetos flutuando no oceano Índico; avião Boeing 777-200 da Malaysia Airlines desapareceu em 8 de março
  • 10. A maior parte tem 22,5 metros de comprimento por 13 de largura, disse o governo em comunicado
  • 11. Na quinta-feira, outras imagens feitas por um satélite localizaram dois objetos a cerca de 2.500 quilômetros a sudoeste da cidade australiana de Perth. Uma operação internacional coordenado pela Autoridade Australiana de Segurança Marítima (AMSA) rastreou a região por três dias, sem localizar os materiais. Aviões da China e do Japão se unirão amanhã às buscas, e uma fragata da Marinha Real do Reino Unido navega rumo à essa área. A chegada do ciclone Gillian pode complicar nos próximos dias essa operação, da qual até o momento participam seis aviões de Austrália, Estados Unidos e Nova Zelândia, uma fragata australiana e dois navios mercantes.
  • 12. O avião Boeing 777-200 da Malaysia Airlines, que viajava rumo a Pequim, desapareceu dos radares 50 minutos após decolar em Kuala Lumpur no último dia 8 de março com 239 pessoas a bordo. Desde então, não se sabe seu paradeiro. Já foi confirmado que o avião mudou de rumo e chegou à Península de Malaca, mas depois disso o que ocorreu é incerto. Ministro mostra nota da China que informa sobre objeto Foto: AP Seus ocupantes eram 153 chineses, 50 malaios (12 da tripulação), sete indonésios, seis australianos, cinco indianos, quatro franceses, três americanos, dois neozelandeses, dois ucranianos, dois canadenses, um russo, um holandês, um taiuanês e dois iranianos que embarcaram com passaportes roubados de um italiano e um austríaco.