Novo livro
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Novo livro

on

  • 1,914 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,914
Views on SlideShare
1,914
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
13
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Novo livro Novo livro Document Transcript

    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 1
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão2
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 3 16º ENCONTRO DE PESQUISADORES E INICIAÇÃO CIENTÍFICA 11º ENCONTRO DE EXTENSÃO UNISO - UNIVERSIDADE DE SOROCABA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DA INTEGRAÇÃO REGIONAL DE 17 A 19 DE SETEMBRO SOROCABA-SP
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão4
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 5 APRESENTAÇÃO A realização do XVI Epic - 16° Encontro de Pesquisadores e de Iniciação Cientíica e o 11° Enex - Encontro da Extensão, que terá como título “Educação e Ciência na Integração Regional” - demonstra que a Universidade de Sorocaba, no contexto Nacional da Educação, busca, cada vez mais, contribuir de forma expressiva com a formação de recursos humanos qualiicados e com a geração de conhecimento. Os trabalhos de pesquisa cientíica e de extensão a serem apresentados neste evento cientíico serão organizados nas áreas de Ciências Biológicas e Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas e Sociais, Ciências Sociais Aplicadas, Engenharias e Tecnologias. Prof. Dr. José Martins de Oliveira Junior Pró-Reitor Acadêmico
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão6
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 7 ORGANIZAÇÃO
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão8
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 9 SUMÁRIO ABERTURA 13 OFICINAS E MINI-CURSOS 15 DIVISÕES TEMÁTICAS 17
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão10
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 11 PROGRAMAÇÃO Dia 17/09 (terça-feira) Horário Programação Local Manhã 7h40 Credenciamento e entrega de material Secretaria do Evento 8h30 Sessão Solene de Abertura Autoridades: Prof. Dr. Fernando de Sá Del Fiol (Reitor) Prof. Dr. José Martins de Oliveira Junior (Pró-Reitor Acadêmico) Prof. Dr. Rogério Augusto Profeta (Pró-Reitor Administrativo) Profa. Dr. Norberto Aranha (Presidente da Comissão Organizadora) Auditório do Prédio Administrativo Tarde 14h00 às 16h00 Oicinas e Minicursos Salas de Aula Noite 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 19h30 às 21h30 Oicinas e Minicursos Sala de aula Dia 18/09 (quarta-feira) Horário Programação Local Manhã 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 8h00 às 11h00 Oicinas e Minicursos Sala de aula
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão12 Tarde 14h00 às 16h00 Oicinas e Minicursos Salas de Aula Noite 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 19h30 às 21h30 Oicinas e Minicursos Sala de aula Dia 19/09 (quinta-feira) Horário Programação Local Manhã 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 8h00 às 11h00 Oicinas e Minicursos Sala de aula Tarde 14h00 às 16h00 Oicinas e Minicursos Sala Sala de Aula Noite 18h00 às 19h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Mesa redonda Auditório do Prédio Administrativo 21h30 Premiação Auditório do Prédio Administrativo
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 13 OFICINAS E MINI-CURSOStarde 14h00 às 16h00 Oicina: Comportamento Pessoal e Proissional Responsável: curso de Gestão de Recursos Humanos Sala 302 Bloco C 14h00 às 16h00 Mini curso: Benefícios Previdênciários e Aposentadorias e Pensões Salas 303 Bloco C 14h00 às 17h00 Mini-Curso: Introdução ao Estudo de Funções com o uso do software Winplot Sala 304 Bloco C 14h00 às 16h00 Oicina: Cuidados com a Pele: Tratamento Facial Sala 305 Bloco C 14h00 às 17h00 Oicina: Experimente a Física: A física no cotidiano e nas tecnologias. Sala 308 Bloco C noite 19h00 às 20h30 Palestra: Comitê de Ética em Pesquisa – Informações e Esclarecimentos Auditório Bloco C 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Auditório do Prédio Administrativo Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica 18h00 às 21h00 Mini curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual Sala 214 Bloco F manhã Horário Programação - 18/09 (quarta-feira) Local 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 9h00 às 11h00 Oicina: Pesquisa em Fontes de Informação (Base de Dados) Sala 304 Bloco C tarde 14h00 às 16h00 Mini curso: Leitura e Interpretação da ISO 9000 Sala 301 Bloco C 14h00 às 16h00 Mini curso: Normalização de trabalhos Acadêmicos Sala 302 Bloco C 14h00 ás 16h00 Mini curso: O novo Padrão do Consumidor: Neuromarketing Sala 303 Bloco C 14h00 às 16h00 Oicina: Relações entre Geometria e Álgebra com o uso de materiais didáticos Sala 304 Bloco C 14h00 às 16h00 Oicina: Avaliação Postural Sala 305 Bloco C
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão14 noite 19h00 às 20h30 Palestra: Comitê de Ética em Pesquisa – Informações e Esclarecimentos Auditório Bloco C 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíico Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 19h00 às 21h00 Mini-Curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual Sala 213 Bloco F manhã Horário Programação - 19/09 (quinta-feira) Local 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 9h00 às 12h00 Mini-Curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual Sala 304 Bloco C 9h00 às 11h00 Mini-Curso: Introdução ao Estudo de Funções com o uso do software Winplot Sala 305 Bloco C noite 14h00 às 17h00 Sala 301 Bloco C Mini-Curso: Leitura e interpretação da ISO 9000 14h00 às 17h00 Sala 302 Bloco CMini-Curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual 14h00 às 17h00 Sala 303 Bloco C Oicina: Treinamento Portal da Capes 14h00 às 17h00 Sala 304 Bloco C Mini-Curso: Abertura e Legalização de Empresas 14h00 às 16h00 Sala 305 Bloco C Oicina: Oicina de memória 14h00 às 16h00 Sala 308 Bloco C Oicina: Quick Massage 14h00 às 17h00 Oicina: Experimente a Física: A física no cotidiano e nas tecnologias.
    • Ciências Biológicas e da Saúde
    • fenômeno, na qual também podemos citar a terminologia ninho cheio. Ainda observa- se que o neologismo "adultescente" foi criado a partir das palavras inglesas "adult" e "adolescent", unindo uma etapa evolutiva à outra que, na Itália, são chamadas de "aging bambini". Nesta mesma corrente, outro autor nomeou adultescer com o processo de tornar-se adulto. Uma pesquisa com sete famílias realizado no Rio de Janeiro, revela fatores que podem estar envolvidos na permanência dos filhos adultos na casa parental, como: o alto grau de investimento na vida profissional; o pouco valor dado à independência individual; a diminuição dos conflitos intergeracionais ou a sua neutralização; a ambivalência dos pais no que concerne à saída dos filhos de casa; as escolhas profissionais cada vez mais difíceis, pelas escassas oportunidades do mercado de trabalho; a permissão para o sexo na casa dos pais; o conforto e o padrão de vida, usufruídos na convivência familiar; o isolamento do grupo familiar em relação à sociedade, reproduzido, em menor escala, no isolamento dos próprios membros dentro de casa (alguns quartos de jovens são quase apartamentos completos); o adiamento do casamento; as transformações dos compromissos afetivos entre os pares que não sujeitas a exigências e expectativas, e à dificuldade de separação entre pais e filhos. A geração dos “adultos marsupiais” é formada, em sua maioria, por jovens com melhor condição financeira e estabilidade profissional. Podemos concluir que o jovem adulto, diante do quadro de incertezas referente às experiências afetivas, mercado de trabalho e do mundo social, opta por permanecer na casa paterna. A sensação de incapacidade e de insegurança gera no indivíduo uma postura de comodidade para não perder a estabilidade social e financeira, prolongando o não enfrentamento das responsabilidades e compromissos advindos da fase adulta. ANÁLISE BIOQUÍMICA DO VENENO Bothrops jararacussu (LOTE 2011) PELO PARÂMETRO DA CREATINOQUINASE Joel Reis de Oliveira Junior; Miriéle Cristina Ferraz; José Carlos Cogo; Orient: Yoko Oshima-Franco A determinação da concentração da enzima sérica creatinoquinase (CK) em amostras de sangue é um dos parâmetros usados para quantificar os danos acometidos a células musculares, mais especificamente no músculo cardíaco e na musculatura esquelética. A elevação dessa enzima ocorre em resposta a um estresse físico ou à inoculação de certos agentes, como os venenos de animais peçonhentos, no momento do acidente. O gênero Bothrops é representado por mais de 60 espécies encontradas em todo o território brasileiro, dentre elas a Bothrops jararacussu (Bjssu). O veneno das serpentes deste gênero possui atividade miotóxica e proteolítica, levando à mionecrose no local da picada, tornando-se interessante pesquisar substâncias bioativas que neutralizem sua miotoxicidade, com aplicabilidade na medicina humana e veterinária. O objetivo deste estudo foi determinar a creatinoquinase plasmática liberada após a inoculação do lote 2011 de VBjssu para avaliar sua atividade miotóxica (controle positivo), em comparação ao controle salina (controle negativo). Este estudo foi aprovado pela Comissão de Ética no Uso de Animais, sob Protocolo n.°A013/CEUA/2011, da Universidade do Vale do Paraíba, Univap. Para os ensaios bioquímicos, ratos (machos Wistar) foram sedados e
    • administrados no músculo tibial da coxa esquerda com solução salina (120µL, controle) e com veneno de Bjssu (9µg de VBjssu/1µL de solução salina), de acordo com o peso do animal. Após 120 minutos contados depois da administração, amostras de sangue (3–5mL) foram colhidas e depositadas em tubos heparinizados. Após centrifugação, o plasma sanguíneo foi reservado para a análise de creatinoquinase, em triplicata, por meio do “kit” para diagnóstico CK-NAC BIRG (Biotécnica Ind. e Com. LTDA). A análise estatística foi feita através do teste não pareado t-student, com valor p<0,05 considerado como significante, comparado ao controle salina. A atividade basal de CK (U.I.) no controle foi de 66,6 ± 5,06 (n=4) e para o VBjssu foi de 1747,03 ± 158,97 (n=4), estatisticamente diferentes entre si. Conclui-se que o lote utilizado do VBjssu reproduziu sua característica miotoxicidade, com expressivo nível de CK e condizente com os dados da literatura. ANÁLISE DA AVIFAUNA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL CORREDORES DE BIODIVERSIDADE, SOROCABA, SP. Dorca Ferreira Orient.: Welber Senteio Smith Em todo o mundo, a redução florestal vem transformando florestas originais em pequenos fragmentos resultando assim, em grandes alterações na vegetação natural e consequentemente, perda de biodiversidade, pois todas as mudanças no fragmento influenciam a dinâmica da avifauna existente, pois certas espécies dependem da interação com determinada vegetação, e grandes perturbações causam perda de alimento e o abrigo, dois atributos chave quebrando assim, dinâmicas populacionais, pois, enquanto algumas não toleram grandes variações ambientais, outras não só toleram, mas se beneficiam desse processo. Devido a essa grande interação e a resposta rápida à mudanças do meio, as aves se constituem um excelente indicador ecológico e hoje, é o grupo mais frequentemente utilizado para avaliação de qualidade ambiental. Estudos também mostram que a maior parte da biodiversidade se encontra, localizada em pequenas áreas florestais pouco estudadas, e a relação de quanto menor a área, menor uma população será, faz-se necessário um grande estudo, para que posamos embasar estratégias de conservação em áreas fragmentadas. O Parque Natural Municipal Corredores de Biodiversidade, está localizado em um ecótono de mata atlântica e cerrado (dois hotpots mundiais) o que lhe deveria conferir, características vegetacionais e faunísticas das respectivas formações. As coletas ocorreram sempre das 6:00 ás 10:00h, e das 17:00 ás 19:00h, onde foi utilizado o método de trajeto irregular, que consiste em caminhadas lentas pelo local da pesquisa. A identificação das aves foi visual e/ou auditiva, utilizando um binóculo e um gravador portátil. Para o método de captura e recaptura, utilizou-se 8 redes-neblina de 3m de largura por 7m de comprimento, que foram dispostas sempre em linha reta, tomando o cuidado de ficar distante das mesmas para não correr o risco de inibir a presença das aves. As redes foram vistoriadas a cada 30 minutos e os indivíduos capturados eram cuidadosamente retirados da rede e devidamente identificados. Todas as aves foram marcadas, com o auxílio de um esmalte de pigmento avermelhado no tarso em
    • seguida soltas próximo o local da captura. Até o presente momento, foram registrados 92 espécies distribuídas, em 40 famílias, e 7 guildas tróficas. 61.9% das espécies registradas são de borda de mata, e as guildas que demonstraram maior predomínio, foram as insetívoras, (46.7%) e as onívoras (17.4%), aves que em fragmentos pequenos são consideradas generealistas. Em contraste a guilda insetívora, foram registrados apenas 4.2% de espécies frugívoras, fato que ocorre em áreas pequenas e isoladas, pois os frugívoros são consideradas aves mais sensíveis, e estão entre as primeiras desaparecerem de áreas fragmentadas. ANÁLISE DO NÍVEL DE SEDENTARISMO ENTRE ESCOLARES DE UMA ESCOLA ESTADUAL DA CIDADE DE IBÍUNA-SP Lucas Silva Lima Orient: Vagner Reolon Marcelino O sedentarismo está sendo considerado ultimamente um dos grandes responsáveis pela associação de doenças crônicas, e dentre essas doenças, podemos citar a obesidade e patologias relacionadas ao sistema cardiovascular. Porém, a cada dia vem sendo mostrado que o nível de sedentarismo não está associado apenas à fase adulta, podendo estar presente também na infância. Faltam opções de lugares específicos para a criança brincar, como parques, ruas, ou até mesmo os terrenos transformados em campos para prática do futebol, que foram tomados por edifícios residenciais ou comerciais, nas grandes cidades e regiões metropolitanas. Apesar das aulas de Educação Física serem trabalhadas como conteúdos curriculares na maioria das escolas, parece que apenas elas não são satisfatórias para mudar o comportamento das crianças em relação à prática da atividade física. Assim, este Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade de Sorocaba - Uniso, por meio de uma pesquisa prática, tem como objetivo investigar o nível de sedentarismo de crianças do quinto ao nono ano de uma escola estadual da cidade de Ibíuna. Utilizou-se para a realização deste trabalho acadêmico um questionário para diagnosticar o nível de sedentarismo dos alunos participantes da pesquisa. Pretende-se alcançar resultados que demonstrem o nível de sedentarismo dos alunos envolvidos nesta pesquisa, pois se acredita que esta investigação seja relevante para a compreensão de possíveis ações relacionadas à inserção de uma vida ativa fisicamente para os estudantes, de uma maneira geral. ANÁLISE DOS MOTIVOS DE REJEIÇÃO DE PEDIDOS DE USO DE ANTIBIÓTICOS RESTRITOS EM HOSPITAIS Amanda Bentivoglio Silveira; Maria Teresa de Carvalho; Sílvio Barberato-Filho; Luciane Cruz Lopes; Fernando de Sá Del Fiol; Celso Nakagawa; Eduardo Leite Croco Orient.: Cristiane de Cássia Bergamaschi
    • A importância do estudo sobre o uso de antibióticos restritos (AUR) em hospitais está em diminuir erros de prescrição e, consequentemente, o uso inadequado de antimicrobianos que contribuem para o aumento da resistência bacteriana. O presente estudo caracterizou o uso e identificou os principais motivos de rejeição das solicitações de AUR no Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), durante os anos de 2009 e 2010. Para este estudo observacional, descritivo e transversal, foi utilizada uma base de dados mantida pela Comissão de Controle de Infecções Hospitalares (CCIH) do CHS, município de Sorocaba/SP. Foram incluídas no estudo apenas as solicitações AUR que estivessem completas: 6165 solicitações do ano de 2009 e 6573 de 2010. Os dados foram caracterizados quanto à descrição sociodemográfica e avaliação dos principais motivos da rejeição dos AUR. A maioria dos pacientes era do gênero masculino (61% e 62%), sendo 47,2% e 51,2% crianças (anos de 2009 e 2010, respectivamente). Na maioria das solicitações, os pacientes não tinham feito tratamento medicamentoso anterior. Em torno de 8,5% dos pacientes apresentaram insuficiência renal, sendo os idosos os mais acometidos. A classe dos B-Lactâmicos e das Quinolonas representaram 70% das prescrições, sendo os antimicrobianos mais utilizados: ceftriaxona, ciprofloxacino, cefepime e clindamicina. Uma minoria das solicitações foi negada: 112 (1,8%) e 91 (1,4%) ou autorizadas com restrição 421 (6,8%) e 348 (5,3%), nos anos de 2009 e 2010, respectivamente. 40% das rejeições eram provenientes de erros na prescrição como indicação incorreta e uso desnecessário do medicamento. Novamente, os principais motivos de autorização com restrição (79,5%) foram devido a erros de prescrição, como erros de posologia, dose e/ou via de administração. Embora uma minoria das solicitações de AUR não foi autorizada pela CCIH, os erros de prescrição observados sugerem a importância do contínuo trabalho da equipe com a instituição de protocolos e demais estratégias que garantam o uso racional de anti-infecciosos em nível hospitalar. ANÁLISE QUALITATIVA DE PREPARAÇÕES NEUROMUSCULARES SUBMETIDAS A DIFERENTES TRATAMENTOS Améris Letícia Foramiglio; Luciane Aparecida Celestino Parrilha; Miriéle Cristina Ferraz; Jorge Amaral Filho Orient.: Yoko Oshima-Franco O gênero Bothrops é um dos grupos mais importantes de serpentes peçonhentas do Brasil. A Bothrops jararacussu (Bjssu), conhecida popularmente por jararacuçu, é uma serpente de grande porte, podendo ser encontrada em áreas que abrangem o sul e sudeste do Brasil, além de ser localizada em outros países sul- americanos como Argentina, Paraguai e Bolívia. Seu veneno é miotóxico, ou seja, age na musculatura estriada causando retardo de sua regeneração e mionecrose. Uma das formas de se comprovar mionecrose é a análise morfológica das estruturas celulares através de microscopia de luz (Microscopia Óptica). O objetivo desta pesquisa foi analisar qualitativamente a morfologia das células musculares em lâminas de diafragmas de camundongos expostos a controle Tyrode (solução nutritiva), ao veneno de Bjssu e às diferentes misturas: veneno de Bjssu + Betulina e veneno de
    • Bjssu + Lupeol. Betulina e lupeol foram utilizados para o teste de eficácia contra a mionecrose induzida pelo veneno. As lâminas foram selecionadas quanto à perfeição dos cortes e coloração. No estudo histológico, considerou-se como dano: células esqueléticas que não apresentaram sua morfologia poligonal com núcleo periférico, tamanho característico, edema, condensação de miofibrilas, lesões do tipo delta, ruptura de membrana ou lise com extravazamento de material intracelular, células ghost, evidente necrose pela perda de células musculares. Os resultados obtidos foram comparados aos controles. Posteriormente, as lâminas selecionadas e analisadas foram fotografadas em Fotomicroscópio (Zeiss AXIOSTAR Plus). Os danos morfológicos descritos acima foram observados em músculos expostos ao veneno de Bjssu, os quais mostraram importante mionecrose, diferentemente do controle. A análise de músculos tratados com betulina e lupeol mostrou redução do dano causado pelo veneno de Bjssu sozinho, mostrando aparente proteção que merece ser quantificada para confirmar a veracidade da observação. APAE SUSTENTÁVEL Maria Caroline; Daniela Rodrigues; Halessa Neife; Camila Gomes Orient: Miriam Sanches do Nascimento Silveira O projeto foi desenvolvido na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionas – APAE de Capela do Alto, associação que tem a finalidade de prevenir, tratar e promover o bem estar de pessoas deficientes. O projeto Apae Sustentável tem como objetivo de ensinar crianças com deficiências múltiplas a importância da reciclagem e seu beneficio ambiental, e promover o desenvolvimento das crianças diante da atividade. O principal material utilizado foi a garrafa pet, por sua decomposição levar muito tempo, por ser um material que pode ser reprocessado várias vezes, facilitando a reciclagem; por ser de fácil acesso e estar presente em nosso dia a dia, e pela variedade de coisas que podemos fabricar com ela. Alguns métodos são utilizados para despertar o interesse das crianças referente ao assunto, como: o teatro, onde foi representado como deve e qual a maneira correta de descartar o lixo; ouviram músicas que diziam a respeito da preservação do ambiente; e produziram brinquedos, incentivado a criatividade e também a brincadeira, usando a garrafa pet. Todos os brinquedos produzidos foram doados à Instituição. Estes métodos foram realizados em quatro visitas, e como encerramento foi realizada uma confraternização. Em fim, os resultados foram a conscientização da reciclagem e o benefício que ela pode trazer com o reaproveitamento de materiais usados, transformando-os em um novo produto para uso no nosso dia a dia; a preservação do meio ambiente; a importância de separar o lixo nas residências e a diminuição de lixo acumulado no aterro sanitário; e a geração de novos empregos etc.
    • ASSISTÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA PARA A CRIANÇA COM PARALISIA CEREBRAL Michele Magalhães Orient: Núbia Maria Freire Vieira Lima Através da revisão bibliográfica, a presente pesquisa visa aprofundar o conhecimento acerca da paralisia cerebral (PC), além de esclarecer qual o papel da fisioterapia na reabilitação do paciente. A paralisia cerebral, também conhecida como encefalopatia crônica não progressiva na infância, é um termo empregado como denominação geral que engloba diversos distúrbios neurológicos que não são completamente curáveis. Ocorre uma incapacitação neurológica decorrente de uma lesão (não progressiva) no encéfalo, causada pela interrupção de oxigênio, atingindo o sistema nervoso central, que consequentemente atinge os movimentos corporais e o complexo muscular. Geralmente, estas lesões ocorrem durante a gravidez, no trabalho de parto ou logo após o seu término. Embora ainda seja uma doença irreversível, os danos causados à musculatura podem ser parcialmente eliminados com as adequadas condutas. Existem diferentes formas de paralisia cerebral, que podem ser classificadas de acordo com a distribuição do distúrbio motor (quadriplegia, hemiplegia, diplegia, paraplegia, monoplegia), qualidade do tônus postural anormal e também a classificação em graus que variam entre leve, moderado e severo. O tônus pode se apresentar espástico quando ocorre hipertonia generalizada e paresias; atáxico, quando não há coordenação nos movimentos; hipotônico, onde há diminuição severa do tônus muscular; rígido, onde há hipertonia muscular e baixa mobilidade, e atetóide com a característica hipercinética-hipotônica, com movimentos involuntários e hipermobilidade. A criança vítima de PC apresenta disfunção motora, acarretando dificuldade em explorar o ambiente e de se relacionar com as pessoas. A fisioterapia atua de acordo com o tipo de disfunção e limitação apresentada pela criança, através de manipulações que visam o aumento da mobilidade, equilíbrio, estabilização de tônus, força e coordenação. A principal técnica utilizada é o tratamento Neuro- evolutivo de Bobath, criado em 1950, que consiste em uma inibição dos padrões de posturas reflexa anormais para conseguir um tônus mais normal, e também a facilitação de padrões de movimento normais com utilização de pontos-chave de controle. O diagnóstico precoce e o uso de movimentação ativa do paciente são essenciais para garantir o sucesso nesse método. É essencial que o fisioterapeuta torne possível o esclarecimento dos pais sobre a doença que o filho apresenta, pois apesar das limitações, essa criança pode levar uma vida com qualidade. Sendo assim, faz-se necessário, além do estímulo lúdico e reabilitador, a inclusão dos pais em todo o processo de reabilitação, para garantir a melhor qualidade de vida possível para o paciente e sua família.
    • ATENÇÃO HUMANIZADA AO BEBÊ DE ALTO RISCO - MÉTODO MÃE CANGURU Aline Cardoso Pinto; Julia Mye; Marielle Soranz Oliveira Orient.: Bruneta Rey Este trabalho trata de uma pesquisa em andamento na qual abordaremos o bebê prematuro, os tratamentos oferecidos dentro da UTI Neonatal, o referencial teórico do método mãe canguru, como se dá sua implantação dentro do contexto das políticas públicas de saúde, e como pode beneficiar o estabelecimento do vínculo entre mãe - bebê. O conceito de recém-nascido se refere àquele que, por condições patológicas maternas ou da própria criança, está em risco de morte ou sobrevivência com sequelas, devendo permanecer no berçário sob rigoroso controle de enfermagem e médicos especializados. O método canguru vem mudando o paradigma da assistência neonatal no Brasil, porque amplia os cuidados prestados ao bebê e agrega a necessidade de uma atenção voltada para pais, irmãos, avós, e redes de apoio familiar e social, e vem sendo cada vez mais utilizado pelas instituições, hospitais e maternidades, através dos profissionais da área, e da equipe multidisciplinar como um todo. A utilização do método pode ser iniciado estando os bebês nascidos prematuros em condições estáveis, visando também o início do vinculo entre pais e filhos. O toque pode ser muito útil, podendo inclusive, ajudar o prematuro a ganhar peso mais rápido, por isso que a “posição canguru” tem estado cada vez mais presente no cuidado com os bebes de baixo peso: oferecendo contenção, toque organizado e global ao corpo da criança. A pesquisa se encontra em andamento, mas observamos de acordo com o referencial teórico levantado, que a UTI neonatal é lugar de extrema importância para o recém-nascido de baixo peso, e que o avanço tecnológico tem reduzido os índices de mortalidade neonatais por prematuridade, por isso é necessário cuidados com os recém-nascidos na tentativa de minimizar possíveis sequelas, cabendo aos profissionais da equipe multidisciplinar proporcionar ao prematuro um crescimento e desenvolvimento semelhantes ao que ele teria se estivesse na vida intra-uterina, e a equipe neonatal tem que estar preparada para acolher as demandas do paciente e da família, acolhendo seus conflitos e sua insegurança perante o acontecimento que pode ser inesperado ou não. ATIVIDADE ANTIOFÍDICA DO EXTRATO SECO DE Camellia sinensis CONTRA AS AÇÕES BIOLÓGICAS INDUZIDAS PELO VENENO DE Philodryas olfersii Gabriela Ramos de Alcantara; Raphael Schezaro Ramos; Rita de Cássia de Oliveira Collaço; Mário Luís Ribeiro Cesaretti; José Carlos Cogo; Léa Rodrigues Simioni Orient.: Priscila Randazzo de Moura O presente estudo avaliou o efeito protetor do extrato de Camellia sinensis (C. sinensis) sobre as ações biológicas induzidas pelo veneno ofídico de Philodryas olfersii (P. olfersii) sob o parâmetro da junção neuromuscular. O veneno de P. olfersii possui enzimas proteolíticas capazes de causar efeitos locais e sistêmicos às vítimas.
    • Durante a soroterapia, ocorre a neutralização dos efeitos tóxicos, mas geralmente não ocorre do dano tecidual. Muitos extratos de plantas vêm sendo estudados para complementar a soroterapia, pois possuem inúmeras substâncias químicas com diversas atividades farmacológicas de interesse científico-médico. Não há estudos da atividade antiofídica do extrato de C. sinensis contra as ações biológicas induzidas pelo veneno de P. olfersii em preparações isoladas de músculo extensor longo dos dedos (EDL). A atividade antiofídica foi avaliada através da técnica miográfica convencional. As preparações EDL foram incubadas com os seguintes tratamentos: Solução nutritiva de Tyrode (controle); P. olfersii (50ug/mL); C. sinensis (10-50ug/mL); e pré-tratamento: C. sinensis (10ug/mL, por 30min) seguido da adição de P. olfersii (50ug/mL, por mais 90min), a 37 °C por 120min. O veneno de P. olfersii causou um bloqueio neuromuscular irreversível de 87±5% (120min, p<0,05). Nas concentrações de 25 e 50ug/mL de C. sinensis, houve um bloqueio neuromuscular parcial e mantido (16±8% e 56±4%, respectivamente, p<0,05). Já a concentração de 10ug/mL causou uma menor injúria da resposta contrátil (9±7%), sendo, assim, eleita para o pré- tratamento. No pré-tratamento (C. sinensis + P. olfersii) houve uma proteção de 63,4% da resposta contrátil exercida pela C. sinensis, quando comparado ao veneno total de P. olfersii. Conclui-se que o extrato de C. sinensis exerce efeito protetor contra as ações induzidas pelo veneno de P. olfersii, podendo ser futuramente um coadjuvante da soroterapia. ATIVIDADE FISIOTERAPÊUTICA NO LAR SÃO VICENTE DE PAULO: QUALIDADE DE VIDA PARA OS IDOSOS Gabriela Gueriero de Arruda; Alexia Komauer Sgoll Orient.: Aline Alcoforado dos Santos Gasparini O acelerado ritmo de envelhecimento no Brasil cria novos desafios para a sociedade Brasileira contemporânea, onde esse processo ocorre num cenário de profundas transformações sociais, urbanas, industriais e familiares. Com o envelhecimento, grande parte dos idosos apresentará doenças osteomioarticulares e metabólicas, caracterizadas principalmente por perda gradual da massa óssea, que associadas à incapacidade de deambular tornam possível a ocorrência de fraturas de quadril e de fêmur. A atividade física, a fisioterapia ou a prática regular de exercícios físicos influenciam positivamente na manutenção da massa óssea, no bem-estar, na manutenção das articulações e no aumento da mobilidade e flexibilidade corporal. Os exercícios terapêuticos e cinesioterápicos têm por objetivo trabalhar a parte óssea, muscular e articular do corpo humano, além de trabalharem o equilíbrio e a coordenação motora, propriedades imprescindíveis para o processo de independência na realização das atividades de vida diária. Nesta perspectiva, a fisioterapia tem importante papel na reabilitação dos pacientes idosos, auxiliando no alívio dos sintomas, bem como na promoção e qualidade de vida. Este projeto tem por objetivo oferecer aos idosos do Lar São Vicente de Paulo de Sorocaba os benefícios de atividades cinesioterápicas realizadas pelas discentes de fisioterapia, com supervisão e orientação de um docente. A execução metodológica se dá pelo caráter de pesquisa ação, onde as discentes desempenham um papel ativo na avaliação, execução,
    • análise e resolução das demandas encontradas. São fatores de inclusão deste projeto: idosos de ambos os sexos que deambulam com ou sem apoio, residentes do Lar São Vicente de Paulo e aqueles que já participam do programa de Práticas em Fisioterapia desenvolvido no local. Os pacientes são avaliados pré e pós-tratamento pelo teste Timed Up and Go para avaliar a mobilidade e o equilíbrio. Os dados são catalogados, analisados, as necessidades individuais são traçadas e os objetivos de trabalho definidos. Os atendimentos ocorrem de 1 a 3 vezes por semana, com duração de uma hora cada. Ao final do período de 12 meses, os idosos deverão ser reavaliados para a análise evolutiva. Os benefícios da intervenção são caracterizados pela melhora no tempo de execução do processo de marcha e aumento na mobilidade geral do indivíduo. Este trabalho destaca-se pela relevância social e pela proposta de promoção de qualidade de vida e bem-estar aos idosos residentes do Lar São Vicente de Paulo. ATLETISMO NA ESCOLA: POSSIBILIDADES, ALTERNATIVAS E IMPORTÂNCIA Henrique Varga Rossi Orient: Mauricio Massari Esta pesquisa bibliográfica, ainda em andamento, de conclusão do curso de licenciatura em Educação Física tem como objetivo principal identificar maneiras de atrair para o ambiente escolar do ensino fundamental I e II, das escolas municipais e estaduais do município de Votorantim, a prática do atletismo.A etimologia da palavra atletismo vem do grego “ethos”, que significa “combate”. Temos que tomar cuidado para definir atletismo, pois não podemos considerar qualquer corrida ou até mesmo qualquer salto como atletismo, sendo, então, necessário observar alguns termos técnicos, normatizações e movimentos. Para isso, esta pesquisa enfoca os seguintes aspectos: o atletismo: sua história, características e modalidades; Educação Física escolar: história, características, objetivos e seus benefícios para as crianças e adolescentes. Sabe-se que a Lei de Diretrizes e Bases da educação nacional (LDB) coloca a educação física como conteúdo curricular do ensino básico (infantil, fundamental e médio) e que um dos conteúdos que integra a cultura corporal de movimento é o esporte, onde o atletismo é englobado (além dos jogos, lutas, ginásticas e danças). O atletismo é um dos esportes mais importantes e conceituados em todas as suas modalidades, que desenvolve muitas capacidades físicas e corporais, e que deve ser trabalhado na educação física escolar. Este trabalho deve estar norteado pela dimensão do esporte enquanto educacional, sem uma ênfase na competição esportiva ou a simples prática dos movimentos (esporte lazer). Esta pesquisa possivelmente tende a comprovar que nossas escolas ou professores não estejam preparados suficientemente para a aplicação e aprofundamento do esporte em questão.
    • ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA NA DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA Angela Carolina de Barros Pereira; Geisa GagIiardi Steinert Portas; Marilda Silva; Matilde Aparecida de Arruda; Tatiane Aparecida Lopes Orient: Lilian Pinto Amaral A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma doença caracterizada pela limitação ao fluxo aéreo que não é totalmente reversível. Esta limitação ao fluxo aéreo é geralmente progressiva e associada às respostas inflamatórias anormais dos pulmões a partículas nocivas ou gases. Além da dispnéia, tosse, sibilância, produção de secreção e infecções respiratórias de repetição, consequências sistêmicas, tais como fraqueza muscular, perda de peso e desnutrição são frequentemente observadas. A atividade física na vida diária está significativamente reduzida em comparação ao individuo saudável. Problemas emocionais como depressão, ansiedade e isolamento social também são observados. O objetivo desse trabalho é analisar a atuação da Fisioterapia em relação à efetividade do trabalho desenvolvido nos programas de reabilitação respiratória para pacientes com DPOC. Como metodologia foi realizado um levantamento bibliográfico por intermédio das bases de dados científicas (BIREME; SciELO; Portal de Periódicos CAPES) e livros. Encontramos a higiene brônquica como principal objetivo da Fisioterapia em DPOC para melhoria da ventilação pulmonar. Também foram observados: fortalecimento dos músculos respiratórios causando hiperventilação e aumento da resistência respiratória; treino de independência funcional; melhora da capacidade física através de exercícios cinesioterapêuticos e atividades físicas dirigidas. Em caso de descompensação da doença com sinais de insuficiência respiratória aguda, a ventilação mecânica não invasiva está indicada ou, dependendo da condição clinica, o suporte ventilatório invasivo. Concluímos que os pacientes com DPOC, em qualquer fase de comprometimento, necessitam do tratamento intensivo da Fisioterapia para a redução do comprometimento da função respiratória e melhora funcional e da qualidade de vida. A ATUAÇÃO DO TERAPEUTA OCUPACIONAL EM CUIDADOS PALIATIVOS JUNTO AO PACIENTE FORA DE POSSIBILIDADES DE CURA Anderson Antônio Rodrigues; Francine Cardoso de Almeida Orient.: Ana Laura Schliemann O objetivo deste trabalho foi refletir sobre a atuação do terapeuta ocupacional em cuidados paliativos com pacientes fora de possibilidade de cura, nos contextos hospitalar e domiciliar. O estudo é qualitativo, uma revisão bibliográfica sistêmica sobre os cuidados paliativos e a atuação do terapeuta ocupacional. Buscou-se na bibliografia histórias que relatassem os cuidados paliativos nestes contextos e a atuação tanto da equipe quanto do terapeuta ocupacional nessa área. A condição mortal do ser humano não consegue ser mudada, apesar dos esforços dos pesquisadores e do conhecimento acumulado, a morte continua sendo uma certeza e
    • uma ameaça ao ideal de cura e preservação da vida para o qual nós, profissionais da saúde, devíamos ser treinados. O processo de morrer é uma das mais profundas experiências da existência humana, envolvendo numerosos fatores de ordem biológica e psicológica, os quais implicam em uma série de ações de mudanças que conduzem o paciente a vivenciar as fases finais de sua vida, acompanhadas de muita dor e sofrimento. Os cuidados paliativos baseiam-se em conhecimentos inerentes às diversas especialidades, possibilidades de intervenções clínica e terapêutica nas diversas áreas de conhecimento da ciência médica e de conhecimentos específicos. O cuidado paliativo não é somente utilizado no contexto hospitalar, mas também no domicílio do paciente. A equipe multiprofissional é formada por médico, enfermeiro, psicólogo, assistente social, farmacêutico clínico, nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, assistente espiritual e dentista. Nos resultados da pesquisa, encontramos publicações dos que falam sobre enlutamento, condições para a morte digna, atuação específica do TO, diretrizes dos domínios de atendimento em CP, entre outros. Outra fonte de dados foi o site da Associação Brasileira de Cuidados Paliativos, que indica legislação, procedimentos, ações e intervenções nessa área. Observa-se que a maioria das intervenções em terapia ocupacional estão voltadas para a permanência de atividades significativas no cotidiano do paciente e de sua família. Após a revisão, concluímos que os cuidados da terapia ocupacional destinados aos pacientes fora de possibilidade de cura tornam-se importantes, uma vez que estão voltados às reais necessidades desses pacientes, possibilitando fazer desse meio tanto hospitalar quanto domiciliar, respeitando os desejos do indivíduo. AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO CORPORAL ATRAVÉS DO MÉTODO DE IMPEDÂNCIA BIOELÉTRICA (BIA) EM UM GRUPO DE PARTICIPANTES EM UMA CLÍNICA DE NUTRIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SOROCABA/SP Michelli Regina Lóss Pegorer Orient: Luciane Lopes Sant'Ana O Brasil segue a tendência mundial de aumento na prevalência da obesidade, independente de sexo, idade, nível social e econômico. Em indivíduos adultos obesos, o aumento nas taxas de morbimortalidade está bem documentado na literatura, e as maiores preocupações passaram a ser, juntamente com as taxas de morbidade, os aspectos psicológicos e fisiológicos. Diante desses problemas apontados, torna-se necessária a utilização de instrumentos confiáveis e de fácil aplicação que possam ser usados no diagnóstico e identificação de indivíduos que estão na faixa de risco para obesidade e que apresentem risco cardiovascular aumentado, para que se faça um trabalho de prevenção e intervenção. O estudo avaliou o perfil antropométrico de participantes (N=16) de um Programa de Práticas Educativas em Nutrição em uma Clínica de Nutrição na cidade de Sorocaba/SP, sendo 15 (94%) mulheres e 1 (6%) homem, através dos indicadores: Índice de Massa Corporal (IMC) (kg/m2) e da avaliação da composição corporal por meio da Impedância Bioelétrica (BIA) para o diagnóstico do Estado Nutricional. Encontramos como resultados: a média das idades da população de 52±13 anos, sendo a mínima de 29 e máxima de 72 anos. Comorbidades associadas foram 2 (12,5%) casos de DM na população total;
    • Dislipidemia em 7 (43,7%) e Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) em 6 (37,5%) da população total. Para o perfil antropométrico, a média de peso (kg) foi 82,4±19,5 kg e altura média foi 1,59 ± 0,1m para população total, sendo que o IMC encontrado foi de 32,7 ± 7,3 (kg/m²), valor este classificado pela OMS (2002) como Obesidade. Os resultados da BIA confirmam essa classificação, onde a média dos valores de massa gorda foi de 38,4% GC, sendo os valores ideais de 22 a 28%, o que representa uma média de 32,9 kg de GC, sendo valores médios ideais para essa população de 16,2 kg para idade, conforme sexo. Resultados apresentaram: mulheres, alta prevalência de obesidade, gordura corporal, colesterol além de HAS, ou seja, risco para DCNT. Portanto, a avaliação nutricional antropométrica é de extrema importância para a identificação das alterações que acompanham o envelhecimento e se refletem no estado nutricional e no possível desenvolvimento de doenças. Sugere-se, diante destes resultados, que as atividades desenvolvidas em programas abertos de educação nutricional continuada e de monitoramento do estado nutricional e de saúde são necessárias para melhoria da qualidade de vida destes indivíduos. AVALIAÇÃO DA TÉCNICA DE PREPARAÇÃO DE NANOCARREADORES LIPÍDICOS SÓLIDOS (NLC) OBTIDOS POR INVERSÃO DE TEMPERATURAS Maria Lúcia de Oliveira;Patrícia Severino Orient: Marco Vinícius Chaud Nanopartículas Lipídicas Sólidas (NLS) foram introduzidas na década de 90, representando uma alternativa aos sistemas de carreadores tradicionais como as nanoemulsões, lipossoma e micro e nanopartículas poliméricas. As NLS são empregadas na tentativa de contornar as desvantagens de sistemas de liberação tradicionais, especialmente estabilidade físico-química, toxicidade, biodisponibilidade, permeação cutânea e a promoção da ação prolongada de fármacos e proteínas. As NLS aproveitam os benefícios do uso dos lipídios são biocompatíveis pelas barreiras biológicas, possibilitando o transporte do bioativo até o alvo terapêutico desejado e promovendo a eficácia terapêutica. O objetivo deste trabalho foi a produção de NLS pelo método de Temperatura de Inversão de Fases (TIF) como sistema carreador de fármacos. A preparação das NLS é baseada na obtenção de um sistema emulsionado convencional, na melhor combinação agua/óleo/tensoativo. A fase aquosa consiste num tampão fosfato de (pH 7,4), e a fase lipídica consiste na mistura de tensoativos e um lipídeo sólido (cetilpalmitato). Os tensoativos utilizados foram oleato de glicerol e álcool graxo etoxilado. A fase aquosa e a fase oleosa foram, separadamente, aquecidas (~90°C). A fase aquosa foi adicionada à fase lipídica através de uma súbita diluição, mantendo o sistema com temperatura e agitação mecânica constante. Obtida a pré-emulsão, o sistema foi submetido a três ciclos de temperatura (90 – 60°C) e, finalmente, resfriado em temperatura ambiente. Visualmente foi obtido um sistema nanoestruturado, com aparência límpida e tonalidade cinza azulada. Pela técnica de espalhamento de luz dinâmico, foi obtido o tamanho de 60 nm e a polidispersidade de 0,2. O potencial zeta –2 mV; este valor foi esperado por estarmos trabalhando com tensoativos não-iônicos. Os resultados alcançados demonstraram que a metodologia
    • aplicada é adequada para obtenção das SLN. Considerando o diâmetro hidrodinâmico e a baixa polidispersidade, as NLS obtidas com cetilpalmitato, monooleato de glicerol e álcool graxo etoxilado estão dentro dos melhores padrões estabelecidos na literatura recente. AVALIAÇÃO DAS MELHORES CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO DE EXTRATO DE CHÁ VERDE (CAMELLIA SINENSIS): MACERAÇÃO Natália Cremonezi Piva Orient: Marta Maria Duarte Carvalho Vila; Renata Vasques da Silva Tavares Nas últimas décadas, observou-se um aumento expressivo no mercado dos medicamentos fitoterápicos e plantas medicinais em todo o mundo. Para a obtenção de formas farmacêuticas derivadas de matéria-prima vegetal, é fundamental estabelecer os processos mais adequados de manejo da matéria-prima vegetal. Normalmente, o produto intermediário que inicia o processamento da forma farmacêutica, envolve um produto oriundo da transformação da planta, podendo muitas vezes ser um extrato ou produto derivado. Embora seja importante a padronização do teor de ativos presentes nas tinturas e extratos, não se tem observado, no Brasil, este cuidado, o que pode indicar a não padronização dos processos de preparação das tinturas ou extratos. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi apontar as melhores condições extrativas em espécie vegetal medicinal na obtenção do extrato hidroalcoólico. Para obtenção dos extratos, foram avaliados os métodos de extração por maceração empregando-se folhas de chá verde (Camellia sinensis), que foram pulverizadas em moínho de facas. Foram avaliados os parâmetros tempo de contato, uso de utrassom e soluções aquosas com teores de etanol 30% e 60%. Para avaliação físico-química da espécie foram realizados determinação de matéria estranha, que consistiu em analisar 2g da amostra a olho nu e com lente de aumento; análise de cinzas totais, onde 2g da amostra em cadinho foi aquecida por 20 minutos e em seguida levada à mufla à 600º por 6 horas; análise do teor de umidade, em que o cadinho com 2g da amostra foi levado à estufa à 105º por 5 horas e análise de resíduo seco da tintura, no qual 2g foram evaporados em banho maria e levados à estuda por 105º por 3 horas. Todas as análises foram pesadas no início e no fim do experimento. Para a análise quantitativa foram empregadas a cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e a espectrofotometria, nas quais a substância escolhida para comparação foi a cafeína. Não foram encontrados materiais estranhos durante a análise. O teor de umidade obtido foi 8,76%, o teor de cinzas totais 5, 25% e 0,73% de resíduo seco, valores esses aceitáveis, de acordo com a Farmacopéia Brasileira (2010). De acordo com as análises, os valores mostraram-se dentro dos padrões estabelecidos, podendo-se dizer que o material utilizado tem boa qualidade.
    • AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR ATRAVÉS DO MÉTODO “DIÁRIO ALIMENTAR” EM UM GRUPO DE PARTICIPANTES EM UMA CLÍNICA DE NUTRIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SOROCABA/SP Natália Salles de Oliveira Orient: Luciane Lopes Sant'Ana Os hábitos alimentares constituem-se em foco de vários estudos com o objetivo de avaliar de forma qualitativa e quantitativa a dieta humana e a finalidade de observar a ingestão dos nutrientes e a sua relação com as morbidades. O consumo alimentar, no que se refere à Epidemiologia Nutricional, investiga a associação da dieta com o Estado Nutricional, estima à adequação da ingestão dietética populacional, além de propor intervenção por meio de programas de educação e suplementação nutricional. O presente estudo avaliou o consumo alimentar de um grupo de 14 mulheres, com idade variando entre 30 a 73 anos (52 ± 14), iniciantes de um programa de Práticas Educativas em Nutrição, em uma Clínica de Nutrição no município de Sorocaba/SP, através do método “Diário Alimentar” de três dias. A análise da dieta mostrou que a ingestão média de consumo foi de: energia 1841,9 ± 563,7 kcal/dia, sendo 54,0% de Carboidratos (246,7 ± 70,4g/dia), 18,4% de proteínas (83,8 ± 35,6g/dia) e 27,6% de lipídeos (55,9 ± 31,3g/dia); Cálcio 423,2 ± 367,4 mg/dia; Fósforo 842,9,3 ± 383,8 mg/dia; Ferro 11,9 ± 6,3 mg/dia; Zinco 6,7 ± 5,4 mg/dia; Selênio 47,3 ± 31,2 µg/dia; Sódio 1100,3 ± 650,7 mg/dia e fibras: 11,2 ± 5,8 g/dia. Para os grupos de vitaminas, encontramos os seguintes resultados: para vitamina A, a ingestão média foi 807,2,0 ± 772,2,4 ER/dia; vitamina D 7,4 ± 40,4 µg/dia, vitamina E 10,4 ± 7,8 e vitamina C 141,8 ± 107,6 mg/dia. Os dados analisados encontram-se dentro do recomendado para faixa etária, de acordo com as DRIs 2002 para o grupo dos macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos), no entanto, quando analisamos os micronutrientes, principalmente os minerais para faixa etária, alguns se encontram abaixo de 50% de adequação em comparação com as recomendações, como ocorre para o Cálcio, sugerindo déficit importante na alimentação desse grupo, onde para pessoas até 60 anos a necessidade é 1.000 mg/dia, porém para pessoas acima de 65 anos, essa necessidade chega a 1.500 mg/dia. Conhecer o consumo alimentar é uma das ferramentas importantes dentro do processo de reestruturação do comportamento do indivíduo em busca de um estilo de vida saudável, através da educação alimentar, porém sem esquecer que a o consumo alimentar deve estar equilibrado quali- quantitativamente, para evitarmos carências específicas de nutrientes (macro e micro) que podem comprometer importantes funcionamentos bioquímicos e fisiológicos do nosso organismo.
    • AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE SALBUTAMOL SOBRE A JUNÇÃO NEUROMUSCULAR Monique Neves Santana; Lourdita Fazano Novaes Orient: Yoko Oshima-Franco O Salbutamol, um agonista ß2-adrenérgico seletivo de ação curta, é geralmente administrado por inalação de aerossol, pó ou solução nebulizada, e utilizado como broncodiltador para a prevenção e tratamento de asma induzida por exercício, uma doença inflamatória crônica. Seus efeitos se iniciam imediatamente, durando cerca de 3-5 horas, podendo ser também administrado por infusão intravenosa no estado de mal asmático, tendo como função primordial a dilatação dos brônquios por uma ação direta sobre os receptores adrenérgicos ß2 no músculo liso. Por ser um antagonista fisiológico dos broncoconstritores, promovem relaxamento do músculo brônquico de quaisquer que sejam os espasmogênios envolvidos, inibem a liberação de mediadores dos mastócitos e de TNF-a dos monócitos, e aumentam a remoção do muco por ação sobre os cílios. Além disso, também é indicado na prevenção de trabalho de parto prematuro que ocorre entre 22 e 23 semanas de gestação, em forma de gravidez não complicada, devido à sua ação inibitória nas contrações espontâneas ou as induzidas pela ocitocina no útero gravídico, retardando o parto em até 48 horas. Um efeito ergogênico relatado aos ß2-adrenérgicos no músculo esquelético aumentaria o anabolismo e reduziria o catabolismo protéico, hipertrofiando as fibras do diafragma e aumentando a força do diafragma in vitro, sendo que a sua administração oral em atletas determinaria maior resistência dos músculos para a fadiga. O objetivo deste estudo foi analisar o efeito farmacológico de Salbutamol em diferentes concentrações e sob estimulações indireta e direta, comparativamente ao controle Tyrode.A metodologia utilizada para o estudo foi a técnica miográfica convencional, expondo preparações nervo frênico-diafragma de camudongos Sw0iss a diferentes concentrações de Salbutamol e tipos de estímulo, indireto (3 mV e direto (30 mV). Sob estímulo indireto, com concentrações de 0,1 mg, 0,5 mg e 2,5 mg de Salbutamol, e sob estímulo direto, com concentrações de 0,3 µMol e de 0,5 mg, observaram-se um efeito facilitatório (aumento na amplitude da contração muscular), sem diferenças estatísticas entre si (p>0,05). Concentração excessiva de 5,0 mg em preparações indiretamente estimuladas induziu um efeito bloqueador em relação ao controle de solução nutritiva de Tyrode (*p<0,05 realizada pelo teste t- Student). Após a lavagem e em ambos os tipos de estimulação, a preparação respondeu aos estímulos evocados denotando, assim, a integridade funcional da resposta contrátil.O Salbutamol, quando ensaiado sobre a preparação neuromuscular, aumentou a amplitude da resposta contrátil, corroborando com os dados.
    • AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PREVENTIVA DA FISIOTERAPIA COM FUNCIONÁRIOS DA UNIVERSIDADE DE SOROCABA Claudio Luiz Muller Botelho; Lilian de Fátima Zanoni Orient.: Lilian Pinto Amaral Melhorar a qualidade de vida tem sido uma constante preocupação de empresas e instituições trabalhistas que buscam, no foco administrativo e organizacional de trabalho, uma visão mais humanista do trabalhador, pois entende-se que essa nova perspectiva operacional favorece a produção e a redução de acidentes de trabalho, assim como diminui doenças ocupacionais, levando a uma menor taxa de absenteísmo. Nesta perspectiva e dentro da visão operacional que a Universidade de Sorocaba tem em relação ao bem estar de seus funcionários, o curso de Fisioterapia, em parceria com o programa Unisaúde, implantou um projeto de extensão, que teve inicio em agosto de 2011, com o objetivo de proporcionar uma melhora na qualidade de vida laboral e social dos funcionários da Uniso, através da realização de avaliações posturais e intervenções preventivas. Este projeto está norteado pela metodologia da pesquisa ação, em que os alunos desempenham um papel ativo na avaliação, análise e resolução das demandas encontradas. Os funcionários que apresentam queixas de algias musculares são encaminhados pelo coordenador do Programa Unisaúde para avaliação postural, realizada pelo aluno de fisioterapia, com orientação de um professor. Após as avaliações, os dados são catalogados e o diagnóstico cinético funcional definido; nos casos em que houver necessidade, o funcionário é encaminhado para um médico especialista. As avaliações posturais são realizadas individualmente, com duração média de uma hora, e as reavaliações ocorrem semestralmente para acompanhamento da evolução do quadro clínico. Após as avaliações, são realizadas ações para promover a saúde e a qualidade de vida dos funcionários da Instituição, através de atividades cinesioterápicas em grupo, orientações posturais e ergonômicas, elaboração e distribuição de material educativo e promoção de eventos corporativos que visam promover adoção de hábitos saudáveis e interação dos colaboradores. Durante o projeto, foram realizadas 22 avaliações posturais para detecção de alterações estruturais e biomecânicas, frequentemente causadoras de algias e afastamento do trabalho, e 56 encontros de intervenção cinesioterápicas na Cidade Universitária e no campus Trujillo, com a participação total de 630 funcionários. Os resultados obtidos nas avaliações posturais indicam a presença de alterações do tipo: 8 retificações cervicais, 7 hipercifose torácicas, 10 hiperlordoses e 7 escolioses toracolombar, que estão trabalhadas durante as intervenções cinesioterápicas. Como resultado destes 19 meses de intervenção, observamos um aumento de 40% no número de participantes, com consequentemente melhora da postura e diminuição das algias. Concluímos que a iniciativa da Uniso na promoção da saúde de seus funcionários, mesmo que pautadas pelo aumento da produtividade e a diminuição na taxa de absenteísmo, está favorecendo o trabalhador na conquista de sua saúde, mantendo sua funcionalidade e seu bem-estar físico emocional.
    • BRINQUEDO DIRETIVO: UMA REVISÃO DA LITERATURA SOBRE A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO COM A CRIANÇA HOSPITALIZADA Natalia Fernanda Freitas de Proença; Eduardo Barboza Ribeiro Leite Orient: Sheilla Siedler Tavares O processo de hospitalização pode ser complexo em qualquer fase da vida, mas na infância, que é a fase onde moldamos nossa imagem social, pode ser ainda mais conturbado. O objetivo deste trabalho é identificar na literatura brasileira artigos sobre a utilização do brinquedo diretivo com crianças hospitalizadas. O levantamento bibliográfico foi realizado no banco de dados Lilacs (Literatura Latino-Americana em Ciências de Saúde), na base de dados BDENF (Base de Dados Bibliográficos Especializada na Área de Enfermagem do Brasil) e na base de dados SCIELO (Scientific Electronic Library Online). Para o levantamento dos artigos, foram utilizadas as palavras-chave Enfermagem; Brinquedo Terapêutico; Brinquedo Diretivo; Crianças hospitalizadas, cujos critérios utilizados para a seleção da amostra foram artigos publicados em periódicos nacionais, que abordaram a temática do brinquedo diretivo, no período de 2002 a 2012. Foram encontrados 20 artigos, dos quais 12 aplicam-se nessa revisão, pois respondem ao objetivo. A revisão de literatura trouxe contribuição no sentido de revelar que o brincar pode transformar o ambiente e favorecer o cuidar da criança, numa atmosfera de amparo e reconhecimento de suas necessidades, podendo transformar o cuidado numa brincadeira.O brinquedo terapêutico é fundamental como instrumento de intervenção em enfermagem, tornando-se válida a sua utilização na prática profissional. CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS EXTERNAS DE FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS UTILIZADAS EM FARMACOTERAPIA DE HIPERTENSÃO LISTADOS NA RENAME Samara Cristina Brisola; Vânia Regina Brisola Carvalho Orient: Robson Vicente Machado de Oliveira Em virtude do aumento da expectativa de vida nos países em desenvolvimento como o Brasil, os idosos constituem o segmento que mais cresce na população, crescendo também a incidência de moléstias cardiovasculares e o uso de medicamentos para o seu tratamento. As doenças cardiovasculares constituem o principal grupo de causas de mortalidade, e devido ao grande número de medicamentos envolvidos no tratamento desta moléstia crônica, ao risco de acidentes pelo uso incorreto, à troca de medicamentos, ao uso associado de diversas especialidades e à dificuldade no cumprimento da posologia, há necessidade de um estudo descritivo sobre as características externas desses medicamentos (cor, tamanho, forma, presença de sulco, e descrições), além de se verificar se há
    • uniformidades entre as indústrias farmacêuticas fabricantes dos comprimidos em estudo. O objetivo do presente trabalho foi avaliar e registrar as características externas dos medicamentos para hipertensão listados na RENAME, obtidos através de doação pela farmácia Vital Brazil de Sorocaba e por uma rede de drogarias, a fim de verificar se existem divergências entre os diversos laboratórios fabricantes. Como método, utilizou-se a seleção de amostras respeitando o critério quanto à relação da RENAME 2007 e avaliação das características externas da embalagem primária e das formas farmacêuticas quanto ao tamanho, formato, presença de sulco, cor, inscrição em baixo relevo. Utilizou-se um paquímetro e registro em câmera fotográfica digital. Como resultados, foram obtidas 36 amostras de formas farmacêuticas provenientes de 21 laboratórios farmacêuticos distintos, todas doadas pela Farmácia Vital Brazil da Uniso e por uma rede de drogarias da região. Desse total, 85% laboratórios apresentaram formato redondo, 76% continham sulco, 35% apresentavam coloração e 21% continham algum tipo de inscrição. Conclui-se, com base nos resultados, que não há homogeneidade entre as características externas, quanto à coloração, tamanho, presença de sulco e inscrições nos comprimidos em estudo, o que pode ocasionar erros de identificação pelos usuários desses medicamentos, influenciando assim a posologia e a atividade terapêutica desejada. CARACTERIZAÇÃO DO USO DE ANTIBIÓTICOS RESTRITOS EM UM HOSPITAL PARTICULAR NO MUNICÍPIO DE SOROCABA/SP Maria Teresa de Carvalho; Amanda Bentivoglio Silveira; Sílvio Barberato-Filho; Luciane Cruz Lopes; Fernando de Sá Del Fiol; Celso Nakagawa; Eduardo Leite Croco Orient: Cristiane de Cássia Bergamaschi O objetivo deste estudo observacional, transversal e descritivo, é caracterizar o uso de antibióticos restritos (AR) no Hospital Samaritano, no município de Sorocaba /SP, nos anos de 2009 e 2010. Foram avaliadas 2020 solicitações de AR de pacientes hospitalizados em 2009 e 2010, e utilizada uma base de dados de solicitações de AR à Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Hospital Samaritano. Os dados foram caracterizados quanto aos pacientes (idade, gênero e presença de doença renal) e em relação aos diagnósticos em função da idade, do medicamento e do tipo de cultura. Foram atendidas, em 2009 e 2010, 1306 e 714 solicitações, respectivamente, das quais 50,3% e 49,4% eram do gênero masculino e 49,7% e 50,6% do gênero feminino, sendo a maioria idosos, seguido de adultos. Foi pequeno o número de pacientes com insuficiência renal (9,7% e 1,8%). Os principais diagnósticos em função da idade foram pneumonia em idosos (15,7% e 16,1%) e broncopneumonia em adultos (10,8% e 13,6%). O AR mais prescrito foi a ceftriaxona (27,5% e 19,4%), cuja prescrição se deu para o tratamento de pneumonias (17,9% e 8,9%) e broncopneumonias (13,1% e 20,5%). Em função da solicitação do exame de cultura, a maioria foi feita para confirmação do diagnóstico de doenças em recém-nascido pré- termo (RNPT) (7,8% e 15,5%) e menor número foi solicitado para a confirmação de pneumonia e broncopneumonia. Conclui-se que os pacientes atendidos no período do estudo pertencem a uma população principalmente idosa e adulta, com diagnósticos
    • predominantes de pneumonia e broncopneumonia, sendo a ceftriaxona o antimicrobiano mais prescrito. CARACTERIZAÇÃO HEMATOLÓGICA DE POLÍMEROS TRATADOS SUPERFICIALMENTE Sandra Karen Oliveira Silva; Sílvia Pierre Irazusta; Elisabeth Pelosi Teixeira Orient: Telma Vinhas Cardoso Polímeros têm sido bastante utilizados em aplicações biomédicas, especialmente na área cardiovascular. Em graus variados, revelam-se compatíveis com os sistemas orgânicos, não gerando apreciável reação fisiológica em curto prazo. Entretanto, com o tempo de uso, podem tanto liberar substâncias para a corrente sanguínea como desencadear reações trombogênicas, com consequências danosas para o corpo. Sabe-se que o sangue é o meio de transporte do sistema de defesa do corpo, daí a necessidade de se testar hemocompatibilidade para dispositivos que entram em contato com ele. Como as interfaces entre meios diferentes são o palco para inúmeras interações, tratamentos superficiais têm sido propostos no sentido de amenizar interações biológicas adversas. A caracterização biológica de amostras tratadas superficialmente é um procedimento complexo, previsto pela Norma ISO 10993, em um conjunto de 20 textos normativos que abrangem aspectos da interação material-ser vivo e tecem recomendações e exigências para os materiais em si e seu processamento. Em especial, cita-se a parte 4 desta Norma, que é específica em hemocompatibilidade, pois trata da seleção de testes para interações com o sangue. Este trabalho tem por objetivo gerar protocolos de testes hematológicos em amostras sólidas e planas para verificar alterações induzidas por tratamento superficial. Estão sendo realizados estudos sobre as Normas relacionadas, seleção e realização de testes com polímeros tratados superficialmente, feitos especialmente com a deposição de filmes finos a plasma sobre a sua superfície. Os resultados esperados buscam padronizar uma metodologia de avaliação superficial, incluindo a geração de um score (pontuação) que permita estabelecer o grau de hemocompatibilidade dos polímeros tratados superficialmente. CENTRO REGIONAL DE REFERÊNCIA – UFSCAR SOROCABA (CRR - UFSCAR SOROCABA): A PARTICIPAÇÃO DA UNISO Douglas Spalato Marques; Bruno Henrique Pereira; Marcos Vieira Garcia Orient.: Yoko Oshima-Franco A região de Sorocaba sofre severamente com problemas sociais associados ao uso de drogas cuja resolução demanda uma abordagem multidisciplinar envolvendo as redes públicas de saúde para a atenção ao usuário de drogas, conforme preconiza a
    • Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, SENAD. O Centro Regional de Referência - UFSCar Sorocaba, em projeto aprovado pela UFSCAR no âmbito do Governo Federal, e em parceria com a Uniso e PUC - Sorocaba, tem mobilizado o potencial social, político e ético aos profissionais que atuam nos diversos equipamentos públicos (PSF, NASF, CAPS, UBS, Comunidades Terapêuticas, etc.), para capacitação gratuita, de acolhimento ao usuário de drogas e com extensão aos seus familiares. Este projeto de extensão, inserido no Projeto CRR-UFSCar Sorocaba, tem como objetivo auxiliar na criação, estruturação, divulgação e manutenção dos cursos oferecidos pelo CRR – UFSCar Sorocaba. As estratégias de ensino-aprendizagem utilizadas pelo CRR – UFSCar Sorocaba são baseadas nos modelos de "Aprendizagem Baseada em Problemas" (ABP) e "Problematização da Realidade" (PR), ambos de caráter ativo e problematizador em relação ao estudo. Os módulos foram oferecidos em intervalos quinzenais visando à participação efetiva e à diminuição de evasão, uma vez que os profissionais pertenciam aos equipamentos públicos. Tal estratégia pedagógica permitiu ao CRR, no ano de 2012, capacitar 251 profissionais da saúde e da assistência social para o acolhimento ao usuário de drogas com vistas à sua reinserção social. O COMPONENTE DO LÚDICO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL Heliete Gomes dos Santos Orient: Vagner Reolon Marcelino O componente lúdico vem sendo tratado com destaque no meio acadêmico, principalmente no universo da educação. A inserção de estratégias lúdicas é adotada em vários níveis de ensino, seja nos procedimentos formais, como nas escolas, ou informais, em especial no procedimento didático de aprendizagens esportivas. Na educação física, o componente lúdico está inserido em todas as ações do processo ensino x aprendizagem, sendo, em muitas situações, interpretado como descontração, brincadeira e diversão. Porém, a inserção do lúdico como estratégia de ensino nas aulas de educação física escolar vem demonstrando que esse componente curricular da educação física precisa ser analisado com mais detalhamento, com o propósito de aprofundar sua relação com o universo escolar da educação, em especial, a infantil. Assim, essa pesquisa bibliográfica, resultante do trabalho de conclusão do curso de educação física da Universidade de Sorocaba, tem como objetivo investigar a inter- relação do lúdico nas aulas de educação física infantil e suas possibilidades de ações diretas no desenvolvimento motor das crianças participantes, através de levantamento bibliográfico realizado no acervo da biblioteca da Universidade de Sorocaba-Uniso, biblioteca digital da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, e a base de dados online- BIREME, utilizando o cruzamento de palavras entre: Educação Física Escolar x Lúdico, Educação Física Infantil x Lúdico, Lúdico x Crianças, Lúdico x Aprendizagem.
    • A COMUNIDADE DE MORCEGOS (MAMMALIA, CHIROPTERA) NO PARQUE NATURAL MUNICIPAL CORREDORES DE BIODIVERSIDADE, SOROCABA – SP, BRASIL Roberto Tiocci Junior Orient: Welber Senteio Smith O presente estudo tem como objetivo determinar a riqueza de espécies de morcegos (Chiroptera, Mammallia) e a abundância de indivíduos e espécies capturadas no Parque Natural Municipal Corredores de Biodiversidade, Sorocaba – SP, que possui uma área total de 60,05 hectares. As coletas foram realizadas no período noturno, consistindo na montagem de “redes de espera”, também conhecidas como redes de neblina ou “mist nets”, (3,0 m x 7,0 m), que foram abertas às 18h e fechadas sempre às 24h, para quebrar o jejum de 10 horas. Foram capturados, até o presente momento, 80 indivíduos pertencentes a 8 espécies, 7 gêneros e 2 famílias, obtendo-se 4 recapturas. Phyllostomidae foi a família predominante, sendo 7 espécies com 72 indivíduos, representando 90% das capturas; e 1 espécie com 8 indivíduos da família Vespertilionidae, representando 10%. As espécies com maior abundância foram Sturnira lilium, Carollia perspicillata e Anoura caudifer. Juntas estas 3 espécies representam 76,2% das capturas. CONSTRUINDO E RE- CONTANDO A HISTORIA DA TERAPIA OCUPACIONAL Carolina Lopes Rodrigues; Thais Sgrignoli Pacheco Orient.: Rita de Cassia Gianolla Miranda Saber a origem e a historia da sua futura profissão é importante para a formação do discente. Este estudo pretende mostrar como ocorre essa experiência de construção de conhecimento, através da prática acadêmica. O componente curricular “Fundamentos e Historia da Terapia Ocupacional”, ministrado no 1º período do curso de Terapia Ocupacional da Uniso, tem como um dos objetivos a elaboração de material criativo com essa temática. Os alunos se envolvem na construção de livros de pano, jogos de tabuleiro, jornal, história em quadrinho e material lúdico com diversos materiais, o que permite a inserção, desde o início do curso, em atividades que possibilitem o fazer e o estímulo a pensar em formas alternativas de comunicação de conhecimento. O fazer humano, objeto de estudo e trabalho da terapia ocupacional, tem sua origem inerente a historia do próprio homem. O homem faz coisas desde que existe: faz coisas cotidianas, ligadas ao trabalho, ao estudo, à espiritualidade, ao lazer, à cultura, e deixa de fazê-las quando algo ocorre em sua vida que o impede de continuar, como doenças, acidentes, situações de isolamento, dificuldades, entre outras. A terapia ocupacional é uma profissão da área da saúde que tem como objeto de estudo a relação do homem com a sua atividade e trata-o pelo seu fazer, por suas atividades (cotidianas, expressivas, educacionais, artesanais, de trabalho). O
    • pressuposto básico desta prática profissional é a de que o homem, ao se relacionar com o meio ambiente, se faz através de atividades e estas são o produto de sua intervenção e também o processo de seu desenvolvimento. Desde as eras primitivas o homem realiza atividades para se adaptar às variações do meio natural, em função de sua sobrevivência e assim produz utensílios, armas, ferramentas, pinturas etc. O uso terapêutico da ocupação e, consequentemente, a origem da terapia ocupacional tem seu início no pós-guerra, com o tratamento dado no campo da saúde física e mental aos soldados que voltavam feridos. Através da confecção de produtos com a temática da origem e historia da profissão e com a vivência prática inserida nesse componente curricular, percebemos o envolvimento, o empenho, a satisfação, as discussões produtivas dos discentes frente a essa proposta. CONTRIBUIÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL NA MANUTENÇÃO DAS FUNÇÕES DA MEMÓRIA NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO Alessandra Ferreira Barros; Kely Francine Hessel; Sheila Viegas de Almeida Orient.: Ana Paula Santos O trabalho relata uma pesquisa em andamento que tem como objetivo compreender a importância da intervenção terapêutica ocupacional na manutenção das funções da memória no processo de envelhecimento humano, os métodos e técnicas que a Terapia Ocupacional utiliza além de descrever a importância da memória para as atividades cotidianas, assim como à prevenção de demências. Na metodologia optamos por uma pesquisa bibliográfica em caráter qualitativo. O envelhecimento da população brasileira é reflexo do aumento da expectativa de vida; graças à melhoria das condições de vida como: moradia, saneamento básico, higiene, nutrição, vacinação, educação em saúde pública e dos avanços da medicina. O envelhecimento não é um acidente de percurso, sobrevém de um determinado programa de crescimento e maturação em várias dimensões. Mesmo levando em conta a sua totalidade, ele varia de indivíduo para indivíduo, podendo ser em idade mais precoce ou mais avançada e em maior ou menor grau, não seguindo um padrão matematicamente perfeito. Sendo assim a memória é a aquisição, conservação e evocação de informações, nossa forma de pensar, agir, planejar e realizar o futuro, dependendo estritamente daquilo que lembramos. O Terapeuta Ocupacional busca resgatar e estimular o idoso nas atividades cognitivas e atuar na organização do seu cotidiano, podendo planejar o tratamento de maneira holística, analisando em que momento é mais apropriada a estimulação e a intervenção sobre o ambiente ou a adaptação de atividades. Estimular suas capacidades remanescentes ajudando na manutenção e prevenção de doenças neurodegenerativas. Para isso, podem ser utilizadas algumas técnicas como: leitura, exercício de memória, palavras cruzadas, jogo de xadrez, um estilo de vida ativo com atividade física regularmente e uma dieta saudável, com planejamento de compromissos, o que ajuda o idoso a se orientar e se organizar quanto aos horários e datas dos compromissos. Realizar anotações que podem ser feitas com uso de agendas, cadernos, calendários; listas de afazeres do que se precisa realizar no dia, listas de compras, dos lugares que precisa ir, ajudam o idoso a se orientar no tempo e espaço, facilitando o cumprimento das atividades de vida diária e instrumental.
    • COORTE DO USO DESCALONADO DE ANTIBIÓTICOS NO TRATAMENTO DE SEPSE EM UTI Camila Schultz Cordeiro; José Victor de Miranda Pedroso; Nayara Silva Nazareno Orient.: Luciane Cruz Lopes A sepse está relacionada a altas taxas de mortalidade em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A terapia antimicrobiana de amplo espectro é preferida e mais utilizada que a terapia por descalonamento, no entanto, existem riscos de resistência bacteriana, o que aumentaria a mortalidade e a não efetividade dos antimicrobianos. O objetivo deste estudo observacional, longitudinal (coorte), retro-prospectivo de análise de prontuário, é analisar a eficácia e a segurança do descalonamento de antimicrobianos em UTI, quando comparada com terapia empírica de amplo espectro para tratamento de pacientes adultos com diagnóstico de sepse, sepse grave ou choque séptico causado por qualquer microrganismo. Foram selecionados, para este estudo, prontuários de pacientes com sepse, sepse grave e choque séptico causados por qualquer microrganismo submetidos ou não à antibioticoterapia anterior à sua admissão na UTI do Conjunto Hospitalar de Sorocaba e Hospital Santa Lucinda, entre os anos de 2010 a 2012. As medidas de desfechos primários incluem: mortalidade na UTI até 28 dias e mortalidade ou alta hospitalar no final da internação. Os desfechos secundários incluem: duração da internação hospitalar; duração da internação em UTI; eventos adversos; resistência a antimicrobianos; reinfecção. Verificou-se que entre os anos de 2010 a 2012 foram registrados 41 pacientes com infecção em UTI em um dos hospitais. Ao todo, 22 casos de sepse, sepse grave ou choque séptico por diagnóstico clínico. Quatro pacientes foram submetidos à terapia por descalonamento e 18 à terapia padrão. A idade média dos pacientes na terapia por descalonamento foi 58,7±28,5; 75% eram do sexo masculino, em que 50% foram diagnosticados com choque séptico, 25% sepse e 25% sepse grave. Na terapia empírica, a média de idades foi 64,4 ±12,6; 61% dos pacientes eram do sexo masculino; 44% tinham choque séptico, 38,9% estavam com sepse e 16,7% tinham sepse grave. A mortalidade em UTI na terapia por descalonamento ocorreu em um paciente, enquanto na terapia empírica ocorreram 10 óbitos. O tempo de internação médio foi maior na terapia por descalonamento, com médias de 24,5 ±7,0 dias de permanência em UTI e 57 ±45,4 dias de internação hospitalar, enquanto na empírica foram 16,2±8,6 dias em UTI e 23,8 ±8,8 hospitalar. Os dados preliminares apontam diferenças importantes entre as terapias. Não se pode precisar, ainda, quais destas terapias têm benefício para diminuição da mortalidade em pacientes com sepse. Os estudos continuam para coleta de amostra com número maior de pacientes no estudo para estabelecer uma comparação confiável entre as terapias antimicrobianas. Por isso, pretende-se continuar com a coleta de informações nos prontuários.
    • DEMANDAS ESCOLARES: AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PSICOMOTORA Pâmela Cristina de Arruda Sousa; Cíntia de Menezes Fernandes Bernal Orient.: Lilian Pinto Amaral A função cognitiva tem inicio, primeiramente, na relação direta entre o sujeito e o meio externo. Nessa perspectiva, as crianças experimentam com o corpo para posteriormente realizar com os objetos as ações e as imagens captadas. Diante desse pressuposto, as crianças com algum déficit de desempenho motor ou cognitivo são beneficiadas por uma intervenção psicomotora por ser esta uma favorecedora de experiências e vivências corporais, que posteriormente serão integradas ao cognitivo. Algumas crianças, pelos mais variados motivos, não conseguem desenvolver uma coordenação dinâmica global durante seus movimentos, realizando-os de uma maneira inadequada ou imatura, e isso poderá refletir no seu desempenho cognitivo e acadêmico. Essas premissas teóricas são o pano de fundo para este projeto de extensão, que tem por objetivo melhorar as habilidades psicomotoras da criança na fase pré-escolar e escolar, com intuito de minimizar possíveis dificuldades de aprendizagem, melhorar o comportamento social, proporcionar a consciência do próprio corpo, a melhora do equilíbrio e da coordenação motora. As crianças são encaminhadas pelo programa de Terapia Ocupacional Educacional, que funciona no Núcleo de Saúde da Uniso, bem como por outros serviços da comunidade. Elas passam por avaliação psicomotora individual, cujos resultados estabelecem a idade do desempenho motor e apontam as ações que devem ser trabalhadas para obtenção da melhora na performance motora. Essa avaliação deve ser repetida a cada seis meses, visando à análise evolutiva da intervenção. Os exercícios são elaborados de maneira individual, mas o programa de intervenção pode ser realizado em grupo, com outras crianças que apresentem necessidades motoras equivalentes e que venham colaborar na aquisição ou minimização dos déficits motores por ela apresentados, assim como colaborar com as perspectivas pedagógicas de aprendizagem. A intervenção psicomotora com a criança acontece uma vez por semana, com duração de uma hora. Este projeto de extensão teve início em agosto de 2012 e está norteado pela metodologia da pesquisa ação, onde a acadêmica responsável desempenha um papel ativo na avaliação, análise e intervenção nas demandas encontradas, com supervisão docente. Cinco crianças foram atendidas até o momento, e os resultados indicam melhora no comportamento social, no domínio do equilíbrio, na coordenação motora, na organização do esquema corporal, na orientação espacial, no desenvolvimento da atenção, além da possibilidade de melhor enfrentamento das dificuldades de aprendizagem.
    • O DESENVOLVIMENTO DOS RELACIONAMENTOS SOCIAIS: PERCEPÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL NO CONTEXTO DA CRECHE Bianca Cristina Aliaga do Carmo; Caroline Luana de Camargo Orient.: Cintia de Menezes Fernandes Bernal A participação no projeto de extensão “Ações da Terapia Ocupacional em Creches” tem proporcionado a vivência num campo fértil para o estudo do desenvolvimento infantil. No contexto geral dessa aprendizagem, destacamos neste trabalho o desenvolvimento dos relacionamentos sociais, uma vez que na educação infantil, têm destaque as oportunidades de socialização entre as crianças. Este projeto é desenvolvido desde o ano de 2011, no Educandário Santo Agostinho, instituição filantrópica que atende crianças com idade entre 4 meses e 5 anos. A proposta do projeto consiste em promover ações de Terapia Ocupacional junto às crianças e funcionárias da creche, a partir de atividades centradas no repertório infantil, especialmente a brincadeira e o jogo. O projeto encontra-se na fase de desenvolvimento e tem buscado atender às demandas circunstanciais da instituição. Para este estudo, o objetivo proposto foi discutir a socialização na idade pré-escolar, e para tanto realizamos uma pesquisa bibliográfica sobre o tema, utilizando cinco obras que tratam do desenvolvimento dos relacionamentos sociais. Os pressupostos da análise temática nortearam o tratamento dos dados. A socialização pressupõe a aquisição dos valores, normas, costumes, papéis, conhecimentos e condutas que a sociedade transmite. Esse mesmo autor considera a socialização um processo interativo, que permite à criança satisfazer suas necessidades e apropriar-se da cultura. Sob o ponto de vista da criança, na idade pré-escolar ocorrem mudanças significativas, especialmente porque a interação com os companheiros aumenta durante este período. Outra transformação refere-se à conquista de habilidades para brincadeiras mais cooperativas, de forma que as crianças começam a mostrar relações recíprocas, dividindo brinquedos e compartilhando a estrutura da brincadeira. Os resultados apontam que a convivência nessa etapa do ciclo de vida pode ser marcada por oportunidades favorecedoras para a aquisição de habilidades sociais. Podemos destacar ainda, a importância do manejo dos profissionais que atuam nesse segmento, no sentido da responsabilidade que assumem como mediadores do processo de ensino e aprendizagem, no que refere ao desenvolvimento dos relacionamentos sociais. DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DA EMULSÃO ENRIQUECIDA COM O ÓLEO ESSENCIAL DA Casearia sylvestris Sw Maria Sílvia Duarte Moraes; Valquíria Miwa Hanai Yoshida Orient: Yoko Oshima-Franco
    • Casearia sylvestris Sw; popularmente conhecida como guaçatonga, apresenta vários constituintes e, também, óleo essencial em suas folhas. Óleos essenciais são substâncias voláteis e perfumadas com consistência oleosa, podendo ser líquidos, resinosos ou sólidos, e que apresentam diferentes cores que vão desde amarelo pálido até o verde esmeralda e do azul para o vermelho acastanhado escuro. Eles são sintetizados por todos os órgãos da planta e armazenados em células secretoras, cáries, canais, células epidérmicas ou tricomas glandulares. Estudos prévios demonstraram que o óleo essencial extraído de folhas de guaçatonga produziu um aumento da resposta contrátil (efeito DMAE-like) quando ensaiado sobre preparação nervo frênico-diafragma de camundongos que, ao ser analisada histologicamente (Microscopia Óptica) não produziu alterações na morfologia celular. O objetivo deste estudo foi verificar a aplicabilidade cosmética do óleo essencial da C. sylvestris, através do desenvolvimento de uma formulação semisólida enriquecida com o mesmo e controlada por ensaios analíticos de qualidade. Para a formulação, utilizou-se como base emulsificante o Aristoflex® e adicionou-se o óleo essencial a 1%, 2,5% e 5% em diferentes amostras do gel base. Os ensaios previstos de controle de qualidade compreendem: organolépticos (detectáveis pelos órgãos do sentido: aspecto, cor, odor, sabor e tato), físico-químicos (determinação do pH, viscosidade, densidade e espalhabilidade, em triplicata) e estabilidade (teste de centrífuga e cromatografia em camada delgada). Como resultado parcial do estudo, obteve-se uma formulação de aspecto translúcido homogêneo para aplicação na pele, que propiciou sensação de frescor e de sedosidade, sem deixar aparência oleosa e odor desagradável. Ainda, dos ensaios organolépticos não se detectou visualmente separação de fases ou instabilidades na formulação base, nem nas formulações enriquecidas com diferentes concentrações do óleo essencial. Dentre os ensaios físico-químicos, a formulação mostrou boa espalhabilidade, pH de 6,95 e viscosidade a 50% de 590.0cP. Entretanto,apesar dos promissores resultados obtidos, um estudo de desenvolvimento de formulação só se completa após a realização de testes de estabilidade, necessários para confirmar a veracidade dos resultados obtidos, inclusive da confirmação da presença dos ativos, o que denota segurança e respeito. O DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR COMO FATOR RELEVANTE NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM MOTORA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Claudio Ernani Rodrigues Orient.: Vagner Reolon Marcelino Estudos acadêmicos que são direcionados à aprendizagem motora destacam que a Psicomotricidade vem ganhando seu espaço e notoriedade no desenvolvimento psicomotor. Muitos são os trabalhos bibliográficos que demonstram resultados alinhando o teórico e o prático das habilidades motoras, seja na escola, com desenvolvimento motor nos anos iniciais da criança, ou através de modalidades esportivas. Assim, esse trabalho de conclusão do curso de licenciatura em Educação Física da Universidade de Sorocaba - Uniso, por meio de revisão bibliográfica, tem
    • como objetivo principal identificar a forma que a literatura relaciona o desenvolvimento psicomotor com a Educação Física infantil numa visão interacionista, levando-se em consideração que a primeira forma de linguagem para a criança é o corpo, pois é com ele que ela introduz sua comunicação no meio que vive. Tem-se a intenção de demonstrar com a realização desse trabalho que a aprendizagem infantil, no seu desenvolvimento motor, necessita estar alinhada com a psicomotricidade e seus objetivos nas áreas cognitiva, afetiva e motora. Para isso, ele enfoca os seguintes aspectos: abordar as fases do desenvolvimento motor, discutir o papel do profissional de Educação Física nas fases da psicomotricidade e propor atividades na aula de Educação Física infantil, relacionando as fases psicomotoras. Nessa investigação, propõe-se fazer uma reflexão sobre os desafios da Educação Física infantil no desenvolvimento motor e suas fases de transição, através de atividades que possam se relacionar dentro de uma visão crítica e futurista da psicomotricidade, e a colaboração do profissional de Educação Física infantil no desenvolvimento motor das crianças nas fases pré e operatórias concretas. DETERMINAÇÃO DE NITROFURAZONA EM PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS POR ESPECTROFOTOMETRIA Paloma Rodrigues Martins Orient: Marta Maria Duarte Carvalho Vila A nitrofurazona (NTZ) para uso humano tem seu emprego dirigido ao uso tópico para o tratamento de feridas e lesões infectadas da pele e mucosas. O método oficial para sua determinação em pomadas, cremes e soluções tópicas é por HPLC, exigindo preparo trabalhoso da amostra. O objetivo deste trabalho foi o desenvolvimento de um método simples, rápido e de baixo custo a para a análise de NTZ em preparações farmacêuticas. O método proposto empregou a espectrofotometria no UV-visível com absorção máxima em 375 nm. Os parâmetros analíticos avaliados foram linearidade, precisão, exatidão, limite de determinação, limite de detecção e robustez. O preparo das amostras foi feito por diluição com etilenoglicol e água deionizada. A curva de calibração obtida apresentou um coeficiente de correlação (R2) igual a 0,999, indicando linearidade do método (maior que 0,99). A precisão intra-corrida apresentou-se dentro do recomendável, com um coeficiente de variação menor que 5%. A exatidão calculada variou entre 99,87% e 109,36%, o limite de detecção foi de 0,06 mg L-1 e o limite de quantificação ficou em 1,01 mg L-1. Para a verificação da robustez do método avaliou-se o tempo de estocagem da amostra e sua exposição à luz. Observou-se que houve maior degradação na amostra quando não houve proteção da luz. Entretanto, não houve variação significativa num período de 16 dias, segundo o teste t de Student, no intervalo de confiança de 95%. Amostras comerciais de pomada e solução oral (0,2% de NTZ) foram analisadas obtendo-se, respectivamente, 0,18 e 0,19% de NTZ. Até o momento, os resultados obtidos demonstram que o método de espectrofotometria no
    • UV-visível pode ser empregado para a determinação de NTZ de modo simples, com rapidez e baixo custo analítico. EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E O SEDENTARISMO Claudio Teles de Campos Sales Junior Orient.: Mauricio Massari Esta pesquisa bibliográfica de conclusão do curso de licenciatura em Educação Física tem como tema a Educação Física escolar e o sedentarismo, tendo como objetivo principal identificar as contribuições da Educação Física no ensino fundamental como possível prevenção ao sedentarismo. Serão analisadas as informações pertinentes ao assunto, que num primeiro momento será a Educação Física escolar: história, legislação e objetivos no ensino fundamental; sedentarismo: números no Brasil e no mundo; e como a Educação Física, por meio da utilização da cultura corporal do movimento –jogos, lutas, ginásticas, esportes e danças- pode contribuir para que os alunos de ensino fundamental adquiram hábitos mais saudáveis, ativos e não sedentários através dos subsídios dos exercícios físicos realizados nas aulas de Educação Física, podendo então despertar o interesse individual e coletivo não somente dos alunos, mas da sociedade de modo geral. No Brasil, o índice de sedentários está cada vez mais elevado, atingindo quase a metade da população brasileira, abrangendo 48% de pessoas com excesso de peso. Cerca de 1,5 bilhão de pessoas são sedentárias no mundo, atingindo por ano 5 milhões de pessoas que morrem porque são sedentárias. O foco desse trabalho é tornar alunos mais conscientes da prática de hábitos saudáveis, que incluem os exercícios, informando-os sobre as possíveis patologias relacionadas ao sedentarismo, que estão associadas a diversas doenças graves, tais como infarto, câncer, depressão, hipertensão e diabetes. EFEITO DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO DE FOLHAS DE Vellozia flavicans CONTRA O BLOQUEIO NEUROMUSCULAR “IN VITRO” DA Bothrops jararacussu Natália Tribuiani; Alexandro Mateus da Silva Orient: Yoko Oshima-Franco Os acidentes ofídicos são importantes problemas de Saúde Pública, especialmente em países tropicais. O maior número de acidentes é representado pelo gênero Bothrops (90%). A Botrops jararacussu, conhecida principalmente por “jararacuçu”, é uma das mais imponentes deste gênero, sendo seu veneno causador da ação inflamatória aguda, atividade sobre a coagulação e atividade hemorrágica, além de miotoxicidade. A Vellozia flavicans é conhecida popularmente por “Canela de Ema” e tem sido usada no cerrado brasileiro como um anti-inflamatório. No presente
    • estudo, foram investigados o perfil cromatográfico do extrato de V. flavicans via Cromatografia em Camada Delgada (CCD) e sua eficácia para neutralizar o bloqueio neuromuscular causado pelo veneno de Bothrops jararacussu, em preparações nervo frênico-diafragma de camundongos. O extrato etanólico de V. flavicans expressou vários compostos por CCD, entre eles o flavonóide quercetina (Rf 0,99) e ácido fenólico, como o ácido clorogênico (Rf 0,60). Estes compostos do extrato participam da neutralização do bloqueio neuromuscular irreversível induzido “in vitro” pelo veneno de B. jararacussu. Ao final de 120 minutos de exposição da mistura veneno+extrato, as preparações respondiam 97 ± 10% (n = 6), com total preservação da resposta contrátil. Em um modelo de simulação do acidente, o extrato foi totalmente capaz de impedir o progresso da paralisia. Os resultados atuais indicam que o extrato de Vellozia flavicans possui propriedades que inibem o bloqueio neuromuscular causado pelo veneno botrópico. EFEITO PROTETOR DOS EXTRATOS DE Cordia salicifolia e Lafoensia pacari SOBRE AS ATIVIDADES EDEMATOGÊNICA E HEMORRÁGICA INDUZIDAS PELOS VENENOS OFÍDICOS DE Philodryas olfersiI E Bothrops jararacussu Mariana de Paula Góes; Raphael Schezaro Ramos Orient: Priscila Randazzo de Moura Este estudo avaliou o efeito protetor dos extratos de Cordia salicifolia (C. salicifolia) e Lafoensia pacari (L. pacari) sobre edema e hemorragia induzidos pelos venenos de Philodryas olfersii (P. olfersii) e Bothrops jararacussu (B. jararacussu) em ratos Wistar. Estes venenos são responsáveis pela maioria dos acidentes ofídicos no Brasil, podendo causar efeitos locais e sistêmicos nas vítimas. A soroterapia mostra-se ineficiente na neutralização do dano tecidual, portanto diversas espécies de plantas vêm sendo estudadas como terapia complementar. A atividade hemorrágica foi avaliada após injeção intradérmica dorsal (100µl por 24h) dos seguintes tratamentos: solução de Tyrode e DMSO (controles), B. jaracussu (100µg), P. olfersii (50µg), C. salicifolia (750µg) e L. pacari (400µg), venenos + extratos. Já a atividade edematogênica foi avaliada pela administração intravenosa (via peniana) de azul de Evans (marcador visual) com posterior injeção intradérmica (100µl por 30min) dos seguintes tratamentos: solução de Tyrode e DMSO (controles), B. jaracussu (10µg), P. olfersii (10µg), C. salicifolia (75µg) e L. pacari (40µg), veneno + extratos. Os venenos de B. jararacussu e P. olfersii produziram uma significativa hemorragia (0,84±0,1 e 1,15±0,2, respectivamente). O extrato de C. salicifolia incubado com B. jaracussu ou P. olfersii inibiu parcialmente a hemorragia (0,34±0,1 e 0,58±0,1, respectivamente). O extrato de L. pacari incubado com B. jararacussu ou P. olfersii também inibiu parcialmente a hemorragia (0,11±0,1 e 0,67±0,1, respectivamente). Os venenos de B. jararacussu e P. olfersii produziram um significativo edema (2,40±0,1 e 1,80±0,1, respectivamente). O extrato de C. salicifolia incubado com B. jaracussu ou P. olfersii inibiu parcialmente o edema (1,05±0,2 e 0,62±0,1, respectivamente). O extrato de L. pacari incubado com B. jararacussu ou P. olfersii também inibiu parcialmente a
    • hemorragia (0,75±0,1 e 0,75±0,1, respectivamente). Conclui-se que, os extratos induziram proteção significativa sobre as atividades edematogênica e hemorrágica. EFEITOS DA ALCACHOFRA NA DIMINUIÇÃO DO COLESTEROL EM RATOS Carla Cristine Machado dos Santos Orient.: Maria Aparecida Lopes da Costa As mudanças nos padrões alimentares da população, como o aumento da densidade energética, maior consumo de carnes, leite e derivados, a redução do consumo de frutas e hortaliças, além da diminuição da prática de atividade física, têm levado a população a um perfil de obesidade. Este por sua vez está intimamente ligado ao aumento do risco às doenças crônicas não transmissíveis, tais como as doenças cardiovasculares (cerebrovasculares e isquêmicas), as neoplasias, as doenças respiratórias crônicas e diabetes mellitus. Contudo, o consumo de dieta balanceada e de qualidade pode evitar e auxiliar no controle de tais patologias. E ainda se pode contar com o auxílio de alguns alimentos de forma específica, os chamados alimentos funcionais. Tais alimentos são aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde por meio de mecanismos não previstos pela nutrição convencional Entre esses alimentos, encontra-se a alcachofra. Com objetivo de verificar a funcionalidade deste alimento, o presente estudo consistiu em verificar os efeitos hipolipemiantes da alcachofra em ratos albinos (Wistar) submetidos a 40 dias de experimento recebendo extrato aquoso de alcachofra. Para tanto, foram utilizado 30 ratos machos, compondo 5 grupos: controle (RC), controle sinvastatina (RCS), controle gordura (RCEG), sinvastatina e gordura (RCEGS), extrato aquoso de alcachofra e gordura (RCEGEA). Para as análises bioquímicas, foram analisados o colesterol total e o nível de triglicérides dos animais. Ao final do experimento, o sangue dos animais foi colhido por punção cardíaca e analisado. Os resultados obtidos demonstraram a redução do colesterol e triglicérides dos animais que receberam extrato de alcachofra quando comparados com o grupo controle. Os resultados obtidos correspondem ao que foi encontrado na literatura, porém são necessários mais estudos para a confirmação de tais benefícios. EFICÁCIA E SEGURANÇA DE CURATIVOS DE PRATA EM QUEIMADURAS: ESTUDO DE COORTE REGIONAL Mayara Costa de Camargo Orient: Luciane Cruz Lopes As queimaduras se encontram entre as maiores causas de danificação cutânea, ocupando o segundo lugar entre os acidentes mais comuns que ocorrem no mundo. As lesões por queimaduras incidem em todos os grupos etários, podendo
    • variar quanto à extensão, profundidade e etiologia. Os pacientes que sofrem queimaduras podem requerer desde tratamentos simples até cuidados mais intensivos e/ou cirúrgicos, dependendo da gravidade. O tratamento inclui cuidados locais e sistêmicos, de acordo com as característica e localização das queimaduras, e o uso de curativos contendo substâncias cicatrizantes e antibióticas é uma opção para a terapia local. As evidências científicas ainda são insuficientes para determinar se os tipos de curativos disponíveis para o tratamento diferem entre si quanto ao tempo para completar a epitelização da ferida, percentual de infecção, necessidade cirúrgica e presença de eventos adversos. Analisaram-se a eficiência e os riscos dos curativos utilizados no tratamento de pacientes com queimaduras, tratados em regime de internação hospitalar. Estudo de coorte, analítico de curativos utilizados em pacientes queimados internados na Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do Conjunto Hospitalar Sorocaba (CHS).Os desfechos avaliados foram o tempo de internação, número de trocas e curativos mais utilizados, necessidade de cirurgia, incidência de infecção e presença de eventos adversos. Obtivemos como resultados mais relevantes que a faixa etária mais atingida é a que compreende a dos 19 aos 59 anos, predominante do sexo masculino, não havendo diferença quanto ao estado civil. A maioria dos pacientes era da raça branca e com grau de escolaridade entre o ensino fundamental II e o médio, e procedentes do município de Sorocaba.Em relação à etiologia das queimaduras, foram acidentais, domiciliares, envolvendo álcool e fogo. As áreas mais atingidas foram os membros superiores e a profundidade de segundo grau, em sua grande maioria.A média de internação foi de 19,5 dias e a mediana de 15 dias. Os principais curativos utilizados foram creme de sulfadiazina de prata a 1% e pomada contendo colagenase e cloranfenicol. Os pacientes necessitaram de pelo menos um procedimento cirúrgico e o evento adverso mais comum foi o prurido. ELETROTERAPIA EM PACIENTES PORTADORES DE PARALISIA CEREBRAL Isabella Ferreira Camargo; Camilo Oliveira; Heloisa Ramos Israel; Mirian Cintia Dubas Lima; Thalita Gimenez Soares Orient.: Lilian Pinto Amaral A Encefalopatia Crônica não Evolutiva da Infância, novo conceito de Paralisia Cerebral (PC), se refere a um grupo de condições crônicas que tem como denominador comum, anormalidades na coordenação de movimentos. A forma mais comum, além de uma desordem motora, é caracterizada pela excitabilidade do reflexo de estiramento, com a exacerbação dos reflexos profundos e aumento do tônus muscular. O Objetivo deste trabalho é conhecer com mais detalhes, um dos tratamentos mais utilizados com estes pacientes, a eletroterapia, que vem ganhando espaço e está em grande desenvolvimento, mostrando um resultado eficaz, sempre associado a outros tratamentos. O termo eletroterapia consiste na aplicação da corrente elétrica com finalidade terapêutica. Os principais objetivos traçados com a eletroestimulação estão fundamentados na possibilidade de buscar uma resposta tecidual quando outras formas de estímulos não sejam viáveis ou menos promissoras. Este tema foi escolhido, devido a falta de divulgação do tratamento com
    • eletroestimulação na Encefalopatia Crônica não Evolutiva da Infância, e pela sua eficácia. Como metodologia para esta pesquisa foi realizado levantamento bibliográfico por intermédio das bases de dados científicas (BIREME; Banco de Teses e Dissertações/CAPES; SciELO;Portal de Periódicos CAPES;UNIBIBLIWEB) e livros. Ao pesquisar artigos recentes e referências bibliográficas, foi detectado que pacientes com encefalopatia crônica não evolutiva espástica, com disfunções motoras e atrofia muscular, ao realizar o tratamento, tem obtido grandes resultados, pois a eletroestimulação associada à resistência funcional, poderá recuperar ou auxiliar no ganho de tônus muscular, que estava perdido ou que nunca havia se formado. Aumentando assim a resistência e facilitando na hora de realizar o movimento. A eletroestimulação além de aumentar a força muscular para melhorar a estabilidade ativa de uma articulação, também mantém a condição do músculo, ou seja, evita a atrofia. Consideramos que a eletroestimulação é um dos tratamentos mais eficazes, capaz de auxiliar na recuperação motora de pacientes portadores de encefalopatia crônica não evolutiva espástica da infância. ENCAPSULAMENTO DE RESVERATROL (trans-3, 5, 4'-Trihydroxystilbene) EM LIPOSSOMA Edgard Robles Tardelli; Gabriela Horst Corrêa Orient.: Robson Vicente Machado de Oliveira O resveratrol é uma substância fenólica que pode ser encontradas em várias plantas, assim como em chás, frutas, em plantas medicinais e vinhos, e é apontada como responsável por vários benefícios à saúde humana, evitando doenças do envelhecimento. Lipossomas são pequenas vesículas esféricas formadas por bicamadas concêntricas de fosfolipídios que se organizam espontaneamente em meio aquoso, consideradas uma excelente forma de sistema de liberação controlada de medicamentos ou substâncias biologicamente ativas devido à sua flexibilidade estrutural, seja no tamanho, composição e fluidez da bicamada lipídica, como na sua capacidade de incorporar uma variedade de compostos tanto hidrofílicos como hidrofóbicos e lipofílicos. Os objetivos deste trabalho são o desenvolvimento de um sistema lipossomado com resveratrol para incorporação em creme de uso tópico, a seleção de um sistema lipossomado por extrusão com a inserção do princípio ativo resveratrol (antioxidante), e também a veiculação num creme-base não-iônico O/A e avaliação da estabilidade. Foi utilizado o método de Bangham, através da hidratação de um filme seco de lipídios, fofastidilcolina, etanol e lecitina para preparação dos lipossomas e incorporação do resveratrol. O creme-base foi preparado pela técnica de inversão de fases e avaliado quanto à qualidade pela técnica da estabilidade acelerada. As soluções de lipossomas apresentaram-se visualmente parecidas com água e estáveis, com valores de pH 8,30; 8,73 e 8,70. Após o encapsulamento, passaram a ter uma cor parecida com o bege e textura levemente mais cremosa. Foram preparadas 3 formulações de creme O/A contendo os lipossomas com resveratrol, sendo que duas delas não apresentaram estabilidade adequada frente a centrifugação, e uma apresentou variação de pH. No entanto, todas as formulações tiveram aparência branca e cremosa. Pode-se concluir que o sistema lipossomado
    • ficou estável e possível de ser incorporado no creme base, mas essa formulação deve ser reajustada e reavaliada quanto à estabilidade. EQUOTERAPIA COMO COMPLEMENTO DA REABILITAÇÃO Valéria Helena Bento dos Santos; Amanda Carvalho Pereira; Bruna Lima Andrade; Daiane Dias Miranda; Giane Norte Ramos Orient: Lilian Pinto Amaral Nos últimos 30 anos, a equoterapia vem sendo difundida no Brasil, atuando juntamente com a fisioterapia com pacientes com problemas motores, por meio de estímulos proprioceptivos, táteis, vestibulares, visuais e auditivos, aumento de mobilidade, controle postural e estímulo cognitivo. Este trabalho tem como objetivo analisar, pela revisão bibliográfica, a eficiência da equoterapia como complemento na reabilitação de pacientes com necessidades especiais. Utilizaram-se artigos de bancos de dados científicos (BIREME; SCiELO; Portal de Periódicos CAPES) e livros. Os critérios de inclusão da equoterapia são: ter mais de 2 anos de idade, quadro motor comprometido, e ter o diagnóstico de lesão cerebral previamente estabelecido. O principal recurso utilizado na terapia é o cavalo. O próprio andar do animal propõe um recurso tridimensional que estimula o organismo do paciente (praticante) como um todo. Utiliza-se uma sela especial com alça para apoio, coxim para ajustar a sela à pele do praticante e a critério, uma manta. As terapias são realizadas uma vez por semana, com duração média de 30 a 40 minutos, em um ambiente aberto, com piso de areia ou gramado e com pouco ruído. O animal deve ter aproximadamente 1,50 m de altura, ser adulto, de preferência macho castrado e com alimentação balanceada. A equipe multidisciplinar (fisioterapeuta, psicólogo, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo) deve estar presente na execução da sessão. Cabe ao fisioterapeuta o dinamismo físico do paciente. Este profissional deve estar montado junto com o praticante ou caminhando ao seu lado. O fisioterapeuta tem como objetivo gerar estímulos proprioceptivos e sensoriais que por intermédio do cavalo, do toque na região pélvica e coluna, proporcionam benefícios posturais, respiratórios e motores ao praticante. Por meio do deslocamento corporal, da temperatura do cavalo, do contato com a natureza, da cadência dos passos do animal, a equoterapia proporciona, em relação ao praticante, um diferencial de tratamento, melhora da vida afetiva e social. Conclui-se que a equoterapia é eficiente como complemento no processo de reabilitação física, motora e psicológica, trazendo resultados positivos na recuperação dos pacientes, mas não substitui a intervenção executada em consultórios fisioterapêuticos.
    • O ENCARCERAMENTO DO CORPO E DA ALMA: REFLEXÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL Elaine Kelly Bergara Barbosa; Aline Cristina Lubke de Oliveira; Magali Aparecida Lopes Gomes Orient: Ana Laura Schliemann Este trabalho de conclusão de curso teve como objetivo refletir sobre as aproximações da Terapia Ocupacional com as questões institucionais e os aspectos psíquicos e emocionais dos sujeitos presos, e fazer um panorama de como a Terapia Ocupacional interfere nesse campo. O método empregado trata-se de uma análise bibliográfica publicada em livros, artigos acadêmicos impressos /eletrônicos, jornais e e revistas cientificas. Neste processo, buscamos qualitativamente textos através das palavras-chave, e o nosso resultado foi uma reflexão sobre o material encontrado e uma possível intervenção da Terapia Ocupacional com indivíduos em privação de liberdade. Buscamos entender na literatura o processo individual do encarceramento, como se dá a vida dos homens presos e as considerações da lei e do trabalho do terapeuta ocupacional que vem sendo feito nos presídios brasileiros. Consideramos os aspectos sociais que envolvem este individuo que se encontra em vulnerabilidade social, para entendermos o funcionamento do sistema prisional do nascimento das prisões até os dias atuais. Objetivando a reabilitação e inserção do preso na sociedade, citamos como exemplos de intervenção da Terapia Ocupacional as possibilidades que acreditamos ser adequadas para que o preso possa se ressocializar consigo e com a sociedade. A ESPIRITUALIDADE E A SAÚDE Lívia Aparecida Soares de Lima; Hélio Hissaoh Ikeda Orient: Ana Laura Schliemann O objetivo do presente trabalho qualitativo é uma reflexão sobre a importância da dimensão espiritual na área da saúde, a partir da revisão bibliográfica sistêmica. Sabe-se que a doença causa uma ruptura na qualidade de vida do paciente, o que gera angústias, ansiedades, medos, frustrações, etc. Nestes momentos, diversos pacientes buscam significados e explicações na dimensão espiritual, uma vez que a dimensão humana não gera entendimento. A espiritualidade é algo inerente ao ser humano, manifestando-se em indivíduos de diferentes culturas, de forma subjetiva é um processo dinâmico, pessoal, que procura atribuir sentido e dar significado à existência, podendo coexistir ou não com a prática de um credo religioso. Os possíveis benefícios da espiritualidade sobre a saúde podem estar associados desde as reações fisiológicas mais simples ao alivio da dor e do sofrimento, levando a um equilíbrio das respostas imunologicamente moduladas. Existem evidências de que pessoas com algum tipo de espiritualidade apresentam menor incidência de doenças, vivem mais e
    • têm melhor recuperação, além de apresentarem menor intercorrência durante o tratamento. Estudos apontam que as necessidades espirituais tornam-se particularmente importantes em doenças que ameaçam a vida ou o modo de viver, e visando esta importância a Organização Mundial da Saúde, no ano de 1998, acrescentou a dimensão de bem estar espiritual ao seu conhecido Conceito Multidisciplinar de Saúde, com isso a espiritualidade ganhou reconhecimento e espaço como forma de uma nova dimensão válida de tratamento, sendo um dos aspectos que precisa de extrema observação ao avaliar a saúde de determinada pessoa. Diante disso, é fundamental que os profissionais da saúde atuem sobre as indicações científicas dos benefícios da espiritualidade na programação terapêutica de qualquer doença. A ESPIRITUALIDADE E A SAÚDE: UMA REFLEXÃO IMPORTANTE PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE E OS PACIENTES Maria Eduarda Bueno; Maria Silian Manda da Fonseca Orient: Ana Laura Schliemann Este trabalho é um estudo de revisão bibliográfica sobre os temas graduação em Medicina e Espiritualidade, e sobre escalas de avaliação de espiritualidade em pacientes com doenças crônicas e potencialmente fatais. O objetivo deste trabalho é identificar a produção científica sobre a relação entre formação na Graduação em Medicina, doença física ou mental diagnosticada, e espiritualidade existente em períodos indexados nos banco de dados da Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e no National Library of Medicine (MEDLINE), no período de 2006 a 2012, com objetivos específicos de estudar a importância da espiritualidade para a formação profissional em acadêmicos do curso de graduação em Medicina no Brasil e estudar escalas em saúde que avaliam a espiritualidade em pacientes com doenças graves e ou potencialmente fatais. Primeiramente acessamos a biblioteca virtual em saúde, analisamos os resumos dos artigos da base de dados medline e lilacs relacionados às palavras-chave: espiritualidade e graduação em medicina, religião e graduação em medicina, espiritualidade e escalas de avaliação com pessoas doentes e, depois, religião e escalas de avaliação com pessoas doentes. Após a análise destes resumos, pegamos os artigos na íntegra para lermos. O método está baseado em Canini (2004). Como a pesquisa ainda está em andamento, os resultados apresentados são apenas parciais. No total, foram analisados 20 resumos de artigos sobre o tema, a importância da espiritualidade para a formação profissional em acadêmicos do curso de Graduação em Medicina no Brasil, sendo 17 da base medline e 3 da base lilacs. Do total, 9 artigos estavam relacionados aos objetivos do trabalho, 3 estavam parcialmente relacionados e 8 não estavam relacionados. Em relação ao tema, escalas em saúde que avaliam a espiritualidade em pacientes com doenças graves e ou potencialmente fatais, analisamos 45 resumos de artigos, sendo 42 da base medline e 3 da base lilacs. Do total, 10 artigos estavam relacionados aos objetivos do trabalho, 17 parcialmente relacionados e 18 não relacionados. Estamos com o trabalho em andamento, analisando os artigos na íntegra.
    • ESTIMULAÇÃO DA MEMÓRIA EM IDOSOS MORADORES DE UMA INSTITUIÇÃO DE RESIDÊNCIA DE LONGA PERMANÊNCIA E SEUS EFEITOS Cristiane dos Santos Nunes; Juliene Arman de Camargo Orient.: Raquel de Mendonça Rosa-Castro Visto a frequente queixa de idosos, frente o desempenho das atividades cotidianas e de seu desempenho mnemônico, este estudo surgiu da necessidade de uma maior reflexão acerca da situação do idoso, e tem por objetivo investigar o efeito da estimulação da memória. Elaborou-se uma proposta de oficina para treinamento da memória e para a promoção da saúde na instituição de residência de longa permanência escolhida para a realização deste estudo. Com a utilização de estratégias para o bom desempenho da memória, espera-se como resultado, após a realização da oficina, a redução de queixas do desempenho mnemônico observadas. Como parâmetro dos resultados, a redução das queixas, a identificação dos idosos e de suas reais dificuldades e assim adaptando a sua realidade novos conhecimentos relacionados à memória. A memória exerce importante influência sobre autonomia e independência na vida cotidiana. Dentre as várias alterações fisiológicas decorrentes do processo de envelhecimento, as funções do sistema nervoso central, principalmente as de origem neuropsicológica, envolvidas no processo cognitivo, constituem um dos principais alvos de pesquisas realizadas sobre senescência, já que estas alterações podem comprometer o bem estar biopsicossocial do idoso. Assim, como se recomenda exercícios físicos aos idosos para manter sua saúde física, deve- se estimular o cérebro com atividades que exijam atenção, concentração e pensamento lógico, o que contribui para o aumento da densidade sináptica cerebral. Refletiu-se, então, a necessidade da identificação de indivíduos com potencial risco, tornando-a fundamental, tanto em termos de prevenção como de posterior terapia. Foi realizado um estudo prospectivo, observacional e transversal, com uma amostra constituída por idosos da instituição escolhida. Para o alcance dos objetivos propostos, será realizada uma oficina de memória para idosos, sendo aplicados o Mini – Exame do Estado Mental (MEM), o Inventário de Ansiedade Traço-Estado e o Inventário de Depressão. Conclui-se que as oficinas de memória são de suma importância, pois têm como visão a manutenção da capacidade cognitiva e funcional dos idosos, permitindo assim uma melhora na autoestima e, por consequência, na qualidade de vida do idoso. ESTUDO BIOMONITORADO DA FRAÇÃO DICLOROMETÂNICA DA ESPÉCIE Casearia gossypiosperma Briquet CONTRA O BLOQUEIO NEUROMUSCULAR INDUZIDO PELOS VENENOS OFÍDICOS (CASCAVEL E JARARACUÇU) Débora Marine Ramos; Yoko Oshima-Franco; Juliana de Oliveira Soares Silva; Beatriz Saluque Zana Orient.: Renata Vasques S. Tavares
    • Em estudos prévios utilizando-se a técnica miográfica convencional, Casearia gossypiosperma Briquet (Cg), popularmente conhecida como pau-de-espeto, demonstrou potencial medicinal contra o bloqueio neuromuscular induzido pelos venenos ofídicos de Bothrops jararacussu (Bjssu, jararacuçu) e Crotalus durissus terrificus (Cdt, cascavel), em preparações nervo frênico-diafragma de camundongos. O objetivo deste estudo foi ensaiar farmacologicamente a fração diclorometânica (FDM) da Cg contra ambos os venenos ofídicos, no mesmo modelo experimental. O estudo foi aprovado pela Comissão de Ética no Uso de Animais, sob parecer CEUA/UFSCAR 060/2012. Iniciou-se um set de experimentos com FDM 50 µg/mL (n=6) e comparou- se ao controle de Tyrode. A semelhança de resposta (p>0,05) permitiu o uso desta concentração de FDM em ensaios posteriores de neutralização. O veneno bruto de Bjssu (30 µL/mL, n=5) apresentou bloqueio neuromuscular irreversível, mesmo após a lavagem. Nos ensaios de neutralização, planta + veneno Bjssu (n=6) previamente incubados por 30 minutos, a resposta contrátil foi mantida em 91,8 ± 8,9% (aos 120 minutos). O veneno bruto de Cdt na concentração de 10 µg/mL (n=2) também produz bloqueio irreversível. Nos ensaios de neutralização, planta + veneno Cdt (n=4) previamente incubados por 30 minutos, não se observou proteção contra a paralisia induzida por este veneno. Tomados os resultados em conjunto, conclui-se que a fração FDM foi menos eficaz quando comparado à fração hexânica, no que diz respeito ao número de venenos ofídicos que protege. Entretanto, isto não invalida a continuidade do seu estudo fitoquímico, uma vez que o isolamento de substâncias permitirá traçar novos parâmetros de ligação entre os constituintes de venenos ofídicos com constituintes da planta. ESTUDO FARMACOLÓGICO DE FRAÇÕES NEUROFACILITADORAS DA Casearia sylvestris Sw. EM MODELO DE JUNÇÃO NEUROMUSCULAR Adriana Carolina Werner; Miriéle Cristina Ferraz; Edson Hideaki Yoshida; Renata Vasques da Silva Tavares Orient.: Yoko Oshima-Franco À Casearia sylvestris Sw. atribuem-se inúmeras potencialidades medicinais ao óleo essencial e aos extratos oriundos de diversas partes da planta. Estudos anteriores mostraram que os extratos - aquoso e hidroalcoólico - de folhas de C. sylvestris apresentaram efeito facilitatório (aumento da amplitude da resposta contrátil) dose-dependente, por mecanismo não esclarecido. A aplicabilidade deste efeito é a possibilidade de ser empregado, do ponto de vista terapêutico, em doenças neuromusculares, como adjuvantes nas insuficiências respiratórias provocadas por envenenamentos, como a toxina botulínica; na reversão induzida por bloqueadores neuromusculares, para citar alguns exemplos. O objetivo deste estudo foi identificar farmacologicamente o efeito facilitatório em frações orgânicas de diferentes polaridades obtidas de folhas de C. sylvestris. Esta pesquisa foi aprovada pela Comissão de Ética em Experimentação Animal (CEUA/Ufscar), sob Protocolo nº do CEUA-n.040/2012. Preparações isoladas do nervo frênico-diafragma de camundongos
    • (Swiss) foram submetidas à técnica miográfica convencional, sob aeração constante de carbogênio e expostas por 60 minutos às frações hexano, diclorometano, acetato de etila e metanol (200 µg/mL cada) por estimulo indireto. A análise estatística foi feita através do teste não pareado t-Student, com valor p<0,05, considerado significante, comparado ao controle Tyrode (n=6). Os ensaios farmacológicos demonstraram que as frações acetato de etila (n=6) e metanol (n=10) aumentaram a amplitude da resposta contrátil nos tempos iniciais (10–40 min.) significativamente diferentes do controle Tyrode. Conclui-se que dentre as frações orgânicas ensaiadas, compostos neurofacilitadores estão presentes nas frações acetato de etila e metanol, selecionados para posterior estudo fitoquímico. ESTUDO MORFOLÓGICO (MICROSCOPIA ÓPTICA) DE MÚSCULOS DIAFRAGMAS DE CAMUNDONGOS TRATADOS COM FRAÇÃO HEXÂNICA DA CASEARIA SYLVESTRIS SW. Jean Antonio Abraham Gautuz; Adriana Carolina Werner Orient: Yoko Oshima-Franco Casearia sylvestris Sw. (Flacourtiaceae), popularmente conhecida como guaçatonga, possui uma longa história na tradição popular e na medicina folclórica brasileira, e tem sido bastante estudada quanto às suas propriedades farmacológicas. A decocção da folha é preparada tanto para aplicação tópica como para ser tomada como analgésico, anti-inflamatório, antiviral, antiulceroso, anestésico e hemostático para lesões de mucosas e pele, como também para a diminuição do crescimento e desenvolvimento de células cancerosas e há, ainda, indicações com neutralização de venenos, limpeza do sangue, cura de feridas e coagulação de sangramentos, ou seja, tratamentos anti-hemorrágicos. A morfologia da célula muscular esquelética normal, observada ao microscópio de luz, apresenta aspecto poligonal ou arredondado, com núcleo periférico. A biópsia muscular por microscopia óptica é particularmente importante para o diagnóstico das diferentes formas de miopatias congênitas com anormalidades estruturais, bem como das glicogenoses. Estudos morfológicos são frequentemente requeridos para a comprovação de alteração das estruturas biológicas frente a algum agente desconhecido e também para a validação de dados científicos. Portanto, investigar e comprovar cientificamente a (in)existência de dano celular associado ao dado farmacológico é de extrema importância para se atribuir valor medicinal a uma dada substância. O objetivo desta pesquisa foi analisar morfologicamente músculos diafragmas de camundongos submetidos à fração hexânica da Casearia sylvestris Sw, através de microscopia de luz. Músculos submetidos a 200 µg/mL da fração hexânica de C. sylvestris foram doados pela mestranda Adriana Carolina Werner, que teve o projeto aprovado pela Comissão de Ética em Experimentação Animal (CEUA/UFSCAR), sob Protocolo CEUA n. 040/2012. Foram utilizados procedimentos de rotina para análise histológica (microscopia óptica), que envolveram as seguintes etapas: fixação, desidratação, parafinização, microtomia,
    • coloração e observação microscópica. A análise estatística foi realizada pelo teste t- Student comparando-se aos controles (músculos submetidos à solução nutritiva de Tyrode). Os resultados foram expressos através da análise estatística t-student, com valor p<0,05 considerado estatisticamente significativo. Os índices de danos morfológicos causados foram: Controle 8,04% ± 1,16 e Fração Hexânica 15,08% ± 1,82 (p<0,05 comparadas entre si). Apesar da análise estatística, há relatos na literatura de preparações submetidas à solução nutritiva com valores semelhantes aos aqui mostrados pela fração hexânica. Contudo, caso se interprete que o valor encontrado para a fração hexânica não é desejável, há que se diminuir sua concentração nos ensaios farmacológicos. ESTUDO RETROSPECTIVO DAS COMPLICAÇÕES CRÔNICAS DA DIABETES MELLITUS TIPO 2 EM PACIENTES ATENDIDOS PELO AMBULATÓRIO DE ENDOCRINOLOGIA DO CONJUNTO HOSPITALAR DE SOROCABA/SP Natália Trabuco do Amaral; Alexandre Eduardo Franzin Vieira; Aline Ferreira Silva Orient: Edilma Maria de Albuquerque Vasconcelos O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é uma das principais doenças crônicas da atualidade, a qual fatores genéticos e ambientais interagem e levam a um estado de hiperglicemia. As alterações metabólicas decorrentes da DM2 podem gerar complicações microvasculares como neuropatia, nefropatia e retinopatia e alterações macrovasculares como, acidente vascular encefálico e infarto do miocárdio. Para que o sistema de saúde pública consiga gerenciar e cuidar de todos os casos de DM2, além de conhecer as estatísticas das ocorrências e realizar uma política preventiva, é também necessário o levantamento de informações que possam fornecer mais conhecimentos sobre esta doença. Devido à relevância desse assunto, o projeto tem como objetivo a avaliação da variabilidade do controle glicêmico e das complicações clínicas decorrentes da hiperglicemia crônica em pacientes portadores de DM2 atendidos nos anos de 2011 e 2012, no Ambulatório de Endocrinologia do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS). O estudo retrospectivo está sendo realizado através da consulta, análise e coleta de dados clínicos e laboratoriais dos prontuários dos pacientes, no Serviço de Arquivo Médico e Estatística. Os dados coletados estão sendo organizados e tabelados em planilha eletrônica (Excel), para a realização da análise descritiva. A pesquisa recebeu a autorização do CHS e foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Uniso, parecer n° 41778. O caráter confidencial das informações recebidas assegura o sigilo, a manutenção da privacidade e o compromisso de que a identidade do paciente não será revelada nas conclusões e/ou publicações do trabalho. Foram coletados, até o momento, dados de 61 pacientes, com idade média de 60,6 ± 12,9 anos e destes, 68,9% são mulheres. Em média, os indivíduos eram hiperglicêmicos (152,58 mg/dL) e possuíam elevado percentual de hemoglobina glicada (8,53%). Entre as principais comorbidades apresentadas estão: hipertensão arterial sistêmica (75,4%), nefropatia (62,3%), retinopatia (50,8%) e dislipidemia (44,3%). Verificou-se que apenas um diabético passou pela cirurgia de
    • amputação de membros, mas dez (16,4%) apresentavam formigamento nos membros inferiores. Observou-se que 52,5% dos pacientes apresentavam pelo menos um parente de primeiro grau com diabetes. Os medicamentos mais prescritos para o controle glicêmico foram a metformina e a insulina NPH. Os dados sobre o estilo de vida não estavam descritos em todos os prontuários, sendo assim distribuídos: 44, 40 e 30 prontuários tinham informações sobre o uso do álcool, tabagismo e atividade física, respectivamente. Constatou-se que 73,3% dos indivíduos não bebem, 42,5% já foram ou são tabagistas e 54,5% são sedentários. ESTUDO RETROSPECTIVO SOBRE O PERFIL DOS INDIVÍDUOS PORTADORES DE OBESIDADE ATENDIDOS PELO AMBULATÓRIO DE ENDOCRINOLOGIA DO CONJUNTO HOSPITALAR DE SOROCABA/SP Marcela Chagas Reis; Maria Teresa Verrone Quilici Orient: Edilma Maria de Albuquerque Vasconcelos A obesidade é considerada uma Epidemia do XXI, sendo uma condição complexa de dimensões sociais, biológicas e psicossociais consideráveis. Existem comorbilidades associadas à obesidade, e uma delas é a síndrome metabólica (SM), considerada como um conjunto de fatores de risco metabólico e cardíaco que juntos exacerbam os riscos cardiovasculares e renais. Devido à importância desse assunto, esse trabalho tem como objetivo realizar um estudo retrospectivo para avaliar o perfil clínico e laboratorial dos portadores de obesidade atendidos no ambulatório de endocrinologia do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), durante o ano de 2012. O estudo está sendo realizado através da consulta, análise e coleta de dados clínicos e laboratoriais dos prontuários dos pacientes obesos submetidos ou não à cirurgia bariátrica (CB), no Serviço de Arquivo Médico e Estatística do CHS. Os dados estão sendo organizados e tabelados em planilha eletrônica (Excel), para a realização da análise descritiva. A pesquisa recebeu a autorização do CHS e foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Uniso, parecer n° 41800. O caráter confidencial das informações recebidas assegura o sigilo, a manutenção da privacidade e o compromisso de que a identidade do paciente não será revelada nas conclusões e/ou publicações do trabalho. Até o momento, foram analisados 149 prontuários sendo 135 de pacientes que realizaram a CB e 14 que estão na fila de espera para realizar a cirurgia. Os pacientes que já realizaram a CB possuíam idade média de 45,32 anos, sendo 86,6% mulheres e os não operados tinham idade média de 51,21 anos, 64,2% mulheres Observou-se que antes da realização da CB os indivíduos eram hiperglicêmicos, com média de glicose de 101,7 mg/dL, e após a cirurgia a média caiu para 88,8 mg/dL. Após o tratamento cirúrgico houve redução de peso, mas a média do IMC mostrou que ainda apresentavam obesidade de grau I. (32,1 kg/m²). A medida da circunferência abdominal apresentava-se maior que o normal, média de 102,1 cm, o que caracteriza a presença de SM. Constatou-se que 95% não são tabagistas e que 53% são sedentários. Em relação aos pacientes não operados, constatou-se que eram hiperglicêmicos, em média glicose de 127,1 mg/dL, tinham IMC 50,75 1 kg/m² , mas
    • com a dieta prévia para a cirurgia houve uma redução para 48,35 kg/m², o que ainda indica obesidade de III grau. Constou-se que 57,1% dos pacientes realizavam atividade física regularmente, 42,8% são sedentários e 98,2% não são tabagistas. As comorbidades mais apresentadas entre eles são a hipertensão arterial sistêmica, seguida da dislipidemia. Os medicamentos mais utilizados pelos pacientes operados são Complexo B, Citrato de Cálcio e Citoneurim, enquanto pelos pacientes não operados são Captopril e Hidroclorotiazida. ESTUDO PRELIMINAR DAS ATIVIDADES ANTINOCICEPTIVA E ANTIEDEMATOGÊNICA DE FRAÇÕES PURIFICADAS DE Mikania hirsutissima D.C. Ana Caroline Manzuti; Renata Vasques S. Tavares Orient.: Luciane Cruz Lopes A espécie Mikania hirsutissima D.C., conhecida pelo nome vulgar cipó- cabeludo, presente em quase todo território brasileiro, é indicada popularmente como diurética, analgésica, antialbuminúrica e antireumática; no entanto, não foram identificados estudos pré-clínicos que confirmem tais propriedades. Este trabalho se propõe a verificar, preliminarmente, se o extrato bruto e as frações desta espécie apresentam propriedades antinociceptiva e antiedematogênica. Para a verificação, a parte aérea da planta foi seca e macerada em etanol 92°. O extrato bruto etanólico (EBE) obtido foi fracionado conforme critério de polaridade, em hexânico (EH), diclorometanólico (ED), acetato etílico (EA) e metanólico (EM). Dose preliminar de 300 mg/kg/vo foi administrada aos camundongos machos swiss albinos (20g) em jejum, para a determinação da atividade antinociceptiva em modelo de dor por contorção em ácido acético. O rendimento do EBE, a partir da droga vegetal, foi de 5,33 %, e a partição líquido-líquido gerou rendimentos obtidos de EH (17,88 %), ED (25,38 %), EA (4,93 %) e EM (39,95 %). O EBE, EA e dipirona (200 mg/kg) apresentaram inibição de 29,3 %; 40,4 % e 40 % (ANOVA = 3,6343 p < 0,0001) respectivamente, em relação ao controle (salina 0.9%). Não houve inibição significativa pelos ED 99 % (ANOVA = 3,634 p<0,0001) e EM 78,2 % (ANOVA = 2,967 p<0,0001). Os compostos de polaridade intermediária parecem ser os responsáveis pela atividade nesta espécie. Estudos prosseguem para verificar relação quantitativa deste efeito e para purificação das frações com atividade antinociceptiva e antiedematogênica. UM ESTUDO SOBRE A NEUROPLASTICIDADE COMO BASE CIENTÍFICA PARA A TERAPÊUTICA DA ENCEFALOPATIA CRÔNICA NÃO PROGRESSIVA DA INFÂNCIA NOS PRIMEIROS DOIS ANOS DE VIDA Fernanda Marcello Bernini Orient.: Cíntia de Menezes Fernandes Bernal
    • A neuroplasticidade é um processo de reorganização e readaptação cortical frente a uma experiência, prática de determinada tarefa ou em resposta a uma lesão cerebral que ocorre por toda a vida, sendo mais alta nos primeiros anos. Para o fisioterapeuta e demais membros da equipe de saúde, é uma condição importante na fase de recuperação do sistema nervoso central, permitindo à criança estabelecer novas conexões neurais e construir aprendizagem sensório-motora. O objetivo da pesquisa foi investigar a respeito da plasticidade neuronal e sua influência nos processos terapêuticos nos dois primeiros anos de vida. Foi realizada uma revisão bibliográfica através da análise de artigos científicos provenientes de bases de dados SciELO, Lilacs, Medline e PubMed, entre os anos 2000 – 2012, com base nos unitermos: neuroplasticidade (brain plasticity), plasticidade neuronal, paralisia cerebral (cerebral palsy). A plasticidade cerebral é uma propriedade reorganizacional presente no cérebro, principalmente no imaturo, podendo ser comprovada pelas mudanças morfológicas apresentadas como a formação de novos circuitos neurais, crescimento dendrítico, potencialização das sinapses, recrutamento de populações de neurônios. A capacidade de recuperação do cérebro jovem é muito alta após uma lesão, como uma paralisia cerebral, portanto, nessa fase também chamada de período crítico, os sistemas motores e sensoriais estão mais responsivos aos estímulos externos, sendo a intervenção terapêutica benéfica para o indivíduo. No entanto, mais estudos são necessários para entender o cérebro em desenvolvimento e assim estabelecer tratamentos precoces. ESTUDO TOXICOLÓGICO DO EXTRATO DE PSIDIUM GUAJAVA LINN., DURANTE A GESTAÇÃO EM MODELO ANIMAL Karina Piatto Lopes; Júlio César Vieira Orient: Marli Gerenutti A Psidium guajava Linn, também conhecida como “goiabeira”, é uma espécie da família Myrtaceae originária da região tropical do continente americano, que distingue-se em duas variedades: a de polpa vermelha e a de polpa branca, englobando mais de 2.800 espécies distribuídas por todo o mundo, principalmente no Brasil. É considerada uma matéria-prima muito importante para indústrias de sucos, polpas, néctares entre outros. A Psidium guajava também faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (Renisus) por possuir diversas atividades farmacológicas, como Antidiarreica, Anticancerígena, Analgésica,Anti- inflamatória,Antioxidante, Hipotensiva dentre muitas outras.Não foi encontrada nenhuma informação referente à toxicidade aguda da Psidium guajava Linn., quando utilizada na gestação. Considerando isto, o presente estudo foi realizado para avaliar a ação toxicológica do extrato hidroalcoólico das folhas da planta em modelos animais experimentais no período de gestação. A primeira etapa do projeto foi a administração da droga em três doses diferentes, por via oral, em três grupos de ratas Wistar fêmeas em período de gestação. A avaliação da capacidade reprodutiva das ratas foi realizada
    • através da retirada do útero e ovários, com posterior contagem de corpos lúteos. A toxicidade materna foi avaliada utilizando o sangue das ratas para análise da toxicidade hepática e realização de hemograma completo, em aparelhos específicos. Foram realizadas avaliações morfológicas externas e viscerais dos fetos, utilizando a técnica de fixação em Bodian e realizadas as medidas antero–posterior do crânio,látero lateral do crânio, antero–posterior do tórax, látero–lateral do tórax, crânio–caudal e cauda. O exame das vísceras fetais foi realizado em estereomicroscópio, com iluminação direta. Foram feitas avaliações ósseas dos fetos utilizando o processo de evisceração e diafanização. O esqueleto foi examinado sistematicamente, da cabeça à cauda, e as anormalidades foram registradas levando- se em conta a idade gestacional do feto. Todos os animais foram sacrificados em câmara de CO2, após a administração de anestésico e relaxante muscular. A análise estatística e os resultados ainda não foram devidamente concluídos, sendo a sua realização a próxima etapa do projeto. ESTUDOS DE DIFUSÃO BACTERIANA EM HIDROGÉIS DE AGAR E ALGINATO DE CÁLCIO PARA DISPOSITIVOS DE BIODETECÇÃO DE Pseudomonas aeruginosa Thiago Moreschi Nunes; Marta Maria Duarte Carvalho Vila Orient: Victor M. Balcão Na pesquisa realizada, o principal objetivo era descobrir, do ponto de vista teórico, quais devem ser as características de hidrogéis de agar e de alginato de cálcio de modo a otimizar as suas respostas como dispositivo para biodetecção de Pseudomonas aeruginosa. Para isso, um modelo matemático teórico foi desenvolvido e validado experimentalmente permitindo a previsão tanto do perfil de concentração de bactérias nos hidrogéis como da fração total de bactérias incorporadas nos hidrogéis, em função da porosidade, constrictividade de poro e espessura desses hidrogéis. Para um enfoque puramente na difusão bacteriana, os ensaios experimentais foram concebidos de modo a manter o crescimento bacteriano a um mínimo. Concluiu-se que a porosidade tem um efeito marcado na capacidade das bactérias para penetrarem nos hidrogéis. A constrictividade dos poros não é tão determinante, mas quando varia de 0,80 a 0,95 pode ser observado um aumento de 6% na fração de células bacterianas incorporadas. Para confirmar a validade do modelo matemático desenvolvido, os ensaios experimentais foram realizados com apenas uma das superfícies dos hidrogéis em estudo, exposta a uma suspensão de P. aeruginosa, tendo-se seguido a evolução no tempo da absorvância da suspensão sobrenadante acima dos hidrogéis. O modelo postulado descreveu com precisão a evolução tanto do perfil de concentração de bactérias nos hidrogéis como da fracção total de bactérias incorporadas nos hidrogéis de agar e alginato de cálcio. A partir dos ajustes não- lineares efetuados aos dados experimentais, obtiveram-se os coeficientes de difusão bacteriana (P. aeruginosa) efetiva no hidrogel de agar (Dbact,eff,agar = 2.456x10-11 m2/s) e no hidrogel de alginato de cálcio (Dbact,eff,alginato-Ca = 1.290x10-10 m2/s).
    • Utilizando-se estes coeficientes de difusão bacteriana nos hidrogéis de agar e alginato de cálcio no modelo matemático desenvolvido, a evolução (prevista) dos perfis de concentração ao longo da coordenada z nos hidrogéis permitiu concluir que demora cerca de 5 horas para as células de P. aeruginosa penetrarem 3 milímetros de profundidade dentro do núcleo de hidrogel de agar, enquanto este tempo é reduzido para apenas 1 hora no caso do hidrogel de alginato de cálcio. Pode assim inferir-se que um dispositivo de detecção bacteriana utilizando o hidrogel de alginato responderá mais rapidamente. FISIOTERAPIA: REABILITAÇÃO DO IDOSO PÓS FRATURA DE FÊMUR Michele Magalhães; Giovana Garcia Orient: Hugo Pasin Neto Através da revisão bibliográfica, a presente pesquisa visa esclarecer qual o papel da Fisioterapia para o tratamento da fratura do fêmur em pacientes idosos. A osteoporose é uma doença óssea metabólica, definida patologicamente como uma diminuição da quantidade de osso e desequilíbrio de sua microarquitetura, levando a um estado de grande fragilidade. A partir dos 30 anos de idade, dá-se início a um lento declínio na atividade corporal, o que vai provocar, além de outras perdas, uma discreta perda da massa óssea. Seu diagnóstico preciso é possível através de um exame chamado de densitometria óssea, capaz de detectar a deteriorização mínima da massa óssea. Pode-se dizer então que a osteoporose é um fator agravante em caso de quedas, principalmente na fratura femoral. O idoso tem seu organismo mais debilitado, o que já dificultaria todo o processo de reparação e reabilitação, que se somado a uma doença óssea metabólica acarretaria em um tempo muito maior de recuperação e os riscos de complicações se tornam mais evidentes. Os objetivos principais na reabilitação desses pacientes são o alívio da dor, redução do edema e manutenção ou restauração da amplitude de movimento das articulações, visando à reinserção deste idoso na sociedade. A avaliação ou anamnese é de vital importância, assim como o exame físico, inspeção e palpação do membro, análise dos exames complementares, além dos dados da cirurgia. O membro que não foi acometido pela fratura também deve ser avaliado, servindo como fonte para comparação de resultados após o tratamento. As técnicas utilizadas são as de exercícios passivos e ativos, em toda a amplitude de movimento, posicionamento no leito e também o treino da marcha, assim que possível. Deve-se destacar a importância do uso de métodos preventivos de acidentes, com orientações adequadas sobre pisos, escadas ou banheiros, elementos do cotidiano que se tornam os vilões causadores das quedas e fraturas que podem vir a ocorrer novamente no futuro. O papel da Fisioterapia vai além de reabilitar, atuando também de forma preventiva.
    • GENOTOXICIDADE DE NANOMATERIAIS CARREGADORES E LIBERADORES DE ÓXIDO NÍTRICO PARA APLICAÇÕES BIOMÉDICAS Bruna Coelho; Paula Haddad; Amedea Seabra Orient.: Renata Lima Após ser visto como um mero poluente ambiental durante vários anos, o óxido nítrico (NO) é atualmente uma das moléculas mais estudadas nas ciências biomédicas. A natureza química do NO torna-o molécula-chave na biorregulação de importantes processos fisiológicos, como a vasodilatação e a comunicação entre as células. O NO é um radical livre, desprovido de carga, com o tamanho pequeno, lipofílico e difunde-se livremente no meio biológico atravessando a maioria das barreiras fisiológicas. Atualmente, sabe-se que o NO está envolvido em diversos processos biológicos, porém, em altas concentrações, pode ser extremamente tóxico para as células. Essa toxicidade pode ser usada com o objetivo de destruir células tumorais, portanto existe grande interesse no desenvolvimento de materiais carregadores e liberadores de NO, os quais podem ser utilizados como transportadores. Recentemente, uma estratégia promissora que vem sendo utilizada são as nanopartículas de ferro, que possuem excelentes propriedades magnéticas, e quando revestidas com DMSA (ácido dimercaptosuccinico) apresentam baixa capacidade de aglomeração e diminuição de possíveis danos celulares, visto que o DMSA aumenta a sua biocompatibilidade. Este trabalho teve como objetivo realizar análises de genotoxicidade de nanopartículas magnéticas de ferro funcionalizadas para serem utilizadas no combate de células tumorais. Como resultado, observou-se que as nanopartículas aliadas à liberação de NO mostraram excelentes resultados, uma vez que as nanopartículas funcionalizadas não apresentaram genotoxicidade quando o NO estava ausente, diferentemente da condição de transporte de NO, as quais se mostraram extremamente tóxicas. Estes resultados criam expectativas para o uso de novas estratégias de liberação controlada de NO, com grande potencial de uso clínico, que possam ser utilizadas sem danos para a saúde humana. GERIATRIA E GERONTOLOGIA Caroline Raquel Compagnoni; Bruna Robles Lima; Pamela Suelem Sanches de Campos; Rafaela Midori Tananakura Orient: Lilian Pinto Amaral O processo normal de envelhecimento se caracteriza pela diminuição da capacidade funcional dos diversos órgãos e tecidos, aumentando o risco de doenças, em sua maioria, crônico-degenerativas. Este conceito é de grande importância, pois não é somente a identificação de doenças o pilar de sustentação da atenção de saúde na velhice, mas a avaliação de incapacidades funcionais e suas causas, as quais nem
    • sempre estão linearmente relacionadas às doenças presentes. Este quadro de perda de função, sem intervenções adequadas e em tempo hábil, pode gerar limitações em efeito cascata, que levam à perda da qualidade de vida. Geralmente, o aumento de incapacidades, entre elas as motoras, é causa de institucionalização precoce de idosos. Idosos vivendo na comunidade requerem formas especiais de atenção à saúde, permitindo a detecção precoce de doenças em estágios iniciais, assim como acompanhamento regular de uma equipe multidisciplinar. A Fisioterapia, cujo objeto de estudo é principalmente o movimento humano, vem colaborar lançando mão de conhecimentos e recursos fisioterapêuticos que visam melhor compreender os fatores que possam acarretar perda ou diminuição da qualidade de vida e bem-estar nos idosos. O objetivo deste trabalho é abordar os aspectos preventivos da Fisioterapia nos idosos, as principais causas de incapacidades nos idosos, as respectivas atuações fisioterapêuticas e as medidas profiláticas sobre as complicações secundárias. Como procedimento de pesquisa, utilizou-se a revisão literária por meio de bancos de dados científicos (BIREME; SciELO; Portal de Periódicos CAPES) e livros. Uma das principais causas de patologia no idoso está amplamente relacionada ao Acidente Vascular Encefálico (AVE), que ocorre por uma lesão funcional neurológica, causada principalmente por isquemia-anóxia, levando a um suprimento baixo ou inexistente de oxigênio e substrato aos tecidos cerebrais. A prevalência é maior na população masculina e os principais fatores relacionados são a hipertensão, diabetes, hiperlipidemia, tabagismo, doenças cardíacas, AIDS, abuso do álcool e histórico familiar de AVE. Normalmente, após um episódio de AVE, haverá uma perda na qualidade de vida, acarretada pela incapacidade motora e psicossocial. Na fase inicial do tratamento, quando o paciente ainda se encontra no leito, as primeiras medidas fisioterapêuticas devem ser dirigidas para a prevenção de complicações. O posicionamento adequado das extremidades paralisadas e a movimentação passiva para manutenção da amplitude articular e do alongamento músculo-tendíneo são condutas preventivas e de amplo espectro reabilitador. A mudança de decúbito e o uso de colchão especial também são importantes para prevenir o aparecimento de úlceras de pressão. As práticas preventivas ocupam um lugar de destaque, sobretudo naqueles idosos cuja condição patológica geral tenha diminuído de forma significativa as possibilidades de mobilização e independência. GINÁSTICA ESCOLAR NO ENSINO FUNDAMENTAL ] Priscila Ferreira Macedo de Campos Orient: Mauricio Massari A ginástica é uma cultura corporal praticada desde a Grécia Antiga, porém com várias interpretações, o nome Ginástica, que do Grego "gymnádzein", significa "exercitar-se nu", podendo ser entendido como todo o tipo de atividade física cujo conteúdo varia desde a sobrevivência ao atletismo e à preparação de soldados. Na escola, a ginástica é vista como área de conhecimento esportivo, integrante das aulas de Educação Física, com o objetivo de desenvolver o aluno de maneira integral. A
    • partir disso, cabe ao profissional da Educação Física buscar mais estudos e aprendizados sobre ginástica. Com isso, esta pesquisa de conclusão do curso de Licenciatura em Educação Física, denominada Ginástica no Ensino Fundamental, tem como objetivo principal analisar o seu desenvolvimento neste nível de ensino, tendo como base o contexto geral de que qualquer movimento que envolva o corpo, desperta o interesse e o gosto pela prática de atividades físicas desde a fase escolar. A pesquisa procura focar os seguintes aspectos: compreender, analisar e relacionar os objetivos das aulas de ginástica na Educação Física Escolar e, verificar os benefícios corporais, psicológicos e mentais da sua prática. A proposta da presente investigação é verificar a importância da realização da Ginástica nas aulas de Educação Física Escolar no Ensino Fundamental e os efeitos no desenvolvimento motor e social da criança, bem como prevenção à obesidade e ao sedentarismo, também auxiliando como uma melhoria na qualidade de vida. GRUPO DE ATENDIMENTO DE FISIOTERAPIA PREVENTIVA EM SAÚDE DA MULHER Andréia Cristina de Oliveira Silva; Karina Hitomi Nagamine; Aline Alcoforado dos Santos Gasparini Orient.: Lilian Pinto Amaral Durante a vida a mulher percorre diferentes etapas, e junto a elas aparecem as modificações fisiológicas, anatômicas, emocionais e psicossociais. O projeto de extensão direcionado à saúde da mulher tem caráter preventivo e busca alcançar o equilíbrio corporal, principalmente durante o período gestacional, o climatério e na terceira idade. Busca-se amenizar os possíveis sintomas provenientes destas fases, dando oportunidade para que a mulher desfrute de cada etapa com saúde e bem- estar. Exercícios físicos orientados na gravidez auxiliam na prevenção do sobrepeso, mantêm o condicionamento físico, aumentando a capacidade respiratória e melhorando o sistema cardiovascular, promovem facilitação no sistema digestório, reduzem a incidência de diabetes gestacional, previnem a incontinência urinária, protegem a mulher contra a depressão puerperal, promovendo melhora na autoestima e na imagem corporal. No climatério, os principais benefícios da atividade física são representados pela amenização dos fogachos, prevenção da incontinência urinária, melhora da autoestima, preservação da força muscular e aumento da densidade óssea, bem como a prevenção de doenças como hipertensão arterial, cardiopatia isquêmica e diabetes. De modo geral, os benefícios anteriores, também se aplicam ao exercício na terceira idade. Para a execução do projeto, aplicam-se as modalidades de exercícios aeróbicos moderados, alongamento e fortalecimento muscular, e relaxamento. Inicialmente, as mulheres passam por uma anamnese e uma avaliação física, que permitem traçar o perfil de cada participante e realizar a divisão igualitária dos grupos de atendimento. Os critérios de inclusão para a participação no projeto são: mulheres gestantes sob encaminhamento médico após o terceiro mês gestacional, mulheres climatéricas e mulheres participantes da Universidade da Terceira Idade. O projeto está sendo realizado há nove meses, numa frequência de
    • duas vezes por semana, na Cidade Universitária, e uma vez por semana na Universidade da Terceira Idade. A execução das atividades se dá pelas discentes do curso de Fisioterapia, sob supervisão das professoras orientadoras. Até o momento foram atendidas vinte e nove mulheres, sendo elas, cinco gestantes, três mulheres no período climatérico e vinte e uma da terceira idade. Nas gestantes participantes foram observadas a preservação das curvaturas fisiológicas da coluna vertebral, principalmente lombar, e a melhora do condicionamento físico. Relatou-se, ainda, a manutenção das atividades de vida diária, sendo elas realizadas segundo as orientações posturais, maior disposição e bem-estar, mesmo com o avanço da gestação. As mulheres climatéricas apresentaram a diminuição de algias, melhora do condicionamento físico, melhora postural, redução medicamentosa e maior facilidade para a execução das tarefas diárias, resultados que se repetiram nas mulheres idosas. GRUPOS DE TERAPIA OCUPACIONAL EM SAÚDE DO TRABALHADOR Francine Cardoso de Almeida; Marina Ribeiro Baldini; Tiffany Cristine Cunha Ribeiro Orient.: Lilian de Fátima Zanoni Nogueira Essa pesquisa apresenta um estudo de caso de uma experiência de estágio profissional da graduação de Terapia Ocupacional realizada com grupos de trabalhadores em um programa de qualidade de vida e saúde do trabalhador. Podemos definir a saúde do trabalhador como uma formação discursiva que se estrutura a partir de um conjunto de diversas disciplinas, tais como medicina social, saúde pública, medicina do trabalho, psicologia, entre outras, que aliadas ao saber do trabalhador sobre seu ambiente de trabalho e de suas vivências das situações de desgaste e reprodução da força de trabalho, estabelecem uma nova forma de compreensão das relações entre saúde e trabalho e propõem uma nova prática de atenção à saúde dos trabalhadores e intervenção nos ambientes de trabalho. A qualidade de vida no trabalho proporciona maior participação dos funcionários no processo laboral e cria um ambiente de integração com os seus superiores, ambiente de trabalho e colegas, dirigindo o olhar sempre para a compreensão das necessidades do funcionário. Sendo a terapia ocupacional especialmente social quando pensamos no fazer, podemos afirmar que os homens se agrupam para fazer coisas, e o fazer junto cria um tipo especial de relação, uma identificação pela ação ou por seus objetivos em comum. Como metodologia prática desse estágio, optamos pela realização de grupos intersetoriais, compostos por uma média de 20 funcionários. Os encontros acontecem quinzenalmente e abordam temas relacionados à qualidade de vida no trabalho, com o objetivo de estimular a qualidade de vida no trabalho através da comunicação entre os funcionários, favorecendo um espaço de troca de experiências e aprendizado, possibilitando mudanças possíveis. Como resultados, observamos que através dos grupos de terapia ocupacional, os trabalhadores conseguem alcançar melhor qualidade de vida no trabalho por meio das relações de comunicação entre os setores. Concluímos que a terapia ocupacional, enquanto ciência que atua na área de saúde do trabalhador favorece a melhora da qualidade de
    • vida do trabalhador, no que diz respeito ao seu bem-estar, e possibilita ainda melhor eficácia organizacional. HABILIDADES MOTORAS NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL Jéssica do Espirito Santo Orient: Maurício Massari Esta pesquisa tem como objetivo principal identificar o comportamento motor da criança e os benefícios dos exercícios físicos para essa finalidade (motora). Para isso, enfocam-se os seguintes aspectos: processo de desenvolvimento/maturação da criança até seis anos, capacidade física, coordenação motora, ensino infantil e o relação do exercício físico com o comportamento motor/coordenação motora. A nossa proposta nesta investigação é mostrar uma interação entre as habilidades motoras relacionadas às vivências em seu ambiente para o seu processo de desenvolvimento à busca do equilíbrio físico, mental e social, como uma prática não apenas preparatória da aprendizagem, mas sim um fortalecimento da criança enquanto cidadã. Procura-se destacar também em que etapa do desenvolvimento se sobressai a questão motora, e se ela difere de homem para mulher; quais os estímulos que devem ser feitos para que ela se desenvolva; que é desenvolvimento motor, quais as fases, características, tipos, e seus processos maturacionais vinculados ao seu desempenho motor. O presente trabalho, que se encontra em andamento, visa também procurar respostas no exercício físico no ensino infantil enquanto importante ferramenta na melhora do comportamento motor da criança, que bem desenvolvido trará benefícios futuros a ela. IDENTIFICAÇÃO DE RESÍDUOS GERADOS PELA ATIVIDADE DE MANIPULAÇÃO MAGISTRAL EM FARMÁCIAS DA CIDADE DE SOROCABA Evandro Camargo; Luiza Akemi Nagaishi Orient.: Robson Vicente Machado de Oliveira A farmácia magistral corresponde a 8% do faturamento de todo setor farmacêutico, e devido à quantidade expressiva de farmácias de manipulação na cidade de Sorocaba, passa a ser relevante a quantidade de resíduos gerados por este segmento do setor. A mais recente resolução da ANVISA referente aos resíduos (BRASIL, 2004) se refere ao regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos de serviços de saúde, já a resolução CONAMA nº 358 (BRASIL, 2005) dispõe sobre o tratamento e a destinação final dos resíduos dos serviços de saúde, enfatizando a necessidade da minimização da geração de resíduos e redução dos riscos ocupacionais e ambientais. Este estudo justifica-se em razão dos desafios que se impõem frente o manejo dos resíduos gerados pela atividade de manipulação em
    • farmácias magistrais. O objetivo geral da pesquisa consiste em identificar os principais resíduos gerados pela atividade de manipulação em farmácias da cidade de Sorocaba. A pesquisa qualitativa incluiu 23 farmácias e foi realizada entre os dias 9 de outubro e 30 de novembro de 2010. Das 23 farmácias incluídas, 17 farmacêuticos(as) assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e 6 se recusaram a participar. A coleta de dados foi realizada com um formulário contendo questões fechadas e abertas e o critério de seleção e inclusão das farmácias foi elaborar uma lista de estabelecimentos a serem visitados, encontrados na lista telefônica e pelas ruas da cidade. Para realização deste trabalho, o mesmo foi submetido ao Comitê de Ética da Universidade de Sorocaba, sendo aprovado conforme protocolo 035/10 - B. Os resultados mostram que todas as farmácias participantes da pesquisa possuem o Plano de Gerenciamento de Resíduos e atendem à Resolução RDC nº 306 (BRASIL, 2004). As farmácias possuem procedimentos que descrevem as rotinas de manejo e descarte dos resíduos e mantém contratos com empresas especializadas na coleta, transporte e destino final. O material que é descartado pelas farmácias provém de matérias-primas vencidas, produtos acabados que o cliente não retira ou ainda medicamentos que o cliente consumiu parcialmente a quantidade aviada na receita. Toda a diversidade de material de diferentes características químicas dificulta os processos de reutilização e reciclagem desses materiais, o que justifica o descarte e destino final desses materiais, desde que para isso as farmácias recorram às empresas idôneas especializadas e que contemplem as legislações vigentes. A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA DE EXERCÍCIOS FÍSICOS E A ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO PROGRAMA UNISAÚDE Priscila Ferreira Macedo de Campos Orient: Kleber Trevisam Este trabalho relata um projeto de extensão realizado no programa do Unisaúde desde agosto de 2012, que realiza um projeto de qualidade de vida com os colaboradores da Fundação Dom Aguirre. O objetivo deste projeto é possibilitar o alívio de tensões sobre as cadeias musculares que estiveram ou não sendo usadas por muito tempo e de maneira consecutiva, iniciando a prática de alongamentos dentro do próprio local de trabalho, durante a rotina de trabalho. Atualmente, cada vez mais se relata a respeito da importância da prática de exercícios físicos como melhoria da qualidade de vida, sendo responsabilidade do profissional de Educação Física planejar, organizar, dirigir, desenvolver, ministrar e avaliar programas de exercícios e atividades físicas, esporte, recreação e lazer, independente do local e do tipo de empresa e trabalho, pois a partir da inserção da atividade física na rotina diária, observa-se a melhora da qualidade de vida do trabalhador, sendo obtidos benefícios fisiológicos, psicológicos e sociais. A atividade realizada no projeto consiste na prática de exercícios de alongamento realizados dentro do próprio local de trabalho, durante sua jornada diária. Além dos alongamentos, é realizado um trabalho de
    • conscientização sobre a importância da prática de exercícios físicos regulares para melhoria da qualidade de vida, seja ela dentro ou fora do ambiente de trabalho, bem como a valorização do trabalho do profissional de Educação Física, além da obtenção de dados publicáveis, por meio do preenchimento da anamnese e testes de avaliação física, sobre as condições físicas do colaborador da FDA, verificando a melhora das capacidades físicas a partir da realização das atividades durante o expediente de trabalho. A IMPORTÂNCIA DOS ESPORTES NAS ESCOLAS Danilo Vieira Orient.: Maurício Massari Esta pesquisa bibliográfica de conclusão do curso de Licenciatura em Educação Física tem como objetivos identificar qual a importância e contribuição dos esportes no ensino fundamental II. Para isso, enfocam-se os seguintes aspectos: esportes, história, paradigmas e dimensões sociais; o ensino fundamental como segunda etapa da educação básica; Educação Física no ensino fundamental: seus objetivos e importância; e os benefícios do esporte educacional no cotidiano do ensino fundamental II. Valendo-se de uma revisão de literatura, diagnosticamos que o esporte se constitui como um patrimônio sociocultural da humanidade, devendo ser estendido a toda sociedade, e que possui três dimensões: esporte competição, esporte lazer/prazer e esporte educacional, esse último com características peculiares que fazem dele um importante conteúdo para a Educação Física escolar. Nossa hipótese nesta investigação é que o valor do esporte educacional, seja ele coletivo, como o futsal, o voleibol, o basquetebol, o handebol, entre outros; ou individual, como atletismo e ginástica, é que além dos estudantes poderem observar e compreender o significado de cada modalidade nos seus conceitos básicos e avançados, eles consigam interpretar o esporte também como caminho para a busca de uma vida mais saudável, sendo a socialização que ele traz indispensável para as relações sociais na contemporaneidade. O esporte educacional no ambiente escolar pode fazer com que os alunos possam levar consigo o respeito e os valores éticos e morais, fazendo dele uma oportunidade para a valorização do ser humano. A INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO DE TRABALHO E O PAPEL DA TERAPIA OCUPACIONAL NESTE CONTEXTO Luana Fernanda Freitas Magueta; Patricia Roveri Vieira Orient: Lilian de Fátima Zanoni Nogueira
    • Esta pesquisa de trabalho de conclusão do curso de Terapia Ocupacional tem como objetivo investigar a situação dos processos inclusivos em empresas de Sorocaba, de acordo com o olhar da empresa e das pessoas com deficiência inclusas. Está claro que o Estado cria a lei de cotas de deficientes na empresa para ser cumprida, impondo sanções em casos de descumprimento, porém não consideramos que exista um suporte para viabilizá-la e nem mecanismos de acesso para as pessoas com deficiência às informações corretas sobre o benefício de inclusão no mercado de trabalho. Alguns programas inclusivos tentam preencher essa lacuna. Desta forma, investigaremos, a partir da indicação do programa de “Inclusão de Deficientes no Mercado de Trabalho” do SENAI, como tem se efetivado essas ações em empresas da Região. A metodologia está fundamentada na abordagem qualitativa, sendo utilizada como instrumento de coleta de dados a entrevista com os deficientes e com os profissionais de RH ou diretoria de empresas/instituições que realizam o processo de inclusão na Região. Para análise dos dados será utilizada como metodologia a análise das categorias descritivas (empíricas) e teóricas. As categorias empíricas, a partir de análise temática, serão construídas/constituídas com caráter descritivo, antecipadas a partir do roteiro. A hipótese da pesquisa se caracteriza nas lacunas que são apresentadas neste processo, sabendo que pela lei a pessoa com deficiência tem direitos ao trabalho (Lei de Cotas - 8.213/91). A hipótese da pesquisa é que quando o ambiente de trabalho é preparado para a inclusão, o processo se efetiva não só no ingresso, mas na permanência destes profissionais no mercado de trabalho. Pretende- se ainda com esta pesquisa indicar a atuação do profissional de Terapia Ocupacional neste contexto, fomentando produções acadêmicas nesta área. INCLUSÃO ESCOLAR: APOIO DA TERAPIA OCUPACIONAL ÀS CRIANÇAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS NO NÚCLEO DE SAÚDE DA UNISO Leticia Nobrega Coelho de Oliveira Orient: Cíntia de Menezes Fernandes Bernal Este trabalho parte das vivências desenvolvidas no projeto de extensão ligado ao curso de Terapia Ocupacional, voltado aos desafios impostos pela inclusão de alunos com necessidades especiais no ensino comum. Considerando a inclusão escolar como um processo que exige o redimensionamento da escola para atender às diferenças individuais inerentes a todo ser humano, com ou sem deficiências, este projeto consiste em oferecer atendimentos a crianças em idade escolar que apresentam queixas quanto aos processos de desenvolvimento e aprendizagem. Os atendimentos realizados são predominantemente individuais, no Núcleo de Saúde da Universidade de Sorocaba. Os objetivos junto às crianças atendidas consistem em favorecer o processo de desenvolvimento e de apropriação do conhecimento; contribuir para a elaboração de alternativas junto à escola visando atender às necessidades especiais, bem como ampliar as discussões sobre a relação entre o serviço de saúde e a escola. As ações são desenvolvidas em consonância com a
    • política educacional do município, que apóia a inclusão escolar. As práticas desenvolvidas no projeto priorizam a articulação entre os saberes da área da saúde e da educação, e contam com recursos terapêuticos diversificados, típicos da infância.O manejo desses recursos favorece o desenvolvimento do potencial lúdico e criativo dos usuários, com vistas a resgatar o prazer pelo conhecimento e o enfrentamento das dificuldades escolares dos alunos. A realização deste projeto nos permite concluir que a Terapia Ocupacional pode contribuir positivamente no processo educacional das crianças atendidas, especialmente para o desenvolvimento de habilidades psicomotoras, ao avanço na área sensoperceptiva e à melhora da autoestima e do sentimento de segurança. Também é possível destacar outros enfretamentos vividos no projeto, que revelam algumas distorções na oferta de serviços destinados a essa parcela da população no município, pois temos recebido crianças oriundas do ensino especial, modalidade que deveria contar com o apoio multidisciplinar no próprio serviço. A INFLUÊNCIA DO TRABALHO VOLUNTÁRIO NA FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO Cauê Pontes Briganti; Filipe Rosa Gomes; Filipe Costa de Almeida; Melisa Pereira Gonçalves; Vitória Bentivoglio Silveira Orient.: Ana Laura Schliemann O objetivo desse trabalho foi refletir sobre o trabalho da organização "Psicólogos sem Fronteiras" e sua influência na formação do psicólogo. O voluntariado é o conjunto de ações de interesse social e comunitário em que toda a atividade desempenhada se reverte a favor do serviço e do trabalho, feito sem recebimento de qualquer remuneração ou lucro. É graças a esse tipo de trabalho que muitas ações da sociedade organizada têm suprido o fraco investimento governamental em educação, saúde, lazer etc. Fundado em 2009, com a ideia de realizar trabalhos na área social, o projeto "Psicólogos sem Fronteiras" procura levar auxílio à população e voluntários do Haiti, que ainda se recupera do maior terremoto dos últimos dois séculos, o qual trouxe a oportunidade de se aprofundar ainda mais no tema. Com base na literatura, refletimos acerca da vivência de voluntariado durante a formação do psicólogo. Entendemos que as experiências no trabalho voluntariado são potencialmente interessantes, a partir do momento em que o psicólogo pode se deparar com uma nova realidade rica em subjetividade. Características como percepção, comunicação e subjetividade são a base para um bom profissional. Observamos que neste contexto, ou seja, após uma ação voluntária, se estabelece uma nova visão do mundo, criando uma facilidade em lidar com os outros, além de administrar melhor o meio. Portanto, defendemos que a formação do psicólogo é, entre outras coisas, um excelente exemplo de que experiências de vida enriquecem o trabalho do profissional.
    • INTERVENÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NA COOPERATIVA DE CATADORES DE RECICLADOS DE SOROCABA - CATARES Luana Fernanda Freitas Magueta; Marielle Soranz; Sheila Viegas de Almeida Orient: Lilian de Fátima Zanoni Nogueira Este trabalho relata uma pesquisa em andamento em uma cooperativa de material reaproveitável da cidade de Sorocaba. Na metodologia optamos pelo estudo qualitativo, com utilização da análise de vida do trabalho, análise ergonômica e entrevista com os cooperados, para realizar o levantamento das necessidades desses trabalhadores. O objetivo desta pesquisa é apresentar a intervenção da Terapia Ocupacional na cooperativa, no que diz respeito à análise de vida do trabalho, a fim de proporcionar uma melhor qualidade de vida no trabalho dos cooperados. Qualidade de vida no trabalho é um conjunto de ações de uma empresa que envolve diagnóstico e implantação de melhorias e inovações gerenciais, tecnológicas e estruturais dentro e fora do ambiente de trabalho, visando propiciar condições plenas de desenvolvimento humano para e durante a realização do trabalho. O terapeuta ocupacional tem como um de seus objetivos de atuação na saúde do trabalhador investigar as atividades laborais, as condições, os papéis, a organização e as relações do trabalho, conhecendo os determinantes da carga de trabalho. Para alcançar esse objetivo foi utilizada também a análise ergonômica, que visa analisar o trabalho e caracterizar a sua inserção no processo de produção. As questões ligadas ao tempo de trabalho, às jornadas, às cadências, às pausas são fundamentais para a análise, na medida em que são aspectos constituintes da organização do trabalho. A análise de posto realizada na cooperativa foi feita em 3 semanas, em dias distintos. Foram analisados o percurso de coleta de material reciclável em alguns bairros da cidade de Sorocaba, o descarregamento do material na cooperativa, o processo de separação do material e a prensagem do mesmo. Observamos que o trabalho real vivenciado pelos cooperados apresenta uma sobrecarga de trabalho, demonstrada nos esforços repetitivos intensos de membros superiores, exposição a fatores de risco no que diz respeito ao ambiente de trabalho (temperatura, odor, equipamentos de trabalho e de proteção individual não suficiente), e ainda nas questões de relacionamento da equipe de trabalho, que se atenuam ao caráter da dignidade social vinculada aos catadores, atualmente nomeados agentes ambientais, na tentativa do resgate da importância de tal atividade à saúde pública. A intervenção terapêutica ocupacional nesse contexto está em processo e a intervenção se dá através de atividades terapêuticas com enfoque educativo, preventivo, curativo ou reabilitador, em uma abordagem individual ou grupal, objetivando possibilitar a redução da fadiga, do cansaço, do desgaste do trabalhador, do acidente de trabalho e do absenteísmo; e aumentar o conforto, a motivação, a produtividade, a rentabilidade e a satisfação com o seu trabalho.
    • INTERVENÇÃO ESSENCIAL: A ATENÇÃO AOS BEBÊS DE ALTO RISCO Karen Lumi Nagano; Renata Cristina Bonel Orient: Cíntia de Menezes Fernandes Bernal Denominada de intervenção ou estimulação precoce, ou mais recentemente de intervenção essencial, essa prática consiste em proporcionar à criança, desde os primeiros dias, as experiências necessárias que garantam o desenvolvimento máximo do seu potencial. O tema da intervenção essencial é uma modalidade de atenção dedicada aos bebês de risco historicamente recente, e por esse fato este trabalho buscou sistematizar dados a respeito do tema, a partir de uma revisão bibliográfica sobre o conceito, a constituição da equipe e a organização do programa de intervenção. A perspectiva do estudo é a de valorizar essa modalidade de assistência, tão relevante para o desenvolvimento dos bebês de risco e, ao mesmo tempo, ainda não acessível para a maioria deles. Esta proposta de intervenção já foi estabelecida na maioria dos países desenvolvidos e, para essa autora, o surgimento desta prática no Brasil se deu através do esforço por parte de pediatras e neonatologistas, devido à prática clínica diária, que visava o atendimento diferenciado à criança de risco. No entanto, ainda são insuficientes as equipes organizadas para essa prática, de maneira que permanece o desafio da democratização desse tipo de atendimento no país. A intervenção essencial, consiste em promover de forma organizada o incentivo do desenvolvimento integral da criança, elevando as potencialidades latentes e minimizando os distúrbios secundários. Há uma relação de profissionais que podem e devem trabalhar com o princípio da intervenção essencial, dentre os quais podem ser citados o médico, o fisioterapeuta, o terapeuta ocupacional e o fonoaudiólogo. A equipe trabalha visando detectar e intervir precocemente nas alterações do desenvolvimento global da criança, pautada no profundo conhecimento a respeito do desenvolvimento infantil e dos aspectos a serem trabalhados. Além disso, a equipe precisa estar apta para a convivência multidisciplinar, pois o conjunto do conhecimento de diversas áreas da saúde visa o manejo integral da criança, bem como de sua família. INVESTIGAÇÃO E QUANTIFICAÇÃO DE FORMOL EM PRODUTOS USADOS PARA ALISAMENTO DE CABELO Gabrielle Pereira Neves Sakamuta; Valquíria Miwa Hanai Yoshida; Célia Marisa de Oliveira Ramos Orient.: Marta Maria Duarte Carvalho Vila O uso indevido de formol nos produtos cosméticos comercializados para alisamento capilar foi investigado. O formaldeído em sua forma líquida é chamado de formalina ou formol (solução aquosa: 37 a 50% de formaldeído e de 6 a15% de álcool, que tem função de estabilizante). O formol é muito utilizado em resinas sintéticas,
    • fenólicas, uréicas e melamínicas nas indústrias de madeiras, papel e celulose; em abrasivos, plásticos, esmaltes sintéticos, tintas e vernizes; na indústria têxtil e de fundição; em adesivos, isolantes elétricos, lonas de freio, etc. As fontes comuns de exposição incluem ainda o que é liberado pelos veículos, a fumaça do cigarro, o uso de desinfetantes, conservantes e produção e uso de fungicidas e germicidas. O formol é considerado cancerígeno pela OMS, sendo que quando absorvido pelo organismo apresenta como risco o aparecimento de câncer na boca, nas narinas, no pulmão e no sangue, além de outros sintomas. O uso do formol como alisante capilar não é permitido pela Anvisa, pois esse desvio de uso pode causar sérios danos ao usuário do produto e ao profissional que o aplica. O formol em concentrações permitidas não tem função de alisante, no entanto, ainda é adicionado a alguns produtos alisantes comerciais, isto é, adulteração do produto com sérios riscos para a saúde do consumidos. O risco em sua aplicação indevida e ilegal é tanto maior quanto maior a sua concentração e a frequência do uso. O objetivo deste estudo é avaliar e quantificar a presença de formol em cinco produtos comercializados no Brasil, para alisamento capilar. A primeira etapa da pesquisa foi avaliar, qualitativamente, a presença de formol nos produtos. A identificação de formaldeído livre foi feita de acordo com o Guia de Controle de Qualidade de Produtos Cosméticos da Anvisa, partindo-se do princípio que o formaldeído livre e combinado, em meio sulfúrico, na presença do reagente de Schiff, indica uma coloração rosa. Os produtos alisantes capilares analisados por este método foram positivos para o formol. A segunda etapa a ser executada neste projeto será a quantificação da concentração de formol nos produtos alisantes capilares. É de suma importância obtermos conhecimento sobre a qualidade dos produtos e denunciar à Anvisa qualquer desvio de qualidade. INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA NA REABILITAÇÃO FÍSICA NO NÚCLEO DE SAÚDE DA UNISO Inaê Schandler Mello;Tatiane Garcia Stancker Orient: Lilian Amaral Pinto Diante do desafio de oferecer a colaboração do fisioterapeuta nas ações em saúde e de proporcionar aos clientes e alunos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional um trabalho interdisciplinar, este projeto oferece atuações em reabilitação física, contendo anamnese, avaliação, proposta de tratamento e orientação domiciliar, de crianças e adultos encaminhados pelo Núcleo de Saúde da Uniso, instituições parceiras e comunidade. Em parceria com o curso de Terapia Ocupacional da Uniso, a proposta de atuação da Fisioterapia em reabilitação física está direcionada a crianças, jovens e adultos com patologias neurológicas, e proporciona aos alunos destas áreas uma visão do atendimento interdisciplinar. Este projeto de extensão está norteado pela metodologia da pesquisa ação, onde as alunas, com supervisão docente, desempenham um papel ativo na avaliação, análise e intervenção nas demandas encontradas. O projeto teve início em agosto de 2011 com uma aluna bolsista, e a partir de agosto de 2012 houve troca de aluna. No período de agosto de 2012 até março de 2013, foram atendidos dez (10) pacientes, uma (1) vez por semana, com
    • duração de 45 minutos cada encontro. Com a intervenção fisioterapêutica, estes pacientes conquistaram melhora significativa na atividade motora, com ganho de independência funcional. Sendo assim, podemos concluir que este projeto foi eficiente quando observamos as conquistas funcionais obtidas pelos pacientes e o ganho de experiência das discentes nas ações terapêuticas e interdisciplinares. MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS COMO TRATAMENTO ALTERNATIVO DAS INFLAMAÇÕES GÁSTRICAS Ana Lúcia Orsi Orient: Robson Vicente Machado de Oliveira A gastrite é uma inflamação aguda ou crônica da mucosa (parede) do estômago, cujos sintomas podem variar conforme o tipo de gastrite. A maioria das lesões erosivas da mucosa do estômago cicatriza de forma espontânea, e a hemorragia geralmente é autolimitada. Sua principal causa resulta da infecção no estômago pela bactéria Helicobacter pylori, mas outros fatores como má alimentação, fumo, álcool e remédios de uso indiscriminado resultam nesta enfermidade. Os medicamentos alopatas utilizados no tratamento das gastrites envolvem uma combinação de antibioticoterapia com tetraciclina emetronidazol metronidazol ou amoxicilina, junto à claritromicina. A Homeopatia é um método de tratamento criado pelo médico alemão Samuel Hahnemann, em 1796, que se fundamenta na lei dos semelhantes, e que vai em busca dos sintomas mentais, orgânicos e hábitos de vida. O homeopata trata o homem doente e não a doença no homem. Existe pouca compreensão da maioria das pessoas em relação aos medicamentos homeopáticos, e isto causa muitas dúvidas para os leigos e até para profissionais da saúde. O uso de produtos naturais se torna mais frequente, pois cada vez mais o homem busca por terapias menos agressivas e seguras em relação aos efeitos colaterais e adversos apresentados pelos medicamentos sintéticos. Diante disto, a homeopatia se destaca como uma escolha entre profissionais e pacientes, propondo cuidados com a saúde. Portanto, a homeopatia vem contribuir para que o paciente receba um tratamento adequado, recuperando sua qualidade de vida. A vantagem da utilização da homeopatia é que ela é uma terapia que nem sempre provoca efeitos colaterais ao organismo, uma vez que os tratamentos convencionais, muitas vezes, trazem ainda mais desconforto por se tratar de drogas extremamente tóxicas, levando o paciente a procurar outra opção de tratamento menos agressiva. O objetivo do presente trabalho foi demonstrar através da literatura e estudos científicos a homeopatia como método alternativo no tratamento das inflamações gástricas. Foram analisados artigos científicos publicados ou disponibilizados em base de dados, sítios organizacionais, governamentais, institucionais, compêndios oficiais e livros. Foram excluídos os sítios não científicos, de autoria desconhecida e de livre inclusão de conceitos. Foi considerada, para a elaboração do projeto, a Homeopatia como método alternativo no tratamento de problemas, com base em estudos científicos realizados, relatos clínicos comprovando a eficácia dos medicamentos homeopáticos não só na doença, mas na qualidade de vida do paciente.
    • MICROFISIOTERAPIA: PROPRIEDADES E APLICAÇÕES Gabriele dos Santos Orient.: Aline Alcoforado dos Santos Gasparini A microfisioterapia é uma técnica manual que busca a descoberta de causas primárias da doença por meio de impressões teciduais deixadas por um trauma emocional, tóxico, viral, microbiótico ou ataques ambientais. As células formam um mapa tecidual, onde são memorizadas todas as experiências de vida, gerando um processo de “memorização” corporal. Quando o ataque é mais forte que as possibilidades de defesa do organismo, a vitalidade do tecido corporal é alterada, formando cicatrizes patológicas que desencadeiam adversidades na estrutura celular, causando danos à sua função. A microfisioterapia tem como ação o estímulo à autocorreção celular, através da técnica de micropalpação, na qual são identificados pontos endurecidos pelo corpo do indivíduo, que mostram a origem primária de diversos sintomas e doenças. Desenvolvida na França, em 1983, pelos fisioterapeutas e osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini, a microfisioterapia tem como base teórica o estudo da embriologia, filogênese e ontogênese, as quais se desenvolvem mapas corporais semelhantes aos Meridianos da Medicina Oriental que resultam na aplicação da esfera muscular e equilíbrio somatosensorial. A técnica tem seus princípios análogos aos da homeopatia, pois segue duas leis principais: a cura pela similitude (semelhante cura o semelhante) e pelo infinitesimal (palpação mínima, medicamento diluído). O objetivo dessa pesquisa foi buscar conhecimento sobre a Técnica Manual da Microfisioterapia, suas bases, métodos e aplicações. A metodologia utilizada compõe-se de revisão bibliográfica de literatura científica e não- científica sobre a microfisioterapia e suas aplicações como técnica complementar de tratamento. A intervenção microfisioterapêutica é realizada sobre a cicatriz patológica, caracterizada por uma perda de energia vital. As sessões de microfisioterapia são indicadas para alergias, enxaquecas, depressão, distúrbios do sono, distúrbios hormonais, síndrome do pânico, alterações no funcionamento dos órgãos, traumas emocionais, traumas físicos, ansiedade, fobias, falta de atenção e concentração, hiperatividade, agressividade, problemas urogenitais e prevenção de doenças. A microfisioterapia é uma técnica complementar que visa encontrar a causa dos eventos, não substituindo tratamentos médicos e fisioterapêuticos tradicionais; é indicada para qualquer pessoa, independente da patologia ou idade. Cada sessão tem duração de aproximadamente uma hora. A frequência das sessões varia conforme a necessidade individual, podendo totalizar três sessões no intervalo de algumas semanas para o tratamento de um único sintoma. Uma média de duas a três sessões anuais são indicadas para a manutenção e promoção da saúde. Conclui-se que a microfisioterapia é uma técnica inovadora que auxilia no processo de cura de doenças e sintomas, fazendo com que o indivíduo se sinta melhor e integre questões relativas a fatores emocionais e físicos na busca constante do equilíbrio corporal.
    • MOTIVOS QUE LEVAM CRIANÇA ADERIR AO FUTSAL NA ESCOLA Junior dos Santos Silva Orient: Mauricio Massari Esta pesquisa que está em andamento, tem como objetivo principal identificar os motivos que levam a criança aderir ao futsal na escola. Para isso, enfocam-se os seguintes aspectos: Futsal e história: principais características e regras; Crianças, suas características e os motivos de adesão ao futsal na escola. Nossa hipótese nesta investigação é que desde muito cedo as crianças têm motivação incentivada pelos familiares e pela sociedade para a prática do futebol/futsal, que faz parte da cultura brasileira, sendo esse incentivo também transferido à escola, por meio do professor e amigos, quando começam a frequentar as aulas de educação física. O futsal é um dos esportes coletivos mais praticados no Brasil, desenvolvido em um jogo de dois tempos de vinte minutos, com dez de descanso. Os jogos são realizados em quadras fechadas ou abertas, sobre o piso de cimento ou madeira, as equipes são compostas de cinco jogadores, sendo o goleiro e quatro jogadores em linha. A influência para a prática deste esporte começa muito cedo na vida das pessoas, pois ainda crianças podemos sentir o incentivo dos pais e familiares na prática do futebol/futsal, um exemplo que acontece mais com meninos, quando ganham como primeiro presente do pai, tio, avô, entre outros, uma bola de futebol/futsal. Como consequência, a criança leva essa influência para as aulas de Educação Física, onde, na maioria das vezes, os meninos preferem jogar futsal e o tem como único conteúdo. Cabe ao professor de Educação Física trabalhar esta modalidade nas aulas de forma adaptada à idade, usando, além dos fundamentos técnicos, o viés recreativo e educativo. OBESIDADE E SOBREPESO: UM COMPROMISSO DA ÁREA DA SAÚDE Glasiela Isabele Camargo Pereira Orient: Aline Alcoforado dos Santos Gasparini A obesidade e o sobrepeso são definidos como acúmulo anormal ou excessivo de gordura que podem causar sérios danos à saúde, sendo considerados hoje um dos grandes problemas de saúde pública. Ambos resultam de um desequilíbrio multifatorial entre a ingestão alimentar e o gasto corporal de energia. As dificuldades que o obeso enfrenta no seu dia a dia são inúmeras, dentre elas destacam-se: perda da autoestima, dificuldades para realizar atividade de vida prática (AVPS), dificuldade para a realização das atividades de vida diária (AVDS). Considerando os maiores problemas físicos e fisiológicos, o obeso apresenta disfunções no processo da marcha, diminuição da amplitude de movimentos, peso excessivo sobre as articulações, principalmente quadris, joelhos e tornozelos. A obesidade é considerada um dos grandes fatores de risco para o desenvolvimento de outras doenças, tais como a hipertensão arterial, diabetes mellitus tipo II, hipercolesterolemia, doenças
    • cardiovasculares e reumáticas. Disfunções psicológicas e psiquiátricas também são encontradas no indivíduo obeso e propõem intervenções de atividades físicas, na busca da melhoria da qualidade de vida. O exercício físico facilita a perda de peso, melhora as funções fisiológicas, melhora o bem-estar geral, aumenta a amplitude de movimento, aumenta a força e resistência, aumenta o processo respiratório, proporciona melhora da imagem corporal, beneficiando o equilíbrio e coordenação motora de todo indivíduo, principalmente o obeso, que é caracterizado pelo desequilíbrio energético, pelo sedentarismo e pela imobilidade. Este trabalho teve como metodologia uma revisão bibliográfica sobre a obesidade. Pode-se considerar que profissionais da área da saúde devem ter como responsabilidade a prevenção e tratamento curativo e reabilitador para os indivíduos obesos. Uma vez que a epidemia mundial da obesidade se faz presente nos dias atuais, as condutas nas áreas da saúde devem estar focadas no avanço da doença e nas consequências advindas da mesma. OBESIDADE INFANTIL Indianára Cristina Marangon Orient: Mauricio Massari Esta pesquisa bibliográfica, em andamento, de conclusão do curso de licenciatura em Educação Física tem a obesidade infantil, como tema a ser pesquisado. Sabe-se que a obesidade infantil é assunto debatido/discutido em grande escala na comunidade acadêmica, Para isso surgem várias linhas de pensamentos para combater ou evitar esse problema social. Assim, o objetivo dessa pesquisa é mostrar a relevância da obesidade na infância, o quanto o exercício físico auxilia no combate ou no controle desse problema e as doenças que se relacionam diretamente ao sedentarismo. Para isso, a pesquisa enfocará num primeiro momento a obesidade no mundo e no Brasil (O sobrepeso atinge mais de 30% das crianças entre 5 e 9 anos de idade, cerca de 20% da população entre 10 e 19 anos e nada menos que 48% das mulheres e 50,1% dos homens acima de 20 anos. Entre os 20% mais ricos, o excesso de peso chega a 61,8% na população de mais de 20 anos. Também, nesse grupo, concentra-se o maior percentual de obesos: 16,9%), que segundo a organização mundial da saúde o sobrepeso e a obesidade se caracterizam como problema de saúde pública, assumindo proporções de epidemia mundial. Daremos continuidade com as causas da obesidade e as doenças relacionadas a ela, além de outras possíveis consequências para a sociedade e, principalmente, à obesidade infantil e o papel do exercício físico, por meio das aulas de Educação Física escolar, no processo de combate a esse mal que aflige a sociedade brasileira. Como hipótese, temos que a Educação Física escolar pode contribuir na mudança dos hábitos de vida da criança, criando o interesse em se exercitar através da geração de prazer e utilidade no exercício físico. Por meio dele a criança pode adquirir consciência sobre a importância dos hábitos saudáveis e da inclusão do exercício em sua vida diária, evitando assim, potenciais patologias relacionadas ao excesso de peso.
    • OBESIDADE E OBESIDADE MÓRBIDA EM TERAPIA OCUPACIONAL Amanda Cristina Franci Orient.: Ana Laura Schliemann O presente trabalho teve por objetivo fazer uma revisão bibliográfica sobre os temas da obesidade e sua relação com a terapia ocupacional. A obesidade é conhecida como uma condição fisiológica de acúmulo de gordura, que engloba a área social, a área emocional e a física, e incide em novas patologias. A terapia ocupacional, por sua vez, trabalha para “melhorar o desempenho funcional, prevenir ou retardar o declínio do indivíduo, buscando melhorar e/ou aumentar sua independência e autonomia. O primeiro passo deste trabalho foi o de acessar as bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), National Library of Medicine (MEDLINE), e no Scientific Electronic Library Online (SCIELO), no período de 2006 a 2012. Optou-se pelo acesso aos resumos para análise desse trabalho, posto que os mesmos indicassem a temática trabalhada junto aos descritores: obesidade, obeso, terapia ocupacional, saúde e cirurgia bariátrica. Ao total, localizamos 2525 artigos no MEDLINE, 438 no LILACS e 1552 no Scielo. Foram suprimidos artigos que não eram completos, e cuja temática não seguia os critérios metodológicos. Os resultados das pesquisas foram analisados e, assim, foi produzida a parte da construção do conhecimento na área, levando em conta ano de publicação, país onde o estudo foi realizado e idioma. Como resultado, usamos treze artigos; destes, dez eram coerentes entre os temas obesidade, saúde, obeso, cirurgia bariátrica, pois abordavam tratamentos médicos, psiquiátricos, cirúrgicos, e intervenções multidisciplinares. Quanto à terapia ocupacional, encontramos apenas três artigos que faziam ponte direta entre obesidade e terapia ocupacional, explicando a abordagem, a assistência prestada e o Modelo Austrália. Escolheu-se o uso dessa metodologia a fim de compreender melhor os artigos e fazer uma análise mais profunda das questões levantadas. Os resultados obtidos nos fizeram perceber a escassez de produções deste tema pelos terapeutas ocupacionais. Isto nos mostra que esta é uma área a ser muito explorada, já que é de suma importância o cuidado terapêutico ocupacional no tratamento da obesidade. UM OLHAR SOBRE O SUICÍDIO NA ADOLESCÊNCIA A PARTIR DA ANÁLISE DO FILME "SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS" Nayara Lopes Veiga; Larissa Haidar Martins Orient: Ana Laura Schliemann O trabalho teve como tema refletir sobre o suicídio na adolescência. A necessidade em realizar esse estudo surgiu, pois as taxas de suicídio entre os adolescentes vêm aumentando nos últimos anos e as intervenções dos profissionais de saúde mental, dentre eles o do terapeuta ocupacional, vêm se mostrando importantes no que se refere à prevenção do suicídio. A partir da análise de cenas do filme “Sociedade dos Poetas Mortos”, foi possível corroborar, junto à pesquisa
    • bibliográfica, a apresentação do nosso ponto de vista. O filme ilustra a historia de Neil, um adolescente que passa por conflitos familiares, principalmente na relação conflitante com o pai, que, após descoberta de que o filho teria desobedecido as suas ordens, decide mandá-lo para um colégio militar. Neil comete suicídio, pois não suporta o sofrimento psicológico pelo qual passa; o qual foi interpretado e relacionado de acordo com a literatura pesquisada. A partir desses apontamentos, procuramos com a realização do estudo, elucidar algumas questões frente à importância da Terapia Ocupacional na prevenção do suicídio que, por meio de conhecimentos e habilidades e intervenção especificas, auxilia esses pacientes durante o processo de enfrentamento de problemas. A partir da análise das cenas, que foram interpretadas e relacionadas de acordo com a literatura pesquisada, percebeu-se que o papel do terapeuta ocupacional na intervenção do adolescente com risco de suicídio faz-se necessário, bem como a atuação em conjunto com a família, enfatizando que o profissional de Terapia Ocupacional, nesse contexto, tem como objetivo ajudar o adolescente a adquirir voz ativa no enfrentamento de seus problemas, tornando sua independência mais ativa, reduzindo ou evitando a probabilidade de suicídio. Ao final, gostaríamos de sugerir que é importante que esse tema seja discutido dentro da graduação e a pesquisa nessa área incentivada, dando entorno a novas práticas nesse campo. ONCOLOGIA E CUIDADOS PALIATIVOS Fernanda de Oliveira Goes; Aline Aparecida Leite de Barros; Karina Barros; Leslie Camila da Silva Leme Orient.: Lilian Pinto Amaral A oncologia, ou o estudo do câncer, é uma especialidade médica que estuda os cancros, tumores malignos, como essa doença se desenvolve e os tratamentos necessários para cada tipo de câncer. Calcula-se que exista cerca de 200 doenças diferentes que afetam órgãos ou sistemas do corpo todo. O câncer é caracterizado pelo crescimento desordenado de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo se espalhar para outras regiões do corpo. No combate a essa doença, existem alguns tipos de tratamentos como a quimioterapia, radioterapia, cirurgia e a hormonioterapia. O tratamento, que pode ter intenção curativa ou paliativa, é sempre individualizado, tornando-se importante conhecer as especificidades e necessidades de cada paciente. O tratamento paliativo busca o alívio dos sintomas com objetivo de uma melhora da sobrevida e da qualidade de vida do paciente. Como metodologia para esta pesquisa, foi realizado um levantamento bibliográfico por intermédio das bases de dados científicos e livros do acervo da Biblioteca da Universidade de Sorocaba. Encontramos que na oncologia atual o tratamento tem sempre um caráter multidisciplinar, envolvendo médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros e outros profissionais que buscam, pela complexidade da doença, diferentes abordagens terapêuticas. A fisioterapia tem papel muito importante e participa de todas as fases de tratamento, prevenindo e auxiliando na reabilitação do paciente através da manutenção da sua funcionalidade; treino ou aumento de força e resistência muscular; treino de equilíbrio e coordenação; controle da dor e treino de
    • atividades de vida diária. Anualmente, 10 milhões de novos casos de câncer se manifestam, desde crianças até idosos. Concluímos que com o avanço da tecnologia na medicina, é possível tratar dessa doença através de procedimentos como a quimioterapia, radioterapia, cirurgia e hormonioterapia, que podem ser usadas juntas e tentam evitar o óbito; e que a atuação do fisioterapeuta é indispensável para o processo de reabilitação e alivio da dor. OSTEONECROSE POR BISFOSFONATOS: A IMPORTÂNCIA DOS CUIDADOS PREVENTIVOS ODONTOLÓGICOS Liliane Cristine Ferreira De Souza Borges;Juliana Ferreira de Souza; Perla Porto Leite Shitara Orient: Marco Vinicius Chaud Os Bisfosfonatos (BFs) compõem uma classe de substâncias químicas que apresentam ligação fósforo-carbono-fósforo (P-C-P), que são utilizados em patologias ósseas como hipercalcemia maligna, doença metástatica, osteíte deformante e osteoporose. Desde 2003, há relatos de osteonecrose dos maxilares induzido pelo uso de bisfosfonatos. O objetivo deste estudo é ressaltar a importância de cuidados odontológicos prévios à terapia com BFs. Os BFs são análogos químicos da substância endógena, denominada ácido pirofosfórico, que no organismo se encontra como pirofosfato, um inibidor natural da reabsorção óssea. Os BFs reduzem a extensão das regiões em reabsorção e a profundidade nas áreas erodidas, diminuindo a atividade clástica; inibindo a atividade celular e o recrutamento das células para a superfície óssea, induzindo a apoptose e alterando a troca mineral durante o processo de reabsorção óssea.Na última década, um crescente número de casos foi relatado associando a administração de BFs com uma condição rara de osteonecrose do complexo maxilo-mandibular. Este processo de osteonecrose caracteriza-se pela morte do tecido ósseo devido a fatores locais ou sistêmicos que afetam o fluxo sanguíneo normal, expondo o osso subjacente, facilitando a entrada de microorganismos e consequentemente à contaminação. Acredita-se que a osteonecrose resulte de uma interligação entre metabolismo ósseo alterado pelos BFs, trauma local, aumento da necessidade de reparo ósseo, infecção e hipovascularização. A terapia da osteonecrose é variável e atualmente muito discutida. As múltiplas abordagens incluem o uso de analgésicos sistêmicos, debridamento cirúrgico, uso prolongado de antibióticos (sistêmico e/ou tópico), laserterapia e oxigenioterapia hiperbárica, sendo em sua maioria terapias paliativas. O experimento desenvolvido foi realizado in vivo com Rattus norvegicus albinus da linhagem Wistar, e o fármaco de escolha para o estudo foi o ácido zoledrônico, do grupo dos bisfosfonatos. Os animais foram divididos aleatoriamente em 3 grupos, denominados grupos A, B e C. Os animais do grupo A foi submetidos a 3 administrações de ácido zoledrônico e submetidos à exodontia; o grupo B foi submetidos a 3 administrações do ácido zoledrônico e não foi submetido à exodontia; o grupo C não foi submetido à administração do ácido zoledrônico e foi submetido à exodontia. Após conclusão do experimento, foi observado que os animais que foram submetidos à exodontia
    • apresentaram colônias bacterianas na ferida cirúrgica com consequente contaminação local e osteonecrose; já os animais que não passaram por exodontia mantiveram condições orais satisfatórias. As condições apresentadas nos grupos estudados reforçam a importância dos cuidados odontológicos prévios ao tratamento, pois com medidas simples o risco de osteonecrose é diminuído, impactando diretamente a qualidade de vida do paciente. O PAPEL DO FISIOTERAPEUTA INTENSIVISTA Joelma da Silva Marinheiro Orient: Lilian Pinto Amaral O fisioterapeuta intensivista atua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital - local de tratamento de pessoas com distúrbios clínicos importantes incluindo Síndrome da Angústia Respiratória do Adulto, doença pulmonar obstrutiva crônica, acidente vascular encefálico, traumatismo cranioencefálico, pacientes em uso de ventilação mecânica não invasiva e invasiva e/ou sob desmame ventilatório. Toda UTI possui um sistema de monitoramento contínuo que permite o rápido atendimento de pacientes graves que apresentam descompensação de um ou mais sistemas orgânicos. A equipe que atua e presta atendimento neste local é multiprofissional, sendo constituída por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais. O objetivo deste trabalho foi conhecer a atuação do fisioterapeuta dentro de uma equipe multiprofissional da UTI. Foi realizado levantamento bibliográfico por intermédio das bases de dados científicos (BIREME; SciELO; Portal de Periódicos CAPES) e livros. O papel do fisioterapeuta dentro da UTI é imprescindível, sendo que a portaria do Ministério da Saúde prevê a obrigatoriedade do fisioterapeuta intensivista em regime exclusivo de 12 horas. Este profissional deve ter domínio em procedimentos de parada cardiorrespiratória, assistência ventilatória, transporte intra-hospitalar, manobras motoras, análise dos exames complementares, interação medicamentosa e analgesia. Além disso, ele auxilia na manutenção das funções vitais de diversos sistemas corporais, atuando na prevenção e tratamento das doenças cardiopulmonares, circulatórias, neurológicas e musculares, utilizando técnicas, recursos e exercícios terapêuticos, reduzindo, assim, a chance de possíveis complicações clínicas. O fisioterapeuta atua na otimização do suporte ventilatório, através da monitorização gasométrica e do ventilador mecânico, utiliza técnicas cinesioterapêuticas para a manutenção da força e alongamento muscular, estabelece procedimentos de posicionamento no leito para evitar vícios posturais, contraturas e úlceras de pressão. Também deve elaborar o prontuário fisioterapêutico com avaliação, diagnóstico, tratamentos funcionais e a liberação para alta da fisioterapia. Concluímos que a presença do fisioterapeuta intensivista dentro da equipe multidisciplinar contribui para diminuir o risco de complicações respiratórias, infecção hospitalar e complicações advindas com a imobilização no leito, reduzindo o tempo de internação dos pacientes.
    • O PERFIL PROFISSIONAL DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL NAS ESCOLAS PARTICULARES DA CIDADE DE SOROCABA Ketlin Thais Campos Pantojo Orient: Vagner Reolon Marcelino A Educação Infantil é denominada como o primeiro ciclo do nível de aprendizagem na escola. Para a sociedade, a infância é uma criação sujeita a mudanças sempre que surgem transformações sociais mais amplas. A Educação Física Infantil, em especial, tem como sua característica principal a inserção do lúdico durante o desenvolvimento de suas aulas, que durante o desenvolvimento pedagógico de suas aulas, é estruturada em ações de jogos, buscando desenvolver os aspectos motores ou estimular os primeiros movimentos coordenativos proporcionados para as crianças. Nessa pesquisa descritiva buscaremos investigar o perfil profissional do professor de Educação Física Infantil. As variáveis a serem analisadas serão: formação profissional, tempo de formação, característica da Instituição de Ensino - seja no âmbito privado ou público-, e cursos de especialização realizados. Outro condicionante possível a ser avaliado no trabalho será o desenvolvimento das aulas, onde buscaremos investigar, através de um discurso narrativo do entrevistado, o desenvolvimento pedagógico da aula. A amostra dessa pesquisa será composta por professores que possuem vínculo empregatício nas escolas infantis particulares de Sorocaba, com seis meses ou mais de registro profissional. Serão selecionadas seis escolas que oferecem o ensino infantil, cuja escolha será realizada através da posição geográfica de acessibilidade viável da autora dessa pesquisa. Essa pesquisa faz parte do trabalho de conclusão de curso em desenvolvimento, do curso de licenciatura de Educação Física da Universidade de Sorocaba - Uniso. Acreditamos na hipótese de não encontrarmos, na maioria das escolas selecionadas para a pesquisa, grupo de professores com formação adequada para atuarem no ensino infantil ministrando conteúdos curriculares pedagógicos de Educação Física. Destacamos que este trabalho acadêmico foi enviado ao Comitê de Ética-CEP da UNISO, através de cadastro on-line na Plataforma Brasil. POLÍTICAS PÚBLICAS DE ATENÇÃO À SAÚDE DA MULHER Camila Fernanda de Oliveira; Juliana Aparecida Machado Orient.: Soraya Diniz Rosa Este trabalho apresenta o debate sobre o contexto da saúde pública no Brasil, tomando como eixo os programas implantados para a saúde da mulher. Utilizou-se como metodologia a pesquisa histórica e documental como instrumento de análise dos problemas enfrentados nesse campo, mas também as perspectivas que se abrem no processo de construção e implementação de políticas públicas para construção e
    • defesa do SUS. Esta pesquisa foi sustentada por fontes bibliográficas, e elaborada no período de agosto a dezembro de 2012. A preocupação com a saúde da mulher no Brasil ocorreu com maior visibilidade a partir do ano de 1984, com a criação do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher-PAISM, cujo objetivo era o da promoção e da melhoria das condições de vida e da saúde das mulheres. O ano de 2004 foi designado pelo Presidente Luis Inácio Lula da Silva, o Ano da Mulher. Realizou-se a I Conferência Nacional de Políticas Públicas para Mulheres e o Ministério da Saúde lançou a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher, na perspectiva de incorporar a concepção de atenção que enfatizasse a promoção da saúde, com vistas para os direitos sexuais e reprodutivos, além da preocupação em melhorar a atenção obstétrica, o acesso ao planejamento familiar, a atenção ao abortamento inseguro e à violência doméstica e sexual. O Pacto pela Saúde (2006) dispõe sobre o compromisso dos gestores em torno das prioridades que apresentavam impactos sobre a situação de saúde da população brasileira; estabeleceu inclusive metas para a redução da mortalidade materna e infantil, o controle do câncer de colo de útero e de mama, ampliando o leque de ações propostas pelo PAISM. Foram estabelecidas normas para o cuidado com a saúde durante a gravidez, através do acompanhamento do pré-natal. Em 2008, a implantação do “Programa Mais Saúde: saúde, direito de todos”, estimulou as mudanças estruturais nas Unidades de Saúde, objetivando incentivar o parto normal humanizado, controlar riscos e reduzir a mortalidade materna e neonatal. Também, houve o lançamento da Campanha Nacional contra a Rubéola, que foi avaliada como a maior campanha de vacinação do mundo. Atualmente, o SUS conta com essas diretrizes e programas, além da Rede Cegonha e do Parto Humanizado. Concluímos que a efetividade dos resultados está, de certa forma, direcionada ao gestor municipal, ao qual compete planejar, organizar, controlar e avaliar as ações e os serviços de saúde. POSTURA CORPORAL E A REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL Isabella Barba Pereira Pilon; Frederico Lopes Correa;Jéssica Roberta da Silva Martins; Juliana Aparecida de Souza Francisco; Paula Amelini Marques Orient: Lilian Pinto Amaral Atualmente, a vida moderna tem beneficiado muito a humanidade com tecnologias e praticidades, mas ao mesmo tempo trouxe diversos outros problemas, como a vida sedentária, trabalhos que exigem longas horas sentadas, tensões e correria diária. Esses hábitos sobrecarregam nossa coluna e acarretam diversos problemas posturais, fato observado com o aumento significativo na incidência de problemas posturais na população mundial. O fisioterapeuta é o profissional habilitado a tratar as disfunções posturais, e uma das principais técnicas utilizadas é a Reeducação Postural Global (RPG). O objetivo deste trabalho foi o de sedimentar o conhecimento sobre os principais problemas posturais enfrentados pela população e o surgimento e utilização da técnica da Reeducação Postural Global pelo fisioterapeuta.
    • Como metodologia de pesquisa, realizamos o levantamento bibliográfico por intermédio das bases de dados científicas (BIREME; Banco de Teses e Dissertações/CAPES; SciELO; Portal de Periódicos CAPES;UNIBIBLIWEB) e livros. Encontramos que a coluna vertebral possui dois tipos de curvas consideradas fisiológicas: a lordose e a cifose. A lordose está presente na coluna cervical e na coluna lombar, e a cifose na coluna torácica. A presença dessas duas curvas é normal nesses níveis, apenas em casos em que a lordose e a cifose aparecem em grau aumentado é que são consideradas anormais e passam a ser denominadas hiperlordose e hipercifose; já a escoliose é sempre uma curva anormal e consiste na alteração de desvio lateral da coluna vertebral. Essas alterações causam dores musculares e de cabeça, incapacidades estruturais, problemas circulatórios, respiratórios e emocionais. A RPG atua nestas disfunções estruturais da coluna vertebral e foi desenvolvida pelo Dr. Phillipe E. Souchard, em 1981. É definida por ser um método fisioterapêutico de correção postural, que trabalha sobre as cadeias de tensão muscular utilizando posturas de alongamento. Atualmente, a RPG é ministrada aos fisioterapeutas por Phillipe E. Souchard e sua equipe em 15 países incluindo o Brasil, onde foi criado em 1999, na cidade de São Paulo, o Instituto Phillipe Souchard. Segundo Souchard, são cinco as cadeias musculares: a inspiratória, a posterior, a ânterointerna da bacia, a anterior do braço e a ânterointerna do ombro, e a RPG baseia-se em três princípios fundamentais: Individualidade, Casualidade e Globalidade. O fisioterapeuta especialista em RPG realiza, com o paciente, um trabalho de alongamento, relaxamento muscular e respiração, com o intuito de chegar à causa do problema para eliminá-lo e aliviar definitivamente a dor. O trabalho é feito através de posturas ativas que visam o equilíbrio do tônus muscular e a busca de uma imagem corporal mais adequada. Concluímos que a Reeducação Postural Global é uma técnica fisioterapêutica que auxilia no tratamento de diversos tipos de desvios e problemas de postura. PREPARAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FILMES HIDROGELATINOSOS COM AMIDO DE MILHO Emely Lopes Baldi da Silva; Valéria de Campos Orsi; Laura Cristina da Silva; Nilsa Maria Galvão Almeida Orient.: Marco Vinícius Chaud Os Hidrogéis são estruturas poliméricas tridimensionais que contêm elevada quantidade de água, e que, atualmente, vêm ganhando muita atenção graças à sua utilidade em vários tipos de aplicações farmacêuticas. O amido, pelo seu custo e disponibilidade, é um dos biopolímeros mais utilizados para compor materiais biodegradáveis, pois, lançado ao meio ambiente, contribui na busca da sustentabilidade ambiental, ao contrário de outras matérias-primas sintéticas ou semisintéticas. O objetivo deste trabalho foi desenvolver e avaliar filmes hidrogelatinosos preparados com amido. Os hidrogéis foram preparados pela hidratação do polímero com água; a melhor concentração foi de 3% (3g de amido para 100ml de água purificada). Essa dispersão foi levada ao aquecimento com agitação
    • magnética até 95ºC. Foram utilizados adjuvantes farmacotécnicos com a finalidade de melhorar a reticulação do amido e promover propriedades plásticas. Com esta finalidade, o glicerol, o sorbitol e o propilenoglicol foram adicionados, respectivamente, nas concentrações de 1,5%, 3% e 4%, sendo a viscosidade dos hidrogéis analisada antes e após a incorporação dos plastificantes. A moldagem dos hidrogéis foi realizada em placa de acrílico, e para a formação dos filmes poliméricos, os hidrogéis foram secos em estufa (40ºC) por 15 horas. A resistência dos filmes foi avaliada quanto à tração e perfuração. A viscosidade do hidrogel antes da incorporação de plastificantes foi de 88,6 cP; com os plastificantes, nas concentrações de 1,5; 3,0 e 4,0%, a média da viscosidade (n=3) para o hidrogel com glicerol, propilenoglicol e sorbitol foi, respectivamente, 82, 84 e 82,4 cP; 84, 86,4 e 86,4 cP e 86, 86,4 e 88 cP. Esses resultados permitem concluir que nas concentrações utilizadas os plastificantes não interferem na viscosidade do hidrogel, entretanto, seu uso é indispensável na formulação dos filmes. No teste de resistência mecânica, os filmes com glicerol, propilenoglicol e sorbitol apresentaram resistência à tração, respectivamente, de 6,556; 7,134; 5,744 mPa; 6,278; 5,798; 5,951 mPa; 3,077; 4,380; 3,268 mPa. No teste de resistência à perfuração, os filmes com glicerol, propilenoglicol e sorbitol apresentaram resistência à perfuração, respectivamente, 1,927; 1,077; 1,210 Dina/cm², 1,941; 2,064; 1,807 Dina/cm²; 1,733; 1,676; 2,104 Dina/cm. Portanto, com este estudo experimental, pode-se concluir que os filmes hidrogelatinosos à base de amido não sofrem influência dos plastificantes utilizados. No entanto, novos estudos de intumescimento e liberação de fármaco precisam ser realizados para avaliar o potencial desta formulação como carreador de fármaco para liberação oral. PREPARAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FILMES MUCOADESIVOS PARA TRATAMENTO DA MUCOSITE ORAL Laura Cristina da Silva; Daiane Tenor Lopes; Nilsa Maria Galvão Almeida; Juliana Jacomassi; Emely Lopes Baldi da Silva Orient: Marco Vinícius Chaud A mucosite oral é a forma mais comum de complicação oral decorrente de terapia antineoplásica não cirúrgica. O processo inflamatório é caracterizado pelo aparecimento precoce de lesões orais e dolorosas. Para este processo debilitante o protocolo de tratamento é apenas paliativo e não contribui significativamente para a qualidade de vidas das pessoas em tratamento quimioterápico ou radioterápico. Hidrogéis mucoadesivos, na forma farmacêutica de filme, são estruturas poliméricas tridimensionais contendo pequena quantidade de água. Os filmes, em contato íntimo com o epitélio que reveste as mucosas, se hidratam e liberam os fármacos por difusão, erosão ou combinação de ambos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a implicação de diferentes estratégias para preparação de filmes hidrogelatinosos mucoadesivos para liberação controlada de fármacos, úteis no tratamento da mucosite oral. Os polímeros que melhor originaram a formulação mais adequada foram hidroxipropilmetilcelulose K4M (HPMC K4M), Cekol ®, quitosana de baixo peso
    • molecular (QPM). Os hidrogéis de HPMC K4M (3%) e Cekol® (2%) foram preparados separadamente por dispersão dos polímeros em água purificada. A QPM (2%) foi dispersa em ácido acético 0,1 M e mantida sob agitação (150 rpm) por 48 horas. A solução de QPM foi alcalinizada com NaOH 0,1M (pH 6,8). Adjuvantes farmacotécnicos com a finalidade de mascarar o sabor e prover propriedades plásticas e resistência mecânica aos filmes foram adicionados junto com a fase aquosa. Os hidrogéis foram homogeneizados, as bolhas de ar foram eliminadas espontaneamente após repouso por 24 horas. Os hidrogéis foram associados nas proporções de 15,0:1,5:4,5, respectivamente, para HPMC:Cekol:QPM. A viscosidade dos hidrogéis foi analisada antes e após a associação das dispersões poliméricas. Os filmes foram preparados com cada uma das dispersões polimérica e com a associação dos hidrogéis. A extensão dos hidrogéis foi realizada com auxílio de um dispositivo extensor, sobre placa de vidro limpa e desengordurada. Após a secagem, os filmes foram avaliados quanto aos aspectos macroscópicos, resistência mecânica (tração e perfuração) e viscosidade. A viscosidade dos hidrogéis de Cekol®, HPMC K4M associação das dispersões poliméricas foi, respectivamente, 4.220,0, 2.315,0 e 2.910,0 cP. Os filmes apresentaram característica plástica com resistência máxima à tração de 1,030, 2,144 e 1,416 mPa, respectivamente, Cekol, HPMC K4M e da associação polimérica (incluindo QPM). A resistência à perfuração dos mesmos foi 1,027, 1,455 e 1,805 Dina/cm², respectivamente. Os polímeros foram selecionados a partir da compatibilidade com a matriz extracelular e extensão de uso em produtos farmacêuticos, entre eles. Os derivados de celulose, HPMC K4M e Cekol®, associados à QPM parecem reunir as características desejáveis para a produção dos filmes hidrogelatinosos. PREPARAÇÃO E AVALIAÇÃO DE HIDROGÉIS DE GELATINA ASSOCIADO A FARELOS DA FARINHA E DA FÉCULA DE MANDIOCA Laura Isabella Lopes Favaro; Nilsa Maria Galvão Almeida; Valéria Campos Orsi Orient.: Marco Vinícius Chaud Hidrogéis são materiais formados de polímeros hidrofílicos que apresentam capacidade de absorver grande quantidade de água ou fluidos biológicos e liberar agente ativo de forma controlada. No presente estudo, a gelatina e o amido (farelos da farinha e da fécula de mandioca) foram utilizados como subpolímeros para a preparação dos filmes hidrogelatinosos. Os sistemas de edulcoração para mascarar o sabor foram tecnicamente incorporados na formulação e avaliados. Os filmes hidrogelatinosos foram preparados com gelatina, farelos da farinha e da fécula de mandioca e glicerol. As análises da resistência mecânica do filme quanto à tração e perfuração foram realizadas em triplicata com o aparelho Texturômetro TAXT Plus Texture Analyzer, com o aparato “Mini tensile grips”, que determinou a resistência de 3,970 dina/cm2 quanto a tração, e o aparato “Film support Rigg”, que determinou 2,845 Mpa (Kg/cm2). O teste de intumescência foi realizado em triplicata e apresentou a média de 0, 52916 g/cm³ de absorção de água. Os farelos utilizados são dois subprodutos provenientes da indústria de processamento da mandioca, geralmente descartados ou subutilizados, que permitiu obter um filme que poderá ser promissor
    • para veiculação de fármacos cuja biodisponibilidade é acentuada quando absorvido por via oral. Os sistemas de liberação oral podem ser muito úteis a pessoas com dificuldade de deglutição. PRINCÍPIOS ATIVOS VEGETAIS EM PRODUTOS CAPILARES PARA FINS PROFILÁTICOS Danielly Venturini Avelar; Camila Cristina Góes Clemente Machado; Patrícia Ventura Barros Orient.: Robson Vicente Machado de Oliveira Este trabalho teve como tema a análise das formulações para o tratamento cosmético e prevenção de moléstias capilares existentes no mercado e a disponibilidade de informações técnicas sobre a eficácia dos ativos como agentes profiláticos, através de uma pesquisa de revisão bibliográfica e de campo. O couro cabeludo e os cabelos normalmente apresentam acúmulo de substâncias e sujeira, e em casos extremos moléstias associadas, tais como a dermatite seborréica, caspa, micose tinea, alopécia areata. O tratamento dessas doenças se baseia no uso adequado de produtos capilares, como xampus, loções, pomadas e emulsões, que podem ser adicionados de ativos vegetais com atividade citostática, antimicrobiana e antisséptica, associando, assim, o poder de tratamento cosmético com atividade profilática. Contudo, há necessidade de estudos de comprovação da eficácia desses produtos. O objetivo do presente trabalho foi verificar a existência de estudos de eficácia profilática de formulações de produtos capilares contendo espécies vegetais comercializados em farmácias, drogarias e perfumarias, indicados para dermatite seborréica, caspa, tínea e alopécia. Também se pesquisou os estudos de eficácias das espécies vegetais isoladas, dos ativos sintéticos ou não vegetais. Utilizou-se o método de revisão bibliográfica sistemática em bases de dados científicas como PubMed, sítios governamentais, associações específicas da área de cosmetologia e livros específicos. Para seleção dos ativos vegetais em produtos cosméticos, procedeu-se também a uma pesquisa de campo em drogarias e perfumarias, onde foram encontrados vários produtos contendo princípios ativos vegetais tais como agrião, alecrim, algas marinhas, avenca, babosa, bardana, bétula, cápsico, castanha- da-índia, cavalinha, copaíba, ginseng coreano, guanxuma, hamamélis, hena, jaborandi, jojoba, lúpulo, marapuama, marcela, maleleuca, mutamba, nogueira, quina, sálvia e urtiga. Contudo, ao se pesquisar nas bases de dados os artigos científicos com comprovação de eficácia profilática, foram encontrado poucos trabalhos. Por outro lado, foram encontrados vários estudos sobre a eficácia de ativos de origem não vegetal para o tratamento medicamentoso, tais como ácido salicílico, alcatrão mineral, cetoconazol, enxofre, piritionato de zinco, piroctone olamina, sulfeto de selênio. Pode- se concluir, então, que há necessidade de se implementar ações e pesquisas para melhoria das informações técnicas sobre os produtos cosméticos com ativos vegetais.
    • PROJETO MINHA PEQUENA HORTA Natalia Fernanda Freitas de Proença; Luana Caroline Cabral Dias; Caroline Santos Soeiro; Jhosemar Oliveira Orient: Miriam Sanches do Nascimento Silveira Com o aumento da população mundial e o crescimento da indústria, aumentam também a quantia de resíduos orgânicos e inorgânicos na sociedade, por isso, reciclar se torna uma atitude cada vez mais importante para a manutenção da saúde do planeta e das pessoas. O objetivo deste projeto foi orientar, com conhecimentos teóricos e práticos, crianças sobre o respeito e a valorização do meio ambiente, além de ensinar a prática da autoprodução de alimentos orgânicos livres de agrotóxicos. A presente pesquisa foi aplicada na escola municipal E.M Rosa Cury da cidade de Sorocaba - São Paulo, no período de setembro a outubro de 2012, com aproximadamente 150 alunos, com idade entre 4 a 6 anos. O projeto foi realizado em cinco etapas: 1ª) Visitamos a escola para a verificação se a mesma apresentava condições para a realização do trabalho. No primeiro contato com as crianças, houve abordagem de conceitos como: meio ambiente e boa alimentação para a manutenção da saúde, que ocorreu de modo dinâmico e de acordo com a faixa etária dos alunos; 2ª) Iniciamos o desenvolvimento do projeto com a criatividade das crianças, fazendo pinturas na garrafa PET para a plantação de sua muda de hortaliças; 3ª) Cada criança encheu com terra e adubo sua garrafa PET adaptada, e após o plantio cada aluno levou sua garrafa PET para sua residência; 4ª) As crianças realizaram desenhos sobre sua horta, fizeram relatos sobre ela, tirando dúvidas, comentando também sobre as reações dos pais quanto a esse novo projeto; 5ª) Foi entregue às professoras das turmas um questionário, com perguntas simples e objetivas, sobre as reações das crianças antes e depois da realização desse projeto, e a opinião dos professores. Este projeto permitiu o engajamento ativo no ambiente, aproveitando o senso próprio de natureza da criança, promovendo a educação ambiental, a construção da horta. A abordagem sobre meio ambiente e sustentabilidade proporcionou um aumento do interesse dos alunos pela questão da boa alimentação. Há necessidade de esse projeto ampliar as suas fronteiras, atingindo as famílias, principalmente os pais, para que dessa maneira passem a incentivar as crianças com relação à natureza e sua alimentação. Concluiu-se que através deste projeto as crianças estimularam sua criatividade, seu senso de exploração, participação e iniciativa, além de oportunizar a interação social entre elas. Proporcionamos uma visão mais ampla do meio ambiente, além de estimularmos o plantio de hortaliças em suas próprias residências, promovendo, assim, uma atitude de respeito e cuidado para com o meio ambiente e à saúde, incorporando a ideia de sustentabilidade.
    • DE QUEM É A CULPA?! Amanda Cristiane da Silva Orient: Yoko Oshima-Franco Este projeto de caráter extensionista visa à mudança de paradigma do olhar da sociedade sobre o dependente químico. A mudança de paradigma ocorre a partir do momento em que a sociedade enxerga as diversas vulnerabilidades (sociais, econômicas, políticas, ambientais, educacionais, etc.), que levam o adolescente à busca de drogas de abuso. Porém, não basta enxergar, é necessário usar os equipamentos sociais para prevenir o uso de drogas de abuso. As ferramentas utilizadas foram o acolhimento, através do reconhecimento de jovens e adolescentes em situação de vulnerabilidade, com a finalidade de reinserção social, de maneira que, no futuro, o mesmo ajude outras pessoas, formando, assim, um círculo. Os dispositivos utilizados foram escolas e eventos sociais. Os bairros abrangidos foram Vila Helena, Vitória Régia e Brigadeiro Tobias. Nas escolas, como medida de prevenção, jovens e adolescentes, por meio de palestras, vídeos e debates, discutiram o outro lado da questão, não o do prazer buscado nas drogas de abuso, mas dos malefícios que as drogas podem causar à saúde, família e sociedade. Também foi repensada a questão do papel dos medicamentos e dos produtos encontrados de fácil acesso, como farmácias, drogarias, mercados e outros estabelecimentos. Eventos culturais como teatro e música foram momentos de elevada penetrabilidade social, para o reconhecimento e acolhimento, pois se estabelece uma linguagem universal entre os frequentadores. O bairro Vitória Régia foi contemplado e a Igreja Quadrangular apoiadora da ação que envolveu 150 pessoas. A conscientização sobre a responsabilidade das escolhas é sempre reforçada, e a interrupção do uso incentivada. Dependendo do grau de dependência química, a família recebia orientação para encaminhar o jovem à UBS. O título provocador do projeto “de quem é a culpa?” remete à responsabilidade social de cada indivíduo da sociedade e mostra como os equipamentos sociais (igreja, bar, UBS, comércio, escola, banca de revista, etc.) podem contribuir na prevenção ao uso de drogas. Conclui-se que o acolhimento ao jovem e adolescente com vulnerabilidade reconhecível auxilia na mudança de paradigma, até mesmo na forma de como são vistos pelos próprios familiares. RATOS EXPOSTOS A METILMERCÚRIO EM MEIO AQUOSO E A PEIXES CONTAMINADOS COM O METAL: COMPARAÇÃO DE EFEITOS NO ESTADO REDOX Denise Grotto; Solange Cristina Garcia Orient.: Fernando Barbosa Jr Os efeitos tóxicos decorrentes do consumo de peixes contaminados com metilmercúrio (MeHg) tem sido muito discutido no Brasil, especialmente na Região Amazônica. Fatores nutricionais associados à exposição ao MeHg ou à forma na qual
    • o MeHg se encontra ligada no peixe, poderiam estar alterando sua toxicidade. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da exposição à solução de MeHg e à ração contendo peixes naturalmente contaminado com MeHg através de biomarcadores de estrese oxidativo. Para isso, glutationa reduzida (GSH), glutationa peroxidase (GSH-Px), catalase (CAT), superóxido dismutase (SOD) e malondialdeído foram avaliados em sangue ou plasma de ratos, por espectrofotometria e cromatografia líquida de alta eficiência. Os ratos foram expostos, durante três meses, à: I) água; II) solução de CH3HgCl (140 µg/kg/dia); III) ração feita com peixe contaminado com MeHg, oriundo do Pará, Rio Tapajós, na mesma concentração da solução. Ratos expostos à solução de MeHg mostraram significativa diminuição na atividade das enzimas antioxidantes GSH-Px e CAT, bem como aumento do MDA, marcador de peroxidação lipídica, quando comparado ao controle. Já em ratos que receberam ração contendo peixe contaminado com MeHg, somente um aumento nas concentrações de MDA foi observado, comparado ao controle. Assim, observou-se que o MeHg em solução foi capaz de induzir efeitos no estado redox muito mais pronunciados do que o MeHg presente no peixe. A forma química com que o MeHg está presente no peixe, combinado com os nutrientes do peixe como o Se e os ácidos graxos poliinsaturados poderiam estar contribuindo para reduzir os efeitos tóxicos desse elemento. REABILITANDO E REFLETINDO SOBRE O CENÁRIO ORGANIZACIONAL NA EMPREGABILIDADE DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA. Alessandra da Costa Orient: Ana Laura Schliemann A proposta desse projeto é refletir sobre a atuação dos empregadores diante das pessoas com deficiência. Esse trabalho é uma revisão da literatura sobre esses temas, e dará origem a uma futura iniciação científica. Um dos problemas mais sérios é a baixíssima participação dos deficientes no mercado de trabalho. O Brasil possui uma das maiores populações de deficientes do mundo (16 milhões de pessoas) e uma das menores taxas de participação no mercado. Segundo estimativas disponíveis, 9 milhões estão em idade de trabalhar. Destes, os que trabalham no mercado formal somam cerca de 2%, enquanto nos países mais avançados essas proporções ficam entre 30 e 45%. Do lado das organizações de colocação, os profissionais encarregados precisam ter argumentos para mostrar aos contratantes em potencial que os custos da adaptação são inferiores aos benefícios econômicos e sociais que decorrem daquela contratação. Como ocorre com todos os seres humanos, a vida do deficiente é cercada de alegrias, realizações, incertezas e dificuldades, e dentro desse universo essa pesquisa contribui identificando como o empreendedor pode reabilitar sua organização junto aos órgãos governamentais (leis), contribuindo para uma nova ampliação de oportunidade de trabalho no sistema de cota. O principal objetivo é tornar inteligível no contexto: discutir como e o porquê da seleção, o recrutamento com a adaptação, e como as organizações sobrevivem a despeito de suas bases teóricas (ética) e governamentais, que são cercadas de afirmações e que geram algumas
    • dificuldades e pouca facilidade na contratação do indivíduo. Ao final da revisão, entendemos que esse assunto ainda precisa ser explorado e discutido entre os envolvidos, para que ele não seja uma forma de exclusão. A REEDUCAÇÃO PSICOMOTA PARA ALUNOS COM DISLEXIA ATRAVÉS DOS JOGOS COOPERATIVOS NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA Levi Felix Pereira; Débora Aparecida Bernardo; Nayara R. de Andrade Orient: Sérgio Ricardo Boff Este trabalho foi baseado na revisão bibliográfia elaborada pelo grupo, com o objetivo de apresentar uma proposta de ensino para as aulas de Educação Física voltadas para crianças que apresentam dificuldades durante o processo de ensino e aprendizagem. Em vista disso, iremos destacar a dislexia, que pode ser identificada no ambiente escolar. Ao abordar a Psicomotricidade como opção metodológica para preparar as aulas, sugerimos uma atividade lúdica cooperativa como opção de atividade para os educadores físicos. Destaca-se que, além do viés esportivo, a Educação Dísica pode ser utilizada como uma importante ferramenta no processo de ensino das crianças em fase escolar, podendo utilizar a motricidade como via de aprendizado para a leitura e escrita, seguindo a tendência das aulas inclusivas, principalmente aos alunos que apresentem determinadas dificuldades. Cabe ao professor criar estratégias criativas, a fim de proporcionar vivência prática positiva com atividades em que todos possam participar. A Dislexia é uma síndrome que se manifesta através de dificuldades de distinção ou memorização das letras ou grupos de letras, e problemas de ordenação, de ritmo e estruturação das frases. Porém, ela não impede a participação dos alunos nas aulas, mas exige do educador maior atenção ao propor determinadas atividades, podendo trabalhar de múltiplas formas com temas diversos, sem fugir do projeto político pedagógico da escola, já que as características metodológicas dessa disciplina possibilitam uma “maleabilidade” na aplicação dos conteúdos. Uma boa alternativa para as aulas são os jogos cooperativos, pois esses são inclusivos e sua prática pode auxiliar no desenvolvimento de algumas habilidades motoras, cognitivas e afetivo – social, pois esses estimulam a convivência pacífica entre os alunos. Utilizamos como exemplo de atividade prática o jogo da memória gigante, que pode auxiliar no desenvolvimento dos mecanismos de fixação visual e de transição ocular, deficitários nos indivíduos com dislexia. A reeducação psicomotora é um desafio a ser trabalhado nas aulas. Ela constitui em despertar o olhar diferenciado nas crianças, conscientizando-as do seu problema e despertando a atenção através de símbolos que indiquem suas necessidades. As atividades propostas pelo professor deverão ser aplicadas com o intuito de desenvolver
    • REFLETIR SOBRE A INTERVENÇÃO DO ENFERMEIRO NA REDUÇÃO DE ESTRESSE DO CUIDADOR DA CRIANÇA HOSPITALIZADA EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA COM A UTILIZAÇÃO DO RECURSO LÚDICO Sheilla Siedler Tavares Orient: Ana Laura Schliemann Objetivamos apresentar a revisão bibliográfica da presente pesquisa de caráter qualitativo-descritivo, buscando por produções científicas desenvolvidas na área da prática de profissionais enfermeiros, que utilizam o brinquedo com os pais e/ou cuidadores da criança hospitalizada para reduzir o estresse e minimizar os efeitos deletérios para a criança e família, tendo em vista que a hospitalização é considerada uma experiência muito estressante para todos e, muitas vezes, prejudica o vínculo afetivo entre a criança internada, sua família e ambiente em que vivem. Sendo assim, faz-se necessário que os profissionais técnicos utilizem dos conceitos da humanização no atendimento, que visam atender às necessidades e valores específicos de cada individuo. Durante o período de internação, o brinquedo pode ser aplicado à criança de várias formas, porém não se limita só à criança, podendo também ser usado pelo cuidador, para facilitar a interação, esclarecer dúvidas existentes durante o processo de hospitalização, diminuindo o medo, a ansiedade e o sofrimento em relação aos procedimentos, dispositivos e aparelhos utilizados. O foco da pesquisa foi a utilização da boneca para os procedimentos, antes que os pais e/ou cuidador entrem na UTI Pediátrica, na tentativa de reduzir seu estresse e sua ansiedade. Com esse enfoque, destaciou-se a importância dessa prática humanizada, que tem por objetivo cuidar do paciente como um todo, englobando o contexto familiar e social, incorporando e respeitando seus valores, esperanças, aspectos culturais e as preocupações de cada um, somando a isso a garantia de qualidade de comunicação entre paciente, família e equipe. Mesmo tendo a conscientização da importância dessa atuação, foi muito difícil encontrar estudos que contemplem a prática de utilização do brinquedo terapêutico com os pais e/ou cuidadores das crianças hospitalizadas em UTI. Em relação aos dados coletados e analisados, concluímos que esta técnica é relativamente jovem e pouco utilizada no ambiente hospitalar, e que apesar do excelente resultado que vem apresentando, sugere-se que novos estudos sejam aplicados a essa área com tanto poder de crescimento, mas ainda pouco explorada. REFORMA E IMPLANTAÇÃO DE BRINQUEDOS Aline Gutierrez Peres; Letícia de Lara Almeida Orient. Miriam Sanches Silveira Este trabalho, concluído no segundo semestre de 2012, foi realizado no Hospital Santa Casa de Votorantim, onde contamos com nossa orientadora, a Prof.ª Miriam Sanches, para o primeiro contato, para que nosso projeto fosse apresentado.
    • Após esse contato, fomos pessoalmente conhecer o local onde iríamos atuar e apresentar todos os objetivos ao enfermeiro diretor. Depois de aceito, determinadas algumas regras e agendados os dias de atuação, demos início ao projeto, que foi realizado em duas partes. A primeira parte teve como objetivo a reforma da pediatria da Santa Casa, tornando o local mais alegre e agradável para as crianças que estivessem, ali, internadas. Com a doação de tinta cor marfim, pela Uniso, e o auxílio de um voluntário, pintamos dois quartos em dois dias; e com o dinheiro doado pela turma da terceira idade da Uniso compramos adesivos para decorar o lugar. Realizamos também uma rifa cujo prêmio era uma cesta de chocolates, o que nos permitiu, com o dinheiro arrecadado, comprar um DVD para deixar no Hospital. A segunda parte do trabalho foi a implantação, com autorização do hospital, de brinquedos feitos com garrafas pet, fabricados por nós. Para garantir a segurança das crianças, os brinquedos não poderiam ter peças pequenas que pudessem se soltar e que fossem pontiagudas, e deveriam ser laváveis. Os brinquedos foram desenvolvidos para atingir diferentes idades, pois nos quartos não havia separação de sexo e idade. RISCO TECNOLÓGICO EM EQUIPAMENTOS MÉDICO-HOSPITALARES DA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA NEONATAL DO CONJUNTO HOSPITALAR DE SOROCABA Lucas Salgado de Salles Oliveira Esta pesquisa propõe a utilização de um instrumento de avaliação de riscos para equipamentos médico-hospitalares na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Conjunto Hospitalar de Sorocaba, conduzindo um estudo exploratório e de desenvolvimento metodológico. O Conjunto Hospitalar de Sorocaba (Departamento Regional de Saúde XVI do Estado de São Paulo) é hoje responsável pela atenção à saúde de nível terciário para 48 municípios do sudoeste paulista, com uma população de mais de 3 milhões de habitantes. A UTI Neonatal é destinada à assistência a pacientes admitidos com idade entre 0 e 28 dias e deve dispor de equipamentos para o diagnóstico e tratamento de boa parte das patologias neonatais, incluindo equipamentos para procedimentos especializados como fototerapia, cateterismo umbilical, vesical e cardíaco, cirurgia neonatal, assistência ventilatória, monitorização de dados vitais, entre outros. Diante desse cenário, torna-se necessária a modernização e profissionalização dos processos gerenciais de risco tecnológico com a adoção de uma política de contínuo monitoramento do cenário tecnológico para a identificação de perigos, avaliação dos riscos associados, controle dos riscos e monitoração da eficácia deste controle, evitando a ocorrência de eventos adversos, que causem dano ao paciente, ao profissional da saúde, ao ambiente ou ao patrimônio da instituição. O trabalho de gerenciamento de risco tecnológico contém uma sequência metodológica que consiste em planejamento do trabalho, análise do cenário, identificação de perigos, priorização de tecnologia para estudo, cálculos dos riscos, estratégia para mitigação dos riscos, aplicação das estratégias, monitoramento do estudo, validação dos resultados e geração de relatório padronizado. Nas fases de planejamento do trabalho e análise do cenário, os principais resultados foram o desenvolvimento de um aplicativo em Microsoft Excel que contém aspectos gerais, de manutenção, inspeção, de eventos adversos e queixas técnicas para os
    • equipamentos, proporcionando maior facilidade para gerenciamento dos dados. Ainda na fase da análise de cenário, o estudo proporcionou a atualização do inventário de equipamentos da UTI Neonatal do hospital. Além disso, para análise de cenário, comparou-se a relação dos equipamentos encontrados na UTI Neonatal do hospital com os requisitos mínimos em equipamentos para UTI Neonatal estabelecidos na Resolução da Diretoria Colegiada - RDC nº 7 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Conclui-se, nesta fase do trabalho, que há falt A SATISFAÇÃO DA USUÁRIA NA REALIZAÇÃO DO PRÉ-NATAL NA REDE PÚBLICA Cristiane dos Santos Nunes; Juliene Arman de Camargo Orient.: Rogério de Souza Silva; Regina Cardoso da Silva Observando a qualidade do atendimento prestado na rede pública de saúde dos municípios do interior de São Paulo, e sobre as atividades prestadas no período que transcorre o pré-natal na mulher usuária das unidades básicas, houve a necessidade deste estudo para uma maior reflexão acerca da situação da mulher nesta fase de sua vida e seu atendimento na rede pública. Este estudo tem como objetivos avaliar a qualidade do atendimento prestado, priorizando as ações de acolhimento, atendimento com humanização e a utilização dos princípios do Sistema Único de Saúde – SUS; observar se a relação entre o profissional e a usuária está sendo efetiva durante o curso de sua gestação, identificando as possíveis dificuldades no atendimento oferecido pelo enfermeiro e pela equipe multiprofissional que trabalham na rede básica de saúde dos municípios do interior paulista. Por meio de uma revisão bibliográfica e após uma pesquisa de campo com aplicação de um questionário explicativo, será verificado o grau de satisfação da usuária sobre as práticas de atendimento e serviços prestados. Sendo assim, analisaremos as dificuldades também de prestação de atendimento adequado por esse enfermeiro, dentro do contexto em que trabalha. Espera-se como resultado a redução das queixas realizadas por usuárias das unidades escolhidas para aplicação do estudo, um maior entendimento sobre acolhimento e atendimento humanizado, sendo explicados os conceitos antes da aplicação do questionário. É de suma importância a detecção na falha do atendimento à mulher neste período tão delicado que é a gestação, visto que a percepção da usuária é de extrema importância para dimensionar as futuras ações desenvolvidas no setor, dando assim um direcionamento às futuras ações que serão desenvolvidas no setor e ao planejamento dos serviços prestados à gestante, promovendo melhorias na organização para que o princípio do SUS seja utilizado com efetividade.
    • SAÚDE MENTAL: DEPRESSÃO NA GRAVIDEZ E NO PÓS-PARTO – NÍVEL DE CONHECIMENTO DAS GESTANTES Joyce Mara Pires; Kelly de Oliveira Cândido; Lana Pereira de Souza; Maria Angélica Siqueira Brito Orient: Robson Vicente Machado de Oliveira Este trabalho teve como tema a depressão na gravidez, considerada atualmente um problema de saúde pública pouco estudado e abordado. As pacientes necessitam de apoio familiar e profissional adequados nessa fase, contudo o conhecimento que as gestantes têm sobre essa moléstia é pequeno, o que justificou esse trabalho, através de uma pesquisa de campo, na região de São Roque, para análisedessasituação.A gestação é uma fase de grande mudança para as mulheres, quando podem surgir também sentimentos de insegurança, ansiedade, dúvidas sobre como cuidar do bebê, que associadas às dificuldades econômicas e à falta de suporte familiar e social podem desencadear uma depressão. No Brasil, a depressão em gestantes e puérperas acometem cerca de 10% a 20% das mulheres adultas e até 26% das adolescentes, tendo início durante o 1° ano pós-parto, havendo maior incidência entre a 4° e 8° semana. Os sintomas de uma depressão durante a gravidez ou no puerpério envolvem crises de choro, inquietação, alterações no sono e no apetite, pensamentos dominados por ideias de catástrofe, sentimento de desamparo, desinteresse sexual. Para identificar esses sintomas e evitar o desenvolvimento da depressão, é importante o apoio emocional, físico, informacional e técnico, havendo necessidade da assistência dos familiares e dos profissionais da saúde. O objetivo do presente trabalho foi verificar o nível de conhecimento das gestantes em relação à depressão pós-parto, por meio de pesquisa de campo efetuada nas cidades de São Roque, Mairinque, Vargem Grande Paulista e Ibiúna, no período de agosto e setembro de 2012, através da aplicação de questionário fechado de múltipla escolha que foi entregue às entrevistadas, tendo as respostas coletadas em seguida. Os critérios para a participação incluíam as mulheres em período gestacional ou no puerpério, e que fazem as consultas de pré-natal. Das 41 entrevistadas, 48,78% estavam grávidas; 53,66% efetuaram de 6 ou mais consultas; 73,17 não teve gravidez planejada mas 56,10% aceitou prontamente; 21,95% estava entre a 11ª e 20ª semana; 87,80% nunca utilizou antidepressivo; 73,17% não usou bebida alcoólica; 80,49% indicaram problemas em casa ou no trabalho como prejudiciais ao bem-estar psicológico; 80,49% não teve complicação clínica; 60,98% recebeu apoio do cônjuge e 48,78 da família; 51,22% chorou sem motivo aparente; Conclusões: Entre as gestantes e puérperas entrevistadas verificou pouco conhecimento sobre os sinais e sintomas da depressão nesta fase da vida, havendo necessidade de orientação quanto a esse tema.
    • SAÚDE MENTAL: O ESTRESSE NOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM Mayara Cristina Gregório Dias Vieira; Nair Pires da Silva; Simone Gonçalves Nolgueira Orient: Robson Vicente Machado de Oliveira Este trabalho teve como tema o estresse nos profissionais de saúde, de grande importância e relevância no comprometimento da qualidade da atividade profissional e também na vida pessoal desses trabalhadores. Para tanto, efetuou-se uma pesquisa de campo para análise dessa situação na cidade de São Roque.O estresse é uma resposta do organismo a determinado estímulo e que interfere na adaptação, sendo muito comum nos profissionais da área da saúde, que estão em contato constante com patologias e diversos riscos biológicos, elevados números de procedimentos, falta de materiais, trabalho por turnos, contato com a morte e o sofrimento. O conhecimento do nível de estresse nos profissionais pode contribuir para ações em prol de se minimizar os sentimentos de insatisfação, tensão, tédio, ansiedade ou depressão, angústias, irritação, e também os sinais e sintomas de alterações na frequência cardiorrespiratória, na pressão arterial, tensão muscular, dores de estômago e de cabeça. O objetivo deste trabalho foi realizar uma pesquisa de campo para ser verificar o nível e os fatores que contribuem para o desenvolvimento de estresse nos profissionais auxiliares, técnicos de enfermagem e enfermeiros. Utilizou-se o método da pesquisa de campo, que foi efetuada na cidade de São Roque, no período de setembro e outubro de 2012, através da aplicação de questionário aberto e fechado, que foram entregues aos entrevistados, tendo as respostas coletadas em seguida, e os critérios de inclusão foram trabalhar nos hospitais da região e em sistema de plantão. Dos 30 entrevistados, 23,33% têm curso de auxiliar de Enfermagem e 26,67% de Enfermagem; 44,83% possuem mais que um emprego; 50% quantificaram seu estresse como médio e 33,33% como baixo; 70% consideraram seu trabalho estressante; os sintomas de estresse mais relatados foram dores de estômago, alteração do sono e aumento de apetite. Quanto às fontes de estresse, 19,57% considerou o próprio tipo de trabalho, 41,03% a pressão no trabalho, a carga horária e falta de equipamentos, 35,71% o relacionamento interpessoal e 32,14% com demais departamentos, 25% a comunicação com a equipe e 7,14% a falta de autonomia; 48,28% referiram-se à falta de estímulo; 83,33% não consideram a remuneração justa; 65,52% indicaram falta de recursos; 40,74% sentem-se desvalorizados; 41,30% realizam alguma atividade de lazer. Ocorre estresse nos profissionais de enfermagem na população entrevistada com fatores desencadeantes, como a sobrecarga e pressão no trabalho, salário, relações interpessoais, contato com sofrimento e acompanhantes. SAÚDE MENTAL: A FOBIA E SUA PREVALÊNCIA NO CONTEXTO SOCIAL E AMBIENTAL Eduardo Barboza Ribeiro Leite; Artur Bezerra da Silva; Débora Elise de Almeida; Diego de Grande Orient.: Robson Vicente Machado de Oliveira
    • Este trabalho teve como tema a avaliação dos indícios de fobia em estudantes, de grande importância e relevância no comprometimento da qualidade de vida. Para tanto, efetuou-se, numa escola da cidade de São Roque, uma pesquisa de campo para análise dessa situação. A fobia social é um transtorno de ansiedade com evolução crônica, que pode acarretar prejuízos como sofrimento e perdas na vida do indivíduo e pode se caracterizar por medo das situações de morte, doença, sangue, animais e determinados lugares. É mais comum no sexo feminino, com proporção de 2:1 em relação aos homens. Há indícios de que os familiares de pacientes com fobias têm maior probabilidade de apresentar o transtorno. Os pacientes preparados psicologicamente apresentam menos sintomas de ansiedade e condutas negativas, além de apresentarem menor incidência de transtornos psicológicos. A terapia cognitivo-comportamental é o tratamento que vem recebendo maior atenção dos pesquisadores, pois esta forma de psicoterapia mostrou-se eficaz e com efeitos duradouros. O objetivo do presente trabalho foi realizar uma pesquisa de campo para verificar a quantidade de pessoas que desenvolveram algum tipo de fobia em relação à exposição social/ambiental. Utilizou-se o método da pesquisa de campo, que foi efetuada com estudantes do curso técnico de Administração e de Enfermagem da Escola Técnica de São Roque, no período de agosto e setembro de 2012, através da aplicação de questionário fechado que foi entregue aos entrevistados e as respostas coletadas em seguida, tendo como critério de inclusão cursar o segundo ou terceiro ano do ensino técnico. Dos 100 entrevistados, 96,30% não procuraram avaliação de um especialista; 73,49% afirmaram que o medo não causou algum prejuízo em sua vida social; 46,34% nunca sentiram medo de ir a uma unidade hospitalar; 51% já se sentiram ansiosos ou apreensivos; 57,14% se lembraram de ter sentido algum medo na infância; 50% têm medo de falar em público; 10,10% já sentiram alguma reação física de medo; e 59% não sentiram medo de pensar em agulhas e sangue; 81% nunca sentiram medo de sair de casa; 8% e 34% sentiram-se bloqueados em alguma situação de medo. Conclui-se pelos dados obtidos nesta pesquisa que não existem indícios de fobias sociais patológicas na população estudada, mas, sim, sentimentos inerentes ao próprio processo de vivência do ser humano em sociedade. SAÚDE MENTAL: A IMPORTÂNCIA DA EQUIPE DA SAÚDE NA PREVENÇÃO DE SUICÍDIOS Amanda Oliveira Moraes da Costa; Caroline Villas Boas; Dulce Meira Pereira Lemos; Dulcenea de Carvalho Orient.: Robson Vicente Machado de Oliveira Este trabalho teve como tema a avaliação dos indícios de ideias suicidas em estudantes, através de uma pesquisa de campo para análise desta situação. A frequência de comportamentos autodestrutivos apresenta-se como desafio para toda sociedade, sendo os registros de óbito por suicídio de duas a três vezes menores que os reais. Na maioria dos países, o suicídio encontra-se entre as primeiras 10 causas de morte para indivíduos de todas as idades e entre as três primeiras causas de morte para indivíduos entre 15 e 34 anos; no Brasil, o índice de suicídio é estimado 4,9
    • mortes por 100.000 habitantes. O desemprego, a pobreza, a perda de um ente querido, as discussões familiares ou com amigos, a ruptura de um relacionamento afetivo e problemas legais ou no trabalho, são normalmente citados como motivos de suicídio. Normalmente os métodos mais utilizados para o ato suicida, como uma maneira de eliminar seus problemas são drogas, venenos, gás, enforcamento, afogamento, queimadura, cortes e saltos. Entre os fatores etiológicos são citados os fatores genéticos, como transtornos depressivos, abuso e dependência de álcool ou drogas. Contudo, a prevenção e avaliação da situação dos jovens em relação a esse tema são muito pouco realizadas em ambientes escolares. O objetivo do presente trabalho foi realizar uma pesquisa de campo para verificar a incidência do pensamento suicida nos alunos de uma escola técnica. Utilizou-se o método da pesquisa de campo, efetuada em uma escola técnica da cidade de São Roque, no período de agosto e setembro de 2012, através da aplicação de um questionário fechado, que foi entregue aos entrevistados que estivessem cursando o segundo ou terceiro ano do ensino técnico ou médio e ter pelo menos 16 anos. As respostas foram coletadas em seguida. Dos 184 entrevistados, 46% já pensaram na expressão “Eu não presto para nada” e 38% na expressão “Eu preferia estar morto”; 53% consideram-se impulsivos; 48% já pensaram que ninguém se preocupa com eles; 49% não se sentem sozinhos ou impotentes; 87% nunca conheceram algum movimento de prevenção ao suicídio. Verificou-se que a incidência do pensamento suicida foi baixa na polução estudada, mas, apesar de poucos, podem existir suicidas em potencial, mostrando a importância de se acompanhar os alunos jovens e de se realizar campanhas de prevenção. SAÚDE MENTAL: NÍVEL DE CONHECIMENTO DE ALUNOS DO ENSINO TÉCNICO DE ENFERMAGEM SOBRE TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR Igor de Jesus dos Santos; Elisamara Itamires do Nascimento;J uliana Batista Soares; Luciane Aparecida da Silva Oliveira Orient: Robson Vicente Machado de Oliveira Este trabalho teve como tema o transtorno bipolar do humor (TBH), que é uma doença grave, caracterizada por episódios de depressão e mania, causando um enorme impacto na qualidade de vida, podendo levar ao suicídio. Contudo, o conhecimento que as pessoas têm sobre essa moléstia é pequeno, o que justificou este trabalho, através de uma pesquisa de campo para análise dessa situação em estudantes da área da saúde numa escola técnica de São Roque. O TBH é uma doença relacionada ao humor ou afeto, causada por combinação de fatores, incluindo genéticos, cuja associação aumenta da probabilidade de desenvolver a doença. É reconhecida pelos clínicos como uma doença subdiagnosticada, por essa razão um número de pessoas permanece desassistida. Apresenta taxa de incidência de aproximadamente 2,6% dos indivíduos. O tratamento consiste em estratégias farmacológicas e não-farmacológicas. São fundamentais os tratamentos complementares que buscam a aplicação clínica do modelo biopsicossocial e a inclusão e valorização da participação dos pacientes e familiares. O objetivo do
    • presente trabalho foi verificar o nível de conhecimento dos alunos do ensino técnico de Enfermagem sobre bipolaridade. Utilizou-se o método da pesquisa de campo, que foi efetuada na cidade de São Roque, no período de Setembro de 2012, por meio da aplicação de questionário fechado entregue aos entrevistados, cujas respostas foram coletadas em seguida. Os critérios de inclusão para a participação foram: estar cursando o semestre inicial ou o final do ensino técnico de Enfermagem da Etec São Roque. Do total de 41 entrevistados, 64,71% afirmaram saber o que é TBH e conhecer alguém com essa moléstia; 76,47% afirmaram conhecer os sintomas; 75,53% desconhecem a forma de diagnóstico; 67,65% não conhecem a forma de tratamento; 82,35% não sabem as causas; 79,41% dos entrevistados não se sentiram deprimido pela manhã; 91,18% procurariam ajuda de profissional; 85,29% acham que as mulheres são mais propensas; 97,06% afirmam que a família tem papel importante nesse processo; 67,65% não conhecem a forma de tratamento; 58,82% não apresentam mudanças repentinas de humor; 94,12% não conhecem nenhum grupo de apoio aos pacientes. O nível de conhecimento dos entrevistados foi razoável, com exceção do tratamento e das causas. Sendo assim, mesmo com o aumento de veiculação de informação sobre o transtorno afetivo bipolar, ainda pode ser considerada como uma doença pouco conhecida em geral na população estudada. SEMEANDO SAÚDE Rosilene Ferraz de Souza; Angélica Laitz dos Santos; Catarini Nacione; Laís Moraes da Silva; Lourdes Silva Oliveira; Luciana Paula dos Santos Silva Lopes; Michele Masae Yoshioka; Monique Evelin de França Lima; Nayara Silva Nazareno Com o aumento abrupto da população mundial há necessidade de uma maior produção alimentícia, e para garantir a sua efetividade são utilizados adubos químicos prejudiciais à natureza e à saúde, ao contrário dos alimentos orgânicos, que são livres de contaminantes e que favorecem sustentabilidade ecológica. Este trabalho tem por objetivo orientar as crianças sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis de origem orgânica, por meio do preparo de adubo orgânico junto com os alunos e funcionários do Colégio Dom Aguirre, de forma a manter a qualidade do solo e das verduras e hortaliças cultivadas no local, preservando o meio ambiente. Realizamos uma palestra para as crianças, para conscientizá-las que os alimentos naturais são mais saudáveis e nos proporcionam qualidade de vida; pesquisamos sobre a produção de adubos orgânicos, que foram empregados na horta comunitária construída e que teve papel ativo das crianças no desenvolvimento e plantio. Após o período de um ano, a horta implantada no local permanece com solo fértil e presença de algumas hortaliças. Sua manutenção é realizada pelos funcionários e crianças, sendo os alimentos colhidos e utilizados em lanches preparados no refeitório da escola. A alimentação saudável é imprescindível para a qualidade de vida e o alimento orgânico não contém aditivos prejudiciais à saúde. Apesar de o custo benefício estar presente quando se trata de alimentos orgânicos, educar sobre a importância do consumo desses alimentos, visando uma vida mais saudável através da reeducação dos hábitos
    • alimentares, é importante para conscientizar as crianças de que elas crescerão sabendo discernir entre uma alimentação saudável e uma prejudicial à saúde. O SIGNIFICADO DA EDUCAÇÃO FÍSICA PARA OS PAIS DE ESTUDANTES DO ENSINO FUNDAMENTAL NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE CERQUILHO Thainara Marques Goulart Orient: Vagner Reolon Marcelino A Educação Física é um conteúdo curricular que tem na escola uma das suas razões de existência. Quando nos remetemos ao assunto Educação Física, a primeira imagem construtiva deste conteúdo vem ser a aprendizagem e prazer pela participação nas aulas de Educação Física. Talvez isso aconteça, pois as aulas de Educação Física transmitem a percepção do momento de lazer, descontração e relaxamento, vinda em uma direção contrária a todo o processo de ensino aprendizagem dos demais conteúdos curriculares tradicionais, como matemática, português, história, geografia e outros. Além dessa imagem descontraída a respeito das aulas, acreditamos que a sociedade de um modo geral interpreta as aulas de Educação Física escolar como a aprendizagem de habilidades técnicas que constituem a prática pura das mais diversas modalidades esportivas, como o futsal, basquete, handebol e vôlei. Portanto, esse trabalho de conclusão do curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade de Sorocaba tem como objetivo identificar qual o significado das aulas de Educação Física escolar para os pais dos alunos do ensino fundamental das escolas municipais da cidade de Cerquilho, região de Sorocaba. Para isso, será utilizada uma entrevista semiestruturada com perguntas abertas. Após a realização das entrevistas, as informações colhidas serão sintetizadas, procedendo-se à análise dos conteúdos, classificando, categorizando e interpretando os dados obtidos. Com a realização deste trabalho, buscaremos encontrar o verdadeiro sentido das aulas de Educação Física no ensino fundamental, partindo do conceito dos pais dos estudantes, pois acreditamos que este trabalho possa contribuir significativamente na região de Sorocaba para reforçar o conceito que a aula de Educação Física ultrapassa os limites práticos das modalidades esportivas. O SIGNIFICADO DO CONTEÚDO CURRICULAR ‘LUTAS’ PARA OS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA FUNDAMENTAL NUMA ESCOLA ESTADUAL DA CIDADE DE IBÍUNA Marcio Vieira Gomes Orient: Vagner Reolon Marcelino
    • Durante a formação acadêmica nos curso de graduação em Educação Física, seja na habilitação Bacharelado ou Licenciatura, o conteúdo de lutas é componente como obrigatório nas matrizes curriculares. Entretanto, durante o nosso processo escolar como aluno no ensino fundamental, percebemos que em nenhum momento tivemos a oportunidade de vivenciar o referido componente em nossas aulas. Assim, desperta o interesse em investigar se durante o desenvolvimento pedagógico das aulas de Educação Física Escolar, no nível fundamental, o conteúdo de lutas é tratado como componente curricular, e de que maneira esse procedimento de ensino ocorre, caso seja contemplado. Assim, essa pesquisa prática de trabalho de conclusão do curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade de Sorocaba - Uniso tem como objetivo identificar o significado do conteúdo de lutas para os professores do ensino fundamental de uma escola estadual da cidade Ibiúna, região de Sorocaba. Tentaremos, através deste trabalho, demonstrar que o conteúdo de lutas é transmitido durante a formação acadêmica e profissional no curso de Educação Física, mas, pressentimos dúvidas com relação à aplicabilidade desse componente curricular durante as aulas de Educação Física no ensino fundamental. Portanto, acreditamos que a justificativa deste trabalho esteja centrada na condição de apresentar subsídios teóricos e práticos para a discussão da relação de conteúdos vivenciados durante a sua formação profissional, e conteúdos de aprendizagem que realmente sejam utilizados no dia a dia profissional. É importante destacar que não temos pretensão neste trabalho em apresentar ou tampouco discutir se o conteúdo de lutas deve ou não fazer parte das matrizes curriculares dos cursos superiores de Educação Física. Ao contrário, queremos apenas conhecer com mais aprofundamento, situando numa escola estadual isolada, qual a participação do conteúdo de lutas durante as aulas, e os motivos que eles são ou não apresentados para os estudantes. A SOCIEDADE QUE EXCLUIU: POLÍTICAS PÚBLICAS E SAÚDE MENTAL Carla Mariano Silva e Silva Orient.: Soraya Diniz Rosa O presente estudo tem como finalidade despertar algumas reflexões a respeito das políticas de saúde mental no Brasil, em reconhecimento ao ônus que as perturbações mentais e cerebrais representam para as pessoas e às famílias por elas afetadas. Cerca de 400 milhões de pessoas que estão vivas hoje sofrem de perturbações mentais, incluindo aquelas dependentes do uso abusivo de substâncias psicoativas. Além do sofrimento e da dificuldade do cuidado, elas se encontram nas fronteiras do espaço social, consideradas como marginais. Nesta pesquisa bibliográfica, analisamos essa situação a partir dos documentos disponibilizados pelo Ministério da Saúde, além dos textos referentes ao movimento da reforma psiquiátrica no Brasil. O objetivo deste trabalho foi o de discutir se as políticas públicas têm sido consolidadas no contexto da desinstitucionalização e da Política da Atenção Básica. Como resultado, apontamos a importância dos movimentos sociais, inclusive do movimento dos trabalhadores da saúde mental, usuários, familiares, sindicalistas, integrantes do movimento sanitário, que, a partir de 1978, surgiu com maior efetividade na luta contra a violência dos manicômios, denunciando a mercantilização
    • da loucura, o financiamento da rede privada e o modelo hospitalocêntrico de atenção. A partir do ano de 1992, os movimentos sociais, inspirados no Projeto de lei do deputado Paulo Delgado, conseguiram aprovar em vários estados brasileiros as primeiras leis que determinaram a substituição progressiva dos leitos psiquiátricos por uma rede integrada de atenção à saúde mental. Assim, a Lei nº 10.216/2001, reconhecida como “lei da Reforma Psiquiátrica”, consagrou o princípio do cuidado e da proteção das pessoas em situação de sofrimento mental e afirmou o atendimento comunitário e extra-hospitalar. Outros programas e serviços foram criados, como os Centros de Atenção Psicossocial-CAPs, o Programa “De Volta para Casa”, a Residência Terapêutica e o Centro de Convivência. Caberia, então, aos gestores municipais o redirecionamento do modelo, na perspectiva de substituir progressivamente o sistema hospitalar. Concluímos que alguns municípios conseguiram avançar no projeto de desinstitucionalização, pois tentaram investir para a restituição dos direitos de cidadania aos sujeitos reconhecidos como doentes mentais. Porém, outros continuam negando esse direito, como é o caso do município de Sorocaba, que contém o maior número de “moradores” do Estado de São Paulo. SUSTENTABILIDADE ATRAVÉS DA RECICLAGEM DO ÓLEO Cristiane dos Santos Nunes; Juliene Arman de Camargo; Mariliza Lopes Menassa; Francine Pereira Miranda Pinheiro; Edileuza Aparecida de Almeida Orient.: Miriam Sanches do Nascimento Silveira A crescente densidade demográfica urbana e o aumento da produção de resíduos pela sociedade fizeram com que o descarte inadequado do óleo de cozinha já utilizado fosse um dos principais problemas da atualidade. A reciclagem é uma forma atrativa de gerenciamento de resíduos, pois transforma o lixo em insumos com diversas vantagens ambientais, sendo uma das formas de gerenciamento do lixo reciclável que evitam que resíduos poluam águas, além de ajudar uma instituição filantrópica de um município do interior paulista, podendo contribuir com a economia, assim como para o bem estar da comunidade da qual se ajuda. O presente estudo tem como finalidade propor um método alternativo para reciclagem do óleo de cozinha e confecção de sabão reciclado, agregando, com a venda dos mesmos, fundos para uma instituição filantrópica do município do interior de São Paulo. Trata-se de uma revisão bibliográfica após estudo observacional e longitudinal, realizado por meio da coleta do óleo utilizado e pela confecção do sabão, que foi comercializado pelas autoras do trabalho de pesquisa. Foi firmada a parceria com a instituição para qual fora doado todo o dinheiro do comércio do sabão. Concluiu-se que, apesar dos grandes problemas ambientais, temos hoje uma grande carência de informações e ações que estejam voltadas para a mitigação impactante das ações filantrópicas perante o meio ambiente e a sociedade. Para uma amplitude de resultados positivos, tem que haver uma união entre população e as partes relacionadas à coleta e reciclagem do resíduo proveniente de processos alimentícios, engajando todos na resolução ambiental, a partir da Educação Ambiental como ferramenta para o desenvolvimento sustentável.
    • TERAPIA OCUPACIONAL, ARTE E ESQUIZOFRENIA Sarah Abramosviz Paulo Pereira; Karina Aparecida Duarte de Almeida; Naraligia Hessel Orient: Soraya Diniz Rosa O trabalho da Terapia Ocupacional e sua importância para o tratamento de doentes mentais “crônicos” têm sido apresentados como a possibilidade de contribuir para a política de desinstitucionalização proposta pela reforma psiquiátrica. Nesse contexto, esta pesquisa apresenta os resultados referentes a essa temática, partindo da análise de oito artigos científicos disponibilizados nas Revistas de Saúde Pública da UFRJ e nos Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar. A partir das palavras- chave Terapia Ocupacional, Arte e Esquizofrenia, selecionamos, primeiramente, quinze textos, e num segundo momento, excluímos sete, visto o nosso interesse pelo tema e pelos resultados apresentados em cada trabalho. O objetivo desta pesquisa de cunho bibliográfico foi o de explorar a intervenção do terapeuta ocupacional com pacientes de longa permanência nos hospitais psiquiátricos, e a utilização da arte como recurso terapêutico. Como resultado, assinalamos a importância do trabalho desenvolvido pela Terapia Ocupacional nessas instituições asilares, no sentido do acolhimento e da intervenção com essas pessoas em situação de risco social pela própria deterioração da sua identidade, uma vez que se encontram cerceadas do seu direito de liberdade.No tratamento com pacientes diagnosticados como esquizofrênicos, a arte proporciona a recuperação do senso de realidade, da autoestima e da possibilidade de se reconhecer como pessoa humana. A Drª Nise da Silveira, psiquiatra “junguiana”, atendendo os pacientes internados no Hospital Psiquiátrico Pedro II, na cidade do Rio de Janeiro, levantou uma frente de combate contra o eletrochoque, tido como a última moda, que se introduzira nas clínicas brasileiras na década de 1950. Através da criação das oficinas de artes, ela recrutou os pacientes com aptidão para pintura e fundou o Museu de Imagens do Inconsciente, no ano de 1952. A análise das obras produzidas por esses artistas representa um processo que vai da quase ausência da figura humana, onde se predominam a abstração, a estilização e o geometrismo, para as formas reais da vida e do sofrimento. Concluímos que essa experiência tem sido referenciada e utilizada como uma estratégia para o trabalho da Terapia Ocupacional, principalmente nas instituições asilares. De fato, a arte pode ajudar a ressignificar a dependência gerada pela institucionalização, pois a exploração de uma forma de terapia não verbal gera grandes benefícios para os pacientes mais comprometidos e adoecidos pelo próprio modelo de tratamento que lhes foi empregado.
    • TERAPIA OCUPACIONAL EM CONTEXTOS HOSPITALARES: A IMPORTÂNCIA PARA A QUALIDADE DE VIDA EM SAÚDE Thais Fernanda Alencar de Lima; Aglahia Vargas Vassileris; Bruna Roberta Vieira de Camargo; Graziele Silva Cubas Orient: Ana Paula Santos No contexto hospitalar, o sofrimento causado pela doença associado às imagens e representações que socialmente são construídas sobre o ”estar doente” e sobre o próprio hospital pode levar o indivíduo internado a outro tipo de sofrimento psíquico, juntamente com o medo, com a perda da rotina que o identifica como sujeito, e com o afastamento daqueles que reafirmam seus diferentes papéis sociais (familiares, colegas de trabalho e escola, amigos, entre outros.). O hospital é um lugar voltado para o atendimento de sujeitos em condições especiais, que necessitam da atuação de profissionais com formação diferenciada, e é nesse espaço que vários aspectos como os valores morais, culturais, religiosos, políticos, econômicos e sociais vão expressar suas particularidades nos indivíduos internados e também nos profissionais que participam desse contexto. O objetivo deste trabalho é refletir sobre a reabilitação em contextos hospitalares, que baseia as atuais ações realizadas no curso de Terapia Ocupacional na disciplina de Prática III. Entende-se que objetivo da Terapia Ocupacional em contextos hospitalares é a promoção da qualidade de vida do sujeito hospitalizado, levando em consideração sua globalidade e integridade. Na metodologia optou-se pelo estudo qualitativo, a partir da revisão bibliográfica sistêmica. A atuação do terapeuta ocupacional em programas de assistência integral à saúde é fundamental, pois é esse profissional que define ações de prevenção ou propõe e desenvolve programas de tratamento que possibilitam a melhora do estado de saúde e da qualidade de vida do paciente, capacitando-o para alcançar maior grau de independência funcional, para adquirir autonomia e a independência necessária à manutenção de uma vida ativa e eliminar, reduzir ou evitar os processos de exclusão. Essa atuação tem como base o uso específico de atividades (que podem ser de autocuidado, de caráter expressivo, artesanal, artístico, profissional e lúdico) e /ou exercícios, com ou sem a utilização de recursos ou dispositivos de tecnologia assistiva, como as adaptações. Foi concluído que é fundamental que o terapeuta ocupacional desenvolva programas de intervenção voltados para o cotidiano hospitalar, de modo a promover a qualidade de vida e melhorar o desempenho ocupacional do sujeito durante a internação. TERAPIA OCUPACIONAL HOSPITALAR: ATUAÇÃO PRÁTICA NA SANTA CASA DO MUNICÍPIO DE VOTORANTIM Grazieli Nalesso Franguelli; Adriane Aparecida Rodrigues; Caroline Luana de Camargo;Juliana Haure Yamashita Orient: Ana Paula Santos
    • A Santa Casa de Votorantim é um hospital que atende apenas pacientes do SUS, abrangendo prioritariamente a área da maternidade, clínica médica e uma pequena população da pediatria. A atuação do terapeuta ocupacional no hospital é uma especialidade em expansão, que vem quebrando barreiras e mostrando como é benéfico este profissional dentro do contexto hospitalar para a reabilitação do paciente nos aspectos físico, cognitivo, mental e social. O curso de graduação de Terapia Ocupacional da Uniso tem como disciplina no 5º semestre a Prática IV, que trabalha com as alunas a vivência do terapeuta ocupacional dentro do hospital. O trabalho das estudantes na área da pediatria é voltado para o olhar do brincar e do lúdico como recurso terapêutico, viabilizando a expressão e o conhecimento das potencialidades e limitações da criança, sendo esta uma das maneiras para trabalhar as questões das AVDs (atividades da vida diária), prevenir problemas no desenvolvimento sensório- motor, psicossocial e cognitivo, utilizando-se atividades que estimulem a criança a um maior desempenho ocupacional. No setor da maternidade, foi verificada a falta de orientação a respeito da gravidez, o que pode colocar em risco a saúde de mães e bebês. Visando uma melhor qualidade de vida, verifica-se que a orientação pode ser benéfica às mães sem experiência, interferindo nas mudanças no cotidiano e orientando as gestantes. No período de gestação, as estudantes visam auxiliar as mulheres, orientando-as sobre a gestação, a superar algumas dificuldades enfrentadas em seu cotidiano alterado para a chegada do bebê, e instruindo sobre o desenvolvimento normal de uma criança. No período pós-parto, a atuação da terapia ocupacional é orientar a mãe em relação aos cuidados básicos, o posicionamento adequado no momento da amamentação e a importância de fortalecer o vínculo materno nesse período. No setor da clínica médica, são inúmeros os diagnósticos nos quais as condições clínicas dos pacientes variam muito, sendo prestados atendimentos ao paciente no leito e também aos seus cuidadores. A atuação do terapeuta ocupacional, no ambiente hospitalar, é de suma importância, pois, num atendimento multidisciplinar, as possibilidades de recuperação, aceitação e/ou adaptação às condições clínicas possivelmente terão maior eficiência. Considerar o atendido como um todo e não como simples objeto de estudo ou um ser segmentado, e reconhecer a importância de um trabalho harmonioso em grupo, com representantes de outras carreiras em saúde figuram entre os aspectos enfatizados nessa área tão promissora. TERAPIA OCUPACIONAL NA PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA EM SAÚDE DO TRABALHADOR 2012 Luana Fernanda Freitas Magueta Orient:.Lilian de Fátima Zanoni Nogueira Este trabalho é um projeto de extensão do Curso de Terapia Ocupacional, iniciado em agosto de 2012 e com término para julho de 2013, que se justifica na medida em que melhorar a qualidade de vida tem sido motivo de preocupação de muitas empresas e instituições, principalmente como consequência das novas abordagens administrativas e organizacionais do trabalho, que colocam o ser humano
    • como o cerne do trabalho, por conseguinte o ser mais valioso, ou seja, estando em primeiro plano como forma de atingir seus objetivos operacionais e administrativos. O Projeto consiste em ações realizadas no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho - Unisaúde visando à promoção da saúde e da qualidade de vida dos colaboradores da Instituição, no ambiente de trabalho.Tal projeto objetiva a promoção à adoção de hábitos saudáveis, gerenciamento do estresse, educação para uma postura correta e reorganização ergonômica. Pretende-se proporcionar, no âmbito do trabalho do colaborador, um ambiente motivador e favorecer um melhor aproveitamento e satisfação na realização de suas atividades. As atividades realizadas no projeto de terapia ocupacional foram: auxilio no controle de absenteísmo, grupos para favorecer melhora no relacionamento interpessoal no trabalho, cooperação, senso de responsabilidade, persistência e ainda proporcionar um espaço para compartilhar questões do cotidiano laboral. Este projeto está norteado pela metodologia da pesquisa ação, na qual o pesquisador desempenha um papel ativo na resolução dos problemas encontrados, no acompanhamento e na avaliação das ações desencadeadas em função dos problemas. O objetivo prático a se atingir com esta metodologia é propor soluções e acompanhar ações correspondentes aos resultados do projeto, que indicam que há melhora na qualidade de vida dos trabalhadores na medida em que são atendidos em suas necessidades no trabalho, desde o espaço de escuta proporcionado pelo mesmo, até as modificações ambientais que são proporcionadas a fim de melhorar a condição de trabalho. Observamos que as ações desenvolvidas possibilitam ao colaborador maior conhecimento sobre a prevenção de doenças, bem como melhor qualidade de vida. Concluímos que a as empresas que adotam programas de qualidade de vida e/ou intervenção da Terapia Ocupacional no trabalho favorece aos colaboradores aprender a lidar com as questões relacionadas ao cotidiano laboral, podendo melhor conduzir seu ambiente de trabalho a um espaço agradável e propício para desempenhar suas funções, seja nas condições estruturais, ambientais ou nas relações interpessoais. TERAPIA OCUPACIONAL NA SAÚDE DO TRABALHADOR Adriane Aparecida Rodrigues; Juliana Haure Yamashita Orient. Lilian de Fatima Zanoni Nogueira O objetivo deste trabalho é refletir sobre a atuação do terapeuta ocupacional no saúde do trabalhador. Na metodologia, optamos pelo estudo qualitativo, a partir da revisão bibliográfica sistêmica. Para captação de publicações pesquisamos os bancos de dados científicos eletrônicos. Para entender a atuação do Terapeuta Ocupacional no ambiente do trabalho, devemos, primeiramente, compreender como era conhecido o trabalho ao longo dos tempos. Este tema é pertinente, pois nos dias atuais as pessoas estão cada vez mais ligadas com a questão do trabalho, vivenciando um cotidiano acelerado, no qual as pessoas têm uma obrigatoriedade do fazer durante todo o ciclo diário, inviabilizando as possibilidades de pausa e lazer. Vivendo desta forma, o trabalhador só faz aumentar o número de doenças decorrentes do trabalho,
    • dentre as quais podemos destacar a psicopatologia, que se refere aos transtornos mentais causados pelo trabalho, a qual evidência o desgaste psíquico de determinado que trabalhador pode sofrer quando submetido a mesma forma de trabalho que interfere diretamente no conteúdo e no controle do trabalho. O Terapeuta Ocupacional intervém nesse contexto da saúde do trabalhador com o papel não apenas de atuar nas queixas do trabalhador, mas enfatiza a prevenção e adequação dos ambientes do trabalho. Os recursos utilizados pelo Terapeuta Ocupacional perpassam a intervenção de ordem ergonômica, adequando o mobiliário do ambiente de trabalho pensando na necessidade de cada indivíduo, assim como realizam atividades grupais com objetivo de solucionar intercorrências de relações e de processo de trabalho, a fim de propor um trabalho saudável. Concluímos que a atuação nessa área perpassa a intervenção nos aspectos psíquicos de cada individuo, tais como: mecanismos de cooperação, reconhecimento, sofrimento, mobilização da inteligência, vontade e motivação e estratégias defensivas que se desenvolve e se estabelece a partir de situações do trabalho, e desta forma trabalha a prevenção ou manutenção do problema relatado. O Terapeuta Ocupacional tem uma atuação imprescindível na saúde do trabalhador para transformar a pessoa e o ambiente de trabalho, tornando-o agradável, prazeroso e saudável. A TERAPIA OCUPACIONAL NO ATENDIMENTO AO IDOSO COM O MAL DE PARKINSON Camila Fernanda de Oliveira; Sheila Viegas de Almeida Orient.: Ana Paula dos Santos Foi realizada uma pesquisa bibliográfica referente à Doença de Parkinson e como a Terapia Ocupacional pode atuar no tratamento desta doença. O Parkinson, definido em 1817 pelo médico inglês James Parkinson, é uma doença neurológica que afeta os movimentos da pessoa, ou seja, causa tremores, lentidão de movimentos, rigidez muscular e desequilíbrio, além de alterações na fala e na escrita. Ela ocorre pela perda de neurônios do SNC em uma região conhecida como substância negra. Os neurônios dessa região sintetizam o neurotransmissor dopamina, cuja diminuição nessa área provoca sintomas principalmente motores. Entretanto, também podem ocorrer outros sintomas, como depressão, alterações do sono, diminuição da memória e distúrbios do sistema nervoso autônomo. Os principais sintomas motores se manifestam por tremor, rigidez muscular, diminuição da velocidade dos movimentos e distúrbios do equilíbrio e da marcha. Os ombros ficam encolhidos e inclinados para frente, os braços caem paralelos ao corpo e quase não balançam, e os calcanhares arrastam-se no chão causando um caminhar bastante típico. O tremor típico afeta os dedos ou as mãos, mas pode também afetar o queixo, a cabeça ou os pés. Pode ocorrer em um lado ou nos dois, e pode ser mais intenso num lado que no outro. A lentidão de movimentos é, talvez, o maior problema para o parkinsoniano, embora esse sintoma não seja notado por outras pessoas. Não há indícios de que seja hereditária, e apesar dos avanços científicos, ainda continua incurável e progressiva, mas isso varia muito em cada paciente e a sua causa continua desconhecida até hoje. A doença pode afetar qualquer pessoa, independentemente de sexo, raça, cor ou classe social, mas tende a afetar pessoas mais idosas; em sua grande maioria, as
    • pessoas têm os primeiros sintomas geralmente a partir dos 50 anos de idade, mas pode também acontecer nas idades mais jovens, embora os casos sejam mais raros. Porém, ela pode e deve ser tratada não apenas combatendo os sintomas, como também retardando o seu progresso. O terapeuta ocupacional é um dos profissionais que melhor poderá orientar o paciente com o objetivo de facilitar as atividades da vida diária, bem como indicar condutas que propiciem independência para a higiene pessoal e sua reinserção em sua atividade profissional. Na Doença de Parkinson, o Terapeuta Ocupacional buscará minimizar as limitações decorrentes da progressão da doença e procurará contribuir para a melhora e a manutenção da qualidade de vida. As atividades cotidianas são o principal alvo do tratamento desta doença progressivamente incapacitante. Para minimizar o efeito da doença de Parkinson sobre a vida da pessoa, a terapia ocupacional pode oferecer ao paciente e a sua família diversas adaptações no ambiente domiciliar, além de utilizar também alguns dos recursos da Tecnologia Assistiva para contribuir a proporcionar ou ampliar habilidades funcionais. TERAPIA OCUPACIONAL E LER/DORT – INVESTIGAÇÃO E ATUAÇÃO (Sem gradeamento) Suelen Francyne Scatolin dos Santos; Carla Sandrine da Silva; Maria Eduarda Pereira de Carvalho; Graziela Almeida de Oliveira; Daniele Fernanda Menck Orient.: Lilian de Fatima Zanoni Nogueira Esta pesquisa caracteriza a temática das doenças ocupacionais LER (lesões por esforços repetitivos) / DORT (distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho), perpassando seu surgimento, diagnóstico, fatores de risco e a intervenção da Terapia Ocupacional nesse contexto. O presente estudo tem como objetivo investigar o conhecimento de estudantes universitários sobre o tema, bem como avaliar, após apresentação do tema, como se estrutura esse conhecimento. Como metodologia, utilizamos revisão bibliográfica, entrevista com estudantes universitários da Uniso, apresentação de simulação para alunos do 5º período da graduação em Terapia Ocupacional, e questionário de avaliação especifico sobre a intervenção da Terapia Ocupacional aos alunos do curso dessa graduação. O ambiente de trabalho pode ser causador de doenças osteomusculares, e estas tendem a desencadear significativas alterações na vida cotidiana no que diz respeito ao âmbito da patologia (dor, restrição, limitação) e das questões sociais, que envolvem o afastamento do trabalho, percepção de funcionalidade, dificuldades no relacionamento interpessoal, perda de referência social. Como resultados da pesquisa, identificamos que a etiologia de LER/DORT é multifatorial, os fatores de risco interagem entre si e devem ser sempre analisados de forma integrada, envolvendo aspectos biomecânicos, cognitivos, sensoriais, afetivos e de organização de trabalho. No caso da organização de trabalho, podemos citar, por exemplo, fatores organizacionais, envolvendo aspectos biomecânicos, cognitivos, sensoriais, afetivos e de organização de trabalho, caso dos fatores organizacionais como a carga de trabalho e pausas para descanso
    • que podem controlar fatores de risco de frequência e intensidade. A pesquisa com alunos de diversos cursos da Uniso, incluindo os de Terapia Ocupacional, demonstrou desconhecimento sobre LER/DORT, fato o qual nos alerta para a necessidade de melhor divulgação sobre o assunto entre os universitários que se envolverão em gestão nas empresas após a formação. Após a apresentação de simulação em sala, as alunas do 5º período de Terapia Ocupacional demonstraram maior conhecimento acerca do assunto, pois obtivemos respostas concretas e assertivas por meio de questionários de avaliação posteriores aplicados, indicando maior conhecimento em relação à atuação da Terapia Ocupacional nas LER/DORT. Como respostas, concluímos que os alunos que têm as informações lúdicas sobre o tema durante a graduação, identificam a importância da intervenção global que atua nas condições do ambiente de trabalho (físicos, ergonômicos), indicação para o uso dos EPIs (equipamentos de proteção individual), orientação para a realização de intervalos (importante a “pausa” durante a jornada de trabalho), opções para readequação de rotina laboral, prevenindo a rotina dos movimentos repetitivos/estereotipados. TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO: NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM NA REGIÃO DE SÃO ROQUE Maria Carolina Albuquerque Mariano; Rosemira Warifune Nakajima; Washington Danilo de Lima Orient: Robson Vicente Machado de Oliveira Este trabalho teve como tema o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e o conhecimento que os profissionais de saúde têm sobre essa moléstia, através de uma pesquisa de campo para análise dessa situação. O TOC é uma doença psiquiátrica de difícil diagnóstico, caracterizada por obsessões, compulsões, pensamentos invasores recorrentes não desejados e comportamento repetitivo do tipo ritual. A hereditariedade pode ser um dos fatores associados ao TOC, mas também fatores sociais, políticos, econômicos e culturais, como a situação em que a pessoa se desenvolveu. Os tratamentos mais convencionais são procedimentos psicocirúrgicos, ansiolíticos e terapias de base. Há também, em casos de ineficácia do tratamento convencional, a procura de outros métodos, sendo até a psicocirurgia uma das alternativas. Sendo assim, o TOC é de grande importância para a saúde pública devido aos prejuízos sociais ou sofrimentos que causa aos pacientes e à família. O objetivo do presente trabalho foi realizar uma pesquisa de campo para se verificar nos profissionais de saúde da região de São Roque o nível de conhecimento de características relacionadas ao TOC. Utilizou-se o método da pesquisa de campo, que foi efetuada na cidade de São Roque, no período de setembro e outubro de 2012, através da aplicação de questionário aberto e fechado, que foram entregues aos profissionais auxiliares, técnicos e enfermeiros, tendo as respostas retiradas em seguida. Após análise e quantificação das respostas, foram obtidos os seguintes valores: 86% responderam que o TOC não é uma doença transmissível, 38% responderam que conhecem como é realizado o diagnóstico, 54% responderam que os medicamentos
    • ansiolíticos são usados no tratamento, 74% responderam que o portador do TOC sofre algum tipo de preconceito, 42% responderam que conhecem alguém que apresenta sinais do TOC, 72% afirmaram que o TOC não é uma doença hereditária. Por meio do presente trabalho, pode-se concluir que o nível de conhecimento dos profissionais de Enfermagem da região de São Roque em relação ao TOC foi bastante satisfatório. UTILIZAÇÃO DO INVENTÁRIO DE AVALIAÇÃO PEDIÁTRICA DE INCAPACIDADE (PEDI) NA TERAPIA OCUPACIONAL: UM ESTUDO A RESPEITO DO DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO FUNCIONAL EM CRIANÇAS Suzana Pêgo dos Santos Orient: Cíntia de Menezes Fernandes Bernal Este estudo focaliza o Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade (PEDI) na Terapia Ocupacional. O teste tem origem norte-americana e foi traduzido e adaptado para o português, conforme a nossa cultura, o que o torna uma ferramenta apropriada para o uso terapêutico. Para a Terapia Ocupacional, esse tipo de protocolo tem utilidade, já que a natureza do processo de avaliação considera os indivíduos e seus papéis, ocupações, atividades e interações no seu ambiente pessoal. O objetivo geral do estudo consiste em pesquisar a respeito da utilização do Inventário de Avaliação Pediátrica de Incapacidade (PEDI) na Terapia Ocupacional, para a avaliação do desempenho funcional em crianças. Para os objetivos específicos, o estudo pretende: discutir o desenvolvimento da função sensório motora como base para o desempenho funcional na infância; analisar a constituição das ações de autocuidado no contexto do desenvolvimento infantil; pesquisar sobre os impactos das disfunções neurológicas no desempenho funcional na infância; analisar a aplicação do teste PEDI no contexto da atenção em Terapia Ocupacional na atualidade. A metodologia apóia-se na revisão em campos bibliográficos e os procedimentos incluem a análise de artigos científicos provenientes de bases de dados como Lilacs, Medline, Pubmed e Scielo, entre os anos de 2000 e 2012. Os resultados parciais apontam que o instrumento permite ao profissional atuante na saúde infantil identificar o status funcional de crianças com risco ou prejuízo no desempenho ocupacional. Essa característica torna esse inventário uma opção especialmente interessante para o profissional da Terapia Ocupacional, uma vez que, enquanto instrumento de avaliação, o PEDI permite, de forma objetiva, que o terapeuta perceba e mensure as habilidades funcionais e o nível de independência da criança, observando três áreas: autocuidado, mobilidade e função social.
    • A VISÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL SOBRE A SEXUALIDADE NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO Bianca Cristina Aliaga do Carmo; Cássia Maria Alexandre Orient.: Ana Paula Santos O presente trabalho ainda em andamento tem como objetivo geral compreender a respeito das relações entre o envelhecimento, a sexualidade e suas influências culturais. E específicos investigar as representações sociais e estereótipos sobre a sexualidade no envelhecimento humano; Demonstrar a influência da menopausa e da andropausa na sexualidade; Descrever os aspectos emocionais que influenciam na sexualidade do idoso e entender quais as contribuições da Terapia Ocupacional sobre a sexualidade no processo de envelhecimento. Para tanto, utilizamos como metodologia a pesquisa bibliográfica em caráter qualitativo. Com o envelhecimento populacional observado nas últimas décadas, têm surgido diferentes campos de estudos e atuação envolvendo a velhice, entre eles está a sexualidade. Os avanços da medicina e as melhorias nas condições gerais de vida da população repercutem no sentido de elevar a média de vida do brasileiro de 45,5 anos de idade, em 1940, para 72,7 anos, em 2008. No Brasil, a estimativa é que em 2020 os idosos representem 12% da população, o que em números absolutos corresponderá, aproximadamente, a 25 milhões de idosos. A sexualidade no envelhecimento é um campo da área da saúde de extrema importância que merece devida atenção, uma vez que esse é um assunto que tem sido deixado de lado pela sociedade, pela família e até mesmo pelos próprios idosos. Em nosso meio, a aproximação do envelhecimento é um fator de desvalorização e desrespeito, muitas vezes sendo sinônimo de dor e sofrimento. A sociedade desconhece a importância das relações afetivas nessa fase da vida, e o idoso não é visto com um ser de direito a uma vida sexual normal como as outras faixas etárias, que podem usufruir da sexualidade; ele é visto com um ser assexuado, muitas vezes é ridicularizado, como se o envelhecimento acabasse também com a sabedoria, com a capacidade de desejar e sentir prazer, o que contribui de forma negativa para manter e reforçar os mitos sobre a sexualidade. O envelhecimento traz também a saída dos filhos, a aposentadoria, a viuvez, dando a certeza de que é o fim e aproximação da própria morte. No passado, a sexualidade do idoso foi negada e esquecida. Hoje sabemos, por umas infinidades de estudo existentes, que se destacam cada vez mais os benefícios que ela traz para a saúde, o bem estar e a satisfação geral do idoso. Nós, como futuras profissionais da área da saúde e pessoas interessadas no bem-estar do indivíduo que envelhece, podemos atuar não só orientando, como promovendo cuidados nessa área da sexualidade humana.
    • Ciências Exatas e da Terra
    • EXPERIMENTOS DE PENSAMENTO APLICADO NO ESTUDO DO PARADOXO DOS GÊMEOS Guilherme Moisés Sampaio Orient.: Emerson Ferreira Gomes O uso da imaginação no ensino de Física é um dos recursos mais utilizados no ensino de Física Moderna, especialmente porque na própria concepção de algumas hipóteses dessa área observa-se o uso da imaginação em experimentos mentais. Em particular, no caso da Teoria Especial da Relatividade, um dos recursos para se refletir sobre o aspecto relativo do tempo e do espaço é o experimento mental, intitulado “Paradoxo dos Gêmeos”. Esse experimento foi formulado por Paul Langevin, em 1911, e ainda hoje é um dos principais meios para compreendermos a essência da dependência no estado de movimento do observador, com relação às noções de espaço e de tempo. Pesquisas em cima de trabalhos e artigos sobre experimentos de pensamento, que apresentam alguma relação com o ensino, sugerem que o uso de alternativas didáticas que incluem essas experiências pode ser útil na aprendizagem de fenômenos difíceis de serem observados em condições de laboratório físico, como é o caso deste estudo. Assim, buscaremos neste trabalho analisar algumas características deste experimento pensado, de forma que possamos aplicá-lo como um instrumento em potencial para o ensino de Física. Desse modo, pensando didaticamente, seria uma forma adjunta de compreender muitos fenômenos físicos sem a necessidade de experimentos laboratoriais, de modo a criar um senso crítico sobre realizações experimentais de sucesso provável, além da percepção e do raciocínio lógico por meio da análise deste famoso e interessante experimento de pensamento. MÉTODO PARA OBTENÇÃO DE BIODIESEL A PARTIR DE ÓLEOS RESIDUAIS Rafael Gomes de Almeida Orient.: Norberto Aranha; Edgard Robles Tardelli O diesel proveniente do petróleo está sendo gradativamente substituído por biodiesel, que tem como vantagens o fato de ser uma substância de obtenção relativamente rápida, de gerar menos gases poluentes, é de baixo custo e por contribuir com reutilização de descartes de resíduos residenciais e comerciais. O biodiesel é produzido através da reação de um triglicerideo com um álcool acelerado por um catalizador, reação conhecida como transesterificação. Neste trabalho, realizou-se o estudo para a obtenção de biodiesel a partir de óleos provenientes de frituras. Estes óleos apresentam partículas sólidas, índice de acides e pH altos, que podem dificultar a transesterificação e ainda ocorrer a saponificação. Para evitar esses problemas, são utilizados métodos de limpeza na retirada dessas impurezas e normalizar seu pH. As partículas são retiradas por filtragem do óleo pré-aquecido,
    • seguido de sucessivas lavagens com água destilada. Em seguida, mistura-se uma solução de hidróxido de sódio e metanol para produzir o agente de transesterificação denominado de metóxido. O óleo e aquecido até 110ºC por 1h e resfriado a 55 ºC, o metóxido é adicionado sob agitação por 40 minutos, seguido de repouso por 24h. Ao final do processo, tem-se a separação, por decantação, da glicerina (fase mais densa) do biodiesel. O biodiesel é então submetido a uma série de lavagens para a retirada de resíduos de sabão, catalisador, metanol e outras impurezas. Após a lavagem, o produto é filtrado a vácuo, para retirada de partículas residuais e aquecido a 30º por 4h em uma estufa para retirada da umidade. O processo utilizado resultou num rendimento de 90% na obtenção do biodiesel. Amostras do biodiesel já purificado foram caracterizadas utilizando como base requisitos estipulados pela Agencia Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP), pela resolução nº 07 de 2008 (RANP 07/08) e por métodos de comparação com o diesel comercial. O biodiesel apresentou um índice de acides de 0,74415 mgNaOH/g, inferior ao valor de 0,9134 mgNaOH/g obtido para o diesel comercial, e de acordo com a portaria nº. 225, de novembro de 2003, estabelecida pela ANP, que prevê que o valor máximo permitido de 0.80 mgNaOH/g de óleo. O pH do biodiesel foi de 5, abaixo do valor obtido para o diesel comercial, que foi de 6. As cinzas decorrentes da queima do biodiesel é um fator importante, pois teores elevados prejudicam os pistões, anéis, bombas injetoras, tubos compressores e câmara de combustão. O biodiesel produzido neste projeto resultou num teor de cinzas de 0,019%, valor a METODOLOGIAS DO ENSINO DE MATEMÁTICA: O RACIOCÍNIO INDUTIVO NA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EM SALA DE AULA Reynaldo D'Alessandro Neto Orient. Maria Ogécia Drigo Esta pesquisa reflete sobre metodologias de ensino de matemática e o raciocínio indutivo, que constituem o contexto da nossa pesquisa, cujos propósitos são compreender a relação entre indução e o desenvolvimento do pensamento matemático, bem como de elencar aspectos históricos vinculados aos estudos da indução; explicar procedimentos matemáticos que se valem da indução e elaborar uma sequência didática de assuntos desenvolvidos no ensino fundamental e médio, enfatizando o raciocínio indutivo ou o método indutivo. Vamos tratar da indução segundo Aristóteles, Bacon, Hume, Popper, Mill e Bertrand Russel; e do ensino de matemática segundo Pólya, Oliveira, entre outros, e através dos Parâmetros Curriculares Nacionais. A relevância desta pesquisa está na tentativa de compreender o “fazer do matemático”.
    • NOVAS METODOLOGIAS PARA OS DESAFIOS NO ENSINO DE ASTRONOMIA Diego Aparecido Carvalho Albuquerque Um dos maiores problemas que os educadores de Física têm encontrado nos últimos anos é fazer com que a disciplina não se torne tão abstrata para o educando. O fato é evidenciado em diversos artigos atuais que orientam os educadores a tentarem trazer a Física para o cotidiano do aluno. Este trabalho foi desenvolvido como ferramenta de apoio ao professor de Física para ministrar aulas que tratam do tema de Astronomia, proporcionando ao educador uma nova ferramenta metodológica para o ensino de Física, buscando despertar o interesse dos alunos por fenômenos astronômicos. Assim, os objetivos específicos do trabalho são: compreender fenômenos astrofísicos e cosmológicos através de softwares educativos; conhecer o universo e os elementos que o compõem; visualizar e compreender as forças gravitacionais existentes bem como movimentos dos corpos e a validade das leis da mecânica newtoniana através de aplicativos e ilustrações; conhecer o nosso sistema solar e as inter-relações Sol-Terra-Lua; analisar a visão humana do universo, sua origem, expansão e atuais características. Os tópicos abordados neste trabalho foram escolhidos com base nos assuntos abordados na atual Proposta Curricular do Governo do Estado de São Paulo, incentivando a utilização de softwares pelos educadores. Os estudos sobre tais temas partiram de livros didáticos, pesquisas online e da colaboração de alguns profissionais no assunto. A grande importância da utilização de softwares e animações no ensino vem sendo discutida nos últimos tempos. Vivemos atualmente na chamada Era da Informação, onde o símbolo maior da globalização é, sem dúvida, o computador. Está cada vez frequente ver crianças utilizando o computador, seja para jogar, pesquisar, brincar ou se divertir. Cabe ao educador moderno aproveitar do momento histórico em que estamos e utilizar o computador como ferramenta de auxílio no ensino. Neste trabalho foi confeccionado um material virtual com finalidades pedagógicas, além de algumas animações desenvolvidas justamente para suprir as necessidades dos educadores da atualidade. O material foi trabalhado com alunos de ensino médio, com faixa etária de 14 a 18 anos, e apresentou resultados extremamente satisfatórios na relação ensino- aprendizagem.
    • Ciências Humanas e Sociais
    • A CRIANÇA E SEUS RABISCOS: UMA DISCUSSÃO TEÓRICA SOBRE O INÍCIO DA ATIVIDADE GRÁFICA INFANTIL Débora Fabiane Barizon Orient: Eliete Jussara Nogueira Em sua origem, o desenho é considerado uma atividade motora desprovida de intenção representativa ou pictórica, e os rabiscos, foco central deste trabalho, são os seus precursores. Este estudo qualitativo de natureza exploratória visa realizar análises exclusivamente a partir de fontes bibliográficas sobre a origem e desenvolvimento do rabisco infantil. Percebe-se que os rabiscos ainda são subvalorizados nos estudos sobre a infância e a educação infantil. Desse modo, a carência de informações pode resultar na falta de encorajamento por parte de pais e professores deste comportamento, especialmente quando ele ocorre em paredes, pisos e outras superfícies não destinadas a fins gráficos. Ao ter a oportunidade de rabiscar, a criança desenvolve seu repertório gráfico que se compõe de linhas, traços, pontos e formas que serão utilizados posteriormente para propósitos representativos, ou seja, para a invenção de símbolos visuais em forma de desenho. Além disso, os rabiscos das crianças pequenas oferecem informações valiosas de como elas pensam e se desenvolvem bem como suas relações com pessoas, coisas e lugares, e como compreendem o mundo. O referencial teórico sobre esta fase inicial da atividade gráfica infantil será composto por discussões abordadas nas obras de autores como: Eng, Kellogg, Berson, Golomb, Gardner e Greig. Espera-se que esta pesquisa ofereça subsídios aos profissionais que atuam junto às crianças de 0 a 3 anos, para que possam reavaliar o papel do desenho nesta faixa etária. A INFLUÊNCIA DO TRABALHO VOLUNTÁRIO NA FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO Cauê Pontes Briganti; Filipe Rosa Gomes; Filipe Costa de Almeida; Melisa Pereira Gonçalves; Vitória Bentivoglio Silveira Orient.: Ana Laura Schliemann O objetivo desse trabalho foi refletir sobre o trabalho da organização "Psicólogos sem Fronteiras" e sua influência na formação do psicólogo. O voluntariado é o conjunto de ações de interesse social e comunitário em que toda a atividade desempenhada se reverte a favor do serviço e do trabalho, feito sem recebimento de qualquer remuneração ou lucro. É graças a esse tipo de trabalho que muitas ações da sociedade organizada têm suprido o fraco investimento governamental em educação, saúde, lazer etc. Fundado em 2009, com a ideia de realizar trabalhos na área social, o projeto "Psicólogos sem Fronteiras" procura levar auxílio à população e voluntários do Haiti, que ainda se recupera do maior terremoto dos últimos dois séculos, o qual trouxe a oportunidade de se aprofundar ainda mais no tema. Com base na literatura,
    • refletimos acerca da vivência de voluntariado durante a formação do psicólogo. Entendemos que as experiências no trabalho voluntariado são potencialmente interessantes, a partir do momento em que o psicólogo pode se deparar com uma nova realidade rica em subjetividade. Características como percepção, comunicação e subjetividade são a base para um bom profissional. Observamos que neste contexto, ou seja, após uma ação voluntária, se estabelece uma nova visão do mundo, criando uma facilidade em lidar com os outros, além de administrar melhor o meio. Portanto, defendemos que a formação do psicólogo é, entre outras coisas, um excelente exemplo de que experiências de vida enriquecem o trabalho do profissional. A ESTRADA DA DISCÓRDIA: A PROBLEMÁTICA TERRITORIAL ENTRE DOIS MUNICÍPIOS João Antonio Junio Martins; Marivaldo Castanho Marins; Melissa Cristina de Oliveira Orient: Fernando Assis dos Santos Neste trabalho procuramos, por meio de uma visão geográfica, observar de maneira crítica uma problemática que envolve um lugar chamado Rechã. A pesquisa aqui apresentada procura desenvolver no plano teórico uma reflexão sobre a noção de territorialidade e sertão. Cravado no interior paulista encontramos o distrito de Rechã, pertencente ao município de Itapetininga, situado a, aproximadamente, 44 km de distância do centro urbano. A maior parte do percurso entre esses dois pontos é feita pela rodovia Raposo Tavares SP-270, porém, na altura do Km 347, próximo ao distrito Bom Retiro, torna-se obrigatório percorrer 4,7 m da estrada vicinal Arnaldo Barreti, pertencente ao município de Angatuba, que é utilizada, na maioria das vezes, pelos moradores de Rechã e pelas empresas ali localizadas. Palco de inúmeros acidentes decorrentes de sua péssima conservação, essa vicinal gera um impasse entre os municípios de Angatuba e Itapetininga sobre sua conservação e manutenção. Sendo a vicinal em sua maior porcentagem útil à Rechã - Itapetininga, o município de Angatuba detentor da área vicinal não manifesta vontade em sua manutenção; entretanto, o município de Itapetininga não tem autoridade em fazer reparos e reformas em vias de outros municípios. Em geografia, no conceito de território, entende-se que a posse da vicinal é do município de Angatuba, onde a via Arnaldo Barreti encontra o limite de Angatuba, às margens do Rio Itapetininga, que deu nome à cidade. Sendo assim, é de responsabilidade do município de Angatuba zelar pelo território que possui, assim como tudo que nele se encontra. Já o termo territorialidade define a relação do homem com o território em vias de atingir a maior autonomia possível, compatível com recursos do sistema. Assim, Rechã mantém uma relação com a vicinal, sendo o principal beneficiário das mercadorias escoadas pela mesma, sendo essa sua única ligação com as outras regiões, alavancando seu desenvolvimento e distanciando-se do termo sertão.
    • AS INTERVENÇÕES DO PSICOPEDAGOGO NO AUXILIO AOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR INFANTIL NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Clériston José Gomes Sales Orient: Claudete Bolino O objetivo deste estudo é analisar as intervenções do psicopedagogo no auxílio aos professores de Educação Física escolar infantil no processo de ensino e aprendizagem. Realizado por meio de revisão de literatura, este estudo aborda os seguintes aspectos: Educação Física escolar infantil, revendo parte da história; Educação Física infantil: entre utopias e realidades; Observações históricas do professor de Educação Física infantil; Psicopedagogia e a educação infantil; a Psicopedagogia e a Educação Física escolar infantil. A interligação das áreas presentes neste estudo demonstra ser importante, pois as intervenções do psicopedagogo no auxílio aos professores de Educação Física escolar infantil, no processo de ensino e aprendizagem, podem fundamentar e fortalecer os alicerces psíquicos, cognitivos, sociais e motores das crianças, auxiliando-as na preparação para compreender, com prazer e segurança, atividades em que possam apresentar dificuldades de aprendizagem, auxiliando, assim, os professores no processo de construção do planejamento no Projeto Político Pedagógico. Quando encontradas as interligações significativas entre as áreas do estudo, são também observáveis as evoluções, falhas e acertos no conceito sobre educação, construção sobre técnicas e desenvolvimento para a formação profissional, incluindo mudanças nos aspectos sociais, morais e históricos. JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTL Eduardo Alves Almeida Orient: Mauricio Massari Está pesquisa bibliográfica de conclusão de curso de licenciatura em Educação Física, denominada “A contribuição dos jogos e brincadeiras na educação infantil”, tem como objetivo principal identificar os aportes positivos dos jogos e brincadeiras para essa etapa da educação básica. Para isso, ele enfoca os seguintes aspectos: Jogos e brincadeiras; Educação Física infantil : idade e características biopsicossociais, e a contribuição dos jogos e brincadeiras para essa faixa etária. Nossa proposta nessa investigação é identificar as contribuições dos jogos e brincadeiras na educação infantil, em que sentido eles auxiliam e o quanto são importantes para o desenvolvimento da criança. O ensino infantil, considerado a primeira etapa da educação básica, tem por finalidade, segundo a Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional, estabelecer o vínculo de atendimento às crianças de zero a cinco anos com a educação. A legislação vigente incluiu a educação infantil como integrante da educação básica, que nesta etapa da educação existe a obrigatoriedade de oferecer
    • vagas para creches e pré-escolas, passando aos municípios a responsabilidade de gerenciar e proporcionar educação com qualidade. Os jogos e brincadeiras são fundamentais para educação infantil, pois ajudam na interação, integração e desenvolvimento biopsicossocial. Sabendo disso, as crianças do ensino infantil possuem as seguintes características: com 1 e 2 anos, a criança se distrai facilmente, tendo dificuldade para manter sua atenção por longo tempo e se prender às regras do jogo; aos 3 anos, ela já possui potenciais recebidos do meio familiar, a estimulação e receptividade no meio em que se expressam; com 4 anos, idade em que aparecem os “porquês”, ela já está interessada e preparada para saber o que é real e o que é faz de conta, devido à sua imaginação; aos 5 anos, as crianças já têm a consciência entre “certo e errado” e uma personalidade real para seu autocontrole. Sendo assim, a hipótese deste trabalho em andamento é observar as contribuições dos jogos e brincadeiras na educação infantil, para a socialização, interação e inclusão, além da contribuição para com o desenvolvimento biopsicossocial das crianças. UM OLHAR CAPAZ DE TRANSFORMAR Marcelo Donizete Gino Orient: Fernando Assis dos Santos Este trabalho representa um estudo sobre um projeto de capacitação e inserção de jovens no mercado de trabalho e a formação da cidadania na faixa etária entre 14 e 18 anos, desenvolvido pela Associação Bom Pastor (Pastoral do Menor), em parceria com a Secretaria da Juventude de Sorocaba. A importância desta pesquisa está em projetar um olhar sobre a ação de pessoas que se dedicam a romper o cotidiano de jovens, na maioria, carentes. Ocupando-os de seus momentos de rua e ociosidade, busca-se desenvolver nestes jovens uma visão crítica do meio social ao qual fazem parte, utilizando-se, com os jovens, apostilas de orientação sobre drogas, cidadania, sexualidade, política, entre outros. Para alguns temas o material é montado pelos orientadores baseado em trabalhos já existentes, porém adaptados para a realidade local. As dificuldades encontradas pelos mesmos estão na falta de recursos: móveis como mesas e cadeiras, espaço físico adequado e material didático. Em pesquisa, pauta-se que o objetivo esperado por um dos temas aqui destacado está no despertar do jovem ao gosto pela história, buscando protagonista presente em cada um na construção de um livro. Tal projeto tem início pela construção do genosociograma. Nesta ação os orientadores questionam as rupturas, as pessoas significativas, as continuidades, os costumes dos jovens. Conhecendo o local, o território e a paisagem local, dá-se uma melhor compreensão do espaço, projetando uma melhor capacidade de relacionamento entre educador e educando, impulsionando estratégias para por em prática ideias na localidade onde estão inseridos. Como referências para a pesquisa, utilizam-se exemplares do material de capacitação utilizados pelos orientadores aos relatos dos mesmos e dos jovens inseridos no projeto. Ressalva-se a importância de analisar de maneira científica a ação e resultados obtidos por meio do trabalho de educadores que se dedicam a olhar
    • para o futuro com a esperança em transformar a realidade até então discriminada, e a fazer valer a autoestima dos que nela estão inseridos. A RELAÇÃO INTERDISCIPLINAR DA PSICOPEDAGOGIA E DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR INFANTIL NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM Cleriston José Gomes Sales Orient.: Claudete Bolino O objetivo deste estudo é refletir sobre a relação interdisciplinar entre a psicopedagogia a educação Física escolar infantil no processo de ensino aprendizagem, abordado por estudos teóricos. Trata-se de pesquisa bibliográfica na qual foram destacados os seguintes aspectos: Educação Física escolar infantil; A história da educação física Infantil: entre utopias, e realidades, observações históricas do professor de Educação Física infantil; Psicopedagogia e educação infantil, bem como a Psicopedagogia e sua relação com a Educação Física escolar infantil. A relação interdisciplinar entre as áreas demonstraram ser importantes, uma vez que o olhar psicopedagógico sobre as questões do processo ensino-aprendizagem e a Educação Física infantil podem fundamentar e fortalecer os alicerces psíquicos, cognitivos, sociais e motores das crianças. Desta forma, destacamos o auxílio que pode ser dado às crianças na preparação para compreender, com prazer e segurança, as atividades em que possam demonstrar possíveis dificuldades de aprendizagem, para, assim, superá-las. UMA REFLEXÃO SOBRE A INFLUÊNCIA DA MÍDIA SOBRE UM INDIVÍDUO ATRAVÉS DO FILME ZELIG (WOODY ALLEN, 1983) Clarice de Fátima Souza Tognocchi; Iris Figueiredo Casarotto; Janaína Caldeira Vieira; Letícia Braga Stroka; Mirella Helena Simão; Yasmin Gomes Monteiro Orient: Ana Laura Schliemann O objetivo deste trabalho foi uma reflexão sobre o impacto da mídia sobre as pessoas. A mídia é uma ferramenta formuladora e criadora de opiniões, e por ser a maior fonte de informação e entretenimento que a população possui, ela se utiliza como instrumento de manipulação e serviço de interesses particulares, reordenando percepções e fazendo com que uma grande quantia de pessoas caminhem sem opinião própria. A manipulação pode ser sinônima de controle, indução, coagida ou sugerida, através da razão ou dos afetos. Nesse sentido, o homem é privado de voz, o que o desapropria de seu direito participativo, sua cidadania e liberdade. A mídia pode agir de forma tão singela e imperceptível com seu “domínio carismático”, que forma,
    • deforma, comanda e impõe os sonhos, gostos, hábitos, pensamentos e dizeres da massa enquanto a população se mantém passiva, inapta a refletir, questionar ou criticar as informações que recebem.Na disciplina de Dinâmicas pessoais, no curso de Psicologia, assistimos ao filme “Zelig”, um documentário que se passa na década de 1920 sobre Leonard Zelig, um homem que anseia por aprovação e altera sua personalidade na esperança de se adequar às pessoas que o cercam. Porém, a influência da mídia nas pessoas é tão forte que a mesma sociedade que o considera um herói em um momento e faz diversos produtos sobre o “homem camaleão”, acaba por destruí-lo em outro momento e, no final, após ele adquirir a personalidade de um piloto e bater um recorde, a mídia o proclama herói novamente. Neste trabalho, por meio da análise do filme “Zelig” (Woody Allen), refletimos e observamos o poder que a mídia tem de influenciar pessoas, por manipulação e controle social, para adquirir interesses particulares e gerar mudanças de atitudes e comportamentos, substituindo valores, modificando e influenciando contextos sociais. TRABALHO E ESTRESSE: IDENTIFICAÇÃO DO ESTRESSE E DOS ESTRESSORES OCUPACIONAIS DE SERVIDORES DE UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA DE ENSINO SUPERIOR (IES) Marina Lopes de Campos; Amanda Kager; Julian Padovan Orient: Luiz Carlos Canêo O trabalho, atividade exclusivamente humana, caracteriza-se principalmente pela relação de transformação estabelecida entre o homem e a natureza. Se o trabalho é dotado de sentido para quem o realiza, pode tornar-se fonte de motivação e satisfação das necessidades, possibilitando o desenvolvimento pessoal, entretanto, quando este sentido se perde, o trabalho pode significar sofrimento psíquico, alienação, comprometendo a saúde física e metal do trabalhador. Muitos estudos remetem à relação entre estresse e qualidade de vida do trabalhador, uma vez que as situações do contexto de trabalho podem atuar como intensa fonte de tensão para os indivíduos, comprometendo assim sua qualidade de vida e bem-estar. Essa breve explanação justifica a realização desse estudo na busca de identificar a presença do estresse nos trabalhadores, bem como os fatores estressores presentes no contexto laboral. Os objetivos deste trabalho são: Identificar a presença do estresse em servidores públicos, atuantes em uma unidade de uma universidade, bem como os estressores ocupacionais presentes no contexto em que atuam. Identificar o quadro sintomatológico presente, a fase do estresse em que se encontram, e a predominância dos sintomas presentes (se somático ou psicológico). O material e a metodologia utilizados para alcançar os objetivos propostos envolveram três instrumentos de trabalho: 1) a aplicação do Inventário de Sintomas de Stress para Adultos de Lipp, identificando a presença do estresse, o tipo de sintomas existente e a fase do estresse; 2) a Escala de Estresse no Trabalho e 3) o Questionário elaborado pelos autores desta pesquisa, a fim de identificar estressores ocupacionais mais pontuais. Constatou-se dos 74 pesquisados, que 54 pessoas não apresentaram estresse ocupacional, porém, dos 22 funcionários que apresentam estresse no trabalho, todos
    • são supervisores. Ainda, é possível verificar que 13 servidores estressados estão na fase de resistência, 2 na fase de quase exaustão e 7 na fase de exaustão. De acordo com os resultados obtidos na pesquisa, observa-se que a maioria dos supervisores está na fase de resistência, o que sugere uma intervenção emergencial através de psicoterapias de reestruturação cognitiva/comportamental a fim de modificar hábitos nocivos a saúde, exercícios físicos monitorados, e principalmente, a (re)implantação de programas de gerência. VIVÊNCIAS DAS PRÁTICAS DO PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E DO TRABALHADO NO CAMPO DE ESTÁGIO Marina Lopes de Campos; Jacqueline Oliveira; Carolina Antonelli Orient: Luiz Carlos Canêo O relato baseia-se na experiência de estágio em uma instituição pública de ensino superior, no interior do estado de São Paulo, envolvendo 105 trabalhadores dos setores administrativos e acadêmicos. As atividades realizadas passaram por um processo refletivo cuja intencionalidade foi implementar a prática do psicólogo com a competência técnica: maneira adequada de realizar intervenções no ambiente de trabalho conforme orientações da literatura; com a competência política: ter consciência e saber o porquê de se realizar tal intervenção e saber da implicações que isso traz para a instituição; e por último, a competência educativa: como e quais as ações que levarão as mudanças processuais, construídas e planejadas dentro de um processo. As atividades realizadas ao longo do estágio foram – 1. Diagnóstico Organizacional (D.O.): a fim de mensurar o nível de qualidade de vida no trabalho para manter os fatores que proporcionavam qualidade de vida e promover uma intervenção nos fatores que propiciavam sofrimento no trabalho. Para isso, aplicou-se nos técnicos de laboratório, o Inventário de Qualidade de Vida no Trabalho. 2. Grupo de Intervenção: promovendo a discussão e a reflexão junto aos trabalhadores sobre os temas levantados durante o D.O., a fim de proporcionar tomada de consciência de cada membro do grupo e possibilitar que estes elaborassem planos de ação, tanto individuais quanto grupais, para melhorar a qualidade de vida no trabalho. 3. Endoculturação: com integração dos novos colaboradores à cultura institucional. Foi apresentado o organograma oficial com a presença da diretoria e discutidos os direitos e os deveres legislativos, assinado o Contrato Psicológico entre o supervisor e funcionário, e realizado um “tour” pela instituição. 4. Curso sobre Aposentadoria: com reflexões sobre as mudanças na vida, na identidade e no papel social, buscou-se pensar a vida sem o trabalho remunerado, desenvolvendo assim, novos projetos, com o intuito de constituir uma aposentadoria mais saudável. 5. Plantão Psicológico: espaço para o trabalhador compartilhar seus conflitos e angústias laborais. Composto por três encontros individuais, para discussão e reflexão da demanda, podendo ser encaminhado para outros serviços. 6. III Jornada de Desenvolvimento Humano: treinamento com objetivo de promover o desenvolvimento de habilidades tidas como “humanas” no trabalhador, visando à melhoria da qualidade de vida laboral e social, através da reflexão de sua prática e de orientações para a elaboração de planos de ação, com temáticas eleitas na Avaliação de Desenvolvimento Pessoal.
    • Ciências Linguísticas Letras e Artes
    • ANÁLISE DO DISCURSO EM UM TEXTO JORNALÍSTICO PARA UMA LEITURA CRÍTICA Rebeca Anselmo Estevam Orient.: Maria Angélica Carneiro A pesquisa tem como foco de análise a relação entre um texto jornalístico – mais precisamente, o artigo de opinião – e sua leitura crítica, por meio de categorias da Análise do Discurso Crítica (ADC). São discutidos pressupostos teóricos da ADC de Norman Fairclough, Viviane Resende e Viviane Ramalho; e os da Análise do Discurso (AD) de Eni Orlandi e Mikhail Bakhtin. O objetivo é desvendar os discursos implícitos e suas relações dialógicas de poder e práticas discursivas, que podem levar à leitura crítica do interlocutor. O artigo analisado é constituído por uma divergência de opiniões entre o que foi publicado no jornal “Folha de São Paulo”, em que o escritor Paulo Coelho tece uma crítica à literatura de James Joyce, e o posicionamento contrário de um crítico literário em seu blog. Para obtenção de resultados são analisadas as problemáticas que envolvem a intencionalidade do produtor do texto, quanto às lutas hegemônicas de poder entre discursos e suas ideologias – em que se podem considerar as variadas vozes discursivas interagindo por meio das diversidades sociais –, presentes nas práticas discursivas do produtor; de como se dão as relações intertextuais desses discursos, tanto explícitos como implícitos, no texto; e, por fim, por meio da utilização, pelo produtor, de termos modalizadores, possivelmente, para mitigar os discursos – atenuar possíveis responsabilidades de posicionamento –, com o objetivo de construir e preservar um ethos de face positiva, por meio a polidez, ou que ao mesmo tempo podem reforçar a face negativa do sujeito. A FLAUTA DOCE COMO FERRAMENTA PRELIMINAR PARA O ENSINO DO SAXOFONE Acácio Francisco dos Santos Orient.: Tânia Cristina dos Santos Boy Este trabalho traz um estudo que procura realçar a importância da musicalização através da flauta doce como fonte preliminar de preparação técnico- musical para o ensino básico do saxofone. É resultado do Trabalho de Conclusão de Curso desenvolvido pelo autor no curso de Licenciatura em Música da UNISO, no ano de 2012. Tem como base teórica autores como Ilma Lira, Noara de Oliveira Paollielo e Bruno Jardim Silva, da literatura referente à prática e desenvolvimento musical instrumental e a importância da flauta doce na educação musical. A pesquisa foi desenvolvida com o intuito de comprovar uma prática que já vinha sendo utilizada pelo autor em suas aulas de instrumento musical (saxofone), no Conservatório Musical João Baptista Julião, localizado na cidade de Sorocaba. O estudo se deu através de
    • pesquisa de campo, incluindo entrevistas e comparações entre alunos que iniciaram o ensino do saxofone passando por um processo de musicalização com a flauta doce, e entre os que não tiveram essa experiência musical. Ao final do trabalho, foi possível constatar a maior eficiência, em termos de rapidez, no desenvolvimento técnico instrumental, no aumento da percepção musical e maior facilidade na compreensão da teoria musical nos participantes do primeiro grupo (alunos que iniciaram o ensino do saxofone passando pela musicalização através da flauta doce). Assim, o trabalho espera contribuir para a pesquisa na área de educação musical no que se refere ao ensino de instrumento musical, fornecendo uma metodologia de ensino prático- instrumental. A INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DO ALUNO DE TECNOLOGIA EM ESPANHOL A PARTIR DO PROJETO "BRASIL-ARGENTINA: UMA PROPOSTA CULTURAL DE NEGÓCIOS", DO CURSO DE COMÉRCIO EXTERIOR DA FATEC INDAIATUBA Luciana de Carvalho Orient.: Luciana de Carvalho A integração internacional do aluno de tecnologia em espanhol a partir do projeto “Brasil-Argentina-uma proposta cultural de negócios”, do curso de Comércio Exterior da FATEC Indaiatuba. Este trabalho propõe discutir as iniciativas de integração internacional do aluno de tecnologia em espanhol, empreendidas pelo projeto “Brasil-Argentina: uma proposta cultural de negócios”, do curso de Comércio Exterior da Faculdade de Tecnologia de Indaiatuba (FATEC ID). Esse projeto faz parte de ações e estratégias políticas e educativas, em direção a um novo panorama para o aluno de tecnologia do século XXI. Caracteriza-se como uma prática de ensino de língua importante, no que concerne à integração do espanhol e dos negócios em âmbito internacional. Ele surgiu em 2010, pelo diálogo entre a disciplina de espanhol e a coordenação de Comércio Exterior, ao verificar que existe uma demanda do mercado globalizado por profissionais que saibam se comunicar em língua estrangeira em ambientes corporativos multiculturais. Além disso, o cotidiano de um curso de tecnologia exige práticas mais dinâmicas e efetivas de ensino e de aprendizagem do idioma. Nesse sentido, o projeto em questão permite ao aluno uma visão mais globalizada da área, a ampliação de seu conhecimento sobre um país de cultura hispânica e a imersão no idioma espanhol, em um contexto específico de negócios. Desse modo, para pensar o processo de integração internacional do tecnólogo da FATEC-ID, considerar-se-à as condições de produção do projeto Brasil-Argentina, as políticas de línguas para o espanhol no Brasil e o Mercosul como acontecimentos que marcam, delimitam e ressignificam a língua, a partir de sua inscrição em espaços de enunciação ampliados. Nesse sentido, tal trabalho se inscreve no campo teórico- metodológico da análise do discurso em sua relação com o projeto História das Ideias Linguísticas no Brasil. Como resultados desse projeto houve, até o presente momento, o estreitamento de laços com empresas e órgãos do governo argentino, a assinatura de um acordo de cooperação entre a FATEC ID e o Instituto Superior de Comércio Exterior (ICEX) de Córdoba, o qual prevê o intercâmbio entre alunos e professores de
    • ambas as instituições de ensino. Além disso, a produção científica de material didático tecnológico, em andamento. Espera-se, a partir da proposta desse trabalho, intercambiar informações e salientar a importância da experiência internacional para o corpo discente, docente e para a instituição de ensino superior. O INTERNETÊS COMO RECURSO COMUNICATIVO EM AMBIENTE DIGITAL Samanta Hollanders de Sousa Orient.: Luiz Fernando Gomes Esta pesquisa é um estudo das semelhanças de determinada forma de escrita utilizada em ambiente digital, que se convencionou chamar de internetês, com as formas de escrita coloquial distensa e culta, buscando identificar os recursos linguísticos e extralinguísticos utilizados no internetês, tanto para explorar os recursos comunicacionais do meio digital quanto para agilizar a comunicação nesse meio. O aprofundamento da pesquisa levantou conclusões sobre o que é o internetês e suas funções, assim como os preconceitos ligados a ele, por envolver uma série de simplificações da língua que foge à norma de prestígio, a norma culta. O enfoque maior, no entanto, foi na relação das características do internetês que se cruzam tanto com a língua escrita quanto com a falada, e os motivos desse cruzamento que torna o internetês uma língua “escrita-oralizada”. Além do levantamento bibliográfico sobre o assunto, foi feita a coleta de exemplos do internetês, analisados sob o ponto de vista de suas “simplificações” ou metaplasmos, a fim de se categorizar as mudanças e se entender seus padrões. Nesse trabalho em andamento, pretende-se analisar e categorizar os recursos extralinguísticos (emoticons) utilizados e quais suas funções e significados no texto digital. O PERFIL DO ALUNO INGRESSANTE NO CURSO DE MÚSICA-LICENCIATURA DA UNIMEP Juliana de Abreu Mantovani; Cassiano de Almeida Barros Orient.: Cassiano de Almeida Barros Este trabalho apresenta o resultado parcial de um projeto de iniciação científica realizado no contexto do Curso de Música-Licenciatura da Universidade Metodista de Piracicaba – Unimep, com apoio do Fundo de Apoio à Pesquisa - FAP da universidade, que tem como objetivo delinear o perfil do aluno ingressante no Curso. Especificamente, pretende identificar o conhecimento específico de música que o aluno apresenta no momento de ingresso no Curso, sua formação musical e seus anseios e expectativas em relação ao Curso. A primeira parte do trabalho consistiu em um levantamento bibliográfico sobre os temas prova de habilidade específica em
    • música e requisitos para formação de professores de música. A segunda parte do trabalho consistiu na análise das Provas de Habilidade Específica em Música da Unimep. Essas provas, consideradas parte obrigatória do processo de seleção de alunos para o Curso, constituem-se de três partes, a saber, a redação de um histórico que compreenda a formação e vivência musical pregressa ou, na falta disso, os motivos que levaram à escolha do Curso; um teste escrito de percepção e teoria musical; e finalmente uma entrevista, na qual os alunos têm a oportunidade de executar uma peça musical de livre escolha no seu instrumento de especialidade. Essas provas foram utilizadas nesta pesquisa como instrumentos de coleta de dados. Foi analisada uma amostra de 100 provas, selecionadas aleatoriamente dentre o universo de provas executadas pelos alunos ingressantes dos anos de 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012, à razão de 20 provas por ano. A Secretaria Acadêmica da universidade, órgão responsável pela guarda dessas provas, selecionou e preparou as amostras cuidando para que os alunos não pudessem ser identificados pela equipe de pesquisadores, preservando o anonimato dos sujeitos. Esse estudo permitiu constatar que essas provas de habilidade específica têm sido modificadas a cada ano, de maneira que se enfatize a necessidade de conhecimentos musicais básicos, teóricos e/ou práticos, no momento de ingresso no Curso, que favoreçam o desenvolvimento e aprimoramento de conhecimentos musicais, habilidades e competências, próprios do nível superior de formação na área. Neste estágio da pesquisa, verifica-se o desempenho dos alunos nas provas, quantificando e qualificando erros e acertos de acordo com os conteúdos e habilidades solicitados em cada questão e analisando os históricos de formação musical elaborados pelos alunos no momento de realização da prova. Ao final desse processo, espera-se qualificar o caráter geral da experiência musical pregressa, conforme o local da formação, o tipo de orientação, o tempo e a trajetória de formação; o conhecimento específico de teoria e prática musical e a qualidade das habilidades de apreciar, executar, compor e improvisar música. Com isso, pretende-se contribuir para a consolidação da identidade do Curso, a atualização de seu Projeto Pedagógico e adaptação dos programas e estratégias de ensino das disciplinas. PRÁTICAS MUSICAIS COMO ELEMENTO DE ARTICULAÇÃO SOCIOCULTURAL: OBSERVAÇÃO E ANÁLISE Andréia Miranda de Moraes Nascimento; Mariana de Abreu Mantovani Este trabalho traz um projeto de iniciação científica que está em andamento no curso de Música-Licenciatura da UNIMEP (Universidade Metodista de Piracicaba). Trata-se de uma investigação sobre a capacidade que a música possui como meio de inclusão social, através da observação e análise de projetos socioculturais que possuem atividades de música realizados na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, que têm obtido grande êxito na formação de bons cidadãos e na tentativa de construção de uma sociedade mais igualitária. A pesquisa está dividida em duas etapas de execução, sendo a primeira direcionada à fundamentação teórica, focando leituras, discussões, reflexões, pesquisas bibliográficas e, ainda, buscas e levantamento de projetos ativos que têm a música com inter-referência artística e
    • pedagógica em Piracicaba. As leituras realizadas voltaram-se a bibliografias relacionadas à educação não-formal, a práticas musicais ocorridas nestes ambientes de educação e à pedagogia histórico-crítica, com base nos estudos sobre relação entre arte e vida de Lukács e Vigotski, destacando as considerações dos autores sobre a mediação entre ensino escolar e prática social. A segunda etapa da pesquisa contempla as ações de campo da investigação, que estão sendo desenvolvidas a partir do acompanhamento das atividades realizadas nos projetos estudados. Dessa forma, o trabalho espera contribuir para a difusão, no espaço acadêmico, da inter- referência artística e pedagógica que a música estabelece com a sociedade. O trabalho pretende ainda mostrar a toda a sociedade que, mesmo diante dos diversos problemas vividos no mundo atual, a música, assim como outras formas de manifestações artísticas, pode se tornar um veículo eficaz na busca de soluções para tais adversidades.
    • Ciências Sociais Aplicadas
    • AGÊNCIA EXPERIMENTAL EM JORNALISMO Leonardo Barbosa de Moraes Orient.: Andrea Sanhudo Torres A Agência Experimental em Jornalismo - AgênciaJor, vinculada ao Curso de Jornalismo da Uniso, é um núcleo de extensão que proporciona o desenvolvimento teórico-técnico-prático aos acadêmicos que interagem com a comunidade e oferecem conteúdos jornalísticos aos meios de comunicação de Sorocaba e Região. A AgênciaJor tem como objetivo promover a extensão universitária e possibilitar a prática jornalística e a interação com a comunidade. O projeto visa à produção jornalística e sua distribuição e veiculação gratuita. Para isso, a Agência apresenta-se dividida em seis subnúcleos: jornalismo impresso, jornalismo digital, jornalismo cientifico, rádio e TV, fotografia e projeto gráfico e assessoria de imprensa. A metodologia e as técnicas utilizadas variam de acordo com cada projeto, e atuando sob a supervisão geral de um professor coordenador e um aluno-bolsista. Para os acadêmicos que desenvolvem atividades junto à AgênciaJor, o processo é o mesmo que se desenvolve em uma redação profissional, com atribuições, responsabilidades e prazos definidos. O trabalho desenvolvido busca também estimular a criatividade do aluno, que durante as reuniões de pauta encontra espaço e liberdade para se manifestar, sugerindo temas ou reorientando os rumos de uma reportagem. Para tanto, o aluno conta com aparato tecnológico disponibilizado pela Agência — computadores, acesso à internet, telefone, gravadores, câmera fotográfica, filmadora etc. —, a fim de exercitar o fazer jornalístico, com formas e técnicas. Além de desenvolver uma visão crítica e analítica, a AgênciaJor busca responder às exigências de um mercado competitivo, através de programas de ações cooperadas à comunidade acadêmica e sociedade. Com as possibilidades oferecidas pela convergência midiática, os subnúcleos trabalham em conjunto e integrados, em parceria com os Laboratórios de Comunicação, com o aproveitamento total da produção acadêmica desenvolvida nos componentes curriculares, que é veiculada no blog www.focasnarede.com.br e em meios de comunicação parceiros, como o jornal Cruzeiro do Sul e o Sistema Ipanema. Integram a AgênciaJor os acadêmicos interessados, de forma voluntária, e matriculados regularmente nos componentes curriculares Agência de Jornalismo 1 e 2. Em 2013, a equipe da AgênciaJor é composta por 60 alunos, que desenvolvem as atividades em sala própria no câmpus Cidade Universitária ou externas à Instituição. Com dois anos de atuação, a AgênciaJor tem participação efetiva na divulgação de projetos e atividades da comunidade acadêmica, realiza a clipagem sobre a Instituição, colabora na organização de eventos para a área da Comunicação e veicula reportagens de relevância social através de parceria com os meios de comunicação. A AgênciaJor opera como espaço e estratégia de viabilidade junto a outros projetos e ações extensionistas da Universidade.
    • ANÁLISE E CATALOGAÇÃO DE PATRIMÔNIOS ARQUITETÔNICO MODERNOS DA REGIÃO DE SOROCABA Rogéli Cristine da Silva Orient.: Fellipe de Andrade Abreu e Lima Esta pesquisa tem como objetivo analisar e catalogar o patrimônio histórico arquitetônico da Região de Sorocaba. O recorte histórico da pesquisa inicia-se em meados de 1750, período que marca o surgimento das cidades e vilas do período Colonial na referida região. Ao longo dos séculos XVIII e XIX a região citada adensou a maior parte da produção pecuarista paulista, tendo no tropeirismo da Região de Sorocaba um marco fundamental para a primeira fase do industrialismo brasileiro. Com o processo de crescimento da agricultura cafeeira, as cidades ganharam força, num processo de urbanização e desenvolvimento arquitetônico. Essas consequências influenciaram a política e a sociedade de então, transformando o comércio, as habitações, as vilas; mas também as relações sociais, as famílias, as paisagens urbanas e rurais. Essa pesquisa pretende, portanto, analisar as causas e consequências sociais, culturais, políticas e econômicas desses quase três séculos de transformação na referida região, focando e registrando o resultado dessa produção material que são os edifícios, os espaços urbanos edificados, portanto, que se tornaram patrimônio material, mas também sentimental e imaterial, da sociedade. Uma nova abordagem, portanto, que relaciona evolução histórica e morfológica com conceitos imateriais de patrimônio social e imaterial de uma sociedade. Os fatos econômicos, políticos e suas consequências na sociedade transformam a cidade e o campo, influindo na sua arquitetura, formação e desenvolvimento urbano e sua paisagem. O advento da sociedade burguesa no Brasil no início do Século XIX, as mudanças políticas com a vinda da Família Real em 1808 e a independência transformaram as cidades, seus hábitos, práticas e modelos de vida. Essas transformações ocorrem sempre, e a relação entre política, economia e sociedade é constantemente desviada dos estudos da arquitetura e do urbanismo. Igrejas, palácios, edifícios públicos, residências e monumentos passam a ser catalogados, registrados e enfim, analisados sob um contexto específico, criando um novo modelo metodológico de compreensão da arquitetura e suas demais áreas como produto de uma ação humana intencional, por vezes coletiva, por outras, individual. Nesse contexto, os estudos de catalogação fazem apenas uma descrição material e de técnicas construtivas dos edifícios históricos de região mencionada, sem anunciar os motivos pelos quais foram construídos, ou tantas vezes, destruídos. Além de tentar unificar todos esses bens – tombados ou não – presente em muitos acervos, unificando e criando um único cadastro de bens arquitetônicos, urbanísticos e paisagísticos da região de Sorocaba, pretendemos analisá-los, efetuando uma nova fase do pensamento crítico da arquitetura e do urbanismo como produto de um contexto social, político, econômico e cultural único.
    • ANÁLISE E CATALOGAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARQUITETÔNICO DE SOROCABA Sandriele Fernanda Corrêa Orient.: Fellipe de Andrade Abreu e Lima Esta pesquisa tem como objetivo analisar e catalogar, a partir de um reexame bibliográfico, histórico e institucional, o patrimônio material que representa a história e a arquitetura da Região de Sorocaba. Devido à grande importância histórica, econômica e social do município de Sorocaba, diante das cidades ao seu entorno, esta pesquisa busca resgatar sua história que a registrou com seus costumes, cultura e com os edifícios, marcos urbanos e a organização espacial na malha urbana ao decorrer de cada ciclo econômico por ela vivido. Tem como objetivo ainda servir de referência às demais pesquisas que venham a ser realizadas por quaisquer instituições sobre o referido tema, considerando a relevância que a Universidade de Sorocaba tem por objetivo atingir no Estado de São Paulo. O recorte histórico da pesquisa inicia-se em meados de 1750, período que marca o surgimento das cidades e vilas do período Colonial na referida região. Ao longo dos séculos XVIII e XIX, a região citada adensou a maior parte da produção pecuarista paulista, tendo no tropeirismo da Região de Sorocaba um marco fundamental para a primeira fase do industrialismo brasileiro. Ao longo do tropeirismo pecuarista nasceu a agricultura cafeeira, e com seu processo de crescimento as cidades, as vilas e as residências campesinas ganharam força, num processo de urbanização e desenvolvimento arquitetônico: a arquitetura surgia como uma espécie de materialização de um desenvolvimento econômico. Essas consequências influenciaram a política e a sociedade de então, transformando o comércio, as habitações, as vilas, vias; mas também as relações sociais, as famílias, as paisagens urbanas e rurais. Essa pesquisa pretende, portanto, analisar as causas e consequências sociais, culturais, políticas e econômicas desses quase três séculos de transformação na referida região, focando e registrando, quando possível, o resultado dessa produção material, que são os edifícios, os espaços urbanos edificados, os elementos paisagísticos e urbanos, que se tornaram não só patrimônio material, mas também sentimental e imaterial da sociedade; assim, uma nova abordagem que relaciona evolução histórica e morfológica com conceitos imateriais de patrimônio social e imaterial de uma sociedade. A arquitetura, o urbanismo e a paisagem devem ser, a partir de agora, vistos como consequência de um desejo social, que passa a ser público e coletivo, mesmo quando é edificado a partir de um desejo e ação individual. Como produto final, a catalogação desse acervo já é um produto coletivo, direito de todos. Os doze meses de pesquisa, catalogação, registro fotográfico e formação desse acervo nesta Universidade de Sorocaba se tornará já parte do patrimônio comunitário dessa sociedade. O objetivo final é anunciar esse acervo e a necessidade de seu conhecimento, divulgação e conservação.
    • A APLICAÇÃO DE TECNOLOGIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO André Felipe da Silva Queiroz; Elizangela Aparecida Amaro; Graziele Siriaco; Heron Rodrigues de Souza; Ivair Alves Nogueira Orient.: Diego Alexandre Alves de Arruda Este trabalho apresenta o resultado de uma pesquisa bibliográfica realizada, cujo objetivo é revisar categoricamente bibliografias base e novas fontes de informação, sustentando e amparando a prerrogativa de que a inserção de novas tecnologias aos modelos de gestão é necessária para melhorar os processos de saúde e segurança no trabalho, bem como melhorar os sistemas produtivos. Promover segurança e qualidade de vida, com equilíbrio entre custos e gestão, tem sido motivo de preocupação para muitas empresas e instituições, principalmente como consequência das novas abordagens administrativas e organizacionais do trabalho, que consiste em promover um ambiente competitivo, saudável, seguro, capaz de desenvolver, capacitar e reter talentos. Por outro lado, a globalização, as constantes crises financeiras, entre outros fatores acabam, muitas vezes, por dizimar investimentos significativos em novas tecnologias em segurança e saúde do trabalho. Na era da comunicação e da tecnologia, os investimentos maciços nessa área se fazem quase que obrigatórios. As categorias de pesquisa demonstram que a aplicação da tecnologia em segurança e saúde do trabalho pode reduzir custos relacionados a fundos trabalhistas, bem como na manutenção e aquisição de novos materiais de segurança, garantindo qualidade, durabilidade, confiança e, mais do que tudo, resultado. Concluimos que com o equilíbrio entre saúde e qualidade do trabalho, a partir do investimento em novas tecnologias de segurança, é possível promover bem estar, sensação de reconhecimento, satisfação, segurança e comprometimento. Não se faz mais jus ao antigo modelo de administração vertical; as novas tecnologias são capazes de promover melhorias significativas na produção, qualidade nas operações e, mais que isso, capaz de proporcionar ao ser humano segurança, facilidade, tranquilidade para realizar o seu trabalho de forma otimizada, qualitativa e sem riscos ocupacionais, físicos ou mentais. Observamos também a existência de tecnologia capaz de prever com qualidade possíveis riscos de dano, doenças, fatalidades ou lesões, além de observar a evolução dos equipamentos de proteção individual, o uso da comunicação, da informática e de tecnologias sem fio para evitar acidentes, incidentes e outras intempéries do usual trabalho. Espera-se que esse projeto possa atingir a população, a fim de demonstrar e atualizar as novas estratégias de segurança e saúde do trabalho, proporcionando bibliografia específica e base para futuras consultas, possibilitando disseminação dessa não só à comunidade acadêmica, mas também auxiliando líderes, gestores e empresários que atuam com processo produtivo.
    • APLICAÇÃO DO MICROCRÉDITO PRODUTIVO ORIENTADO EM SOROCABA-SP Jorge Paulo Rosa; Leonardo Ribeiro Balter; Marcos Fernandes Batista; Thiago Francisco; Wagner Alves de Oliveira Orient.: Magda Celeste Fernandes Silva Microcrédito é a concessão de empréstimos de baixo valor a pequenos empreendedores informais e microempresas sem acesso ao sistema financeiro tradicional, principalmente por não terem como oferecer garantias reais. Entre as finalidades do crédito estão a geração de negócios sustentáveis e transformação humana, fomentação de empreendimentos, desenvolvimento local e diminuição da pobreza. Através de pesquisa com formulários impressos e padronizados, busca-se identificar oportunidades de atuação na comunidade e obter informações para construção de indicadores de impacto na comunidade. O agente de oportunidades percorre a comunidade (comércio local, escolas, feiras e casas), com o intuito de entrevistar as pessoas que ali moram, para colher as informações necessárias para construção do mapeamento. Após análise criteriosa do possível cliente e da viabilidade do empreendimento, define-se pela cessão ou não do crédito. A viabilidade do empreendimento é feita através da visita do agente de oportunidade ao negócio do cliente. Os resultados do programa apontam para um crescimento significativo do total emprestado (2.380%), da receita gerada (300%) e do número de clientes atendidos (760%). Conclui-se que o microcrédito é uma excelente ferramenta de inclusão financeira, mas principalmente de inclusão social, que pode hoje revolucionar o sistema financeiro tradicional, permitindo com que todos tenham acesso ao crédito produtivo e orientado.
    • BRANDING: UMA NOVA GESTÃO DE MARKETING E NÃO UMA ETAPA DE CRIAÇÃO DA IDENTIDADE VISUAL Jéssica Grandini Cares Orient.: Míriam Cristina Carlos Silva Este projeto busca conceituar e definir a palavra Branding em seus aspectos sociais e mercadológicos, expõe dúvidas e definições confusas comumente utilizadas, a fim de esclarecê-las de forma objetiva e concisa. O termo Branding tem como significado central o relacionamento e valorização da marca, a intuição individual do consumidor em relação ao produto, empresa ou organização. Segundo o autor José Roberto Martins (2006), “são ações ligadas à administração das marcas, sendo ações que, tomadas com conhecimento e competência, levam as marcas além da sua natureza econômica, passando a fazer parte da cultura e influenciar a vida das pessoas”. O projeto aponta, também, algumas formas de como atingir essa valorização desejada e como manter um relacionamento adequado, enfatiza a importância da comunicação bem elaborada e planejada, e mostra que estratégia e criação devem trabalhar juntas, afirmando que devemos “destruir o abismo” que existe entre elas. Branding, neste projeto, mostra-se um tema tão atual como outros envolvidos quando o assunto aborda a Comunicação. CÂMARA DE MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO - CMC UNISO Vinicius Henrique Pereira Machado Orient: Moacyr Pereira Mendes Na sociedade, os conflitos de interesses são intrínsecos à própria forma de viver do indivíduo. A luta por espaço, pelas idéias e a defesa de interesses permeiam o ser humano, desde seu nascimento até sua morte. O conflito, que é constituído da identidade do indivíduo, nasce do embate entre o desejo por algo e de outra parte, em defesa de algo. Essas resoluções de conflitos por meio judicial onde o Estado, com poder conferido pela Carta Magna, diz o Direito ao caso concreto, não satisfazem os litigantes, pois as relações não são preservadas, sendo antagônicos “vencedor” e “perdedor”, tornando impossíveis, em grande parte, o restabelecimento do diálogo. Portanto, a missão da Câmara de Mediação e Conciliação - Uniso é apresentar um projeto que, diante de tal cenário, utilize-se de métodos de resolução de conflitos de forma pacífica e não adversária. Concebida por alunos da Universidade e com apoio institucional, ela vem formando indivíduos preocupados na manutenção das relações humanas, visando o bem-estar social. A Câmara de Mediação e Conciliação já atendeu mais de mil pessoas desde sua inauguração, há 5 anos, e, atualmente, está em funcionamento nas cidades de Votorantim e Sorocaba, realizando atendimentos
    • aos sábados. Questões familiares como divórcio, pensão, guarda e divisão de bens; desentendimentos entre vizinhos, cobrança de dívidas e brigas de trânsito, estão entre os principais casos que já passaram pelo projeto, que busca a mediação entre as partes envolvidas, para que cheguem a um acordo satisfatório. O objetivo é a resolução rápida de conflitos, promovendo, assim, a conciliação. O público atendido pelo projeto possui renda inferior a 3 (três) salários mínimos, está alocado em área de risco social, zonas rurais e/ou bairros distantes dos centros urbanos, e cujo nível de escolaridade não ultrapassa o ensino médio. CARACTERÍSTICAS E TÉCNICAS PARA SE TORNAR UM NEGOCIADOR PROFISSIONAL DE SUCESSO Alex Vulcani Orient: Rafael Ângelo Bunhi Pinto A negociação faz parte de todos os momentos de nossa vida, incluindo principalmente as questões voltadas para a maioria de nossas decisões, tratando-se de um processo no qual as partes envolvidas e em disputa tentam alcançar uma solução conjunta. Pode-se dizer que a negociação é um conceito em contínua formação, estando diretamente relacionado à satisfação das partes envolvidas em seu processo. Nesse contexto, visa à realização de interesses e objetivos, buscando o melhor resultado e a vantagem sobre a outra parte envolvida no processo de negociação. Quando se pensa em negociação, logo vem à mente a ideia de diferença entre pessoas. Algumas pessoas acreditam que não podemos nos tornar negociadores de sucesso, ou seja, nascemos com aptidão para exercer essa função e jamais iremos adquirir as habilidades necessárias para se tornar um bom negociador; outras pessoas acreditam que a negociação depende apenas das diferentes técnicas e habilidades que envolvem um processo de negociação, podendo, essas técnicas serem aprendidas e desenvolvidas ao longo da vida, para a obtenção do sucesso. Com base nisso, a negociação envolve complexas teorias e estudos, experiências vivenciadas no dia a dia, partindo do princípio que estamos sempre negociando. Assim, o principal objetivo dessa pesquisa é verificar e estudar as habilidades, técnicas e características de negociadores profissionais, bem como os fatores que levam esses negociadores a se tornarem profissionais de sucesso. Para o desenvolvimento deste trabalho, que está em andamento, será desenvolvida uma pesquisa que adotará a metodologia exploratória, com a utilização de estudo de caso sobre negociações realizadas por negociadores profissionais de sucesso.
    • CERTIFICACÃO DE QUALIDADE ] Daniele De Carvalho Orient.: Rafael Bunhi Pinto Verifica-se que nos últimos tempos é crescente a preocupação das empresas com a qualidade de seus produtos e serviços. O aumento da competitividade vem tornando os consumidores cada vez mais exigentes, em termos de qualidade e preço e, portanto, oferecer produtos e serviços de qualidade, hoje, é sinônimo de sobrevivência. A excelência em qualidade é uma premissa fundamental para a permanência da empresa no mercado. Dentro desse cenário são crescentes os investimentos feitos em programas de melhoria de qualidade. Assim, essa pesquisa abordará a importância de um Certificado de Qualidade para as indústrias de Sorocaba, tendo como objetivo mostrar quais os benefícios decorrentes da certificação, bem como os principais problemas encontrados pelas empresas em sua implantação. Por meio de estudos realizados, será mostrado como se deu o surgimento do termo qualidade e quais as suas principais ferramentas, apontando Joseph Juran e Edward Deming como os dois pioneiros do movimento da qualidade no oriente, na década de 50, e como seus ideais chegaram aos norte-americanos, por volta da década de 80. As ideias desses dois autores foram a base de uma revolução, onde a satisfação do cliente passou a ser o principal índice para se medir a qualidade. Dentro desse contexto, importante também se faz o estudo das questões envoltas aos selos de qualidade, principalmente daqueles usados pelas indústrias instaladas no município de Sorocaba, onde o mais conhecido é o certificado das NORMAS ISO 9000. Através de uma pesquisa de campo nessas indústrias de Sorocaba, serão apontadas quais as reais vantagens competitivas alcançadas pelas empresas que conseguiram certificar seus processos por meio do cumprimento de regras de conformidade, qual a reação dos funcionários quando se inicia o processo de implantação e quais as principais dificuldades encontradas antes e depois de se conseguir um certificado de qualidade. A COMPRA MAIS BARATA NOS SUPERMERCADOS DE SOROCABA NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2013 Fábio Sobral Cruz; Clayton Murari Ferreira Orient.: Renato Vaz Garcia A cesta básica da cidade de Sorocaba, Estado de São Paulo, é objeto de uma pesquisa realizada pelo Laboratório de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade de Sorocaba. O estudo visa ao acompanhamento dos preços de 34 produtos básicos para alimentação, higiene pessoal e limpeza doméstica adquiridos por famílias com renda mensal familiar de até dez salários-mínimos. A metodologia e a estratégia de ação se pautam: primeiro, pela coleta semanal dos preços de marcas e tipos de carne
    • nos principais supermercados da cidade; segundo, pela utilização de informações e dados disponíveis na internet sobre safras, inflação, desemprego, rendimentos, endividamento, comércio, etc. (IBGE, SEADE, IPEA, entre outros); terceiro, pela realização de entrevistas com fornecedores locais. A pesquisa é realizada nos supermercados Carrefour, Coop, Extra, Santo, Paulistão e Walmart, permitindo adicionalmente identificar, toda semana, onde são vendidas as marcas ou cortes de carne mais baratos do almoço, café da manhã, produtos de limpeza doméstica e higiene pessoal. Conclui-se, da análise das informações no período entre 01/01/2013 e 09/04/2013, que o almoço foi mais barato nos supermercados Paulistão e Walmart e o mais caro no Extra, com uma diferença que chegou a 26%. O café da manhã foi recorrentemente mais barato no Paulistão e no Walmart, sendo que os demais supermercados revezaram o café mais caro durante o período, com diferença de até 31%. Finalmente, a limpeza doméstica e higiene pessoal foram mais baratas no Paulistão e mais caras no Santo e no Extra, com diferença de até 51%. CONFLITOS QUE INFLUENCIAM A GESTÃO DA EMPRESA FAMILIAR Ana Paula Leme de Oliveira Orient.: Marcos Antonio Canhada A questão principal que envolve a empresa familiar é a crença que as pessoas têm de que família e empresa atuando juntas comprometem a estratégia de negócio. No entanto, algumas empresas familiares conceituadas no mercado mostram que a ineficiência e a falência nem sempre são o destino certo desse tipo de organização. Essa crença surgiu pelo fato de que neste tipo de empresa, os membros da família tendem a levar as opiniões e as decisões com mais conotação pessoal do que racional, podendo significar que a família é uma ameaça e não uma vantagem para a empresa familiar. Alguns autores afirmam que não é a família que prejudica o desenvolvimento da empresa, mas a pouca atenção dada aos problemas desse relacionamento e a falta de um código de relações, também conhecido como Protocolo Familiar. A criação do Protocolo Familiar não exterminará os problemas na empresa familiar, mas ajudará no gerenciamento dos conflitos. De fato o relacionamento entre empresa e família dificilmente não provoca alguma forma de conflito, mas é a forma como as relações pessoais entre os membros familiares da empresa serão administradas que definirá o sucesso ou o fracasso da organização familiar. Os objetivos desta pesquisa são identificar os principais conflitos que permeiam uma empresa familiar e verificar se a relação familiar influencia diretamente no convívio profissional, bem como no processo diretivo da empresa, assim como averiguar a existência de um Protocolo Familiar entre os membros familiares e como ele contribui com a amenização dos conflitos. Para o desenvolvimento deste trabalho, que está em andamento, será realizada uma pesquisa bibliográfica para fundamentar os conceitos envolvidos, em conjunto com uma pesquisa qualitativa em uma empresa familiar de pequeno porte, localizada em São Roque, que atua no ramo metalúrgico.
    • CONTROLADORIA FISCAL: SISTEMAS INFORMATIZADOS DE CONTROLADORIA DENTRO DE PEQUENAS EMPRESAS Mateus de Oliveira Vieira Orient: Rafael Ângelo Bunhi Pinto A Controladoria Fiscal, com praticidade e segurança, apresenta uma visão ampla da situação fiscal da empresa, auxiliando o gestor na administração de custos. De forma integrada, disponibiliza recursos necessários para geração, visualização, conferência, fechamento e auditoria das movimentações fiscais do sistema, com objetivo de atender todas as exigências legais vigentes. A controladoria já é uma evolução também na área da contabilidade, pois controlar seja impostos, custos ou qualquer outro tipo de operação feita dentro de uma empresa, se tornou, nos últimos anos, extremamente importante para as organizações de grande e pequeno porte. Com essa evolução no ramo de controladoria, surgiram os sistemas informatizados ou sistemas gerenciais de controle, os quais auxiliam o profissional controller na tomada de decisões. Esse tipo de auxílio tem sido muito utilizado na controladoria, pois ajuda na orientação e na obtenção de resultados dentro da empresa. Assim, o objetivo deste trabalho é verificar se pequenas empresas instaladas no município de Sorocaba/SP estão se adequando às tendências tecnológicas e implementando sistemas informatizados de controladoria para o melhor desenvolvimento de suas atividades fiscais. Para a realização deste estudo, que está em desenvolvimento, será realizada, além de pesquisa bibliográfica, a qual busca informações já existentes na literatura técnica sobre o tema, a pesquisa de campo, por meio da aplicação de questionário fechado em empresas de pequeno porte do município de Sorocaba/SP. O CRESCIMENTO DO MARKETING ESPORTIVO NOS NEGÓCIOS Pedro Augusto Dotta Ramos da Silva; Diego Machado; Eduardo Ogawa Sillig Orient.: Rafael Ângelo Bunhi Pinto Com o avanço e desenvolvimento do Marketing, cada vez mais presente no mundo dos negócios, percebe-se que gradativamente mais empresas vêm investindo sua marca em esportes e atletas, principalmente em razão de esses últimos estarem em alta na mídia e, constantemente, aparecerem em meios de comunicação, tornando-se garotos-propaganda de grandes marcas, atraindo novos consumidores. Essa questão faz surgir uma nova modalidade de marketing, conhecida como Marketing Esportivo, o qual se utiliza do esporte como ferramenta e estratégia de comunicação corporativa ou institucional. Nesse sentido, pode-se afirmar que o Marketing Esportivo refere-se, basicamente, à aplicação específica dos princípios e processos do marketing a produtos e serviços do esporte, como: times, programas de fidelização, imagem de jogadores e atletas, franquias de lojas de artigos esportivos, entre outros. Assim, o objetivo dessa pesquisa é verificar quais os impactos do
    • Marketing Esportivo no comportamento dos consumidores, bem como constatar se os investimentos que as empresas fazem nesse ramo surtem efeito e atraem novos consumidores, uma vez que grandes atletas reúnem milhares de fãs, os quais podem optar pela aquisição de produtos vinculados à imagem de seus ídolos. Para o desenvolvimento deste trabalho, que está em andamento, será realizada uma pesquisa de campo, com abordagem quantitativa, por meio da aplicação de questionário com questões fechadas, para assim colher informações de consumidores que se sentem atraídos por empresas que investem em determinados esportes que gostam ou na imagem de atletas que de certa forma se identificam. E-COMMERCE: VANTAGENS E DESVANTAGENS DA COMPRA VIRTUAL Denys Correa de Oliveira; Juliana Vicente Orient.: Rafael Ângelo Bunhi Pinto Nos últimos tempos, as novas formas de divulgar e comprar produtos e serviços vêm crescendo e apresentando novos caminhos para que o consumidor tenha mais comodidade, facilidade e rapidez na hora de adquirir um determinado produto ou serviço. Isso vem acompanhado da era da tecnologia e inovação, principalmente pelo uso da internet. Com isso, surge dois novos conceitos dentro da compra, venda e divulgação de produtos e serviços na internet, conhecidos como e- commerce e webmarketing. O comércio eletrônico ou e-commerce, em inglês, se refere a compra e venda de produtos e serviços pela internet, em qualquer lugar do mundo, com grande rapidez, eficiência e, muitas vezes, com redução de custos. A desburocratização é uma característica deste segmento, assim como a viabilidade do acesso das micro e pequenas empresas, que operam sem a presença de atravessadores e vendedores. Já o webmarketing é o nome dado a um conjunto de ferramentas e estratégias utilizadas, por meio da rede mundial de computadores, para promoção, comunicação e comercialização de produtos e serviços. Também pode ser utilizado para a promoção de profissionais e personalidades. Envolve desde o projeto inicial, definição de estratégias, de nichos e de público-alvo e pesquisa de mercado, passando pela administração do relacionamento com internautas, processos de comunicação e geração de valor, incluindo também as etapas de venda e pós-venda, sempre com o objetivo de otimizar e maximizar os resultados. Assim, esta pesquisa tem o objetivo de verificar o que leva o consumidor a optar pela compra em lojas virtuais, quais são as vantagens e desvantagens e quais são os canais de vendas mais utilizados. Para o desenvolvimento deste trabalho, que está em andamento, será realizada uma pesquisa de campo, por meio da aplicação de um questionário fechado, onde iremos detectar com qual frequência as pessoas utilizam a internet para comprar, vender e divulgar produtos e serviços, bem como se esta ferramenta está agradando os consumidores.
    • ESTRATÉGIAS DE MARKETING PARA UMA FRANQUIA DE FAST FOOD Andréa Ribeiro Vieira Orient: Rafael Ângelo Bunhi Pinto Nos dias de hoje, a concorrência e os consumidores têm pressionado as empresas a buscarem alternativas para se manterem competitivas no mercado. Para tanto, utilizam o Marketing como ferramenta para identificar as características, necessidades e mudanças no comportamento dos consumidores, que estão cada vez mais bem informados sobre produtos e serviços, devido à velocidade e disponibilidade das informações, principalmente através da internet. Diante deste fato, existe o desafio das redes de fast food se manterem atraentes num mercado altamente competitivo, abrindo frente à comercialização de novos produtos, que atendam mais particularmente o hábito e gosto dos consumidores. Verifica-se também o crescimento de campanhas, inclusive em mídias sociais, propondo a população hábitos mais saudáveis na alimentação. Um das redes de fast food que vem adotando práticas mais saudáveis na alimentação que comercializa é o Mc Donald’s; marca que, com o passar do tempo, se tornou forte na cabeça dos consumidores. Muitos, desde crianças, frequentam a lanchonete, independente do cardápio e tipos de alimentos oferecidos, sem levar em consideração os benefícios ou malefícios à saúde. Com isso, o objetivo principal desta pesquisa é identificar as estratégias de marketing utilizadas pelo McDonald´s, principalmente aquelas voltadas à inclusão de alimentos saudáveis em seu cardápio, e qual o impacto que isso causa em seu público consumidor. Para a realização deste estudo, que está em andamento, será realizada, em um primeiro momento, a pesquisa bibliográfica, em fontes primárias e secundárias, com o intuito de melhor explorar o tema abordado. Em seguida, será realizada uma pesquisa de campo, por meio de aplicação de questionário a consumidores que frequentam restaurantes da rede de fast food Mc Donald’s, o que ajudará a melhor compreender seus gostos e costumes, bem como o consumo ou não de alimentos mais saudáveis oferecidos pelo restaurante. GEOGRAFIA DA COMUNICAÇÃO: ANÁLISE DA PRODUÇÃO INTELECTUAL DO DR. MILTON SANTOS, E SUA APLICAÇÃO/RELAÇÃO COM A COMUNICAÇÃO Carlos Fernando Leite Orient.: Paulo Celso da Silva Findada a primeira metade de nosso trabalho, é de bom alvitre que se faça uma síntese do entendimento a que se chegou até aqui. Mais que o objetivo áureo de destacar a relação entre Geografia e Comunicação e sua implicação com as questões sociais, a investigação nos possibilitou uma percepção mais abrangente da
    • interdisciplinaridade. Ou seja, em relação ao social, todas as disciplinas científicas – em mútua e indissociável relação – têm de realinhar-se, para explicar a parcela de realidade que a cada uma é pertinente (Santos, 2004 p.18). Geografia e Comunicação têm no espaço o ponto de convergência, quer no aspecto material (suporte continente da ação), quer no conceitual (teoria sócio-espacial Miltoniana), Discute-se o conceito de encurtamento do espaço, introduzido pelo advento da moderna tecnologia informacional. O surgimento da escrita também é destacado, como fator de grande relevância, tanto do ponto de vista da comunicação propriamente dita, quanto em relação ao seu impacto político-econômico e sócio-cultural. Certamente que, em uma análise interdisciplinar, há que se abordar o papel dos intelectuais e das universidades. Estas, enquanto “Casas fundadas para o culto da Verdade” (Santos, 2008 p.10), não tem correspondido às expectativas da sociedade. Quanto àqueles, constata-se a existência, dentre eles, de pseudo-intelectuais, a quem o autor chama de letrados. Estes, com uma postura incoerente e descomprometida, em nada contribuem ao avanço e propagação do conhecimento. Propõe-se, como corolário dessa discussão, a construção de um espaço mais humano e justo, em todos os aspectos; um espaço que seja verdadeiramente social. Podem-se indicar dois fatores, dos quais depende essa consecução: 1- uma efetiva mudança paradigmática, não só da Geografia – conforme Santos vem propondo há quatro décadas – mas que estende-se a todas as áreas e 2- a adoção, por parte dos intelectuais, de posturas mais consistentes em relação às questões sociais mais relevantes. Outras leituras ainda serão feitas, através das quais espera-se ampliar a percepção e o entendimento conceitual de todas as questões rentes ao foco da análise. Desta feita, quiçá possa-se chegar à formulação de algumas respostas às principais indagações ali ventiladas. Mesmo porque, qualquer investigação de cunho social – devido à própria dinâmica de transformação da sociedade – demanda uma compreensão sempre ampla e clara de todos os fatores e constantes reconceituações. GERENCIAMENTO DE RISCOS NA CADEIA DE SUPRIMENTOS: TERCEIRIZAÇÕES DA MÃO DE OBRA PARA MANUTENÇÃO Guillliane Lopes Martins Orient: Marco Canhada Para obter vantagens competitivas de custos e abranger maior participação no mercado, muitas empresas implementaram diversas iniciativas, como por exemplo a terceirização de mão de obra para manutenção. Esta iniciativa pode ser eficaz, porém o gerenciamento se descentraliza, tornando, assim, a cadeia de suprimentos mais vulnerável a vários tipos de conflitos na gestão de pessoas, e incertezas quanto ao bom funcionamento desta dinâmica. Existem vantagens e oportunidades associadas a este tipo de cadeia de suprimentos, porém são acompanhadas por um expressivo aumento no nível de riscos enfrentados por lidar com diferentes empresas prestadoras de serviços específicos, com mão de obra qualificada de acordo com as normas da empresa contratante. Com a implementação de um programa de melhoria da cadeia de fornecimento de mão de obra baseado em ações focadas na atenuação de riscos,
    • será possível evidenciar os resultados e a eficácia do processo de gerenciamento de riscos. Neste estudo, o objetivo é implementar um programa com novos procedimentos, com a finalidade de melhorar a qualidade de fornecimento e prazos, assim como oportunidades que gerem benefícios tanto para a empresa quanto para o fornecedor. Para a criação deste programa, serão investigados e analisados os processos e quais iniciativas podem ser tomadas para atenuar os riscos de cada processo. Este trabalho, que está em realização, pretende, através de pesquisa bibliográfica associada à pesquisa de campo, apontar à aplicação de estratégia de atenuação de riscos que pode influenciar positivamente nos indicadores de performance de qualidade e entrega. Como a sugestão de criação de procedimentos, alterações dos procedimentos ineficientes e a avaliação minuciosa de casos específicos com maior complexidade, como resultado deste estudo poderemos aplicar todo o procedimento criado para o programa de melhoria como prática habitual no início dos processos de desenvolvimento de fornecedores, não sendo necessário atuar após os problemas terem ocorrido. GESTÃO E PLANO DE CARREIRA EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS DOS SETORES PÚBLICO E PRIVADO Isabella Cassar; Andressa Talita Menezes Orient.: Rafael Ângelo Bunhi Pinto A gestão de carreiras é um autoconhecimento que orienta, estabiliza e integra as experiências profissionais de uma pessoa, correspondendo a uma sequência de cargos ocupados por ela ao longo de sua vida profissional. Para uma gestão de carreiras eficiente, os profissionais devem planejar seu desenvolvimento profissional, definindo metas e objetivos de carreira, bem como buscar o preparo necessário para o alcance dessas metas estabelecidas. Já as empresas, devem identificar as características de profissionais necessários para o alcance dos resultados previstos, considerando aspectos de perfil psicológico, competências e demais pré-requisitos. Para isso, as organizações se utilizam, basicamente, de Planos de Carreiras. Um Plano de Carreira consiste numa estruturação organizacional que possibilita aos profissionais evoluir e almejar novos cargos e posições dentro de uma empresa. Um bom Plano de Carreira é aquele que atende tanto as necessidades da empresa quanto dos profissionais que nela atuam, principalmente no que se refere a aspectos como remuneração, status, prestígio, dentre outros. Neste contexto, o objetivo desta pesquisa é verificar a questão da gestão e desenvolvimento da carreira em instituições financeiras dos setores público e privado, visando analisar as principais diferenças, forças e fraquezas, benefícios, vantagens e desvantagens de seus Planos de Carreira. Diante disto, compararemos as organizações e os interesses pessoais dos colaboradores, aprimorando conhecimentos referentes ao assunto gestão de carreiras. Para o desenvolvimento desta pesquisa, que está em andamento e utilizará a metodologia exploratória, realizaremos um estudo de caso com instituições financeiras
    • dos setores públicos e privados, para analisar seus respectivos planos de carreira e a importância que essas instituições dão para a questão da gestão de carreiras. AS FRONTEIRAS DA CRONOLOGIZAÇÃO DA VIDA EM INFÂNCIA, ADOLESCÊNCIA E IDADE ADULTA MANIFESTAS EM PEÇAS PUBLICITÁRIAS Érica Tamires Santos Domingues Orient.: Maria Ogécia Drigo A publicidade e a cronologização da vida em infância, adolescência e idade adulta constituem o contexto dessa pesquisa. Iremos nos valer de alguns autores para compor o embasamento teórico da mesma, além de algumas peças publicitárias para compor as exemplificações encontradas em nosso meio. Nessas peças disponibilizadas nas mídias, observaremos problemas em relação ao rompimento de fronteiras entre a infância, a juventude e a idade adulta, e que apresentem aspectos vinculados à moda, às tecnologias, às produções artísticas e à saúde e bem-estar. Através dessa pesquisa, refletiremos sobre a possibilidade da flexibilização dessas fronteiras (infância, adolescência e vida adulta) na pós-modernidade. De modo geral, estudaremos o conceito de infância, seu surgimento, suas aplicações e, principalmente, sua transformação. Na categoria adolescência estudaremos os movimentos da juventude enquanto valor no nosso meio social, considerando os produtivos midiáticos que podem trazer na tessitura aspectos pertinentes à construção da juventude enquanto valor. O modo de viver, vinculado ao dionisíaco, enquanto vitalidade, que anseiam pelo resgate da ‘criança eterna’, da juventude, não é simplesmente um problema social, mas um modo de viver lúdico e ao mesmo tempo anômico, que conjuga os aspectos pagão e desordenado da existência. Há também aspectos relacionados ao consumo que vêm à tona ao tratarmos da questão da juventude. Seguindo uma ordem cronológica, estudaremos a tendência das pessoas, com idade de 20 a 30 anos, desejarem experiências sensoriais que resgatem uma fase mais inocente da sua vida, que permite o retorno à infância, a “Adultescência”, fase que corresponde à mistura de adulto com adolescente – adultos que desenvolvem hábitos apropriados aos adolescentes. Há indícios de que essas pessoas não desejam se assentar e assumir compromissos na vida; elas não podem ser confundidas com pessoas que, na faixa de 35 a 45 anos, ainda se colocam na vanguarda da cultura jovem. Alguns autores nos dão exemplos de como as pessoas tentam resgatar a infância. Analisaremos se é mesmo imprescindível a distinção entre adultos e crianças, uma vez que o desejo de permanecer jovem sempre permeou as mais diversas culturas.
    • HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL SUSTENTÁVEL PARA SOROCABA – SP Natália Costa Martins Orient.: Vidal Dias da Mota Junior; Marco Antonio Leite Massari A questão da habitação pode ser considerada, na atualidade, um dos principais problemas sociais urbanos do Brasil. Entendendo melhor a problemática acerca do produto habitacional, este projeto analisa o Plano Diretor de Desenvolvimento Físico Territorial do município de Sorocaba - SP (Lei municipal no 8.181/07), a partir do seguinte olhar sobre o conteúdo do plano: a possibilidade de autoaplicabilidade dos instrumentos urbanísticos do Estatuto da Cidade e os instrumentos que visam à Habitação de Interesse Social. Desta forma, esse projeto tem buscado entender como o plano diretor de desenvolvimento físico territorial de Sorocaba - Lei 8.181/07 estabelece as diretrizes para a efetivação do desenvolvimento físico e territorial do município visando o equilíbrio entre desenvolvimento social e ambiental. O resultado parcial aponta que o Plano Diretor Físico e Territorial de Sorocaba não delimita áreas das ZEIS (Zona Especiais de Interesse Social), além disso, não conceitua o que seriam essas áreas, nem mesmo estabelece prazos para que sejam demarcadas. No entanto, o Plano Diretor estabelece que devem ser produzidas habitações a baixo custo; essa definição não estabelece indicadores ou outro parâmetro técnico relacionados com a questão da qualidade de vida para seus moradores. IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMAS LOGÍSTICOS EM PORTOS SECOS Mariane Aparecida Veronez Moreno; César Augusto Nunes Gonçalves Orient: Prof. Marcos Antonio Canhada O trabalho proposto fará a abordagem das questões da logística e a sua importância para as organizações, e a implantação de sistemas de informações logísticos e os portos secos. Será analisado todo o processo logístico que possui elementos com enfoque em um único objetivo, que é o de satisfazer as necessidades e preferências do cliente final, através da distribuição de produtos ou serviços. Entende-se que nesta nova era da informação no mundo dos empreendimentos, a Logística apresentou profundas mudanças, na qual a Tecnologia da Informação Aplicada auxiliou na redução dos custos logísticos e na redefinição estratégica das organizações. Buscaremos informações e procedimentos dos sistemas de informações logísticos que ajudam no aumento da competitividade logística perante a concorrência entre as empresas, através da coleta, até o processamento dos dados com rapidez e eficácia. Através de pesquisa bibliográfica, em conjunto com pesquisa de campo, iremos enfatizar as características dos portos secos e a sua utilização de forma estratégica por empresas de diversos segmentos, para efetuar os trâmites de um porto normal. Também será necessário salientar o grande gargalo nos portos/aeroportos que não podem compreender tamanha demanda de importações e
    • exportações, e a relevância que os portos secos têm para o despacho aduaneiro, e das tecnologias avançadas que o mesmo dispõe para gerenciar toda a logística aduaneira. O desafio deste trabalho é buscar entendimento para as questões de como a Logística se tornou fundamental para o planejamento estratégico nas organizações, os impactos que as empresas e seus colaboradores enfrentam na implantação de sistemas de informações logísticos, os benefícios de uma estação aduaneira para importações e exportações, e as privatizações dos portos secos. A LIDERANÇA DA GERAÇÃO Y NO MERCADO DE TRABALHO Susane Marques Favero Orient.: Rafael Ângelo Bunhi Pinto Nos últimos tempos verifica-se que as tendências e mudanças que vêm ocorrendo no ambiente organizacional estão acompanhadas de novos conceitos e práticas na administração, voltadas para uma nova geração que está atuando no mercado de trabalho, conhecida como “Geração Y” e que vem acompanhada da era da tecnologia e inovação. Por crescerem com um ritmo acelerado e rodeados de coisas novas, são pessoas muito criativas, talentosas e com capacidade de planejamento de ações a curto prazo, devido à grande ansiedade que os permeiam. Os jovens que fazem parte da geração Y estão cada vez mais assumindo postos de trabalho que exijam grande papel de liderança. Mesmo a liderança sendo predominante na maioria desses jovens, algumas organizações ainda temem ao contratar pessoas com esse perfil, pois, mesmo com todo interesse e vontade de crescimento, na maioria das vezes, essas pessoas ainda não possuem experiência prática, causando insegurança por parte do empregador. Há, no entanto, organizações que arriscam em contratá-los, pois acreditam que devido à flexibilidade em se adaptarem a novas rotinas e a novos aprendizados, a falta de experiência não será um problema. Para os jovens da Geração Y, essa nova experiência é vista como um novo desafio, e isso os fazem se dedicar ainda mais ao cargo confiado. Assim, o objetivo desta pesquisa é investigar como os jovens pertencentes à Geração Y estão ocupando cargos importantes dentro das organizações e como trabalham com a questão da liderança diante do cargo que ocupam. Para o desenvolvimento deste trabalho, que está em andamento, será realizada uma pesquisa qualitativa em uma empresa de Sorocaba que apresenta grande número de pessoas em cargo de liderança pertencentes à Geração Y.
    • MARKETING DE VAREJO E ESTRATÉGIAS DE FIDELIZAÇÃO UTILIZADAS POR MERCADOS DE BAIRROS Maurício da Costa Vilela; Douglas Munhoz Capucho Orient: Rafael Ângelo Bunhi Pinto No Brasil, os supermercados surgiram na década de 50, a partir de mercearias que, combinadas com açougues, em um primeiro momento, e com outros itens fora do ramo alimentício, em outro momento, acompanharam uma evolução de conveniência de compras que estava surgindo. Nos dias atuais, verifica-se que a tendência, nesse ramo, faz surgir os hipermercados, que são uma mistura de supermercados com lojas de descontos, que vendem também artigos do lar, eletrodomésticos, artigos esportivos, etc. Outra tendência verificada é a criação, cada vez mais forte, de grandes redes de supermercados, as quais se instalavam em grandes cidades e centros comerciais, em um primeiro momento, mas que agora também se expandem para cidades menores e, também, para bairros considerados estratégicos em grandes cidades. Mesmo com essa tendência, ainda resistem, em determinados locais, os “supermercados de bairro”, geralmente empreendimentos familiares, de pequeno porte ou médio porte, que atendem há algum tempo às demandas e necessidades de varejo do local onde estão inseridos. Assim, o objetivo principal dessa pesquisa é verificar quais as estratégias de Marketing de varejo que os supermercados de bairro vêm desenvolvendo para manter a fidelização e a satisfação dos seus clientes diante do surgimento de novos tipos de mercado, tendo em vista que o setor supermercadista é um dos setores da economia que mais se utiliza de estratégias e ações de Marketing para a conquista de clientes. Para o desenvolvimento deste trabalho, que está em andamento, será realizada uma pesquisa de metodologia exploratória, com um estudo de caso em um supermercado de bairro, na cidade de Sorocaba, para verificar as estratégias para fidelização e satisfação de clientes que ele vem adotando frente à concorrência, principalmente referente a outro supermercado pertencente a uma grande rede, localizado no mesmo bairro. O MARKETING INVISÍVEL E O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR Renata Ferreira da Silva; Natalia Montero Orient.: Rafael Ângelo Bunhi Pinto O marketing faz parte da vida do ser humano, integra seu cotidiano e chega a marcar situações e épocas de seu crescimento e desenvolvimento pessoal. Não podemos negar a importância do Marketing ao longo da vida, assim como também não podemos negar que a Publicidade e a Comunicação, como um todo, usam de certos mecanismos, como sedução e persuasão, para atraírem seu público-alvo, objetivando a obtenção de determinadas respostas. Com o passar dos anos, novas técnicas para
    • influenciar pessoas foram desenvolvidas, aprimoradas e passadas de geração em geração, bem como utilizadas com intenções diversas. A psicologia sempre foi aliada dos profissionais dispostos a convencer os consumidores, pois as formas de conquista utilizadas na Publicidade, por exemplo, são postas em prática ao adquirir-se certo conhecimento do tipo de público que se pretende atingir. O tema desta pesquisa discorre sobre uma nova técnica de persuasão complexa e curiosa, que está em estudo sob o ponto de vista da Comunicação, da Psicologia e do Marketing: o Marketing Invisível. Essa ferramenta chama a atenção do público sem apelos e sem parecer uma informação comercial, como, por exemplo, um ator famoso falando de um produto como se fosse uma opinião própria, como se ele fosse um consumidor daquele produto. Além disso, estão sendo estudadas as suas aplicabilidades na comunicação, as suas influências no receptor de suas mensagens e o efeito causado no consumidor. Para o desenvolvimento deste estudo, será realizada uma pesquisa de campo, por meio da aplicação de questionário, para verificar o conhecimento das pessoas sobre esse novo tema e de qual maneira o Marketing Invisível pode influenciar na vida e no comportamento dos consumidores. A MÚSICA ENQUANTO LINGUAGEM: REFLEXÕES COM “FRAGMENTO SOBRE MÚSICA E LINGUAGEM” DE THEODOR W. ADORNO Marcelo de Almeida Júnior Orient.: Maria Ogécia Drigo Este projeto apresenta a interface entre comunicação e música, cujo objetivo geral é compreender a música enquanto uma modalidade de linguagem. Além do objetivo geral, há os específicos, que são: traçar um breve panorama da música enquanto manifestação cultural, identificar conceitos de linguagem, explicitar características da música enquanto linguagem, avaliar em linhas gerais os significados possíveis das linguagens híbridas das mídias, nas quais a música é um dos componentes. Com o objetivo de compreender a música enquanto linguagem, partimos da análise do texto “Fragmento sobre música e linguagem”, de Theodor Adorno. A análise é fundamentada em Wisnik e Adorno sobre os possíveis significados das linguagens híbridas das mídias, nas quais a música é um dos componentes. Enfatiza a necessidade da compreensão dessa modalidade de linguagem por profissionais da área de comunicação. A música enquanto manifestação cultural permeia as relações sociais, e, em cada período, essa manifestação é difundida pelos diversos meios de comunicação. Agora, de modo mais intenso, com a divulgação em diversas mídias, estando ao alcance de todos a todo tempo, ela se mistura e passa a compor a linguagem de mídias diversificadas. Compreende a linguagem enquanto uma forma social de comunicação e de significado, incluindo a linguagem verbal articulada, envolvendo também, por exemplo, a matemática, a arte, a linguagem do computador, a culinária, a música. A linguagem verbal e a arte certamente são linguagens distintas. Deparando com o texto de Adorno, “Fragmento sobre música e linguagem”, percebemos que existe nele uma
    • série de trechos que poderia nos orientar em nossa pesquisa, extraindo dele especificidades dessa modalidade de linguagem. Há necessidade de compreender a noção de estrutura, de produção de significados, as especificidades da linguagem verbal e se elas estão presentes ou não na música, para com isso verificar como a modalidade de linguagem se transforma, e mesclada passa a compor outras modalidades de linguagens, explicitando dessa maneira os objetivos desta pesquisa. O OUTRO NA MÍDIA PUBLICITÁRIA Cássia Pichol Orient.: Luciana Coutinho Pagliarini de Souza Este projeto se desenvolve na linha de pesquisa “Análises de processos e produtos midiáticos” e tem a publicidade como objeto de estudo. A temática desse trabalho traz como foco a visão da publicidade brasileira em relação ao "outro”, no caso o oriental. Para isso, houve a busca por imagens e vídeos de propagandas nacionais que se relacionassem com o tema, para que, num outro momento da pesquisa, sejam analisados semioticamente. Para fundamentar o contexto em que essas peças serão analisadas, realizou-se a leitura de vários livros, bem como o fichamento de cada um deles. O primeiro livro lido e resumido foi “A identidade cultural na pós-modernidade” de Stuart Hall, que trata de como a globalização e os avanços das tecnologias, principalmente na área da comunicação, estão conectando e ligando várias culturas diferentes de forma a provocar crises de identidades no individuo que, por sua vez, passa a se familiarizar com diversas culturas e já não tem mais uma única e permanente identidade. A segunda leitura foi do livro “Cultura brasileira e identidade nacional” do autor Renato Ortiz, que também trata da questão da identidade, só que sob outro enfoque. Observa-se nesta leitura que a identidade é uma construção simbólica na qual a política - ou a busca por poder - impõe culturas definidas como autênticas, mantendo assim os limites nas fronteiras como garantia de permanência do poder. A terceira leitura foi do livro “A conquista da América” de Tzvetan Todorov. Neste livro se tem a visão do primeiro contato extremo do homem com o outro, do outro com o homem, no período da colonização. Temos uma análise surpreendente do encontro de duas culturas diferentes, no caso os espanhóis e os índios da América. Neste encontro, tem-se o confronto da cultura egocêntrica europeia, que se julga superior por terem uma comunicação e escrita evoluída, e a dos índios, bastante inferiores sob esse ponto de vista. Aqui, observam-se as diferentes dimensões da relação com o outro, no qual há o julgamento de valores, a aproximação ou o distanciamento e o interesse em se conhecer ou ignorar a identidade do “estrangeiro”. A quarta leitura é do livro “Estrangeiros para nós mesmos” de Julia Kristeva. A autora busca mostrar o direito do indivíduo de ser diferente e o respeito pelo mesmo, sugerindo que olhemos para dentro de nós mesmos para que, dessa maneira, possamos refletir em relação ao outro, ou seja, o estrangeiro, e a partir do momento em que nos reconhecemos todos como estrangeiros o outro deixa de ser
    • uma ameaça ou mesmo adversário e continua apenas em nossa visão como diferente. Toda essa leitura, até o momento, em conjunto com as imagens e vídeos, vêm ampliando nossa visão em relação à publicidade brasileira nos tempos atuais, sobretudo na sua maneira de representar o “outro”. O OUTRO NA MÍDIA PUBLICITÁRIA: REPRESENTAÇÕES DO LATINO- AMERICANO Flávio Augusto Angelin Orient: Luciana Coutinho Pagliarini de Souza O “outro”, mais especificamente o latino-americano, representado na mídia publicitária impressa e/ou televisiva é tema desse projeto. Objetiva-se verificar como a publicidade brasileira trata a questão da alteridade tendo em vista os modos de posicionamento da cultura local em relação ao estrangeiro. Para tanto, os procedimentos metodológicos consistiram na coleta de propagandas do período de 2008 a 2012 e na aplicação da semiótica peirceana para deslindar a produção de sentidos advinda desse corpus. A discussão é relevante por lançar luz à questão de viver com o outro, imprescindível na contemporaneidade marcada por aproximações intensas e sucessivos conflitos com o estrangeiro. O PAPEL DA IMPRENSA NA DIFUSÃO DO SAMBA NO ESTADO DE SÃO PAULO (1917-1930) Jéssica de Almeida Bastida Raszl Orient: Miriam Cristina Carlos Silva Esta pesquisa é necessária para a discussão do papel do jornalista como agente social, do jornalismo como produtor de cultura e de intercâmbios culturais, além de proporcionar a percepção de mitos e estereótipos, e da história como mediadores da interpretação que se faz do outro, sendo necessário discutir questões como identidade, cultura e comunicação. O projeto pretende pesquisar o papel da Imprensa no processo de difusão do gênero samba no Estado de São Paulo, de 1917 a 1930, através de pesquisa feita nos jornais do Estado de São Paulo. O samba, música composta por frases curtas, surge no Brasil como gênero musical por volta da segunda metade do século 19, a partir de influências africanas. Em São Paulo, os primeiros sambas de que se têm notícia nasceram quando da importação de escravos do nordeste brasileiro para trabalhar nas lavouras de café, no século XVIII, e, posteriormente, no bairro da Barra Funda, onde muitos negros trabalhavam como carregadores de café na linha do trem, sendo essenciais para o nascimento do samba
    • paulista. O ritmo se popularizou em meados de 1920, após a gravação em vinil de “Pelo Telefone”, composta por Donga (Ernesto Joaquim Maria dos Santos, compositor e violonista) e Mauro de Almeida, sendo um marco dentro da história do samba por ser considerada a primeira composição a alcançar sucesso com a marca de samba, cooperando para a popularização do gênero. A música foi concebida em um conhecido terreiro de candomblé daqueles tempos, a famosa casa da Tia Ciata - frequentada por grandes sambistas e músicos da época. A partir do primeiro samba é possível perceber a história das telecomunicações; no Brasil, os primeiros telefones foram instalados no Rio de Janeiro, em meados de 1890. João da Baiana costumava andar com seu pandeiro, mostrando seus sambas pelo Rio de Janeiro. Em muitas ocasiões era detido pela Polícia e tinha seu instrumento confiscado e/ou quebrado. O objetivo da pesquisa é fazer um registro da cobertura da imprensa sobre a temática do samba no período apontado, avaliar os discursos ideológicos como promotores/ detratores/ mediadores das trocas culturais, e avaliar o papel do jornalista e do jornalismo na difusão das formas / textos culturais. A pesquisa será feita especificamente na imprensa paulista, cuja escolha se deu a partir da afirmação “São Paulo é o túmulo do samba”, que, apesar da falta de registros, é atribuída ao poeta Vinicius de Moraes, nos anos 50. Moraes não estava acusando a cidade de não produzir o ritmo, mas de ter uma noite acanhada, com poucas boates e bares que tocassem o ritmo originalmente como é conhecido. A ideia principal é mostrar como esse tratamento da imprensa com o samba permitiu sua popularização em todas as camadas da sociedade paulistana. PARQUES URBANOS DE SOROCABA: PLANEJAMENTO E USO PÚBLICO DOS PARQUES ECOLÓGICOS Daniela Alves Nogueira Orient: Vidal Dias Mota Junior Os parques urbanos nos últimos tempos têm se mostrado de grande importância na vida urbana da sociedade. Esses espaços verdes, que antes eram apenas encontrados em quintais residenciais de pessoas de maior poder aquisitivo e/ou áreas institucionais, hoje já fazem parte da realidade de uma pequena parcela dos espaços urbanos, embora ainda tenham que evoluir em questão de abrangência territorial, acessibilidade, prevendo e provendo a sustentabilidade em todos os aspectos. Assim como as cidades utópicas, teorias de Howard, como a das cidades- jardins, colaboraram para implantar os espaços verdes no meio urbano, passando os termos arborização, jardim e, consequentemente, parques a fazer parte do trabalho dos urbanistas e da realidade humana, na busca de modificar cidades e principalmente oferecer bem- estar à humanidade. A qualidade de vida nas cidades proporcionada hoje pelos parques urbanos é de extrema importância, pois eles passam a ser parte relevante da malha urbana, propagadores de diversidades culturais, étnicas e sociais; espaços públicos que oferecem sensações e contribuem
    • para a saúde física e mental, colaborando para o bem-estar de quem os frequentam. Serão abordados neste trabalho o que são estas áreas de tempo livre, suas intenções no meio urbano, suas relações com a sociedade e as condutas impostas nestes espaços, suas carências e benefícios para o homem em busca do seu espaço igualitário de lazer, esporte e convívio social. Agregará conhecimento sobre os parques urbanos, suas funções, usos e ralações com a sociedade atual, demonstrando sua influência no modo e qualidade de vida do homem, sua importância na malha urbana, nos aspectos econômicos, sociológicos e ambientais, e, desta maneira, entender como os parques urbanos de Sorocaba se desenvolvem e se relacionam com a população que deles usufruem, objetivos e expectativas, e as maneiras que são implantados. PRINCIPAIS FONTES DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS DOS 4 PRINCIPAIS CLUBES DOS ESTADO DE SÃO PAULO Diogenes Shoiti Wakuda; Vinicius Mateus Aguilera Manoel Orient: Marcos Antonio Canhada Nas ultimas décadas, vivenciamos a transformação de clubes de futebol em verdadeiros clubes-empresa, que fazem parte de um mercado altamente globalizado. Este trabalho aborda os métodos utilizados para a captação de recursos financeiros dos quatro principais clubes de futebol do estado de São Paulo. Analizam-se as diferentes estratégias de arrecadação utilizadas por cada clube, tendo em vista que cada clube especializou-se em um ou mais segmentos, de acordo com sua infraestrutura. Tem-se o objetivo de identificar os procedimentos adotados pelos departamentos de marketing dos clubes para alavancar as receitas, utilizando-se de das novas ferramentas disponíveis. Verificaremos também a relação entre o desempenho do clube de futebol e o aumento ou diminuição das receitas arrecadadas. Trata-se de uma pesquisa exploratória, e como há escassez de recursos e de informações sobre o assunto, há possibilidade de surgirem novas hipóteses durante a pesquisa. Em relação aos meios, será feita pesquisa bibliográfica e de campo, pois a fundamentação teórica será feita sobre livros, artigos e publicações, abordando, dentre outros assuntos, finanças, marketing esportivo e contabilidade. Será realizada uma pesquisa de campo utilizando a aplicação de questionário para a coleta de dados primários junto aos clubes, a fim de acrescentar dados mais significativos para análise da pesquisa.
    • ROGRAMA "CARPE DIEM": UMA NOVA ESPERANÇA PARA OS PRESOS PROVISÓRIOS E PARA A SOCIEDADE Edmara de Oliveira; Janaina Ferreira Silva; Maria Isabel Faria; Nadia Campanha Almagro Orient: Fernanda Ueda Esta pesquisa versa sobre o programa de custódia detentiva alternativa “Carpe Diem”, desenvolvido pioneiramente no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba. A situação do programa Carpe Diem foi analisada, sendo que o estudo foi focado na ressocialização proporcionada por esse programa, bem como na questão da reincidência dos presos atendidos. A pesquisa objetivou averiguar se há ocorrência e efetividade da ressocialização, além de apurar a eficácia desse projeto quanto ao combate à reincidência. Os institutos da Execução Penal e do Direito Penal, tais como os direitos e deveres dos presos, entre outros, e em especial a reincidência e ressocialização foram estudados, com uma abordagem peculiar nos presos provisórios, que são os atendidos pelo programa Carpe Diem. Da mesma maneira, o programa Carpe Diem é analisado tanto do que se trata, quem é atendido e como funciona. Dados estatísticos acerca do programa também foram utilizados, em especial os dados relativos ao percentual de reincidência antes e após sua implementação. Os resultados obtidos com toda a análise e estudo levaram a concluir que o programa Carpe Diem é eficaz na busca da ressocialização e, por consequência, no combate e diminuição da reincidência, que diminuiu significativamente após a implantação do programa. Outra conclusão é a de que programas como este em análise são essenciais para que se atingir as finalidades da execução penal e auxiliar na crítica situação carcerária brasileira. RÁDIO JORNAL INCLUSÃO Natália Freire Ponse Orient.: Fernando Negrão Duarte O Jornal Inclusão é um programa de rádio que divulga informações sobre acessibilidade, saúde, qualidade de vida, meio ambiente e sustentabilidade. Produzido nos Laboratórios de Comunicação da Uniso, é desenvolvido por alunos de Jornalismo através da Pró-Reitoria Acadêmica e apresentado pelo jornalista Prof. Fernando Negrão Duarte e pela aluna de Jornalismo Natália Ponse. O Objetivo é estimular a inclusão social e digital, divulgando matérias atualizadas sobre produtos e serviços que contribuem para a vida das pessoas com deficiência, mobilidade reduzida e da terceira idade. A gravação sistemática diária de programas repercute notícias sobre acessibilidade, saúde, qualidade de vida, meio ambiente e sustentabilidade, sendo
    • utilizado como referência o Jornal Inclusão Brasil. Os parceiros são os meios de comunicação responsáveis por transmitir os programas de rádio. Na Rádio Cruzeiro FM, o programa é transmitido diariamente às 06h50 no canal 92,3 FM e pelo site www.radiocruzeirofm.com.br. O Jornal Inclusão Brasil serve de base e referência para a produção do Rádio Inclusão, e é publicado mensalmente. O podcast é atualizado diariamente pelo site www.inclusaobrasil.com. Tendo início no dia 1º de março deste ano, e com vencimento em 1º de março de 2014, o projeto tem como beneficiados toda a comunidade, uma vez que o programa visa divulgar notícias que facilitem e informem a população, abrangendo deficientes físicos, mentais, idosos e aqueles que convivem com esse grupo. O número de pessoas beneficiadas não pode ser aferido de forma específica, porém a Rádio Cruzeiro FM atinge vinte cidades da região e é considerada a rádio de Sorocaba mais ouvida pela internet de acordo com o site www.radios.com.br. A evolução foi grande, se comparado ao início; pois passou de um programa mensal em podcast para um programa diário, que é transmitido pela Rádio Cruzeiro FM. DA RESPONSABILIDADE NO DIREITO DO TRABALHO – RESPONSABILIDADE SOLIDÁRIA E SUBSIDIÁRIA Victor Dias Ramos Orient.: Noemia C. Galduróz Cossermelli A doutrina e a jurisprudência referentes às responsabilidades decorrentes da relação de trabalho, por vezes, carecem de fundamentos jurídicos. Os operadores do direito da justiça especializada, em suas fundamentações sobre a devida aplicação do tipo de responsabilidade, divergem quanto à sua natureza: solidária ou subsidiária. O presente trabalho tem por objetivo fazer uma breve análise de tais teorias de responsabilidade no direito do trabalho, abordando-as à luz da Súmula 331 do TST, observando-as frente ao moderno entendimento dos tribunais acerca da função social da empresa e analisando alguns dos aspectos favoráveis e desfavoráveis das referidas teorias frente a esses novos entendimentos. Para tanto, observaremos, sinteticamente, a evolução do direito do trabalho, buscando-se abordar também o direito obrigacional, a teoria objetiva (teoria do risco) e subjetiva (teoria da culpa) da responsabilidade civil que dão embasamento jurídico a suas aplicações utilizando-se da interpretação do Código Civil, da Consolidação das Leis do Trabalho, do Código de Processo Civil, do Código Tributário Nacional, do Direito Administrativo e de suas respectivas doutrinas e jurisprudência por meio da metodologia procedimental aplicada em conformidade com as nove etapas sucessivas da Teoria da Investigação de Mario Bunge, e de referenciais teóricos (teorias sistêmicas) e métodos auxiliares (histórico, experimental e referencial comparativo), bem como sociológicos. Por final, buscaremos analisar, especificadamente, a possibilidade de aplicação prática destas teorias, se são aplicáveis ou não, observando alguns julgados dos tribunais
    • especializados, bem como, alguns julgados de outras áreas, mas que expressam o entendimento doutrinário moderno e clássico. RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL NA EMPRESA AGROSTAHL Milene Rodrigues Rosa; Maria José Pereira da Silva; Jéssica Fernanda Favero Orient.: Marco Antônio Canhada Este trabalho aborda a questão da Responsabilidade Social Empresarial, ou Responsabilidade Social Empresarial, assunto atual e polêmico. O trabalho enfatiza a Responsabilidade Social Empresarial, como um compromisso permanente das empresas em contribuírem para um desenvolvimento econômico e sustentável, trabalhando em conjunto com seus colaboradores, familiares, e comunidade , garantindo assim continuidade saudável dos negócios no médio e longo prazo. Em geral as empresas que se propõem a implantar a Responsabilidade Social Empresarial, tanto no ambiente externo como interno , indo além de suas obrigações legais, podem obter significativos benefícios em seus resultados, pois acabam sendo vistas de forma diferenciada pelo mercado, clientes, colaboradores e comunidade em geral. Objetivamos com a pesquisa a ser realizada descrever as definições e implicações das conceituações da Responsabilidade Social Empresarial , para em seguida realizar um estudo de caso na empresa Agrostahl, verificando se as ações realizadas nesta empresa, atendem os requisitos relacionados à Responsabilidade Social Empresarial e se seria possível propor refinamento as práticas atualmente realizadas. Este trabalho esta em processo de desenvolvimento e será realizado através levantamento de vasto material bibliográfico, associado à pesquisa de campo, que permitirá trazer parâmetros concretos sobre prática da responsabilidade social na empresa Agrostahl. Cremos que a comparação entre os conceitos relacionados na literatura conjugado com a pesquisa de campo pode trazer resultados úteis, servindo de ferramenta de otimização das práticas de Responsabilidade Social Empresarial, na Agrostahl, ora objeto de estudo, mas também para outras empresas que possuam características similares e tenham ou estejam implantando ações de Responsabilidade Social Empresarial em suas unidades. SEGREGAÇÃO DO ESPAÇO URBANO NAS PEQUENAS CIDADES - O CASO DE ARAÇOIABA DA SERRA- SP Camila Cristina da Silva Ribeiro Orient: Vidal Dias da Mota Junior A pesquisa apresentará uma reflexão cujo objetivo principal é formular e expor a discussão sobre a segregação da malha urbana nas pequenas cidades brasileiras,
    • tendo como foco a cidade de Araçoiaba da Serra- SP. A partir da análise de dados estáticos, da legislação pertinente, do Plano Diretor e do histórico da cidade, buscar- se-ão as influências que o mercado imobiliário exerce na conformação dos espaços cada vez mais dispersos e demarcados pelas classes sociais que deles fazem uso; as políticas públicas e a legislação que cada vez mais favorecem a especulação imobiliária e a conformação de inúmeros loteamentos fechados e, consequentemente, de barreiras urbanas; alguns programas sociais que, na realidade, funcionam como “vendas” para “tapar” a desigualdade social que existe na conformação de periferias, o que configura um fenômeno que pode ser denominado como “negação da cidade”. Dessa forma, identificar os rumos e perspectivas das pequenas cidades interioranas. A forma que habitamos e organizamos a cidade, nos dias atuais, reflete de forma explícita a sociedade egoísta em que vivemos. De maneira sutil, vivemos um “apartheid”, pois consideramos normal o fato de dividirmos o tecido Urbano por muros quilométricos que nos separam entre bons e ruins, de acordo com o nosso poder aquisitivo. Alguns autores afirmam que caminhamos para construção de cidades cada vez mais segregadas, onde infraestrutura e investimentos são direcionados aos quadrantes onde predominam as classes altas, de modo que a malha urbana seja cada vez mais compartimentada e gere barreiras, dificuldades e empecilhos ao acesso de direitos e vantagens de natureza pública ou privada para uma parcela da população, geralmente, às menos favorecidas. Entender a conformação das cidades e a forma que ocupamos os espaços é uma forma de compreender os emblemas sociais que vivenciamos nos nossos dias, aquilo que buscamos enquanto sociedade, o quanto somos submetidos ou submetemos a viver de uma maneira pré-determinada. O tema é de imprescindível relevância para os profissionais que são incumbidos de planejar as cidades: os urbanistas, e para toda a sociedade que habita e constrói esse espaço onde, ainda que de forma contraditória, expressa a nossa organização em comunidade. Discorrer sobre esse tema é delicado, pois é necessário analisar os interesses de uma elite dominante, que rege o desenvolvimento da cidade e o modo que as políticas públicas e a legislação vigente se comportam diante dessa questão, o quanto isso afeta o meio ambiente e os problemas sociais gerados pela má-ocupação do espaço. Portanto, para desenvolver o projeto, será necessário um mapeamento dos empreendimentos imobiliários que foram e estão sendo realizados na cidade de Araçoiaba da Serra nos últimos anos; a análise de investimentos e de infraestrutura levados pelo poder público a essas áreas; os impactos socioambientais gerados por esses empreendimentos, tais como: fechamento de áreas públicas, geração de barreiras. SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL: A GESTÃO AMBIENTAL PRATICADA PELA EMPRESA YPÊ Cicera Angelina Feitosa; Ionalda Souza da Silva; Rosangela Silva Barbosa Orient: Marco Canhada A sustentabilidade pode ser definida através de ações e atividades promovidas pelas organizações fora da sua esfera econômica. No âmbito empresarial, ela pode
    • subdivida em três dimensões: econômica, ambiental e social. Na dimensão econômica, a sustentabilidade prevê que as empresas têm que ser economicamente viáveis; na dimensão ambiental, a organização deve adotar uma postura de responsabilidade ambiental, revendo o processo produtivo e minimizando os impactos ambientais. Em termos sociais, a empresa deve satisfazer aos requisitos de proporcionar as melhores condições de trabalho aos seus empregados, na sociedade em que atua. Ao longo dos tempos, algumas empresas perceberam a importância da prática da gestão ambiental e cada uma, de acordo com sua atividade econômica e suas necessidades, foi adequando seus processos produtivos ou de serviços, para de fato praticar um desenvolvimento sustentável e ecoeficiente. O objetivo deste trabalho, que está em processo de desenvolvimento, é verificar se a Indústria Ypê possui praticas de desenvolvimento sustentável ou utiliza-se de práticas de marketing verde ao colocar nos rótulos de seus produtos que é ecologicamente correta. Pretende-se, desse modo, analisar através do levantamento bibliográfico associado à pesquisa de campo, as definições sobre sustentabilidade empresarial, voltadas à gestão ambiental praticada pela Indústria Ypê. O TELETRABALHO NO CONTEXTO DAS ORGANIZAÇÕES DE SOROCABA NO SÉCULO XXI: PROBLEMA OU SOLUÇÃO? Zeic Sullivan do Amaral; Natalia Caroline de Lucena Orient.: Rafael Ângelo Bunhi Pinto As questões envoltas ao tema trabalho sofreram grandes transformações através dos tempos, evoluindo, mais particularmente na área da administração, dos primeiros conceitos e características encontradas nas primeiras teorias administrativas, da Escola da Administração Científica, até as novas ideias surgidas com a Era da Informação. Nesse contexto, as tecnologias de controle nas organizações contemporâneas caracterizam-se não mais somente pela supervisão direta sobre os atos do trabalhador, mas também pelo controle à distância. Surge, então, um novo conceito, conhecido como trabalho remoto ou teletrabalho, o qual é definido como uma alternativa moderna de gestão empresarial, sob o enfoque das alternativas de trabalho flexível para tornar as empresas mais competitivas e dinâmicas, diferentes daquelas outras que ainda estão perigosamente acostumadas à estabilidade e à rotina do trabalho tradicional. Com o teletrabalho, os profissionais de algumas áreas podem desempenhar suas atividades em suas próprias casas ou em qualquer outro local, como se estivessem no escritório. A utilização desse recurso proporciona inúmeras vantagens para os profissionais e para as organizações, tais como a redução do tempo gasto com o deslocamento da residência até a empresa, redução do estresse provocado pelo trânsito das grandes cidades e diminuição da probabilidade de ocorrer acidentes de trajeto. Além disso, o teletrabalho também pode proporcionar ao trabalhador e à empresa a melhoria na qualidade de vida e, consequentemente, aumento da produtividade, eliminando as inúmeras paradas ocorridas durante o expediente, sem contar os benefícios com relação à redução do espaço físico dos escritórios convencionais, o que acaba por baratear os custos com manutenção, limpeza, consumo de energia e água.
    • O objetivo principal desta pesquisa é verificar como se dá a compreensão do teletrabalho em empresas do município de Sorocaba/SP e se essa estratégia de trabalho atualmente é encarada como um problema ou solução para essas organizações. Para o desenvolvimento deste estudo, que está em andamento, iremos realizar uma pesquisa que adotará a metodologia exploratória, com a finalidade de levantar informações fundamentais para o desenvolvimento acerca do tema. Quanto aos procedimentos, realizaremos uma pesquisa de campo, para a coleta de dados provenientes da aplicação de questionário a diversos profissionais de empresas de Sorocaba/SP que adotam o teletrabalho. VALO GRANDE: ANTIGA CICATRIZ, UMA QUESTÃO A SER RESOLVIDA. Sílvia Tânia de Lima Healehil Orient.: Luiz Antonio de Paula Nunes A cidade de Iguape, no litoral sul paulista, faz parte de área de proteção ambiental, tendo o conjunto histórico e paisagístico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional como Patrimônio Nacional desde 2009, compreendido por seu centro, o antigo sistema portuário e o morro da Espia. Nesse cenário encontramos o “Valo Grande”, canal artificial construído no século XIX, que provocou forte impacto econômico, social, cultural e ambiental no município e região. Este artigo discute um aspecto específico da pesquisa que vem sendo desenvolvida na Uniso sobre essa construção: o dilema entre a necessidade de eliminar o “Valo Grande” para “renaturar” o estuário, parte do complexo lagunar Iguape-Cananéia e sua preservação como testemunho da ação antrópica na região e parte do patrimônio cultural da comunidade local. Esse canal faz parte do setor portuário de Iguape, que compreende, além do próprio valo e suas margens, a antiga área do “Porto da Ribeira”, e explicita a relação intrínseca da cidade com as águas estuarinas, abrigando usos tradicionais, como a pesca artesanal- que é parte importante da cultura local-, e novos usos, relacionados principalmente com o turismo. No entanto, a implantação do canal afetou consideravelmente o meio ambiente regional e há ações que entendem como necessário seu fechamento, de modo a impedir que águas doces do Rio Ribeira de Iguape passem para o estuário, o que alterou a salinidade do estuário e afetou a fauna e flora, a ponto de autores considerá-lo "ferida aberta e latejante [...] constituiu o gatilho de um dos mais trágicos e eloquentes desastres ambientais já ocorridos no Brasil". No entanto, há outros aspectos a considerar: o primeiro é que, de fato, trata-se de um patrimônio histórico nacional, pois é obra pioneira na engenharia hidráulica brasileira, e patrimônio cultura local, constituído há mais de um século; o segundo é que as idas e vindas em relação a seu fechamento por comportas (fechado em 1978 e reaberto em 1995) têm alterado a salinidade e a qualidade da pesca, o que é considerado pelos pescadores locais e pelos gestores de serviço de hospedagem como prejuízo econômico, uma vez que altera a quantidade de peixes e moluscos na região; o terceiro é que exige profundo estudo da rede hídrica a fim de se evitar o assoreamento do estuário (ou Rio Ribeira Velho) no trecho compreendido entre a "entrada" do Valo Grande e sua foz, no Oceano, ou a ocorrência de inundações com graves consequências sociais e econômicas. A pesquisa, ainda em andamento,
    • analisa aspectos culturais e ambientais numa perspectiva histórica, a fim de compreender melhor a problemática, mediante revisão bibliográfica sobre a temática e catalogação do acervo já existente sobre o “Valo Grande”, com a intenção de divulgar aspectos relevantes para o desenvolvimento do projeto e, futuramente, colaborar na proposição de diretrizes para a sustentabilidade da região, em seus aspectos econômicos, culturais, sociais e ambientais.
    • Engenharias e Tecnologias
    • ALOMETRIA DE ESPÉCIES FLORESTAIS DE DIFERENTES GRUPOS ECOLÓGICOS EM PLANTIO ADENSADO Ivonir Piotrowski Santos; Fatima C. M. Piña Rodrigues Orient.: Nobel Penteado de Freitas O método de restauração com plantio adensado visa recuperar processos ecológicos, gerando a competição entre plantas e seu rápido crescimento. Para isto, os estudos alométricos são ferramentas importantes para avaliar os processos de crescimento em altura e diâmetro. O objetivo deste trabalho foi comparar o desenvolvimento de espécies de diferentes grupos ecológicos sob plantio adensado. Foi empregada a densidade de 3 plantas/ m², efetuando- se a avaliação aos 16 meses em 20 parcelas de 20 x 5m. Foram coletados dados de altura total (H), diâmetro a altura do solo (DAS) das espécies: Schizolobium parahyba- guapuruvú, Schinus terebinthifolius- Aroeira pimenteira, Croton urucurana- Sangra d’ água, classificadas como “pioneiras”; Inga vera- ingá do brejo, Ceiba speciosa- Paineira e Centrolobium tormentosum- Araribá – “secundárias” e as “climax”- Cariniana Estrellensis- Jequitibá e Hymenaea courbaril- Jatobá. Os dados foram analisados utilizando-se o delineamento inteiramente casualizado e as médias comparadas pelo teste de Tukey (5%). A maior diferenciação das espécies ocorreu para H, para a qual foram formados quatro grupos compostos por: (a) C. urucurana com a maior altura (3,14±0,55 m) e diâmetro (5,68±2,23 cm), (b) S. terebinthifolius e S. parahyba- ambas pioneiras - junto à secundária inicial I., com maior H (2,0 ±0,68 m) e DAS (3,83±1,05 cm); (c) grupo intermediário com as secundárias I., que não diferiu de C. speciosa, a qual apresentou H e DAS similar a C. tomentosum, a qual não diferiu do grupo (d) formado pelas climax C. estrellensis e H. courbaril. Os dados obtidos indicam que a competição por luz já se estabeleceu, o que gerou uma diferenciação entre plantas em relação à altura; por outro lado, a competição intra e interespecífica representada pela variável DAS pode não ter ainda se estabelecido. ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE O DASHBOARD OF SUSTAINABILITY E A CERTIFICAÇÃO “MUNICÍPIO VERDE AZUL” PARA OS MUNICÍPIOS CERTIFICADOS COM O SELO VERDE AZUL NO ANO DE 2010 Yukiko Sasaki Orient.: Haroldo Lhou Hasegawa Muitas metodologias já foram elaboradas para mensurar a sustentabilidade, contudo ainda é inexistente uma posição unânime dentre acadêmicos e especialistas da área, sobre qual a metodologia que traduz quantitativamente de uma forma mais fiel este conceito. Dentro deste contexto, o presente trabalho envolveu a comparação de duas metodologias, utilizando-se o ranking do Programa Município Verde Azul e o ranking obtido pelo método do Dashboard of Sustainability (DS). Por meio do DS,
    • calculou-se o Índice de Desenvolvimento Sustentável (IDS) para os municípios certificados com o selo Verde Azul no ano de 2010. O DS é um programa de simulação computacional, associado a uma base de dados internacional disponível online e de forma gratuita. O software é bastante flexível que possibilita não somente a consulta dos dados, mas também a criação de painéis de mensuração e construção de um ou mais indicadores sintéticos, e também permite ao usuário realizar alterações no número e no peso das variáveis. A fim de possibilitar o cálculo do IDS, dentre a base de dados internacional, foi escolhido o cenário de indicadores respectivos aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), devido ao seu fácil acesso e abundância de dados e parâmetros. Para a alimentação do banco de dados do software, foram coletados 73 indicadores referentes aos ODM e mais 2 indicadores referentes a variáveis externas do software, sendo aceito somente dados pertencentes a qualquer ano na faixa de 2000 á 2010. Com os dados coletados, foi gerado o IDS do ano de 2010 para os municípios do escopo da pesquisa, e, consequentemente, foi obtido o ranking de pontuação. Ao analisar e comparar o ranking do DS, juntamente ao ranking da certificação “Município Verde Azul”, dentre os 145 municípios paulistas, constatou-se que não houve nenhuma similaridade entre as posições adquiridas em ambos os rankings. Tal fato pode ser explicado devido à abordagem que o DS tem em relação às 3 dimensões primordiais para a sustentabilidade: o social, o ambiental e o econômico, diferentemente da certificação Verde Azul, que monitora somente os aspectos ambientais em seu programa. Logo, por meio desta pesquisa, pode-se concluir que ainda é prematuro afirmar a existência de uma metodologia de mensuração ideal, ou seja, foi possível constatar que os dados podem ser bastante suscetíveis a pequenas mudanças, alterando consideravelmente o resultado final. Portanto, torna-se necessário a realização de pesquisas contínuas para compreender a verdadeira complexidade e importância de cada indicador no desempenho sustentável, assim como a criação de protocolos mais claros e objetivos para que as metodologias apresentem singularidades e resultados semelhantes para a compreensão, classificação e quantificação do conceito de sustentabilidade. ANÁLISE DE FALHAS MECÂNICAS EM MATERIAIS METÁLICOS TRACIONADOS Wagner Rodrigues Ferreira Orient.: Haroldo Lhou Hasegawa Por muito tempo na evolução humana a defasagem científica foi compensada por métodos empíricos. Contudo, no cenário atual, o conhecimento, a confiabilidade e o melhor aproveitamento dos materiais a serem empregados, se torna necessário para a otimização de recursos, e principalmente a reprodutibilidade dos métodos de construção e caracterização dos materiais. O presente trabalho teve como objetivo o estudo da aplicação da estatística de Weibull, uma técnica amplamente utilizada em cálculo de probabilidade de acidentes em seguradoras, sendo uma ferramenta de análise que visa correlacionar de forma quantitativa e gráfica a estrutura de um determinado material, com as propriedades mecânicas do mesmo. Para o presente estudo foram preparados corpos de provas, conforme a recomendação da norma
    • ABNT-6152, com aço SAE-1045 na condição de bruto laminado e mais dois lotes que passaram por processos de tratamentos térmicos de recozimento e normalização. A tensão de ruptura (de falha do material) foi o parâmetro escolhido para análise e os ensaios foram realizados no equipamento universal de tração e compressão EMIC DL- 10.000, pertencente ao laboratório de fenômenos de transportes e ciência dos materiais da UNISO. Foram preparadas 40 unidades de corpos de prova dos três lotes, e ao aplicar a estatística de Weibull nos resultados, chegou-se a conclusão de que, o material recozido apresentou a menor variação da tensão de ruptura e também o maior valor do módulo de Weibull, sendo de 1472, perante aos valores de 638,2 e 178,4 dos materiais normalizados e o bruto laminado respectivamente, tal resultado ainda indica que o material recozido foi o que apresentou a estrutura mais homogênea permitindo uma maior previsibilidade do comportamento mecânico. Portanto pode se concluir que quanto maior o valor do módulo de Weibull menor será a variabilidade do comportamento mecânico. Este conceito pode ser útil, por exemplo, para a fabricação de uma chaveta, ou seja, um elemento de máquina que funciona como um “fusível mecânico”, pois este componente possui como finalidade se romper e proteger os demais elementos de máquinas de um sistema em caso de aplicação de cargas excessivas. Para o presente caso, supondo que seja aplicando uma tensão de 563MPa, por exemplo, o material recozido irá se romper com 100% de probabilidade, já para o material normalizado existe uma chance de apenas 46,3% do material se romper, enquanto que para o bruto laminado 100% das chavetas não se romperão. Portanto, é possível afirmar que o conhecimento da estatística de Weibull permitirá ao usuário correlacionar de modo sistemático as condições de processamento com a análise de falhas do material. AUMENTO DE PRODUTIVIDADE NO RECEBIMENTO DE COMPONENTES UTILIZANDO-SE O DIAGRAMA DE CAUSA E EFEITO EM UMA INDÚSTRIA DO MUNICÍPIO DE SOROCABA/SP José Augusto de Almeida Júnior; Francine da Silva Viviani; Hosana Souza de Oliveira; Leonardo Ribeiro Balter; Paulo Gomes Pereira; Vanessa Franciele Pelegrim Mattozo Nishimuta Orient.: Adilson Aparecido Spim Este trabalho foi elaborado tendo como base uma das sete ferramentas da qualidade, o Diagrama de Causa e Efeito também conhecido como “Grafico de Ishikawa”, “Causa e Efeito”, ou, “Espinha de Peixe” criado por Kaoru Ishikawa, sendo esta uma ferramenta simples, porém trazendo grandes resultados para as organizações, resultados estes demonstrados por meio de um estudo de caso realizado em uma indústria instalada no município de Sorocaba/SP. O Diagrama de Causa e Efeito facilita a percepção do problema e sua provável causa, ajudando, assim, a desenvolver uma solução, retroagindo-se a partir do efeito estudado, para chegar numa possível projeção do que está ocasionando o problema identificado pela organização. Esta ferramenta deve ser conduzida com o pensamento de que, quanto mais multidisciplinar e envolvida a equipe esteja com o processo ou produto estudado,
    • mais rápidos os resultados serão colhidos. Como toda e qualquer ferramenta da qualidade, esta ferramenta também deve ter a visão gerencial acurada e com total apoio de todos os níveis hierárquicos; é uma técnica largamente utilizada, que mostra a relação entre um efeito e as possíveis causas que podem estar a contribuir para que ele ocorra. Construído com a aparência de uma espinha de peixe, esta ferramenta foi aplicada pela primeira vez em 1953, no Japão, pelo professor Kaoru Ishikawa, da Universidade de Tóquio, para sintetizar as opiniões de engenheiros de uma fábrica quando estes discutem problemas de qualidade. O Diagrama de Causa e Efeito serve para visualizar, em conjunto, as causas principais e secundárias de um problema; ampliar a visão das possíveis causas do mesmo, enriquecendo a análise e a identificação de soluções, e também analisar processos em busca de melhorias. As causas principais de problemas são: mão-de-obra (ou pessoas), materiais (ou componentes), máquinas (ou equipamentos), métodos e meio ambiente. A empresa identificou que havia um problema no recebimento de terminais eletrônicos, cuja capacidade de recebimento era em média de 300 unidades. Após a aplicação da ferramenta Diagrama de Causa e Efeito e analisando o problema, chegou-se às causas que limitavam o recebimento, a saber: Mão de obra: falta de treinamento; Materiais: material não conforme e divergência fiscal; Máquinas: Web Page lenta; Método: processo de recebimento ineficiente e falta de padronização; Meio ambiente: layout deficiente. Cada causa identificada passou por uma reestruturação e assim a empresa obteve uma melhoria significativa em sua produtividade, passando o recebimento de 300 peças em média para 600 peças. É importante salientar que esse processo deve ser sempre reavaliado, visando à melhoria contínua. BENCHMARKING PARA IMPLEMENTAÇÃO DE USINAS INTEGRADAS DE RECUPERAÇÃO DE ENERGIA NO MUNICÍPIO DE SOROCABA Vitor Renato Finotti; Marilia Ardano Regonato Orient.: Haroldo Lhou Hosegawa Atualmente, no município de Sorocaba-SP são geradas aproximadamente 48mil toneladas de resíduos por mês, sendo estes basicamente constituídos por duas classes: Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) e Resíduos de Construção e Demolição (RCD). A correta destinação e o tratamento adequado destes resíduos são de fundamental importância para a manutenção da qualidade de vida e também para a conservação de recursos naturais. O presente estudo realizou uma pesquisa exploratória em que avaliou as questões legais e técnicas para a implementação de uma Usina Integrada de Recuperação de Energia (URE) em Sorocaba. Estas usinas utilizam os resíduos orgânicos como combustível para geração de energia elétrica de um modo seguro e rentável, uma vez que este tipo de reator, além de autossustentável, permite controlar e evitar que os gases resultantes da combustão dos materiais orgânicos sejam eliminados para a atmosfera sem o tratamento adequado. Ademais, o excedente de energia elétrica gerado pode ser vendido no Mercado Livre de Energia às concessionárias, ser fornecido à população ou às indústrias. Os dados e os números levantados neste estudo se basearam em um
    • benchmarking realizado na URE piloto “Usina Verde”, instalada no campus da UFRJ, no município do Rio de Janeiro, e de uma análise detalhada sobre um estudo piloto realizado pela prefeitura municipal de São José dos Campos-SP. Com estes dados, conclui-se que em Sorocaba, caso seja implantado apenas uma URE com capacidade de processamento de 150ton/dia, será possível gerar 2,8 MWh/mês de energia elétrica, ou seja, uma quantia de energia suficiente para abastecer mensalmente até 14mil residências de classe média, com 4 pessoas. As cinzas geradas no processo também permitirão a produção de 1500 tijolos padrão para construção ou pavimentação. Logo, conclui-se que a implementação de uma URE em Sorocaba poderá trazer ganhos na qualidade de vida ao município e preservar os recursos naturais, além de diminuir a quantidade de resíduos que seriam destinados a aterros sanitários, prolongando a vida útil destes. No entanto, o estudo mostrou que existem barreiras e entraves políticos que impedem a imediata implantação da URE em Sorocaba. Espera-se que em 2014, com o final do contrato entre a Prefeitura de Sorocaba e o aterro sanitário de Iperó, a Lei municipal nº 9206, de 6 de julho de 2010, entre em vigor, independente de barreiras políticas, proibindo a movimentação de lixos e resíduos entre municípios e fazendo com que as URE’s sejam uma alternativa viável. IMPLANTAÇÃO DA TÉCNICA PRODUÇÃO LIMPA EM UMA EMPRESA DO SETOR AUTOMOBILÍSTICO Emerson Cristiano Barros; Margarete Alves de Sales; Raudiclei Alexsandro Dantas de Sales; Rody da Silva Oliveira; Simey Elias Aneissi Pacheco Orient.: Magda Celeste Fernandes Silva Para se tornarem mais competitivas, as empresas procuram alternativas que propiciem melhores desempenhos. Essa melhoria envolve a adoção de ferramentas da qualidade e técnicas de gerenciamento que visem redução de custos, aumento de produtividade e, nesta linha, a questão ambiental se inclui cada vez mais entre as alternativas que trazem benefícios sociais e econômicos para as empresas. A técnica Produção Limpa é a estratégia técnica, econômica e ambiental integrada aos processos e produtos, que visa aumentar a eficiência no uso de matérias-primas, água e energia, através de minimização ou reciclagem dos resíduos e emissões geradas, com benefícios ambientais, de saúde ocupacional e econômica. O estudo de caso aborda a implantação desta técnica em uma empresa do setor automobilístico, mais especificamente na área de retíficas, lapidadoras e máquinas de lavar. Os problemas detectados foram o alto custo com materiais químicos e a agressão ao meio ambiente. As fases principais da implantação desta técnica foram a formação de equipes com responsáveis pelo processo, identificação de causas e sugestão de melhorias e estabelecimento de rotinas voltadas à reciclagem/reaproveitamento de resíduos. Com estas atitudes, uma máquina de lavar pode ser eliminada e substituída por equipamentos que consumam menor quantidade de abrasivos e produtos químicos. O tempo de processo neste setor também foi minimizado, e os resultados obtidos foram
    • plenamente satisfatórios e demonstram a eficácia da metodologia abordada neste estudo. MELHORIA DE PROCESSO COM IMPLANTAÇÃO DE 5'S Tiago Gabriel; Adriano Mascarenhas; Valmir Marcena; Jessé Teixeira; Fernando Rogério Orient.: Magda Celeste Fernandes Silva Tendo como objetivo este trabalho tem como foco à implantação do 5s junto a suas ferramentas de melhoria em um processo de fabricação de pás para a geração de energia eólica, focando na redução de desperdícios de matéria prima gerados durante o seu processo de fabril, para assim poder consequentemente aumentar sua eficiência e sua competitividade no mercado. Com isso buscamos as causas raízes dos desperdícios através das ferramentas de melhoria de 5’s, com ajuda dos conceitos destas ferramentas e também autores que diferenciam este conceito como eficaz. A causa raiz do problema foi encontrada, que se iniciava dentro do processo de corte das mantas, desde colaboradores mal treinados até documentação irregular e o seu mau uso, o acompanhamento deste processo foi feito com base em treinar os colaboradores aonde o resultado foi eficaz, toda a documentação foi revista e atualizada, o que ajudou a ter mais agilidade no processo, às ferramentas inadequadas que antes eram utilizadas foram substituídas e calibradas e os gabaritos usados para o corte de tecido foram revistos e organizados. Todo este procedimento nos trouxe mais precisão no corte dos tecidos aonde os funcionários treinados já sabiam o que realmente eles estavam fazendo, e o porquê estavam fazendo tal tarefa, a diminuição do excesso de sobra de tecido foi visualmente diminuindo já nos primeiros dias de acompanhamento do processo. Após encontradas todas as deficiências de desperdício do processo e eliminadas, o custo em relação ao valor do SET (três pás) caiu o equivalente a 30% do seu valor agregado, aumentando assim a nossa produtividade e o reconhecimento do mercado. PLÁSTICO BIODEGRADÁVEL A PARTIR DA BIOMASSA DE BANANA Alex Pereira Rodrigues Orient.: Norberto Aranha Os plásticos biodegradáveis podem ser produzidos a partir do amido, que é comumente extraído de vegetais como a batata, o milho e a mandioca; é encontrado em abundância na natureza, é renovável e pode ser convertido química, física ou biologicamente em compostos úteis à indústria. O amido, sob pressão e temperatura, e na presença de um agente plastificante, pode ser gelatinizado e se transformar em um material fundido, denominado amido termoplástico. Este material tem recebido muita atenção no meio acadêmico e, principalmente, nas indústrias, pois é uma
    • excelente alternativa para a substituição aos plásticos comuns, pois, diferente destes, degrada em curto prazo e não deixa resíduos que possam contaminar o meio ambiente, além de apresentar baixo custo e alta disponibilidade de matéria prima. Como este tipo de plástico natural é formado por milhares de monossacarídeos (pequenos açucares), quando retorna à natureza fecha-se o ciclo, permitindo que as bactérias decompositoras se alimentem desses açúcares. Esses fatos viabilizam a fabricação de um plástico biodegradável a partir do amido. Este trabalho estuda a produção de um polímero biodegradável originado a partir do amido proveniente da banana verde. Nos testes preliminares para a obtenção do amido, foram usadas bananas em seu estado imaturo (verde). O processo se inicia com a lavagem superficial da banana em água corrente, em seguida retira-se a casca de maneira uniforme preservando a polpa. A etapa seguinte consiste na trituração, em liquidificador, da polpa junto com solução de hidróxido de sódio para a separação do amido. Depois de triturada, a mistura é centrifugada para separar o amido dos outros componentes da banana. O amido resultante é transferido a uma estufa, onde permanece por 8 horas para secagem. Após este período, o material é triturado em moinho, para obter a granulação desejada de 100 mesh. Nesta etapa usa-se uma peneira granulométrica e por vibração é feita a separação dos grãos. Os filmes obtidos foram analisados quanto a sua textura e homogeneidade em microscópio óptico, as temperaturas características do filme foram obtidas por Calorimetria Diferencial de Varredura – DSC, e a resistência mecânica analisada pelo teste de tração. Os melhores filmes foram obtidos utilizando o amido proveniente da concentração de 20% de hidróxido de sódio (0,1M), temperatura de secagem entre 40ºC e 50ºC e velocidade de centrifugação de 3000 rpm, durante 20 minutos. Os filmes apresentaram-se com uma coloração marrom escuro e certa heterogeneidade. O resultado de DSC mostrou um pico agudo em 117 ºC, referente à temperatura de fusão do material. O teste de tração indicou que o filme apresenta baixa resistência mecânica devido, principalmente, a sua heterogeneidade. PRODUÇÃO MAIS LIMPA EM UMA FORJARIA Carlos Eduardo Alves Corrêa; Marcos Venicio Morais Orient.: Magda Celeste Fernandes Silva A metodologia denominada Produção Limpa faz parte das novas estratégias de administração industrial. A abordagem se baseia na prevenção da geração de resíduos na fonte no processo produtivo, e não no controle da poluição, conhecido como controle de fim de tubo. Através da análise do fluxo de materiais e energia, procura-se atuar principalmente na prevenção para evitar os consequentes gastos no tratamento dos resíduos gerados. Justifica-se sua implantação pela redução de custos, melhora da competitividade, desenvolvimento de economias mais sustentáveis, melhora da imagem da empresa e melhora da qualidade ambiental, entre outros. Este estudo foi realizado em uma forjaria da região de Sorocaba/SP, com o objetivo de recuperar um dos lubrificantes do processo, diminuindo-se seu custo, o consumo de água e a geração de resíduos. O lubrificante utilizado (grafite) é diluído em água e pulverizado sobre as matrizes no processo de forjamento. Através de
    • observação junto aos equipamentos, decidiu-se por modificações naqueles onde o lubrificante é utilizado e nos locais onde as matrizes impregnadas pelo mesmo são lavadas. Os resultados alcançados apontam para uma redução média no consumo de lubrificante (61%), redução de água no processo (39%) e redução nos resíduos gerados (69%). A metodologia da Produção Limpa mostrou que, mesmo com baixos investimentos e não se utilizando novas tecnologias, é possível produzir sem agredir ou agredindo minimamente o meio ambiente. RESTAURAÇÃO DE CÓRREGOS URBANOS: AVALIAÇÃO E PROPOSTA DE RECUPERAÇÃO Ana Maria Pereira de Lima; Raphael Henrique Silva Silveira Orient.: Welber Senteio Smith O presente trabalho tem como instrumento básico o conhecimento da dinâmica dos córregos urbanos do município de Sorocaba e região. Através de uma ampla caracterização e avaliação foi proposto o planejamento de ações para a preservação destes. As questões que tratam do ambiente urbano e suas relações com a população são bastante complexas, e cada vez mais necessita de estudos multidisciplinares e múltiplas abordagens. O desafio deste trabalho é criar um paralelo entre avaliar a eficácia de um projeto de restauração de curso d’água em área urbanizada, analisar a qualidade das águas dos córregos urbanos, avaliar os habitats físicos e as intervenções nos cursos d'água - instrumento necessário para o desenvolvimento do projeto-, e propor a recuperação das áreas vigentes. Para esse trabalho foram utilizados 10 córregos, o qual constitui o Lava Pés, Barcelona, Campolim, Itaguaraguataú, Água Vermelha, Vila Formosa, Itavuvu, Ibiti do Paço, Ribeirão do Ferro, este utilizado como referência por estar dentro de uma unidade de conservação - Floresta Nacional de Ipanema (FLONA) e Areia Branca (Toyota). Cada córrego foi avaliado através dos seguintes parâmetros: concentrações de oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio (DBO), demanda química de oxigênio (DQO), condutividade, sólidos totais dissolvidos, coliformes fecais, análise físico-químicas (turbidez, pH), velocidade da correnteza e temperatura da água. REUTILIZAÇÃO DE CERA POR MEIO DO MÉTODO DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA André de Camargo Arruda; Franciele de Paula Campos; Marcelo de Almeida; Marcos Tadeu Estácio Junior; Vinicius dos Santos Oliveira Orient.: Adilson Aparecido Spim Este trabalho tem como base um estudo de caso realizado sobre a Produção Mais Limpa, aplicação contínua de uma estratégia ambiental integrada e preventiva a processos, produtos e serviços, com a finalidade de aumentar a eficiência e reduzir os riscos aos seres humanos e ao meio ambiente. O princípio básico da metodologia de
    • Produção Mais Limpa é eliminar ou reduzir a poluição durante o processo de produção, e não no final, minimizando a geração de resíduos com consequente economia de água, energia e matéria prima. O estudo foi desenvolvido na empresa Sabrina Jóias e teve como principal objetivo a reutilização da cera usada no processo para a fabricação de moldes na fundição, com consequente redução geral deste insumo. Foi desenvolvido um sólido trabalho de divulgação a todos os funcionários, salientando a importância da economia dos insumos, bem como a recuperação das aparas de cera ao longo da cadeia de produção. Um grupo de funcionários chave foi montado e denominado Ecotime, cuja função é a de propagar as mudanças pretendidas pela empresa e auxiliar a disseminar a filosofia da metodologia Produção Mais Limpa. Além da cera, foram levantados os dados dos insumos: água, energia e resíduos sólidos gerados. Estes dados fazem parte dos indicadores de desempenho da Sabrina Jóias e servem para balizar as atitudes gerenciais quando comparados ao longo dos meses. Ações de treinamento, mudanças comportamentais e valorização das pessoas através de sugestões têm-se tornado uma das melhores ferramentas de estratégia das empresas, apresentando eficácia na economia de recursos e no combate aos desperdícios, o que causa impactos positivos na qualidade e na produtividade.
    • AS AÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL NO NÚCLEO DE SAÚDE DA UNISO: O DESENVOLVIMENTO PERCEPTIVO DE CRIANÇAS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS Letícia Nóbrega Coelho de Oliveira Orient: Cintia de Menezes Fernandes Bernal As vivências desenvolvidas no projeto de extensão intitulado “Inclusão Escolar: apoio da Terapia Ocupacional às crianças com necessidades educacionais especiais no Núcleo de Saúde da Uniso” têm resultado na construção de dados a respeito do desenvolvimento infantil. No contexto geral dessa aprendizagem, assume importância neste trabalho o desenvolvimento das habilidades perceptivas. Este projeto de extensão (Probex) é desenvolvido no Núcleo de Saúde da Universidade de Sorocaba e conta com atendimentos a crianças em idade escolar que apresentam queixas quanto aos processos de desenvolvimento e aprendizagem. Os objetivos junto às crianças atendidas consistem em favorecer o processo de desenvolvimento e de apropriação do conhecimento; contribuir para a elaboração de alternativas junto à escola, visando atender às necessidades especiais; bem como ampliar as discussões sobre a relação entre o serviço de saúde e a escola. A partir das ações desenvolvidas junto às crianças, foi possível observar que os aspectos sensoperceptivos usualmente se encontram em defasagem quando se considera a idade cronológica. Para este estudo, foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre o tema do desenvolvimento perceptivo na criança, como forma de ampliar as bases teóricas do projeto, bem como a sustentação para a própria prática. Os resultados apontam que o funcionamento da percepção é bastante avançado já nos bebês e que, em pouco tempo, atinge níveis de funcionamento semelhantes aos dos adultos. Finalizando, a pesquisa a respeito do desenvolvimento perceptivo, como parte da vivência em um projeto de extensão, pôde reforçar nosso comprometimento com a qualidade das oportunidades oferecidas às crianças com queixas quanto aos processos de desenvolvimento e aprendizagem. ADULTOS MARSUPIAIS: O PROLONGAR DA ADOLESCÊNCIA Silvana Perroud Morais Pereira Mendes Orient: Ana Laura Schliemann O objeto deste trabalho é refletir sobre o fenômeno psicológico Adultos Marsupiais. Esse trabalho foi uma revisão de literatura feita para disciplina de Dinâmicas Interpessoais em revistas científicas. O termo foi empregado diante do comportamento dos adultos jovens que prolongam sua vida em família. Há, atualmente, diversas nomenclaturas para isso, e que podem variar de acordo com a cultura e o país. A terminologia geração-canguru retoma o mamífero marsupial - o canguru-, que carrega seus filhotes no interior de uma bolsa na barriga da mãe. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre as várias terminologias desse recente
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 15
    • 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão16