16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 1
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão2
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 3
16º ENCONTRO DE PESQUISADORES E INICIAÇÃO...
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão4
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 5
APRESENTAÇÃO
A realização do XVI Epic - 1...
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão6
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 7
ORGANIZAÇÃO
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão8
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 9
SUMÁRIO
ABERTURA 13
OFICINAS E MINI-CURSO...
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão10
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 11
PROGRAMAÇÃO
Dia 17/09 (terça-feira)
Horá...
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão12
Tarde
14h00 às 16h00 Oicinas e Minicursos...
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 13
OFICINAS E MINI-CURSOStarde
14h00 às 16h...
16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão14
noite
19h00 às 20h30
Palestra: Comitê de ...
Ciências Biológicas e da Saúde
fenômeno, na qual também podemos citar a terminologia ninho cheio. Ainda observa-
se que o neologismo "adultescente" foi c...
administrados no músculo tibial da coxa esquerda com solução salina (120µL,
controle) e com veneno de Bjssu (9µg de VBjssu...
seguida soltas próximo o local da captura. Até o presente momento, foram registrados
92 espécies distribuídas, em 40 famíl...
A importância do estudo sobre o uso de antibióticos restritos (AUR) em
hospitais está em diminuir erros de prescrição e, c...
Bjssu + Lupeol. Betulina e lupeol foram utilizados para o teste de eficácia contra a
mionecrose induzida pelo veneno. As l...
ASSISTÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA PARA A CRIANÇA COM PARALISIA
CEREBRAL
Michele Magalhães
Orient: Núbia Maria Freire Vieira Lim...
ATENÇÃO HUMANIZADA AO BEBÊ DE ALTO RISCO - MÉTODO MÃE CANGURU
Aline Cardoso Pinto; Julia Mye; Marielle Soranz Oliveira
Ori...
Durante a soroterapia, ocorre a neutralização dos efeitos tóxicos, mas geralmente não
ocorre do dano tecidual. Muitos extr...
análise e resolução das demandas encontradas. São fatores de inclusão deste projeto:
idosos de ambos os sexos que deambula...
ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA NA DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA
Angela Carolina de Barros Pereira; Geisa GagIiardi Steinert ...
uma ameaça ao ideal de cura e preservação da vida para o qual nós, profissionais da
saúde, devíamos ser treinados. O proce...
Dislipidemia em 7 (43,7%) e Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) em 6 (37,5%) da
população total. Para o perfil antropomét...
aplicada é adequada para obtenção das SLN. Considerando o diâmetro hidrodinâmico
e a baixa polidispersidade, as NLS obtida...
AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR ATRAVÉS DO MÉTODO “DIÁRIO
ALIMENTAR” EM UM GRUPO DE PARTICIPANTES EM UMA CLÍNICA DE
NUTRIÇÃ...
AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE SALBUTAMOL SOBRE A JUNÇÃO
NEUROMUSCULAR
Monique Neves Santana; Lourdita Fazano Novaes
Orient: Yok...
AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PREVENTIVA DA FISIOTERAPIA COM
FUNCIONÁRIOS DA UNIVERSIDADE DE SOROCABA
Claudio Luiz Muller Botelh...
BRINQUEDO DIRETIVO: UMA REVISÃO DA LITERATURA SOBRE A ATUAÇÃO
DO ENFERMEIRO COM A CRIANÇA HOSPITALIZADA
Natalia Fernanda F...
uniformidades entre as indústrias farmacêuticas fabricantes dos comprimidos em
estudo. O objetivo do presente trabalho foi...
predominantes de pneumonia e broncopneumonia, sendo a ceftriaxona o
antimicrobiano mais prescrito.
CARACTERIZAÇÃO HEMATOLÓ...
Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, SENAD. O Centro Regional de
Referência - UFSCar Sorocaba, em projeto aprova...
A COMUNIDADE DE MORCEGOS (MAMMALIA, CHIROPTERA) NO PARQUE
NATURAL MUNICIPAL CORREDORES DE BIODIVERSIDADE, SOROCABA – SP,
B...
pressuposto básico desta prática profissional é a de que o homem, ao se relacionar
com o meio ambiente, se faz através de ...
COORTE DO USO DESCALONADO DE ANTIBIÓTICOS NO TRATAMENTO DE
SEPSE EM UTI
Camila Schultz Cordeiro; José Victor de Miranda Pe...
DEMANDAS ESCOLARES: AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PSICOMOTORA
Pâmela Cristina de Arruda Sousa; Cíntia de Menezes Fernandes Berna...
O DESENVOLVIMENTO DOS RELACIONAMENTOS SOCIAIS: PERCEPÇÕES DA
TERAPIA OCUPACIONAL NO CONTEXTO DA CRECHE
Bianca Cristina Ali...
Casearia sylvestris Sw; popularmente conhecida como guaçatonga, apresenta
vários constituintes e, também, óleo essencial e...
como objetivo principal identificar a forma que a literatura relaciona o desenvolvimento
psicomotor com a Educação Física ...
UV-visível pode ser empregado para a determinação de NTZ de modo simples, com
rapidez e baixo custo analítico.
EDUCAÇÃO FÍ...
estudo, foram investigados o perfil cromatográfico do extrato de V. flavicans via
Cromatografia em Camada Delgada (CCD) e ...
hemorragia (0,75±0,1 e 0,75±0,1, respectivamente). Conclui-se que, os extratos
induziram proteção significativa sobre as a...
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Novo livro
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Novo livro

2,486

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,486
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
18
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Novo livro

  1. 1. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 1
  2. 2. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão2
  3. 3. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 3 16º ENCONTRO DE PESQUISADORES E INICIAÇÃO CIENTÍFICA 11º ENCONTRO DE EXTENSÃO UNISO - UNIVERSIDADE DE SOROCABA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DA INTEGRAÇÃO REGIONAL DE 17 A 19 DE SETEMBRO SOROCABA-SP
  4. 4. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão4
  5. 5. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 5 APRESENTAÇÃO A realização do XVI Epic - 16° Encontro de Pesquisadores e de Iniciação Cientíica e o 11° Enex - Encontro da Extensão, que terá como título “Educação e Ciência na Integração Regional” - demonstra que a Universidade de Sorocaba, no contexto Nacional da Educação, busca, cada vez mais, contribuir de forma expressiva com a formação de recursos humanos qualiicados e com a geração de conhecimento. Os trabalhos de pesquisa cientíica e de extensão a serem apresentados neste evento cientíico serão organizados nas áreas de Ciências Biológicas e Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas e Sociais, Ciências Sociais Aplicadas, Engenharias e Tecnologias. Prof. Dr. José Martins de Oliveira Junior Pró-Reitor Acadêmico
  6. 6. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão6
  7. 7. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 7 ORGANIZAÇÃO
  8. 8. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão8
  9. 9. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 9 SUMÁRIO ABERTURA 13 OFICINAS E MINI-CURSOS 15 DIVISÕES TEMÁTICAS 17
  10. 10. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão10
  11. 11. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 11 PROGRAMAÇÃO Dia 17/09 (terça-feira) Horário Programação Local Manhã 7h40 Credenciamento e entrega de material Secretaria do Evento 8h30 Sessão Solene de Abertura Autoridades: Prof. Dr. Fernando de Sá Del Fiol (Reitor) Prof. Dr. José Martins de Oliveira Junior (Pró-Reitor Acadêmico) Prof. Dr. Rogério Augusto Profeta (Pró-Reitor Administrativo) Profa. Dr. Norberto Aranha (Presidente da Comissão Organizadora) Auditório do Prédio Administrativo Tarde 14h00 às 16h00 Oicinas e Minicursos Salas de Aula Noite 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 19h30 às 21h30 Oicinas e Minicursos Sala de aula Dia 18/09 (quarta-feira) Horário Programação Local Manhã 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 8h00 às 11h00 Oicinas e Minicursos Sala de aula
  12. 12. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão12 Tarde 14h00 às 16h00 Oicinas e Minicursos Salas de Aula Noite 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 19h30 às 21h30 Oicinas e Minicursos Sala de aula Dia 19/09 (quinta-feira) Horário Programação Local Manhã 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 8h00 às 11h00 Oicinas e Minicursos Sala de aula Tarde 14h00 às 16h00 Oicinas e Minicursos Sala Sala de Aula Noite 18h00 às 19h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Mesa redonda Auditório do Prédio Administrativo 21h30 Premiação Auditório do Prédio Administrativo
  13. 13. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão 13 OFICINAS E MINI-CURSOStarde 14h00 às 16h00 Oicina: Comportamento Pessoal e Proissional Responsável: curso de Gestão de Recursos Humanos Sala 302 Bloco C 14h00 às 16h00 Mini curso: Benefícios Previdênciários e Aposentadorias e Pensões Salas 303 Bloco C 14h00 às 17h00 Mini-Curso: Introdução ao Estudo de Funções com o uso do software Winplot Sala 304 Bloco C 14h00 às 16h00 Oicina: Cuidados com a Pele: Tratamento Facial Sala 305 Bloco C 14h00 às 17h00 Oicina: Experimente a Física: A física no cotidiano e nas tecnologias. Sala 308 Bloco C noite 19h00 às 20h30 Palestra: Comitê de Ética em Pesquisa – Informações e Esclarecimentos Auditório Bloco C 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Auditório do Prédio Administrativo Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica 18h00 às 21h00 Mini curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual Sala 214 Bloco F manhã Horário Programação - 18/09 (quarta-feira) Local 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 9h00 às 11h00 Oicina: Pesquisa em Fontes de Informação (Base de Dados) Sala 304 Bloco C tarde 14h00 às 16h00 Mini curso: Leitura e Interpretação da ISO 9000 Sala 301 Bloco C 14h00 às 16h00 Mini curso: Normalização de trabalhos Acadêmicos Sala 302 Bloco C 14h00 ás 16h00 Mini curso: O novo Padrão do Consumidor: Neuromarketing Sala 303 Bloco C 14h00 às 16h00 Oicina: Relações entre Geometria e Álgebra com o uso de materiais didáticos Sala 304 Bloco C 14h00 às 16h00 Oicina: Avaliação Postural Sala 305 Bloco C
  14. 14. 16º Encontro de Pesquisadores e Iniciação Cientíica | 11º Encontro de Extensão14 noite 19h00 às 20h30 Palestra: Comitê de Ética em Pesquisa – Informações e Esclarecimentos Auditório Bloco C 19h30 às 21h30 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíico Auditório do Prédio Administrativo 19h30 às 21h30 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 19h00 às 21h00 Mini-Curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual Sala 213 Bloco F manhã Horário Programação - 19/09 (quinta-feira) Local 8h00 às 11h00 Exposição de Pôster/Painel pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Auditório do Prédio Administrativo 8h00 às 11h00 Apresentação Oral dos trabalhos pelos participantes Avaliação dos trabalhos pelos professores da Comissão Cientíica Sala de aula 9h00 às 12h00 Mini-Curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual Sala 304 Bloco C 9h00 às 11h00 Mini-Curso: Introdução ao Estudo de Funções com o uso do software Winplot Sala 305 Bloco C noite 14h00 às 17h00 Sala 301 Bloco C Mini-Curso: Leitura e interpretação da ISO 9000 14h00 às 17h00 Sala 302 Bloco CMini-Curso: Energias Renováveis: Produção de Biodiesel a partir de Óleo de Cozinha Residual 14h00 às 17h00 Sala 303 Bloco C Oicina: Treinamento Portal da Capes 14h00 às 17h00 Sala 304 Bloco C Mini-Curso: Abertura e Legalização de Empresas 14h00 às 16h00 Sala 305 Bloco C Oicina: Oicina de memória 14h00 às 16h00 Sala 308 Bloco C Oicina: Quick Massage 14h00 às 17h00 Oicina: Experimente a Física: A física no cotidiano e nas tecnologias.
  15. 15. Ciências Biológicas e da Saúde
  16. 16. fenômeno, na qual também podemos citar a terminologia ninho cheio. Ainda observa- se que o neologismo "adultescente" foi criado a partir das palavras inglesas "adult" e "adolescent", unindo uma etapa evolutiva à outra que, na Itália, são chamadas de "aging bambini". Nesta mesma corrente, outro autor nomeou adultescer com o processo de tornar-se adulto. Uma pesquisa com sete famílias realizado no Rio de Janeiro, revela fatores que podem estar envolvidos na permanência dos filhos adultos na casa parental, como: o alto grau de investimento na vida profissional; o pouco valor dado à independência individual; a diminuição dos conflitos intergeracionais ou a sua neutralização; a ambivalência dos pais no que concerne à saída dos filhos de casa; as escolhas profissionais cada vez mais difíceis, pelas escassas oportunidades do mercado de trabalho; a permissão para o sexo na casa dos pais; o conforto e o padrão de vida, usufruídos na convivência familiar; o isolamento do grupo familiar em relação à sociedade, reproduzido, em menor escala, no isolamento dos próprios membros dentro de casa (alguns quartos de jovens são quase apartamentos completos); o adiamento do casamento; as transformações dos compromissos afetivos entre os pares que não sujeitas a exigências e expectativas, e à dificuldade de separação entre pais e filhos. A geração dos “adultos marsupiais” é formada, em sua maioria, por jovens com melhor condição financeira e estabilidade profissional. Podemos concluir que o jovem adulto, diante do quadro de incertezas referente às experiências afetivas, mercado de trabalho e do mundo social, opta por permanecer na casa paterna. A sensação de incapacidade e de insegurança gera no indivíduo uma postura de comodidade para não perder a estabilidade social e financeira, prolongando o não enfrentamento das responsabilidades e compromissos advindos da fase adulta. ANÁLISE BIOQUÍMICA DO VENENO Bothrops jararacussu (LOTE 2011) PELO PARÂMETRO DA CREATINOQUINASE Joel Reis de Oliveira Junior; Miriéle Cristina Ferraz; José Carlos Cogo; Orient: Yoko Oshima-Franco A determinação da concentração da enzima sérica creatinoquinase (CK) em amostras de sangue é um dos parâmetros usados para quantificar os danos acometidos a células musculares, mais especificamente no músculo cardíaco e na musculatura esquelética. A elevação dessa enzima ocorre em resposta a um estresse físico ou à inoculação de certos agentes, como os venenos de animais peçonhentos, no momento do acidente. O gênero Bothrops é representado por mais de 60 espécies encontradas em todo o território brasileiro, dentre elas a Bothrops jararacussu (Bjssu). O veneno das serpentes deste gênero possui atividade miotóxica e proteolítica, levando à mionecrose no local da picada, tornando-se interessante pesquisar substâncias bioativas que neutralizem sua miotoxicidade, com aplicabilidade na medicina humana e veterinária. O objetivo deste estudo foi determinar a creatinoquinase plasmática liberada após a inoculação do lote 2011 de VBjssu para avaliar sua atividade miotóxica (controle positivo), em comparação ao controle salina (controle negativo). Este estudo foi aprovado pela Comissão de Ética no Uso de Animais, sob Protocolo n.°A013/CEUA/2011, da Universidade do Vale do Paraíba, Univap. Para os ensaios bioquímicos, ratos (machos Wistar) foram sedados e
  17. 17. administrados no músculo tibial da coxa esquerda com solução salina (120µL, controle) e com veneno de Bjssu (9µg de VBjssu/1µL de solução salina), de acordo com o peso do animal. Após 120 minutos contados depois da administração, amostras de sangue (3–5mL) foram colhidas e depositadas em tubos heparinizados. Após centrifugação, o plasma sanguíneo foi reservado para a análise de creatinoquinase, em triplicata, por meio do “kit” para diagnóstico CK-NAC BIRG (Biotécnica Ind. e Com. LTDA). A análise estatística foi feita através do teste não pareado t-student, com valor p<0,05 considerado como significante, comparado ao controle salina. A atividade basal de CK (U.I.) no controle foi de 66,6 ± 5,06 (n=4) e para o VBjssu foi de 1747,03 ± 158,97 (n=4), estatisticamente diferentes entre si. Conclui-se que o lote utilizado do VBjssu reproduziu sua característica miotoxicidade, com expressivo nível de CK e condizente com os dados da literatura. ANÁLISE DA AVIFAUNA DO PARQUE NATURAL MUNICIPAL CORREDORES DE BIODIVERSIDADE, SOROCABA, SP. Dorca Ferreira Orient.: Welber Senteio Smith Em todo o mundo, a redução florestal vem transformando florestas originais em pequenos fragmentos resultando assim, em grandes alterações na vegetação natural e consequentemente, perda de biodiversidade, pois todas as mudanças no fragmento influenciam a dinâmica da avifauna existente, pois certas espécies dependem da interação com determinada vegetação, e grandes perturbações causam perda de alimento e o abrigo, dois atributos chave quebrando assim, dinâmicas populacionais, pois, enquanto algumas não toleram grandes variações ambientais, outras não só toleram, mas se beneficiam desse processo. Devido a essa grande interação e a resposta rápida à mudanças do meio, as aves se constituem um excelente indicador ecológico e hoje, é o grupo mais frequentemente utilizado para avaliação de qualidade ambiental. Estudos também mostram que a maior parte da biodiversidade se encontra, localizada em pequenas áreas florestais pouco estudadas, e a relação de quanto menor a área, menor uma população será, faz-se necessário um grande estudo, para que posamos embasar estratégias de conservação em áreas fragmentadas. O Parque Natural Municipal Corredores de Biodiversidade, está localizado em um ecótono de mata atlântica e cerrado (dois hotpots mundiais) o que lhe deveria conferir, características vegetacionais e faunísticas das respectivas formações. As coletas ocorreram sempre das 6:00 ás 10:00h, e das 17:00 ás 19:00h, onde foi utilizado o método de trajeto irregular, que consiste em caminhadas lentas pelo local da pesquisa. A identificação das aves foi visual e/ou auditiva, utilizando um binóculo e um gravador portátil. Para o método de captura e recaptura, utilizou-se 8 redes-neblina de 3m de largura por 7m de comprimento, que foram dispostas sempre em linha reta, tomando o cuidado de ficar distante das mesmas para não correr o risco de inibir a presença das aves. As redes foram vistoriadas a cada 30 minutos e os indivíduos capturados eram cuidadosamente retirados da rede e devidamente identificados. Todas as aves foram marcadas, com o auxílio de um esmalte de pigmento avermelhado no tarso em
  18. 18. seguida soltas próximo o local da captura. Até o presente momento, foram registrados 92 espécies distribuídas, em 40 famílias, e 7 guildas tróficas. 61.9% das espécies registradas são de borda de mata, e as guildas que demonstraram maior predomínio, foram as insetívoras, (46.7%) e as onívoras (17.4%), aves que em fragmentos pequenos são consideradas generealistas. Em contraste a guilda insetívora, foram registrados apenas 4.2% de espécies frugívoras, fato que ocorre em áreas pequenas e isoladas, pois os frugívoros são consideradas aves mais sensíveis, e estão entre as primeiras desaparecerem de áreas fragmentadas. ANÁLISE DO NÍVEL DE SEDENTARISMO ENTRE ESCOLARES DE UMA ESCOLA ESTADUAL DA CIDADE DE IBÍUNA-SP Lucas Silva Lima Orient: Vagner Reolon Marcelino O sedentarismo está sendo considerado ultimamente um dos grandes responsáveis pela associação de doenças crônicas, e dentre essas doenças, podemos citar a obesidade e patologias relacionadas ao sistema cardiovascular. Porém, a cada dia vem sendo mostrado que o nível de sedentarismo não está associado apenas à fase adulta, podendo estar presente também na infância. Faltam opções de lugares específicos para a criança brincar, como parques, ruas, ou até mesmo os terrenos transformados em campos para prática do futebol, que foram tomados por edifícios residenciais ou comerciais, nas grandes cidades e regiões metropolitanas. Apesar das aulas de Educação Física serem trabalhadas como conteúdos curriculares na maioria das escolas, parece que apenas elas não são satisfatórias para mudar o comportamento das crianças em relação à prática da atividade física. Assim, este Trabalho de Conclusão de Curso de Licenciatura em Educação Física da Universidade de Sorocaba - Uniso, por meio de uma pesquisa prática, tem como objetivo investigar o nível de sedentarismo de crianças do quinto ao nono ano de uma escola estadual da cidade de Ibíuna. Utilizou-se para a realização deste trabalho acadêmico um questionário para diagnosticar o nível de sedentarismo dos alunos participantes da pesquisa. Pretende-se alcançar resultados que demonstrem o nível de sedentarismo dos alunos envolvidos nesta pesquisa, pois se acredita que esta investigação seja relevante para a compreensão de possíveis ações relacionadas à inserção de uma vida ativa fisicamente para os estudantes, de uma maneira geral. ANÁLISE DOS MOTIVOS DE REJEIÇÃO DE PEDIDOS DE USO DE ANTIBIÓTICOS RESTRITOS EM HOSPITAIS Amanda Bentivoglio Silveira; Maria Teresa de Carvalho; Sílvio Barberato-Filho; Luciane Cruz Lopes; Fernando de Sá Del Fiol; Celso Nakagawa; Eduardo Leite Croco Orient.: Cristiane de Cássia Bergamaschi
  19. 19. A importância do estudo sobre o uso de antibióticos restritos (AUR) em hospitais está em diminuir erros de prescrição e, consequentemente, o uso inadequado de antimicrobianos que contribuem para o aumento da resistência bacteriana. O presente estudo caracterizou o uso e identificou os principais motivos de rejeição das solicitações de AUR no Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), durante os anos de 2009 e 2010. Para este estudo observacional, descritivo e transversal, foi utilizada uma base de dados mantida pela Comissão de Controle de Infecções Hospitalares (CCIH) do CHS, município de Sorocaba/SP. Foram incluídas no estudo apenas as solicitações AUR que estivessem completas: 6165 solicitações do ano de 2009 e 6573 de 2010. Os dados foram caracterizados quanto à descrição sociodemográfica e avaliação dos principais motivos da rejeição dos AUR. A maioria dos pacientes era do gênero masculino (61% e 62%), sendo 47,2% e 51,2% crianças (anos de 2009 e 2010, respectivamente). Na maioria das solicitações, os pacientes não tinham feito tratamento medicamentoso anterior. Em torno de 8,5% dos pacientes apresentaram insuficiência renal, sendo os idosos os mais acometidos. A classe dos B-Lactâmicos e das Quinolonas representaram 70% das prescrições, sendo os antimicrobianos mais utilizados: ceftriaxona, ciprofloxacino, cefepime e clindamicina. Uma minoria das solicitações foi negada: 112 (1,8%) e 91 (1,4%) ou autorizadas com restrição 421 (6,8%) e 348 (5,3%), nos anos de 2009 e 2010, respectivamente. 40% das rejeições eram provenientes de erros na prescrição como indicação incorreta e uso desnecessário do medicamento. Novamente, os principais motivos de autorização com restrição (79,5%) foram devido a erros de prescrição, como erros de posologia, dose e/ou via de administração. Embora uma minoria das solicitações de AUR não foi autorizada pela CCIH, os erros de prescrição observados sugerem a importância do contínuo trabalho da equipe com a instituição de protocolos e demais estratégias que garantam o uso racional de anti-infecciosos em nível hospitalar. ANÁLISE QUALITATIVA DE PREPARAÇÕES NEUROMUSCULARES SUBMETIDAS A DIFERENTES TRATAMENTOS Améris Letícia Foramiglio; Luciane Aparecida Celestino Parrilha; Miriéle Cristina Ferraz; Jorge Amaral Filho Orient.: Yoko Oshima-Franco O gênero Bothrops é um dos grupos mais importantes de serpentes peçonhentas do Brasil. A Bothrops jararacussu (Bjssu), conhecida popularmente por jararacuçu, é uma serpente de grande porte, podendo ser encontrada em áreas que abrangem o sul e sudeste do Brasil, além de ser localizada em outros países sul- americanos como Argentina, Paraguai e Bolívia. Seu veneno é miotóxico, ou seja, age na musculatura estriada causando retardo de sua regeneração e mionecrose. Uma das formas de se comprovar mionecrose é a análise morfológica das estruturas celulares através de microscopia de luz (Microscopia Óptica). O objetivo desta pesquisa foi analisar qualitativamente a morfologia das células musculares em lâminas de diafragmas de camundongos expostos a controle Tyrode (solução nutritiva), ao veneno de Bjssu e às diferentes misturas: veneno de Bjssu + Betulina e veneno de
  20. 20. Bjssu + Lupeol. Betulina e lupeol foram utilizados para o teste de eficácia contra a mionecrose induzida pelo veneno. As lâminas foram selecionadas quanto à perfeição dos cortes e coloração. No estudo histológico, considerou-se como dano: células esqueléticas que não apresentaram sua morfologia poligonal com núcleo periférico, tamanho característico, edema, condensação de miofibrilas, lesões do tipo delta, ruptura de membrana ou lise com extravazamento de material intracelular, células ghost, evidente necrose pela perda de células musculares. Os resultados obtidos foram comparados aos controles. Posteriormente, as lâminas selecionadas e analisadas foram fotografadas em Fotomicroscópio (Zeiss AXIOSTAR Plus). Os danos morfológicos descritos acima foram observados em músculos expostos ao veneno de Bjssu, os quais mostraram importante mionecrose, diferentemente do controle. A análise de músculos tratados com betulina e lupeol mostrou redução do dano causado pelo veneno de Bjssu sozinho, mostrando aparente proteção que merece ser quantificada para confirmar a veracidade da observação. APAE SUSTENTÁVEL Maria Caroline; Daniela Rodrigues; Halessa Neife; Camila Gomes Orient: Miriam Sanches do Nascimento Silveira O projeto foi desenvolvido na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionas – APAE de Capela do Alto, associação que tem a finalidade de prevenir, tratar e promover o bem estar de pessoas deficientes. O projeto Apae Sustentável tem como objetivo de ensinar crianças com deficiências múltiplas a importância da reciclagem e seu beneficio ambiental, e promover o desenvolvimento das crianças diante da atividade. O principal material utilizado foi a garrafa pet, por sua decomposição levar muito tempo, por ser um material que pode ser reprocessado várias vezes, facilitando a reciclagem; por ser de fácil acesso e estar presente em nosso dia a dia, e pela variedade de coisas que podemos fabricar com ela. Alguns métodos são utilizados para despertar o interesse das crianças referente ao assunto, como: o teatro, onde foi representado como deve e qual a maneira correta de descartar o lixo; ouviram músicas que diziam a respeito da preservação do ambiente; e produziram brinquedos, incentivado a criatividade e também a brincadeira, usando a garrafa pet. Todos os brinquedos produzidos foram doados à Instituição. Estes métodos foram realizados em quatro visitas, e como encerramento foi realizada uma confraternização. Em fim, os resultados foram a conscientização da reciclagem e o benefício que ela pode trazer com o reaproveitamento de materiais usados, transformando-os em um novo produto para uso no nosso dia a dia; a preservação do meio ambiente; a importância de separar o lixo nas residências e a diminuição de lixo acumulado no aterro sanitário; e a geração de novos empregos etc.
  21. 21. ASSISTÊNCIA FISIOTERAPÊUTICA PARA A CRIANÇA COM PARALISIA CEREBRAL Michele Magalhães Orient: Núbia Maria Freire Vieira Lima Através da revisão bibliográfica, a presente pesquisa visa aprofundar o conhecimento acerca da paralisia cerebral (PC), além de esclarecer qual o papel da fisioterapia na reabilitação do paciente. A paralisia cerebral, também conhecida como encefalopatia crônica não progressiva na infância, é um termo empregado como denominação geral que engloba diversos distúrbios neurológicos que não são completamente curáveis. Ocorre uma incapacitação neurológica decorrente de uma lesão (não progressiva) no encéfalo, causada pela interrupção de oxigênio, atingindo o sistema nervoso central, que consequentemente atinge os movimentos corporais e o complexo muscular. Geralmente, estas lesões ocorrem durante a gravidez, no trabalho de parto ou logo após o seu término. Embora ainda seja uma doença irreversível, os danos causados à musculatura podem ser parcialmente eliminados com as adequadas condutas. Existem diferentes formas de paralisia cerebral, que podem ser classificadas de acordo com a distribuição do distúrbio motor (quadriplegia, hemiplegia, diplegia, paraplegia, monoplegia), qualidade do tônus postural anormal e também a classificação em graus que variam entre leve, moderado e severo. O tônus pode se apresentar espástico quando ocorre hipertonia generalizada e paresias; atáxico, quando não há coordenação nos movimentos; hipotônico, onde há diminuição severa do tônus muscular; rígido, onde há hipertonia muscular e baixa mobilidade, e atetóide com a característica hipercinética-hipotônica, com movimentos involuntários e hipermobilidade. A criança vítima de PC apresenta disfunção motora, acarretando dificuldade em explorar o ambiente e de se relacionar com as pessoas. A fisioterapia atua de acordo com o tipo de disfunção e limitação apresentada pela criança, através de manipulações que visam o aumento da mobilidade, equilíbrio, estabilização de tônus, força e coordenação. A principal técnica utilizada é o tratamento Neuro- evolutivo de Bobath, criado em 1950, que consiste em uma inibição dos padrões de posturas reflexa anormais para conseguir um tônus mais normal, e também a facilitação de padrões de movimento normais com utilização de pontos-chave de controle. O diagnóstico precoce e o uso de movimentação ativa do paciente são essenciais para garantir o sucesso nesse método. É essencial que o fisioterapeuta torne possível o esclarecimento dos pais sobre a doença que o filho apresenta, pois apesar das limitações, essa criança pode levar uma vida com qualidade. Sendo assim, faz-se necessário, além do estímulo lúdico e reabilitador, a inclusão dos pais em todo o processo de reabilitação, para garantir a melhor qualidade de vida possível para o paciente e sua família.
  22. 22. ATENÇÃO HUMANIZADA AO BEBÊ DE ALTO RISCO - MÉTODO MÃE CANGURU Aline Cardoso Pinto; Julia Mye; Marielle Soranz Oliveira Orient.: Bruneta Rey Este trabalho trata de uma pesquisa em andamento na qual abordaremos o bebê prematuro, os tratamentos oferecidos dentro da UTI Neonatal, o referencial teórico do método mãe canguru, como se dá sua implantação dentro do contexto das políticas públicas de saúde, e como pode beneficiar o estabelecimento do vínculo entre mãe - bebê. O conceito de recém-nascido se refere àquele que, por condições patológicas maternas ou da própria criança, está em risco de morte ou sobrevivência com sequelas, devendo permanecer no berçário sob rigoroso controle de enfermagem e médicos especializados. O método canguru vem mudando o paradigma da assistência neonatal no Brasil, porque amplia os cuidados prestados ao bebê e agrega a necessidade de uma atenção voltada para pais, irmãos, avós, e redes de apoio familiar e social, e vem sendo cada vez mais utilizado pelas instituições, hospitais e maternidades, através dos profissionais da área, e da equipe multidisciplinar como um todo. A utilização do método pode ser iniciado estando os bebês nascidos prematuros em condições estáveis, visando também o início do vinculo entre pais e filhos. O toque pode ser muito útil, podendo inclusive, ajudar o prematuro a ganhar peso mais rápido, por isso que a “posição canguru” tem estado cada vez mais presente no cuidado com os bebes de baixo peso: oferecendo contenção, toque organizado e global ao corpo da criança. A pesquisa se encontra em andamento, mas observamos de acordo com o referencial teórico levantado, que a UTI neonatal é lugar de extrema importância para o recém-nascido de baixo peso, e que o avanço tecnológico tem reduzido os índices de mortalidade neonatais por prematuridade, por isso é necessário cuidados com os recém-nascidos na tentativa de minimizar possíveis sequelas, cabendo aos profissionais da equipe multidisciplinar proporcionar ao prematuro um crescimento e desenvolvimento semelhantes ao que ele teria se estivesse na vida intra-uterina, e a equipe neonatal tem que estar preparada para acolher as demandas do paciente e da família, acolhendo seus conflitos e sua insegurança perante o acontecimento que pode ser inesperado ou não. ATIVIDADE ANTIOFÍDICA DO EXTRATO SECO DE Camellia sinensis CONTRA AS AÇÕES BIOLÓGICAS INDUZIDAS PELO VENENO DE Philodryas olfersii Gabriela Ramos de Alcantara; Raphael Schezaro Ramos; Rita de Cássia de Oliveira Collaço; Mário Luís Ribeiro Cesaretti; José Carlos Cogo; Léa Rodrigues Simioni Orient.: Priscila Randazzo de Moura O presente estudo avaliou o efeito protetor do extrato de Camellia sinensis (C. sinensis) sobre as ações biológicas induzidas pelo veneno ofídico de Philodryas olfersii (P. olfersii) sob o parâmetro da junção neuromuscular. O veneno de P. olfersii possui enzimas proteolíticas capazes de causar efeitos locais e sistêmicos às vítimas.
  23. 23. Durante a soroterapia, ocorre a neutralização dos efeitos tóxicos, mas geralmente não ocorre do dano tecidual. Muitos extratos de plantas vêm sendo estudados para complementar a soroterapia, pois possuem inúmeras substâncias químicas com diversas atividades farmacológicas de interesse científico-médico. Não há estudos da atividade antiofídica do extrato de C. sinensis contra as ações biológicas induzidas pelo veneno de P. olfersii em preparações isoladas de músculo extensor longo dos dedos (EDL). A atividade antiofídica foi avaliada através da técnica miográfica convencional. As preparações EDL foram incubadas com os seguintes tratamentos: Solução nutritiva de Tyrode (controle); P. olfersii (50ug/mL); C. sinensis (10-50ug/mL); e pré-tratamento: C. sinensis (10ug/mL, por 30min) seguido da adição de P. olfersii (50ug/mL, por mais 90min), a 37 °C por 120min. O veneno de P. olfersii causou um bloqueio neuromuscular irreversível de 87±5% (120min, p<0,05). Nas concentrações de 25 e 50ug/mL de C. sinensis, houve um bloqueio neuromuscular parcial e mantido (16±8% e 56±4%, respectivamente, p<0,05). Já a concentração de 10ug/mL causou uma menor injúria da resposta contrátil (9±7%), sendo, assim, eleita para o pré- tratamento. No pré-tratamento (C. sinensis + P. olfersii) houve uma proteção de 63,4% da resposta contrátil exercida pela C. sinensis, quando comparado ao veneno total de P. olfersii. Conclui-se que o extrato de C. sinensis exerce efeito protetor contra as ações induzidas pelo veneno de P. olfersii, podendo ser futuramente um coadjuvante da soroterapia. ATIVIDADE FISIOTERAPÊUTICA NO LAR SÃO VICENTE DE PAULO: QUALIDADE DE VIDA PARA OS IDOSOS Gabriela Gueriero de Arruda; Alexia Komauer Sgoll Orient.: Aline Alcoforado dos Santos Gasparini O acelerado ritmo de envelhecimento no Brasil cria novos desafios para a sociedade Brasileira contemporânea, onde esse processo ocorre num cenário de profundas transformações sociais, urbanas, industriais e familiares. Com o envelhecimento, grande parte dos idosos apresentará doenças osteomioarticulares e metabólicas, caracterizadas principalmente por perda gradual da massa óssea, que associadas à incapacidade de deambular tornam possível a ocorrência de fraturas de quadril e de fêmur. A atividade física, a fisioterapia ou a prática regular de exercícios físicos influenciam positivamente na manutenção da massa óssea, no bem-estar, na manutenção das articulações e no aumento da mobilidade e flexibilidade corporal. Os exercícios terapêuticos e cinesioterápicos têm por objetivo trabalhar a parte óssea, muscular e articular do corpo humano, além de trabalharem o equilíbrio e a coordenação motora, propriedades imprescindíveis para o processo de independência na realização das atividades de vida diária. Nesta perspectiva, a fisioterapia tem importante papel na reabilitação dos pacientes idosos, auxiliando no alívio dos sintomas, bem como na promoção e qualidade de vida. Este projeto tem por objetivo oferecer aos idosos do Lar São Vicente de Paulo de Sorocaba os benefícios de atividades cinesioterápicas realizadas pelas discentes de fisioterapia, com supervisão e orientação de um docente. A execução metodológica se dá pelo caráter de pesquisa ação, onde as discentes desempenham um papel ativo na avaliação, execução,
  24. 24. análise e resolução das demandas encontradas. São fatores de inclusão deste projeto: idosos de ambos os sexos que deambulam com ou sem apoio, residentes do Lar São Vicente de Paulo e aqueles que já participam do programa de Práticas em Fisioterapia desenvolvido no local. Os pacientes são avaliados pré e pós-tratamento pelo teste Timed Up and Go para avaliar a mobilidade e o equilíbrio. Os dados são catalogados, analisados, as necessidades individuais são traçadas e os objetivos de trabalho definidos. Os atendimentos ocorrem de 1 a 3 vezes por semana, com duração de uma hora cada. Ao final do período de 12 meses, os idosos deverão ser reavaliados para a análise evolutiva. Os benefícios da intervenção são caracterizados pela melhora no tempo de execução do processo de marcha e aumento na mobilidade geral do indivíduo. Este trabalho destaca-se pela relevância social e pela proposta de promoção de qualidade de vida e bem-estar aos idosos residentes do Lar São Vicente de Paulo. ATLETISMO NA ESCOLA: POSSIBILIDADES, ALTERNATIVAS E IMPORTÂNCIA Henrique Varga Rossi Orient: Mauricio Massari Esta pesquisa bibliográfica, ainda em andamento, de conclusão do curso de licenciatura em Educação Física tem como objetivo principal identificar maneiras de atrair para o ambiente escolar do ensino fundamental I e II, das escolas municipais e estaduais do município de Votorantim, a prática do atletismo.A etimologia da palavra atletismo vem do grego “ethos”, que significa “combate”. Temos que tomar cuidado para definir atletismo, pois não podemos considerar qualquer corrida ou até mesmo qualquer salto como atletismo, sendo, então, necessário observar alguns termos técnicos, normatizações e movimentos. Para isso, esta pesquisa enfoca os seguintes aspectos: o atletismo: sua história, características e modalidades; Educação Física escolar: história, características, objetivos e seus benefícios para as crianças e adolescentes. Sabe-se que a Lei de Diretrizes e Bases da educação nacional (LDB) coloca a educação física como conteúdo curricular do ensino básico (infantil, fundamental e médio) e que um dos conteúdos que integra a cultura corporal de movimento é o esporte, onde o atletismo é englobado (além dos jogos, lutas, ginásticas e danças). O atletismo é um dos esportes mais importantes e conceituados em todas as suas modalidades, que desenvolve muitas capacidades físicas e corporais, e que deve ser trabalhado na educação física escolar. Este trabalho deve estar norteado pela dimensão do esporte enquanto educacional, sem uma ênfase na competição esportiva ou a simples prática dos movimentos (esporte lazer). Esta pesquisa possivelmente tende a comprovar que nossas escolas ou professores não estejam preparados suficientemente para a aplicação e aprofundamento do esporte em questão.
  25. 25. ATUAÇÃO DA FISIOTERAPIA NA DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA Angela Carolina de Barros Pereira; Geisa GagIiardi Steinert Portas; Marilda Silva; Matilde Aparecida de Arruda; Tatiane Aparecida Lopes Orient: Lilian Pinto Amaral A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é uma doença caracterizada pela limitação ao fluxo aéreo que não é totalmente reversível. Esta limitação ao fluxo aéreo é geralmente progressiva e associada às respostas inflamatórias anormais dos pulmões a partículas nocivas ou gases. Além da dispnéia, tosse, sibilância, produção de secreção e infecções respiratórias de repetição, consequências sistêmicas, tais como fraqueza muscular, perda de peso e desnutrição são frequentemente observadas. A atividade física na vida diária está significativamente reduzida em comparação ao individuo saudável. Problemas emocionais como depressão, ansiedade e isolamento social também são observados. O objetivo desse trabalho é analisar a atuação da Fisioterapia em relação à efetividade do trabalho desenvolvido nos programas de reabilitação respiratória para pacientes com DPOC. Como metodologia foi realizado um levantamento bibliográfico por intermédio das bases de dados científicas (BIREME; SciELO; Portal de Periódicos CAPES) e livros. Encontramos a higiene brônquica como principal objetivo da Fisioterapia em DPOC para melhoria da ventilação pulmonar. Também foram observados: fortalecimento dos músculos respiratórios causando hiperventilação e aumento da resistência respiratória; treino de independência funcional; melhora da capacidade física através de exercícios cinesioterapêuticos e atividades físicas dirigidas. Em caso de descompensação da doença com sinais de insuficiência respiratória aguda, a ventilação mecânica não invasiva está indicada ou, dependendo da condição clinica, o suporte ventilatório invasivo. Concluímos que os pacientes com DPOC, em qualquer fase de comprometimento, necessitam do tratamento intensivo da Fisioterapia para a redução do comprometimento da função respiratória e melhora funcional e da qualidade de vida. A ATUAÇÃO DO TERAPEUTA OCUPACIONAL EM CUIDADOS PALIATIVOS JUNTO AO PACIENTE FORA DE POSSIBILIDADES DE CURA Anderson Antônio Rodrigues; Francine Cardoso de Almeida Orient.: Ana Laura Schliemann O objetivo deste trabalho foi refletir sobre a atuação do terapeuta ocupacional em cuidados paliativos com pacientes fora de possibilidade de cura, nos contextos hospitalar e domiciliar. O estudo é qualitativo, uma revisão bibliográfica sistêmica sobre os cuidados paliativos e a atuação do terapeuta ocupacional. Buscou-se na bibliografia histórias que relatassem os cuidados paliativos nestes contextos e a atuação tanto da equipe quanto do terapeuta ocupacional nessa área. A condição mortal do ser humano não consegue ser mudada, apesar dos esforços dos pesquisadores e do conhecimento acumulado, a morte continua sendo uma certeza e
  26. 26. uma ameaça ao ideal de cura e preservação da vida para o qual nós, profissionais da saúde, devíamos ser treinados. O processo de morrer é uma das mais profundas experiências da existência humana, envolvendo numerosos fatores de ordem biológica e psicológica, os quais implicam em uma série de ações de mudanças que conduzem o paciente a vivenciar as fases finais de sua vida, acompanhadas de muita dor e sofrimento. Os cuidados paliativos baseiam-se em conhecimentos inerentes às diversas especialidades, possibilidades de intervenções clínica e terapêutica nas diversas áreas de conhecimento da ciência médica e de conhecimentos específicos. O cuidado paliativo não é somente utilizado no contexto hospitalar, mas também no domicílio do paciente. A equipe multiprofissional é formada por médico, enfermeiro, psicólogo, assistente social, farmacêutico clínico, nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, assistente espiritual e dentista. Nos resultados da pesquisa, encontramos publicações dos que falam sobre enlutamento, condições para a morte digna, atuação específica do TO, diretrizes dos domínios de atendimento em CP, entre outros. Outra fonte de dados foi o site da Associação Brasileira de Cuidados Paliativos, que indica legislação, procedimentos, ações e intervenções nessa área. Observa-se que a maioria das intervenções em terapia ocupacional estão voltadas para a permanência de atividades significativas no cotidiano do paciente e de sua família. Após a revisão, concluímos que os cuidados da terapia ocupacional destinados aos pacientes fora de possibilidade de cura tornam-se importantes, uma vez que estão voltados às reais necessidades desses pacientes, possibilitando fazer desse meio tanto hospitalar quanto domiciliar, respeitando os desejos do indivíduo. AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO CORPORAL ATRAVÉS DO MÉTODO DE IMPEDÂNCIA BIOELÉTRICA (BIA) EM UM GRUPO DE PARTICIPANTES EM UMA CLÍNICA DE NUTRIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SOROCABA/SP Michelli Regina Lóss Pegorer Orient: Luciane Lopes Sant'Ana O Brasil segue a tendência mundial de aumento na prevalência da obesidade, independente de sexo, idade, nível social e econômico. Em indivíduos adultos obesos, o aumento nas taxas de morbimortalidade está bem documentado na literatura, e as maiores preocupações passaram a ser, juntamente com as taxas de morbidade, os aspectos psicológicos e fisiológicos. Diante desses problemas apontados, torna-se necessária a utilização de instrumentos confiáveis e de fácil aplicação que possam ser usados no diagnóstico e identificação de indivíduos que estão na faixa de risco para obesidade e que apresentem risco cardiovascular aumentado, para que se faça um trabalho de prevenção e intervenção. O estudo avaliou o perfil antropométrico de participantes (N=16) de um Programa de Práticas Educativas em Nutrição em uma Clínica de Nutrição na cidade de Sorocaba/SP, sendo 15 (94%) mulheres e 1 (6%) homem, através dos indicadores: Índice de Massa Corporal (IMC) (kg/m2) e da avaliação da composição corporal por meio da Impedância Bioelétrica (BIA) para o diagnóstico do Estado Nutricional. Encontramos como resultados: a média das idades da população de 52±13 anos, sendo a mínima de 29 e máxima de 72 anos. Comorbidades associadas foram 2 (12,5%) casos de DM na população total;
  27. 27. Dislipidemia em 7 (43,7%) e Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) em 6 (37,5%) da população total. Para o perfil antropométrico, a média de peso (kg) foi 82,4±19,5 kg e altura média foi 1,59 ± 0,1m para população total, sendo que o IMC encontrado foi de 32,7 ± 7,3 (kg/m²), valor este classificado pela OMS (2002) como Obesidade. Os resultados da BIA confirmam essa classificação, onde a média dos valores de massa gorda foi de 38,4% GC, sendo os valores ideais de 22 a 28%, o que representa uma média de 32,9 kg de GC, sendo valores médios ideais para essa população de 16,2 kg para idade, conforme sexo. Resultados apresentaram: mulheres, alta prevalência de obesidade, gordura corporal, colesterol além de HAS, ou seja, risco para DCNT. Portanto, a avaliação nutricional antropométrica é de extrema importância para a identificação das alterações que acompanham o envelhecimento e se refletem no estado nutricional e no possível desenvolvimento de doenças. Sugere-se, diante destes resultados, que as atividades desenvolvidas em programas abertos de educação nutricional continuada e de monitoramento do estado nutricional e de saúde são necessárias para melhoria da qualidade de vida destes indivíduos. AVALIAÇÃO DA TÉCNICA DE PREPARAÇÃO DE NANOCARREADORES LIPÍDICOS SÓLIDOS (NLC) OBTIDOS POR INVERSÃO DE TEMPERATURAS Maria Lúcia de Oliveira;Patrícia Severino Orient: Marco Vinícius Chaud Nanopartículas Lipídicas Sólidas (NLS) foram introduzidas na década de 90, representando uma alternativa aos sistemas de carreadores tradicionais como as nanoemulsões, lipossoma e micro e nanopartículas poliméricas. As NLS são empregadas na tentativa de contornar as desvantagens de sistemas de liberação tradicionais, especialmente estabilidade físico-química, toxicidade, biodisponibilidade, permeação cutânea e a promoção da ação prolongada de fármacos e proteínas. As NLS aproveitam os benefícios do uso dos lipídios são biocompatíveis pelas barreiras biológicas, possibilitando o transporte do bioativo até o alvo terapêutico desejado e promovendo a eficácia terapêutica. O objetivo deste trabalho foi a produção de NLS pelo método de Temperatura de Inversão de Fases (TIF) como sistema carreador de fármacos. A preparação das NLS é baseada na obtenção de um sistema emulsionado convencional, na melhor combinação agua/óleo/tensoativo. A fase aquosa consiste num tampão fosfato de (pH 7,4), e a fase lipídica consiste na mistura de tensoativos e um lipídeo sólido (cetilpalmitato). Os tensoativos utilizados foram oleato de glicerol e álcool graxo etoxilado. A fase aquosa e a fase oleosa foram, separadamente, aquecidas (~90°C). A fase aquosa foi adicionada à fase lipídica através de uma súbita diluição, mantendo o sistema com temperatura e agitação mecânica constante. Obtida a pré-emulsão, o sistema foi submetido a três ciclos de temperatura (90 – 60°C) e, finalmente, resfriado em temperatura ambiente. Visualmente foi obtido um sistema nanoestruturado, com aparência límpida e tonalidade cinza azulada. Pela técnica de espalhamento de luz dinâmico, foi obtido o tamanho de 60 nm e a polidispersidade de 0,2. O potencial zeta –2 mV; este valor foi esperado por estarmos trabalhando com tensoativos não-iônicos. Os resultados alcançados demonstraram que a metodologia
  28. 28. aplicada é adequada para obtenção das SLN. Considerando o diâmetro hidrodinâmico e a baixa polidispersidade, as NLS obtidas com cetilpalmitato, monooleato de glicerol e álcool graxo etoxilado estão dentro dos melhores padrões estabelecidos na literatura recente. AVALIAÇÃO DAS MELHORES CONDIÇÕES PARA OBTENÇÃO DE EXTRATO DE CHÁ VERDE (CAMELLIA SINENSIS): MACERAÇÃO Natália Cremonezi Piva Orient: Marta Maria Duarte Carvalho Vila; Renata Vasques da Silva Tavares Nas últimas décadas, observou-se um aumento expressivo no mercado dos medicamentos fitoterápicos e plantas medicinais em todo o mundo. Para a obtenção de formas farmacêuticas derivadas de matéria-prima vegetal, é fundamental estabelecer os processos mais adequados de manejo da matéria-prima vegetal. Normalmente, o produto intermediário que inicia o processamento da forma farmacêutica, envolve um produto oriundo da transformação da planta, podendo muitas vezes ser um extrato ou produto derivado. Embora seja importante a padronização do teor de ativos presentes nas tinturas e extratos, não se tem observado, no Brasil, este cuidado, o que pode indicar a não padronização dos processos de preparação das tinturas ou extratos. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi apontar as melhores condições extrativas em espécie vegetal medicinal na obtenção do extrato hidroalcoólico. Para obtenção dos extratos, foram avaliados os métodos de extração por maceração empregando-se folhas de chá verde (Camellia sinensis), que foram pulverizadas em moínho de facas. Foram avaliados os parâmetros tempo de contato, uso de utrassom e soluções aquosas com teores de etanol 30% e 60%. Para avaliação físico-química da espécie foram realizados determinação de matéria estranha, que consistiu em analisar 2g da amostra a olho nu e com lente de aumento; análise de cinzas totais, onde 2g da amostra em cadinho foi aquecida por 20 minutos e em seguida levada à mufla à 600º por 6 horas; análise do teor de umidade, em que o cadinho com 2g da amostra foi levado à estufa à 105º por 5 horas e análise de resíduo seco da tintura, no qual 2g foram evaporados em banho maria e levados à estuda por 105º por 3 horas. Todas as análises foram pesadas no início e no fim do experimento. Para a análise quantitativa foram empregadas a cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) e a espectrofotometria, nas quais a substância escolhida para comparação foi a cafeína. Não foram encontrados materiais estranhos durante a análise. O teor de umidade obtido foi 8,76%, o teor de cinzas totais 5, 25% e 0,73% de resíduo seco, valores esses aceitáveis, de acordo com a Farmacopéia Brasileira (2010). De acordo com as análises, os valores mostraram-se dentro dos padrões estabelecidos, podendo-se dizer que o material utilizado tem boa qualidade.
  29. 29. AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR ATRAVÉS DO MÉTODO “DIÁRIO ALIMENTAR” EM UM GRUPO DE PARTICIPANTES EM UMA CLÍNICA DE NUTRIÇÃO NO MUNICÍPIO DE SOROCABA/SP Natália Salles de Oliveira Orient: Luciane Lopes Sant'Ana Os hábitos alimentares constituem-se em foco de vários estudos com o objetivo de avaliar de forma qualitativa e quantitativa a dieta humana e a finalidade de observar a ingestão dos nutrientes e a sua relação com as morbidades. O consumo alimentar, no que se refere à Epidemiologia Nutricional, investiga a associação da dieta com o Estado Nutricional, estima à adequação da ingestão dietética populacional, além de propor intervenção por meio de programas de educação e suplementação nutricional. O presente estudo avaliou o consumo alimentar de um grupo de 14 mulheres, com idade variando entre 30 a 73 anos (52 ± 14), iniciantes de um programa de Práticas Educativas em Nutrição, em uma Clínica de Nutrição no município de Sorocaba/SP, através do método “Diário Alimentar” de três dias. A análise da dieta mostrou que a ingestão média de consumo foi de: energia 1841,9 ± 563,7 kcal/dia, sendo 54,0% de Carboidratos (246,7 ± 70,4g/dia), 18,4% de proteínas (83,8 ± 35,6g/dia) e 27,6% de lipídeos (55,9 ± 31,3g/dia); Cálcio 423,2 ± 367,4 mg/dia; Fósforo 842,9,3 ± 383,8 mg/dia; Ferro 11,9 ± 6,3 mg/dia; Zinco 6,7 ± 5,4 mg/dia; Selênio 47,3 ± 31,2 µg/dia; Sódio 1100,3 ± 650,7 mg/dia e fibras: 11,2 ± 5,8 g/dia. Para os grupos de vitaminas, encontramos os seguintes resultados: para vitamina A, a ingestão média foi 807,2,0 ± 772,2,4 ER/dia; vitamina D 7,4 ± 40,4 µg/dia, vitamina E 10,4 ± 7,8 e vitamina C 141,8 ± 107,6 mg/dia. Os dados analisados encontram-se dentro do recomendado para faixa etária, de acordo com as DRIs 2002 para o grupo dos macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídeos), no entanto, quando analisamos os micronutrientes, principalmente os minerais para faixa etária, alguns se encontram abaixo de 50% de adequação em comparação com as recomendações, como ocorre para o Cálcio, sugerindo déficit importante na alimentação desse grupo, onde para pessoas até 60 anos a necessidade é 1.000 mg/dia, porém para pessoas acima de 65 anos, essa necessidade chega a 1.500 mg/dia. Conhecer o consumo alimentar é uma das ferramentas importantes dentro do processo de reestruturação do comportamento do indivíduo em busca de um estilo de vida saudável, através da educação alimentar, porém sem esquecer que a o consumo alimentar deve estar equilibrado quali- quantitativamente, para evitarmos carências específicas de nutrientes (macro e micro) que podem comprometer importantes funcionamentos bioquímicos e fisiológicos do nosso organismo.
  30. 30. AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DE SALBUTAMOL SOBRE A JUNÇÃO NEUROMUSCULAR Monique Neves Santana; Lourdita Fazano Novaes Orient: Yoko Oshima-Franco O Salbutamol, um agonista ß2-adrenérgico seletivo de ação curta, é geralmente administrado por inalação de aerossol, pó ou solução nebulizada, e utilizado como broncodiltador para a prevenção e tratamento de asma induzida por exercício, uma doença inflamatória crônica. Seus efeitos se iniciam imediatamente, durando cerca de 3-5 horas, podendo ser também administrado por infusão intravenosa no estado de mal asmático, tendo como função primordial a dilatação dos brônquios por uma ação direta sobre os receptores adrenérgicos ß2 no músculo liso. Por ser um antagonista fisiológico dos broncoconstritores, promovem relaxamento do músculo brônquico de quaisquer que sejam os espasmogênios envolvidos, inibem a liberação de mediadores dos mastócitos e de TNF-a dos monócitos, e aumentam a remoção do muco por ação sobre os cílios. Além disso, também é indicado na prevenção de trabalho de parto prematuro que ocorre entre 22 e 23 semanas de gestação, em forma de gravidez não complicada, devido à sua ação inibitória nas contrações espontâneas ou as induzidas pela ocitocina no útero gravídico, retardando o parto em até 48 horas. Um efeito ergogênico relatado aos ß2-adrenérgicos no músculo esquelético aumentaria o anabolismo e reduziria o catabolismo protéico, hipertrofiando as fibras do diafragma e aumentando a força do diafragma in vitro, sendo que a sua administração oral em atletas determinaria maior resistência dos músculos para a fadiga. O objetivo deste estudo foi analisar o efeito farmacológico de Salbutamol em diferentes concentrações e sob estimulações indireta e direta, comparativamente ao controle Tyrode.A metodologia utilizada para o estudo foi a técnica miográfica convencional, expondo preparações nervo frênico-diafragma de camudongos Sw0iss a diferentes concentrações de Salbutamol e tipos de estímulo, indireto (3 mV e direto (30 mV). Sob estímulo indireto, com concentrações de 0,1 mg, 0,5 mg e 2,5 mg de Salbutamol, e sob estímulo direto, com concentrações de 0,3 µMol e de 0,5 mg, observaram-se um efeito facilitatório (aumento na amplitude da contração muscular), sem diferenças estatísticas entre si (p>0,05). Concentração excessiva de 5,0 mg em preparações indiretamente estimuladas induziu um efeito bloqueador em relação ao controle de solução nutritiva de Tyrode (*p<0,05 realizada pelo teste t- Student). Após a lavagem e em ambos os tipos de estimulação, a preparação respondeu aos estímulos evocados denotando, assim, a integridade funcional da resposta contrátil.O Salbutamol, quando ensaiado sobre a preparação neuromuscular, aumentou a amplitude da resposta contrátil, corroborando com os dados.
  31. 31. AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PREVENTIVA DA FISIOTERAPIA COM FUNCIONÁRIOS DA UNIVERSIDADE DE SOROCABA Claudio Luiz Muller Botelho; Lilian de Fátima Zanoni Orient.: Lilian Pinto Amaral Melhorar a qualidade de vida tem sido uma constante preocupação de empresas e instituições trabalhistas que buscam, no foco administrativo e organizacional de trabalho, uma visão mais humanista do trabalhador, pois entende-se que essa nova perspectiva operacional favorece a produção e a redução de acidentes de trabalho, assim como diminui doenças ocupacionais, levando a uma menor taxa de absenteísmo. Nesta perspectiva e dentro da visão operacional que a Universidade de Sorocaba tem em relação ao bem estar de seus funcionários, o curso de Fisioterapia, em parceria com o programa Unisaúde, implantou um projeto de extensão, que teve inicio em agosto de 2011, com o objetivo de proporcionar uma melhora na qualidade de vida laboral e social dos funcionários da Uniso, através da realização de avaliações posturais e intervenções preventivas. Este projeto está norteado pela metodologia da pesquisa ação, em que os alunos desempenham um papel ativo na avaliação, análise e resolução das demandas encontradas. Os funcionários que apresentam queixas de algias musculares são encaminhados pelo coordenador do Programa Unisaúde para avaliação postural, realizada pelo aluno de fisioterapia, com orientação de um professor. Após as avaliações, os dados são catalogados e o diagnóstico cinético funcional definido; nos casos em que houver necessidade, o funcionário é encaminhado para um médico especialista. As avaliações posturais são realizadas individualmente, com duração média de uma hora, e as reavaliações ocorrem semestralmente para acompanhamento da evolução do quadro clínico. Após as avaliações, são realizadas ações para promover a saúde e a qualidade de vida dos funcionários da Instituição, através de atividades cinesioterápicas em grupo, orientações posturais e ergonômicas, elaboração e distribuição de material educativo e promoção de eventos corporativos que visam promover adoção de hábitos saudáveis e interação dos colaboradores. Durante o projeto, foram realizadas 22 avaliações posturais para detecção de alterações estruturais e biomecânicas, frequentemente causadoras de algias e afastamento do trabalho, e 56 encontros de intervenção cinesioterápicas na Cidade Universitária e no campus Trujillo, com a participação total de 630 funcionários. Os resultados obtidos nas avaliações posturais indicam a presença de alterações do tipo: 8 retificações cervicais, 7 hipercifose torácicas, 10 hiperlordoses e 7 escolioses toracolombar, que estão trabalhadas durante as intervenções cinesioterápicas. Como resultado destes 19 meses de intervenção, observamos um aumento de 40% no número de participantes, com consequentemente melhora da postura e diminuição das algias. Concluímos que a iniciativa da Uniso na promoção da saúde de seus funcionários, mesmo que pautadas pelo aumento da produtividade e a diminuição na taxa de absenteísmo, está favorecendo o trabalhador na conquista de sua saúde, mantendo sua funcionalidade e seu bem-estar físico emocional.
  32. 32. BRINQUEDO DIRETIVO: UMA REVISÃO DA LITERATURA SOBRE A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO COM A CRIANÇA HOSPITALIZADA Natalia Fernanda Freitas de Proença; Eduardo Barboza Ribeiro Leite Orient: Sheilla Siedler Tavares O processo de hospitalização pode ser complexo em qualquer fase da vida, mas na infância, que é a fase onde moldamos nossa imagem social, pode ser ainda mais conturbado. O objetivo deste trabalho é identificar na literatura brasileira artigos sobre a utilização do brinquedo diretivo com crianças hospitalizadas. O levantamento bibliográfico foi realizado no banco de dados Lilacs (Literatura Latino-Americana em Ciências de Saúde), na base de dados BDENF (Base de Dados Bibliográficos Especializada na Área de Enfermagem do Brasil) e na base de dados SCIELO (Scientific Electronic Library Online). Para o levantamento dos artigos, foram utilizadas as palavras-chave Enfermagem; Brinquedo Terapêutico; Brinquedo Diretivo; Crianças hospitalizadas, cujos critérios utilizados para a seleção da amostra foram artigos publicados em periódicos nacionais, que abordaram a temática do brinquedo diretivo, no período de 2002 a 2012. Foram encontrados 20 artigos, dos quais 12 aplicam-se nessa revisão, pois respondem ao objetivo. A revisão de literatura trouxe contribuição no sentido de revelar que o brincar pode transformar o ambiente e favorecer o cuidar da criança, numa atmosfera de amparo e reconhecimento de suas necessidades, podendo transformar o cuidado numa brincadeira.O brinquedo terapêutico é fundamental como instrumento de intervenção em enfermagem, tornando-se válida a sua utilização na prática profissional. CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS EXTERNAS DE FORMAS FARMACÊUTICAS SÓLIDAS UTILIZADAS EM FARMACOTERAPIA DE HIPERTENSÃO LISTADOS NA RENAME Samara Cristina Brisola; Vânia Regina Brisola Carvalho Orient: Robson Vicente Machado de Oliveira Em virtude do aumento da expectativa de vida nos países em desenvolvimento como o Brasil, os idosos constituem o segmento que mais cresce na população, crescendo também a incidência de moléstias cardiovasculares e o uso de medicamentos para o seu tratamento. As doenças cardiovasculares constituem o principal grupo de causas de mortalidade, e devido ao grande número de medicamentos envolvidos no tratamento desta moléstia crônica, ao risco de acidentes pelo uso incorreto, à troca de medicamentos, ao uso associado de diversas especialidades e à dificuldade no cumprimento da posologia, há necessidade de um estudo descritivo sobre as características externas desses medicamentos (cor, tamanho, forma, presença de sulco, e descrições), além de se verificar se há
  33. 33. uniformidades entre as indústrias farmacêuticas fabricantes dos comprimidos em estudo. O objetivo do presente trabalho foi avaliar e registrar as características externas dos medicamentos para hipertensão listados na RENAME, obtidos através de doação pela farmácia Vital Brazil de Sorocaba e por uma rede de drogarias, a fim de verificar se existem divergências entre os diversos laboratórios fabricantes. Como método, utilizou-se a seleção de amostras respeitando o critério quanto à relação da RENAME 2007 e avaliação das características externas da embalagem primária e das formas farmacêuticas quanto ao tamanho, formato, presença de sulco, cor, inscrição em baixo relevo. Utilizou-se um paquímetro e registro em câmera fotográfica digital. Como resultados, foram obtidas 36 amostras de formas farmacêuticas provenientes de 21 laboratórios farmacêuticos distintos, todas doadas pela Farmácia Vital Brazil da Uniso e por uma rede de drogarias da região. Desse total, 85% laboratórios apresentaram formato redondo, 76% continham sulco, 35% apresentavam coloração e 21% continham algum tipo de inscrição. Conclui-se, com base nos resultados, que não há homogeneidade entre as características externas, quanto à coloração, tamanho, presença de sulco e inscrições nos comprimidos em estudo, o que pode ocasionar erros de identificação pelos usuários desses medicamentos, influenciando assim a posologia e a atividade terapêutica desejada. CARACTERIZAÇÃO DO USO DE ANTIBIÓTICOS RESTRITOS EM UM HOSPITAL PARTICULAR NO MUNICÍPIO DE SOROCABA/SP Maria Teresa de Carvalho; Amanda Bentivoglio Silveira; Sílvio Barberato-Filho; Luciane Cruz Lopes; Fernando de Sá Del Fiol; Celso Nakagawa; Eduardo Leite Croco Orient: Cristiane de Cássia Bergamaschi O objetivo deste estudo observacional, transversal e descritivo, é caracterizar o uso de antibióticos restritos (AR) no Hospital Samaritano, no município de Sorocaba /SP, nos anos de 2009 e 2010. Foram avaliadas 2020 solicitações de AR de pacientes hospitalizados em 2009 e 2010, e utilizada uma base de dados de solicitações de AR à Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do Hospital Samaritano. Os dados foram caracterizados quanto aos pacientes (idade, gênero e presença de doença renal) e em relação aos diagnósticos em função da idade, do medicamento e do tipo de cultura. Foram atendidas, em 2009 e 2010, 1306 e 714 solicitações, respectivamente, das quais 50,3% e 49,4% eram do gênero masculino e 49,7% e 50,6% do gênero feminino, sendo a maioria idosos, seguido de adultos. Foi pequeno o número de pacientes com insuficiência renal (9,7% e 1,8%). Os principais diagnósticos em função da idade foram pneumonia em idosos (15,7% e 16,1%) e broncopneumonia em adultos (10,8% e 13,6%). O AR mais prescrito foi a ceftriaxona (27,5% e 19,4%), cuja prescrição se deu para o tratamento de pneumonias (17,9% e 8,9%) e broncopneumonias (13,1% e 20,5%). Em função da solicitação do exame de cultura, a maioria foi feita para confirmação do diagnóstico de doenças em recém-nascido pré- termo (RNPT) (7,8% e 15,5%) e menor número foi solicitado para a confirmação de pneumonia e broncopneumonia. Conclui-se que os pacientes atendidos no período do estudo pertencem a uma população principalmente idosa e adulta, com diagnósticos
  34. 34. predominantes de pneumonia e broncopneumonia, sendo a ceftriaxona o antimicrobiano mais prescrito. CARACTERIZAÇÃO HEMATOLÓGICA DE POLÍMEROS TRATADOS SUPERFICIALMENTE Sandra Karen Oliveira Silva; Sílvia Pierre Irazusta; Elisabeth Pelosi Teixeira Orient: Telma Vinhas Cardoso Polímeros têm sido bastante utilizados em aplicações biomédicas, especialmente na área cardiovascular. Em graus variados, revelam-se compatíveis com os sistemas orgânicos, não gerando apreciável reação fisiológica em curto prazo. Entretanto, com o tempo de uso, podem tanto liberar substâncias para a corrente sanguínea como desencadear reações trombogênicas, com consequências danosas para o corpo. Sabe-se que o sangue é o meio de transporte do sistema de defesa do corpo, daí a necessidade de se testar hemocompatibilidade para dispositivos que entram em contato com ele. Como as interfaces entre meios diferentes são o palco para inúmeras interações, tratamentos superficiais têm sido propostos no sentido de amenizar interações biológicas adversas. A caracterização biológica de amostras tratadas superficialmente é um procedimento complexo, previsto pela Norma ISO 10993, em um conjunto de 20 textos normativos que abrangem aspectos da interação material-ser vivo e tecem recomendações e exigências para os materiais em si e seu processamento. Em especial, cita-se a parte 4 desta Norma, que é específica em hemocompatibilidade, pois trata da seleção de testes para interações com o sangue. Este trabalho tem por objetivo gerar protocolos de testes hematológicos em amostras sólidas e planas para verificar alterações induzidas por tratamento superficial. Estão sendo realizados estudos sobre as Normas relacionadas, seleção e realização de testes com polímeros tratados superficialmente, feitos especialmente com a deposição de filmes finos a plasma sobre a sua superfície. Os resultados esperados buscam padronizar uma metodologia de avaliação superficial, incluindo a geração de um score (pontuação) que permita estabelecer o grau de hemocompatibilidade dos polímeros tratados superficialmente. CENTRO REGIONAL DE REFERÊNCIA – UFSCAR SOROCABA (CRR - UFSCAR SOROCABA): A PARTICIPAÇÃO DA UNISO Douglas Spalato Marques; Bruno Henrique Pereira; Marcos Vieira Garcia Orient.: Yoko Oshima-Franco A região de Sorocaba sofre severamente com problemas sociais associados ao uso de drogas cuja resolução demanda uma abordagem multidisciplinar envolvendo as redes públicas de saúde para a atenção ao usuário de drogas, conforme preconiza a
  35. 35. Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, SENAD. O Centro Regional de Referência - UFSCar Sorocaba, em projeto aprovado pela UFSCAR no âmbito do Governo Federal, e em parceria com a Uniso e PUC - Sorocaba, tem mobilizado o potencial social, político e ético aos profissionais que atuam nos diversos equipamentos públicos (PSF, NASF, CAPS, UBS, Comunidades Terapêuticas, etc.), para capacitação gratuita, de acolhimento ao usuário de drogas e com extensão aos seus familiares. Este projeto de extensão, inserido no Projeto CRR-UFSCar Sorocaba, tem como objetivo auxiliar na criação, estruturação, divulgação e manutenção dos cursos oferecidos pelo CRR – UFSCar Sorocaba. As estratégias de ensino-aprendizagem utilizadas pelo CRR – UFSCar Sorocaba são baseadas nos modelos de "Aprendizagem Baseada em Problemas" (ABP) e "Problematização da Realidade" (PR), ambos de caráter ativo e problematizador em relação ao estudo. Os módulos foram oferecidos em intervalos quinzenais visando à participação efetiva e à diminuição de evasão, uma vez que os profissionais pertenciam aos equipamentos públicos. Tal estratégia pedagógica permitiu ao CRR, no ano de 2012, capacitar 251 profissionais da saúde e da assistência social para o acolhimento ao usuário de drogas com vistas à sua reinserção social. O COMPONENTE DO LÚDICO NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL Heliete Gomes dos Santos Orient: Vagner Reolon Marcelino O componente lúdico vem sendo tratado com destaque no meio acadêmico, principalmente no universo da educação. A inserção de estratégias lúdicas é adotada em vários níveis de ensino, seja nos procedimentos formais, como nas escolas, ou informais, em especial no procedimento didático de aprendizagens esportivas. Na educação física, o componente lúdico está inserido em todas as ações do processo ensino x aprendizagem, sendo, em muitas situações, interpretado como descontração, brincadeira e diversão. Porém, a inserção do lúdico como estratégia de ensino nas aulas de educação física escolar vem demonstrando que esse componente curricular da educação física precisa ser analisado com mais detalhamento, com o propósito de aprofundar sua relação com o universo escolar da educação, em especial, a infantil. Assim, essa pesquisa bibliográfica, resultante do trabalho de conclusão do curso de educação física da Universidade de Sorocaba, tem como objetivo investigar a inter- relação do lúdico nas aulas de educação física infantil e suas possibilidades de ações diretas no desenvolvimento motor das crianças participantes, através de levantamento bibliográfico realizado no acervo da biblioteca da Universidade de Sorocaba-Uniso, biblioteca digital da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, e a base de dados online- BIREME, utilizando o cruzamento de palavras entre: Educação Física Escolar x Lúdico, Educação Física Infantil x Lúdico, Lúdico x Crianças, Lúdico x Aprendizagem.
  36. 36. A COMUNIDADE DE MORCEGOS (MAMMALIA, CHIROPTERA) NO PARQUE NATURAL MUNICIPAL CORREDORES DE BIODIVERSIDADE, SOROCABA – SP, BRASIL Roberto Tiocci Junior Orient: Welber Senteio Smith O presente estudo tem como objetivo determinar a riqueza de espécies de morcegos (Chiroptera, Mammallia) e a abundância de indivíduos e espécies capturadas no Parque Natural Municipal Corredores de Biodiversidade, Sorocaba – SP, que possui uma área total de 60,05 hectares. As coletas foram realizadas no período noturno, consistindo na montagem de “redes de espera”, também conhecidas como redes de neblina ou “mist nets”, (3,0 m x 7,0 m), que foram abertas às 18h e fechadas sempre às 24h, para quebrar o jejum de 10 horas. Foram capturados, até o presente momento, 80 indivíduos pertencentes a 8 espécies, 7 gêneros e 2 famílias, obtendo-se 4 recapturas. Phyllostomidae foi a família predominante, sendo 7 espécies com 72 indivíduos, representando 90% das capturas; e 1 espécie com 8 indivíduos da família Vespertilionidae, representando 10%. As espécies com maior abundância foram Sturnira lilium, Carollia perspicillata e Anoura caudifer. Juntas estas 3 espécies representam 76,2% das capturas. CONSTRUINDO E RE- CONTANDO A HISTORIA DA TERAPIA OCUPACIONAL Carolina Lopes Rodrigues; Thais Sgrignoli Pacheco Orient.: Rita de Cassia Gianolla Miranda Saber a origem e a historia da sua futura profissão é importante para a formação do discente. Este estudo pretende mostrar como ocorre essa experiência de construção de conhecimento, através da prática acadêmica. O componente curricular “Fundamentos e Historia da Terapia Ocupacional”, ministrado no 1º período do curso de Terapia Ocupacional da Uniso, tem como um dos objetivos a elaboração de material criativo com essa temática. Os alunos se envolvem na construção de livros de pano, jogos de tabuleiro, jornal, história em quadrinho e material lúdico com diversos materiais, o que permite a inserção, desde o início do curso, em atividades que possibilitem o fazer e o estímulo a pensar em formas alternativas de comunicação de conhecimento. O fazer humano, objeto de estudo e trabalho da terapia ocupacional, tem sua origem inerente a historia do próprio homem. O homem faz coisas desde que existe: faz coisas cotidianas, ligadas ao trabalho, ao estudo, à espiritualidade, ao lazer, à cultura, e deixa de fazê-las quando algo ocorre em sua vida que o impede de continuar, como doenças, acidentes, situações de isolamento, dificuldades, entre outras. A terapia ocupacional é uma profissão da área da saúde que tem como objeto de estudo a relação do homem com a sua atividade e trata-o pelo seu fazer, por suas atividades (cotidianas, expressivas, educacionais, artesanais, de trabalho). O
  37. 37. pressuposto básico desta prática profissional é a de que o homem, ao se relacionar com o meio ambiente, se faz através de atividades e estas são o produto de sua intervenção e também o processo de seu desenvolvimento. Desde as eras primitivas o homem realiza atividades para se adaptar às variações do meio natural, em função de sua sobrevivência e assim produz utensílios, armas, ferramentas, pinturas etc. O uso terapêutico da ocupação e, consequentemente, a origem da terapia ocupacional tem seu início no pós-guerra, com o tratamento dado no campo da saúde física e mental aos soldados que voltavam feridos. Através da confecção de produtos com a temática da origem e historia da profissão e com a vivência prática inserida nesse componente curricular, percebemos o envolvimento, o empenho, a satisfação, as discussões produtivas dos discentes frente a essa proposta. CONTRIBUIÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL NA MANUTENÇÃO DAS FUNÇÕES DA MEMÓRIA NO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO Alessandra Ferreira Barros; Kely Francine Hessel; Sheila Viegas de Almeida Orient.: Ana Paula Santos O trabalho relata uma pesquisa em andamento que tem como objetivo compreender a importância da intervenção terapêutica ocupacional na manutenção das funções da memória no processo de envelhecimento humano, os métodos e técnicas que a Terapia Ocupacional utiliza além de descrever a importância da memória para as atividades cotidianas, assim como à prevenção de demências. Na metodologia optamos por uma pesquisa bibliográfica em caráter qualitativo. O envelhecimento da população brasileira é reflexo do aumento da expectativa de vida; graças à melhoria das condições de vida como: moradia, saneamento básico, higiene, nutrição, vacinação, educação em saúde pública e dos avanços da medicina. O envelhecimento não é um acidente de percurso, sobrevém de um determinado programa de crescimento e maturação em várias dimensões. Mesmo levando em conta a sua totalidade, ele varia de indivíduo para indivíduo, podendo ser em idade mais precoce ou mais avançada e em maior ou menor grau, não seguindo um padrão matematicamente perfeito. Sendo assim a memória é a aquisição, conservação e evocação de informações, nossa forma de pensar, agir, planejar e realizar o futuro, dependendo estritamente daquilo que lembramos. O Terapeuta Ocupacional busca resgatar e estimular o idoso nas atividades cognitivas e atuar na organização do seu cotidiano, podendo planejar o tratamento de maneira holística, analisando em que momento é mais apropriada a estimulação e a intervenção sobre o ambiente ou a adaptação de atividades. Estimular suas capacidades remanescentes ajudando na manutenção e prevenção de doenças neurodegenerativas. Para isso, podem ser utilizadas algumas técnicas como: leitura, exercício de memória, palavras cruzadas, jogo de xadrez, um estilo de vida ativo com atividade física regularmente e uma dieta saudável, com planejamento de compromissos, o que ajuda o idoso a se orientar e se organizar quanto aos horários e datas dos compromissos. Realizar anotações que podem ser feitas com uso de agendas, cadernos, calendários; listas de afazeres do que se precisa realizar no dia, listas de compras, dos lugares que precisa ir, ajudam o idoso a se orientar no tempo e espaço, facilitando o cumprimento das atividades de vida diária e instrumental.
  38. 38. COORTE DO USO DESCALONADO DE ANTIBIÓTICOS NO TRATAMENTO DE SEPSE EM UTI Camila Schultz Cordeiro; José Victor de Miranda Pedroso; Nayara Silva Nazareno Orient.: Luciane Cruz Lopes A sepse está relacionada a altas taxas de mortalidade em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A terapia antimicrobiana de amplo espectro é preferida e mais utilizada que a terapia por descalonamento, no entanto, existem riscos de resistência bacteriana, o que aumentaria a mortalidade e a não efetividade dos antimicrobianos. O objetivo deste estudo observacional, longitudinal (coorte), retro-prospectivo de análise de prontuário, é analisar a eficácia e a segurança do descalonamento de antimicrobianos em UTI, quando comparada com terapia empírica de amplo espectro para tratamento de pacientes adultos com diagnóstico de sepse, sepse grave ou choque séptico causado por qualquer microrganismo. Foram selecionados, para este estudo, prontuários de pacientes com sepse, sepse grave e choque séptico causados por qualquer microrganismo submetidos ou não à antibioticoterapia anterior à sua admissão na UTI do Conjunto Hospitalar de Sorocaba e Hospital Santa Lucinda, entre os anos de 2010 a 2012. As medidas de desfechos primários incluem: mortalidade na UTI até 28 dias e mortalidade ou alta hospitalar no final da internação. Os desfechos secundários incluem: duração da internação hospitalar; duração da internação em UTI; eventos adversos; resistência a antimicrobianos; reinfecção. Verificou-se que entre os anos de 2010 a 2012 foram registrados 41 pacientes com infecção em UTI em um dos hospitais. Ao todo, 22 casos de sepse, sepse grave ou choque séptico por diagnóstico clínico. Quatro pacientes foram submetidos à terapia por descalonamento e 18 à terapia padrão. A idade média dos pacientes na terapia por descalonamento foi 58,7±28,5; 75% eram do sexo masculino, em que 50% foram diagnosticados com choque séptico, 25% sepse e 25% sepse grave. Na terapia empírica, a média de idades foi 64,4 ±12,6; 61% dos pacientes eram do sexo masculino; 44% tinham choque séptico, 38,9% estavam com sepse e 16,7% tinham sepse grave. A mortalidade em UTI na terapia por descalonamento ocorreu em um paciente, enquanto na terapia empírica ocorreram 10 óbitos. O tempo de internação médio foi maior na terapia por descalonamento, com médias de 24,5 ±7,0 dias de permanência em UTI e 57 ±45,4 dias de internação hospitalar, enquanto na empírica foram 16,2±8,6 dias em UTI e 23,8 ±8,8 hospitalar. Os dados preliminares apontam diferenças importantes entre as terapias. Não se pode precisar, ainda, quais destas terapias têm benefício para diminuição da mortalidade em pacientes com sepse. Os estudos continuam para coleta de amostra com número maior de pacientes no estudo para estabelecer uma comparação confiável entre as terapias antimicrobianas. Por isso, pretende-se continuar com a coleta de informações nos prontuários.
  39. 39. DEMANDAS ESCOLARES: AVALIAÇÃO E INTERVENÇÃO PSICOMOTORA Pâmela Cristina de Arruda Sousa; Cíntia de Menezes Fernandes Bernal Orient.: Lilian Pinto Amaral A função cognitiva tem inicio, primeiramente, na relação direta entre o sujeito e o meio externo. Nessa perspectiva, as crianças experimentam com o corpo para posteriormente realizar com os objetos as ações e as imagens captadas. Diante desse pressuposto, as crianças com algum déficit de desempenho motor ou cognitivo são beneficiadas por uma intervenção psicomotora por ser esta uma favorecedora de experiências e vivências corporais, que posteriormente serão integradas ao cognitivo. Algumas crianças, pelos mais variados motivos, não conseguem desenvolver uma coordenação dinâmica global durante seus movimentos, realizando-os de uma maneira inadequada ou imatura, e isso poderá refletir no seu desempenho cognitivo e acadêmico. Essas premissas teóricas são o pano de fundo para este projeto de extensão, que tem por objetivo melhorar as habilidades psicomotoras da criança na fase pré-escolar e escolar, com intuito de minimizar possíveis dificuldades de aprendizagem, melhorar o comportamento social, proporcionar a consciência do próprio corpo, a melhora do equilíbrio e da coordenação motora. As crianças são encaminhadas pelo programa de Terapia Ocupacional Educacional, que funciona no Núcleo de Saúde da Uniso, bem como por outros serviços da comunidade. Elas passam por avaliação psicomotora individual, cujos resultados estabelecem a idade do desempenho motor e apontam as ações que devem ser trabalhadas para obtenção da melhora na performance motora. Essa avaliação deve ser repetida a cada seis meses, visando à análise evolutiva da intervenção. Os exercícios são elaborados de maneira individual, mas o programa de intervenção pode ser realizado em grupo, com outras crianças que apresentem necessidades motoras equivalentes e que venham colaborar na aquisição ou minimização dos déficits motores por ela apresentados, assim como colaborar com as perspectivas pedagógicas de aprendizagem. A intervenção psicomotora com a criança acontece uma vez por semana, com duração de uma hora. Este projeto de extensão teve início em agosto de 2012 e está norteado pela metodologia da pesquisa ação, onde a acadêmica responsável desempenha um papel ativo na avaliação, análise e intervenção nas demandas encontradas, com supervisão docente. Cinco crianças foram atendidas até o momento, e os resultados indicam melhora no comportamento social, no domínio do equilíbrio, na coordenação motora, na organização do esquema corporal, na orientação espacial, no desenvolvimento da atenção, além da possibilidade de melhor enfrentamento das dificuldades de aprendizagem.
  40. 40. O DESENVOLVIMENTO DOS RELACIONAMENTOS SOCIAIS: PERCEPÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL NO CONTEXTO DA CRECHE Bianca Cristina Aliaga do Carmo; Caroline Luana de Camargo Orient.: Cintia de Menezes Fernandes Bernal A participação no projeto de extensão “Ações da Terapia Ocupacional em Creches” tem proporcionado a vivência num campo fértil para o estudo do desenvolvimento infantil. No contexto geral dessa aprendizagem, destacamos neste trabalho o desenvolvimento dos relacionamentos sociais, uma vez que na educação infantil, têm destaque as oportunidades de socialização entre as crianças. Este projeto é desenvolvido desde o ano de 2011, no Educandário Santo Agostinho, instituição filantrópica que atende crianças com idade entre 4 meses e 5 anos. A proposta do projeto consiste em promover ações de Terapia Ocupacional junto às crianças e funcionárias da creche, a partir de atividades centradas no repertório infantil, especialmente a brincadeira e o jogo. O projeto encontra-se na fase de desenvolvimento e tem buscado atender às demandas circunstanciais da instituição. Para este estudo, o objetivo proposto foi discutir a socialização na idade pré-escolar, e para tanto realizamos uma pesquisa bibliográfica sobre o tema, utilizando cinco obras que tratam do desenvolvimento dos relacionamentos sociais. Os pressupostos da análise temática nortearam o tratamento dos dados. A socialização pressupõe a aquisição dos valores, normas, costumes, papéis, conhecimentos e condutas que a sociedade transmite. Esse mesmo autor considera a socialização um processo interativo, que permite à criança satisfazer suas necessidades e apropriar-se da cultura. Sob o ponto de vista da criança, na idade pré-escolar ocorrem mudanças significativas, especialmente porque a interação com os companheiros aumenta durante este período. Outra transformação refere-se à conquista de habilidades para brincadeiras mais cooperativas, de forma que as crianças começam a mostrar relações recíprocas, dividindo brinquedos e compartilhando a estrutura da brincadeira. Os resultados apontam que a convivência nessa etapa do ciclo de vida pode ser marcada por oportunidades favorecedoras para a aquisição de habilidades sociais. Podemos destacar ainda, a importância do manejo dos profissionais que atuam nesse segmento, no sentido da responsabilidade que assumem como mediadores do processo de ensino e aprendizagem, no que refere ao desenvolvimento dos relacionamentos sociais. DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DA EMULSÃO ENRIQUECIDA COM O ÓLEO ESSENCIAL DA Casearia sylvestris Sw Maria Sílvia Duarte Moraes; Valquíria Miwa Hanai Yoshida Orient: Yoko Oshima-Franco
  41. 41. Casearia sylvestris Sw; popularmente conhecida como guaçatonga, apresenta vários constituintes e, também, óleo essencial em suas folhas. Óleos essenciais são substâncias voláteis e perfumadas com consistência oleosa, podendo ser líquidos, resinosos ou sólidos, e que apresentam diferentes cores que vão desde amarelo pálido até o verde esmeralda e do azul para o vermelho acastanhado escuro. Eles são sintetizados por todos os órgãos da planta e armazenados em células secretoras, cáries, canais, células epidérmicas ou tricomas glandulares. Estudos prévios demonstraram que o óleo essencial extraído de folhas de guaçatonga produziu um aumento da resposta contrátil (efeito DMAE-like) quando ensaiado sobre preparação nervo frênico-diafragma de camundongos que, ao ser analisada histologicamente (Microscopia Óptica) não produziu alterações na morfologia celular. O objetivo deste estudo foi verificar a aplicabilidade cosmética do óleo essencial da C. sylvestris, através do desenvolvimento de uma formulação semisólida enriquecida com o mesmo e controlada por ensaios analíticos de qualidade. Para a formulação, utilizou-se como base emulsificante o Aristoflex® e adicionou-se o óleo essencial a 1%, 2,5% e 5% em diferentes amostras do gel base. Os ensaios previstos de controle de qualidade compreendem: organolépticos (detectáveis pelos órgãos do sentido: aspecto, cor, odor, sabor e tato), físico-químicos (determinação do pH, viscosidade, densidade e espalhabilidade, em triplicata) e estabilidade (teste de centrífuga e cromatografia em camada delgada). Como resultado parcial do estudo, obteve-se uma formulação de aspecto translúcido homogêneo para aplicação na pele, que propiciou sensação de frescor e de sedosidade, sem deixar aparência oleosa e odor desagradável. Ainda, dos ensaios organolépticos não se detectou visualmente separação de fases ou instabilidades na formulação base, nem nas formulações enriquecidas com diferentes concentrações do óleo essencial. Dentre os ensaios físico-químicos, a formulação mostrou boa espalhabilidade, pH de 6,95 e viscosidade a 50% de 590.0cP. Entretanto,apesar dos promissores resultados obtidos, um estudo de desenvolvimento de formulação só se completa após a realização de testes de estabilidade, necessários para confirmar a veracidade dos resultados obtidos, inclusive da confirmação da presença dos ativos, o que denota segurança e respeito. O DESENVOLVIMENTO PSICOMOTOR COMO FATOR RELEVANTE NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM MOTORA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Claudio Ernani Rodrigues Orient.: Vagner Reolon Marcelino Estudos acadêmicos que são direcionados à aprendizagem motora destacam que a Psicomotricidade vem ganhando seu espaço e notoriedade no desenvolvimento psicomotor. Muitos são os trabalhos bibliográficos que demonstram resultados alinhando o teórico e o prático das habilidades motoras, seja na escola, com desenvolvimento motor nos anos iniciais da criança, ou através de modalidades esportivas. Assim, esse trabalho de conclusão do curso de licenciatura em Educação Física da Universidade de Sorocaba - Uniso, por meio de revisão bibliográfica, tem
  42. 42. como objetivo principal identificar a forma que a literatura relaciona o desenvolvimento psicomotor com a Educação Física infantil numa visão interacionista, levando-se em consideração que a primeira forma de linguagem para a criança é o corpo, pois é com ele que ela introduz sua comunicação no meio que vive. Tem-se a intenção de demonstrar com a realização desse trabalho que a aprendizagem infantil, no seu desenvolvimento motor, necessita estar alinhada com a psicomotricidade e seus objetivos nas áreas cognitiva, afetiva e motora. Para isso, ele enfoca os seguintes aspectos: abordar as fases do desenvolvimento motor, discutir o papel do profissional de Educação Física nas fases da psicomotricidade e propor atividades na aula de Educação Física infantil, relacionando as fases psicomotoras. Nessa investigação, propõe-se fazer uma reflexão sobre os desafios da Educação Física infantil no desenvolvimento motor e suas fases de transição, através de atividades que possam se relacionar dentro de uma visão crítica e futurista da psicomotricidade, e a colaboração do profissional de Educação Física infantil no desenvolvimento motor das crianças nas fases pré e operatórias concretas. DETERMINAÇÃO DE NITROFURAZONA EM PREPARAÇÕES FARMACÊUTICAS POR ESPECTROFOTOMETRIA Paloma Rodrigues Martins Orient: Marta Maria Duarte Carvalho Vila A nitrofurazona (NTZ) para uso humano tem seu emprego dirigido ao uso tópico para o tratamento de feridas e lesões infectadas da pele e mucosas. O método oficial para sua determinação em pomadas, cremes e soluções tópicas é por HPLC, exigindo preparo trabalhoso da amostra. O objetivo deste trabalho foi o desenvolvimento de um método simples, rápido e de baixo custo a para a análise de NTZ em preparações farmacêuticas. O método proposto empregou a espectrofotometria no UV-visível com absorção máxima em 375 nm. Os parâmetros analíticos avaliados foram linearidade, precisão, exatidão, limite de determinação, limite de detecção e robustez. O preparo das amostras foi feito por diluição com etilenoglicol e água deionizada. A curva de calibração obtida apresentou um coeficiente de correlação (R2) igual a 0,999, indicando linearidade do método (maior que 0,99). A precisão intra-corrida apresentou-se dentro do recomendável, com um coeficiente de variação menor que 5%. A exatidão calculada variou entre 99,87% e 109,36%, o limite de detecção foi de 0,06 mg L-1 e o limite de quantificação ficou em 1,01 mg L-1. Para a verificação da robustez do método avaliou-se o tempo de estocagem da amostra e sua exposição à luz. Observou-se que houve maior degradação na amostra quando não houve proteção da luz. Entretanto, não houve variação significativa num período de 16 dias, segundo o teste t de Student, no intervalo de confiança de 95%. Amostras comerciais de pomada e solução oral (0,2% de NTZ) foram analisadas obtendo-se, respectivamente, 0,18 e 0,19% de NTZ. Até o momento, os resultados obtidos demonstram que o método de espectrofotometria no
  43. 43. UV-visível pode ser empregado para a determinação de NTZ de modo simples, com rapidez e baixo custo analítico. EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E O SEDENTARISMO Claudio Teles de Campos Sales Junior Orient.: Mauricio Massari Esta pesquisa bibliográfica de conclusão do curso de licenciatura em Educação Física tem como tema a Educação Física escolar e o sedentarismo, tendo como objetivo principal identificar as contribuições da Educação Física no ensino fundamental como possível prevenção ao sedentarismo. Serão analisadas as informações pertinentes ao assunto, que num primeiro momento será a Educação Física escolar: história, legislação e objetivos no ensino fundamental; sedentarismo: números no Brasil e no mundo; e como a Educação Física, por meio da utilização da cultura corporal do movimento –jogos, lutas, ginásticas, esportes e danças- pode contribuir para que os alunos de ensino fundamental adquiram hábitos mais saudáveis, ativos e não sedentários através dos subsídios dos exercícios físicos realizados nas aulas de Educação Física, podendo então despertar o interesse individual e coletivo não somente dos alunos, mas da sociedade de modo geral. No Brasil, o índice de sedentários está cada vez mais elevado, atingindo quase a metade da população brasileira, abrangendo 48% de pessoas com excesso de peso. Cerca de 1,5 bilhão de pessoas são sedentárias no mundo, atingindo por ano 5 milhões de pessoas que morrem porque são sedentárias. O foco desse trabalho é tornar alunos mais conscientes da prática de hábitos saudáveis, que incluem os exercícios, informando-os sobre as possíveis patologias relacionadas ao sedentarismo, que estão associadas a diversas doenças graves, tais como infarto, câncer, depressão, hipertensão e diabetes. EFEITO DO EXTRATO HIDROALCOÓLICO DE FOLHAS DE Vellozia flavicans CONTRA O BLOQUEIO NEUROMUSCULAR “IN VITRO” DA Bothrops jararacussu Natália Tribuiani; Alexandro Mateus da Silva Orient: Yoko Oshima-Franco Os acidentes ofídicos são importantes problemas de Saúde Pública, especialmente em países tropicais. O maior número de acidentes é representado pelo gênero Bothrops (90%). A Botrops jararacussu, conhecida principalmente por “jararacuçu”, é uma das mais imponentes deste gênero, sendo seu veneno causador da ação inflamatória aguda, atividade sobre a coagulação e atividade hemorrágica, além de miotoxicidade. A Vellozia flavicans é conhecida popularmente por “Canela de Ema” e tem sido usada no cerrado brasileiro como um anti-inflamatório. No presente
  44. 44. estudo, foram investigados o perfil cromatográfico do extrato de V. flavicans via Cromatografia em Camada Delgada (CCD) e sua eficácia para neutralizar o bloqueio neuromuscular causado pelo veneno de Bothrops jararacussu, em preparações nervo frênico-diafragma de camundongos. O extrato etanólico de V. flavicans expressou vários compostos por CCD, entre eles o flavonóide quercetina (Rf 0,99) e ácido fenólico, como o ácido clorogênico (Rf 0,60). Estes compostos do extrato participam da neutralização do bloqueio neuromuscular irreversível induzido “in vitro” pelo veneno de B. jararacussu. Ao final de 120 minutos de exposição da mistura veneno+extrato, as preparações respondiam 97 ± 10% (n = 6), com total preservação da resposta contrátil. Em um modelo de simulação do acidente, o extrato foi totalmente capaz de impedir o progresso da paralisia. Os resultados atuais indicam que o extrato de Vellozia flavicans possui propriedades que inibem o bloqueio neuromuscular causado pelo veneno botrópico. EFEITO PROTETOR DOS EXTRATOS DE Cordia salicifolia e Lafoensia pacari SOBRE AS ATIVIDADES EDEMATOGÊNICA E HEMORRÁGICA INDUZIDAS PELOS VENENOS OFÍDICOS DE Philodryas olfersiI E Bothrops jararacussu Mariana de Paula Góes; Raphael Schezaro Ramos Orient: Priscila Randazzo de Moura Este estudo avaliou o efeito protetor dos extratos de Cordia salicifolia (C. salicifolia) e Lafoensia pacari (L. pacari) sobre edema e hemorragia induzidos pelos venenos de Philodryas olfersii (P. olfersii) e Bothrops jararacussu (B. jararacussu) em ratos Wistar. Estes venenos são responsáveis pela maioria dos acidentes ofídicos no Brasil, podendo causar efeitos locais e sistêmicos nas vítimas. A soroterapia mostra-se ineficiente na neutralização do dano tecidual, portanto diversas espécies de plantas vêm sendo estudadas como terapia complementar. A atividade hemorrágica foi avaliada após injeção intradérmica dorsal (100µl por 24h) dos seguintes tratamentos: solução de Tyrode e DMSO (controles), B. jaracussu (100µg), P. olfersii (50µg), C. salicifolia (750µg) e L. pacari (400µg), venenos + extratos. Já a atividade edematogênica foi avaliada pela administração intravenosa (via peniana) de azul de Evans (marcador visual) com posterior injeção intradérmica (100µl por 30min) dos seguintes tratamentos: solução de Tyrode e DMSO (controles), B. jaracussu (10µg), P. olfersii (10µg), C. salicifolia (75µg) e L. pacari (40µg), veneno + extratos. Os venenos de B. jararacussu e P. olfersii produziram uma significativa hemorragia (0,84±0,1 e 1,15±0,2, respectivamente). O extrato de C. salicifolia incubado com B. jaracussu ou P. olfersii inibiu parcialmente a hemorragia (0,34±0,1 e 0,58±0,1, respectivamente). O extrato de L. pacari incubado com B. jararacussu ou P. olfersii também inibiu parcialmente a hemorragia (0,11±0,1 e 0,67±0,1, respectivamente). Os venenos de B. jararacussu e P. olfersii produziram um significativo edema (2,40±0,1 e 1,80±0,1, respectivamente). O extrato de C. salicifolia incubado com B. jaracussu ou P. olfersii inibiu parcialmente o edema (1,05±0,2 e 0,62±0,1, respectivamente). O extrato de L. pacari incubado com B. jararacussu ou P. olfersii também inibiu parcialmente a
  45. 45. hemorragia (0,75±0,1 e 0,75±0,1, respectivamente). Conclui-se que, os extratos induziram proteção significativa sobre as atividades edematogênica e hemorrágica. EFEITOS DA ALCACHOFRA NA DIMINUIÇÃO DO COLESTEROL EM RATOS Carla Cristine Machado dos Santos Orient.: Maria Aparecida Lopes da Costa As mudanças nos padrões alimentares da população, como o aumento da densidade energética, maior consumo de carnes, leite e derivados, a redução do consumo de frutas e hortaliças, além da diminuição da prática de atividade física, têm levado a população a um perfil de obesidade. Este por sua vez está intimamente ligado ao aumento do risco às doenças crônicas não transmissíveis, tais como as doenças cardiovasculares (cerebrovasculares e isquêmicas), as neoplasias, as doenças respiratórias crônicas e diabetes mellitus. Contudo, o consumo de dieta balanceada e de qualidade pode evitar e auxiliar no controle de tais patologias. E ainda se pode contar com o auxílio de alguns alimentos de forma específica, os chamados alimentos funcionais. Tais alimentos são aqueles que, além de fornecerem a nutrição básica, promovem a saúde por meio de mecanismos não previstos pela nutrição convencional Entre esses alimentos, encontra-se a alcachofra. Com objetivo de verificar a funcionalidade deste alimento, o presente estudo consistiu em verificar os efeitos hipolipemiantes da alcachofra em ratos albinos (Wistar) submetidos a 40 dias de experimento recebendo extrato aquoso de alcachofra. Para tanto, foram utilizado 30 ratos machos, compondo 5 grupos: controle (RC), controle sinvastatina (RCS), controle gordura (RCEG), sinvastatina e gordura (RCEGS), extrato aquoso de alcachofra e gordura (RCEGEA). Para as análises bioquímicas, foram analisados o colesterol total e o nível de triglicérides dos animais. Ao final do experimento, o sangue dos animais foi colhido por punção cardíaca e analisado. Os resultados obtidos demonstraram a redução do colesterol e triglicérides dos animais que receberam extrato de alcachofra quando comparados com o grupo controle. Os resultados obtidos correspondem ao que foi encontrado na literatura, porém são necessários mais estudos para a confirmação de tais benefícios. EFICÁCIA E SEGURANÇA DE CURATIVOS DE PRATA EM QUEIMADURAS: ESTUDO DE COORTE REGIONAL Mayara Costa de Camargo Orient: Luciane Cruz Lopes As queimaduras se encontram entre as maiores causas de danificação cutânea, ocupando o segundo lugar entre os acidentes mais comuns que ocorrem no mundo. As lesões por queimaduras incidem em todos os grupos etários, podendo

×