Acólitos no rito da missa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Acólitos no rito da missa

on

  • 25,788 views

Rito da Missa passo a passo

Rito da Missa passo a passo

Statistics

Views

Total Views
25,788
Views on SlideShare
25,736
Embed Views
52

Actions

Likes
4
Downloads
606
Comments
3

4 Embeds 52

http://coroinhasdojuazeiro.blogspot.com.br 24
http://coroinhasdojuazeiro.blogspot.com 23
http://www.coroinhasdojuazeiro.blogspot.com 3
http://www.coroinhasdojuazeiro.blogspot.com.br 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

13 of 3 Post a comment

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Acólitos no rito da missa Acólitos no rito da missa Presentation Transcript

    • Formação de Acólitos
      Grupo de Coroinhas São Tarcísio da Paróquia N. Srª. de Lourdes
    • O ACÓLITO NOS RITOSINICIAIS
      A Missa começa pela procissão de entrada.Esta procissão, pelo menos nos dias mais festivos, parte da sacristia (ou do fundo da igreja), e daí dirige-se para o presbitério, enquanto o coro canta o cântico de entrada.
      A procissão organiza-se assim:
    • 1 – Turiferário e Naveteiro2-Cruciferário3 -Ceroferários4 - Leitores 5 - Ministros da Comunhão 6 - Dois acólitos, para oofertótio7 – Acólito com o EVANGELIÁRIO (Se houver DIÁCONO é ele que leva);8 - presbíteros CONCELEBRANTES (quando Houverem);9 - PRESIDENTE da celebração (bispo ou presbítero);10 - ACOLITANTES do báculo e Mitra (Mitrífero e baculífero).
    • Procissão de Entrada Solene
    • Ao chegarem junto do altar, todos fazem inclinação profunda; se no presbitério houver sacrário com o Santíssimo Sacramento, todos genuflectem, exceto os acólitos que estiverem com algum objeto litúrgico (cruz,círios, livro ou turíbulo e naveta). O Acólito ou o diácono depõem o Evangeliário sobre o altar, enquanto o turiferário e o naveterio aproximam-se do presidente para que este coloque incenso no turíbulo para incensar o altar e a cruz processional. (Se não houver Diácono o mestre de Cerimônia auxilia o presidente durante a incensação).
    • Os ritos iniciais da Missa terminam pela oração Coleta. Quando o presidente diz ou canta: Oremos, o acólito do livro apresenta o Missalaberto, ao presidente, segurando-o com ambas as mãos. Depois de o povo dizer: Amém, o acólito depõe o Missal
      no seu lugar. Obs: Não esquecer de levar o microfone, caso não haja cerimoniário.
      O acólito do livro deve aprender a abrir o Missal e a segurá-lo, à altura devida, mas sem amarrotar ou sujar as folhas. Para isso não se esqueça de lavar muito bem as mãos antes da Missa começar.
      Obs: após o ato penitencial o acólito deverá apresentar o missal ao presidente, isto é, se não for solenidade ou festa.
    • Apresentação do Missal
    • O ACÓLITO NA LITURGIA DAPALAVRA
      Terminados os ritos iniciaisda Missa, começa imediatamente a Liturgia da Palavra. Inútil será dizer que os acólitos a devem escutar com toda a atenção e fé. É Deus que lhes fala pela voz dos leitores.
      È de extrema importância os acólitos manterem silêncio e respeito, pois somos vistos por toda a assembléia e devemos dar exemplo.
    • PROCISSÃO DO EVANGELHO
      Quando tiver sido lida a segunda leitura, o ceromoniáriovai tirar o Lecionário do Ambão, para que aí seja colocado o Evangeliário. Enquanto canta-se a Aclamação ao Evangelho, o turiferário apresenta o turíbulo ao presidente para que este coloque incenso.
      Os ceroferáriosse posicionam ao lado do Ambão. Terminada a proclamação do Evangelho, Retornam aos seus lugares. E um acólito coloca de volta no ambãoo Lecionário.
    • PROCISSÃO DO EVANGELHO
      E se houver procissão solene com o Evangeliário, tomam parte na procissãoo turiferário e os ceroferários, que se colocam junto do Ambão, um de cada lado daquele que proclama o Evangelho.
    • Durante a homilia devem escutar com atenção; e se o presidente chamar algum, este deve fazer o que lhe for pedido com desembaraço e simplicidade, porém sempre discreto.
      Após a homilia deve estar atento ao Credo e as orações dos fiéis (Preces), e logo mais se prepararem para a procissão dos dons.
      Obs: Somente reza-se o Credo em solenidades
    • O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR
      A Liturgia eucarística tem quatro momentos importantes: a preparação do altar, a apresentação dos dons, a Oração eucarística e a Comunhão. Em cada um deles os acólitos devem fazer tudo e só o que lhes compete. Nem mais, nem menos.
      E o que é esse tudo e só?
    • O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR
      Assim que termina a oração dos fiéis, os acólitos responsáveis pela procissão dos dons vão à credência e levam para o altar nesta ordem: o cálice (com sanguíneo, patena, hóstia, pala e corporal), as âmbulas (com as particulas a serem consagradas), as galhetas (com água e vinho),Se não houver turíbulo e naveta,o lavabo; e enquanto o presidente purifica as mãos o outro acólito depõem o missal sobre o altar (para ser rezada a oração sobre as oferendas).
    • O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR
      A quem entregam eles essas coisas?
      Ao Mestre de cerimônia, ou ao Diácono caso este esteja presente.
      Cada acólito entrega as coisas com ambas as mãos, assim como o que as recebe.
    • O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR
      Antes do momento do lavabo o turiferário apresenta o turíbulo e o outro a naveta para o presidente da celebração, para que o mesmo incense as ofertas e o altar.
      Na falta do Diácono o Mestre de cerimônia incensa o Presidente com 3 ductos de 2 ictos e logo após a assembléia com 1 ducto de 2 ictos. Após a incensação, o sacerdote vai ao lado do altar e os acólitos servem-lhe a água para ele purificar as mãos, e apresentam-lhe a toalha para as limpar. Depois voltam a levar tudo para a credência.
    • O ACÓLITO NA PREPARAÇÃODO ALTAR
      Antes do presidente da celebração purificar as mãos, use-se o turíbulo para incensar as oferendas.
      Caso não haja diácono nem mestre de cerimônia, o acólito auxilia o presidente.
    • Os acólitos durante a Oração eucarística
      Diz o Missal: «A oração Eucarística é uma oração de graças e de consagração…, que o sacerdote, em nome de toda a comunidade, dirige a Deus Pai por Jesus Cristo no Espírito
      Santo… A Oração Eucarística exige que todos a escutem com reverência e em silêncio» (IGMR,78)
      Todos, particularmente os acólitos. Porquê?
      Porque é durante esta oração que, no altar, ao qual ele servem, acontece o maior milagre da Missa.
      Que Milagre é este?
      O pão e o vinho, que os acólitos entregaram nas mãos do Sacerdote, e que este colocou no altar, tornam-se no Corpo e Sangue de Cristo
    • Os acólitos durante a Oração eucarística
      Enquanto se canta o Santo, o turiferário e o naveterio se posicionam diante do altar, e quando o presidente rezar a epíclese , ajoelham-se para incensar a hóstia e o cálice
      • 3 ductos de 3 ictos - que serão mostrados depois da consagração.
      Após a consagração não precisará mais do turíbulo e da naveta.
    • Ritos da Comunhão
      Após a oração do Pai-Nosso os ceroferáriosacompanham os ministros até o sacrário, e logo mais durante a procissão da comunhão.
      Terminada a comunhão dos fiéis, os acólitos responsáveis pela procissão dos dons, aproximam-se do altar. Um acólito traz a galheta com água e outro aproxima-se para ajudá-lo a levar de volta à credência os vasos sagrados.
    • Quando não houver mais nenhum vaso sobre o altar um acólito deve apresentar o missal para que seja lida o Oração depois da Comunhão.Após a oração não havendo aviso , o Presidente da cebração conclui a missa com a benção final.
    • Retirada Organizada (procissão de Saída)
      Com estes ritos, dá-se por concluída a celebração da Missa, mas não a nossa missão, essa ainda agora começou, quando o Sacerdote disse: Ide em Paz… este “IDE” é um Ide de envio para dar a conhecer Cristo aos outros.
      O Acólito, sobretudo como cristão, deve ser responsável não só na Missa, mas sobretudo fora dela.
    • Procissão do Final da Missa