Your SlideShare is downloading. ×
Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Das Novas Ideias Da RepúBlica Ao Fim Da

1,233
views

Published on

Published in: Career, Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,233
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Das novas ideias ao fim da 1.ª República…
  • 2. As Reformas no Ensino
    • Os republicanos sempre acreditaram na importância da Educação . Foram, por isso, feitas várias reformas neste sector.
    • Criaram o ensino infantil (4 aos 7 anos).
    • Tornaram o ensino primário obrigatório (7 aos 10 anos)
    • Criaram novas escolas e promoveram a formação dos professores.
    • Construiram novos liceus e escolas técnicas.
    • Criaram novas Universidades (Porto e Lisboa)
  • 3.  
  • 4. Analfabetismo
    • A principal preocupação dos governo republicanos era alfabetizar , isto é, ensinar a ler, escrever e contar ao maior número possível de portugueses. Na prática muitas das medidas tomadas não tiveram o resultado esperado por falta de meios financeiros.
  • 5. Alfabetização
    • Em 1920, mais de metade da população portuguesa continuava analfabeta. Os número de analfabetos era muito maior nas pequenas vilas e aldeias. Aí, o jornal era lido em voz alta por alguém letrado, enquanto os assistentes ouviam e comentavam.
  • 6. O Associativismo e Imprensa
    • Além do ensino oficial, os republicanos apoiavam as associações recreativas e culturais . Em muitas existiam bibliotecas e salas de leitura onde havia conferências . A liberdade de expressão permitia que todos os temas fossem debatidos. O número de revistas e jornais aumentou. Em 1917 existiam em Portugal 414 publicações deste tipo.
  • 7. Protecção dos Trabalhadores
    • Os governos republicanos tentaram responder às reivindicações dos trabalhadores. Publicaram algumas leis para melhorar as condições de trabalho.
    • -1910 – Direito à Greve;
    • -1911 – Dia de descanso semanal;
    • -1919 – 8 Horas de trabalho diário e 48 horas semanais;
    • -1919 – Seguro Social Obrigatório.
  • 8. Sindicatos
    • Logo com as primeiras greves os trabalhadores começaram a ter consciência da força que tinham quando se uniam e lutavam em conjunto. Os primeiros sindicatos nasciam. Em 1914 fundou-se a União Operária Nacional. Em 1919 esta associação de sindicatos tornou-se a Confederação Geral do Trabalho (CGT). Entre 1910 e 1925 realizaram-se 518 greves!
  • 9. O Fim da Primeira República
    • Entre 1914/1918 deu-se a Primeira Guerra Mundial que envolveu muitos países.
    • A guerra agravou-se quando a Alemanha ocupou territórios em África que não eram seus. Para defender as suas colónias, Portugal entrou na guerra ao lado da Inglaterra e da França. Morreram milhares de soldados portugueses.
  • 10. A Instabilidade Governativa
    • Durante a 1.ª República, entre 1910 e 1926 Portugal viveu um período de instabilidade governativa. Raramente havia maiorias no Parlamento e o Presidente e o Governo dependiam deste factor para não serem demitidos. Em 16 anos Portugal teve 8 Presidentes da República!
  • 11. Dificuldade em Governar
    • A maioria dos presidentes não cumpriu os 4 anos de mandato que a Constituição estipulava. Os governos eram substituídos constantemente , e não chegavam a ter tempo de concretizar medidas importantes para o desenvolvimento do país.
  • 12. A Desorganização Geral
    • A 1.ª Guerra Mundial e a Instabilidade Política tiveram consequências desastrosas para o país. Os problemas agravaram-se:
    • Subida de Preços, falta de alimentos, greves, desemprego…
    • As desigualdades sociais eram mais evidentes. A maioria da população continuava a ter uma vida miserável.
  • 13. Fim da Primeira República
    • Todos estes problemas e desigualdades levaram ao fim de Primeira República por via de um golpe militar...
  • 14. Resumo
    • Os republicanos defendiam que a Educação era fundamental para Portugal. Fizeram reformas no Ensino, criando o ensino infantil, tornando obrigatório o ensino primário, reforçando o ensino liceal e criando duas novas Universidades. O objectivo era melhorar a qualificação dos portugueses.
    • Criaram, também, leis de apoio aos trabalhadores: direito à greve, ao descanso semanal e às 8 horas de trabalho. Surgiram os sindicatos que eram organizações de trabalhadores que lutavam pelos seus direitos.
    • Com a Primeira Guerra Mundial, em que Portugal participou e com a Instabilidade Política (dificuldades de formar governos e de manter os presidentes em exercício das suas funções), a Primeira República em Portugal entrou numa fase de desorganização que levou à degradação das condições de vida: subida dos preços, falta de alimentos, greves e desemprego.
    • Todos estes problemas levaram a um golpe militar que ira terminar com a Primeira República.

×