A Maquete Como EstratéGia De Aprendizagem Em HistóRia

2,615
-1

Published on

Published in: Technology, News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
2,615
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Maquete Como EstratéGia De Aprendizagem Em HistóRia

  1. 1. Reconstruir a história do tempo: a maquete na aula de História Acção de Formação – Makt09 CFAE Loures Oriental
  2. 2. A maquete como estratégia de aprendizagem em História _____________________________________________ <ul><li>Projecto </li></ul><ul><li>Construção de uma maquete tridimensional física de um domínio senhorial laico (Honra) </li></ul>
  3. 3. A maquete como estratégia de aprendizagem em História _____________________________________________ O ponto de partida: a reprodução simbólica de um senhorio laico
  4. 4. A maquete como estratégia de aprendizagem em História _____________________________________________ <ul><li>Objectivos: </li></ul><ul><li>Motivar os alunos para a aprendizagem da História </li></ul><ul><li>Desenvolver competências específicas da disciplina de História </li></ul><ul><li>Contribuir para o desenvolvimento de competências técnicas, criativas e de carácter relacional e sócio-afectivo </li></ul><ul><li>Mobilizar saberes e competências de diferentes áreas curriculares </li></ul>
  5. 5. Estratégias <ul><li>Escolha do tema através de “brainstorming” </li></ul><ul><li>Pesquisa de enquadramento temático (Internet e manuais) e selecção da informação </li></ul><ul><li>Elaboração da planificação </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Organização do trabalho: </li></ul><ul><ul><li>Definição de espaços e estruturas </li></ul></ul><ul><ul><li>Escolha e selecção de materiais </li></ul></ul><ul><ul><li>Definição de tarefas </li></ul></ul><ul><ul><li>Delimitação de espaços e estruturas em função de uma “hipotética” escala </li></ul></ul>
  7. 7. A maquete como estratégia de aprendizagem em História ________________________________________________ <ul><li>A Execução </li></ul>
  8. 8. Metodologias para a implementação na sala de aula <ul><li>Motivação para a aprendizagem e desenvolvimento do gosto pela História(estratégia de desenvolvimento ou consolidação de um conteúdo programático) </li></ul><ul><li>Planificação / implementação </li></ul><ul><ul><li>Articulação interdisciplinar </li></ul></ul><ul><ul><li>Organização de grupos de trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>Delimitação e escolha dos sub-temas </li></ul></ul><ul><ul><li>Distribuição de guião de trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>Definição de tarefas e calendarização </li></ul></ul>
  9. 9. <ul><li>Execução / monitorização e acompanhamento dos diferentes grupos de trabalho </li></ul><ul><li>Apresentação do produto final </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Avaliação do processo e do produto final </li></ul><ul><ul><li>registos da monitorização do processo </li></ul></ul><ul><ul><li>ficha de auto-avaliação do aluno </li></ul></ul><ul><ul><li>ficha de avaliação do professor </li></ul></ul>
  11. 14. <ul><li>Mudanças e melhorias </li></ul><ul><li>Mudanças e melhorias </li></ul>
  12. 15. <ul><li>Pontos fortes: </li></ul><ul><li>Promoção da socialização entre professor e alunos e entre estes e os seus pares; </li></ul><ul><li>Promoção da metodologia do trabalho de projecto e diversificação de estratégias de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Estimular o gosto pelo estudo da História, contribuindo para o estudo das vivências do quotidiano e para a recriação histórica ; </li></ul>
  13. 16. <ul><li>Pontos Fracos: </li></ul><ul><li>Articulação entre a leccionação de conteúdos e a disponibilidade de tempo; </li></ul><ul><li>Dificuldade na gestão de todos os elementos necessários à construção da maquete, isto é, torna-se necessário que o professor domine previamente todas as habilidades necessárias. </li></ul>
  14. 17. Mudanças e Melhorias <ul><li>Dominar um vasto conjunto de habilidades (competências e técnicas); </li></ul><ul><li>Reconhecer a necessidade de uma boa articulação entre os vários elementos do grupo de trabalho </li></ul><ul><li>Antecipar as necessidades dos alunos </li></ul><ul><li>Desenvolver a capacidade de improviso </li></ul><ul><li>Desenvolver a capacidade de articulação e síntese entre o trabalho desenvolvido e os conteúdos da disciplina </li></ul>
  15. 18. Conclusão <ul><li>“ Escuto e esqueço, vejo e recordo, faço e entendo ” TaoTe King </li></ul><ul><li>“ Nunca digas às pessoas como fazer as coisas. Diz-lhes o que deve ser feito e elas surpreender-te-ão pelo seu engenho” George Patton </li></ul>
  16. 19. <ul><li>Elaborado por: </li></ul><ul><li>Susana Barros </li></ul><ul><li>Ana Paula Lino </li></ul><ul><li>Hermínia Pires </li></ul>

×