Your SlideShare is downloading. ×

O papel do RH na Gestao do Conhecimento

3,747

Published on

Aborda a relação entre Gestão do Conhecimento e a área de Recursos Humanos.

Aborda a relação entre Gestão do Conhecimento e a área de Recursos Humanos.

Published in: Business, Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,747
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
43
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Aborda a relação entre Gestão do Conhecimento e a área de Recursos Humanos ao reconhecer que esta tem processos típicos, como seleção de profissionais e planos de treinamento, atuando na aquisição, criação, compartilhamento e uso de conhecimento organizacional, enquanto a GC atua na melhoria do desempenho humano. ! " Nos países mais desenvolvidos as Duas pesquisas recentes, uma publicada empresas inovadoras compreendem pela FIA-FEA-USP e outra pela Bain & melhor como o conhecimento, os ativos Company mostram que as principais intangíveis e a inovação geram valor. empresas brasileiras estão colocando a Nestes países há uma compreensão Gestão do Conhecimento (GC) como uma muito maior que o recurso das prioridades gerenciais. A pesquisa da conhecimento é o único recurso FIA-FEA-USP junto a cerca de 200 empresarial que pode gerar retornos profissionais de RH mostrou que GC é um exponenciais. O Conhecimento e os dos quatro principais princípios que ativos intangíveis têm uma propriedade devem nortear a gestão de pessoas e que única: são ativos que podem ser usados 40% das empresas pesquisadas já tinham muitas vezes, inclusive ao mesmo tempo, incorporado a GC em suas práticas sem desgaste. Ativos como máquinas, gerenciais1. A pesquisa da Bain & equipamentos, terra e mesmo dinheiro Company, por sua vez, mostrou que 49% não podem ser usados simultaneamente. das empresas pesquisadas já adotavam a GC como ferramenta gerencial2. No caso No Brasil, esta coisa de “conhecimento” da pesquisa da FIA, 60% dos pesquisados ainda é, em grande medida tratada, de das áreas de RH qualificaram a GC como forma intuitiva ou, em grande medida, um processo difícil de implementar. Já no tratada como uma preocupação do RH. caso da pesquisa da Bain, as empresas Isto é resultados de anos de uma cultura mostraram um alto grau de satisfação com em muitas organizações voltada para a GC. resultados de curto prazo. No exterior a dimensão conhecimento é tratada de forma mais explícita, deliberada e multidimensional nos planos e ações 1 estratégicas das grandes organizações. FIA/FEA/USP – “Para onde vai a gestão de Há, no entanto, sinais, que isto começa a pessoas?”, HSM Management 44 maio-junho mudar. 2004, página 53 a 59 2 Bain & Company – “Ferramentas para o crescimento”, HSM Management 44 maio- junho 2004, página 53 a 39 a 47 ©TerraForum Consultores 1
  • 2. As duas pesquisas, independente das para o negócio. O escopo do trabalho metodologias adotadas e resultados deste profissional pode se limitar a específicos, corroboram nossa percepção gerenciamento de portais, bancos de que Gestão do Conhecimento já é um dados, mapas de competência, banco de tema importante para as organizações melhores práticas ou ter uma perspectiva aqui no Brasil também. Nossa percepção, bastante ampla, influenciando por sua vez, é mais próxima à pesquisa decisivamente os processos de da FIA, que mostra um grande interesse, inteligência competitiva, planos de mas também grande dificuldade em obter desenvolvimento de competências e resultados com GC. Vemos a estruturação mesmo o planejamento estratégico da desta função apenas nos últimos dois ou organização. três anos em empresas como Siemens, Petrobras, Aços Villares, Camargo Correa, A gestão do conhecimento tem, pois, Copersucar, etc. As grandes empresas de várias matizes, sendo interpretada como consultoria, principalmente as estratégias de aprendizado (normalmente internacionais com filiais aqui, já têm esta quando a GC evoluiu a partir de um função há muito mais tempo nos países profissional ou área de GC), uso de desenvolvidos e, em muitos casos, com sistemas de informação (quando evoluiu a representantes ou responsáveis locais partir da área de informática), aplicação aqui no Brasil. No exterior este cargo já de inteligência competitiva (quando existe oficialmente desde meados dos associada ao planejamento estratégico) e, anos 90. Nas grandes empresas finalmente, como gestão de propriedade brasileiras este cargo é ocupado por um intelectual (quando motivada por defesa e gerente sênior. No exterior, vários destes proteção de tecnologias e segredos de profissionais ocupam cargos de nível de negócio). O ideal seria integrar várias diretor com títulos como Chief Knowledge destas preocupações. Office (CKO). Neste contexto, fica a pergunta qual o Os profissionais que trabalham com GC papel do RH nestas iniciativas? Será que se ocupam tanto com gestão de é possível se tratar do tema GC sem a informações, como gestão de aprendizado participação ativa do RH? Antes de e planejamento estratégico. Neste sentido, responder esta questão, vamos tratar de este é um profissional bastante especial, uma outra: Qual o pior estereótipo do pois ele precisa ter uma boa noção das profissional da Área de Recursos principais ferramentas de informática Humanos? Resposta: é aquele que disponíveis (portais, gestão de descreve estes profissionais como documentos, e-learning, busca, etc), dos psicólogas animadas com técnicas objetivos estratégicos da organização e de motivacionais, preocupadas práticas e mesmo teorias sobre principalmente com assuntos como clima aprendizado e desenvolvimento de organizacional, desenvolvimento inter- competências. No final das contas, este é pessoal, planos de treinamento, mas com um profissional que ajuda as organizações pouquíssimas noções de como suas a gerenciar melhor seus ativos intangíveis, empresas tornam-se competitivas, suas bases de conhecimento, suas enfrentam a concorrência ou competências e a monitorar o ambiente simplesmente “ganham dinheiro”. competitivo tratando, filtrando e encaminhando informações relevantes ©TerraForum Consultores 2
  • 3. O parágrafo acima é raramente escrito, condução de projetos de sistemas de embora frequentemente falado. É, informação, colaboração e aprendizado ademais, arriscado e, diriam outros, por meio de tecnologias de informática. O leviano e preconceituoso. Apesar disso, não envolvimento ativo e mesmo a optamos por incluí-lo, porque acreditamos liderança destes profissionais em vários que algumas questões merecem ser dos projetos de TI voltados para GC pode tratadas de frente e porque todo gerar grandes desperdícios de recursos, estereótipo (do consultor, ao gerente de tempo e credibilidade para a gestão do marketing até o engenheiro industrial, etc) conhecimento. traz, a nosso ver, um fundo de verdade. Como consultores, conhecemos várias das piadas e estereótipos que cercam nossa própria profissão. Para falar do papel de RH na Gestão do Conhecimento é preciso reforçar que, embora o conhecimento seja essencialmente algo individual e que envolve tanto o lado racional, como o emotivo, a gestão do conhecimento precisa ocorrer principalmente a partir de contextos estratégicos organizacionais. Não existe gestão do conhecimento de maneira efetiva se não houver aprendizado individual e organizacional. Os profissionais de RH têm sido, tradicionalmente, aqueles que mais tem se preocupado com esta questão nas organizações. São, ademais, aqueles que têm demonstrado maior interesse pelas relações humanas e pensado de maneira mais corporativo e menos “departamentalizada”. Estes são ativos que estes profissionais podem e devem trazer para esforços de GC. Precisam, no entanto, cada vez mais, apagar os vestígios dos estereótipos descritos acima a partir de um mergulho com maior profundidade na compreensão dos drivers do negócio de suas empresas e conseqüente das reais necessidades de conhecimentos e competências específicas para a diferenciação competitiva e excelência operacional. Precisam, finalmente, adquirir competências e papéis mais relevantes na ©TerraForum Consultores 3
  • 4. *** $ $ % & José Cláudio C. Terra é presidente da TerraForum Consultores. Atua como consultor e palestrante no Canadá, nos Estados A TerraForum Consultores é uma empresa de Unidos, em Portugal, na França e no Brasil. Também é professor de vários programas e consultoria e treinamento em Gestão do pós-graduação e MBA e autor de vários livros Conhecimento (GC) e Tecnologia da sobre o tema. Seu email é jcterra@terraforum.com.br Informação. Os clientes da empresa são, em sua maioria, grandes e médias organizações dos setores público, privado e terceiro setor. A # empresa atua em todo o Brasil e também no exterior, tendo escritórios em São Paulo, Recursos Humanos, Negócios e Aprendizado Brasília e Ottawa no Canadá. É dirigida pelo What is Talent Management Dr. José Cláudio Terra, pioneiro e maior A Gestão do Conhecimento nas Empresas: Identificando os Elementos de referência em Gestão do Conhecimento no RH e TI como Grandes alicerces do Processo país. Além disso, conta com uma equipe especializada e internacional de consultores. ') +$ " (* , & $ - '% Gestão do Conhecimento e E-learning na Prática Portais Corporativos, a Revolução na Gestão do Conhecimento Gestão do Conhecimento - O Grande Desafio Empresarial Gestão do Conhecimento em pequenas e médias empresas Realizing the Promise of Corporate Portals: Leveraging Knowledge for Business Success Gestão de Empresas na Era do Conhecimento ©TerraForum Consultores 4

×