Congresso PGQP  Negócios Colaborativos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Congresso PGQP Negócios Colaborativos

on

  • 1,214 views

Apresentação sobre a Web 2.0 e seu impacto na Gestão de Governo e Empresas. Dr. José Cláudio Cyrineu Terra

Apresentação sobre a Web 2.0 e seu impacto na Gestão de Governo e Empresas. Dr. José Cláudio Cyrineu Terra

Statistics

Views

Total Views
1,214
Views on SlideShare
1,213
Embed Views
1

Actions

Likes
0
Downloads
6
Comments
0

1 Embed 1

http://www.slideee.com 1

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Congresso PGQP Negócios Colaborativos Presentation Transcript

  • 1. 10º Congresso Internacional de Gestão Web 2.0 – Modelo de Negócios Colaborativos José Cláudio C. Terra Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade – PGQP 20 de julho 2009
  • 2. Blogs Wikis Tagging Principais ferramentas e conceitos Feedback Redes Sociais Mashup
  • 3. Blogs Wikis Tagging Principais ferramentas e conceitos Feedback Redes Sociais Mashup
  • 4. Blogs Wikis Tagging Principais ferramentas e conceitos Feedback Redes Sociais Mashup
  • 5. Blogs Wikis Tagging Principais ferramentas e conceitos Feedback Redes Sociais Mashup
  • 6. Blogs Wikis Tagging Principais ferramentas e conceitos Feedback Redes Sociais Mashup
  • 7. Blogs Wikis Tagging Principais ferramentas e conceitos Feedback Redes Sociais Mashup
  • 8. Blogs Wikis Tagging Principais ferramentas e conceitos Feedback Redes Sociais Mashup
  • 9. Fonte: http://www.citix.net/index
  • 10. E daí ? O que tudo isto tem a ver com o Brasil? O que isto tem a ver com Governo eficaz? O que isto tem a ver com empresas competitivas?
  • 11. Governo 2.0 Em que direção seguir? Quais devem ser os novos modelos? Como defini-los de forma adequada e participativa?
  • 12. Governo 2.0 Web 2.0 – Ferramentas Sociais Estamos no limiar entre o simples e uma grande revolução na forma de governar:  Simples – Fácil de utilizar, baixo custo, implementáveis em questão de dias  Revolucionário – Atingir e engajar milhares e mesmo milhões de usuários e estimular de forma bastante natural o diálogo, a colaboração e a participação Participação Democracia digital Gestão do Conhecimento Trabalho em rede Inovação Governo 2.0 Colaboração
  • 13. Governo 2.0 Governo 2.0 – Sociedade 2.0 Goverati – Em direção ao futuro Ao assumir a Casa Branca no início de 2009, Obama publicou um memorando intitulado “Transparência e Governo Aberto”. Redes de relacionamento Diretrizes do Governo: transparência, participação e conectam cidadãos, comunidades colaboração. e sociedades de interesse civil, que As tecnologias da web 2.0 foram incorporadas como são informados e ouvidos para a elementos centrais para que essa estratégia possa ser melhoria dos serviços do governo. implementada. Não há dúvidas de que as ferramentas sociais já se incorporaram a praticamente todas as esferas: públicas, privadas e sociedade civil. Experimentar e inovar, no entanto, é fundamental. Na Web 2.0 o alvo é móvel.
  • 14. Mobile government (mobilidade) Governo 2.0 “Estudo recente do Banco Mundial aponta que todo e qualquer projeto de e-gov pode ficar comprometido se não estiver atento à evolução das tecnologias móveis. (...) Basta ver, por exemplo, que em dezembro de 2008 o Brasil ultrapassou a marca de 150 milhões de aparelhos celulares. (...) Os governos, no entanto, vêm sendo pouco arrojados no desenvolvimento de formas novas e inteligentes de se comunicar na linguagem que o cidadão conhece. As aplicações móveis (...) podem acelerar a aproximação entre representantes e representados.” Observatório: Democracia Digital e Governo Eletrônico  Comunicação via SMS http://smsigovsp.blogspot.com/ e http://canada.gc.ca/mobile/wireless-eng.html  Serviços via celular http://www.ecitizen.gov.sg/mobile/index.html http://cetsp1.cetsp.com.br/noticias/detalhes/20081205zae.htm  Interação com cidadãos, empresas ou servidores por celular http://www.itu.int/osg/spu/ni/futuremobile/content/messaging.html 26
  • 15. Democracia ativa (cidadão como protagonista) Governo 2.0 “Para o usuário comum de web, esse novo ambiente oferece mais do que o acesso passivo a informações, tornando-o também autor de conteúdos, protagonista de sua presença no meio digital e participante de comunidades produtivas nesse meio.” Álvaro Gregório e Sergio Bolliger - Governo 2.0: uso de ferramentas sociais na gestão pública  Participação com informações referentes ao uso de serviços públicos http://www.patientopinion.org.uk  Protagonista na tomada de decisões ou na construção de conhecimento coletivo http://www.futuremelbourne.com.au  Atuação com ideias e discussões de assuntos relevantes para a sociedade http://communities.idea.gov.uk
  • 16. Governo 2.0 - Inovação Processos de inovação (Projetos de inovação radical) Singapura “The Enterprise Challenge (TEC) é uma iniciativa voltada para o financiamento de propostas inovadoras e mais arriscadas com potencial de gerar valor ou melhorar de forma significativa os serviços públicos. http://www.tec.gov.sg/ 28
  • 17. Governo 2.0 - Inovação  Existem mais de 70 comunidades ativas e abertas com temas estratégicos para o World Bank  Alguns dos temas discutidos: transporte, meio ambiente, desenvolvimento rural, desenvolvimento da iniciativa privada, mineração, desenvolvimento urbano, água e saneamento básico.
  • 18. Os 3 poderes representados na Web 2.0 As ferramentas sociais da Web 2.0 podem ser aplicadas aos mais diversos propósitos. Identificamos casos específicos relacionados a iniciativas dos 3 diferentes poderes: Executivo Legislativo Judiciário Ferramentas da Web 2.0 A Web 2.0 possibilita O Poder Judiciário começa a como blogs, vídeos, podcasts, melhorias por meio da utilizar as ferramentas da RSS, fóruns e chats, permitem transparência e agilidade na Web 2.0 para criar espaços de a comunicação fácil e direta comunicação com os compartilhamento de entre os representantes e a cidadãos, favorecendo que se informações e, no caso da população, possibilitando sua obtenha maior legitimidade e polícia, inclusive como apoio participação efetiva na proximidade com o cidadão. para o cumprimento de suas tomada de decisões. missões.
  • 19. Os 3 poderes representados na Web 2.0 Executivo Legislativo Judiciário Linha Direta com a Presidência – The White House – www.whitehouse.gov  Canal de comunicação direta do poder executivo com a população americana  Ferramenta de apoio à imprensa  Conteúdo disponibilizado na forma de vídeos e podcasts com discursos do próprio presidente  Open for Questions – Seção onde qualquer usuário pode fazer perguntas em diversos temas: economia, segurança, educação, empregos, etc. As perguntas mais votadas são respondidas pelo presidente em um evento com congressistas, a população e a imprensa  90.000 pessoas, 103.000 questões, 3.600.000 votos
  • 20. Os 3 poderes representados na Web 2.0 Executivo Legislativo Judiciário O poder legislativo também tem feito uso das soluções da Web 2.0. Destacamos os seguintes casos:  Democratização do debate – Hear From Your MP – www.hearfromyourmp.com  Thomas – http://thomas.loc.gov
  • 21. Os 3 poderes representados na Web 2.0 Executivo Legislativo Judiciário Democratização do debate – Hear From Your MP – www.hearfromyourmp.com  Cidadãos podem enviar perguntas diretamente aos deputados na Grã- Bretanha  Dúvidas ficam visíveis a todos os usuários, que podem assinar à mesma dúvida. Quando o número de assinaturas necessário é alcançado a pergunta é enviada ao deputado  Caso não seja respondida, o site notifica o deputado do número crescente de cidadãos que anseiam pela resposta  Respostas dos parlamentares também são publicadas abertamente, com possibilidade de comentários pela população  70.000 pessoas já escreveram aos seus ministros
  • 22. Os 3 poderes representados na Web 2.0 Executivo Legislativo Judiciário Inglaterra – Greater Manchester Police – www.gmp.police.uk  Redes sociais para a informação, abertas para a contribuição dos cidadãos  MySpace, Facebook, YouTube e outros  Canal no YouTube com filmes da polícia instruindo os cidadãos a como se prevenir de crimes comuns e com vídeos enviados pelos usuários que ajudam a identificar criminosos  Aplicativono Facebook que permite a o envio para os usuários em tempo real de informações e histórias sobre pessoas desaparecidas
  • 23. Por que as empresas estão adotando a Web 2.0? Externo • Melhorar a produtividade e eficiência nas áreas de negócio • Fomentar a criatividade e diferenciar a empresa como inovadora • Colaborar com outras empresas de maneira mais eficiente • Capturar a “sabedorias das massas” por meio de mecanismos de feedback Interno • Estimular a troca de boas práticas, a colaboração, e a interação social entre fronteiras geográficas e organizacionais • Estimular o uso de novas fontes de comunicação • Estabelecer um senso de conexão com a empresa
  • 24. Que departamentos estão mais utilizando a Web 2.0? Todos os departamentos TII SACI MarketingI P&DI Comunicação Vendas Recursos Humanos Financeiro Jurídico Fonte: Enterprise 2.0 - Agile, Emergent & Integrated, Intelligence Quarterly, Q12008
  • 25. Exemplos de uso Web 2.0 pelas empresas Departmento Exemplo de objetivos Ferramentas Marketing Pesquisa • Blogs Vendas Inovação • Communities Promoção • Video tipo youtube SAC Pós-Venda • Sites • Social networking sites • Comunidades • Embeddable “widgets” Operações Gestão do Conhecimento • Comunidades Troca de Boas Práticas • Social networks • Wikis • Bibliotecas virtuais RH & Recrutamento • Wikis Comunicação Comunicação • Blogs • Podcasting • Virtual Worlds • Social networks
  • 26. Alguns Casos Empresariais – uso externo
  • 27. Você acha possível...
  • 28. ...receber mais de 5000 idéias em menos de 1 ano de todo o mundo com propostas para melhorar seus produtos e serviços?
  • 29. • Site onde qualquer pessoa Dell IdeaStorm pode: – Mandar idéias (5.090 idéias) – Comentar as idéias (20.541 comentários) – Votar nas mais interessante (354.122 votos) • A Dell estuda como e quando implementar as idéias mais votadas • Utilizado para discutir conceitos inovadores com o consumidor (“Ter duas opções de Atendimento - Geeks ou Iniciantes”)
  • 30. ...aumentar o valor de uma empresa mineradora de US$ 100 milhões para US$ 9 bilhões em menos de 10 anos usando a inteligência coletiva?
  • 31. Goldcorp Challenge • Desafio organizado pela empresa em 2000 aberto para qualquer pessoa no mundo • Os participantes recebiam um kit com as informações sobre terreno sendo explorado • A empresa recebeu estimativas e métodos para se encontrar jazidas de ouro • Resultou em 44 novos pontos de exploração com quantidades substanciais de ouro
  • 32. ... Usar o mercado aberto da Internet para receber propostas de novos produtos e serviços?
  • 33. BASF Future Business • Subsidiária da BASF com total autonomia para escolher tecnologias relacionadas com: – Qualidade de vida, – Gestão energética – Bioeletrônica • Utiliza conceito de stage gates para escolher aquelas tecnologias que serão incorporadas pela BASF
  • 34. Procter & Gamble It's our version of open innovation: the practice of accessing externally developed intellectual property in your own business and allowing your internally developed assets and know-how to be used by others.” Gil Cloyd Chief Technology Officer Aproximadamente 50% dos novos produtos da P&G utilizam colaboração externa http://www.pgconnectdevelop.com
  • 35. Natura • Programa que visa estimular a geração colaborativa de Inovação Tecnológica, unindo a Natura a instituições acadêmicas e órgãos de apoio à pesquisa. • O programa é aberto a pesquisadores e estudantes de Instituições de Ciência e Tecnologia reconhecidas pelo governo brasileiro.  Projetos são enviados pelo site.  Os melhores projetos concorrem ao Prêmio Natura de Inovação Tecnológica, que paga R$ 40 mil ao grupo de trabalho vencedor.  Em 2007, 20% das propostas de projeto recebidas foram aprovadas internamente pela Natura.
  • 36. ... Usar comunidades de usuários para melhorar e testar seus produtos?
  • 37. Kraft Testes e pilotos para que? Kraft first taste Reduzir os riscos de fracasso no lançamento Comunidade para discussão de produtos Permite o aperfeiçoamento dos produtos com o feedback ainda não lançados. dos próprios clientes Avaliar as necessidades específicas do momento de A Kraft lançou uma comunidade para o público lançamento . interessado em conhecer seus novos produtos. Na comunidade qualquer usuário pode: Dar feedbacks sobre os produtos Trocar opiniões sobre os produtos Conhecer outras pessoas Os usuários mais ativos são chamados para provar os novos produtos. Assim, a Kraft aperfeiçoa seus produtos, utilizando a experiência do consumo de seus próprios clientes e capturando as particularidades de cada consumidor. http://www.kraftfirsttaste.com 49
  • 38. ... Usar a Web 2.0 para ensinar seus clientes a melhor usar seus produtos?
  • 39. Alguns Casos Empresariais – uso interno
  • 40. Análise de Redes Sociais - Exemplo Real Relacionamentos entre pessoas, competências, processos e conhecimento Slide 58
  • 41. ...uma empresa mexicana tomar a decisão se internacionalizar, utilizar as melhores práticas do mundo e saltar da 20ª posição para 2ª posição mundial em um espaço de 10 anos?
  • 42. Origem de algumas melhores práticas na Cemex Espanha, início da década de 90 • Sistemas métricos e processos de orçamento modernizados Estados Unidos, 2001 • Controles mais rígidos e informações melhores para negociações • Manutenção de caminhões e substituição de peças com financeiras mais eficiência • Tecnologia e ferramentas de gerenciamento de fábricas • Novos procedimentos de treinamento em segurança • Uso de coque de petróleo em fornos para cimento industrial Bahamas, meados dos anos 90 México, anos 80 até o presente • Construção de paletes para cimento • Gerenciamento de frota e eficiência logística América do Sul, meados dos anos • Previsão de fluxo de caixa 90 até o presente Ásia, final da década de 90 consistente e gerenciamento de • Auditoria e supervisão contábil • Rede de TI e padrões de produtividade novos pagamentos e cobranças após testes de aplicação nas Filipinas, Taiwan mais modernizada e • Plataforma de TI padronizada para freqüentemente atualizada e Cingapura gerenciamento da distribuição • Cultura mais forte de serviços ao • Rede de distribuição da licenciada consumidor Construrama Fonte: Relatório Anual da Cemex, 2002, in: Ghemawat, Redefinindo Estratégia Global, 2007
  • 43. Conclusões
  • 44. Boas Práticas Web 2.0 aberta  Defina um Público Alvo  Defina uma estragégia  Defina muito bem a governança da iniciativa  Defina um escopo específico para cada ferramenta Web 2.0 adotada  Definapropostas de valor para que os usuários conheçam os benefícios que desfrutarão  Estimule a identificação dos públicos  Estabeleça (e siga) políticas fortes em relação à privacidade  Não tenha receito de críticas à sua organização  Monitorecom frequência e modere as participações dos usuários quando necessário, mas não censure  Seabrir um canal que estimule a participação deve realmente participar e ouvir o que os usuários estão lhe dizendo
  • 45.  Monitore o MUNDO !  Inove Participação no centro da  Experimente estratégia  Corrija rapidamente
  • 46. Estudos e Relatórios Disponíveis Governo 2.0 Educação 2.0 Saúde 2.0 Polícia 2.0 www.terraforum.com.br/governo
  • 47. Obrigado! José Cláudio C. Terra TerraForum Consultores www.terraforum.com.br jcterra@terraforum.com.br