Your SlideShare is downloading. ×
10 dimensões da gestão de inovação - síntese e perguntas para reflexão
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

10 dimensões da gestão de inovação - síntese e perguntas para reflexão

11,993
views

Published on

Apresentação com breve síntese e perguntas para reflexão do livro "10 Dimensões da Gestão da Inovação: um abordagem para transformação organizacional"

Apresentação com breve síntese e perguntas para reflexão do livro "10 Dimensões da Gestão da Inovação: um abordagem para transformação organizacional"

Published in: Business

1 Comment
14 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
11,993
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
469
Comments
1
Likes
14
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. DIMENSÃO 1Estratégia e Objetivos de Inovação
  • 2. DIMENSÃO 1Estratégia e Objetivos de Inovação Foco do Capítulo Conceitos, termos e ligação entre as estratégias de negócio, estratégia de inovação, estratégia tecnológica e o estabelecimento de metas. Gestão do portfólio dos projetos inovadores
  • 3. DIMENSÃO 1Estratégia e Objetivos de Inovação • Qual o peso da inovação para a estratégia de crescimento da empresa? Isto está quantificado e separado do processo de crescimento orgânico, por expansão para novos mercados ou aquisições? • Quais são os grandes paradigmas do setor de atuação da empresa e que se quebrados poderiam gerar vantagens competitivas duradoras? • Grandes tendências, temas ou assuntos foco de inovação são claramente definidos e comunicados? • A empresa compreende quais são os locais no mundo onde há mais inovação em seu setor ou setores adjacentes? • Qual o modelo de negócio da empresa? Quais os pontos da cadeia de agregação de valor onde há maior possibilidade de diferenciação e inovação? • Como os produtos da empresa poderiam ser modificados para deixarem de ser vistos como commodities? Que atributos de serviços poderiam ser agregados aos serviços? • A empresa compreende de maneira bem detalhada (quase íntima) os objetivos e necessidades não atendidas de seus diversos segmentos de clientes e não clientes? • Quais são os segmentos de clientes para os quais é mais difícil vender? Quais os principais obstáculos que poderiam ser vencidos via inovação? • É possível reconfigurar as ofertas de serviços da empresa para atender de maneira inovadora segmentos específicos de clientes e potenciais clientes?
  • 4. DIMENSÃO 1Estratégia e Objetivos de Inovação • A empresa evita investir em tecnologias que estão desconectadas das necessidades expressas ou latentes de seus clientes ou potenciais clientes? • Os objetivos de inovação são claros e bem divulgados? • Há um link claro entre os objetivos de inovação com a competitividade e planejamento estratégico da empresa? • As metas de inovação têm métricas precisas ou difusas? • Há uma gestão de portfólio ativa dos projetos de inovação visando alinhar a carteira de projetos com os objetivos de inovação? • Os executivos de alto escalão mantém um estado de atenção constante e focado nos objetivos de inovação? • A empresa tem uma orientação para: • Curto prazo ou longo prazo? • Operacional ou estratégico? • Inovações incrementais ou inovações de alto impacto? • Mercados atuais ou mercados emergentes?
  • 5. DIMENSÃO 1Estratégia e Objetivos de Inovação • Há processos ativos de benchmarking e de inteligência competitiva que alimentam o processo de inovação? • Onde se encontram as grandes oportunidades de inovação no mercado da sua empresa? • Quais as mudanças estruturais em curso na indústria/setor econômico? • Que mudanças de regulação podem abrir oportunidades de inovação? • Quais são os novos players que podem criar rupturas no futuro? • Que áreas de pesquisa tecnológica têm potencial para mudar a natureza da competição no setor econômico da empresa? • De onde surgem os novos negócios na organização?
  • 6. DIMENSÃO 2Modelo organizacional e governança
  • 7. DIMENSÃO 2Modelo organizacional e governança Foco do Capítulo Mecanismos organizacionais que direcionam, ao longo do ciclo de gestão e no dia a dia, as principais decisões da empresa, sua comunicação, a maneira como as pessoas interagem e a forma como os conflitos são resolvidos. Modelo organizacional e estruturas de governança especificamente estabelecidas para inovação.
  • 8. DIMENSÃO 2Modelo organizacional e governança • A estrutura organizacional é flexível e adequada para encaminhar projetos inovadores? • Há estruturas e formatos organizacionais bem definidos para o encaminhamento de projetos de inovação? • Há equipes dedicadas para a condução de diversos tipos de inovação? Estão claras as responsabilidades? • A empresa tem canais e equipes distintas para trabalhar diferentes tipos de inovação? Da incremental à radical? Da melhoria operacional para a inovação em produtos e serviços? • Que arranjos organizacionais têm garantido o sucesso das inovações mais complexas e de alto valor? • O modelo organizacional estimula a troca de ideias entre diversos níveis hierárquicos? • Prevalece o conhecimento e competência ou o peso da hierarquia? • Há forte interação entre as áreas da empresa? • As pessoas se sentem “empoderadas” e com alto grau de autonomia? • A empresa tem canais de comunicação efetivos e variados? • A liderança intra-empreendedora pode surgir de qualquer parte da organização?
  • 9. DIMENSÃO 3Recursos financeiros
  • 10. DIMENSÃO 3Recursos financeiros Foco do Capítulo Desafios dos modelos de avaliação de investimentos em inovação Critérios e processos para aprovação de projetos e investimentos em inovação Fontes para financiamento da inovação
  • 11. DIMENSÃO 3Recursos financeiros • Existem orçamentos específicos para inovação na empresa? • A equipe de gestão de inovação dispõe de recursos para investir nas atividades de front-end da inovação? • Há uma clara distinção entre os critérios para alocação de recursos financeiros para inovações incrementais e inovações potencialmente de alto impacto, mas ainda necessitando maior aprofundamento? • Há critérios para alocação de capital para curto e longo prazos? • Há clareza sobre qual o nível de risco que a empresa está disposta a correr com a inovação? • Há compreensão das fontes financeiras externas, principalmente governo e órgãos de apoio à pesquisa, para projetos de inovação? • Quais as fontes de crédito barato ou fortemente subsidiado? • Potenciais investidores via capital de risco? • Incentivos fiscais? • Subvenção econômica? • Compras governamentais? • Fundos de pesquisa internacionais e multilaterais?
  • 12. DIMENSÃO 3Recursos financeiros • A empresa tem experiência no uso de parcerias para compartilhamento e mitigação de riscos financeiros em projetos de grande envergadura? • Há um modelo claro para alocação paulatina de recursos financeiros para projetos de longa duração e mais arriscados?
  • 13. DIMENSÃO 4Pessoas
  • 14. DIMENSÃO 4Pessoas Foco do Capítulo Definição das estratégias para seleção, alocação e motivação dos times voltados para inovação. Atração e retenção de talentos para inovação
  • 15. DIMENSÃO 4Pessoas • A estratégia de recrutamento e seleção está alinhada com a estratégia e objetivos de inovação da empresa? • A busca de diversidade no perfil de profissionais é um objetivo explícito da política de recursos humanos? • A empresa evita recrutar sempre os mesmos perfis e mesmas formações profissionais? • Perfis empreendedores são efetivamente e pro-ativamente buscados no processo de recrutamento? • O envolvimento com atividades e projetos inovadores são altamente valorizados para a evolução na carreira? • As pessoas são treinadas em técnicas para: • Estímulo à geração de ideias? • Gestão de pessoas criativas? • Gestão de projetos de inovação? • Tolerância à diversidade? • As pessoas têm tempo para se dedicar a atividades de pesquisa, geração de ideias e conceitos e inovação de maneira geral? • A empresa têm mecanismos recompensadores para que seus melhores talentos se sintam motivados a deixar posições de linha ou operacionais para se envolver fortemente em projetos de inovação? Principalmente aqueles mais arriscados? • A empresa tem carreiras técnicas (em “Y”) claramente recompensadoras para aqueles que têm vocação para o desenvolvimento de expertise profunda e para seguir carreira em P&D e inovação?
  • 16. DIMENSÃO 5Gestão do Conhecimento e Infraestrutura Tecnológica
  • 17. DIMENSÃO 5Gestão do Conhecimento e Infraestrutura Tecnológica Foco do Capítulo Metodologias e práticas para conectar conhecimentos, pessoas, expertises, bancos de dados e informações
  • 18. DIMENSÃO 5Gestão do Conhecimento e Infraestrutura Tecnológica • A empresa tem uma clara noção de quais sãos seus conhecimentos mais críticos? Eles são mapeados de forma regular? • São tomadas medidas preventivas para evitar a perda de conhecimento crítico? • A estratégia de educação corporativa está intimamente ligada aos desafios futuros, aos desafios de inovação da empresa? • A infraestrutura tecnológica favorece o compartilhamento de conhecimento? • Há investimento adequado em mecanismos de comunicação e compartilhamento de conhecimento à distância? • Existe uma série de práticas e conceitos, como comunidades de prática e redes sociais, bem disseminados na organização que favorecem a conectividade entre funcionários de diversas áreas? • Os temas colaboração, aprendizado em rede e compartilhamento de conhecimento são temas importantes para a organização? • As pessoas que compartilham seu conhecimento são devidamente reconhecidas?
  • 19. DIMENSÃO 6Geração de Ideias e Insights (Fuzzy front-end)
  • 20. DIMENSÃO 6Geração de Ideias e Insights (Fuzzy front-end) Foco do Capítulo Conceitos, Metodologias e Práticas para a identificação de oportunidades para a inovação, assim como para a geração de ideias e insights.
  • 21. DIMENSÃO 6Geração de Ideias e Insights (Fuzzy front-end) • Para estimular a geração de novas ideias, insights e conceitos: • Valoriza-se tanto processos mais imersivos quanto os mais analíticos? • Há vários mecanismos e metodologias institucionalizados (ex. pesquisas de campo, visitas a clientes, desafios, brainstorming, workshops, etc)? • A empresa entende a diferença entre métodos de geração de ideias? Entende a diferença entre metodologias que estimulam a divergência e depois a convergência? E aqueles que estimulam o foco e depois a divergência? • As pessoas são treinadas nestas metodologias de forma regular? • A empresa aloca tempo para geração e enriquecimento de ideias de inovação? • As pessoas são estimuladas a manterem contato com pessoas de diversas origens? • De fora da empresa? • De dentro da empresa? • De ambientes diversos: formações acadêmicas, origem social, faixas etárias? • Pessoas de diferentes áreas de negócio e de outras empresas são convidados para apresentarem seus projetos na empresa? • Grupos são formados de forma ad hoc, mas frequente para gerar soluções para desafios complexos ou para gerar ideias revolucionárias? • Clientes são envolvidos no processo de inovação?
  • 22. DIMENSÃO 6Geração de Ideias e Insights (Fuzzy front-end) • Há processos bem estabelecidos para interagir com lead users? • Temas mais estratégicos para a inovação são destacados e bem comunicados? • Há equipes ou grupo de pessoas dedicadas a buscar soluções inovadoras nos temas selecionados? • A empresa utiliza-se de vários tipos de pesquisa (quantitativa e qualitativa) para se aprofundar nos temas mais promissores para inovação no seu negócio? • Existem vários tipos de canais para capturar ideias dos colaboradores? • Cada tipo de inovação tem um canal específico? • Programas de ideias são bem estruturados, com governança, métricas e prazos bem definidos?
  • 23. DIMENSÃO 7Processos e Estruturas para Implementação
  • 24. DIMENSÃO 7Processos e Estruturas para Implementação Foco do Capítulo Mecanismos e estruturas para articulação dos recursos corporativos para que as inovações sejam testadas, materializadas e eventualmente lançadas no mercado.
  • 25. DIMENSÃO 7Processos e Estruturas para Implementação • A empresa possui bons mecanismos para coletar e selecionar ideias e conceitos inovadores, e também alocar recursos que permitam sua implementação ? • Há processos e etapas bem definidos (stage-gates) em função do tipo de projeto? • Há marcos (“milestones”) no processo de desenvolvimento dos projetos mais complexos e inovadores no qual a competência e expertise de dentro e fora da empresa são chamados para colaborar com o projeto (“peer assist”)? • São criados mecanismos que aumentem a probabilidade de projetos que nasçam relativamente pequenos (ex: incubadoras, unidade de inovação, etc)? • Há avaliação e mecanismos para consolidar ideias, conceitos, desenvolvimentos tecnológicos e lições aprendidas? Isto é compartilhado e disseminado em toda a empresa? • As pessoas que participam de estruturas para implementação de inovação (ex: comitês de inovação, stage-gates, gestão de projetos, etc) são cuidadosamente selecionadas e, depois capacitadas?
  • 26. DIMENSÃO 7Processos e Estruturas para Implementação • A empresa tem uma avaliação prudente de sua capacidade de inovação, ou seja, quantos projetos de inovação tem capacidade de executar em paralelo? • A empresa sabe dizer que percentual das ideias que são financiadas trazer efetivamente resultados – principalmente novas receitas? • A empresa tem uma visão sobre onde estão os gargalos de sua capacidade de inovação? Seja em recursos humanos, financeiros ou de infraestrutura tecnológica? • Como a empresa organiza e escolhe seus times de projeto? Como os profissionais estão preparados ou não na competência de gestão de projetos? • Como a empresa está organizada em termos de liderança para a inovação? Há um executivo ou time dedicado à inovação? • Há um acompanhamento sistemático e ativo do portfólio de projetos de inovação? Indicadores de desempenho são gerados e acompanhados no nível mais alto da organização? • A empresa tem uma estratégia explícita de gestão de sua propriedade intelectual?
  • 27. DIMENSÃO 8Mensuração e Recompensas
  • 28. DIMENSÃO 8Mensuração e Recompensas Foco do Capítulo Reconhecimento ou recompensa? Em que medida os objetivos e metas estabelecidos de inovação são perseguidos e alcançados? As pessoas que se engajam projetos de inovação, que saem da zona de conforto são devidamente reconhecidas e mesmo recompensadas? O que acontece com as pessoas que participam de projetos de inovação que não se mostram, ao final, exitosos?
  • 29. DIMENSÃO 8Mensuração e Recompensas • Os indicadores de inovação estão ligados aos objetivos estratégicos da organização? • Há indicadores ligados aos inputs (entrada), processo e resultados da inovação na empresa? • É avaliada a perspectiva dos clientes de forma regular quanto ao perfil e imagem da empresa quanto à inovação? • Existem métricas claras para os resultados tangíveis da inovação? • Percentual do faturamento advindo de projetos inovadores? • Evolução dos projetos inovadores ao longo do funil de inovação? • Prazo entre a aprovação da ideia/conceito ou projeto e o momento em que o produto ou serviço está pronto para ser lançado no mercado? • Time to Market? Ou seja prazo entre a concepção e o lançamento do produto ou serviço? • Tamanho e qualidade do pipeline de novos produtos e serviços? • Contribuição para a geração de caixa e/ou cálculo do valor presente dos maiores investimentos em projetos de inovação? • Há critérios intangíveis ou qualitativos que também são avaliados de forma regular? Ex: contribuição para a imagem, grau de aderência a princípios de sustentabilidade? • Os indicadores de inovação fazem parte dos principais indicadores de performance e resultado da empresa? Por exemplo, do seu Balanced Scorecard?
  • 30. DIMENSÃO 8Mensuração e Recompensas • Os resultados e principais indicadores de inovação da empresa são acompanhados de forma regular pelos principais executivos da empresa? Semanalmente? Mensalmente? • As métricas são monitoradas e comunicadas de forma ampla e sistemática? • Os indicadores e resultados de inovação da empresa são comunicados de forma efetiva de forma a envolver a organização? • A empresa comunica seus principais objetivos, métricas e resultados de inovação no seu Balanço Anual? • Os resultados de inovação da organização impactam a remuneração variável dos principais executivos da empresa? Mesmo daqueles que não têm uma responsabilidade direta pelos processos ou área de inovação? • As pessoas que trazem novas ideias, conceitos e se envolvem fortemente com projetos inovadores são formalmente e visivelmente reconhecidas e/ou recompensadas? • Reconhecem-se os aprendizados dos projetos inovadores mesmo quando os mesmos não são efetivamente implementados ou geram os resultados esperados? • Aqueles que assumem riscos apoiados pela organização são valorizados? • Pesquisadores têm algum tipo de participação e reconhecimento por patentes obtidas? • A contribuição para a inovação é um fator importante na avaliação de desempenho e nas decisões de promoção?
  • 31. DIMENSÃO 9Cultura Organizacional
  • 32. DIMENSÃO 9Cultura Organizacional Foco do Capítulo O invisível que traz resultados visíveis. Culturas organizacionais propícias para engajar os funcionários da organização na agenda de transformação rumo à inovação Entender e promover possíveis transformações culturais Papel da liderança
  • 33. DIMENSÃO 9Cultura Organizacional • Há uma memória bem organizada e comunicada das histórias, mitos e heróis de inovação da empresa? • A empresa celebra as iniciativas e resultados de inovação? • As pessoas quando entram na empresa tendem a se tornar mais conservadoras ou arrojadas? • Riscos tendem a ser explicitados e discutidos naturalmente? • A cultura organizacional estimula: • O empreendedorismo? • A diversidade de pensamentos e personalidades? • O questionamento de paradigmas e verdades estabelecidas? • Que pessoas de qualquer área e nível hierárquico coloquem suas ideias para discussão? • Diálogos construtivos? • Pensamento sistêmico? • O exercício da autonomia e da pró-atividade? • A discussão de ideias e conceitos aparentemente impossíveis?
  • 34. DIMENSÃO 9Cultura Organizacional • O espaço de trabalho é pensado de maneira a facilitar e estimular a troca de ideias? • As pessoas também tem liberdade para trabalhar focadas e em silêncio quando necessário? • Há um sentimento de confiança entre as pessoas e entre as pessoas e a organização? • A ênfase está no controle das pessoas ou de suas contribuições e resultados? • De maneira geral, há orgulho em trabalhar para a empresa? • Pessoas vindas de fora da organização e do setor de atuação são bem recebidas e acolhidas? Suas ideias e conceitos mesmo que diferentes são respeitados? • As pessoas são estimuladas a aprender de forma autônoma e contínua? • Erros e falhas são tratados como parte integrante do processo de aprendizado?
  • 35. DIMENSÃO 10Colaboração Interna e Externa
  • 36. DIMENSÃO 10Colaboração Interna e Externa Foco do Capítulo Mecanismos para conexão dos cérebros, expertises e know-how de indivíduos e organizações dentro das organizações e espalhados pelo mundo. Redes de Inovação Parques Tecnológicos Inovação 2.0
  • 37. DIMENSÃO 10Colaboração Interna e Externa • A empresa tem claro quais as áreas de crescimento dos negócios e de inovação em que a colaboração externa pode ser mais frutífera? • A empresa faz um mapeamento proativo e regular dos principais detentores de conhecimento, expertise e soluções disponíveis fora da empresa? Faz isto localmente ou globalmente? • A empresa faz esforços pró-ativos para mostrar seu interesse e abertura para a interação com o meio externo e para receber ideias, conceitos, projetos e propostas de parcerias? • A empresa estimula ou cria oportunidades para que seus profissionais aprendam por meio de contatos e interações com pessoas de fora da organização? • Existem comunidades/grupos de discussão e de aprendizagem, inclusive com participação de pessoas de áreas diferentes e mesmo de fora da empresa? • É fácil para agentes externos (clientes, universidades, parceiros, fornecedores, etc) oferecem ideias e projetos de inovação e parcerias para a empresa? Os canais estão bem estabelecidos? Eles são eficientes? • Existem pessoas responsáveis e dedicadas exclusivamente por organizar alianças e parcerias com vários players do mercado e do ecossistema competitivo da empresa? • A empresa tem alianças e convênios de longo prazo com universidades selecionadas? • A empresa participa de consórcios de pesquisa no país e no exterior?
  • 38. DIMENSÃO 10Colaboração Interna e Externa • Há contato pessoal e ativo com clientes por parte dos vários níveis hierárquicos da organização? • Fóruns regulares de co-criação de soluções ocorrem com os clientes? • Ideias de fora da organização são bem recebidas e analisadas rotineiramente segundo uma governança pré-estabelecida? • A empresa é líder na organização de um ecossistema no qual os vários players estabelecem uma relação do tipo ganha-ganha de longo prazo nos processos de inovação conjunta? • A empresa não se limita ao próprio país na busca de soluções e parcerias para seus desafios e projetos de inovação? • A empresa lidera a realização de technology roadmaps com outros players de sua cadeia produtiva e/ou ecossistema de inovação? • A empresa utiliza de vários mecanismos para receber ideias e projetos de fora da empresa: • Concursos de ideias? • Chamadas de projetos de pesquisa? Com e sem o apoio de organismos de financiamentos públicos (ex: FAPESP, FAPEMIG, FINEP, etc)? • Portais para receber ideias de clientes e/ou fornecedores?