Escola Básica e Integrada de Ínsua 25 de  Abril
<ul><li>Os portugueses desejavam liberdade; </li></ul><ul><li>As condições de vida tornaram-se mais difíceis; </li></ul><u...
Os “pais” da revolução <ul><li>O major Otelo Saraiva de Carvalho e o capitão Salgueiro Maia desempenharam os papéis mais i...
A revolução: <ul><li>Às 22h 55m do dia 24 de Abril de 1974 foi transmitida a canção ”E depois do Adeus”, de Paulo de Carva...
Os objectivos políticos do MFA <ul><li>Após a vitória militar, o MFA entregou o poder a uma Junta de Salvação Nacional, pr...
A construção da democracia <ul><li>Câmara Municipal  </li></ul><ul><li>Assembleia Municipal </li></ul><ul><li>Assembleia d...
25 de Abril 1974-Revolução dos Cravos
Trabalho realizado por  : <ul><li>Sónia Albuquerque Lopes  Nº17  9ºB </li></ul>
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

25 De Abril 1974 B

5,848 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
5,848
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
32
Actions
Shares
0
Downloads
74
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

25 De Abril 1974 B

  1. 1. Escola Básica e Integrada de Ínsua 25 de Abril
  2. 2. <ul><li>Os portugueses desejavam liberdade; </li></ul><ul><li>As condições de vida tornaram-se mais difíceis; </li></ul><ul><li>A população portuguesa estava cansada da Guerra Colonial; </li></ul><ul><li>Portugal era criticado internacionalmente por não dar independência às colónias e por não viver em democracia. </li></ul>Razões que conduziram ao 25 de Abril:
  3. 3. Os “pais” da revolução <ul><li>O major Otelo Saraiva de Carvalho e o capitão Salgueiro Maia desempenharam os papéis mais importantes na revolução: o primeiro planeou e comandou todas as operações militares do 25 de Abril; o segundo comandou as tropas que, inicialmente, ocuparam o Terreiro do Paço (onde se localizavam grande parte dos ministérios) e ,mais tarde, cercaram o Quartel do Carmo da GNR, onde se tinha refugiado Marcelo Caetano, obrigando-o a render-se. </li></ul>
  4. 4. A revolução: <ul><li>Às 22h 55m do dia 24 de Abril de 1974 foi transmitida a canção ”E depois do Adeus”, de Paulo de Carvalho, este foi um dos sinais previamente combinados pelos golpistas e que desencadeou a tomada de posições da primeira fase do golpe de estado. </li></ul><ul><li>O segundo sinal foi dado às 0h20 m, quando foi transmitida a canção ”Grândola Vila Morena“, de Zeca Afonso, pela Rádio Renascença, que confirmava o golpe e marcava o início das operações. </li></ul><ul><li>O golpe militar do dia 25 de Abril teve a colaboração de vários regimentos militares que desenvolveram uma acção concertada. </li></ul><ul><li>No Norte as forças tomaram o Quartel-General da Região Militar do Porto, o Aeroporto de Pedras Rubras e ainda a RTP e o RCP no Porto. À Escola Prática de Cavalaria, que era comandada pelo Capitão Salgueiro Maia , que partiu de Santarém, coube o papel mais importante: a ocupação do Terreiro do Paço. Mais tarde, Salgueiro Maia moveu parte das suas forças para o Quartel do Carmo onde se encontrava o chefe do governo, Marcelo Caetano, que no final do dia se rendeu, fazendo, contudo, a exigência de entregar o poder ao General António de Spínola. </li></ul>
  5. 5. Os objectivos políticos do MFA <ul><li>Após a vitória militar, o MFA entregou o poder a uma Junta de Salvação Nacional, presidida pelo general Spínola, e divulgou à população o seu programa onde eram apresentados os objectivos políticos do MFA, dos quais se destacam: </li></ul><ul><li>Destituição do Presidente da República e do Governo; </li></ul><ul><li>Dissolução da Assembleia Nacional; </li></ul><ul><li>Libertação de todos os presos políticos; </li></ul><ul><li>Extinção imediata da PIDE, da Legião Portuguesa e de organizações políticas da juventude (Mocidade Portuguesa); </li></ul><ul><li>Abolição da censura e reposição das liberdades; </li></ul><ul><li>Resolução política da Guerra Colonial, através de negociações com os movimentos de libertação. </li></ul>
  6. 6. A construção da democracia <ul><li>Câmara Municipal </li></ul><ul><li>Assembleia Municipal </li></ul><ul><li>Assembleia de Freguesia </li></ul><ul><li>Junta de Freguesia </li></ul><ul><li>Assembleia Regional </li></ul><ul><li>Governo Regional </li></ul><ul><li>Assembleia da República </li></ul><ul><li>Governo </li></ul><ul><li>Presidente da República </li></ul><ul><li>Tribunais </li></ul>Poder local Regiões Autónomas Poder central Eleições livres para a Assembleia Constituinte Aprovação da Constituição de 1976
  7. 7. 25 de Abril 1974-Revolução dos Cravos
  8. 8. Trabalho realizado por : <ul><li>Sónia Albuquerque Lopes Nº17 9ºB </li></ul>

×