SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA
Caro(a) Aluno(a) do Colégio Sesi!
É uma alegria recebê-lo em nossa Rede! No Colégio Sesi queremos o seu sucesso.
Como é o ...
Com estes cuidados você realizará uma boa avaliação!
Quando terminar as avaliações, entregue ao professor aplicador este C...
PROPOSTA DE PRODUÇÃO DE TEXTO
Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao long...
QUESTÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA

QUESTÃO 02
A palavra vertical, presente no título, pode ser associada

Leia o texto abaixo:...
QUESTÃO 03
O texto tem como tema:
a.	 as vantagens de quem utiliza as redes sociais.
b.	 o comportamento das pessoas frent...
DE QUEM SÃO OS MENINOS DE RUA?
Eu, na rua, com pressa, e o menino segurou no meu braço,
falou qualquer coisa que não enten...
QUESTÃO 08
As expressões “Menino De Rua” e “Menino Na Rua” referem-se, segundo o texto,
a.	 às crianças que nascem na rua ...
Observe a imagem abaixo:

do número de casos de alergias, problemas cardíacos, visão
e audição prejudicadas, e problemas c...
Retrato da Vida
Djavan
Esse matagal sem fim
Essa estrada, esse rio seco
Essa dor que mora em mim
Não descansa e nem dorme ...
Leia a reportagem abaixo:
Ao se desesperar num congestionamento em São Paulo, daqueles em que o automóvel não se move nem ...
Leia a tirinha abaixo e responda à questão:

QUESTÃO 16
O efeito de humor dessa tirinha está
a.	 no fato de Calvin gritar ...
A formação do leitor

Texto II

É através da linguagem que o homem se reconhece como
humano, pois pode se comunicar com os...
fechar o zíper ou abrir um botão. Isso é possível graças a
sensores costurados no próprio moletom da peça. Há ainda
um dis...
Depois de elaborada e revisada, transcreva a sua Redação para a FOLHA DE REDAÇÃO
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
9.
10.
11.
12.
13...
CARTÃO RESPOSTA
NOME COMPLETO:

COLÉGIO SESI:
TURMA:

	

Turno:

QUESTÕES OBJETIVAS
01

A

B

C

D

02

A

B

C

D

03

A
...
Simulado 2013 (Português)
Simulado 2013 (Português)
Simulado 2013 (Português)
Simulado 2013 (Português)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Simulado 2013 (Português)

4,103

Published on

Simulado de Português feito para os alunos do Colégio Sesi.
Os alunos fazem esse simulado para testar seus conhecimentos ao entrarem no colégio e ao saírem, no final do ano.

Published in: Education
1 Comment
2 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
4,103
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
127
Comments
1
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Simulado 2013 (Português)

  1. 1. SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA
  2. 2. Caro(a) Aluno(a) do Colégio Sesi! É uma alegria recebê-lo em nossa Rede! No Colégio Sesi queremos o seu sucesso. Como é o primeiro ano que está conosco, queremos conhecer você melhor, conhecer aquilo que você já domina e que trouxe de aprendizado do Ensino Fundamental. Com isso saberemos como direcionar o seu aprendizado aqui no Colégio Sesi, o auxiliando em suas necessidades e potencializado aquilo que você já sabe para seguir em frente. É para isso que criamos o ÁGILE – Sistema de Avaliação de Entrada e de Saída do Colégio SESI. Nele você nos mostrará o quanto já sabe na sua entrada e o quanto aprendeu estando conosco nos três anos do Ensino Médio, na sua saída. Tudo isso para agilizar nosso trabalho e seu aprendizado. Este CADERNO DE QUESTÕES, direcionado à área de LÍNGUA PORTUGUESA, contém: • 1 Proposta de Produção de Texto, a fim de conhecermos como você escreve e o quanto domina das regras e normas de elaboração de um texto; • 20 questões de Língua Portuguesa, com enfoque em leitura, a fim de identificarmos o grau de interpretação e conhecimento de textos que você já adquiriu ao longo de sua escolaridade. Você terá cinco horas para realizar estas avaliações. Organize seu tempo. Escolha qual delas fará por primeiro. Para a REDAÇÃO siga estas orientações: • Leia a proposta de redação, verificando o tema que você deverá abordar ao longo da sua escrita e o tipo de texto que deverá produzir. • Alguns textos de apoio foram selecionados para que você amplie sua visão sobre o tema proposto. Leia-os com atenção! • Esquematize suas ideias pensando em como desenvolverá seu texto. Para isso, utilize o RASCUNHO ao final do caderno. Lembre-se que o rascunho serve justamente para testar suas ideias e de como organizá-las. • Retome aos critérios solicitados na proposta para ver se atendeu ao pedido de como deve ser seu texto. • Faça uma revisão geral antes de transcrever seu texto final para a FOLHA DE REDAÇÃO. • Não se esqueça de preencher todo o cabeçalho da FOLHA DE REDAÇÃO com os seus dados. Nome completo, nome do seu colégio, turma e turno em que você estuda são dados fundamentais para que a correção do seu texto possa ser realizada. Para as QUESTÕES siga estas orientações: • Leia as questões com calma e procure identificar o que elas solicitam. Releia mais uma vez se for necessário. Se tiver dúvidas, siga para a próxima questão; • Marque uma das alternativas. As alternativas são identificadas com as letras A, B, C, D. Apenas uma responde corretamente à questão; • Volte para as questões com dúvidas e as resolva; • Confira se respondeu a todas as questões do caderno e se assinalou apenas uma alternativa. Em seguida, passe as respostas para o CARTÃO-RESPOSTA, que se encontra no final deste caderno; • Primeiro registre seus dados no CARTÃO-RESPOSTA. • Depois transcreva suas respostas no CARTÃO-RESPOSTA. Para cada questão, marque a letra correspondente à opção escolhida para a resposta, preenchendo, com caneta esferográfica de tinta preta, todo o espaço compreendido para a alternativa. Você deve, portanto, assinalar apenas uma opção em cada; • Procure não rasurar o seu CARTÃO-RESPOSTA. Ele será utilizado por você para a inserção das suas respostas no Sistema Online que será indicado pelo seu professor; • Após o preenchimento, registre sua assinatura no espaço próprio do CARTÃO-RESPOSTA com caneta esferográfica de tinta preta. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 1
  3. 3. Com estes cuidados você realizará uma boa avaliação! Quando terminar as avaliações, entregue ao professor aplicador este CADERNO DE QUESTÕES, contendo o CARTÃO-RESPOSTA e a FOLHA DE REDAÇÃO. Ele irá lhe orientar sobre os próximos passos para a inserção das suas respostas no Sistema Online. Você poderá deixar a sala de aula somente depois de decorridas três horas do início da aplicação desta avaliação. Use bem o tempo mostrando o melhor de você. Tendo cansaço, fome, sede ou vontade de ir ao banheiro siga as recomendações dadas pelo professor aplicador. Faça tudo para mostrar o que sabe, sem utilizar máquinas e/ou relógios de calcular, bem como telefones celulares ou fontes de consulta de qualquer espécie. Seja cordial com todos. Respeite o silêncio, pois não há necessidade de se comunicar com outro participante, verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma. Necessitando, levante a mão que o professor aplicador se dirigirá até você. Bom trabalho! Mostre o seu melhor, pois com isso saberemos como direcionar o seu aprendizado aqui no Colégio Sesi para o seu sucesso! 2 ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI
  4. 4. PROPOSTA DE PRODUÇÃO DE TEXTO Com base na leitura dos seguintes textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma culta escrita da língua portuguesa sobre o IMPACTO DO PROTAGONISMO JOVEM NOS PROCESSOS DE MUDANÇA SOCIAL. TEXTO I TEXTO II Protagonismo Juvenil A palavra protagonismo vem de “protos”, que em latim significa principal, o primeiro, e de “agonistes”, que quer dizer lutador, competidor. Este termo, muito utilizado pelo teatro para definir o personagem principal de uma encenação, foi incorporado à Educação por Antonio Carlos Gomes da Costa, educador mineiro que vem desenvolvendo uma nova prática educativa com jovens. Dentro da ideia de protagonismo juvenil proposta por Gomes da Costa, o jovem é tomado como elemento central da prática educativa, que participa de todas as fases desta prática, desde a elaboração, execução até a avaliação das ações propostas. Disponível em <http://www.promenino.org.br/Ferramentas/Conteudo/tabid/77/ConteudoId/5649e039-9334-482f-9431-d9059a580ad3/Default.aspx>. Acesso em 18 de fevereiro de 2013. (adaptada) TEXTO III Disponível em <http://sifeibmec.blogspot.com.br/2012/03/premio-jovens-inspiradores-veja.html>. Acesso em 20 de fevereiro de 2013. TEXTO IV Disponível em <http://www.estudar.org.br/universo-fe/inspiracao/inscricoes-para-premiojovens-inspiradores-vao-ate-22-d>. Acesso em 20 de fevereiro de 2013. Instruções: • • Seu texto definitivo deve ser escrito à tinta azul ou preta, na folha própria, em até 30 linhas. • Desenvolva seu texto em prosa: não redija narração, nem poema. • A redação com até 7 (sete) linhas escritas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero. • 4 O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado, na página ao final deste caderno de questões. A redação que apresentar cópia dos textos da proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI
  5. 5. QUESTÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA QUESTÃO 02 A palavra vertical, presente no título, pode ser associada Leia o texto abaixo: a. ao voo do pássaro. PáSSarO eM VerTiCaL PáSSarO eM VerTiCaL b. ao tiro dado no pássaro. c. o canto do pássaro a d. queda do pássaro. à Leia o texto abaixo: Estudo: 62% assistem à TV enquanto usam redes sociais Notebooks, tablets e smartphones são os aparelhos mais utilizados por usuários conectados a redes sociais enquanto assistem à TV Cantava o pássaro e voava cantava para lá voava para cá voava o pássaro e cantava de repente um tiro seco penas fofas leves plumas mole espuma e um riso surdo n o r t e _ s u l NEVES, L. Pássaro na vertical. In: Aguiar, V (org). Poesia fora da estante. Porto Alegre, Editora Projeto. QUESTÃO 01 O título do poema remete a. ao final da história que está expresso graficamente. b. ao cenário em que a história se desenvolve. c. ao momento em que a história do pássaro foi gerada. d. o personagem da história. a 6 Qual foi a última vez que você assistiu à televisão sem utilizar, ao mesmo tempo, algum outro aparelho, como computador, celular ou tablet? Resultados do Relatório de Tendências de Consumo em TV e Vídeo de 2012, estudo anual realizado pelo ConsumerLab, o laboratório de pesquisas de comportamento da Ericsson, revelam que 62% das pessoas assistem à TV enquanto usam redes sociais - um fenômeno denominado Social TV. No Brasil, este número é ainda maior: 73%, um aumento de 25% em relação ao ano passado. Segundo Ian Black, CEO da agência New Vegas e produtor de conteúdo digital, “a sensação de pertencer a uma comunidade, a validação da própria opinião perante outros, a busca por novas informações e a necessidade de avaliar e discutir um assunto são razões apontadas pelo estudo para o crescente número de pessoas que usam as redes enquanto consomem conteúdo televisivo”. Ele complementa que só de um ano para cá, houve um aumento de 18%. Diferentemente do que se pode pensar, este comportamento não se limita apenas a jovens telespectadores: 30% das pessoas que têm entre 45 e 59 anos seguem a tendência da Social TV. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI
  6. 6. QUESTÃO 03 O texto tem como tema: a. as vantagens de quem utiliza as redes sociais. b. o comportamento das pessoas frente às novas tecnologias. c. o caráter passivo das pessoas frente à televisão. d. o baixo índice do cancelamento dos contratos de TV por assinatura. QUESTÃO 04 Na frase “a sensação de pertencer a uma comunidade, a validação da própria opinião perante outros, a busca por novas informações e a necessidade de avaliar e discutir um assunto são razões (...)”, o uso das aspas indica a a. introdução de um diálogo. b. reprodução de uma citação. c. xistência de uma crítica. e d. resença de gíria. p QUESTÃO 05 As legendas e fotos servem para a. destacar partes importantes do texto. b. dificultar o entendimento do texto. c. razer diferentes informações para o texto. t d. iscordar do texto. d QUESTÃO 06 De acordo com o infográfico “Acesso das mídias sociais no mundo” pode-se concluir que Apesar da crescente concorrência apresentada pelos vídeos disponíveis nos dispositivos móveis, o relatório aponta que o número de pessoas que cancelam suas assinaturas da TV ainda é pequeno: apenas 7%, desde 2011. A pesquisa enumera os motivos do baixo índice: a possibilidade de conteúdo ao vivo da televisão; o caráter passivo do ato de assistir à TV, sem a necessidade de tomar decisões; a experiência de assistir a algo que muitas outras pessoas estão assistindo, podendo o conteúdo virar tópico de conversas ao vivo; e a participação na socialização online, possível quando o telespectador assiste ao conteúdo comentado simultaneamente aos outros usuários das redes. a. o Brasil, comparado a outros países, possui o maior número de visitas nas redes sociais e, por esse motivo, possui a maior capacidade de usuários no Facebook. b. o microblogging Ameba – plataforma japonesa equivalente ao Twiter - foi a marca mais visitada no mundo. c. o número de pessoas que estão visitando as mídias sociais revela o sucesso de consumo não apenas no Brasil, mas também em países do exterior. d. s pessoas estão ficando desestimuladas com outras a formas de tecnologias que permitem avanços nas mídias sociais. Disponível em http://tecnologia.terra.com.br/estudo-62-assistem-a-tvenquanto-usam-redes-sociais,5a089a611f35b310VgnCLD200000bbcceb0 aRCRD.html. Acesso em 15 de fevereiro de 2013. (adaptada) ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 7
  7. 7. DE QUEM SÃO OS MENINOS DE RUA? Eu, na rua, com pressa, e o menino segurou no meu braço, falou qualquer coisa que não entendi. Fui logo dizendo que não tinha, certa de que ele estava pedindo dinheiro. Não estava. Queria saber a hora. Talvez não fosse um Menino De Família, mas também não era um Menino De Rua. É assim que a gente divide. Menino De Família é aquele bem-vestido com tênis da moda e camiseta de marca, que usa relógio e a mãe dá outro se o dele for roubado por um Menino De Rua. Menino De Rua é aquele que quando a gente passa perto segura a bolsa com força porque pensa que ele é pivete, trombadinha, ladrão. Ouvindo essas expressões tem-se a impressão de que as coisas se passam muito naturalmente, uns nascendo De Família, outros nascendo De Rua. Como se a rua, e não uma família, não um pai e uma mãe, ou mesmo apenas uma mãe os tivesse gerado, sendo eles filhos diretos dos paralelepípedos e das calçadas, diferentes, portanto, das outras crianças, e excluídos das preocupações que temos com elas. É por isso, talvez, que, se vemos uma criança bem-vestida chorando sozinha num shopping center ou num supermercado, logo nos acercamos protetores, perguntando se está perdida, ou precisando de alguma coisa. Mas se vemos uma criança maltrapilha chorando num sinal com uma caixa de chicletes na mão, engrenamos a primeira no carro e nos afastamos pensando vagamente no seu abandono. Na verdade, não existem meninos De Rua. Existem meninos NA rua. E toda vez que um menino está NA rua é porque alguém o botou lá. Os meninos não vão sozinhos aos lugares. Assim como são postos no mundo, durante muitos anos também são postos onde quer que estejam. Resta ver quem os põe na rua. E por quê. No Brasil temos 36 milhões de crianças carentes. Na China existem 35 milhões de crianças superprotegidas. São filhos únicos resultantes da campanha Cada Casal um Filho, criada pelo governo em 1979 para evitar o crescimento populacional. O filho único, por receber afeto “em demasia”, torna-se egoísta, preguiçoso, dependente, e seu rendimento é inferior ao de uma criança com irmãos. Para contornar o problema, já existem na China 30 mil escolas especiais. Mas os educadores admitem que “ainda não foram desenvolvidos métodos eficazes para eliminar as deficiências dos filhos únicos”. O Brasil está mais adiantado. Nossos educadores sabem perfeitamente o que seria necessário para eliminar as deficiências das crianças carentes. Mas aqui também os “métodos ainda não foram desenvolvidos”. 8 Quando eu era criança, ouvi contar muitas vezes a história de João e Maria, dois irmãos filhos de pobres lenhadores, em cuja casa a fome chegou a um ponto em que, não havendo mais comida nenhuma, foram levados pelo pai ao bosque, e ali abandonados. Não creio que os 7 milhões de crianças brasileiras abandonadas conheçam a história de João e Maria. Se conhecessem talvez nem vissem a semelhança, pois João e Maria tinham uma casa de verdade, um casal de pais, roupas e sapatos. João e Maria tinham começado a vida como Meninos De Família, e pelas mãos do pai foram levados ao abandono. Quem leva nossas crianças ao abandono? Quando dizemos “crianças abandonadas” subentendemos que foram abandonadas pela família, pelos pais. E, embora penalizados, circunscrevemos o problema ao âmbito familiar, de uma família gigantesca e generalizada, à qual não pertencemos e com a qual não queremos nos meter. Apaziguamos assim nossa consciência, enquanto tratamos, isso sim, de cuidar amorosamente de nossos próprios filhos, aqueles que “nos pertencem”. Mas, embora uma criança possa ser abandonada pelos pais, ou duas ou dez crianças possam ser abandonadas pela família, 7 milhões de crianças só podem ser abandonadas pela coletividade. Até recentemente, tínhamos o direito de atribuir esse abandono ao governo, e responsabilizá-lo. Mas, em tempos de Nova República, quando queremos que os cidadãos sejam o governo, já não podemos apenas passar adiante a responsabilidade. A hora chegou, portanto, de irmos ao bosque, buscar as crianças brasileiras que ali foram deixadas. (COLASANTI, Marina. A casa das palavras. São Paulo: Ática, 2002.) QUESTÃO 07 Após a leitura, pode-se depreender que o assunto central da crônica é a. uma crítica às políticas públicas e à sociedade que abandona e fecha os olhos para a real situação do abandono de crianças no Brasil. b. uma explicação sobre a diferença de comportamento entre uma criança De Família e uma criança De Rua em situações distintas. c. uma comparação entre o Brasil - que possui 36 milhões de crianças carentes - e a China – que possui 35 milhões de crianças superprotegidas. d. uma tese sobre o comportamento que temos diante de situações específicas que envolvem uma criança De Família e uma criança De Rua. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI
  8. 8. QUESTÃO 08 As expressões “Menino De Rua” e “Menino Na Rua” referem-se, segundo o texto, a. às crianças que nascem na rua e àquelas que ficam na rua, brincando por exemplo. b. àquelas que estão nessa condição não porque querem, mas porque alguém as colocou lá. c. às crianças que crescem na rua por opção própria, seja por motivos familiares ou pessoais. d. às crianças carentes que vivem no Brasil e às superprotegidas que vivem na China. Leia a tira: http://casadastiras.com/ QUESTÃO 09 O uso da expressão “frustrada”, no segundo quadrinho, indica que muitos a. conquistaram seus sonhos na fase adulta. b. sentem-se fracassados na fase adulta. c. sentem-se felizes na fase adulta. d. sentem-se afortunados na fase adulta. Leia o texto e responda: NAVEGAR É PRECISO (NAVEGAR é preciso, 2009) O velejador, economista e empresário Vilfredo Schürmann lançou o livro Navegando com o Sucesso na praça central do Shopping Mueller, em Joinville, e na praça central do Shopping Neumarkt, em Blumenau. Ótimo contador de histórias, apresentou reflexões sobre o sentido de palavras como sucesso, família, trabalho em equipe, sonho e disciplina. QUESTÃO 10 Em qual das citações abaixo está expressa uma opinião do jornalista, autor do texto? a. “O velejador, economista e empresário”. b. “lançou o livro Navegando com o Sucesso”. c. “Ótimo contador de histórias”. d. “apresentou reflexões sobre o sentido de palavras”. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 9
  9. 9. Observe a imagem abaixo: do número de casos de alergias, problemas cardíacos, visão e audição prejudicadas, e problemas comportamentais e de aprendizado, como transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Embora os pesquisadores não tenham estudado as razões para os aumentos, eles sugeriram possíveis fatores: mais exames e melhores diagnósticos que levaram a um maior relato de condições crônicas; o aumento da obesidade infantil, que pode levar a outros problemas; e o aumento da sobrevivência de bebês prematuros e crianças com câncer e outras doenças, que têm mais chances de apresentar problemas de saúde. Disponível em <http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ Disponível em <http://www.putsgrilo.com.br/propagandas/propagandas- ult263u701021.shtml>. Acesso em 16 de fevereiro de 2013. (adaptada). do-greenpeace/>. Acesso em 16 de fevereiro de 2013. QUESTÃO 11 A partir da interpretação do outdoor, é possível afirmar que a. é um alerta para que a população comece imediatamente a realizar seu papel como cidadão, preservando a água. b. é um alerta para que a população comece a cuidar da água, pois ela já chegou nesse nível, ou seja, próximo aos 10% do reservatório. QUESTÃO 12 O objetivo desse texto é a. comprovar que houve uma redução dos problemas crônicos em crianças. b. ressaltar que esses problemas ocorrem apenas com crianças entre 2 e 8 anos. c. mostrar as maneiras de se saber se a criança sofre com problemas crônicos. c. é um aviso para a população que se esquece de comemorar o Dia Mundial da Água, 22 de março, mas que sabe da sua importância. d. alertar o leitor para o aumento do número de crianças com problemas crônicos. d. é uma forma de mostrar para a população em que nível está a água em todo o Planeta Terra, representado na imagem, pelo Mapa Mundi. Observe os textos abaixo: Retrato Cecília Meireles Eu não tinha este rosto de hoje, Assim calmo, assim triste, assim magro, Nem estes olhos tão vazios, Nem o lábio amargo. Problemas crônicos de saúde em crianças dobram em 12 anos nos EUA RONI CARYN RABIN do New York Times Os índices de problemas de saúde na infância, incluindo obesidade, asma e déficits de aprendizado, dobraram em apenas 12 anos, segundo um novo estudo de uma em cada 8 crianças em 1994 para uma em cada 8 crianças em 2006. (...) O estudo analisou dados das Pesquisas Nacionais Longitudinais do governo, que incluíram três grupos representativos de crianças entre 2 e 8 anos. Além de obesidade e asma, os cientistas observaram um aumento 10 ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI Eu não tinha estas mãos sem força, Tão paradas e frias e mortas; Eu não tinha este coração Que nem se mostra. Eu não dei por esta mudança, Tão simples, tão certa, tão fácil: - Em que espelho ficou perdida a minha face?
  10. 10. Retrato da Vida Djavan Esse matagal sem fim Essa estrada, esse rio seco Essa dor que mora em mim Não descansa e nem dorme cedo O retrato da minha vida Esses campos não tardam em florir Já se espera uma boa colheita E tudo parece seguir Fazendo a vida tão direita Mas e você o que faz Que não repara no chão É amar em segredo Não quer saber de mim E eu vivendo da tua vida Deus no céu e você aqui A esperança é quem me abriga Por onde tem que passar E pisa em meu coração? O teu beijo em meu destino Era tudo o que eu queria Ser teu homem, teu menino O ser amado de todo dia. Disponível em <http://letras.mus.br/djavan/85910/>. Acesso em 16 de fevereiro de 2013. A Mulher no Espelho (1932) Pablo Picasso QUESTÃO 13 É possível perceber que todas as obras falam da a. fugacidade do tempo, do desejo e da vida. b. transitoriedade de sentimentos. c. permanência do real sentido da vida. d. brevidade das emoções em relação à vida. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 11
  11. 11. Leia a reportagem abaixo: Ao se desesperar num congestionamento em São Paulo, daqueles em que o automóvel não se move nem quando o sinal está verde, o indivíduo deve saber que, por trás de sua irritação crônica e cotidiana, está uma monumental ignorância histórica. São Paulo só chegou a esse caos porque um seleto grupo de dirigentes decidiu, no início do século, que não deveríamos ter metrô. Como cresce dia a dia o número de veículos, a tendência é piorar ainda mais o congestionamento – o que leva técnicos a preverem que é inevitável a implantação de medidas diferentes das usadas atualmente. (Adaptado de Folha de S. Paulo. 01/10/2000) QUESTÃO 14 A tese defendida pelo autor é de que a situação a que chegou o trânsito na cidade de São Paulo só está nesse estado crítico porque a. o indivíduo está cada dia mais irritado com as situações do cotidiano. b. passou por uma fase de inaceitável ignorância histórica de planejamento. c. a população decidiu, há alguns séculos, que não deveria ter metrô. d. cresce o número de veículos, o que contribui para aumentar o congestionamento. Leia o texto abaixo: Um guia ilustrado com todos os temas que tanto preocupam as garotas: drogas, espinhas, menstruação, comportamento, moda, garotos, cabelo, corpo, além dos dramas sofridos por quem nunca passou por outras encanações típicas da idade. Disponível em <http://atrevida.uol.com.br/arrasa/tudo-debom/dicas-de-livros-que-voce-tem-que-ler/1288>. Acesso em 12 de fevereiro de 2013. QUESTÃO 15 A expressão “além dos”, que aparece em “(..) além dos dramas sofridos por quem nunca passou por outras encarnações típicas da idade”, introduz uma a. adição. b. advertência. c. conclusão. d. explicação. 12 ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI
  12. 12. Leia a tirinha abaixo e responda à questão: QUESTÃO 16 O efeito de humor dessa tirinha está a. no fato de Calvin gritar para chamar sua mãe. b. a expressão de dúvida em relação à ordem da mãe. n c. a obediência de Calvin à ordem da mãe. n d. a ordem da mãe de Calvin ao mandá-lo entrar. n Leia a tira abaixo e responda à questão: Disponível em <http://blogdocirculo.blogspot.com.br/2012/03/variedade-linguistica.html>. Acesso em 18 de fevereiro de 2013. QUESTÃO 17 A diversidade linguística apresentada na tira caracteriza-se pela variação de a. idade. b. região. c. sexo. d. classe social. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 13
  13. 13. A formação do leitor Texto II É através da linguagem que o homem se reconhece como humano, pois pode se comunicar com os outros homens e trocar experiências. Existe, porém, uma condição prévia para a manifestação da linguagem: é preciso haver um grupo humano, no qual o sujeito se confronte com o conjunto e se perceba como indivíduo. É, portanto, na convivência social que nascem as linguagens, conforme as necessidades de intercâmbio. O grupo social não é um todo homogêneo. Nele habitam vontades, saberes e posicionamentos diversificados, mas convergentes, que geram possibilidades de relações internas e com outros grupos. Através das trocas linguísticas, o indivíduo se certifica de seu conhecimento de mundo e dos outros homens, assim como de si mesmo, ao mesmo tempo que participa das transformações em todas as esferas. BORDINI, Maria da Glória; AGUIAR, Vera Teixeira. A formação do leitor. Porto Alegre: Novas Perspectivas, 1988. p. 8. QUESTÃO 18 Os valores que a sociedade preconiza, ou os que considera prejudiciais, estão presentes nas diversas manifestações da ficção, da poesia e da ação dramática. A literatura confirma e nega, propõe e denuncia, apoia e combate, fornecendo a possibilidade de vivermos dialeticamente os problemas. Por isso é indispensável tanto a literatura sancionada quanto a literatura proscrita; a que os poderes sugerem e a que nasce dos movimentos de negação do estado de coisas predominantes. CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. In: Vários escritos. São Paulo: Duas Cidades, 1995. p. 343. QUESTÃO 19 Com base no trecho do poema Como dizia o poeta (Texto I), analise o fragmento sobre como os valores sociais se fazem presentes no texto literário (Texto II) e assinale a proposição que apresenta a visão de mundo que o “eu poético” defende no poema. a. A negação da importância da solidão. Ao refletir sobre a função social da linguagem, o autor do texto manifesta seu ponto de vista que se sintetiza pela defesa da ideia a. de que a linguagem nasce da necessidade de interação social. b. exaltação da necessidade de viver experiências A diferenciadas. c. busca de valores materiais e a supervalorização do A tempo perdido. d. descrença nas paixões passageiras. A b. da existência de grupos humanos não homogêneos. c. das manifestações individuais. linguísticas como expressões d. de que as diferentes esferas sociais ampliam o conhecimento de mundo. Como dizia o poeta Tecnologia para vestir Por Thaís Sant’Ana Sabe aquele gadget que entrou para sua lista de desejo? Esqueça. High-tech mesmo é ter uma jaqueta que conecta ao Facebook ou um casaco que não para de crescer [...] Quem já passou por essa vida e não viveu Pode ser mais, mas sabe menos do que eu Porque a vida só se dá pra quem se deu Pra quem amou, pra quem chorou, pra quem sofreu Ah, quem nunca curtiu uma paixão nunca vai ter nada, não Não há mal pior do que a descrença Mesmo o amor que não compensa é melhor que a solidão Abre os teus braços, meu irmão, deixa cair Pra que somar se a gente pode dividir Eu francamente já não quero nem saber De quem não vai porque tem medo de sofrer Ai de quem não rasga o coração, esse não vai ter perdão. MORAES, Vinicius de. Como dizia o poeta. Disponível em: <http://letras. terra.com.br/vinicius-de-moraes/49266/>. Acesso em: 20 nov. 2011. 14 Moda conectada Aumentar nossa conectividade, esteja onde estivermos, foi o ponto de partida para integrar de forma radical gadgets e vestimentas. Depois de trabalhar em empresas de design e software, a americana Jennifer Darmour chegou à conclusão de que, se a roupa é parte essencial de nossa autoexpressão e a tecnologia é uma plataforma que facilita nossa comunicação com o mundo, elas deveriam ser unidas. A ideia foi levada ao extremo com o colete Ping. Um software embutido no tecido sincroniza o usuário com o Facebook. A pessoa pré-define mensagens para serem postadas em seu perfil de acordo com ações como levantar o capuz, ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI
  14. 14. fechar o zíper ou abrir um botão. Isso é possível graças a sensores costurados no próprio moletom da peça. Há ainda um dispositivo na altura dos ombros que vibra levemente quando suas postagens são comentadas. SANT’ANA, Thaís. Tecnologia para vestir. In Revista Galileu. São Paulo: Globo, junho de 2011. Disponível em: <http://revistagalileu.globo.com/ Revista/Common/0,,EMI236480-17933,00-TECNOLOGIA+PARA+VESTIR. html>. Acesso em: 19 nov. 2011. QUESTÃO 20 Analisando os procedimentos composicionais e a estrutura do texto, em relação aos elementos que contribuem para o processo de construção de sentidos, é possível afirmar que a. o uso de perguntas retóricas no texto justifica-se pela novidade que os produtos representam não só no mercado, mas na vida das pessoas. b. o uso da primeira pessoa do plural, em “Aumentar nossa conectividade, esteja onde estivermos” garante a objetividade do texto, pois insere o autor e o próprio leitor na situação descrita. c. expressão high-tech não pode ser considerada como a um estrangeirismo, haja vista sua dicionarização e uso corrente por falantes de língua portuguesa. d. presença de expressões em inglês, estrangeirismos, a se justifica pela criação de novas tecnologias que, rapidamente, são divulgadas e absorvidas por diferentes culturas. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 15
  15. 15. Depois de elaborada e revisada, transcreva a sua Redação para a FOLHA DE REDAÇÃO 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21. O H N ÃO U Ç C A S A ED R R A D 22. 23. 24. 25. 26. 27. 28. 29. 30. ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 17
  16. 16. CARTÃO RESPOSTA NOME COMPLETO: COLÉGIO SESI: TURMA: Turno: QUESTÕES OBJETIVAS 01 A B C D 02 A B C D 03 A B C D 04 A B C D 05 A B C D 06 A B C D 07 A B C D 08 A B C D 09 A B C D 10 A B C D 11 A B C D 12 A B C D 13 A B C D 14 A B C D 15 A B C D 16 A B C D 17 A B C D 18 A B C D 19 A B C D 20 A B C D ÁGILE 2013 - SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA - COLÉGIO SESI 19

×