Marcos ChavesHemoterapiaHospital das ClínicasHEMOTERAPIA
Hemoterapia Histórico Transfusões seletivas Portarias do Ministério da Saúde“ ...toda doação de sangue deve ser altruís...
HemoterapiaSomente 1% da população brasileira doa sangueuma vez por ano, ao contrário de países europeusonde essa porcenta...
HemoterapiaFrequência das doações- a cada 2 meses para homens- a cada 3 meses para mulheresIdade- entre 18 e 67 anosPeso- ...
HemoterapiaEfeitos adversos da doação de sangue pequena porcentagem (1%) reação vasovagal tratamento
HemoterapiaExames imuno-hematológicos• Tipagem ABO (direta e reversa)• Fator Rh• Pesquisa de anticorpos irregulares• Compa...
HemoterapiaFracionamento do SangueObjetivo:• Obter a mesma massa de hemácias de umaunidade de sangue total com separação d...
Concentrado dehemáciasCrioSangue totalPFC PlaquetasPlasmarico emplaquetasPlasma pobreem CrioXIII VIII FVW/VIIIAlb Ig IX VI...
HemoterapiaTestes pré-transfusionais Os testes pré-transfusionais têm como objetivofundamental garantir a compatibilidade...
HemoterapiaPROCEDIMENTOSRequisição de Transfusão- Nome completo, registro hospitalar- Idade e sexo do paciente/ Gestação- ...
Hemoterapia- Deve ser coletada por pessoa habilitada- Nome e registro do paciente(obrigatoriamente em acordo com a requisi...
HemoterapiaTipagem ABO• Tipagem diretaDetermina a presença/ausência dos antígenosdo sistema ABO nas hemácias do receptor• ...
HemoterapiaTipagem Sangüínea Rh- É realizada com soro anti-D e determinaa presença/ausência do antígeno D nashemácias test...
HemoterapiaPesquisa de Anticorpos Irregulares (PAI) É realizada testando-se o soro do receptor contrahemácias tipo “O”, c...
HemoterapiaProva de Compatibilidade A prova de compatibilidade maior é feita tes-tando-se os glóbulos vermelhos do doador...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Hemoterapia 1

6,340
-1

Published on

0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,340
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Hemoterapia 1

  1. 1. Marcos ChavesHemoterapiaHospital das ClínicasHEMOTERAPIA
  2. 2. Hemoterapia Histórico Transfusões seletivas Portarias do Ministério da Saúde“ ...toda doação de sangue deve ser altruísta,voluntária e não gratificada direta ou indireta-mente, assim como o anonimato do doadordeve ser garantido...”
  3. 3. HemoterapiaSomente 1% da população brasileira doa sangueuma vez por ano, ao contrário de países europeusonde essa porcentagem chega a 5%.Pré-triagempulso, pressão,peso, altura etemperaturaProcedimentos:Triagem clínicacritérios para aproteção do doadore do receptorTriag. sorológicaChagas, Sífilis,Hepatite B e C, HIV,HTLV I/II
  4. 4. HemoterapiaFrequência das doações- a cada 2 meses para homens- a cada 3 meses para mulheresIdade- entre 18 e 67 anosPeso- a partir de 50 kgVolume retirado- entre 405 e 495 ml
  5. 5. HemoterapiaEfeitos adversos da doação de sangue pequena porcentagem (1%) reação vasovagal tratamento
  6. 6. HemoterapiaExames imuno-hematológicos• Tipagem ABO (direta e reversa)• Fator Rh• Pesquisa de anticorpos irregulares• Compatibilidade• Fenotipagem
  7. 7. HemoterapiaFracionamento do SangueObjetivo:• Obter a mesma massa de hemácias de umaunidade de sangue total com separação do plasmarico em plaquetas, e posterior concentração dasplaquetas em pequeno volume de plasma.
  8. 8. Concentrado dehemáciasCrioSangue totalPFC PlaquetasPlasmarico emplaquetasPlasma pobreem CrioXIII VIII FVW/VIIIAlb Ig IX VII CP
  9. 9. HemoterapiaTestes pré-transfusionais Os testes pré-transfusionais têm como objetivofundamental garantir a compatibilidade sangüíneaentre o doador e o receptor, a fim de que oscomponentes transfundidos tenham sobrevidaaceitável e não causem dano ao receptor. Os testes pré-transfusionais têm como objetivofundamental garantir a compatibilidade sangüíneaentre o doador e o receptor, a fim de que oscomponentes transfundidos tenham sobrevidaaceitável e não causem dano ao receptor.
  10. 10. HemoterapiaPROCEDIMENTOSRequisição de Transfusão- Nome completo, registro hospitalar- Idade e sexo do paciente/ Gestação- Histórico de transfusão/ reação anterior- Hemocomponente solicitado e quantidade- Quadro clínico e laboratorial- Rotina, urgência, cirurgia- Assinatura do médico/carimbo/CRM“TERMO DE RESPONSABILIDADE”(hemocomponente liberado sem provas de compatibilidade)
  11. 11. Hemoterapia- Deve ser coletada por pessoa habilitada- Nome e registro do paciente(obrigatoriamente em acordo com a requisição)- O tubo deve ser rotulado no ato da coleta- Deve ser coletada até 48h antes da transfusãoAmostra do Receptor
  12. 12. HemoterapiaTipagem ABO• Tipagem diretaDetermina a presença/ausência dos antígenosdo sistema ABO nas hemácias do receptor• Tipagem reversaDetermina a presença/ausência de anticorposplasmáticos no receptorQualquer discrepância entre as tipagens direta e reversadeve ser resolvida antes que o sangue seja liberado
  13. 13. HemoterapiaTipagem Sangüínea Rh- É realizada com soro anti-D e determinaa presença/ausência do antígeno D nashemácias testadas Diferentemente do sistema sangüíneo ABO,um indivíduo Rh-negativo só produzirá umanticorpo anti-D por meio de imunização préviacom hemácias Rh-positivo (durante a gravidezou transfusão) O antígeno D é altamente imunogênico (terespecial atenção com mulheres em idade fértil)
  14. 14. HemoterapiaPesquisa de Anticorpos Irregulares (PAI) É realizada testando-se o soro do receptor contrahemácias tipo “O”, com fenotipagem conhecidapara os mais importantes sistemas sanguíneos. A PAI tem como finalidade detectar possíveisanticorpos clinicamente significantes, e contribuipara aumentar a segurança transfusional. Caso sejam detectados anticorpos com significadoclínico, será necessário fazer a identificação dessesanticorpos por meio de um painel de hemácias.
  15. 15. HemoterapiaProva de Compatibilidade A prova de compatibilidade maior é feita tes-tando-se os glóbulos vermelhos do doador contrasoro ou plasma do receptor. A prova de compatibilidade menor é feita tes-tando-se o soro ou plasma do doador contrahemácias do receptor, e é considerada obsoleta. Em caso de extrema urgência o médico poderáautorizar por escrito a liberação do sangue semessa prova.

×