Your SlideShare is downloading. ×
Oficinas plurais 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Oficinas plurais 2011

449
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
449
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Oficinas Plurais 2011A teimosa distância, diariamente celebrada, para com determinadas áreas – na maioria dos casosencobertas de mitos – pode levar-nos a um ponto irreversível. O teatro precisar de um dia mundial ésinónimo de necessidade de lembrança, é uma afiada faca que rasga a alheada memória, é um gestocatártico que nos limpa para de novo mergulharmos no esquecimento do que verdadeiramente nosconstrói. Na tentativa de avivar idos palcos, de inscrever novos sentidos, de riscar em guardadas folhas oque é o teatro, surgem as Oficinas Plurais. Estes lugares pretendem abrir perspectivas, problematizar ecolocar os participantes diante as distintas vertentes do campo espectacular, bem como dotá-los deferramentas e conhecimentos teórico práticos. Nestes espaços de formação convergirão diversificadosterritórios artísticos, e serão títulos destes palcos de conhecimento possível a transversalidade, ainterdisciplinaridade, e o poetizar-se – enquanto agente social / cultural / político. No fundo, pretendemostransformar o espectador num ser crítico de arte, num verdadeiro ser pensante, reflexivo – sempre noencontro de si e do silêncio. Oficina Duração Datas Horários Local Formador Qui 10 FEV 18h30 – 21h00História do Teatro | 8 horas Auditório da Biblioteca Sex 11 FEV 18h30 – 21h00 José Rui RochaLiteratura Dramática (3 sessões) Municipal Sáb 12 FEV 10h00 – 13h00 Qua 16 FEV 18h00 – 22h00 15 horas Qui 17 FEV 18h00 – 22h00Interpretação (4 sessões) Qua 23 FEV 18h00 – 22h00 Estúdio Fénix Jaime C. Soares Qui 24 FEV 18h00 – 21h00 6 horas Qui 10 MARMovimento (2 sessões) Sex 11 MAR 18h30 – 21h30 Estúdio Fénix Vera Santos Qui 17 MAR 18h30 – 21h00Produção | Espaços | 8 horas Auditório da Biblioteca Sex 18 MAR 18h30 – 21h00 José Rui RochaProjecções (3 sessões) Municipal Sáb 19 MAR 10h00 – 13h00 6 horas Sex 25 MAR 18h30 – 21h30 Auditório da BibliotecaTécnica Vocal e Dicção (2 sessões) Sáb 26 MAR 10h00 – 13h00 Municipal Margarida CostaINSCRIÇÕES Data limite deOficina Sócio Não sócio inscrição(1)História do Teatro | Literatura Dramática 19 € 24 € 7 FEVInterpretação 36 € 45€ 13 FEVMovimento 14 € 18 € 7 MARProdução | Espaços | Projecções 19 € 24 € 14 MARTécnica Vocal e Dicção 14 € 18 € 22 MAR Total 103 € 129 €(1) Caso queira inscrever-se em todas as Oficinas a data limite para inscrição é dia 7 FEV. Apoio:
  • 2. Oficinas Plurais 2011DESCONTOS:Inscrição nas 5 Oficinas: 10% sobre o valor total (Sócios e Não Sócios).PÚBLICO-ALVO:A partir dos 15 anos.OBSERVAÇÕES:N.º de inscrições limitadas a um mínimo de 10 elementos e um máximo de 15: Interpretação Movimento Técnica Vocal e DicçãoN.º de inscrições limitadas a um mínimo de 10 elementos e um máximo de 25: História do Teatro | Literatura Dramática Produção | Espaços | Projecções Apoio:
  • 3. Oficinas Plurais 2011FORMADORESJOSÉ RUI ROCHANatural do concelho de Vila Nova de Gaia, desenvolveu desde cedo estudos musicais na Academia de Música deSão Félix da Marinha cumprindo o curso complementar e estudos em piano e técnica vocal e repertório – canto,licenciando-se em 2003 em Educação Musical. É especializado em Literatura Dramática pela Faculdade de Letrasda Universidade do Porto. Teve como principais áreas de actividade profissional o ensino da música, teatro,dinâmica de leitura, interpretação, escrita e oralidade e alfabetização. É fundador e presidente da direcção doJanelas Plurais - Núcleo de Arte Dramática – Fafe. Como dramaturgo, viu editados alguns dos seus trabalhos, casodos textos: “Nuktos / N’Oudeis / Degrau sem superfície com saída ao abismo” [+] prefaciados pelo encenador,professor e dramaturgo Roberto Merino. É responsável por diversas produções teatrais como “Do meu maior ódionasceu o meu maior amor” – 1999; “António e suspiros de Morte” – 2001; “Náiade” – 2003; “Degrau sem superfíciecom saída ao abismo” – 2005; “Anfitrião Moldado ou a Ilusão Sagrada” – 2008. Frequentou Cursos de composiçãocom Cândido Lima; estudou as referências musicais nos romances de Eça de Queiroz, com Viktor v. d. Bent;aprofundou pedagogias musicais com o maestro e pedagogo, professor Pierre van Hauwe; frequentou ConferênciasInternacionais de Epistemologia e Filosofia com Edgar Morin, bem como diversos colóquios internacionais em tornodo teatro, musica e literatura, onde participou igualmente como orador – destacam-se as comunicações: “Darepresentação: Metamorfose e Filosofia no gesto Mimético em Palco e fora dele”; “Entre o som e a palavra: amúsica de António Teixeira e a influência italiana nas Variedades do Judeu”. Foi responsável pela direcção deactores e co-autor do argumento cinematográfico da curta-metragem “Mixar Caminhos” exibida no festival IndieLisboa 2009. É um frequentador assíduo da leitura e escrita. Actualmente desenvolve a sua actividade enquantocriador na Kairos – Produções Culturais. Apoio:
  • 4. Oficinas Plurais 2011JAIME C. SOARESActor, Encenador e Professor de Teatro. Iniciou a sua formação Teatral no Balleteatro Contemporâneo do Porto.Além da sua formação em Teatro, tem também formação ao nível da Dança Contemporânea, destacando o Cursode Criação e Composição Coreográfica do Fórum Dança. Já trabalhou como intérprete para o Teatro de Marionetasdo Porto, Balleteatro, La Fura Dels Baús, Seiva Trupe, entre outros. Dá aulas regulares de Teatro e diversosworkshops. Em 2008 cria a NAPALM (Companhia de Teatro Dança em Conjunto ou Alternadamente). Do seutrabalho como encenador destaca os espectáculos, “Kuspo”, “Alucinação Numa Gota de Água” e “Uma PedraContra a Cabeça”. Apoio:
  • 5. Oficinas Plurais 2011VERA SANTOSNasceu no Porto em 1973 e nessa cidade fez a sua formação académica na área das Artes Plásticas, fez o CursoProfissional de Dança no Balleteatro, o Curso Superior de Teatro na ESMAE. Licenciada em História de Arte naFaculdade de Letras do Porto, frequenta actualmente o Mestrado em estudos Artísticos da Escola Superior de BelasArtes da mesma Universidade. Depois de Curso de Pesquisa e Criação Coreográfica do Forum Dança, fez oscursos de Coreografia e de Artes da Performance da Gulbenkian (Lisboa). Contactou com diversos criadores dadança contemporânea como Vera Mantero, Lisa Nelson, Matide Monier, Mark Tompkins, Julian Hamilton e BrunoDizien, entre outros, com quem fez formação. Bailarina/intérprete desde 1990, em 2000 fez a sua primeira criação etem vindo a desenvolver o seu trabalho nestas áreas em Portugal e no estrangeiro. Paralelamente, mantém umaactividade pedagógica dando aulas de dança contemporânea (para pessoas com e sem experiência), movimentopara actores, interpretação e composição. Apoio:
  • 6. Oficinas Plurais 2011MARGARIDA COSTANasce a 5 de Fevereiro de 1989 no Porto, e inicia os seus estudos musicais aos 5 anos de idade, na Academia deMúsica de Costa Cabral, na classe de piano, escola onde permaneceria até concluir o curso complementar.Enquanto pianista é orientada por vários professores, como Cristóvão Luiz, Sónia Amaral, Marina Pacheco, JoséFerreira, Francisco Ferreira e Pedro Santos. É nesta mesma escola que começa a estudar Canto aos 15 anos deidade, com a professora Patrícia Silva, onde finaliza o curso com média de 18 valores. Em 2007, ingressa na EscolaSuperior de Música e Artes do Espectáculo do Porto no curso de Canto, com 18 valores nas provas de acesso, ondeé orientada por José Oliveira Lopes e Margarida Reis. Durante o seu percurso musical tem trabalhado com diversosprofessores, nomeadamente: António Salgado, Sofia Serra, Rui Taveira, António Saiote, António Durães, JaimeMota, Fausto Neves, Bárbara Francke, Sofia Lourenço, entre outros. Frequentou masterclasses de Ana PaulaRusso, Patricia MacMahon, Ettore Nova e Ambra Vespasiani . No campo da Ópera, desempenhou o papel de Mãena ópera Hänsel und Gretel (Casinha de Chocolate), de Humperdink. Foi solista na Missa In Tempore Belli, de J.Haydn. Tem integrado alguns coros, designadamente o Coro de Câmara da Academia de Música de Costa Cabral,o "Ensemble Vocal Pro Musica" sob a direcção de José Manuel Pinheiro, o Coro de Câmara da Escola Superior deMúsica e Artes do Espectáculo e o grupo vocal "Aquijazz", sob a direcção de Bárbara Francke. Actualmente élicenciada em Canto pela ESMAE. Frequenta o Mestrado em Ensino da Música (Canto) na Universidade CatólicaPortuguesa do Porto. É também membro do Coro Sinfónico residente da Casa da Música no Porto. Apoio: